Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Arquitetura e Urbanismo  Voltar

Arquitetura e Urbanismo

 

Arquitetura e Urbanismo - Arquiteto

A atualidade valoriza a organização do meio físico de forma sustentável - traduzida pela idealização dos espaços onde o homem exerce suas atividades - em relação a aspectos utilitários, técnicos, formais, sociais, psicológicos, estéticos, éticos, bioclimáticos e culturais.

Neste sentido, há um amplo campo para a atuação de profissionais da área de arquitetura e urbanismo, que devem ter uma visão, ao mesmo tempo, crítica e inovadora.

O curso

O currículo mescla disciplinas das Ciências Humanas e Exatas, como matemática, história da arte, resistência de materiais e computação gráfica. O primeiro semestre é muito teórico, mas, a partir do segundo, há mais aulas práticas. A criatividade é fundamental na hora de fazer os esboços, mas esteja pronto para mergulhar nos cálculos. Estágio e trabalho de conclusão de cursos são obrigatórios na maioria das instituições.

A duração média do curso é de cinco anos.

Mercado de trabalho

O arquiteto pode trabalhar como profissional liberal em empresas privadas de pequeno, médio e grande portes, ou, ainda, prestando serviços para órgãos governamentais que tratam de urbanismo e planejamento, construção civil, interiores residenciais, comerciais e corporativos, paisagismo, ecologia e meio ambiente, restauração e preservação do patrimônio histórico, saneamento e obras.

A valorização do arquiteto e urbanista pode ser notada pelo aumento do número de publicações e eventos específicos, além de iniciativas como os programas de renovação urbana desenvolvidos em várias cidades do País.

Campo de Atuação

Há um grande campo de atuação para o profissional arquiteto urbanista em empresas públicas e privadas, que inclui dentre outros:

Projetos arquitetônicos para edificações
Projetos urbanísticos
Planejamento urbano e regional
Gestão das cidades
Gerenciamento de obras
Projetos para revitalização e/ou restauro de edificações ou conjuntos urbanos
Projetos de paisagismo
Projetos de arquitetura de interiores
Projetos de equipamentos urbanos e mobiliário
Consultorias
Ensino e pesquisa.

Arquitetura e Urbanismo - O que é

O arquiteto e urbanista projeta e acompanha a construção de edificações, além de planejar os espaços urbanos e regionais.

É da responsabilidade desse profissional o estudo das acomodações domésticas, das tecnologias que permitem a construção de grandes obras e o planejamento da ocupação do espaço urbano.

Compete ao arquiteto e urbanista, sob o ponto de vista legal, todas as atividades referentes a edificações, conjuntos arquitetônicos e monumentos, arquitetura paisagística, urbanismo, projeto de interiores, planejamento físico, urbano e regional.

Os profissionais formados em arquitetura e urbanismo também podem desempenhar atividades no campo do desenho industrial e na área de comunicação visual, conforme deliberação do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA).

O profissional é habilitado a exercer atividades como planejamento, projetos, especificação, direção e execução de obras, fiscalização de obras e serviços, orçamento, supervisão, orientação técnica, coordenação, ensino, pesquisa, extensão, assessoria, controle de qualidade, estudos de viabilidade técnica-econômica, consultoria, vistoria, perícia, avaliação, produção técnica especializada e todas as atividades que se inclua no âmbito da profissão.

A habilitação em arquitetura e urbanismo é única, não existindo modalidades na profissão. A profissão é regulamentada pelo CREA, onde o formando deve requerer seu registro profissional após concluir o curso.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado: Duração média de 4 a 5 anos. O Curso de constitui-se de disciplinas obrigatórias e optativas. O estudante que pretende ingressar no curso de arquitetura deve se preparar para a grande quantidade de trabalhos que deverá realizar ao longo da graduação. Cerca de 20% da grade curricular é composta por disciplinas de projetos monitorados. As escolas ainda oferecem uma formação interdisciplinar, que permeia desde a metodologia e o exercício do projeto arquitetônico e do planejamento da cidade, passando pelas disciplinas teórico-críticas, como a história da arquitetura, da arte, da tecnologia e do urbanismo e seus aspectos sócio-culturais, estéticos e filosóficos, até as disciplinas da área tecnológica, como técnicas construtivas, estabilidade das construções e conforto acústico e ambiental. Durante os dois últimos semestres o aluno desenvolve o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Não é obrigatório o estágio.

b) Nível Superior

Tecnológico: Duração média de 2 anos. Não existem cursos tecnológicos de Arquitetura, mas os interessados podem optar pelos cursos de Conservação Patrimonial ou Restauração de Imóveis. O currículo do curso compreende disciplinas como desenho arquitetônico, história da arte, cálculo estrutural, técnicas de restauração, tecnologia de materiais, legislação aplicada e informática aplicada, além de gestão de negócios. Como o currículo apresenta muitas interfaces com os bacharelados em Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, o aluno pode ingressar posteriormente em um destes cursos fazendo um aproveitamento de estudos.

c) Nível médio

Curso Técnico: Duração média de 2 anos. Não existem cursos de arquitetura em nível médio, no entanto os interessados podem optar pelos cursos de Desenho Arquitetônico ou então Desenho de Construção Civil, que formam profissionais gabaritados para pequenos projetos, para o desenho técnico e para os serviços auxiliares ao bacharel. As disciplinas básicas são matemática, informática aplicada, física, desenho técnico, hidráulica, elétrica e outras.

d) Cursos Livres

Os cursos livres podem complementar a formação dos profissionais em arquitetura, ou ainda formar auxiliares para o trabalho com urbanismo e paisagismo como os cursos de Iluminação Aplicada ao Paisagismo , Maquetes , Paisagismo - Técnicas e Projeto .

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para os arquitetos e urbanista tem se mantido estável. O desenvolvimento nacional tem proporcionado um suave aumento na solicitação de profissional habilitado, tanto na iniciativa privada quanto na pública. O arquiteto e urbanista exercerá sua atividade criadora na arquitetura das habitações e edifícios em geral, nos objetos, nas cidades.

O cumprimento da legislação, como o Estatuto das Cidades, que trata do espaço urbano torna, imprescindível a atuação do arquiteto. Os cuidados com o meio ambiente e aproveitamento racional dos recursos naturais também têm, na figura do arquiteto, o profissional ideal para solucionar a questão da ocupação do espaço adequadamente.

Seu campo de ação abrange planejamento físico local e regional, arquitetura de exteriores e paisagismo, restauração de edifícios históricos, arquitetura de interiores e direção técnica de obras. Pode trabalhar em seu próprio escritório ou como funcionário de empresas públicas e privadas.

Ofertas de Emprego

As melhores ofertas de emprego para os arquitetos e urbanistas se encontram nos grandes centros urbanos, capitais e regiões metropolitanas.

Nos últimos anos tem crescido da procura por profissionais da área para atuar na comercialização de produtos e no planejamento de móveis. A maioria das empresas moveleiras contrata o arquiteto para o acompanhamento das vendas, planejamento dos objetos e aconselhamento dos clientes na hora da compra.

Também têm surgido vagas para o arquiteto especializado em planejamento urbano e estudo de impacto ambiental. Com as novas leis de zoneamento e com a crescente preocupação com a preservação dos recursos naturais todos os grandes projetos de construção precisam do estudo de impacto ambiental, que pode ficar por conta do arquiteto.

Outro nicho que tem se aberto a esses profissionais é o acompanhamento de reformas e a restauração de prédios históricos. Profissionais especializados na área trabalham em conjunto com os arqueólogos, restauradores e engenheiros na recuperação de construções antigas e na renovação de edificações em situação de risco.

Arquitetura e Urbanismo - Atuação

O QUE FAZ

Cria e organiza espaços para a realização de obras civis, levando em consideração funcionalidade, conforto e estética. Projeta e coordena a construção e reforma de residências, prédios governamentais, religiosos e outros, além de planejar cidades, bairros, praias e jardins. O arquiteto pode atuar também para dar soluções a problemas de iluminação, elaborar desenhos de objetos, móveis, equipamentos industriais e letreiros.

CAMPO DE TRABALHO

Arquitetura de Interiores: Organização do espaço interno da construção, definindo os detalhes, as cores, o acabamento do ambiente e os materiais de revestimento e iluminação. Pode também desempenhar esta atividade em navios, teatros, lojas e estúdios de cinema e de televisão.
Comunicação Visual:
Concepção da identidade visual de empresas, incluindo a criação de marcas, embalagens, vinhetas eletrônicas e capas de discos e livros. É uma área que desenvolvendo muito graças aos recursos de computação  gráfica.
Conforto:
É uma especialização da área de Arquitetura de Interiores na qual o arquiteto é responsável pelo planejamento das condições de acústica, temperatura, iluminação e ventilação de ambientes.
Desenho Industrial:
Elaboração de móveis, utensílios domésticos, luminárias e outros objetos para serem produzidos em escala industrial.
Edificações e Construções:
Projeto, construção e acompanhamento de todo tipo de edifícios, casas e indústrias, incluindo o controle de materiais e custos.
Paisagismo e Ambiente:
Projetar parques, praias e jardins, considerando a organização do espaço para uso social e recreativo.
Luminotécnica e Instalação Elétrica:
Elaborar projetos para iluminação de grandes espaços como shoppings centers, empresas e fachadas. É uma atividade ligada a indústria de luminárias.
Pesquisa:
Atividade desenvolvida principalmente nas universidades e leva ao surgimento de novas técnicas de edificação. A restauração de prédios de valor histórica é outra área importante do setor de pesquisa.
Urbanismo:
Planejamento de cidades, incluindo as ruas, parques e bairros, e organização do plano diretor que irão orientar o seu crescimento. O urbanista trabalha ao lado de geógrafos e engenheiros no planejamento físico regional que envolve vários centros urbanos.

Simbolo do curso de Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo
Simbolo de Arquitetura e Urbanismo

Significado

Ao falar da Arquitetura, indicamos a importância que tem a forma do cosmo físico como modelo no qual se inspiravam os antigos construtores para a edificação dos recintos sagrados e das moradias humanas.

E entre os principais instrumentos utilizados para tal fim destacamos o compasso e o esquadro.

Ambos são os símbolos respectivos do Céu e da Terra, e assim os contempla em diversas tradições, ou mais precisamente, iniciações, como o Hermetismo, a Maçonaria e o Taoísmo.

O círculo ao qual desenha o compasso, ou seu substituto a corda, simboliza o Céu, porque este efetivamente tem forma circular ou abobadada, qualquer que seja o lugar terrestre de onde o observe. Por sua vez, o quadrado (ou retângulo), que traça o esquadro, simboliza a Terra, quadratura que lhe vem dada, entre outras coisas, pela “fixação” no espaço terrestre dos quatro pontos cardeais assinalados pelo sol em seu percurso diário.

Além disso, a Terra sempre foi considerada como o símbolo da estabilidade, e a figura geométrica que melhor lhe corresponde é precisamente o quadrado, ou o cubo na tridimensionalidade.

Desde outro ponto de vista, o trabalho com o compasso e com o esquadro sintetiza igualmente todo o processo alquímico da consciência, do que a edificação e construção não são mais que símbolos.

Por isso que em alguns emblemas hermético-alquímicos se vê o Rebis, ou Andrógino primitivo, sustentando em suas mãos o compasso e o esquadro, quer dizer, reunindo na natureza humana as virtudes e qualidades do Céu e da Terra, harmonizando-as em uma unidade indissolúvel.

Fonte: estacio.br/www.cursocerto.com.br/www.fumec.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal