Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Volta às Aulas  Voltar

Volta às Aulas

Pronto! Eis mais um grande recomeço

Volta às Aulas

Corre! A faxina tem que ser geral – ordena o diretor. E a sala 7, também já foi pintada? E as carteiras, já estão prontas? – pergunta a professora. É preciso que tudo esteja limpo e arrumado, hein, porque “eles” já estão chegando! – diz a coordenadora.

É hora de recomeçar. De reviver o que passou e sonhar com o que há por vir. De avaliarmos as coisas maravilhosas que aconteceram no ano passado e as nem tão maravilhosas assim. E é isso aí, minha gente! Todos envolvidos para que o momento seja mesmo muito especial.

Pensar nos espaços físicos da escola dá mesmo um trabalhão. Tudo tem que estar na mais perfeita ordem. Uma ansiedade só! Para os que aqui já estavam como também para os alunos novos que vão chegar. Arruma aqui! Conserta ali! Puxa pra cá! E assim vai... Um grande desafio. Hummm!!! E o lanche! O que servir? Tem que ser atraente e gostoso.

Mas, difícil mesmo é pensar e repensar o papel pedagógico da escola para acolher e acomodar a todos, com suas semelhanças e diferenças; pois a escola, além de promover as grandes descobertas que o conhecimento proporciona, deve ser um lugar democrático, onde todos sejam respeitados, estimulados a trocar experiências e a aprender a se relacionar. É um ambiente onde a solidariedade e a amizade devem imperar.

Dentro desse propósito, a nossa escola promove uma recepção amena, em que um professor orientador, devidamente preparado para cada turma, incentiva as relações, apresenta o novo ambiente escolar e suas dependências, conta um pouco sobre a história da escola para que todos se sintam acolhidos e muito bem vindos!

Nesse encontro, é promovido um debate a fim de se construir conjuntamente um Estatuto da Boa Convivência, em que deveres e direitos são formulados pela própria turma, sob a orientação do professor, sendo registrados na ata da escola e fixados no mural da sala. Ao final, o aluno preenche uma ficha na qual conta um pouco de sua história pessoal, seus anseios e seus medos.

No que diz respeito à família, esta exerce uma função extraordinária na adaptação, preparando o aluno para o novo ambiente escolar e supervisionando sua rotina, dando-lhe dicas e conselhos preciosos para uma melhor adequação, diante de tantas novidades...

É essencial que a escola se prepare e se organize de forma a construir uma relação mais positiva e de companheirismo entre todos os seus membros. Na escola, temos grandes possibilidades de estabelecer vínculos de amizades para uma vida inteira. Então, respire fundo e aproveite o ano letivo que começou. Adote uma postura receptiva e prepare-se para um futuro de longas parcerias.

Adriana Teixeira Silva

Fonte: www.turminha.mpf.gov.br

Volta às Aulas

Volta às Aulas

Depois de planejar com a equipe gestora, os docentes e os funcionários como será o ano na sua escola, reserve um período da semana pedagógica para organizar a recepção dos alunos na primeira semana de aula. Os professores já terão informações sobre as turmas para as quais darão aulas e isso certamente ajudará nas relações que se estabelecerão no início do ano letivo. Com todo o grupo, pense nos detalhes que farão com que os alunos se sintam acolhidos e formem (ou fortaleçam) os laços afetivos com a escola ? condição importante para que a aprendizagem aconteça. A seguir, uma pauta para você discutir com a equipe:

1. Organização das salas

Antes de os alunos chegarem, combine com professores e funcionários a maneira como a sala de aula deve estar organizada. No primeiro dia, as formações circulares facilitam a integração e por isso são mais indicadas do que fileiras (que não favorecem a socialização). Nas salas da Educação Infantil, aconselha-se a organizar cantos de brincadeiras (veja exemplos no vídeo Ateliê de Entrada) - para ajudar a entreter as crianças antes que a turma esteja completa e também já iniciando um processo de socialização e aprendizagem. A coordenação pedagógica, junto com os professores de cada turma, poderá decidir quais cantos são mais interessantes para as diversas faixas etárias.

2. Recepção

Decidam em conjunto o local em que cada um receberá os alunos. A sugestão é que a equipe gestora fique no portão para cumprimentar não somente as crianças e os jovens mas também os pais que costumam acompanhar os filhos à escola. Os professores podem esperar pelos alunos na porta da sala de aula. Combine com os funcionários de apoio que eles se posicionem nos corredores e em locais em que possam ajudar a informar a localização de cada classe ou ainda orientar sobre o caminho para os banheiros, o bebedouro etc. e outras dúvidas que os estudantes possam ter.

3. Apresentação em sala de aula

Reflita com os professores sobre a importância de apresentar os novos alunos aos demais antes do início dos trabalhos. Peça aos docentes que estimulem a criança a falar um pouco sobre ele mesmo, seu histórico e sua relação com os estudos. Depois, todos podem contar o que fizeram durante as férias. Os professores podem contribuir dando ideias para organizar esse momento e apresentar maneiras de fazer isso. Exemplos: cada aluno pode contar sobre algo que aprendeu nas férias, um lugar que visitou, uma história que leu ou assistiu. Entre os mais velhos, também é interessante falar dos planos que têm para o ano, o que pode incluir um curso ou uma atividade extra ou estudar para o vestibular.

4. Tutoria dos veteranos

É comum que os alunos novos demorem um pouco para se enturmar com um grupo já formado. Para facilitar esse período, adote um sistema de tutoria em que um colega da turma que já estuda na escola há mais tempo mostre ao novato todos os departamentos, o acompanhe e oriente em relação aos procedimentos da escola e tire suas dúvidas. Esse acompanhamento pode variar de uma semana a um mês. Algumas escolas marcam o início das aulas para os novatos um ou dois dias depois do início oficial das aulas. Nesses dias, o professor dá informações sobre o novo colega que vai chegar (nome, de onde ele vem, o que fazem os pais etc.) e escolhe o aluno que fará a tutoria. Em instituições em que há grêmio estudantil, essa recepção pode ser feita por um membro da entidade.

5. Primeiro contato com cada setor

Reforce também a importância dos funcionários de apoio e administrativos serem receptivos com todos e especialmente solícitos com quem ainda não conhece as dependências e rotina da unidade. Estude a hipótese de a classe do primeiro ano - em que todos devem ser novos - fazer uma excursão pela escola com paradas em cada setor para que um responsável da área explique o funcionamento da cantina, da biblioteca, da secretaria, etc. Algumas escolas marcam o início das aulas em dias diferentes para cada três ou quatro turmas para que todos os funcionários deem atenção a chegada de todos.

6. Aulas inaugurais diferenciadas

As primeiras aulas devem apresentar os conteúdos que serão trabalhados durante um período (bimestre, trimestre ou semestre), de acordo com o que foi planejado na semana pedagógica. Uma maneira de apresentar os projetos que serão desenvolvidos é mostrar à turma os trabalhos feitos sobre o tema em anos anteriores. Ao coordenador pedagógico, cabe orientar os professores para que façam uma avaliação inicial antes de introduzir cada conteúdo. As perguntas, quando bem elaboradas, além de dar uma noção precisa do que cada aluno sabe sobre o tema e de que ponto os professores podem avançar, servem para despertar a curiosidade e dar uma prévia do que as crianças aprenderão durante o projeto.

7. Regras bem compreendidas

Decida com a equipe, também no final da semana pedagógica, quem apresentará o estatuto da escola - e como - e em que momentos serão feitos os combinados entre professores e alunos. O próprio diretor pode ter essa função. Para isso, ele precisará ir de sala em sala, se apresentando, dando as boas vindas e explicando algumas regras de convivência já em vigor - que devem ser transmitidas de forma que os alunos entendam porque elas existem. Uma sugestão é partir dos direitos de cada um para os deveres de todos. Por exemplo: todo estudante tem direito a material didático de qualidade, para isso cada um deve cuidar bem dos livros que usará naquele ano para que eles possam ser reutilizados no próximo. É importante gastar alguns minutos com o assunto logo nos primeiros dias de aula, antes que as situações em que caberia o uso de determinadas regras ocorram. Com as regras gerais conhecidas, cada professor pode organizar com a uma turma os combinados internos. Para isso é preciso ouvir os alunos e sistematizar as discussões, chegando a normas internas para cada grupo.

Fonte: revistaescola.abril.com.br


Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal