Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Babaçu - Página 7  Voltar

Babaçu

Babaçu

O babaçu é uma palmeira de origem das palmáceas Arecaceae que tem frutos e sementes comestíveis e oleaginosas. Cresce de forma extensiva em vários estados do Brasil, principalmente no Maranhão, Piauí, Pará e Tocantins. A palmeira pode chegar a até 20 metros de altura e tem inflorescência em cachos.

Das palmas do babaçu faz-se telhados para casas, cestas e outros objetos artesanais; do caule faz-se adubos e estruturas para construções; da casca produz-se carvão e do mesocarpo faz-se o mingau usado na alimentação infantil.

Da amêndoa obtém-se óleo, combustíveis, lubrificantes e sabão. A coleta do côco que cai da palmeira é uma atividade tradicionalmente feminina. As mulheres quebram o côco,usando machados e porretes de madeira, sentadas no chão, em grupos. São chamadas as "quebradeiras de côco". Essa atividade é fundamental para a sobrevivência de centenas de milhares de famílias das regiões mais pobres do país.

Entre as espécies de palmeiras utilizadas na indústria extrativista brasileira está o babaçu, a mais rica do ponto de vista econômico, pois é aproveitada por inteiro.

Palmeira oleaginosa, cientificamente chamada de Orbignya martiana, o babaçu é de grande valor industrial e comercial e é encontrado em extensas formações naturais em estados como Maranhão, Piauí e Tocantins.

O babaçu chega a alcançar 20 metros de altura, aproveitados da raiz às folhas.

Dele se extrai a matéria-prima utilizada na fabricação de margarinas, banha de coco, sabão e cosméticos. Seu broto fornece palmito de boa qualidade e o fruto, enquanto verde, serve para defumar a borracha. Quando maduro, a parte externa é comestível.

O caule é empregado em construções rurais e as folhas para a fabricação doméstica de cestos, sendo ainda utilizadas como cobertura de casas. Pode também servir na fabricação de celulose e papel. A exemplo de outros tipos de palmeiras, do pedúnculo cortado é extraído um líquido que, fermentado, resulta em bebida alcoólica apreciada por índios da região.

Fonte: www.trekearth.com

Babaçu

Nome científico: Orbignya speciosa ou Orbignya martiana
Origem: Brasil
Propagação: sementes

Babaçu

Características

Único estipe bem marcado pela cicatriz das folhas que caíram, atingindo de 10 a 15 metros de altura; folhas pinadas verde-escuras, grandes, de até 8 metros de cumprimento; frutos: cerca de 250 em cada cacho e cada planta produz cerca de 40 cachos, marrom-escuros e densamente agrupados; tem importância pela extração do óleo de babaçu

Fonte: www.felipex.com.br

voltar 123456789avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal