Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Identidade e Autonomia - Página 6  Voltar

Identidade e Autonomia

3.7 - Repouso

Respeito ao sono dos bebês é cuidado primordial na rotina

Bebê Dormindo
É recomendável que os bebês durmam por pelo menos uma hora e meia na rotina

No berçário, ações que envolvem cuidados corporais são fundamentais. Nesse aspecto, há três áreas básicas que devem ser exploradas: a higiene, a alimentação e o repouso. No que diz respeito ao repouso, vale lembrar que as crianças de até 2 anos precisam, em média, de uma hora e meia de sono ao longo do dia na creche enquanto que as crianças de 3 anos precisam de apenas uma hora de cochilo, como informa a Proposta Curricular para Berçários da Prefeitura de São José dos Campos, em São Paulo.

A organização desses horários depende dos desejos e das necessidades de cada criança.

Mais um ponto importante: cante e embale as crianças pequenas. É possível perguntar aos pais quais são as canções de ninar favorita dos bebês. Com os maiores, já se pode conversar sobre os medos e sonhos de cada um, para ajudá-los a dormir.

3.8 - Pequenas ações cotidianas

Permita que os bebês tentem se vestir, lavar as mãos, guardar brinquedos...

Pequenas Responsabilidades
Conferir pequenas responsabilidades à criança
contribui para que seja cada dia mais autônoma

Segundo o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, "o exercício da cidadania é um processo que se inicia desde a infância, quando se oferecem às crianças oportunidades de escolha e de autogoverno".

A capacidade de fazer escolhas é aprimorada na medida em que a criança amplia seus recursos - movimenta-se melhor, se expressa com mais habilidade - e tem oportunidade para colocar a autonomia em prática. Se você centralizar todas as decisões, pode impedir o desenvolvimento dos pequenos nas aprendizagens relacionadas à identidade e à autonomia.

Além das ações de cuidado (descritas nos itens 3.6 e 3.7 deste roteiro), é fundamental que, desde os primeiros anos de vida as crianças possam realizar pequenas ações. Os brinquedos e objetos precisam estar à disposição dos pequenos e ao alcance deles - seja em caixas ou em prateleiras baixas, organizadas nos cantos da creche. As crianças também precisam ser convocadas a ajudar nas atividades do grupo - cada uma com sua função.

As situações de ajuda entre as crianças são momentos igualmente importantes para o desenvolvimento da autonomia. Mesmo que os pequenos ainda não consigam finalizar algumas tarefas, sugira que uma criança ajude a outra a vestir-se, que ela segure a própria mamadeira, lave as mãos, ou ainda que guarde determinado objeto, por exemplo.

3.9 - Brincar

Brincar sempre e muito! É assim que os pequenos descobrem e interpretam o mundo

Crianças Brincando
Brincar muito e imitar os fazeres adultos ampliam
as representações que as crianças têm do mundo

Brincar é fundamental em toda a Educação Infantil. Na creche, é uma das principais atividades para o desenvolvimento da identidade e da autonomia. Além de interagir com os outros e aprender regras de convívio social, quando brinca a criança se comunica (seja por gestos, sons ou movimentos), manipula objetos, desenvolve a atenção, a memória e a imaginação.

Organizar diferentes cantos na creche e propiciar que as crianças brinquem diariamente é uma ação fundamental do educador. Dispor materiais de naturezas, texturas, cores e formas diferentes é um estímulo para os bebês. Tudo deve ficar acessível e as crianças precisam ter liberdade para manusear os objetos e compor novas brincadeiras.

Até os 3 anos, os pequenos precisam desenvolver o interesse por diferentes brincadeiras; brincar de "esconder e achar" e de brincadeiras que envolvam a imitação - como "casinha", médico e paciente, heróis e vilão etc. -; escolher brinquedos ou espaços para brincar, assim como respeitar as regras combinadas com o grupo. Você acompanha as brincadeiras, observa as preferências e evoluções dos pequenos e propõe novos desafios à turma.

Quando empilham, encaixam, montam, chacoalham objetos ou imitam fazeres adultos, os pequenos aprendem a explorar o mundo. Os objetos manipulados a cada nova situação provocam experiências inéditas para a criança. Não se trata de uma ilusão ou de uma ação que acontece "de mentirinha", mas de uma forma de desenvolver interpretações sobre a realidade e sobre os outros.

O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil lembra que "a fantasia e a imaginação são elementos fundamentais para que a criança aprenda mais sobre a relação entre as pessoas, sobre o eu e sobre o outro". Isso significa que é através do brincar que a criança amplia seus conhecimentos e constroi sua identidade. O cientista suíço Jean Piaget (1896-1980) dividiu as atividades lúdicas infantis em três tipos: jogos simbólicos, de regras e de exercício. Brincar na creche é coisa séria.

Bibliografia

Livros

A evolução psicológica da criança. Henri Wallon, 268 páginas, Editora Martins Fontes, 2007, tel. (11) 3293-8150.

Do ato ao pensamento. Henri Wallon, 224 páginas, Ed. Vozes, 2008, tel. (24) 2233-9000.

Psicologia e Educação da Infância. Henri Wallon, 440 páginas, Editorial Estampa, 1981.

A construção do real na criança. Jean Piaget, 392 páginas, Ed. Ática, 1996, tel. 0800 11 51 52.

A formação do símbolo na criança. Jean Piaget, 376 páginas, Ed. LTC, 1990, tel. (11) 5080-0780.

A representação do mundo na criança. Jean Piaget, 320 páginas, Ed. Ideias e Letras, 2005, tel. 0800 16 00 04.

O juízo moral na criança. Jean Piaget, 304 páginas, Ed. Summus, 1994, tel. (11) 3872-3322.

O nascimento da inteligência na criança. Jean Piaget, 392 páginas, Ed. LTC, 1987, tel. (11) 5080-0780.

A construção do pensamento e da linguagem. Lev Vygotsky, 496 páginas, Ed. WMF Martins Fontes, 2011, tel. (11) 3293-8150.

Imaginação e criação na infância. Lev Vygotsky, 136 páginas, Ed. Ática, tel. 0800 11 51 52.

Educação de 0 a 3 anos - O atendimento em creche. Elinor Goldschmied e Sonia Jackson, 312 páginas, Ed. Artmed, 2006, tel. (51) 3027-7000.

Educação Infantil: fundamentos e métodos. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira, 256 páginas, Ed. Cortez, 2002, tel. (11) 3611-9616.

Educação Infantil: muitos olhares. Zilma de Moraes Ramos de Oliveira (org.), 190 páginas, Ed. Cortez, 2007, tel. (11) 3611-9616.

Educação Infantil - Resposta educativa à diversidade. Gema Paniagua e Jesús Palacios. 256 páginas, Ed. Artmed, 2007, tel. (51) 3027-7000.

O Desenvolvimento da Criança Através do Brincar. Adriana Friedmann, 152 págs., Ed. Moderna, tel. 0800-172-002.

Fonte: revistaescola.abril.com.br

voltar 123456avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal