Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cultura da Áustria  Voltar

Cultura da Áustria

 

População e Costumes

Os Austríaco têm fama mundial de ser um povo culto, elegante e educado. Gostam da vida cômoda, agradável e tranqüila. Os sobressaltos, as pressas, as grosserias e as vozes altas não são bem vistas por eles, de fato, não lhes resultam nada agradáveis.

Aos Austríacos lhes encanta a harmonia é por isso que tem conseguido integrar perfeitamente o antigo com o moderno, o luxo com o popular e a tradição com o inovador. Um rasgo fundamental do caracter é sua tranqüilidade. A vida transcorre num remanso de paz como as notas de uma sinfonia doce e suave que relaxa o animo.

Se passeia pelas ruas das principais cidades Austríacas se deparará com numerosos espetáculos na rua, pessoas tocando o violino, malabaristas, cantantes pop, palhaços e público de todas as idades desfrutando muito com as atuações. São generosos com estes artistas e além de aplaudir entusiasticamente, costumam oferecer boas recompensas econômicas.

Em Áustria a família é importante. Os menores recebem uma cuidadosa educação e são muito queridos pelos maiores. Desde pequenos praticam esportes de inverno e costumam tocar algum instrumento, apreciando desde muito cedo, a boa música.

Os anciãos são reverenciados e tratados com muitíssimo carinho. Embora não sejam muito efusivos, sobre tudo em público, os Austríacos condensam os sentimentos em seu interior sendo esses realmente intensos. Um amigo Austríaco é para toda a vida embora ao princípio se mostre reservado com sua vida privada.

Os jovens são mais abertos e muito alegres pelo que resulta muito fácil relacionar-se com eles.

Em Áustria são mais numerosas as mulheres que os homens. A luta pela igualdade da mulher tem dado seus frutos e, na atual idade, a legislação Austríaca é realmente avançada nesta matéria. Por exemplo, num matrimonio os dois juntos decidem que sobrenome adotar, quer dizer, não se toma automaticamente o do marido sino que, si se decide, pode ser o da mulher.

O sustento do casal e dos filhos corre ao 50 %, estão aprovados o aborto dentro dos três primeiros meses de gravidez e o divorcio mesmo depois de ter um filho, tanto o pai como a mãe, podem tomar férias de carência de dois anos alternativamente.

No terreno do trabalho também encontra-se, ambos sexos, totalmente equiparados existindo leis e comissões que tratam as denuncias tanto por discriminação salarial como de trato. Existem leis para a proteção da mulher grávida contra o despença, assim como normas que proíbem que as gestantes trabalharem em ocupações que possam causar perigo a saúde da mãe ou da criança.

Por outro lado, existem proibições para que as mulheres trabalhem na exploração de minas, pedreiras ou com determinadas substancias perigosas.

Outro rasgo característico do povo Austríaco é sua hospitalidade. Costumam ser amáveis com os estrangeiros sempre que estes demonstrem uma mínima educação. Se você é correto no trato descobrirá que baixo essa aparência de seriedade, os Austríacos são gente de muito bom humor e de uma grande cordialidade.

Fonte: www.rumbo.com.br

Cultura da Áustria

Locais

Viena de Áustria é conhecida como a capital da música e do romantismo e é onde habita a maioria dos austríacos.

Innsbruck, em Português "ponte sobre o rio Inn", é outra das cidades importantes da Áustria. Encontra-se rodeada pelas altas montanhas dos Alpes e localiza-se numa região denominada Tirol (daí o nome de "tirolês", atribuído a um certo tipo de música típica austríaca).

Outra cidade importante é Salzburgo, conhecida como o berço de Mozart, cuja casa foi transformada em museu. Salzburgo (Salz=sal+burgo=cidade) deve o seu nome às antigas minas de sal.

Um importante símbolo da Áustria é, sem dúvida, o rio Danúbio (o 2º mais longo da Europa), que serviu de inspiração para a composição da famosa valsa "Danúbio Azul".


Rio Danúbio

Arte e Cultura

A Áustria tem uma herança cultural extremamente rica. Os austríacos, especialmente os vienenses, são cultos e têm uma longa tradição na música, na literatura, no teatro e outras artes.

Entre os grandes compositores austríacos destacam-se Haydn, Mozart, Schubert, Johann Strauss e Richard Strauss. A Ópera Nacional de Viena, totalmente reconstruída após a 2.º Guerra Mundial, é considerada uma das melhores do mundo.


Wolfgang A. Mozart

As heuriges, as típicas tabernas da Áustria, são os locais escolhidos para saborear os famosos vinhos.

Lazer

Neste país as atividades desportivas mais relevantes são os desportos de Inverno, como o esqui.


Esqui (Tirol)

A pesca tem importância como passatempo e como ocupação profissional. Os que possuem um lago utilizam-no para eles próprios pescarem ou alugam-no aos que gostam de passar um fim-de-semana ou um dia a pescar.

Outras atividades desportivas de destaque são a equitação, a canoagem, o ciclismo, a caça e a vela.

Existem numerosos festivais de música, um deles faz a Rota Romântica, tem início em Salzburgo e termina em Viena, unindo 22 cidades significativas do país.


Festival de Música

Natureza

A Áustria é um país muito montanhoso atravessado pelos Alpes.

As suas montanhas apresentam maravilhosas paisagens cobertas de neve. O pico mais alto da Áustria é o Grossglockner, que se eleva 3 797 m. sobre um glaciar com gelos e neves permanentes.


Pico Grossglockner

Existem amplos vales verdejantes, rios torrenciais e lagos de montanha. O gado vive nos pastos a grande altitude, enquanto no vale de Viena corre o rio Danúbio e se produz centeio e cevada.

Nos Alpes austríacos, no Inverno, é possível ver a águias-de-cauda-branca, veados e camurças.


Paisagem austríaca

Usos e Costumes

Na Áustria não há água mineral sem gás, todas são gaseificadas.

A gastronomia é uma mistura de comida checa, eslovaca, judia e húngara.

Os pratos tradicionais são o Blunzgrust (morcela com batatas), Kasnudl (massa fresca com queijo), Maischl (chouriço com batatas), Chucrut (puré de queijo com batatas), Gselchtes (porco fumados), Sachertorter (torta de chocolate), Apfelstrudel (torta de maçã) e Topfenstudel (torta de queijo branco com rum e passas). Nos quiosques de rua pode ainda comer-se salsicha com a mão.

 
Apfelstrudel

A cerveja é a bebida nacional, mas também existem bons vinhos, sendo os brancos os melhores. "Strum" (tempestade) é o nome dado ao vinho branco novo. "Most" é um sumo de maçã ou pêra fermentado.

Alguns dos costumes deste país são a realização de passeios em carruagens típicas, a assistência a apresentações de valsas e música de opereta e a ida às típicas "heuriges" (tabernas austríacas).

Fonte: cceseb.ipbeja.pt

Cultura da Áustria

Arte e Cultura

Arquitetura e Belas Artes

Áustria oferece uma grande riqueza cultural e artística, desde tempos remotos. Este território estava habitado muito tempo atrás como provam a "Vênus de Willendorf", a "Bailarina" de Kreems e o homem mumificado da Idade de Pedra descoberto em 1991 num glacial dos Alpes Otztaler. Também pode-se ver restos celtas, romanos e cristãos, entre outros.

O Românico Austríaco tem como base ao cristianismo e suas principais mostras são as sedes episcopais, mosteiros, catedrais e outros edifícios religiosos, assim como diferentes objetos de culto.

O Gótico desenvolvido em Áustria segue três vias diferentes, a influenciada pelos padrões italianos, a desenvolvida segundo o gótico francês e o gótico Austríaco, caracterizado pelas igrejas com naves de igual altitude. Desta época são edifícios tão maravilhosos como São Estebam em Viena e o Tejadillo de ouro de Innsbruck. Também se desenvolve a pintura e a escultura com obras tão magníficas como o retábulo São Wolfgangou a Virgem Hermosa de Krumau.

Durante o Renascimento se levantam formosos palácios e edifícios religiosos de influência italiana. A pintura adquire grande importância com a Escola do Danúbio representada por artistas da talha de Rueland Frueauf, Max Reichlich, Lukas Cranach e Erhart Altdorfer, entre outros.

O estilo predominante em Áustria é o Barroco. Fisher von Erlanch conseguiu juntar as influências estrangeiras com os elementos mais característicos nacionais conseguindo um estilo Austríaco próprio. Edifícios tão importantes como São Carlos Borromeo, a Biblioteca Nacional, o Palácio de inverno, uma parte do Palácio de Hofburg, todos eles em Viena e a Colegiada de Salzburgo são obras sua. Também destacam como arquitetos Hildebrant, construtor do Belvedere e Jakob Prandtauer com a Abadia de Melk. A pintura e a escultura e, em geral todas as artes, atingem um período de esplendor.

Com o Classicismo se volta à sobriedade e à objetividade. Trás a repressão ordenada por Metternich volta a dar-se um florescimento das artes no período conhecido como o Biedermeier, o estilo preferido pela burguesia da época.

Durante o reinado de Francisco José se imita o estilo "historicista". Depois deste período se produz um novo avanço artístico baseado no estético, chega o Jugendstil, modernismo, com Klimt e Wagner como máximos representantes em pintura e arquitetura respectivamente.

Os anos existentes entre as duas guerras mundiais se enchem de arte: expressionismo, realismo, futurismo, cubismo e abstrato explodem repletos de força e se unem à poesia conformando um dos ambientes culturais de maior importância em Europa.

Depois da Segunda Guerra Mundial continuam estes movimentos, somando-se o Surrealismo e criando-se a Escola de Veneza do Realismo Fantástico com os pintores como máximos representantes.

Nos meados dos sessenta e setenta nascem a poesia visual, a arte concreta e o realismo ao redor do grupo, e nos oitenta, os "Jovens Selvagens" que continuam desenvolvendo novas técnicas em continua evolução, introduzindo o uso de computadores, vídeos, Cd room, etc.

Literatura

A Literatura Austríaca nasce como tal em 1150 com a antologia realizada no Convento de Vorau em Estiria. No século XII tem sua aparição a poesia religiosa, a literatura de cavalaria e a cortesana.

Especial menção vale o poema épico "A Lenda dos Nibelungos" de 1200. A finais do XIII surgem os dramas populares religiosos que ainda podem ver-se nos mistérios da Paixão, representados nos povoados e na celebração do carnaval.

Porém é durante o Barroco quando a Literatura Austríaca atinge o momento de esplendor. Franz Gillparzer relança o teatro unindo variados elementos dramáticos para conseguir um estilo muito original. A comedia se viu dignificada por autores tão famosos como Stranitzky, Raimund e Nestroy. Destacam também os contos de Marie von Ebner-Eschenbach e Ferdinand von Saar.

A finais do século XIX se muda de estilo e surgem os dramas psicológicos, se revivem os mistérios medievais e cobram importância as biografias. É a época da verdade e a simplicidade.

A censura imposta durante o período de entre guerras choca com a necessidade dos artistas de expressar o horror vivido durante a Primeira Guerra Mundial, enquanto que no fim da Segunda Guerra Mundial o panorama literário Austríaco se amplia enormemente, fazendo sua aparição as vanguardas com autores tão importantes como Rühm, Wiener, Bachmann, Barbara Fricquilômetrosuth, Canetti, Paul Celam e Tomas Berhnhard, entre outros. Na atualidade destacam Ransmayr em novela, Jelinek em teatro, Marianne Fritz, Erich Hackl e Josef Winkler.

Cinema

O primeiro filme Austríaco foi rodado em 1908. Más tarde se rodaram filmes de grande produção como "Sodoma e Gomorra" e "Sansao e Dalila" ambas de meados de 1922. Com o cinema sonoro atingiram grande êxito os musicais interpretados por cantores famosos da época.

Depois da Segunda Guerra Mundial o celulóide Austríaco melhorou, fizeram filmes que atingiram fama mundial como "Sisi" baseada na vida da esposa de Francisco José e os atores Austríacos foram solicitados por importantes diretores. Na atualidade destacam Klaus Maria Brandeauer, Arnold Schwarzeneger e Helmut Berger.

Música

Áustria é o país da música. Os imperadores protegiam aos compositores como Gluck e Mozart foram visitantes habituais dos palácios vienenses oferecendo suas magníficas criações em exclusiva perante a corte.

Também a ópera alcançou durante este período uma grande importância, Wagner estreou em Viena três obras tão importantes como os "Mestres Cantores de Nuremberg", "O Anel dos Nibelungos" e "Tristão e Isolda", Verdi e Mahler dirigiram suas próprias óperas e Richard Strauss foi o diretor da Opera Estatal de Viena desde 1919 até 1924 colocando em cena obras como "A Cidade Morta" de Korngold.

Depois da Segunda Guerra Mundial a ópera ressurge com força com autores excepcionais como von Einem e Cerha.

Viena tem tido a honra de reunir a compositores tão importantes como Haydn, Beethoven, Mozart, Schubert, Brahms e Mahler.

Na atualidade Áustria segue sendo música, Josef Zawinul a rítmo de jazz, numerosas bandas e orquestras interpretam em qualquer praça peças do folclore Austríaco as valsas de Strauss e as grandes orquestas fazem as delicias dos espectadores, enquanto que os meninos cantores de Viena seguem entonando suas magníficas vozes.

Fonte: www.rumbo.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal