Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Pau Brasil - Página 7  Voltar

Pau-Brasil

Dados botânicos

Nome popular: pau-brasil

Nome científico: Caesalpinia echinata Lam.

Família: Caesalpiniaceae (Leguminosae)

Sub-família: Caesalpinioideae

Outros nomes populares: ibirapitanga, pau-vermelho, ibirapiranga, arabutã, brasileto, araboretam, pau-de-pernambuco.

A zona climática onde ocorre o pau-brasil é semi-árida quente (Aguiar & Pinho 1996).

Caule

Atinge até 30 m de altura e 40 a 60 cm de diâmetro em condições naturais, porém quando cultivado, o pau-brasil dificilmente ultrapassa 15 m, com diâmetro de 20 a 40 cm (Aguiar & Pinho 1996).

Dois anos após plantio, pode chegar a 2 m de altura. É uma árvore de porte elegante, copa arredondada, folhas verde-brilhantes, flores em cachos amarelo-ouro, suavemente perfumadas, prestando-se como ornamental e própria para arborização urbana (Aguiar & Pinho 1996).

Apresenta fuste circular quase reto, com casca pardo-acinzentada e com muitos acúleos que diminuem sensivelmente com a idade da planta. Madeira de cerne castanho-avermelhada e alburno fino de coloração amarelada é bastante resistente e pesada, superfície lisa, galhos ascendentes longos, geralmente finos. flexíveis e com acúleos.

Folha

Pau-Brasil
Clique para Ampliar

O primeiro par de folhas cotiledonares das plântulas apresenta folíolos opostos. Já a partir do segundo par de folhas os folíolos são alternos. As folhas do pau-brasil caracterizam-se como alternas, compostas, bipinadas (sub-dividida em pinas e estas em folíolos), de folíolos ovais e pequenos, formando folhagem densa verde-escura brilhante.

Flor

Pau-Brasil
Clique para Ampliar

As flores estão reunidas em inflorescência do tipo cacho simples, com pétalas de coloração amarelo-ouro; sendo que uma delas, denominada vexílo ou estandarte, possui coloração vermelho-púrpura o que proporciona às flores caráter bastante ornamental.

A primeira florada em São Paulo ocorre após cinco anos do plantio, entre setembro e março. Em Pernambuco, floresce aos três anos, entre dezembro e maio. Pesquisa realizada em Moj-Guaçu, SP sobre comportamento fenológico do pau-brasil mostra que o pico da floração ocorre nos meses de setembro/outubro, com frutificação em novembro/dezembro (Aguiar 2001).
Polinização das flores

Apresentando pétalas amarelo-ouro, com uma mancha vermelha-púrpura na pétala superior central, exalando um aroma suavemente perfumado que lembra o jasmim, a inflorescência do pau-brasil torna-se desta forma um grande atrativo para as abelhas.

Com a experiência acumulada ao longo de masi de duas décadas de pesquisa, o autor sugere que as abelhas chamadas de africanizadas (Apis melizera scutellata) , provavelmente sejam as principais responsáveis pela polinização das flores de pau-brasil.

Estas abelhas são excelentes produtoras de mel e, foram introduzidas em São Paulo em 1956. A Apis melizera scutellata é uma abelha híbrida da abelha européia (Apis melizera ligustica, Apis melizera caucasica, Apis melizera carnica) com abelha africana Apis melizera scutellata.

Outras espécies de abelhas eventualmente visitam as flores de paubrasil, entre elas a jataí (Tetragonisca angustula Latreille), a arapuá (Trigona spinipes Fabricius) e alumas vespas marimbondo.

Fruto

Pau-Brasil
Clique para Ampliar

Vagem deiscente (que se abre quando madura liberando as sementes), espinescentes (cobertas de saliências). Em São Paulo, a maturação dos frutos ocorre entre novembro e dezembro, podendo esporadicamente ocorrer maturação em maio. Na fase de maturação, os frutos apresentam coloração amaronzada. (Aguiar et al. 2007).

Semente

A semente do pau-brasil (Figura 3f) é achatada, elíptica, castanha, lisa de 1 a 1,5 cm de diâmetro por 0,3 cm de espessura, de 2 a 4 por fruto (vagem). A semente do pau-brasil é muito semelhante a da sibipiruna, principalmente quanto à forma, sendo esta porém mais clara.

Propagação e cultivo

A propagação do pau-brasil é feita através de sementes, as quais germinam facilmente ao redor do quinto dia após a semeadura. Quando postas para germinar logo após a colheita, a percentagem de germinação é alta, podendo chegar aos 100%. Se conservadas em geladeira, em sacos plásticos, hermeticamente fechados, mantém seu poder de germinação por mais de 60 dias. Neste caso, a percentagem de germinação cai para cerca de 50% e, aos 90 dias, para cerca de 33%. A semeadura deve ser feita em canteiro ou em sacos plásticos (polietileno) com terra vegetal O substrato deve ser mantido úmido (Aguiar & Barbosa 1985).

Tratos culturais

Os ramos laterais devem ser podados. Quando necessário deve-se capinar em torno das plantas. O combate às formigas (saúvas) e (quem-quem) deve ser feito com iscas nos caminhos ou com formicida líquido diretamente nos buracos do formigueiro. Outra alternativa visando o controle de formigas é envolver o caule da muda com uma folha de jornal pincelada com graxa.

Pau-brasil: radiografia do passado, presente e uma dúvida do futuro

Conforme Lima (1992) a situação atual do pau-brasil é de quase extinção (Portaria do IBAMA n. 37-N de 03/04/1992) já foi incluída na lista das espécies ameaçadas de extinção, na categoria de “em perigo (E)”. O problema torna-se ainda mais crítico se considerarmos o fato da espécie praticamente não ter sido objeto de estudos biológicos por parte dos pesquisadores. Além de não ter sido ainda estudada é pouco conhecida pela maioria das pessoas, devido, principalmente, a sua raridade.

Sua utilização hoje restringe-se ao uso na fabricação de arcos de violinos e em paisagismo. E neste ultimo caso, só em ocasiões especiais, como nas comemorações da Semana da Árvore ou ainda quando da visita ilustre de autoridades. Em 1972, a Universidade Federal Rural de Pernanbuco lança a primeira “Campanha Nacional do Pau-brasil” com o objetivo de resgatar na memória do povo brasileiro a árvore que deu nome ao nosso país.

Em 1976 foi criada em Pernambuco a Fundação Nacional do Pau-brasil e em 1977 a primeira Estação ecológica do Pau-brasil, com cerca de 1.145 hectares de mata praticamente intacta no município de Santa Cruz de Cabrália, no sul da Bahia. A estação é mantida pela CEPLAC. Em São Lourenço da Mata (PE), também foi criada em 1988 a Estação Ecológica do Tapacurá, onde são preservadas árvores nativas de pau-brasil.

Em 1990, duas campanhas de divulgação do pau-brasil foram lançadas: a primeira, pela Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, SP, com o objetivo de divulgar e plantar mudas da árvore nacional em toda a região. A segunda, com o título de “Planta Brasil” lançada pela Companhia Vidraçaria Santa Marina, através da Empresa de Publicidade Contexto Propaganda. Esta campanha foi veiculada em horário nobre de rede de televisão no dia 6 de novembro de 1990.

Lei do pau-brasil, a árvore nacional

Terça Feira 12/12 – Diário Oficial (Seção I – Parte I )Brasília, dezembro de 1978.

“Lei n. 6.607, de 07 de dezembro de 1978”

Declara o Pau-Brasil Árvore Nacional, institui o dia do Pau-Brasil, a dá outras providências.

Art. 1º – É declarada Árvore Nacional a leguminosa denominada Pau – Brasil (Caesalpina echinata Lam.), cuja a festa será comemorada, anualmente no dia 03 de maio, quando o Ministério da Educação e Cultura, promoverá campanha elucidativa sobre a relevância daquela espécie vegetal na História do Brasil.

Art. 2º – O Ministério da Agricultura promoverá, através de seu órgão especializado, a implantação, em todo Território Nacional, de viveiros de mudas de Pau-Brasil, visando à sua conservação e distribuição para finalidades cívicas.

Art. 3º – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º – Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, em 07 de dezembro de 1978, 157º da Independência e 90º da República.

Ernesto Geisel
Alysson Paulinelli
Euro Brandão”

Praça Pau-Brasil

A origem do nome do município de Pau Brasil foi em decorrência das inúmeras áreas e quantidade de árvores de pau-brasil, no período de sua emancipação, atualmente ainda existem áreas com remanescentes dessa árvore símbolo nacional, foi em decorrência da representatividade do pau-brasil para a cultura paubrasiliense que foi inaugurada a Praça Pau-Brasil.

O município de Pau Brasil teve a honra de inaugurar a primeira Praça Pau-Brasil no País. A Praça Pau-Brasil está localizada ao lado da Escola Municipal Dr. Antonio Carlos Magalhães, na antiga Rua do Lava Pés. A praça dispõe das três variedades do pau-brasil, conhecidas popularmente por folha de laranja, folha de café e folha de arruda (a folha de arruda é a mais conhecida no Brasil).

Pau-Brasil
Pau-Brasil
Pau-Brasil
Pau-Brasil
Pau-Brasil
Pau-Brasil folha de arruda
Pau-Brasil folha de arruda
Floração pau-brasil folha de laranja
Floração pau-brasil folha de laranja
Floração pau-brasil folha de café

Clique nas imagens acima para Ampliar

Fonte: www.paubrasil.ba.gov.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal