Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Badminton  Voltar

Badminton

 

Origem

O esporte do Badminton tem suas origens em civilizações antigas na Europa e na Ásia. O jogo antigo conhecido como raqueta (morcego ou pá) e peteca provavelmente se originou mais de 2000 anos atrás.

História

O Badminton teve origem na Grécia onde era chamado Tamborete e Peteca. Era jogado por adultos e crianças e o objetivo era rebater a peteca com um taco.

Na Índia o Badminton era chamado de Poona. Oficiais ingleses levaram-no para a Europa onde se popularizou.

Em 1970 foi batizado como Badminton após ter sido aperfeiçoado numa propriedade chamada Badminton, pertencente ao duque de Beauforts, em Glocestershire na Inglaterra.

Em 1934, na mesma cidade inglesa, foi fundada a Federação Internacional de Madminton (IBF), com nove membros: Canadá, Dinamarca, Escócia, França, Holanda, Inglaterra, Nova Zelândia e País de Gales.

Nos anos seguintes outros países se tornaram membros, especialmente depois da estréia do esporte nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992 onde os países asiáticos conquistaram a maioria das medalhas.

Atualmente 130 países são membros da Federação Internacional de Badminton.

Badminton
Badminton

O que é

É um jogo que tem como objetivo rebater uma peteca com uma raquete.

Regras

O objetivo do jogo é muito parecido com o do tênis, mas no lugar de uma bola, os atletas devem jogar uma peteca para o lado adversário, sem permitir que ela toque no chão. Aquele que a deixar encostar no solo perde o ponto.

A partida, que pode ser jogada individualmente ou em duplas, é decidida em uma disputa de melhor de três sets. O vencedor de um set é quem marca 21 pontos primeiro. Caso haja empate por 20 a 20, vence o competidor que conseguir abrir dois pontos de diferença primeiro ou até que alguém chegue a 30 pontos.

Assim como não pode tocar o chão, a peteca não deve bater no corpo de um jogador. Caso isso aconteça, uma falta será anotada, e ao adversário será concedido um ponto.

O jogo é disputado em três games onde no feminino cada game tem 11 pontos e no masculino 15 pontos. Se houver empate no feminino, quem atingiu o 10º ponto primeiro é que decide se a partida vai a 11 ou 13. Já no masculino em caso de empate o primeiro a ter feito o 14º ponto decide se a partida vai até 15 ou 17. Pode ser simples ou de duplas.

A rede de Badminton deve ficar a 1,55m de altura do chão e ter uma trama bem esticada de forma que seus fios superiores fiquem no mesmo alinhamento dos postes.

Como no saque, alguns fundamentos foram baseados no tênis. O sacador tem que sacar em sua diagonal dentro de um retângulo. Se ele conseguir o ponto continua sacando, caso contrário passa para as mãos do adversário.

Há apenas uma exceção: no primeiro saque de cada game, a perda do ponto importa a perda do serviço, que automaticamente passa à equipe contrária.

No jogo simples ou em duplas é proibido dar dois toques na seqüência do mesmo lado da quadra.

Se a peteca acertar um jogador é considerado falta.

Onde jogar: Na Bahia, Amazonas, Brasília, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, há muitos clubes onde se pode praticar Badminton.

Quem pode praticar: Adultos e crianças podem praticar este esporte.

Badminton - Esporte

Badminton
Badminton

O badminton é um esporte popular nos países da Europa e Ásia, tais como Inglaterra, Suécia, Dinamarca, Indonésia e China.

Mais de 130 países pertencem à Federação Internacional de Badminton (IBF). O badminton se tornou um esporte olímpico ao ser introduzido nos Jogos Olímpicos de 1992 em Barcelona.

Estudos científicos conduzidos pelo Departamento de Educação Física na Universidade de Baylor mostram o badminton como uma das melhores atividades de condicionamento. Em nível competitivo, ele requer explosão, muitas corridas e saltos, bons reflexos e boa coordenação entre mãos e olhos. A peteca (shuttle em inglês, não confundir com o "space shuttle" da NASA) pode sair da raquete em velocidades de até 180 milhas por hora durante os ralis de uma competição de alto nível. Com essa velocidade, mesmo o mais rápido serviço no tênis ou a mais potente rebatida no beisebol nas ligas principais parecerão uma imagem em câmera lenta.

Um jogador de badminton pode correr mais de uma milha em uma única partida. Em um jogo típico de 45 minutos um jogador fará mais de 300 mudanças de direção de 90° ou mais. Em um único jogo, um jogador pode facilmente acertar centenas de rebatidas em velocidades duas vezes maiores do que as mais rápidas velocidades no tênis ou beisebol da liga principal. Mais de 100 batidas no jogo serão feitas com balanços de braço estendido. Há muito mais balanços do que no beisebol profissional.

Um jogo de duplas é mais rápido e forte do que o jogo individual. No jogo de duplas, pode haver 15 batidas em apenas 20 segundos. Isso significa que, em um jogo típico de 45 minutos, os dois jogadores podem combinar um total de 2025 batidas, mais de 1000 para cada um. Supondo que 50% dessas batidas são cortadas de pancada forte, no final de cada jogo, cada jogador terá acertado mais de 500 batidas que podem superar 180 mph de velocidade.

O badminton como esporte profissional é jogado em uma quadra de 6,1 x 13,4 metros. A rede separa a quadra em duas áreas iguais. A peteca ou "bola" é feita de penas de asa de ganso. Ela tem 16 penas e pesa entre 4,74 e 5,50 gramas. A peteca é jogada, ou rebatida, com uma raquete. O peso e a forma da raquete podem variar. Entretanto, a moldura da raquete não pode exceder 680 milímetros de comprimento total e 230 mm de largura total.

O badminton exige pelo menos duas pessoas para ser jogado. No entanto, como jogo de recreação, não há nada que impeça alguém de jogar com um número ímpar de pessoas ou até jogar sem a rede. Pelo fato de ser um dos esportes mais flexíveis, o badminton pode ser jogado em qualquer superfície relativamente plana e dura, tanto descoberta como coberta, sem perder os benefícios decorrentes dos exercícios.

Curiosidades

Peteca

Além do nylon, as petecas podem ser feitas de penas de ganso. Devido a sua grande qualidade elas são utilizadas em jogos oficiais. São utilizadas 16 penas de ganso numa peteca. De cada ganso são utilizadas 3 penas. Segundo alguns, as melhores petecas são feitas da asa esquerda do ganso.

Porém a durabilidade num jogo oficial é muito curta: apenas alguns rallies são necessários para descartá-las.

Uma peteca tem o peso entre 4,74 a 5,5 g e sua velocidade pode chegar a incríveis 300 km/h num smash! Tão rápido quanto um carro de F-1 do Lewis Hamilton, Jason Buton, Schumacher. É o esporte de raquete mais rápido do mundo. Mas tudo isso é graças à evolução da técnica e do material dos equipamentos. O recorde atual é de Fu Haifeng com 332 km/h. Para efeito de comparação, no tênis, Andy Roddick fez a bolinha disparar a 246 km/h num saque. Haja reflexos, agilidade e habilidade para rebater qualquer um deles.

Ajustes

As petecas podem variar sua velocidade em diferentes regiões do planeta. Dependendo de fatores como umidade do ar e temperatura, cada peteca podera voar mais rápida ou mais lenta. Sendo assim, teremos um ajuste "para dentro" na angulação das penas para um aumento de velocidade e um ajuste "para fora" para menor velocidade.

Velocidade x Altitude x temperatura

A velocidade da peteca é afetada pelo tempo, altitude e temperatura. No calor, a peteca voa mais rápido. No inverno é o oposto, é mais lenta. Num ambiente com ar condicionado é aconselhável utilizar uma peteca ligeiramente mais rápida. Se estiver jogando em lugares de alta altitude, use uma peteca com velocidade mais lenta.

Ou seja, se você utilizar a mesma peteca em locais e ambientes diferentes, ela se comportará de maneira diferente. Isso tudo devido a resistência do ar.

Num torneio da BWF, os árbitros testam até 3 velocidade de petecas para se certificar qual é a mais apropriada para o dia e local da competição.

Contusões

Apesar de parecer um esporte inofensivo, o badminton quando jogado profissionalmente, pode, devido a velocidade da peteca, oferecer algum perigo para os olhos dos jogadores. Assim é recomendável aos profissionais o uso de óculos protetores.

Melhores

Os melhores países do mundo em badminton são a Indonésia e a China, tendo os dois juntos conquistado 70% de todos os eventos da IBF. Os atletas da Indonésia lideram o ranking mundial em todas as categorias do badminton, sendo o seu país o número um do ranking da IBF.

A Thomas Cup só foi ganha por três países desde que foi criada em 1948: Indonésia, Malásia e China.

Outros países dominantes no esporte são: Malásia, Coréia e Dinamarca.

Popularidade

A popularidade do badminton foi provada durante sua estréia como esporte olímpico em Barcelona, 1992. Em torno de 1.1 bilhões de pessoas assistiram as competições pela televisão. Nos EUA, 760.000 americanos dizem que o badminton é seu esporte favorito, enquanto 11,1 milhões jogam badminton pelo menos uma vez por ano! Atualmente, mais de 130 países são membros da Federação Internacional de Badminton.

Tênis X Badminton:

As estatísticas não mentem, veja esta comparação entre um jogo de tênis (Boris Becker X Kevin Curren pelo All England Championship) e um jogo de badminton (Han Jian X Morten Frost pelo World Badminton Championship):

 

Tênis

Badminton

Tempo de Jogo 3 horas e 18 minutos 1 hora e 16 minutos
Bola/Peteca em Jogo 18 minutos 37 minutos
Número de Golpes 1004 1972
Distância Percorrida 3,2 Km 6,4 Km

Note que os jogadores de badminton competem metade do tempo dos tenistas e mesmo assim, correm duas vezes mais e golpeiam quase o dobro de vezes!

Velocidade

O badminton é o esporte de raquete mais rápido do mundo, exigindo reflexos rápidos e ótimo condicionamento físico. Durante uma partida de profissionais, corre-se aproximadamente 1,6 quilômetro e a peteca pode atingir a velocidade de 300km/h!

Equipamentos do Badminton

Petecas

A "bola" usada no Badminton é uma frágil e aerodinamicamente eficiente peteca. As petecas usadas em competições pesam entre 4.74 e 5.50 gramas.

Existem dois tipos de petecas, as tradicionais, feitas com penas de ganso e as sintéticas, feitas de nylon. Ambas possuem bases esféricas feitas de cortiça ou poliuretano, contendo um pequeno peso de chumbo, sem o qual a peteca seria muito leve para percorrer as distâncias necessárias. A esta base estão fixadas 16 penas, e no caso das petecas de nylon, uma "saia" deste material.

Jogadores profissionais só utilizam as petecas de penas, que só duram alguns rallies, pois as penas não suportam os golpes.

As sintéticas são mais utilizadas por jogadores amadores, iniciantes e para treinamento, pois são mais baratas e duráveis.

Raquetes

A raquete é, sem dúvida, o principal equipamento do badminton, sendo sua escolha muito importante para um bom desempenho nas quadras. Elas variam de 85 à 110 gramas em peso. Não pague muito nem pouco pelo seu equipamento, mas compre o melhor que puder.

Boas raquetes não fazem um bom jogador, mas com certeza ajudam. Para os iniciantes, uma raquete de aço e alumínio servirá para pegar o jeito do esporte, com o tempo você poderá adquirir uma raquete mais leve, de grafite por exemplo. Trate bem da raquete, não exponha ela ao calor e a umidade, evitando que ela empene ou que as cordas se estraguem.

Empunhadura: O jogador deve conferir o tamanho do punho que lhe parecer mais confortável. Os punhos das raquetes variam em tamanho de 8.6 a 9.2 cm.

Deve-se usar um grip que proporcione conforto e segurança durante o jogo.

As partes da raquete:

Haste: O material usado aqui varia com o preço, usa-se o aço temperado e o grafite e suas combinações (com fibra de vidro, boro etc.). O Kevlar , material já usado nas indústrias naval e aeroespacial, está sendo usado pelas fabricantes de raquetes. Ele é conhecido pela sua relação peso-durabilidade, isto é, ele tem a mesma resistência do aço, com apenas 20% do seu peso. O kevlar é sem dúvida uma excelente inovação com relação aos materias usados na fabricação de raquetes.

Armação: Esta também é feita de grafite e seus aditivos ou de alumínio. Evite as raquete todas de aço, pois armações deste material tendem a ser pesadas e mal-balanceadas. A armação deve ser rígida e possuir buracos com protetores de plásticos flexíveis para receber o encordoamento.

T-piece: Uma boa maneira de saber se a raquete é de metal ou de grafite é notando se a mesma possui uma peça na forma de "T" ( T-piece ) unindo a haste a armação. As raquetes de grafite e compostos são moldadas em uma peça só (haste+armação).

Cordas: As cordas são as partes mais importante da raquete, permitindo um golpe certeiro e rápido. É vital que o encordoamento tenha a pressão certa, não podendo ser frouxo nem muito apertado. Normalmente, as cordas devem ter uma tensão de 5.9kg (13lb). Um encordoamento bem feito e cuidado deve durar de dois a três anos. Se as cordas arrebentarem evite remenda-las para não causar maiores danos a raquete, repare elas imediatamente.

Outros...

Sapatos: É importante usar sapatos que proporcionem conforto e firmeza, para que o jogador tenha arranque no jogo. Os tênis usados para a prática do badminton devem ser acolchoados por dentro e flexiveis, podendo ser de nylon com um solado de borracha mole com ranhuras que deem o atrito necessário para as arrancadas e voltas dadas pelo atleta no jogo. Evite os solados da cor preta que podem sujar a quadra.

Cotoveleiras, Tornozeleiras e Joelheiras: São recomendadas para dar maior firmeza durante o jogo e para que o atleta preserve os tendões. Antes de praticar qualquer esporte converse com um médico para avaliar as suas condições físicas.

Bolsa para as raquetes: Além de proteger as suas raquetes e petecas, você pode carregar numa bolsa de raquetes algumas toalhas, raquetes reserva, camisas, talco para as mãos, munhequeira de toalha, fita para a cabeça etc.

Óculos Protetores: Num jogo profissional é recomendado o uso de óculos de proteção, pois contusões nos olhos podem ser perigosas devido as altas velocidades que as petecas atingem em jogo.

Regras Simplificadas do Badminton

1) Para começar o jogo sorteie com uma moeda, ou peteca, ou gire a raquete. O vencedor tem a opção de servir ou receber.
2)
Posição na quadra no começo de um game, a pessoa que saca deve ficar dentro da área de saque no lado direito da quadra (olhando para a rede). Quem recebe fica dentro da área de serviço da quadra, na diagonal do sacador. Nos jogos em duplas, o parceiro pode ficar em qualquer lugar da quadra desde que não bloqueie a vista do receptor.
3)
Posição do sacador, se o placar do sacador for par, o serviço deve ser feito do lado direito. Se for ímpar, do lado esquerdo. Nos jogos em duplas, quando o placar da dupla for par, a dupla permanece na posição inicial do jogo. Quando for ímpar, invertem-se as posições. Isso, somente para a dupla que está com o serviço.

4) O Saque:

Os saques, no badminton, sempre são realizados na diagonal, como no tênis.

O serviço, tanto no jogo de simples quanto no de duplas, inicia-se pelo lado direito da quadra do sacador, que deve lançar a peteca, obliquamente, para o lado esquerdo da quadra adversária, tomando-se por referência a visão do sacador

Vencendo o ponto, continua sacando o mesmo jogador, devendo apenas inverter a sua posição na quadra. Sacará, então, para o lado direito da quadra adversária.

Havendo perda do ponto, o saque passa ao companheiro de equipe, sem que haja modificação na posição dos jogadores.

Perdendo este, também, seu saque, o serviço transfere-se à equipe adversária.

Desta forma:

a) perdendo o primeiro ponto, transfere-se o saque para o companheiro de equipe do sacador;
b)
perdendo o segundo ponto, finda o serviço da equipe, que passa aos adversários.

Há, porém, uma exceção. No primeiro saque de cada game, a perda do ponto importa a perda do serviço, que passa automaticamente à equipe contrária, sem que o companheiro do primeiro sacador sirva.

O receptor não deve se mexer até que o sacador golpeie a peteca.

O sacador tem que:

a) manter parte ou ambos os pés numa posição imóvel no chão
b)
acertar a base da peteca primeiro
c)
acertar a peteca abaixo da sua linha de cintura
d)
acertar a peteca abaixo da linha da mão que segura a raquete
e)
manter o movimento contínuo da raquete, não podendo enganar o adversário

Sempre que uma equipe saca à direita, isto significa que sua contagem - no momento do saque - é par. Se o saque é pela esquerda a pontuação, necessariamente, será ímpar.

5) Durante o jogo, se o jogador ganhar a disputa da jogada (rally), ele marca um ponto, mudando o lado do serviço e continuando a sacar. Se ele perde o rally, seu oponente passa a sacar e nenhum ponto é marcado. Nos jogos em duplas, se a dupla sacadora ganhar o rally, um ponto é marcado e o sacador muda de lado e continua a servir. Se eles perderem o rally, o saque passa para oparceiro. Note-se que não há troca de posições e nenhum ponto é marcado. Depois que a dupla perder os dois serviços, este passará para a dupla oponente. No início de cada game, a dupla sacadora só tem o direito ao primeiro serviço.

6) Servindo ou recebendo do lado errado, o jogador repetirá o saque (let) se a pessoa que cometeu o erro vencer o rally e o erro for descoberto antes do próximo serviço. O placar continua o mesmo se a pessoa que cometeu o erro perde o rally. Neste caso, os jogadores permanecerão na posição 'errada' e repete-se o serviço. Se o próximo serviço for efetuado, o placar continua e os jogadores continuam na posição 'errada'.

7) O let ocorre quando:

a) o sacador ou o receptor estiver do lado errado e vencer o rally;
b)
ocorre uma interferência de fora do jogo como, por exemplo, uma peteca de outra quadra que cai na sua quadra;
c)
a peteca bater na rede ficar presa nela ou cair no lado do adversário (exceto no serviço).

8) Será considerado falta:

a) se a peteca cair fora das linhas da quadra (a linha é considerada parte da quadra);
b)
se o atleta (raquete ou roupa inclusive) encostar na rede enquanto a peteca está em jogo;
c)
se o jogador invade ou acerta a peteca no lado oposto da rede (não vale 'carregar' a peteca);
d)
se a peteca for golpeada duas vezes do mesmo lado da quadra;
e)
se a peteca acerta o jogador, sua roupa, teto ou arredores da quadra;
f)
se houver interferência com a peteca, mal-comportamento ou 'cera', o jogador perde o serviço ou o oponente ganha um ponto;
g)
se o parceiro do receptor receber o serviço;
h)
se o sacador faz o movimento e erra a peteca.

Obs: se a peteca acertar a rede e cair do lado oposto, o serviço é válido, desde que ela caia na área de serviço.

9) Fim do jogo:

Os jogos são disputados num total três games. O vencedor é o que ganhar dois games primeiro.

No feminino simples, os games são de 11 pontos. Ao chegar à contagem de 10 a 10, a jogadora que atingiu o décimo ponto primeiro tem a opção de escolher se o jogo vai a 13 (set), ou se encerra em 11 (no set).

No masculino e demais modalidades, os games são de 15 pontos. Ao chegar à contagem de 14 a 14, o jogador que atingiu o décimo quarto ponto primeiro tem a opção de escolher se o jogo vai a 17 (set), ou se encerra em 15 (no set).

O jogador que venceu o primeiro game saca primeiro do outro lado da quadra no novo game. O ganhador do segundo game muda de lado saca. No terceiro game, o jogador muda de lado e continua sacando no sexto ponto, no feminino simples, e no oitavo ponto em todas as outras modalidades.

Badminton

Quadra

O badminton pode ser praticado ao ar livre, mas o ideal é que ele seja jogado em quadra coberta, onde não ocorram correntes de ar. Não é aconselhado também o uso de sistema de ventilação que movimente o ar, o que atrapalharia o jogo.

O piso da quadra deve ser feito de material antiderrapante, e suas marcações serão feitas de cores facilmente identificáveis (branco ou amarelo). O espaço entre a quadra e as paredes que cercam o recinto não deve ter menos de 1m (até as paredes laterais), e de um 1,5m (para as paredes de fundo).

A rede de badminton deve ficar a 1,55m de altura do chão. Ela deve ter uma trama bem esticada de forma que seus fios superiores fiquem no mesmo alinhamento dos postes. A rede pode ser fixada em postes ou em suportes fora da área da quadra.

Fonte: www.badmintonconfbrasil.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal