Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Avelã - Página  Voltar

Avelã

Avelã

A avelã é o fruto da aveleira, um arbusto que cresce naturalmente em quase toda a Europa, exceto no extremo norte, Ásia Menor e parte do norte da América.

Existe cerca de uma centena de espécies, mas a maioria dos cultivares atuais são oriundos da aveleira comum (Corylus avellana) cuja origem parece ser a Ásia Menor nas margens do Mar Negro.

Avelã

 

A avelã é um fruto mais ou menos esférico, lenhoso e casca extremamente resistente. A semente comestível encontra-se no interior coberta por um invólucro. O sabor é levemente adocicado e algo oleaginoso.

A avelã é um dos frutos secos obrigatórios na Ceia de Natal por causa da forte ligação ao solstício de inverno.

Na Roma Antiga cada fruto seco tinha um significado especial e o da avelã era o de evitar a fome. Assim, quando a colocamos na mesa no Natal é mais do que um simples alimento, é um antigo costume romano que promete a ausência de fome.

Outro uso da avelã era o de presente a familiares e amigos como forma de desejar boa sorte.

Avelã

Em New York há vendedores nas ruas vendendo a avelã assada, especialmente, na época do Natal.

A avelã é rica em gorduras, proteínas, hidratos de carbono e, em menor quantidade, possui celulose e vitaminas (B1, C e E). O consumo regular de avelãs ajuda a combater as doenças cardíacas, os AVC, a aterosclerose, diversos tipos de câncer e o envelhecimento. Auxilia na diminuição do colesterol e reforça a imunidade. As avelãs desempenham um papel importante na alimentação dos diabéticos. É fortemente calórica, pois 100 g contêm 600-680 calorias.

Podemos consumir a avelã in natura (mastigando bem) ou utilizá-la em doces, pastéis e biscoitos. Podemos encontrá-la associada ao chocolate (são dois sabores que se complementam na perfeição como é o caso do Ferrero Rocher e da pasta de barrar Nutella) ou, então, na forma de leite, manteiga e pasta de fruta.

Avelã

Fonte: www.heavenskitchen.com.br

Avelã

 

Avelã

Clique na imagem para ampliar

Descrição : Planta da família das Betulaceae. Também conhecida como aveleira. A avelã na verdade é o fruto da aveleira , um arbusto que cresce naturalmente em quase toda a Europa, Ásia Menor e parte também da América do Norte. Consiste em um fruto mais ou menos esférico, lenhoso e indeiscente, cuja casca é extremamente resistente. Em seu interior encontra-se a semente comestível, de sabor levemente adocicado e algo oleaginosa.

A avelã é consumida ao natural, ou usada em doces, normalmente associada ao chocolate, ao qual acrescenta um sabor muito apreciado.

Pode atingindo 3 à 8 metros de altura, mas pode chegar a 15 metros.

As folhas são caducifólias , arredondado, 6 à 12 centímetros de comprimento e diâmetro, suavemente peluda em ambas as faces, e com uma margem serrilhado-dupla. As flores são produzidas desde muito cedo na primavera antes que as folhas caiam, e são monóicas do mesmo sexo polinizadas pelo vento catkins . catkins masculinas são amarelo-pálido de 5 à 12 centímetros de comprimento, enquanto as fêmeas são muito pequenas e em grande parte escondidas como gemas com apenas o vermelho 1 à 3 milímetros de comprimento estilos visível. O fruto é uma noz , produzidas em cachos de 1 à 5 juntos, cada porca realizada em um curto e frondoso involucre ("casca"), que abrange cerca de três quartos.

Princípios Ativos: ácido alantóico, ácido ascórbico, ácido esteárico, ácido linoléico, ácido mirístico, ácido oléico, ácido palmítico, ácido pantatênico, arsênico, avenasterol, bromina, betacaroteno, carboidratos, citrostadienol, clorina, europium, fitosteróis, fluorina, lantanum, maninotriose, niacina, rafinose, riboflavina, sais minerais (cálcio, ferro, magnésio, manganês, potássio, selênio, sódio, zinco), sucrose, vitamina B.

Propriedades medicinais: adstringente, antidiarréica, cicatrizante, nutritiva, depurativa.

Indicações: cicatrizar úlceras, chagas e feridas na pele, convalescença, desnutrição, diarréia, ferida, inflamação intestinal, ulceração.

Parte utilizada: frutos, casca de tronco, óleo.

Contra-indicações/cuidados: usar o óleo somente sob prescrição médica.

Efeitos colaterais: não encontrados na literatura consultada.

Modo de usar:

Cataplasma feito com a casca: cicatrizar úlceras, chagas e feridas na pele.
Fruto: consumido ao natural, torrado ou com mel.
Fruto: fabricação de pastas, manteiga, chocolates, bombons, sorvetes, tortas, bolos, biscoitos.
Óleo: fabricação de hidratantes para a pele e xampus.

Fonte: www.plantasquecuram.com.br

voltar123456789avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal