Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Alda Lara  Voltar

Alda Lara

 

Alda Ferreira Pires Barreto de Lara Albuquerque, conhecida como Alda Lara, era casada com o escritor Orlando Albuquerque.

Muito nova veio para Lisboa onde concluiu o 7º ano do Liceu.

Freqüentou as Faculdades de Medicina de Lisboa e Coimbra, licenciando-se por esta última.

Em Lisboa esteve ligada a algumas das atividades da Casa dos Estudantes do Império

Declamadora,chamou a atenção para os poetas africanos.

Depois da sua morte, a Câmara Municipal de Sá da Bandeira instituiu o Prêmio Alda Lara para poesia.

Orlando Albuquerque propôs-se editar-lhe postumamente toda a obra e nesse caminho reuniu e publicou um volume de poesias e um caderno de contos.

Colaborou em alguns jornais ou revistas, incluindo a Mensagem (CEI).

Alda Lara

Alda Lara - Biografia

Alda Lara (1930- 1962) foi uma poeta, contista e escritora angolano lusófono. Produziu um corpo de trabalho considerável durante sua curta vida, embora a maioria de sua escrita foi publicado postumamente por seu marido, o escritor moçambicano Orlando Albuquerque.

Nascida no sul de Angola, ela frequentou a Universidade de Coimbra, em Portugal e obteve um diploma em medicina.

Ela viveu em Portugal durante treze anos, durante os quais ela era um contribuinte ativo para Mensagem, uma revista literária de destaque publicada por estudantes africanos que vivem e estudam em Portugal.

Alda Ferreira Pires Barreto de Lara Albuquerque nasceu em 1930 em Benguela, Angola.

Ela estudou medicina nas universidades de Lisboa, Espanha e Coimbra, Portugal. Nesta última cidade durante os anos 1950 ela se tornou ativa na Casa dos Estudantes do Império, um grupo de ativistas estudantis e intelectuais revolucionários de África lusófona, que pediu o fim do domínio colonial Português em seus vários países.

Lara morreu com a idade de 32 em Cambambe, Angola, em 1962.

Após sua morte, a Camara Municipal da cidade de Sá da Bandeira estabeleceu o Prémio Alda Lara - o Prêmio de Poesia Alda Lara - em sua honra.

Também a título póstumo o marido editou e publicou um volume de seus poemas. Poemas simplesmente intitulado (1966), e uma coleção de seus contos, intitulado Tempo da Chuva (1973).

Volumes subseqüentes da poesia de Lara incluem Poesia (1979) e Poemas (1984), este último cobrindo toda a sua obra poética.

A poesia de Lara também apareceu em publicações como Mensagem, antologia de poesia angolanos (1958); Estudos Ultramarinos, (1959); Antologia de terra portuguesa - Angola (1962); Angolanos Poesia (1962); Poetas e contistas Africanos (1963); Makua 2-antologia poética (1963); Portugueses Contos do ultramar - Angola, vol. 2 (1969); e No Reino de Caliban (1976).

O poema 'Nights "(como traduzido do Português por Julia Kirst) aparece no livro Heinemann da Poesia Mulheres Africanas (1995), editado por Stella e Frank Chipasula.

Obra poética

Poemas, 1966, Sá de Bandeira, Publicações Imbondeiro;
Poesia, 1979, Luanda, União dos Escritores Angolanos;
Poemas, 1984, Porto, Vertente Ltda. (poemas completos).

Fonte: www.lusofoniapoetica.com/literature.proquestlearning.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal