Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home   Voltar

Cromoterapia

 

Cromoterapia é a ciência que utiliza a vibração das cores do espectro solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo que apresentam alguma disfunção. As propriedades terapêuticas de cada cor vão agir nos campos energéticos que chamamos de Chakras, corrigindo e reativando o campo vibratório celular.

A Cromoterapia é uma terapia holística por tratar o ser como um todo. Cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até níveis mais sutis. A aplicação de cada cor tem como finalidade suprir carências de determinadas vibrações energéticas no corpo e neutralizar o excesso de outras.

A vibração de cada cor pode ser introduzida no corpo através de alimentos, líquidos e sólidos solarizados, luz solar ou artificial, visualização de cores, roupas, ambientes, pedras e cristais. Um dos maiores cromoterapeutas do mundo, o Prof. Renê Nunes, tem vários livros publicados sobre o assunto, bem como, um arquivo com mais de 11000 casos de cura das mais diversas doenças. Ele apresenta, em seus livros, combinações de cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada caso.

Cromoterapia

A Cromoterapia trata de inúmeras disfunções orgânicas , tais como, pressão alta ou baixa, artero-esclerose, anemia, gastrite, úlcera, hepatite, hemorróidas, cálculos renais, Mal de Parkinson, cefaléia,bronquite, sinusite, conjuntivite e, até mesmo, queda de cabelo. Com o aparelho de Cromoterapia, podem ser realizadas sessões, utilizando cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada disfunção.

A Cromoterapia é uma técnica usada através do uso das cores, que busca a harmonização do mental e o físico.

A Aura da saúde pode alterar-se muitos anos antes dos sinais da doença tornarem-se visíveis ou sintomáticos,é na aura que o processo tem início, e, é onde deve ser primeiramente curada.

Qualquer pessoa pode aprender e praticar a Cromoterapia., mas na realidade ela é muito mais que uma aplicação de luz determinada, sobre um ponto do corpo, apesar de não haver necessidade de poderes especiais para a prática desta técnica.

A partir de um diagnóstico clínico ou emocional, a Cromoterapia funciona como uma técnica de apoio, onde torna o organismo mais receptivo a outras manobras medicamentosas necessárias a cada caso.

Cor é vida, e o que a cor manifesta pela luz é a expressão visível do divino. Novidade a Cromoterapia, não, desde os tempos primitivos, tendo como registros no Egito, China, Índia já possuíam um sistema de cromologia. Na modernidade está sendo demonstrada a sabedoria dos antigos quanto ao uso da cor nos processos de cura , visto que a doença é uma busca da harmonia psíquica. Entra neste momento a Cromoterapia que através da aplicação de feixes de luz faz a harmonização de nossas energias vitais e nossas emoções.

A partir do momento que descobrimos a ação de diferentes cores sobre cada um dos nossos órgãos, com uma aplicação correta nos mesmos, acionamos energeticamente através da cor o equilíbrio do órgão, restaurando adequadamente no interior do corpo todas as energias coloridas.

Uso Terapêutico das Cores

Vermelho

Aumenta a energia vital

Rosa

Ativa a energia amorosa, elimina impurezas do sangue

Laranja

Proporciona maior alegria, jovialidade e libido, elimina gorduras em áreas localizadas

Amarelo

Desenvolve a criatividade, purifica o sistema e é benéfico para a pele, amarelo forte fortifica o corpo e age em tecidos internos

Verde

Aumenta a capacidade física e mental, Verde forte anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador

Azul

Acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório, azul forte lubrifica as juntas e articulações

Rosa

Forte age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e elimina impurezas do sangue, indigo anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea, limpa as correntes psíquicas

Violeta

Sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauteriza as infecções e inflamações

Dourado

Concede a influência do Sol, dando ânimo e exaltação. Representa a opulência e a riqueza. Acelera o ritmo da bailarina.

Prateado

Concede a influência da Lua, proporciona mistério, magia, receptividade e uma natureza mais feminina.

Falar sobre Cromoterapia é apaixonante, é um tema sem limites quanto a sua abrangência física e emocional, pois seu objetivo é reconstituir o corpo etérico através da aplicação da cor correta nos chacras, tornando-o capaz de vitalizar o corpo físico.

Os antigos egípcios sabiam do poder e influência da cor e em seus grandes templos, como Karnak e Tebas, existem salas coloridas em que se praticavam pesquisas sobre o uso da cor e cromoterapia.

Manuscritos desde os tempos primitivos mostram que na Índia, China e Egito possuíam um sistema completo de cromologia baseado na lei da correspondência entre a natureza do homem e a divisão do aspectro solar, assim as leis fundamentais e os princípios que governam a energia cósmica que conhecemos sob a designação de cor sempre estiveram presentes nos ensinamentos da Sabedoria Antiga destinada aos mestres e terapeutas de todos os tempos.

Sabendo-se que a moléstia é uma busca de harmonia no sistema, a idéia das técnicas cromoterápicas é a busca de um equilíbrio corporal através da aplicação de feixes de luz coloridas sobre o corpo.

Embora a cromoterapia, do mesmo modo que muitas das ciências alternativas na atualidade tenham suas raízes no passado, em nossos tempos o interesse começou realmente com experimentos com plantas por Robert Hunt.

Mas Ghadiali, cientista indiano postulou que as cores representam potenciais químicos em altas oitavas de vibração e como os diferentes raios coloridos têm efeitos terapêuticos diversos sobre o organismo.

Para cada órgão e sistema do corpo há uma cor particular que estimula e outra que inibe o funcionamento desse órgão ou sistema.

Conhecendo a ação de diferentes cores sobre diferentes órgãos e sistemas do corpo, pode-se aplicar a cor correta que tende a equilibrar a ação de qualquer órgão ou sistema que se tornou anormal em seu funcionamento ou condição.

O processo de se viver com saúde envolve um equilíbrio adequado no interior do corpo de todas as energias coloridas. Quando este equilíbrio é perturbado advém a doença. O objetivo da ciência de curar pelas cores é combater a moléstia através da restauração do equilíbrio das energias da cor no interior do corpo.

No ser humano há dois processos básicos que funcionam o tempo todo, o anabolismo e o catabolismo. O primeiro é um processo construtivo e reparador, ao passo que o segundo é o oposto e promove a eliminação de produtos tóxicos ou supérfluos do corpo. A boa saúde só pode ser mantida e for mantido o equilíbrio necessário e adequado entre os processos de anabolismo e catabolismo que representam conjuntamente o metabolismo.

VERMELHO

É a cor da construção, isto é mantém o número de hemácias no corpo e estimula o fígado, e segundo Ghadiali violeta é a cor que ativa o baço, é a cor da destruição ou catabolismo, descobriu ele que o baço destrói as células vermelhas (hemácias) do sangue quando estão muito velhas produz as células brancas do sangue, os leucócitos que combatem as bactérias.

O vermelho estimula o fígado ao passo que o violeta estimula o baço, então encontramos a cor central que é o verde, que é a cor que ativa e encoraja o funcionamento da glândula pituitária, a glândula mestre a supervisora de todas as outras glândulas e afetando por consequência todas as partes do corpo.

Surge então a pergunta, porque empregar a cromoterapia quando há tantos outros métodos?A resposta é que a cromoterapia apresenta inúmeras vantagens e entre elas é que a cromoterapia reconhece que o desvio do corpo em sua percentagem normal, para mais ou para menos no seu equilíbrio é a principal causa das moléstias. Por outro lado não usa nenhum tipo de resíduo que o corpo tenha dificuldade em eliminar, a cromoterapia não trata os sintomas, dirige-se a raiz do desequilíbrio.

A cromoterapia emprega o tipo de remédio que é mais próximo dos constituintes da aura que são os raios (cores).

OS SETE CORPOS SUTÍS

Primeira aura

A primeira aura é aquela que emana do corpo físico-etérico e sua base é o centro da espinha. O corpo etérico contrário ao vital do físico capta o prana ou energia vital da atmosfera e a distribui pelo sistema.

Num corpo sadio a primeira aura se irradia através de linhas retas e regulares a partir do centro do corpo para o exterior. Em caso de doenças as linhas parecem cair algo, como condutores luminosos curvados.

Segunda aura

A segunda aura emana do centro astral ou emocional no baço e circunscreve o corpo astral estendendo-se por cerca de trinta centímetros do corpo. Qualquer variação de pensamento ou emoção causa uma mudança nessa aura, esta camada vibra e se altera continuamente. Quando harmônica, costuma ser brilhante e luminosa indicando equilíbrio emocional.

Terceira aura

A terceira aura é a expressão da estrutura intelectual do homem e sua força depende do desenvolvimento de suas faculdades, que por sua vez, depende da educação que tenha recebido. Esta aura é oval e emite uma cor amarelo pálida quando desenvolvida. Na pessoa bem equilibrada e inteligente, a aura é brilhante e viva, mas quando a mente é desequilibrada aparecem manchas escuras.

Quarta aura

A quarta aura é a emanação da mente superior do homem ou principio espiritual. Sua cor é verde. Estamos aqui no domínio da imaginação, inspiração e intuição, da criatividade em arte e literatura.

Quinta aura

A quinta aura interpreta as anteriores. Essa aura manifesta a essência do espírito do homem. A ciência oculta nos diz que as condições nas formas inferiores de consciência é o resultado das forças ocorrentes no corpo espiritual. É a estação receptora de todos os dados dos aspectos inferiores e grava as impressões recebidas por eles. A quinta aura é a mais importante, posto que é o ponto de união entre o indivíduo e o cosmos. Há uma delicada faixa entre a vida individual e o oceano de consciência compartilhada por todos.

Sexta e sétima aura

A sexta e sétima aura são superiores pertencendo mais aos aspectos cósmicos que aos indivíduos em particular. O homem médio não desenvolveu seu potencial a tais alturas e essas auras só podem ser vistas circundando o corpo de iniciados e mestre.

Neste momento não podemos deixar de falar de uma forma mais abrangente sobre os chacras para que haja um melhor entendimento de como a cromoterapia pode ser usada, pois se interligam ao físico nos sete centros e dos raios que atrai uma cor predominante necessária para a harmonia do indivíduo como um todo.

Uma condição em desarmonia implica que há excesso ou falta da vibração de uma determinada cor. Isto pode ocorrer através de algum agente externo, como um acidente, ou interno, através de uma mente que guarda uma grande quantidade de pensamentos negativos que alteram as vibrações.

Num corpo completamente sadio os fluxos de energia são harmoniosos e absorvidos pelos chacras. O oposto acontece quando há um bloqueio de um tipo ou outro num dos corpos sutis.

Como já foi demonstrado em desenho nesta página temos os sete raios primários distribuídos ao longo da base da coluna ao alto da cabeça que são em número de sete e que cada um dos quais possui uma cor em particular, estes chacras ou vórtices se ligam com a espinha em intervalos regulares.

A energia entra no corpo através dos chacras sendo então redistribuída para todo o corpo.

Vejamos então, os chacras vermelho e laranja governam o nível físico e etérico no homem e suprem as energias vitais requeridas por esses corpos, embora devemos lembrar que as atividades dos chacras não são somente localizadas, e sim canais que distribuem a energia.

O chacra amarelo governa o mental inferior, e também está relacionado com as influências emocionais.

chacra verde chamado de cardíaco governa o mental superior, mas também influência as emoções superiores como a simpatia, ternura, compreensão e compaixão.

chacra azul ou laríngeo (garganta) é o centro dos instintos religioso e espiritual.

Os chacras vermelho, azul e amarelo precisam trabalhar e estar harmoniosos para que haja realmente saúde física e mental.

Os chacras violeta e índigo são transcendentais e regulam as altas aspirações da alma, expressam clarividência, intuição espiritual.

A cromoterapia pode restabelecer o equilíbrio quando uma moléstia foi causada por um bloqueio ou redução de entrada de energia através dos chacras ou em sua circulação.

A área em desarmonia indicadora de moléstia deve ser tratada com raio para desobstruir o circuito. A respiração de cores também pode ser usada para o restabelecimento ou manutenção da saúde.

A cura pela cor não é apenas uma força física, mas espiritual, formando assim um vínculo entre o nosso corpo físico e as forças finas ou vibrações de níveis mais elevados da consciência e crescimento espiritual.

A cromoterapia baseia-se na teoria de que cada indivíduo tem necessidades específicas de cores específicas e de que a saúde mental e corporal baseia-se no fato de que o corpo obtenha um fluxo equilibrado e de acordo com suas necessidades, isto é suficiente para dar condições ao corpo para reconstruir, restaurar e revitalizar qualquer órgão a fim de mantê-lo saudável e livre de moléstias.
Falaremos agora especificamente sobre os raios, uso específico e indicações.

VERMELHO

Este é o raio que fornece ao nosso corpo físico energia e vitalidade. A energia entra através do chacra básico na raiz da espinha e que se relaciona com o centro gonático ou coccigeano (cóccix). A vitalidade física do corpo depende da entrada correta e suficiente do raio vermelho, particularmente referente às funções restauradoras, procriadora e criadora e o tratamento com esta cor estimula este centro.

Aumenta o calor e temperatura do corpo, estimula a circulação do sangue e permite a liberação de adrenalina.

Dispersa os sentimentos de cansaço e inércia, resfriados e constipações crônicas; sua atuação é sempre de expansão.

O efeito do raio vermelho, psicologicamente é sobre o sistema nervoso, eleva, transmite maior confiança, iniciativa e faz superar a depressão, estimulando a força de vontade, coragem e o poder de lidar com a vida, ativa a vitalidade física, sexualidade, competitividade, abre o apetite, sendo excelente para dar mais ânimo e crédito a si mesmo.

Poderia ainda ser indicado nos casos de anemia, má circulação, problemas sanguíneos onde a vitalidade é parca ou o estado mental é de depressão, medo ou preocupação.

É contra nos casos de febre, pressão alta e problemas cardíacos.

O excesso de vermelho pode provocar agressividade e irritabilidade, induz a uma ação impulsiva guiada pelo instinto portanto, deve ser usada com moderação.

Como auxílio, sugerimos que a dieta do paciente contenha beterraba, ameixa preta, cerejas, groselhas e quaisquer vegetais que contenham ferro.

Sua ausência pode causar perda de iniciativa, de autoconfiança e de vontade

LARANJA

O raio laranja controla o segundo chacra, o esplênico, auxilia nos processos assimilativos, distribuidor e circulatório do corpo.

De poderoso efeito tônico, libera as funções corporais e mentais, fornece energia física e estimulação mental, e frequentemente é chamado de raio da sabedoria pois estando entre o raio vermelho e o amarelo aciona tanto a vitalidade quanto ao intelecto.

Sob o ponto de vista psicológico o raio laranja é maravilhoso para remover repressões e inibições, ajuda a ampliar a mente e torna-la receptiva a novas idéias e quando ocorre algum tipo de retardo mental auxilia na elevação do nível mental e por ampliar os limites mentais aumenta a compreensão e a tolerância é também a cor da liberdade, concentração e independência..

Como o raio laranja é absorvido pelo chacra esplênico pode ser usado no tratamento de desordens e infecções do baço bem como nas moléstias dos rins. A bronquite e outras moléstias dos pulmões podem ser tratadas com o uso do raio laranja e respondem também ao tratamento os cálculos biliares, e paralisias de origem emocional.

Como auxílio, recomendamos a dieta, contendo vegetais e frutas com cascas alaranjadas como: laranja, mangas, pêssegos, cenouras e tangerinas.

Sua ausência pode causar ansiedade, impaciência e dificuldade de adaptação.

AMARELO

Depois do branco este é o raio que fornece o máximo de energia e é absorvido através do terceiro chacra, o plexo solas, que é na verdade um centro muito importante para todo o sistema nervoso e no controle dos processos digestivos.

Sua ação é eliminada no fígado e no intestino uma vez que é purificador de todo o sistema mas, particularmente na pele em que manifesta suas poderosas propriedades curativas.

É um raio mental e estimula o sistema nervoso, digestivo e muscular, é a cor do otimismo, da alegria, alivia a sensação de esgotamento mental.

Sob o ponto de vista psicológico o raio amarelo estimula o raciocínio lógico e os poderes de raciocinar, melhora o autocontrole ao inspirar as faculdades mais elevadas.

Somos estimulados e nosso espírito elevado simplesmente ao contemplar o amarelo e o laranja posto que estas cores se parecem mais estritamente com o amado brilho dourado dos raios do Sol de que nossos corpos necessitam.

O amarelo é uma cor que dá uma atitude harmoniosa em relação à vida, favorecendo o equilíbrio e o otimismo.

O uso do raio amarelo é indicado nos casos de exaustão nervosa, quando ocorrem problemas de pele, e os problemas correlatos de constipação intestinal, problemas de fígado e diabetes.

Como auxilio recomendamos que a dieta contenha frutas e vegetais de casca amarela como por exemplo limões, bananas, abacaxis e milho.

Sua ausência pode levar a timidez, medo de críticas, tendência para a tristeza e introspecção.

VERDE

Verde é a cor da natureza, do equilíbrio, da paz e da harmonia, tem poder restaurador, purificador e de esperança. Quando vivemos em áreas essencialmente urbanas nos dirigimos ao campo na busca de harmonia e tranquilidade e reforço das baterias porque o campo suaviza, nos preenche nos inspira à paz.

Antigamente os hospitais tinham suas dependências pintadas de branco, hoje, com alegria constato que o verde em nuances claras e agradáveis tem tomado o lugar do branco pois ele produz um ambiente calmo com energia necessária ao equilíbrio de nossa psique.
Este é o raio que é absorvido pelo chacra cardíaco e controla o centro cardíaco.

Verde também é a mistura do azul e amarelo influenciando poderosamente o coração e a pressão sanguínea.

Tem um poderoso efeito calmante sobre os nervos e é provavelmente sua falta em algumas das áreas construídas como selvas de pedra do mundo moderno que colabora para o crime e a delinquência.

Sob o ponto de vista psicológico o raio verde dá um sentimento de renovação, de nova vida, de frescor e brilho, alguma coisa que lembra o início da primavera.

Este raio não governa apenas o coração físico, mas também os problemas emocionais e repressivos que levam aos problemas cardíacos, que são frequentemente devidos ao medo de dar, de se envolver ou de ser ferido.

Tais problemas emocionais e psicológicos se continuados durante um longo período podem terminar facilmente numa elevação da pressão sanguínea e em ataques cardíacos.
Portanto o raio verde é reparador, restaurador e pode ser usado para aliviar as dores de cabeça, gripe, harmonização de células, sistema nervoso, sintonizando todo o corpo.

Como auxílio use na dieta todos os vegetais e frutos verdes que não são de reação ácida ou alcalina.

Sua ausência causa desorganização, atrasos com compromissos assumidos, percepção falha.

AZUL

Do mesmo modo pelo qual o raio vermelho é um expansor e estimulador, o raio azul é o oposto isto é, é restritor (contrai, encolhe, diminui) muito indicado para ser usado em locais em que os conflitos estão presentes.

Este raio é estabilizador e desacelera de modo que serve para combater as doenças infecciosas quando promovem elevação da temperatura, favorece o sono.

Sua grande propriedade é a de ser anti-séptico e sua luz é refrescante e adstringente.

Azul é a cor do centro da garganta, o centro que controla o maior poder de auto-expressão do homem: a fala, corresponde ao chacra laríngeo.

Quanto ao ponto de vista psicológico o raio azul traz quietude e paz mental, particularmente quando ocorre um estado de maior excitação, mas, pode ser tão relaxante que a sua falta requeira uma aplicação com vermelho ou laranja.

O raio azul pode ser empregado para aliviar diferentes dores como problemas de garganta de todos os tipos, febre e moléstias de crianças como sarampo, caxumba, inflamações, espasmos, comichões, dores de cabeça e é também indicado para casos de choque, insônia, é relaxante e analgésico.

Como auxilio inclua na dieta ameixas, uvas passas e ameixas pretas.

Sua ausência pode causar resistência à mudanças, inflexibilidade, não entendimento da palavra liberdade.

ÍNDIGO

O raio índigo entra e circula em torno do chacra situado atrás da testa, o chacra chamado terceiro olho.

Afirmam os estudiosos que controla a glândula pineal e é maravilhoso purificador da corrente sanguínea.

De modo similar ao raio laranja ajuda a expandir a mente e a libera de medos e inibições, índigo é a combinação de azul escuro com uma pequena quantidade de vermelho.

A glândula pineal se relaciona com o potencial nervoso, mental e psíquico do homem, de modo que os órgãos da visão e audição, encontram-se sob a influência do raio índigo.

Sob o ponto psicológico clareia e limpa as correntes psíquicas do corpo. Sempre tem poderoso efeito em complicações mentais graves como obsessão e outras formas de psicose.

O raio índigo purifica e estabiliza onde quer que os temores e repressões tenham causado moléstias mentais graves.

O índigo pode ser usado no tratamento das afecções dos olhos, ouvidos, nariz, moléstias dos pulmões, asmas e dispepsia.

A surdez pode, em alguns casos ser o resultado de uma recusa de ouvir a voz da consciência ou iluminação ou simplesmente da voz dos que estão próximos ao paciente. Aqui parece ocorrer uma interiorização da atenção. Naturalmente nem sempre é assim, mas em todo caso o raio índigo pode ser de grande ajuda em qualquer problema de ouvido, nariz e garganta.

Na dieta podem ser usados os alimentos listados para o raio azul e também os que foram apresentados para o raio violeta.

Sua ausência causa medos e frustrações as vezes inexplicáveis.

VIOLETA

Esta é a mais alta vibração de todos os raios cósmicos de energia. Controla o chacra coronário e é relacionado com a glândula pituritária, que é o centro da compreensão espiritual e intuitiva.

É indicada para ambientes que favoreçam a criatividade, é a cor que representa o poder e a riqueza.

O raio violeta atua de modo mais tranquilizante e calmante sobre os sistemas nervosos cansados que devem recebê-lo em abundância sempre.

Contudo seu emprego mais efetivo em termos de resposta ocorre principalmente naqueles que têm natureza nervosa, excitada, desbloqueia e purifica a mente.

Artistas, atores e músicos apresentam amiúde desordens da personalidade e é o raio violeta que pode restaurar-lhes a paz e a calma.

Em termos psicológicos este é o raio de luxo que tem um maravilhoso efeito curativo sobre todas as formas de neuroses e manifestações neuróticas.

Pode ser usado na assistência do desenvolvimento das faculdades espiritual e intuitiva.

Por exemplo, antes de iniciar um exercício de concentração ou meditação, a cor pode ser visualizada ou ainda quando houver dificuldade, coloque um pedaço de uma cartolina, papel ou tecido dessa cor diante de quem vai meditar apenas como estimulante das faculdades psíquicas e espirituais.

Violeta pode ser empregado no tratamento de todas as moléstias mentais e nervosas e também nos casos de reumatismo, tumores, afecções dos rins e bexiga.

Na dieta de auxílio inclua berinjelas, uvas, amoras, brócolis, beterraba.

Sua ausência aumenta os sentimentos de rejeição, medo, incompreensão, e incapacidade de observação detalhada.

BRANCO

Branco é a união de todas as cores. É a cor da paz, pureza, refinamento e expansão, e por ser união de todas as cores é vibrante e estimulante pois não podemos esquecer que no momento em que a usamos estamos usando todas as cores.

Transmite claridade, amplia situações, produz a troca de energia mantendo a verdade nua e crua, por outro lado um ambiente pintado de branco torna-se monótono levando à dispersão, não sendo aconselhável para qualquer lugar que se deseje encontrar pessoas atentas.

Sua ausência traz tendência para a instabilidade emocional e a falta de senso comunitário.

ALGUNS TRATAMENTOS DE ACORDO COM A COR:

RAIO VERMELHO

Este é o elemento fogo, estimulando e excitando os nervos e sangue libera adrenalina, ativa a circulação do sangue e revitaliza o corpo físico, mas sendo um estimulante deve ser usado com muita cautela, não deve ser usado sozinho sendo conveniente usar a seguir o raio verde ou azul.

É contra indicado em casos de inflamações e distúrbios emocionais.

ANEMIA

A respiração de vermelho bem como a ingestão de alimentos listados na descrição do raio vermelho devem ser incluídas no tratamento.
O raio pode ser administrado inicialmente na sola dos pés e após no chacra básico à distância de aproximadamente quinze centímetros.
Sugerimos a aplicação durante 5 minutos nas solas dos pés, prosseguindo pelo mesmo período pela barriga da perna, joelhos, coxas culminado no chacra básico.

Encerra-se com uma aplicação geral com o raio verde ou azul por 3 minutos.

PARALISIA

No primeiro instante aconselha-se a aplicação geral por 3 minutos do raio amarelo para auxiliar o paciente a reorientar seu estado mental que deve estar confuso.

Após aplique o raio vermelho no chacra básico por dez minutos, na solas dos pés por 5 minutos e em seguida nos joelhos e pernas por 5 minutos.

Tais períodos podem variar pois é determinado pelo terapeuta que é soberano diante do quadro clínico do paciente.

RAIO LARANJA

Fortalece os pulmões, pâncreas e baço, ativa as emoções e cria um sentimento de bem-estar.

É uma cor estimulante, quente e pode, como o raio vermelho ser usada para a falta de vitalidade, espasmos musculares e câimbras.

Por exemplo, uma pessoa idosa sem qualquer diagnóstico clínico que justifique a queixa de falta de forças, desânimo.

Deve-se dar um banho geral do raio laranja sobre todo o corpo todo por 5 minutos e após concentrá-lo no plexo solar e na base do cérebro por 10.

ASMA

Novamente o raio laranja é indicado neste caso, embora seja muito mais imperativo que normalmente o uso da correta respiração e o exercício da respiração do raio laranja, rigorosamente todos os dias.

É na respiração profunda, que os pulmões são limpos pelo uso dos músculos da base do peito e superiores do estômago
A atitude mental deve ser positiva e otimista.

O tratamento consiste em dirigir o raio laranja ao peito e à garganta pelo período de 10 minutos.

Notando-se melhoras e conveniente aplicar o raio azul à garganta durante 10 minutos.

BRONQUITE

Se a moléstia tem um longo histórico, os resultados serão também obtidos a longo prazo.

A prática da respiração é de extrema importância e não deve ser deixada de lado.

No tratamento o raio laranja deve ser direcionado ao estômago e abdômen durante um período de 10 minutos podendo ser aplicados por um período mais extenso dependendo da necessidade do paciente.

ELIMINAÇÃO DO SENTIMENTO DE CULPA

A aplicação do raio laranja em todo o corpo por 10 minutos responde rapidamente nestes casos.

RAIO AMARELO

Ativa os nervos motores e gera energia muscular, estimula o fluxo da bile, faz bem para a pele e sob o ponto de vista psicológico elimina ou reduz a depressão.

Esta é uma vibração positiva e atua sobre o sistema nervoso, influenciando a atitude mental e a vitalidade orgânica.

O centro do plexo solar é o mais crítico de todos para vitalização do corpo todo, pois atua como um assimilador e distribuidor de energias para os demais chacras.

DIABETE

A luz amarela deve ser dirigida ao centro do plexo solar durante 10 minutos e o tratamento deve ser feito lentamente.

FLATULÊNCIA

O tratamento para este tipo de moléstia é simples, bastando tomar água solarizada por amarelo lentamente entre as refeições.

CONSTIPAÇÃO

A luz amarela deve ser dirigida ao estômago e abdome pela manhã e à noite.

Praticar a respiração colorida pelo amarelo e tomar pequenas doses de água solarizada pelo amarelo entre as refeições, contudo não devemos esquecer que o excesso de amarelo pode causar diarréia, posto que esta cor estimula o fluxo da bile.

RAIO VERDE

Raio da harmonia e equilíbrio, tem sua natureza tônica e exerce profunda influência sobre o coração e no suprimento de sangue. O verde reduz a tensão, estimula a construção de músculos e tecidos.

PROBLEMAS CARDÍACOS

Como já comentamos muitos estudiosos concordam que os problemas cardíacos são originados no corpo emocional e são frequentemente devidos a um sistema nervoso excitável.

A luz verde centralizada no chacra cardíaco harmoniza e cura.

No caso de pressão baixa a luz dirigida ao paciente deve ser escura e o tratamento deve durar 15 minutos já, nos caos de pressão alta deverá ser usada a cor verde pálida e empregada pelo mesmo tempo.

DORES DE CABEÇA

Geralmente o resultado costuma ser rápido e deve ser usado um verde claro sobre todo o corpo por 15 minutos.

RAIO AZUL

O raio azul é frio e adstringente com qualidade anti-séptica, controla o chacra laríngeo e produz uma vibração calma e pacífica podendo ser aplicado em todos os estados febris e inflamatórios e ainda, como antídoto do vermelho.

É contra-indicada sua aplicação em casos de resfriados, paralisias, reumatismos crônicos e hipertensão.

DOR DE GARGANTA

O raio deve ser focalizado na garganta durante 10 minutos e o paciente deve fazer gargarejos de água solarizada com a cor azul 4 vezes ao dia.

ROUQUIDÂO

Nestes casos indicamos tomar água solarizada com azul em pequenos goles durante o dia, praticar a respiração com a cor azul e receber aplicação com o raio azul por 5 minutos duas vezes ao dia.

ICTERÍCIA

Aplicar o raio azul no corpo por inteiro e ingerir pequenas doses de água solarizada com raio azul.

CORTES E QUEIMADURAS

A aplicação da água solarizada pelo raio azul auxilia na cura e alivia a dor.

REUMATISMO

Nos casos agudos recomendamos o emprego do raio azul por 10 minutos já, nos casos crônicos a aplicação do raio laranja é mais adequado.

RAIO ÍNDIGO

Este é o raio refrescante, adstringente, empregado para a moléstia dos olhos, nariz e ouvidos sendo também benéfico no tratamento de algumas desordens mentais e nervosas, podendo ser usado no tratamento de complicações pulmonares e estomacais.

DESORDENS MENTAIS

O raio índigo é eficiente no tratamento de desordens mentais quando o paciente é violento e excitável.
Quando ao contrário está deprimido e inerte, o raio laranja tem bom resultado.

RAIO VIOLETA

Purifica o sangue e mantém o equilíbrio do potássio do organismo.Atua sobre o corpo mais elevado do homem mas seu uso é contra indicado quando existe um retardo mental . Controla a glândula pituitária.

INDISPOSIÇÕES NERVOSAS

O uso do raio violeta é indicado quando o paciente está muito estressado e tenso e deve ser aplicado por 10 minutos no corpo por inteiro.

INSÔNIA

O tratamento com o raio violeta será mais eficiente e com resultados mais rápido quando o paciente for um sensitivo, devendo ser aplicado por 10 minutos no corpo por inteiro.

ÁGUA SOLARIZADA

Tomar água solarizada com cores é uma maneira prática e fácil para se obter os benefícios da cromoterapia.

E é simples o procedimento, basta pegar uma garrafa de vidro transparente limpa, envolve-la com papel celofane na cor indicada, enche-la com água potável e leva-la ao sol por um período mínimo de uma hora de o sol estiver forte, durante meio dia se o sol estiver fraco e por um dia inteiro se for um dia nublado ou chuvoso.

Esta água deverá ser absorvida em pequenas doses durante o dia, num período máximo de sete horas.

Não deve ser colocada na geladeira, e é aconselhável mantê-la em lugar fresco e arejado.

A cromoterapia é uma prática natural e faz parte do contexto das terapias alternativas que apesar de excelentes resultados, serve de apoio para os tratamentos convencionais da medicina ortodoxa, que não devem ser abandonados e tampouco abandonas as visitas ao seu clínico que é soberano pois um Cromoterapeuta não faz diagnóstico, apenas faz uma anamnése para traçar a sua linha de conduta.

DICAS INTERESSANTES

No caminho do estudo das cores encontrei algumas dicas que podem ser interessantes não deixarmos de lado.

HORÁRIO DE INCIDÊNCIA SOLARES

das 5 às 7 horas incidência da cor azul
das 7 às 9 horas incidência da cor verde
das 9 às 10 horas incidência da cor amarelo
das 10 às 12 horas incidência da cor laranja
das 12 às 14 horas incidência do infravermelho
das 14 às 16 horas incidência da cor violeta
das 16 às 17 horas incidência do ultravioleta
das 17 às 18:30 horas incidência da cor laranja

Não devemos também esquecer a responsabilidade com a saúde em determinados horários em que deve ser evitada a exposição aos raios solares.

Mas poderemos nestes horários, em dia de sol forte, aproveitarmos para colocar no horário correto a vasilha com água potável para procedermos à solarização, porque como podemos verificar a incidência ocorrem de 1 ao máximo de 2 horas.

LEMBRE-SE

Se você decide usar uma cor, está provocando uma vibração que gera uma reação ou um acontecimento.

A personalidade de cada cor causa impacto específico, mostra uma intenção, cria situação, ATRAI o que lhe é correlato, portanto:

USE CORES BRILHANTES QUANDO QUISER

Sentir-se especial
Estímulo para fazer o que tem de ser feito
Audácia para fazer mudanças
Provocar
Levantar a energia, acabar com o baixo astral

USE CORES SUAVES QUANDO QUISER

Conciliar, ser aceita, obter adesão
Ajudar ou ser ajudada
Fazer sorrir
Preservar harmonia, acabar conflitos
Estimular evolução ou espiritualidade
Dissolver barreiras

USE CORES ESCURAS QUANDO PRECISAR

Aparentar mais maturidade
Controlar a si mesma e aos outros
Esconder alguma coisa
Passar seriedade, cerimônia, responsabilidade
Agir com autoridade
Cortar ou romper
Manter firmeza

USE CORES MANCHADAS QUANDO QUISER

Integrar cores ou situações
Não omitir opinião
Facilitar, deixar fluir
Conviver em ambientes desiguais ou ambíguos
Soltar o que lhe incomoda
Aumentar gradativamente alguma participação
Ser diplomata
Rememorar, lembrar de vidas passadas
Soltar o que lhe incomoda

USE BRANCO QUANDO QUISER

Se aperfeiçoar
Evitar tentações
Ultrapassar o medo e a angústia
Limpar o ambiente
Ficar intocável ou inatingível
Proteger-se quando estiver em um ambiente pesado
Mostrar pureza de intenções
Cultivar a solidão

USE PRETO QUANDO DESEJAR

Fortalecer seu poder e autoridade
Fechar-se, manter distância, colocar barreiras
Aumentar o mistério, ocultar, não divulgar
Demarcar limites
Despertar sensualidade física
Ter segurança de que não ira errar
Não se destacar já que num evento a maioria usa preto
Mostrar tristeza
Parecer mais velha

USE CINZA QUANDO QUISER

Fazer mudanças, viajar
Transformar situações
Pesquisar, analisar, observar
Integrar oposições
Mostrar certa diplomacia
Ficar mais séria e competente
Estudar mistérios, ciências ocultas

USE DOURADO QUANDO QUISER

Ter prosperidade e sucesso
Ser admirada e marcar presença
Atrair alegria, energia e saúde
Aumentar a criatividade
Aproximar-se de pessoas importantes

USE PRATEADO QUANDO QUISER

Meditar e transcender problemas
Movimentar-se, viajar, ir além
Ficar leve e refinada
Tornar-se mestre, ter sabedoria
Acelerar a vida
Fazer viagens astrais
Penetrar em outras dimensões
Espiritualizar-se
Aumentar suas visões, inspirações
Estudar ciências ocultas
Passar dignidade e um pouco de distanciamento

USE AZUL QUANDO PRECISAR

Relaxar, dormir, descarregar-se
Conviver simpaticamente e sem maiores envolvimentos
Refrescar-se
Emagrecer, comer menos, fazer dietas
Equilibrar o ambiente
Expandir o intelecto e a percepção
Curar e ser curada

USE VERMELHO QUANDO QUISER

Mais vigor, vitalidade
Mais estímulo sexual
Induzir a fertilidade
Chamar a atenção, ser vista e ouvida
Desafiar, envolvendo-se intensamente
Mostrar orgulho
Estimular ambiente
Agitar

USE AMARELO QUANDO QUISER

Ser original e se destacar
Atrair alegria e estímulo
Mostrar independência de idéias
Revitalizar-se
Estudar, ativar a inteligência, rapidez de raciocínio
Soltar-se mais
Surpreender, estimular a comunicação
Fortalecer ossos e evitar a prisão de ventre

USE LARANJA QUANDO QUISER

Fazer-se notada, ser inesquecível
Sobressair-se
Alegrar, animar festas
Progredir, avançar
Engordar, aumentar o peso
Esquentar-se do frio
Ser mais natural, menos contida
Evitar reumatismo, problemas ósseos, recuperar-se de problemas ortopédicos

USE VERDE QUANDO QUISER

Tranquilizar, trazer serenidade ao ambiente, descansar
Estimular a esperança
Melhorar a saúde e o coração
Contra infecções e a favor do sistema imunológico
Proteger
Ter isenção, neutralidade
Evitar propagação, invasão, afastar os indesejáveis
Tornar-se mais fértil produtiva
Selecionar e solucionar
Atrair silêncio

USE ROSA QUANDO PRECISAR

demonstrar simpatia, afeição, solidariedade, aconchego
atrair proteção, cuidados, delicadeza
desbloquear o ambiente ou qualquer coisa dentro de si mesma
fazer bem ao espírito
aumentar a compreensão, evitar preconceitos
fazer contato, relacionar-se

USE LILÁS QUANDO PRECISAR

refinar-se
penetrar em outras dimensões
aperfeiçoar-se em terapias espirituais
prevenir-se contra doenças físicas e psíquicas
buscar união das almas
usar de sutileza
afastar-se de enfrentamentos e competições
resolver complicações com atitudes civilizadas e desprendidas

USE ÍNDIGO QUANDO PRECISAR

ter domínio de uma situação
centralizar-se
comportar-se com maturidade
impor limites e controles
mostrar distanciamento emocional
fortalecer a inteligência em um nível mais transpessoal

USE BEGE QUANDO QUISER

manter a neutralidade
ser zen
passar desapercebida
ser prática e democrática
aumentar a confiabilidade, mostrar lisura
ter sossego
evitar mudanças e muito movimento
esconder seus pensamentos

USE MARRON QUANDO PRECISAR

ser prática, concisa, eficiente
quiser economizar
ser respeitada e levada a sério
não fazer concessões, dizer não
conviver com animais, andar na terra
parecer mais velha e dura
trabalhar duro
esconder sujeira

CONSIDERE

Qualquer cor funciona entre 8 ou 80. Excesso de verde pode dar apatia; carência de verde atrai barulho, diminui o sossego.
Usar uma cor é evocar a energia que habita dentro dela; usar o vermelho convoca a energia; a animação, a sensualidade, ela ouvirá e virá, então o mais aconselhável é usar o bom senso, através do equilíbrio sempre.

Fonte: br.geocities.com

Cromoterapia

Cromoterapia para cuidar da saúde

Originada no antigo Egito, a cromoterapia ressurgiu com força total no século XXI. Ela promete restabelecer o equilíbrio físico, emocional e mental por meio das cores do Espectro Solar (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta).

A terapia holística também pode até ajudar na cura de algumas doenças, pois as cores exercem grande influência em nossas vidas e às vezes nem percebemos. A sala toda amarela da casa de uma amiga, que não te deixa confortável, ou a tendência para comprar blusas sempre da mesma cor são exemplos de como as cores têm peso em nossas rotinas.

Cromoterapia

Doenças como inflamação na garganta, enxaqueca, tensão nervosa, ansiedade e estresse são alvos da cromoterapia, já que mexem com o equilíbrio do organismo.

Tal terapia é feita por meio de bastões luminosos com cristais na ponta. Esse bastão é capaz de focar os pontos que apresentam irregularidade de energia e, por meio de vibrações no local, contribui para que a dor desapareça.

Veja as indicações

Amarelo

Problemas de pele, reumatismo e artrite.

Azul

Estimula a respiração e a tranquilidade, estresse, ansiedade e pânico.

Índigo

Auxilia nos distúrbios mentais.

Laranja

Equilibra o sistema linfático, estimulando a imunidade.

Verde

Combate problemas cardíacos.

Vermelho

Estimula a sexualidade.

Violeta

Previne doenças.

Fonte: MBPress

Cromoterapia

Cromoterapia é o estudo das aplicações das cores, derivadas do espectro da luz solar, e que motiva a curiosidade humana desde a antiguidade.

Em nosso tempo seu uso tem sido empírico e ordenado pelas sensações que cada cor manifesta, seja no uso das roupas, nas tintas que ornamentam as paredes, ou baseado no conforto visual que as flores e folhas nos brindam a cada amanhecer.

As propriedades terapêuticas de cada cor vão agir nos campos energéticos que chamamos de Chakras, corrigindo e reativando o campo vibratório celular. É a ciência que se utiliza das diferentes cores contidas no espectro visível e que são decompostas da luz branca, para buscar o equilíbrio do ser humano.

Cromoterapia

A aplicação das cores altera ou mantém as vibrações que proporcionam saúde, pela capacidade de regeneração que a energia luminosa possui e a ação vibracional que as CORES nos proporcionam.

Ao trabalhar com as cores para fins terapêuticos, o terapeuta deve, antes de tudo, estar em equilíbrio físico, mental e espiritual, deve analisar detalhes, buscando associar os sintomas às causas emocionais.

As Cores e algumas funções:

São sete as cores básicas, sendo que as quentes são consideradas "ativadoras" de funções.

Amarelo

Ativa a atenção e a memória, boa para ambiente de trabalho, a pessoa pode vestir amarelo para uma entrevista, por exemplo.

Laranja

Lida com a saúde do outro.

Vermelho

Incentiva o movimento, a ação

Verde

Cor neutra, beneficia a saúde

Azul , índigo , violeta

Boas para relaxamento, concentração, meditação.

Em alguns casos, o caminho pode ser a combinações de cores. É o caso do verde-limão, que é a mistura do amarelo com o verde, ideal para situações de falta de interesse, mas em casos que o laranja ou o vermelho podem ser ativos demais.

Na cromoterapia o equilíbrio se dá quando conseguimos ao mesmo tempo: restabelecer o equilíbrio bioenergético do corpo e eliminar a forma pensamento negativa causadora da doença.

Muitas das doenças que afetam o homem tem sua origem na aura, ou seja, as doenças se estabelecem primeiramente no nível emocional/mental que mais tarde podem somatizar causando a doença no corpo físico.

Os Chacras

Cada chacra tem uma cor correspondente:

O chacra da base, que fica entre o orificio retal e a uretra, é o chacra da sexualidade instintiva: vermelho.

O segundo chacra, situado abaixo do umbigo, também chacra da sexualidade, porém, sexualidade esta baseada em uma escolha: laranja.

O terceiro localizado acima do umbigo, chamado de plexo solar, próximo do estômago: amarelo, a cor das transformações.

Chacra do Coração, situado entre dos mamilos: verde, ou rosa (que é a mistura do vermelho com branco); se a questão for afetiva, a cor é o rosa, se for saúde, é verde.

O chacra da garganta e cordas vocais, chamado de carotídeo: azul, para suavizar a palavra, a expressão.

sexto chacra (apelidado de “terceiro olho”) chacra da intuição: índigo, o azul mais escuro, ajuda na concentração e a firmar a intenção numa direção só.

O sétimo ou coronário, que fica na altura do rodamoinho da cabeça: violeta, suaviza a comunicação entre matéria e espírito.

Armando Austregésilo

Fonte: www.xamanismo.com.br

Cromoterapia

A cromoterapia é uma terapia que através das cores, estimula as faculdades de que mais necessitamos.

O ser humano vive no meio de cores, e elas exercem influências sobre o comportamento do homem e sobre as suas emoções.

Todos nós sabemos que por exemplo o vermelho é uma côr excitante, e o azul acalma e descontrai. Portanto instintivamente reagimos ás cores.

Na realidade a cromoterapia é uma terapia que através das cores permite-nos a nós humanos, trabalhar melhor, ajuda na concentração, e em termos gerais, estimula as faculdades de que temos necessidade.

As cores "falam". Essa linguagem é composta por tonalidades.

A cromoterapia permite-nos ser menos estranhos no nosso meio ambiente, viver em harmonia com o mundo, e por conseguinte ser mais feliz e saudável.

Através da cromoterapia pode-se tratar e até mesmo curar, por assim dizer, “problemas” quotidianos tais como a insónia, o stress, má digestão, etc.

Qual a vertente terapêutica da Cromoterapia?

Através da cromoterapia pode-se tratar e até mesmo curar, por assim dizer, "problemas" quotidianos tais como a insónia, o stress, má digestão, etc.

Através da observação ou visualização mental constante da mesma cor por um certo período de tempo, que é variável continuamente ou esporadicamente, conforme o caso!

Para, por exemplo, o problema da insónia, se observarmos durante um tempo a cor violeta, que nos transmite uma maior vibração espiritual, alternada com o preto que simboliza a noite e com o silêncio, a sua vertente terapêutica determina o repouso de todos os orgãos e induz ao sono!

Não se vista de preto, não abuse do vermelho e tire partido do azul. Porquê? A cromoterapia explica.

Uma cor é a sensação produzida pelo nosso cérebro quando os nossos olhos são estimulados por ondas de luz de determinado comprimento de onda. Ou seja, a cada cor corresponde um comprimento de onda diferente. Cada comprimento de onda atua no cérebro de forma diferente, desencadeando processos distintos. De uma forma geral, podemos dizer que quanto mais curto for o comprimento de onda mais relaxante será o seu efeito. Por seu lado, comprimentos de onda mais longos resultam em sensações de maior excitação.

As cores frias, como o azul e o verde, são as de comprimento de onda mais curto. As cores quentes, como o vermelho ou o laranja são as de comprimento de onda mais longo. Assim, o azul e o verde têm um efeito mais calmante, enquanto o vermelho e o laranja têm o efeito contrário. (Já alguma vez pensou porque é que a decoração dos hospitais e os uniformes dos médicos e enfermeiros são sempre de cores frias?)

Partindo deste princípio, a cromoterapia é a técnica de aplicação das cores com um fim terapêutico. Esta técnica foi estudada e aplicada na antiguidade, na Grécia e no Egipto, e hoje em dia a ciência e a tecnologia permitem um estudo e uma aplicação mais precisos deste tipo de tratamento.

A luz e as cores são vibrações provenientes do Sol, que é a fonte natural de toda a energia luminosa. As cores são variações da frequência das ondas de luz emitidas pelo Sol e, segundo Newton, as cores primárias são sete (as do arco-íris): Vermelho, Laranja, Amarelo, Verde, Azul, Anil e Violeta. As três primeiras são as chamadas cores quentes, o verde é a cor do equilíbrio, e as últimas três são as cores frias.

A aplicação terapêutica das cores pode ser feita das mais variadas formas. É comum associar-se a cromoterapia a outros tipos de terapias holísticas, tais como o Feng Shui ou a terapia dos cristais, através da utilização das cores adequadas aos efeitos que se pretendem tanto na decoração (no caso do Feng Shui), como na cor dos cristais.

Uma forma bastante comum e muito simples de aplicar a cromoterapia é através da ingestão de água energizada por determinada cor. Se, por exemplo, pretendemos um efeito calmante, o processo é muito simples. Deita-se a água numa garrafa ou copo azul transparente, e deixa-se o recipiente exposto à luz solar. Desta forma, todo o comprimento de onda de luz que atravessa a água é azul, e o líquido fica carregado com a energia relaxante desta cor. Basta ingerir o líquido diretamente do recipiente para tirar partido do efeito da cor.

Há ainda a terapia direta, que consiste na aplicação de focos de luz colorida sobre o corpo, variando a cor conforme o efeito pretendido.

De forma menos precisa, mas mais prática, é muito simples aplicar a cromoterapia ao nosso dia-a-dia, através da escolha das cores do nosso vestuário, da decoração da casa, dos objetos com que trabalhamos, etc. E para que saiba como por em prática esses pequenos truques, aqui fica uma lista de propriedades de cada cor:

Propriedades de cada cor

Vermelho

Efeito vitalizante, excitante, estimulante. Fortalece o sangue, melhora a circulação, previne a anemia e eleva a temperatura do corpo.

Combate a depressão e, em excesso, pode causar irritação e aumento da tensão nervosa.

Laranja

Estimula o sistema nervoso e promove a alegria. Fortalece as funções mentais, aumenta a energia física e dissipa o desânimo. Combate a insegurança e falta de vontade. É eficaz no tratamento de doenças como a epilepsia, as doenças respiratórias e as inflamações.

Amarelo

Desperta as faculdades mentais, ajuda a dominar o sistema nervoso, promove o optimismo e favorece a criatividade e o raciocínio. É usado no tratamento de problemas digestivos.

Verde

Promove o equilíbrio, a harmonia e a serenidade. Tem um efeito refrescante e tranquilizador, promovendo a sensação de confiança e segurança. É utilizado no tratamento de doenças cardíacas e circulatórias.

Azul

Efeito relaxante e apaziguador. Elimina a sensação de angústia e as perturbações nervosas, tem um efeito sedativo. Tem um efeito anti-séptico e é usado para aliviar cortes e queimaduras, para além de ser usado no tratamento de doenças da garganta e dos olhos.

Anil

Promove a elevação da mente e está ligado à beleza e à arte. É utilizado como anestésico e como calmante em estados de grande ansiedade ou excitação. É eficaz no tratamento de inflamações, dores (efeito analgésico) e doenças dos pulmões.

Violeta

Efeito benéfico sobre os nervos, promove a sensação de liberdade e combate as neuroses. Combate doenças dermatológicas e desentoxica o organismo. Promove a saúde de todas as células e tecidos.

Branco

Não é uma cor, mas sim a reunião de todas as cores. A cor branca é a luz emitida pelas superfícies que refletem todas as cores. Ao receber luz branca, o organismo liberta todas as vibrações pesadas e negativas provenientes das doenças.

Preto

É a ausência de cor. Preto é o que vemos quando uma superfícies absorve todas as cores e não reflete nenhuma. Não deve ser usada, uma vez que gera desarmonia e energias negativas.

Fonte: www.chakalat.net

Cromoterapia

Cromoterapia: terapia colorida

Vivemos num mundo colorido, onde as diferentes cores a que estamos expostos influenciam a nossa vida: um dia de Inverno cinzento pode fazer-nos sentir tristes e levar-nos a escolher uma roupa preta para vestir nesse dia; por outro lado, um dia solarengo de Verão estimula o bem-estar e a nossa alegria de viver, levando-nos a vestir uma roupa branca ou amarela! A Cromoterapia funciona dentro da mesma linha: é uma terapia alternativa que recorre às cores para devolver ao corpo, mente e espírito, o seu equilíbrio natural.
Uma história a cores

Os efeitos poderosos das cores é conhecida e estudada há milhares de anos por civilizações tão antigas como as do Egipto, Índia, Grécia e China. Pensa-se que a Cromoterapia possa ter as suas raízes na Ayurveda, uma especialidade médica praticada na Índia há milhares de anos e que associava a cor aos “chakras” – os 7 pontos espirituais do corpo, localizados ao longo da coluna. Cada “chakra” corresponde a um órgão e cada órgão a uma cor. No caso de algum desequilíbrio ou doença, expor o “chakra” afetado à sua cor dominante seria o suficiente para devolver a saúde e bem-estar ao paciente.

Cromoterapia

1. Vermelho

Chakra da Raiz ou Básico: Rins, bexiga e espinal-medula.

2. Laranja

Hakra do Sacro ou Sexual: Órgãos sexuais, útero, ovários, próstata.

3. Amarelo

Chakra do Plexo Solar: Baço, fígado, estômago, vesícula biliar (sistema digestivo).

4. Verde

Chakra do Coração ou Cardíaco: Coração, pulmões, fígado e sistema circulatório.

5. Azul

Chakra da Garganta ou Laríngeo: Garganta e pulmões.

6. Índigo

Chakra do Terceiro Olho ou Frontal: Sistema nervoso autónomo/hipotálamo.

7. Violeta

Chakra da Coroa ou Coronal: Cérebro superior e olho direito.

Mas a Cromoterapia esteve ainda presente na vida de várias outras civilizações antigas: os egípcios eram conhecidos pelos seus templos de luz e cor, uma espécie de solário, cujas janelas continham vidros coloridos. Com a ajuda do sol, os pacientes eram banhados com diferentes cores. Na China, as aplicações terapêuticas da Cromoterapia associavam cada órgão do corpo humano a uma cor específica. Há relativamente pouco tempo, na Europa do século XIX, as vítimas de varíola e os seus quartos eram cobertos com panos vermelhos de forma a atrair a doença para fora do corpo.

Atualmente, o estudo das cores e das suas diferentes influências no ser humano continua a ser determinante: avalia-se quais as melhores cores para aplicar em ambientes de trabalho, de estudo ou de hospitais; e a publicidade baseia grande parte do seu trabalho na escolha das cores perfeitas para seduzir o seu público-alvo.

Introdução à Cromoterapia

De uma forma simples, a Cromoterapia utiliza a cor e a luz para equilibrar as energias do corpo, sejam elas físicas, mentais, espirituais ou emocionais. A exposição à luz e às cores resultantes da mesma, transformam-se em frequências vibracionais ou energias que a visão e, consequentemente, o cérebro, interpretam de forma específica. A escolha das cores corretas pode devolver ao corpo, mente e espírito o seu equilíbrio natural – o que é, aliás, a base de toda a medicina alternativa – a concentração na saúde e não na doença.

Os meios

As consultas de Cromoterapia podem ter uma duração entre os 60 e os 90 minutos. A Cromoterapia é ainda muitas vezes utilizada em conjunto com outras terapias, nomeadamente a Aromaterapia, Hidroterapia, Reiki, Feng Shui, Radiestesia, Essências Florais e a Cristaloterapia, o que potencia os seus efeitos e resultados.

A administração dos tratamentos cromoterapêuticos pode ser efetuada de várias formas:

Observação da luz do espectro solar, emitida por lâmpadas coloridas durante um período de tempo pré-estabelecido. O corpo, ou partes do mesmo, podem ser expostos às mesmas fontes de luz, que podem ou não ser intercaladas com focos brancos.

Visualização mental de uma determinada cor (que pode ou não ser intercalada com outras) durante um período de tempo pré-estabelecido.

Contato direto com a natureza.

Ingestão de água ou outro líquido, previamente solarizado com recurso à cor adequada ao tratamento em questão.

Ingestão de alimentos que correspondem à cor desejada para o tratamento.

Cromoterapia através da exposição a pedras preciosas, velas, têxteis, vestuário, banhos, óculos ou lentes coloridas.

As cores do arco-íris

Apesar de existir uma enorme variedade de tonalidades de cores, nós reagimos a sete cores primárias, que são aquelas utilizadas na Cromoterapia. A intensidade ou tom dessa cor é escolhida com base no paciente e no seu caso específico. Em geral, as cores quentes (vermelhos, laranjas e amarelos) provocam sensações de excitação e de energia, enquanto as cores frias (azuis, verdes e roxos) produzem sensações de relaxamento e tranquilidade.

Vermelho

Tem um efeito excitante, estimulante e vitalizante, atraindo a energia. Porém, e como é a mais poderosa de todas as cores, deve ser utilizada com precaução porque se for aplicada em excesso pode aumentar a tensão nervosa e os níveis de irritabilidade.

Indicações Terapêuticas

É utilizado no tratamento da depressão e da anemia, mas também para melhorar a circulação sanguínea e equilibrar a temperatura do corpo, sendo indicado em casos de paralisia. Estimula o sistema nervoso e fortalece o funcionamento do fígado.

Laranja

Tem um efeito alegre e anti-depressivo, vitaliza e rejuvenesce.

Indicações Terapêuticas

É utilizado no tratamento da depressão e no combate ao desânimo, à falta de energia e de força de vontade. Fortalece as funções mentais, estimula o sistema nervoso e ajuda a elevar a pressão sanguínea. É utilizado no tratamento de problemas respiratórios, epilepsia e inflamações, mas também está associado às glândulas supra-renais, ou seja, ao tratamento da vesícula biliar ou de pedra no rim. Favorece a boa digestão e tem efeitos positivos no sistema metabólico.

Amarelo

Contém energias positivas e inspiradoras, estimula a atividade mental, promovendo a criatividade, o raciocínio e o optimismo. No entanto, não deve ser utilizado isoladamente, uma vez que pode aumentar o nervosismo, a incerteza, assim como diminuir o sentido de protecção, segurança e estabilidade.

Indicações Terapêuticas

Para além de ajudar a harmonizar o sistema nervoso, é utilizado no tratamento de problemas digestivos, do reumatismo e da artrite (contribui para a dissolução dos depósitos de cálcio nas articulações). O amarelo é apontada como uma cor que fortalece os olhos e os ouvidos, sendo excelente para a pele, nomeadamente para cicatrizar, limpar e melhorar a sua textura.

Verde

Promove o equilíbrio entre as energias positivas e negativas, incitando à harmonia e serenidade. Tem um efeito refrescante e tranquilizador; provoca a sensação de conforto e de bem-estar geral, ou seja, é uma cor completa, que abrange corpo, mente e espírito. No entanto, deve ser utilizado com precaução para não provocar desequilíbrios que podem, por sua vez, aumentar os níveis de insatisfação e de impaciência.

Indicações Terapêuticas

Com propriedades anti-sépticas muito eficazes, é utilizado no tratamento de infecções, desintoxicações, problemas cardíacos e circulatórios.

Azul

É considerada a cor mais curativa de todas, devido ao seu efeito altamente relaxante, apaziguador e sedativo; estimula sensações de paz e é muito potente na devolução da clareza mental.

Indicações Terapêuticas

Para além de aliviar dores de cabeça e enxaquecas, reduz a sensação de angústia, tensão e medo, aliviando perturbações nervosas e situações de insónias. É um anti-séptico natural, eficaz contra as dores e o desconforto causado por cortes e queimaduras; é também um anti-inflamatório, utilizado no tratamento de problemas associados aos olhos e à garganta (laringite, amigdalite, papeira…), sendo ainda útil em casos de asma.

Anil

Ligado às artes e à beleza, eleva a mente, incita aos estados de calma e de serenidade, estimulando ainda as energias criativas.

Indicações Terapêuticas

Tem efeitos analgésicos e calmantes, especialmente em situações de elevada ansiedade ou excitação, é utilizada no tratamento de dor generalizada, inflamações e doenças pulmonares.

Violeta

Provoca sensações de liberdade, mas também de equilíbrio e de estabilidade, incitando à meditação e à recuperação da auto-estima. Sendo uma cor bastante potente, existem algumas precauções a seguir, no sentido em que o uso excessivo do violeta pode provocar estados alterados de consciência.

Indicações Terapêuticas

Eficaz para acalmar o sistema nervoso e no combate das neuroses, é um desintoxicante natural que devolve saúde às células e tecidos do organismo, assim como a energia física ao corpo. Também é utilizado no tratamento de problemas dermatológicos, nomeadamente doenças do couro cabeludo. Os seus poderes apaziguadores são ainda eficazes no tratamento de dores musculares e lombares.

O preto e o branco são extremos opostos. O branco absorve e reflete todas as cores, sendo que o organismo reage positivamente ao branco ao libertar energias negativas e sensações de peso resultantes de doenças diversas. O preto, por sua vez, absorve todas as cores, mas não reflete nenhuma; por norma não é utilizada devido às suas conotações negativas e porque não incita à harmonia. No entanto, o preto pode ser utilizado em conjunto com outras cores, caso do tratamento de insónia: recorre-se à cor violeta que tem características espirituais e calmantes, mas também ao preto, que simboliza a noite e o descanso.

Fonte:  bemtratar.com

Cromoterapia

Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções. Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, como no Egito antigo, nos templos de luz e cor de Heliópolis, como também na Índia, na Grécia, na China, onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas através da experimentação constante e verificação de resultados.

Atualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais, etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado, dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está sendo trabalhado.

A Cromoterapia é baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até os mais sutis.

Querer catalogar, classificar as cores, é limitar o poder da luz. Cada cor tem uma infinidade de aplicações, pois elas são utilizadas conjugadas a outras energias que estão além dos sentidos, em outras dimensões. Por isso, eventualmente, pode-se usar determinada cor conseguindo-se determinado efeito e, em circunstância diferente, é preciso usar outra até aparentemente antagônica para conseguir o mesmo efeito.

Para cada pessoa deverá ser feita uma sensibilização diferente, pois a cor deverá combinar com as cores dessa pessoa. Não há cor melhor ou pior, mais nobre ou menos nobre, o que pode haver é a cor errada para determinado momento.

Por exemplo

Costuma-se catalogar o azul como uma cor calmante e quando um paciente se queixa de irritação, nervosismo, costuma-se pensar em alguma cor dentro dos tons de azul. Mas esse paciente pode estar muito desenergizado, tentando superar essa falta de energia e ficando irritado por não conseguir o desempenho que gostaria de ter. Nesse caso, sua necessidade poderia ser de uma cor energética como o vermelho ou o laranja, quando então se acalmaria.

O cromoterapeuta deve ter formação e visão holística e a sensibilidade desenvolvida para utilizar as cores da forma adequada, ativando as energias que estão deficitárias, ajudando na recuperação de células doentes e contribuindo na indução a melhores hábitos mentais que se traduzirão em melhoria da ação, dos hábitos e da conduta, levando à harmonização e à saúde integral.

Cada parte do nosso corpo esta estritamente relacionada com as cores do espectro, portanto, dependendo da moléstia, necessitamos tratar essa parte com sua cor vibracional correspondente. Por exemplo: diabetes usamos o amarelo por sua ação reativadora e renovadora. Cromoterapia é um tratamento terapeutico baseado em cores que podem ajudar a curar moléstias que se apresentam em nosso corpo físico.

O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem. Sem luz não há vida e dessa maneira, o homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuidos por todos os nossos corpos, físico e energético. Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.

A Cromoterapia, através de suas cores energéticas, reestabiliza o equilíbrio do organismo, obtendo-se, portanto, a cura.No tratamento Cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de cura ou harmonização: luz do espectro solar, luz de lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza. As técnicas descritas aqui, podem ser utilizadas no tratamento das moléstias conforme tabela (na opção "tratamento").

Luz do Espectro Solar

Para essa técnica utilizamos um copo, garrafa, ou recipiente de vidro transparente, e neste, colocamos água potável, envolvendo-o com papel colorido (na cor recomendada conforme tabela de tratamento).

A exposição ao sol deverá ser de, no mínimo, 4 horas, para que a água possa ser carregada com a energia solar refletida pelo papel colorido.

Deverá ser tomado dois copos de água carregada ao dia, sendo um pela manhã em jejum e o outro à noite antes de dormir.

A duração desta técnica de tratamento extende-se até a melhora do sintoma.
Essa técnica também pode ser usada com óleo de amêndoas para massagens locais (apenas uso externo).

Luz de Lâmpadas Coloridas

Nessa técnica utilizamos um bastão com bocal para lâmpada, escolhemos uma lâmpada de 25Watts com a cor estabelecida na tabela de tratamento.

Aplicamos em movimentos circulares, sentido horário, numa distância de 5cm da pele. Essa exposição deve ser por um perído de 5 minutos, uma vez ao dia, até o desaparecimento dos sintomas.

Aplicação da luz azul para problema muscular
Aplicação de luz amarela para tratamento do fígado
Luz azul no tratamento das articulações
Luz verde para infecções

Alimentação Natural

Como coadjuvante do tratamento, a alimentação natural tem sua devida importância na harmonização do nosso sistema. Para isso, devemos selecionar alimentos que têm sua cor relacionada com o seu tratamento Cromoterápico.

Exemplo

Se estiver tratando com a cor amarela, procurar ingerir mais alimentos com essa tonalidade.

Mentalização das Cores

Se você tiver uma certa facilidade em visualizar mentalmente as cores do espectro, poderá ser feita essa mentalização no respectivo local ou órgão pelo prazo de 30 segundos duas vezes ao dia.

Contato com a Natureza

Como nosso corpo físico está estritamente ligado ao nosso campo mental, faz-se necessário que esvaziemos a mente do estresse diário para tanto, o contado com a natureza é uma fonte benéfica para a tranquilização da mente e harmonização do corpo.

COR SIGNIFICADO

Vermelho  Ativador da circulação e sistema nervoso (não utilizado)
Rosa forte   Age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos eartérias e eliminador de impurezas no sangue
Rosa   Ativador, acelerador e eliminador de impurezas do sangue
Laranja Energizador e eliminador de gorduras em áreas localizadas
Amarelo forte   Fortificante do corpo, age em tecidos internos
Amarelo   Reativador, desintegrador de cálculos, purificador do sistema e útil para a pele
Verde forte   Anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador
Verde   Energia de limpeza, vaso-dilatador e relaxante dos nervos
Azul forte   Lubrificante das juntas e articulações
Azul   Sedativo, analgésico, regenerador celular dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório
Índigo   Anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea. Limpa as correntes psíquicas
Violeta   Sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauterizador das infecções e inflamações

ENFERMIDADES E SEU TRATAMENTO

Amarelo   indigestão, hepatite, icterícia, fígado, vesícula-biliar, pâncreas, rins, intestinos, espinhas e afecções da pele
Laranja   asma, bronquite e pulmões
Verde   problemas sanguíneos, feridas, infecções e cistos mamários
Azul forte   resfriado, sinusite, infecção do ouvido, estresse, tensão nervosa, reumatismo agudo e articulações
Azul   inflamação de garganta, tireóide, prisão de ventre e espasmos
Índigo   inflamações dos olhos, catarata, glaucoma, cansaço ocular, epistache (sangramento nasal) e nevralgias

Fonte:  www.guardioesdaluz.com.br

Cromoterapia

Os Benefícios Da Cromoterapia

Cromoterapia é uma terapia natural que atribui às cores um significado que pode alterar problemas de saúde, promovendo o alívio sintomático através da cor absorvida pelo corpo. Isso se dá pelo eletromagnetismo, ou seja, o corpo recebe diferentes campos eletromagnéticos da luz e o corpo os absorve em um padrão de vibração interpretado pelo Cromoterapeuta, desenvolvendo o equilíbrio energético, tão imprescindível para a saúde física, mental, emocional e espiritual. É uma terapia que leva em conta todos os níveis do ser humano ( físico, mental, emocional, energético e espiritual), e não apenas os sintomas físicos, já que corpo e mente encontram-se intimamente interligados.

Em 3000 A.C. já se fazia uso das cores no Egito para curar doenças e desenvolver os dons espirituais, através do uso de pedras preciosas, cristais, cores, mantras, perfumes e doação de energia pelas mãos, além da já utilização da água solarizada (garrafas de água envolvidas em papel celofane na cor adequada ao caso).

Ainda em 3000 A.C. na Índia, houve grande desenvolvimento dos princípios energéticos que propiciam a cura, fazendo a Cromoterapia parte da Medicina Ayurvédica, que se utiliza de cristais, sons, exercícios respiratórios, alimentos, massagem, mandalas e plantas medicinais que agem sobre as glândulas (aqui chamadas de chacras), e que são os centros de energia do corpo humano.

Em 2700 A.C, a China já utilizava as cores na alimentação e no diagnóstico dos desequilíbrios internos.

Em 500 A.C. a Helioterapia (Terapia do Raios Solares) já era bastante utilizada na Grécia e receitada por médicos como Hipócrates ( O Pai da Medicina).

Na metade do século XX, nos Estados Unidos, começaram a ser financiadas pesquisas sobre os efeitos das cores, e podemos dizer que o Raio Laser, usado inclusive em cirurgia, é um ótimo exemplo, assim como a medicina tradicional hoje faz uso dos raios infravermelho e ultravioleta. É importante também saber que a NASA realiza importantes pesquisas com as cores no espaço.

No Brasil, hospitais públicos como Lourenço Jorge e Miguel Couto (no Rio de Janeiro) mudaram a cor das paredes dos quartos para verde claro, pois é uma cor que acalma, equilibra a parte emocional e acelera a cicatrização. Muitas empresas contratam Cromoterapeutas para decorar o ambiente de trabalho com cores que atinjam determinados objetivos, como motivação, aumento de produção, concentração, equilíbrio, Raciocínio, reflexo, memória, redução de acidentes, melhor relacionamento entre os funcionários,...

Para você conseguir entender melhor como uma luzinha colorida pode alterar o seu estado de saúde torna-se válida essa explicação de como a energia luminosa altera o estado da matéria. Vamos voltar para a escola?

Matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Toda matéria é composta de átomos, que são a menor porção da matéria. O átomo é composto por uma parte central (núcleo), onde são encontradas duas partículas: o próton (de carga elétrica positiva) e o nêutron ( de carga elétrica neutra). Ao redor do núcleo giram em altíssima velocidade as partículas chamadas elétrons (de carga elétrica negativa). Os átomos ligam-se uns aos outros até formarem uma matéria sólida.

A ciência descobriu que, assim como tudo que existe, os tecidos do nosso corpo são compostos por partícula de energia, sendo então energia. O átomo possui 7 níveis ou 7 camadas, onde os elétrons se encontram aprisionados. Porém, se o átomo for energizado, seja através de calor, luz, etc, os elétrons absorvem essa energia e "pulam" para níveis mais afastados do núcleo.Em um curto espaço de tempo, os elétrons retornam ao nível de onde saíram,mas aí já liberam ou devolvem a energia que absorveram em forma de luz. Esse facho de luz chama-se Fóton ou Quanta de Luz.

Por exemplo: Quando ligamos o interruptor de luz em nossa casa a mola existente dentro da lâmpada (em geral de tungstênio) é composta por átomos. Ao ligarmos o interruptor este energiza os elétrons, que absorvem a energia e pulam para níveis afastados e, ao retornarem, liberam a luz. A luz que você vê na lâmpada é composta por pequeninos fachos de luz liberados por cada elétron.

Albert Einstein descobriu a relação entre matéria e energia, definindo que "Matéria é energia em estado condensado, e energia é matéria em estado luminoso". Onde queremos chegar? Bem, as células são compostas por átomos, também são matéria/energia e reagem às cores mediante a descarga de hormônios.

Mas, por que essa explicação agora? Porque o nosso corpo é igualmente composto de átomos,células, e, ao utilizar as cores,estas iluminam os elétrons que absorvem a energia luminosa, ocorrendo alteração da matéria. A partir do momento em que os elétrons da luz colorida são absorvidos, os doentes são expulsos. Pense na Fotossíntese, em que células especiais nas folhas dos vegetais absorvem a energia luminosa do sol e a transformam em energia química, armazenada na molécula de glicose. O que acontece quando você come aquele vegetal? A energia contida na glicose passa para o nosso sistema de energia e nos serve de combustível para os movimentos, bom funcionamento dos órgãos... A luz solar corre por nossas veias e nervos, proporcionando o bom funcionamento do nosso corpo. Assim, acredito, fica mais fácil compreender a atuação das cores no nosso corpo através da Cromoterapia.

Um corpo não saudável emite vibrações desequilibradas e a cor, através da luz e do ambiente, às vezes na alimentação, atua por meio do sistema nervoso, estimulando a produção de hormônios que controlam o equilíbrio químico e energético do corpo. É uma terapia alternativa que promove um grande bem-estar e, aos poucos, através de entrevistas e acompanhamento, avalia-se os desequilíbrios energéticos existentes. Para tanto, o Cromoterapeuta necessita conhecer bem a história clínica, o estilo de vida, a alimentação do cliente, se concentrar nesses detalhes para captar o estado energético e localizar devidamente o desequilíbrio da cor.

O Cromoterapeuta, em um tratamento à distância, não tem como avaliar as vértebras do cliente, nem irradiar luzes utilizando a Lâmpada de Cromoterapia como em um consultório, onde são aplicada infinitas técnicas de uso das cores. De qualquer forma, é um tratamento que funciona muito bem com recomendação à distância, quando o terapeuta sugere uso de cores nas roupas, na dieta, na decoração da casa ou do escritório, indicação de pedras curativas para aplicação caseira, músicas terapêuticas para relaxamento, água solarizada, exercícios de visualização e relaxamento físico, que podem ser feitos em casa sem qualquer risco para a saúde. As cores utilizadas na cromoterapia são as mesmas do arco-íris: Vermelho, Laranja, Amarelo, verde, azul, Índigo e violeta, acrescentando-se o Rosa que é excelente para as emoções.

O QUE PODE SER TRATADO COM A CROMOTERAPIA?

Marcia Sampaio

Fonte:  www.artigonal.com

Cromoterapia

O QUE É CROMOTERAPIA

A palavra “cromoterapia” vem do grego “kromos”, cor e “terapheia”, tratamento. A Cromoterapia é o uso da energia das cores para a harmonização e equilíbrio do indivíduo. Ela restaura e regenera o equilíbrio bioenergético dos campos eletromagnéticos através do uso das cores do espectro solar.

Cromoterapia é o tratamento que se faz nos corpos físico, emocional, mental e espiritual, utilizando a energia luminosa colorida, para restabelecer o equilíbrio dos chakras e do campo bioenergético dos animais humanos, dos animais não humanos e das plantas.

Cromoterapia

O ser vivente não é composto, apenas, pelo corpo físico, pois já foi constatado, através da bioeletrografia, que existe um campo eletromagnético que envolve o corpo. Esse campo foi chamado, durante muito tempo, de “aura”, por escolas místicas.

Atualmente, é campo psicobioeletroenergético, ou campo bioplasmático, ou bioeletrografia.

Em 1985, o Dr. Konstantin Korotkov, PhD em Física, na Rússia, chegou à conclusão de que o halo luminoso que aparece em torno dos corpos, em um bioeletrograma, nada mais é do que a visualização da ionização dos gases e/ou vapores, emanados por qualquer corpo, ionização essa produzida pela descarga da alta voltagem das placas das máquinas.

Cromoterapia

Na Teoria Quântica, é conhecido como “campo morfogenético” – conceito elaborado pelo biólogo inglês Rupert Sheldrake (1942-): o campo mórfico ou morfogenético funciona como um campo magnético, através do qual são transportadas as informações da luz para as células, para o DNA e para o próprio corpo.

Cromoterapia

Como receptores de rádio, cada parte do corpo interpreta as informações segundo suas funções.

Tudo que tiver uma estrutura atômica possui um campo eletromagnético: animais, humanos, plantas, objetos, etc..

Bioeletrografia da pata de um gato

Cromoterapia

Não existe registro histórico sobre a Cromoterapia – porém, povos antigos praticavam a terapia das cores. A energia do sol era utilizada pelos egípcios, hindus, chineses e gregos, vários séculos antes de nossa era: uso entre os egípcios (3000 a.C.) – o deus Thot era considerado o mestre das cores. Os egípcios possuiam templos de cura baseados no uso da luz solar, associados a complementos coloridos, e banhos de sol de acordo ao estado da pessoa e às estações do ano; na Índia (3000 a.C.) através da Medicina Ayurvédica. Os hindus cultivavam Surya, o Deus-Sol, e segundo os hindus, o Prana (energia vital) está contido no ar; na China (2700 a.C.), com a Medicina Tradicional Chinesa.

Segundo os chineses, a cor é o que define a existência das coisas para cada indivíduo – e, é a primeira porta para o mundo; na Grécia (500 a.C.) através da helioterapia, que era a terapia pelos raios solares . Os gregos veneravam o Deus Hélio (o sol), considerado como “o olho do mundo”, aquele que tudo vê.

Pitágoras (582 a.C.- 497 a.C.)descobriu que as notas musicais possuem a vibração correspondente aos comprimentos de onda das cores do espectro solar: lá=violeta, si=índigo, dó=azul, ré=verde, mi=amarelo, fá=laranja e sol=vermelho.

Atualmente, a Cromoterapia vem ganhando muita popularidade. A cor é utilizada para tratar e ajudar pessoas doentes e estressadas. O corpo absorve a energia das cores pela vibração que elas emitem.

Pressupostos para o Tratamento Através das Cores:

Todos os seres possuem frequências características de vibrações

Todos os órgãos possuem frequências características de vibrações

“Doença” é uma mudança de frequência – aumento ou diminuição da vibração provocada por um fator químico, mecânico ou térmico

A aplicação da frequência correta transformará a função alterada

As células escolhem, seletivamente, as vibrações benéficas, bem como rejeitam os raios e as vibrações desnecessários

A cor “errada” ou o tipo errado de alimento, tende a alterar a frequência do campo de força eletromagnética da célula, e essa força interage com o campo de força mais amplo do órgão, que por sua vez afeta o sistema e este reage sobre o campo de força total do corpo

A cor, sendo vibração pura, trata as desordens energéticas

A Cromoterapia consta da relação das principais Terapias Alternativas ou Complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata. Essa relação foi ratificada pela OMS em 1983, através do Diretor Geral da “World Health Organization - OMS”, Dr. Halfdan Mahler, e pelo Diretor do Programa de Medicinas Tradicionais da OMS, Dr. Robert Bannerman.

Martha Follain

Fonte:  www.verdor.org

Cromoterapia

A cura de problemas orgânicos e emocionais através do uso das cores

A utilização das cores nos tratamentos da saúde é relativamente recente. Não existem indicações sobre a cromoterapia como uma técnica ou uma arte terapêutica bem organizada como acontece com a fitoterapia (cura pelas ervas) ou hidroterapia (tratamento pela água). Na história da medicina temos notícias de algumas formas isoladas de aplicações terapêuticas com uma ou outra cor, além de citações vagas e muito distantes. Nos últimos trinta anos é que a cromoterapia se desenvolveu de uma forma mais organizada graças à evolução da tecnologia e da ciência. Hoje já existem trabalhos muito interessantes sobre o assunto desenvolvidos por grupos não exatamente ligados à medicina natural, mas sim a universidades, faculdades de psicologia e a grupos de parapsicologia. A antiga União Soviética foi pioneira neste campo e os seus cientistas utilizaram de uma forma regular as cores como um método de tratar problemas orgânicos e emocionais. Os adeptos da medicina natural têm muita simpatia pela cromoterapia e existem vários médicos naturistas que costumam aplicá-la com sucesso. Alguns deles não hesitam em considerar a cromoterapia como uma parte importante na medicina do futuro, devido à sua simplicidade, facilidade de aplicação e eficácia

A Terapia das cores:

Vermelho

Proporciona energia e vitalidade. Estimula o sangue e liberta a adrenalina. Ajuda a combater os resfriados (sem febre). Alivia o cansaço e suaviza as dores de origem reumática.

Laranja (e cores alaranjadas)

Tonificam, combatem a fadiga, estimulam o sistema respiratório e conservam o cálcio no organismo. Desenvolvem o optimismo.

Amarelo

Estimula o sistema nervoso central, contribui para a regeneração dos problemas ósseos, combate a prisão de ventre, potencializa o fósforo e o sódio. Estimulante inteletual.

Verde

Favorece o equilíbrio hormonal, estimula os órgãos digestivos, tem acção refrescante e anti-infecciosa. Contribui para aliviar a insónia.

Azul

Calmante, analgésico, indicado nas infecções com febre. Atua no sistema nervoso, vasos, artérias e todo o sistema muscular. Combate o egoísmo e favorece a harmonia.

Índigo

Acção coagulante. Atua diretamente na corrente sanguínea. Deve ser utilizado nos casos de ferimentos e hemorragias em geral. Estimula os cincos sentidos e a intuição.

Violeta

Acção calmante e purificadora do sangue. Elimina toxinas e estimula a produção de leucócitos. Bom nos casos de pneumonia, tosse seca, asma, irritação da pele e dor ciática. reduz os medos, a angústias e diminui a irritação.

Efeito das cores...

Branco: Pureza, Paz e Virtude
Vermelho: Paixão
Amarelo: Ouro
Laranja: Alma humana
Verde: Natureza, Floresta e Saúde
Azul: Espiritual
Violeta: Devoção e Energia
Rosa: Amor
Preto: Solidão
Castanho: Terra

Indicações para as cores da roupa ...

Branco

Use o branco quando desejar sentir paz, calma e necessidade de estar limpo e purificado.

Vermelho

Vista-se de vermelho quando precisar de coragem, força de vontade; quando sentir a necessidade de atrair alguém. É um forte estímulo sexual e é uma cor muito atraente.

Amarelo

Quando necessitar de tonificar o sistema nervoso, para estimular a intuição e atrair dinheiro.

Laranja

Para obter sucesso financeiro.

Verde

Para receber presentes e para diminuir seu stress.

Azul

Para obter a harmonia a paz e a tranquilidade.

Violeta

Para procurar a inspiração e a imaginação.

Rosa

Para encontrar a felicidade e obter a simpatia.

Preto

É a Elegância e afasta as invejas.

Castanho

É aconselhável evitar roupas desta cor.

Fonte:  www.fontedeluz.com

Cromoterapia

Palavra de origem grega, a CROMOTERAPIA (Kromos = cor e Teraphia = tratamento ou terapia), significa o tratamento através das cores. Seu uso prático pode ser através da aplicação de luzes coloridas, água “solarizada” ou visualização.

As cores estão presentes nas roupas, nos alimentos, na casa, no trabalho, na natureza, enfim, em todos os lugares e elas surgem a partir da incidência da luz.

A energia luminosa é composta pelas sete cores do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta e cada cor tem uma vibração diferente:

Cromoterapia

Vermelho

Cor mais quente do espectro, de vibração densa e mais próxima da matéria, da vida física. Estimula a ação, o movimento e é a cor da paixão. Cor do Chakra Básico.

Laranja

Cor energética, que estimula a criatividade, traz vitalidade, expansão, extroversão. Cor do Chakra Umbilical.

Amarelo

Cor do sol, da alegria, do intelecto, do conhecimento, da concentração. Cor do Chakra do Plexo Solar.

Verde

Cor calmante, que alivia as tensões e emoções, harmoniza as energias dispersas. É uma importante cor de cura. Cor do Chakra Cardíaco.

Rosa

É a cor do amor incondicional, da compaixão e ajuda a expressar os sentimentos. Cor do Chakra Cardíaco.

Azul

É a cor mais fria do espectro, e traz tranquilidade, harmonia. Estimula a expressão e protege contra influências externas indesejadas. Cor do Chakra Laríngeo.

Índigo

Cor que ajuda na expansão da mente para estágios mais avançados. Facilita a compreensão, aumenta a lucidez, clareia as correntes psíquicas. Cor do Chakra do Terceiro Olho.

Violeta

Cor de frequência mais alta, que ajuda na transmutação, purificação, magia. É a cor da espiritualidade. Cor do Chakra Coronário.

Branca

Cor da clareza, pureza e iluminação. Cor da inocência, verdade e integridade. Cor que irradia luz. O branco contém todas as cores. Cor do Chakra Coronário.

O atendimento com a Cromoterapia é feito através de um aparelho portátil com lâminas coloridas que vão sendo trocadas a depender da necessidade. A finalidade da Cromoterapia é localizar as vibrações defeituosas do corpo e restaurar tais frequências à saúde normal. A cor é uma vibração pura de luz e quando usada na tonalidade correta e focalizada no lugar certo, pode corrigir desvios na vibração que está acarretando o mau funcionamento de qualquer parte do corpo. Por utilizar uma frequência de luz, os resultados são mais rápidos e o bem estar se instala de forma mais sustentável.

A Cromoterapia é utilizada para harmonizar e ativar os Chakras (centros de energia), equilibrar o eixo central, limpar e energizar a Aura, criando um campo de proteção em volta do corpo. Ajuda na manutenção da energia vital (prana, ch´i), trazendo ânimo, otimismo, alegria de viver; traz serenidade, paz e harmonia; melhora a intuição, criatividade e vontade; sustenta o poder pessoal e a força interior. Seu efeito atinge o corpo físico, emocional, mental e espiritual. À medida que vai se aprofundando no tratamento, é possível acessar níveis espirituais profundos, auxiliando assim na tomada de consciência do que é preciso mudar para crescer, evoluir. Onde a LUZ brilha, fluem as energias da vida.

A Cromoterapia também auxilia a:

1. Diminuir ansiedade, estresse, fadiga, melancolia, tristeza, mal estar, pesadelos e sonos demasiados

2. Tratar a depressão, insônia, labirintite, medos e fobias como o pânico

3. Melhorar a dor de cabeça, enxaqueca, cólicas e disfunções da menstruação, TPM, corrimento vaginal, problemas renais e no fígado, gastrite, impotência

4. Melhorar o funcionamento dos órgãos do corpo, fortalecer os músculos e articulações, assimilar cálcio e potássio, equilibrar o sistema nervoso (central e periférico), endócrino, cárdio-vascular, ósseo, respiratório, digestivo, circulatório, urinário e muscular

5. Reduzir os vícios (cigarro, droga, álcool)

6. Trazer vitalidade, melhorar a concentração, atenção e memória

Fonte:  www.sirlenebarreto.com.br

Cromoterapia

Assim como cheiro, tato, som. Ela é fato científico, quando tratada como onda eletromagnética, radiação que atinge os olhos. Desse campo científico nos vem a certeza de que o azul acalma e o vermelho excita. O que é branco, senão pureza e paz? Pode o verde reequilibrar as emoções?

A parede da sala, as roupas, a embalagem dos alimentos, o frasco de perfume, o automóvel, o vaso de plantas, o celular — tudo tem cor. E que nos ajudam a viver melhor se soubermos como utilizá-las!

Cromoterapia - O que são cores?

O homem está cercado pelas cores. A forte luz do sol revela a infinidade de cores da natureza, com suas variações.

A luz da lua é também a luz do sol refletida, mais fraca, modificando a nossa percepção destas mesmas cores, nos ensinando que existe um fenômeno de absorção das cores pêlos objetos. Desse modo, os objetos irão absorver algumas cores e refletir outras. E essa cor refletida que chamamos, normalmente, de cor.

O nosso planeta é sustentado pela poderosa energia da luz solar. Através da fotossíntese (isto é, usando a luz solar), bilhões de plantas convertem o gás carbônico emitido pela respiração dos homens e dos outros animais em oxigênio. Se a luz do sol desaparecesse, o oxigênio deixaria de ser naturalmente renovado e o homem e todos os outros animais seriam extintos.

A maioria das plantas possui um pigmento que as tomam verdes ao olho humano. Isto revela que é possível produzir materiais com determinadas cores, a partir de substâncias naturais ou produzidas pelo homem.

Algumas pessoas confundem as cores vermelho e verde. São portadoras de uma deficiência denominada daltonismo. De modo semelhante, alguns animais só enxergam duas ou três cores. Os cães e muitos outros animais não distinguem as cores. Por outro lado as abelhas enxergam cores que os olhos humanos não percebem - daí sua capacidade de identificar as flores.

Isto nos revela que a cor emitida nem sempre é a cor percebida. A cor visível também dependerá dos mecanismos cerebrais de quem a observa.

Cromoterapia - Breve histórico

Os egípcios incluíam entre as características dos seus deuses a capacidade de curar. O deus Thot possuía o poder curativo através das cores e também de prover capacidades espirituais através das mesmas. A deusa Isis - relacionada à cor amarela - possuía poderes especiais para desenvolver a capacidade mental dos homens. Já Osíris – representado pela cor vermelha — era o deus da vida, do corpo, da terra.

O filósofo grego Epicuro (341-270 a.C.) foi o primeiro a afirmar que a coloração dos objetos variava de acordo com a luz utilizada para observação. Sua conclusão era a de que os corpos não apresentavam cor própria, mas apenas refletida. Hélios (ou Mercúrio), o deus-Sol, influenciava a saúde dos homens através da sua posição nos céus – forma semelhante àquela encontrada nas culturas dos antigos sacerdotes na Grã-Bretanha e dos índios da América do Sul.

Os chineses desenvolveram sua medicina incluindo várias terapias hoje identificadas como alternativas, no mundo ocidental. Seus métodos incluíam identificar os matizes e colorações da pele da face e associá-los aos problemas do corpo.

Radiações e o espectro visível

Definição científica de cor: "Onda eletromagnética de luz com determinado comprimento de onda". Do ponto de vista da física, a luz do sol ou de uma lâmpada é uma radiação eletromagnética - assim como o som, o calor, o forno de microondas, os raios X, o controle remoto, as ondas de rádio, o ultra-som, o sinal da televisão e o do telefone celular. Mas cada radiação eletromagnética tem um comprimento de onda e uma vibração, específicas.

A faixa de luz que vai do vermelho ao violeta é chamada de espectro visível. O olho humano percebe as cores básicas deste espectro com muita distinção, a saber: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.

Cromoterapia
A luz visível é uma radiação eletromagnética, assim como o ultra-violeta e o infra-vermelho. Cada cor tem um determinado comprimento de onda, medido em nanômetros (nm). Por exemplo, a cor vermelha tem comprimento de onda de 700 nm.

A figura abaixo mostra que a luz branca ou solar, quando atravessa um prisma de cristal, se decompõe nestas cores básicas.

Cromoterapia
Luz branca decomposta em suas cores básicas ao atravessar um prisma.

Na natureza, podemos observar esse fenômeno em proporções gigantescas: a luz do sol atravessando uma região de chuva — que funciona corno prisma — se decompõe na forma de um semi-círculo colorido a que chamamos arco- íris. E uma demonstração do que é o espectro visível.

De modo inverso, a combinação das cores chamadas primárias (vermelho, amarelo e azul) recompõe a diversidade de cores possíveis, conforme a proporção da mistura das radiações. Curiosamente, a cor branca é obtida quando são misturadas as radiações das sete cores básicas.

Cromoterapia
Disco de Newton

Podemos observar esse fenômeno construindo um dispositivo muito simples, chamado Disco de Newton. Foi o cientista inglês Sir Isaac Newton (1642-1727) que descobriu o espectro visível. Suas experiências provaram que a luz do sol era decomposta nas cores do arco-íris, através de prismas de vidro e quartzo. E mais: existia uma luz monocromática, isto é, de uma só cor, que não podia ser decomposta.

Cromoterapia - O que é?

Na índia foi desenvolvida a maior cultura relacionada à aplicação das cores nos processos terapêuticos alternativos: a cromoterapia.

Um misto de religião e filosofia resultou na terapia alternativa hoje conhecida como cromoterapia. O conceito simplificado da aplicação das cores na saúde dos homens se dá através de alguns princípios básicos.

O primeiro princípio afirma que o homem possui um corpo energético, associado ao seu corpo material.

O segundo princípio observa que a harmonização e o equilíbrio do corpo energético é que produz a cura do corpo físico e da mente.

O terceiro princípio relata que no corpo físico existem milhares de portas para o corpo energético – denominadas chakras ou rodas - através das quais as cores (na forma de energia luminosa) exercem seu poder curativo.

Cromoterapia

Atualmente, como herança do conhecimento e das crenças milenares da índia, desenvolveu-se toda uma terapia alternativa, baseada nas radiações coloridas – a cromoterapia.

Dos milhares de chakras identificáveis, os sete principais são apresentados na figura acima.

Cada pessoa pode apresentar uma dominância positiva ou negativa, sob influência de um chakra básico. Será através desses pontos que se aplicará a luz com determinada cor para transmitir o seu poder curativo.

Os chakras estão ligados entre si, formando uma única rede magnética. Desse modo, cada porta nutre-se das vibrações coloridas que necessita e redistribui para o corpo as outras radiações - equilibrando o organismo e a mente. Os ganhos e perdas de energia se dão através dessas ligações entre os chakras. Ao se aplicar um tratamento cromoterápico — consultando um especialista — o que se procura é nutrir o ser humano das energias necessárias, restaurando o seu equilíbrio energético, magnético. Entretanto, cada chakra fundamental está associado a uma vibração também fundamental - quer seja uma cor, uma nota musical. Os estudiosos da cromoterapia afirmam que a aplicação da luz correspondente ao chakra é a forma mais eficaz de aplicação dos benefícios curativos.

Desse modo, focos de luz com uso de filtros coloridos se tornam o modo universal de tratamento de luz quando aplicada nos locais de cada ponto energético básico.

Ao descrever as características de cada cor básica são apresentados os diversos efeitos sobre o corpo, para cada radiação. As maiores influências curativas serão obtidas quando aplicadas sobre o chakra da cor e, em muitos casos, também sobre os locais a serem tratados.

Fonte:  www.astral.oxigenio.com

Cromoterapia

Com o estresse da vida moderna o ser humano precisa valorizar cada vez mais os momentos de paz e tranquilidade, buscando uma vida mais equilibrada. É importante cuidar do corpo, mas também dos sentimentos e pensamentos, em um nível que possibilite ter qualidade de vida e bem estar, além de desenvolver potencialidades.

Um dos caminhos é a busca do autoconhecimento como uma meta conante. A Cromoterapia é pois a ciência que emprega as diferentes cores para alterar ou manter as vibrações do corpo naquela frequência que resulta em saúde, bem estar e harmonia. A cor é fundamental em qualquer sistema de cura, quer o médico o saiba ou não.

Como usar as Pedras

A cura pela cor é uma ciência divina! Desde tempos pré-históricos as pedras preciosas vem fascinando a humanidade. As escavações arqueológicas realizadas no mundo demonstram que em todos os lugares o Homem sempre colecionou pedras preciosas e de alguma forma sabia como usá-las.

Além de sua beleza que vem fascinando o Homem atráves dos séculos, as pedras preciosas concentram energia que quando direcionadas para a conscientização e a realização trazem paz de espírito e inúmeros benefícios físicos.

Gilberto Quental Lopes

Bibliografia

"Qual é a sua cor?"- Annie Wilson Lilla Bek - ed. Martins Fontes
"Cromoterapia - A cura através das cores" - Reuben Amber - ed. Cultrix
Curso de Cromoterapia - Dr. Oswaldo Coimbra Jr

Fonte:  www.bethynha.com.br

Cromoterapia

Cromoterapiaé a ciência que utiliza a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções.

O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem. Sem luz não há vida e dessa maneira, o homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuidos por todos os nossos corpos, físico e energético.
Se houver deseq uilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.

Atualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais,etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado, dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está sendo trabalhado.

Para cada pessoa deverá ser feita uma sensibilização diferente, pois a cor deverá combinar com as cores dessa pessoa. Não há cor melhor ou pior, mais nobre ou menos nobre, o que pode haver é a cor errada para determinado momento.

Cromoterapia no Egito

Os papiros contam que o Deus Thot era o mestre das cores, e que ele as utilizava com a finalidade de curar e de despertar as faculdades espirituais. A cor amarela de Ísis estimulava o mental, enquanto que a cor vermelha de Osíris aumentava a força vital.

Cromoterapia na China

Os chineses da antiga China utilizaram sobretudo as cores no diagnóstico das pertubações da saúde e na dietética. O diagnóstico chinês compreende quatro fases importantes: a observação, a auscultação, o questionário e a palpitação.

Na fase importante da observação, o prático nota cuidadosamente a tez e as colorações do rosto:

O excesso de vermelho corresponde a uma pertubação do coração
O excesso de amarelo corresponde a uma pertubação do baço
O excesso de branco corresponde a uma pertubação dos pulmões
O excesso de negro ou escuro corresponde a uma pertubação nos rins
O excesso de verde corresponde a uma pertubação do fígado

As 5 cores patológicas ligam-se a teoria chinesa dos 5 elementos: a madeira, o fogo, a terra, o metal e a água.
Como na Índia, a China desenvolveu um sistema completo de yoga corporal e energética chamada Chi Kung. Os mestres dessa arte dizem que, num certo nível de prática, certas cores aparecem diante das pálpebras fechadas. Essas cores tem uma significação; elas indicam os problemas físicos ou mentais do praticante. É razoável pensar que foi dessa maneira que foram descobertas certas propriedades terapêuticas das cores. Nesse método dos Chi Kung, as cores também são utilizadas em visualização, usando certos circuitos definidos no interior do corpo e, em particular, os meridianos "curiosos" da acupuntura chinesa.

Cromoterapia na Grécia e no Império Romano

A helioterapia (ou método de cura pelos raios solares) era muito utilizada pelos terapeutas dessa época; infelizmente, restam poucos documentos precisos sobre as práticas exatas, da mesma forma que sobre as medicinas druídicas e sobre as dos índios da América do Sul, que também usavam as cores e sua relação com as posições planetárias do dia do nascimento (astrologia medicinal).

Cromoterapia na Índia

Esse país foi o que melhor contribuiu para a descoberta das leis sutis da cura, e em particular, da cromoterapia. Duas grandes correntes marcaram sua história: a via do Tranta (a da experiência) e a via de Shankara e Patanjali (a da ascese). Esses iogues consideram o homem como uma parte do universo capaz de realizar sua identidade com esse mesmo universo (estado de consciência chamado Samadhi). Nesse estado, numerosos sábios (rishis) dos tempos védicos compreenderam, por intuição, as leis da cura física e mental colocando as bases da ciência médica ayurveda. Essa ciência antiga, ainda pouco conhecida no Ocidente, compreende a terapia das plantas, a dietética, a massagem, as limpezas internas, a respiração, o uso dos sons (nada-yoga), assim como a cromoterapia.

Para os terapeutas hindus, a cor é ao mesmo tempo objetiva e subjetiva. A cor age sobre o corpo sutil do homem num nível de energia que toca ao mesmo tempo o mental e o físico. Esse corpo de energia sutil foi posto em evidência, de uma forma quase científica, pelo pesquisador russo Kirlian, que conseguiu cristalizá-lo sobre a fotografia.

Esse corpo de energia sutil parece estar em íntima relação com o sistema endócrino do homem. O controle desse corpo energético se efetua graças a centros que a tradição chama de chakras. Uma teoria bem próxima da acupuntura chinesa, afirma que a corrente eletromagnética terrestre entra nos chakras dos pés, depois sobe ao longo do sistema nervoso espinhal, onde pára a um certo nível marcando a evolução do indivíduo. Para a tradição hindu, os seres humanos que ultrapassam o chakra da garganta são pessoas muito excepcionais, capazes de se autocurar e de curar os outros. Quanto mais a circulação da energia se relenta nos canais sutis, mais o homem se torna materialista.

De acordo com a medicina tradicional indiana ayurvédica, cada um desses centros de energia pode ser tratado em certas pertubações físicas particulares. Os textos antigos afirmam que as cores e os sons desempenham um papel importante no equilíbrio do corpo sutil do homem e, igualmente, sobre sua saúde."

Aplicação da Cromoterapia

Luz do Espectro Solar

Para essa técnica utilizamos um copo, garrafa, ou recipiente de vidro transparente, e neste, colocamos água potável, envolvendo-o com papel colorido (na cor recomendada conforme tabela de tratamento).

A exposição ao sol deverá ser de, no mínimo, 4 horas, para que a água possa ser carregada com a energia solar refletida pelo papel colorido.

Deverá ser tomado dois copos de água carregada ao dia, sendo um pela manhã em jejum e o outro à noite antes de dormir. A duração desta técnica de tratamento extende-se até a melhora do sintoma.

Essa técnica também pode ser usada com óleo de amêndoas para massagens locais (apenas uso externo).

Luz de Lâmpadas Coloridas

Nessa técnica utilizamos um bastão com bocal para lâmpada, escolhemos uma lâmpada de 25Watts com a cor estabelecida na tabela de tratamento.

Aplicamos em movimentos circulares, sentido horário, numa distância de 5cm da pele. Essa exposição deve ser por um perído de 5 minutos, uma vez ao dia, até o desaparecimento dos sintomas.

Aplicação da luz azul para problema muscular
Aplicação de luz amarela para tratamento do fígado
Luz azul no tratamento das articulações
Luz verde para infecções
Alimentação Natural

Como coadjuvante do tratamento, a alimentação natural tem sua devida importância na harmonização do nosso sistema. Para isso, devemos selecionar alimentos que têm sua cor relacionada com o seu tratamento Cromoterápico. Exemplo: se estiver tratando com a cor amarela, procurar ingerir mais alimentos com essa tonalidade.

Mentalização das Cores

Se você tiver uma certa facilidade em visualizar mentalmente as cores do espectro, poderá ser feita essa mentalização no respectivo local ou órgão pelo prazo de 30 segundos duas vezes ao dia.

Contato com a Natureza

Como nosso corpo físico está estritamente ligado ao nosso campo mental, faz-se necessário que esvaziemos a mente do estresse diário para tanto, o contado com a natureza é uma fonte benéfica para a tranquilização da mente e harmonização do corpo.

Fonte:  www.portalangels.com

Cromoterapia

O nosso mundo material é constituido de formas e cores, a cor é uma força cósmica, vital e a forma externa é somente a reprodução material de um corpo espiritual. Uma cor é essencialmente uma manifestação material da realidade espiritual, que se dá na presença da "Luz". A luz é algo que nossos olhos não podem ver, mas que torna visísel toda a matéria. A luz do Sol ( ou artificial ), ilumina as formas e nossos olhos captam os reflexos dessa luz transmitindo através dos nossos olhos as formas e cores que são interpretadas por nosso cérebro.

As cores primárias são três

Amarelo, Azul e Vermelho, todas as demais resultam de misturas das cores primárias como por exemplo :

Azul +Vermelho = Violeta
Vermelho + Amarelo = Laranja
Azul + Amarelo = Verde

As misturas de todas essas cores, resultam nos mais diversos tons e matizes que colorem o nosso mundo visível, existem ainda outras cores como o infravermelho e o ultravioleta que só podem ser distinguidos por meios adequados e em laboratórios, pois de todas as cores presentes na natureza o olho humano só pode perceber um pequeno espectro. Já, outros animais, têm seus olhos adaptados para perceber diversos outros espectros, como por exemplo as abelhas que se orientam pela cor ultravioleta para localizar determinada flôr, o verde das folhas, é no entando, percebido por ela como incolor .

Na era moderma um dos pioneiros nos estudos da cromatologia foi o Dr. Edwin Babbit, autor do livro " Principles of Light and Colour", no qual escreveu " Em um quarto escuro, e de olhos fechados, comecei a ver a formação do meu (ser) íntimo e depois de alguns meses estava em condições de perceber maravilhosas luzes e cores, que nehuma linguagem poderá descrever"

A "Cor" da qual estaremos falando, trata-se da manifestação da "Luz" como energia e que portanto pode ser percebida até no escuro, desde que a pessoa esteja devidamente preparada para sentir as vibraçõs no seu íntimo, em infinitas radiações e fluxos de correntes luminosas. São essas vibrações, radiações e fluxos de energias, que irão atuar na aura daqueles que se submetem à uma terapia pelas cores, através dos chakras e meridianos, equilibrando os seus corpos, etérico e físico.

Edgar Cayce, um místico americano de Virginia Beach, quando criança, podia ver a aura completa em torno das pessoas, como um arco-iris de cores e luzes que as envolvia, e admirou-se ao saber que os outros não a viam igualmente.

A aplicação terapêutica das cores é denominada cromoterapia e era utilizada há muito tempo pelos antigos egípcios que já possuiam uma perfeita psicologia das cores. Conheciam a natureza e formação das cores e em seus templos preparavam locais onde doentes da mente e do corpo eram submetidos à cromoterapia.

Arqueólogos encontraram evidências convincentes de que certos aposentos nas pirâmides, tinham sido construídos de forma tal que permitiam a entrada dos raios solares e de que estes eram decompostoas nas sete cores do espectro. Os "médicos" diagnosticavam que cor ou cores faltavam na aura do indivíduo, enviavam-no então ao aposento apropriado onde absorveria o raio ou raios coloridos necessários à recuperação de sua saúde.

Esses conceitos eram conhecidos desde os tempos mais remotos. Em todas as culturas, observa-se o estudo das cores e podemos encontrá-lo associado à diversas práticas esotéricas, como o Feng Shui, Cristrais, Astrologia, etc.

As cores podem ser utilisadas em diversas áreas, com resultados espantosos. Apenas recentemente seu poder começa a ser reconhecido por médicos, psiquiátras, o mundo da moda, marketing, etc. Isto porquê as cores têm uma linguagem própria, que fala diretamente ao nosso íntimo e às nossas emoções podendo influenciar todos os ramos de nossa vida, tais como : sucesso nos negócios, na vida familiar, na vida sentimental, na saúde, no emprego, etc.

De acordo com as propriedades terapêuticas as cores são divididas em três grupos:

Estimulantes: Vermelho, amarelo e laranja.
Calmantes: Indigo, Azul ( tons claros ) e violeta.
Equilibrante: Verde.

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS DAS CORES

VERMELHO

Símbolo de energia e vitalidade. Estimula o sangue e libera a adrenalina. Combate resfriados sem frebre. Alivia o cansaço e ameniza dores reumáticas. Aumenta a sexualidade, esta cor é extremamente estimulante e seu uso é recomendado para pequenos períodos de tempo.

AMARELO

Transmite alegria e atrai a atenção, estimula o sistema nervoso central, contribui para a regeneração dos ossos , bom para prisão de ventre, potencializa o fósforo e o sódio. Estimula o intelecto. Não é recomendada para quem deseja estar só.

LARANJA

Estimula o sistema respiratório, fixa o cálcio. Tonifica e combate a fadiga. Aumenta o otimismo. Proporciona descontração, causa serenidade, libera as expressões e é antidepressiva.

INDIGO

Atua diretamente na corrente sanguínea, tem ação coagulante quando usada em casos de ferimentos e sangramentos em geral. Estimula os sentidos e aumenta a intuição. Transmite tranquilidade e serenidade. É relaxante e permite as aproximações.

AZUL

Indicada nas infecções com febre, tem efeito calmante e analgésico. Atua no sistema nervoso, vásos sanguíneos , artérias e sistema muscular. Reduz o egoismo e atrai a harmonia. Proporciona uma aparência jovial e tem efeito calmante nas tensões nervosas.

VIOLETA

Atua no sistema respiratório, nos casos de pneumonia, tosse, e asma. Nas Irritações da pele e dores ciáticas. Tem ação calmante e depurativa do sangue, elima toxinas e estimula a produção de leucócitos. Reduz o medo, a ansiedade e as angústias, diminui a irritação e estabelece um envolvimento de paz e amor. Estimula a espiritualidade e reduz as preocupações. Boa para a concentração , meditação e orações.

VERDE

Atua no sistema endócrino, favorecendo o equilíbrio hormonal. Estimula o aparelho digestivo. Tem ação refrescante e anti-infecciosa. Combate a insônia. É considerada a cor da aura, permite o equilíbrio mental e espiritual, proporcionando uma condição para um julgamento claro, criando uma atmosfera propícia para uma ampla análise de situações.

CROMOTERAPIA PRÁTICA

A cromoterapia pode ser aplicada no dia a dia, afim de obter equilíbrio ou estímulos, mental, espiritual e emocional , apenas com o uso de roupas nas cores adequadas, para atrair determinado tipo de vibração.

Uma das formas de se aplicar a cromoterapia, para solucionar problemas de saúde, é com a utilização da água energizada. Identifique a sua carência de cor na tabela das "Propriedades Terapêuticas" e siga as recomendações abaixo:

Use copos de cristal, ou vidro ( os de cristal são mais eficazes ).

Encha um copo com água potável, envolva-o em papel celofane da cor que se necessita, tampe para evitar insetos e impurezas. Deixe o copo exposto ao sol durante todo o dia, (mesmo que o dia esteja nublado) no final da tarde, recolha o copo e esta água estará energizada com a cor escolhida, deixe esfriar (Não coloque na geladeira) e ela estará pronta para ser bebida.

Você notará uma diferença revigorante no sabor da água energizada, muitos afirmam que tem sabor de água fresca tirada de uma fonte

Repita o tratamento até notar que o problema foi resolvido, normalmente, nos casos mais simples, isso acontece num prazo de 7 (sete ) dias

Observação

Esta terapia não tem contra-indicações e pode ser utilizada tanto por adultos como por crianças. Não recomendamos suspender as medicações que eventualmente se estejam tomando, sejam alopatas sejam homeopatas, pois a cromoterapia atua em outro nível. Aconselhamos que o paciente continue com o acompanhamento médico tradicional, inclusive para constatar a regressão da doença. Se achar conveniente, comente com seu médico que está pretendendo usar a cromoterapia e ouça a sua opinião, se não sentir-se seguro dos resultados que irá alcançar, não inicie o tratamento com a cromoterapia, pois sua mente já estará bloqueando o efeito desejado.

Carlos Roberto

Fonte:  www.magiadourada.com.br

Cromoterapia

As cores podem transformar a vida de qualquer pessoa, trazendo sucesso nos negócios, na vida familiar, na vida sentimental, na saúde, no emprego, enfim, as cores podem auxiliar em tudo.

AZUL

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Calmante, analgésico, indicado nas infecções com febre. Atua no sistema nervoso, vasos, artérias e todo o sistema muscular.

Combate o egoísmo e traz harmonia.

EFEITO DAS CORES

AZUL: Espiritual

O azul está ligado a divindades, em todas as mitologias, assim como na religião mais antiga que se tem notícia: o hinduísmo. Na China, simboliza o Tao, O CAMINHO SAGRADO.

É a cor da verdade, da imortalidade, da fidelidade e da justiça.

O azul ajuda a desenvolver a inteligência, transmitecalma, propicia o equilíbrio emocional e é bom para a meditação.

É a cor do infinito.

Não é aconselhável para quem tem pressão baixa.

Azul é a cor da água-marinha, do berilo e da solidalita (pedras).

A COR NAS ROUPAS

Vista azul para obter harmonia, paz e tranquilidade.

VERMELHO

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Da muita energia, vitalidade, estimula o sangue e libera adrenalina.
Combate resfriados sem febre, dispensa o cansaço e ameniza dores reumáticas.

EFEITO DAS CORES

VERMELHO

Paixão

É a cor do sangue, que criou o mundo e o destruirá. Simboliza a vida, o calor, a divindade e o oculto. Correspônde também ao egoísmo e ao ódio.

Psicologicamente, o vermelho representa o impulso sexual, o desejo amoroso e a paixão.

O vermelho é uma cor que tanto espanta como aproxima; é a cor do perigo.

A cor vermelha é a cor do rubi e da granada (pedras).

A COR NAS ROUPAS

Vista vermelho quando precisar de coragem, força e vontade.
Quando sentir necessidade de atrair alguém.
É um estímulo sexual e é muito atraente.
É aconselhável usar em casos de depressão, impotência sexual e insuficiência cardíaca.
Não é aconselhável para quem tem pressão alta.

AMARELO

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Estimula o sistema nervoso central, contribui para a regeneração de problemas ósseos, bom para prisão de ventre, potencializa o fósforo e o sódio. Estimula o intelecto.

EFEITO DAS CORES

Amarelo: Ouro

É a cor das paixões depravadas, da riqueza e da tradição. Psicologicamente, é a cor da intuição simboliza a juventude e a audácia.

Ajuda a comunicação e transmite alegria.

Favorece as práticas espirituais.

Aciona a capacidade mental, aumentando a sua imaginação, atraindo pessoas intelectuais.

Não é indicado para pessoas imaturas e inseguras. A cor amarela é a cor do topázio e do citrino (pedra).

A COR NAS ROUPAS

Vista amarelo quando necessitar tonificar o sistema nervoso, para estimular a intuição e atrair dinheiro.

MARROM

EFEITO DAS CORES

MARROM: Terra

É a cor do barro e da folhagem de outono.
Desenvolve algumas qualidades, como a perseverança.
Cor da materialidade, do amor infernal. O marron transmite insegurança, atrai pensamentos e críticas negativas.
Não é indicado para pessoas tímidas ou emocionalmente dependentes.

A COR NAS ROUPAS

É bom evitar usar roupas dessa cor.

VERDE

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Favorece o equilíbrio hormonal, estimula órgãos digestivos e tem ação refrescante e anti-infecciosa.

É a cor da aura.

Alivia a insônia.

EFEITO DAS CORES

VERDE: Saúde, Mata e Natureza

É a cor das águas e da natureza. Simboliza a regeneração espiritual, a esperança e os mistérios da iniciação.

É a cor do conhecimento.

O verde aumenta a auto-confiança e a perseverança.

É a cor da cura.

Deve ser evitado por pessoas que se julguem superiores à outras; também não é indicado nos casos de cólica.
Verde é a cor da esmeralda, agáta, malaquita e aventurina (pedras).

A COR NAS ROUPAS

Vista verde para ganhar presentes e diminuir seu stress.

VIOLETA

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Ação calmante e purificadora do sangue. Elimina toxinas e estimula a produção de leucócitos.
Bom nos casos de pneumonia, tosse seca, asma, irritação de pele e dor ciática.
Reduz medos, angústias e diminui a irritação.

EFEITO DAS CORES

VIOLETA: Devoção e Energia

É a cor da verdade, do amor, da ternura e da doçura. Cor que atrai o sucesso intelectual.

Na China, simboliza a morte.

Violeta é também a cor das viúvas.

Inspira a devoção, ajuda superar as carências afetivas, materialismo excessivo e controla os impulsos autodestrutivos.
Violeta é a cor da ametista (pedra).

A COR NAS ROUPAS

Vista violeta para buscar inspiração e imaginação no seu dia-a-dia.

PRETO

EFEITO DAS CORES

PRETO: Isolamento

É a negação da luz, é a ausência de cor, é o simbolo do erro e do mal.

Significa prudência, sabedoria e tristeza.

Isola a inveja e outras energias.

Cor indicada para pessoas que se sentem deprimidas.

Preto é a cor da ônix, azurita e turmalina (pedras).

A COR NAS ROUPAS

Vista preto para obter elegância e afastar invejosos.

ROSA

EFEITO DAS CORES

ROSA: Amor

Rosa é a cor da sedução, da simpatia e atrai muita felicidade.

Também é a cor da pureza e da fidelidade.

Rosa é a cor do quartzo (pedra).

A COR NAS ROUPAS

Vista rosa para encontrar a felicidade e obter a simpatia.

BRANCO

EFEITO DAS CORES

BRANCO: Pureza, Paz e Virtude

É a mistura de todas as cores. É usada para a limpeza da mente e da aura.

Não aproxima o sucesso, podendo gerar indiferença.

O branco é a cor do quartzo limpo (pedra).

Simbolicamente, o branco é a ligação entre o passado e o futuro, tudo ou nada, é também considerado a cor da carência afetiva.

A COR NAS ROUPAS

Vista branco quando estiver necessitando de paz, calma e sentir necessidade de estar limpo e puro.

ALARANJADO

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Tonifica, combate a fadiga, estimula o sistema respiratório e fixa o cálcio no organismo.
Aumenta o otimismo.

EFEITO DAS CORES

ALARANJADO: Alma Humana

Uma cor que anima os atos e atrai muito sucesso.
É a cor da felicidade e de novos empreedimentos.
É bom usá-la quando se está procurando emprego.
Produz uma sensação de leveza e desenibição.
Alaranjado é a cor da cornalina (pedra).

A COR NAS ROUPAS

Vista alaranjado para obter sucesso monetário.

Fonte:  cromoterapia.vilabol.uol.com.br

Cromoterapia

Várias foram as civilizações antigas, como a egípcia, a grega, a indiana, a chinesa e outras que fizeram uso das cores para tratamento de saúde.

Na China e na Índia a cor era mais relacionada à Mitologia e à Astrologia. Na Grécia muitos filósofos-médicos foram absorver o conhecimento da ciência médica na fonte egípcia, com os sacerdotes-médicos.

Cromoterapia

A Cromoterapia está intimamente ligada ao antigo Egito assim como a própria Medicina. O vínculo da Medicina ao Egito data de 2800 a.C. com IMHOTEP, considerado o Pai Universal da Medicina, pois foi ele quem escreveu os primeiros livros de Medicina, em rolos de papiros. E também foi ele quem fundou a primeira Escola de Medicina.

Cromoterapia

Séculos mais tarde, Hipócrates (460-377 a.C.), médico grego, esteve no Egito estudando a matéria Médica com os sacerdotes-médicos, durante três anos. De retorno a Cós, sua cidade natal, fundou a primeira Escola de Medicina da Grécia e elaborou o Juramento Médico baseado nos escritos de Imhotep.

Também o tratamento médico com o uso de cores iniciou no Egito, conforme pesquisas do Dr. Paul Galioughi, autor do livro “La Médicine des Pharaons”, onde relata como os sacerdotes-médicos tratavam os doentes com as cores, utilizando-se de flores e pedras preciosas.

Então, podemos dizer que a Cromoterapia nasceu no antigo Egito; adormeceu milênios; e ressurge como uma Medicina-energética, assim como a Homeopatia e a Acupuntura.

Define-se Cromoterapia como a ciência que utiliza as cores do Espectro Solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo humano atingidas por alguma disfunção.

As 7 cores do Espectro são:

VERMELHO
LARANJA
AMARELO
VERDE
AZUL
ANIL
VIOLETA

A Cromoterapia está fundamentada em três ciências
Medicina A arte de curar;
Física Ciência que estuda as transformações da energia, em especial no capítulo dedicada à natureza da luz: sua origem no espectro eletromagnético e seus elementos, como comprimento de onda, frequência e velocidade;
Bioenergética Ciência que demonstra a existência do corpo bioenergêtico, analisando a energia vital.

A Cromoterapia traz benefícios aos portadores de qualquer disfunção, começando por aliviar as dores e finalmente pela recuperação dos pacientes, na maioria das doenças.

Salienta-se a eficácia da Cromoterapia no tratamento da ENXAQUECA, doença que atinge um terço da população mundial adulta, conforme estatística da OMS (Organização Mundial de Saúde). A causa principal da Enxaqueca é energética (entrada de energia cósmica pela região occipital), mas pode estar aliada a uma disfunção orgânica como tensão pré-menstrual, má digestão, sinusite, problemas de visão, obstrução das carótidas que conduzem o sangue até os neurônios, compressão das vértebras da coluna cervical, etc...

A Cromoterapia faz o equilíbrio do fluxo energético e trata a causa física, eliminando a dor e restabelecendo a saúde após uma série de aplicações, numa média de dez a quinze.

A CROMOTERAPIA consta da relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata. Essa relação foi ratificada pela OMS em 1983, através do Diretor Geral da World Health Organization-OMS, Dr. Halfdan Mahler, e pelo Diretor do Programa de Medicinas Tradiconais da OMS, Dr. Robert Bannerman.

Fonte:  www.cromoterapia.org.br

Cromoterapia

Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções.

Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, como no Egito antigo, nos templos de luz e cor de Heliópolis, como também na India, na Grecia, na China, onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas através da experimentação constante e verificação de resultados.

Atualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais,etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado, dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está sendo trabalhado.

A Cromoterapia é baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até os mais sutis.

Querer catalogar, classificar as cores, é limitar o poder da luz. Cada cor tem uma infinidade de aplicações, pois elas são utilizadas conjugadas a outras energias que estão além dos sentidos, em outras dimensões. Por isso, eventualmente, pode-se usar determinada cor conseguindo-se determinado efeito e, em circunstância diferente, é preciso usar outra até aparentemente antagônica para conseguir o mesmo efeito.

Para cada pessoa deverá ser feita uma sensibilização diferente, pois a cor deverá combinar com as cores dessa pessoa. Não há cor melhor ou pior, mais nobre ou menos nobre, o que pode haver é a cor errada para determinado momento.

Por exemplo: costuma-se catalogar o azul como uma cor calmante e quando um paciente se queixa de irritação, nervosismo, costuma-se pensar em alguma cor dentro dos tons de azul. Mas esse paciente pode estar muito desenergizado, tentando superar essa falta de energia e ficando irritado por não conseguir o desempenho que gostaria de ter. Nesse caso, sua necessidade poderia ser de uma cor energética como o vermelho ou o laranja, quando então se acalmaria.

O cromoterapeuta deve ter formação e visão holística e a sensibilidade desenvolvida para utilizar as cores da forma adequada, ativando as energias que estão deficitárias, ajudando na recuperação de células doentes e contribuindo na indução a melhores hábitos mentais que se traduzirão em melhoria da ação, dos hábitos e da conduta, levando à harmonização e à saúde integral.

Cada parte do nosso corpo esta estritamente relacionada com as cores do espectro, portanto, dependendo da moléstia, necessitamos tratar essa parte com sua cor vibracional correspondente. Por exemplo: diabetes usamos o amarelo por sua ação reativadora e renovadora.

Cromoterapia é um tratamento terapeutico baseado em cores que podem ajudar a curar moléstias que se apresentam em nosso corpo físico.

O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem. Sem luz não há vida e dessa maneira, o homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuidos por todos os nossos corpos, físico e energético. Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.

A Cromoterapia, através de suas cores energéticas, reestabiliza o equilíbrio do organismo, obtendo-se, portanto, a cura. No tratamento Cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de cura ou harmonização: luz do espectro solar, luz de lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza. As técnicas descritas aqui, podem ser utilizadas no tratamento das moléstias conforme tabela (na opção "tratamento").

Luz do Espectro Solar

Para essa técnica utilizamos um copo, garrafa, ou recipiente de vidro transparente, e neste, colocamos água potável, envolvendo-o com papel colorido (na cor recomendada conforme tabela de tratamento).

A exposição ao sol deverá ser de, no mínimo, 4 horas, para que a água possa ser carregada com a energia solar refletida pelo papel colorido.

Deverá ser tomado dois copos de água carregada ao dia, sendo um pela manhã em jejum e o outro à noite antes de dormir. A duração desta técnica de tratamento extende-se até a melhora do sintoma.

Essa técnica também pode ser usada com óleo de amêndoas para massagens locais (apenas uso externo).

Luz de Lâmpadas Coloridas

Nessa técnica utilizamos um bastão com bocal para lâmpada, escolhemos uma lâmpada de 25Watts com a cor estabelecida na tabela de tratamento.

Aplicamos em movimentos circulares, sentido horário, numa distância de 5cm da pele. Essa exposição deve ser por um perído de 5 minutos, uma vez ao dia, até o desaparecimento dos sintomas.

Aplicação da luz azul para problema muscular

Aplicação de luz amarela para tratamento do fígado

Luz azul no tratamento das articulações

Luz verde para infecções

Alimentação Natural

Como coadjuvante do tratamento, a alimentação natural tem sua devida importância na harmonização do nosso sistema. Para isso, devemos selecionar alimentos que têm sua cor relacionada com o seu tratamento Cromoterápico. Exemplo: se estiver tratando com a cor amarela, procurar ingerir mais alimentos com essa tonalidade.

Mentalização das Cores

Se você tiver uma certa facilidade em visualizar mentalmente as cores do espectro, poderá ser feita essa mentalização no respectivo local ou órgão pelo prazo de 30 segundos duas vezes ao dia.

Contato com a Natureza

Como nosso corpo físico está estritamente ligado ao nosso campo mental, faz-se necessário que esvaziemos a mente do estresse diário para tanto, o contado com a natureza é uma fonte benéfica para a tranquilização da mente e harmonização do corpo.

Vermelho: Ativador da circulação e sistema nervoso (não utilizado)

Rosa forte: Age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e eliminador de impurezas no sangue

Rosa: Ativador, acelerador e eleminador de impurezas do sangue

Laranja: Energizador e eliminador de gorduras em áreas localizadas

Amarelo forte: Fortificante do corpo, age em tecidos internos

Amarelo: Reativador, desintegrador de cálculos, purificador do sistema e útil para a pele

Verde forte: anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador

Verde: Energia de limpeza, vaso-dilatador e relaxante dos nervos

Azul forte: Lubrificante das juntas e articulações

Azul: Sedativo, analgésico, regenerador celular dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório

Índigo: Anestésico, coagulante e purificador da corrente sanguínea. Limpa as correntes psíquicas

Violeta: Sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauterizador das infecções e inflamações

Reunimos, em uma tabela, os casos de enfermidades mais comuns e sua recomendação de tratamento. Enfermidades e seu tratamento.

COR MOLÉSTIA
Amarelo
Indigestão, hepatite, icterícia, fígado, vesícula-biliar, pâncreas, rins, intestinos, espinhas e afecções da pele
Laranja
Asma, bronquite e pulmões
Verde
Problemas sanguíneos, feridas, infecções e cistos mamários
Azul forte
Resfriado, sinusite, infecção do ouvido, estresse, tensão nervosa, reumatismo agudo e articulações
Azul
Inflamação de garganta, tireóide, prisão de ventre e espasmos
Índigo
Inflamações dos olhos, catarata, glaucoma, cansaço ocular, epistache (sangramento nasal) e nevralgias
Violeta
Incontinência urinária e psicoses

Decoração, Cromoterapia e Feng shui

Você já parou para observar como determinadas cores nos ambientes podem nos agradar ou nos incomodar?

E como aquele cômodo escuro, frio, sem vida em nossa casa, depois que o pintamos, ficou com outra cara e energia renovada.

Pintar uma casa ou um cômodo com a cor escolhida, além de trazer uma sensação de limpo e novo, pode trazer uma vibração especial para o ambiente e para nós que ali habitamos.

Mas todo o cuidado é pouco na hora da escolha da cor das paredes, pois da mesma forma que uma cor pode nos influenciar positivamente, as cores podem nos desagradar ou passar péssimas sensações.

E um fato muito interessante é que podemos estudar e explicar o efeito das cores por várias ciências, mesmo que alternativas.

Para mostrar a riqueza de detalhes e a influêcia das cores nos ambientes, iremos explicar seus efeitos através da ótica do Feng Shui, cromoterapia e decoração.

O Efeito das Cores

BRANCO

Decoração

Um ambiente todo branco, para algumas pessoas, pode trazer prazer e calma, e para outras, frieza, tristeza e impessoalidade. O branco nos passa também uma sensação de limpeza, até exagerada. O branco só é branco, quando recebe uma luz intensa direta.

Cromoterapia

Ela potencializa as demais cores. Representa a luz divina.

Feng Shui

É uma cor neutra, que pode ser usada em qualquer ambiente. Muito cuidado quando o branco aparece em demasia em um ambiente, pois nos passa uma sensação de infinito, frieza, vazio e hostilidade. Deve-se quebrar o branco com quadros e móveis bem coloridos.

PRETO E CINZA

Decoração

É usado em pequenos detalhes, principalmente quando queremos fazer um "efeito especial", tanto dentro, como fora da casa. Ainda na área interna, é usado para fazer contrastes, principalmente com o branco. Muito usado no teto com pé direito muito alto, para dar a sensação de rebaixo.

Cromoterapia

É o oposto da luz, a escuridão total.

Feng Shui

É opressivo e depressivo. Representa o elemento água e deve se usar com muito cuidado. Em geral, é usado em pequenos detalhes na casa.

VERDE

Decoração

É uma cor muito usada. No chão, nos lembra a natureza. Não incide muita luz, mantendo a cor original. Em locais abertos, complementa madeira e jardins.

Cromoterapia

É a cor da natureza, traz força equilibrada e progresso mental e corporal. Acalma o sistema nervoso e os sentidos. Também significa esperança e satisfação.

Feng Shui

É uma cor neutra que representa o elemento madeira. Muito cuidado em usar a cor verde em locais que predomina o vermelho, pois teremos um local muito quente. Deve-se usar nos banheiros para elevar a energia deste local. Para casas que abrigam pessoas com problemas de saúde, o verde é uma ótima opção.

LILÁS/VIOLETA

Decoração

Tons mais claros podem ser usados em todos os ambientes. Se for uma cor monocromática, pode cansar.

Cromoterapia

Tem efeito purificador, tranforma as energias negativas em positivas. Ótimo para a saúde. Acalma o coração, a mente e os nervos.

Feng Shui

Traz tranquilidade, sossego e calma. Estimula a espiritualidade. Nas casas, deve ser aplicado em locais de meditação e oração. Em excesso, pode trazer depressão e ansiedade.

LARANJA

Decoração

Inconscientemente, lembra sabores agradáveis, sendo muito usado em cozinhas. Abre e estimula o apetite. Pode ser usado na sala de jantar, em uma só parede, em tons bem suaves. Em tons mais escuros, sugere estabilidade.

Cromoterapia

Auxilia a mente a assimila novas idéias, mas deve ser usado com certo cuidado.

Feng Shui

Em pequenas doses, estimula os sentidos, a criatividade e a comunicação. Boa para áreas da casa que quer se estimular o diálogo, como sala de visitas, de jantar e cozinhas. Em excesso, pode provocar conversas demais e até rebeldia.

VERMELHO

Decoração

Muita atenção em seu uso, pois, por ser uma cor muito energética e vibrante, pode provocar excitação e nervosismo, quando aparece em excesso nos ambientes. Em pequenas doses, traz aos ambientes um ar de glamour e até exótico. Em demasia, cai para a vulgaridade.

Cromoterapia

Muito indicado para pessoas tímidas e retraídas porque estimula a atividade mental e quebra barreiras. Revigora a coragem e a força de vontade.

Feng Shui

Cor que ativa e estimula as áreas de relacionamento afetivo, sucesso, auto-estima, fama e prosperidade. Deve ser usado com muito cuidado e em pequenas doses, pois é uma cor excitante e estimulante. No quarto de casal, ativa a sexualidade. Na sala ou cozinha, estimula o apetite e a fala. Em excesso, provoca brigas, confusões e explosões de humor.

AZUL

Decoração

Pode ser usado em grandes áreas sem tornar-se cansativo, mas deve ser combinado com outras cores para evitar a monotonia. Mais escuro, transmite autoridade. Deve ser usado em ambientes formais.

Cromoterapia

Nos passa calma e serenidade. Também é asséptico e desestressante.

Feng Shui

É uma cor calmante e traz tranquilidade aos ambientes. Deve-se tomar muito cuidado em locais cujas paredes são pintadas de azul claro, pois pode provocar sono em excesso. Já, para quem é muito agitado, é uma boa opção.

AMARELO

Decoração

É muito usado para esquentar áreas escuras e para dar mais iluminação. Em pisos, provoca sensação de avanço. Em grandes áreas e superfícies, pode incomodar por causa da incidência de luz.

Cromoterapia

É uma cor que atua diretamente sobre o mental. É animador, inspirador e estimula o raciocínio. Ajuda no auto-controle. Fortalece os ouvidos e os olhos.

Feng Shui

É a cor da luz. Estimula a comunicação, atividades mentais e abre o apetite. Deve ser usado no quarto de estudo ou na criança. Na cozinha, em doses equilibradas. Em excesso, provoca muita conversa e pensamentos acelerados e confusos, provocando preocupação.

Fonte:  www.mistico.com

Cromoterapia

Influências Gerais da Cor

A cor ocupa grande parte de nossas vidas.

A natureza nos proporciona constantemente variados matizes. Um brilhante céu azul pode elevar nosso espírito e um céu escuro e nublado podem fazer-nos sentir deprimidos e desernegizados.

A radiação solar traz alegria a muitos de nós. Cada estação do ano tem diferentes tons. Não preciso falar deles, todos tivemos contato com esses fatos segundo nosso ponto de vista. Quando o céu está claro à noite e a lua é cheia, muita gente se sente influenciada, favorável ou desfavorávelmente por isto.

Tudo tem uma certa frequência de vibração e isto se aplica a todos os órgãos do corpo humano. Se ocorre qualquer desvio da vibração normal tem-se um índice de que o órgão não está funcionando adequadamente.

Todos os órgãos têm uma vibração característica e que pode ser detectada e a tarefa do terapeuta é localizar as vibrações defeituosas do corpo e restaurá-las à saúde normal.

A aplicação da frequência adequada alterará a defeituosa e dará ao órgão o estado de normalidade. Fadiga, tensão, stress, medo e todas emoções negativas são criminosos perturbando as vibrações saudáveis.

A cor é uma vibração pura e quando usada na tonalidade certa e focalizada no lugar certo pode corrigir o problema e reconduzir o corpo à saúde.

As cores podem ser visualizadas com alguma perseverança. Tais cores podem ser empregadas num processo de autoterapia ou recomendadas para pacientes. E, é claro, a cor pode ser aplicada através de uma lâmpada colorida.

Há sete cores principais no espectro: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta.

As cores quentes são: vermelho, laranja e amarelo.

O vermelho é o elemento do fogo e estimula e excita os nervos e o sangue. Promove a liberação de adrenalina e estimula os nervos sensoriais. Ativa a circulação sanguínea, excita os nervos cerebrospinais e o sistema nervoso simpático.

Revitaliza o corpo físico, mas, por ser tão poderosamente estimulante, deve ser usada com cautela.

Superestimação pode ser perigosa. Saúde significa equilíbrio.

O vermelho é contra-indicado em todas as inflamações e em muitos dos casos de perturbações emocionais.

Nunca se deve fazer um tratamento exclusivamente com vermelho é preciso complementá-lo com uma radiação com verde ou azul.

O laranja é uma combinação do vermelho e do amarelo.

Tem efeito antiespasmódico. Bom no tratamento das cãibras musculares e nos espasmos.

O laranja auxilia o metabolismo do cálcio e fortalece os pulmões, pâncreas e baço.

Esta cor acelera a pulsação mas não eleva a pressão sanguínea.

Fornece energia ao baço e pâncreas.

O laranja fortalece o corpo etérico, vivifica as emoções e cria um sentimento geral de bem estar e disposição.

O amarelo ativa os músculos motores e gera energia nos músculos.

Favorece a digestão mas se usada durante muito tempo pode provocar diarréia porque estimula o fluxo de bile.

O amarelo afasta os parasitas.

Melhora a condição da pele e purifica o sangue.

Ativa a linfa.

O amarelo pode deprimir o baço.

Sob o ponto de vista psicológico, afeta a melancolia e o desespero.

É a cor do intelecto e da razão.

O amarelo é contra indicado em casos de inflamação aguda, delírio, diarréia, febre, superexcitação e palpitações.

O verde é a cor média do espectro.

O verde dilata os capilares e produz sensação de calor.

Alivia a tensão, mas usado em excesso torna-se enfadonho.

Estimula a glândula pituitária e é um reconstrutor dos tecidos e músculos.

O verde é um desinfetante; libera e ao mesmo tempo regula o corpo elétrico e recupera o corpo astral que tenha sofrido choque, fadiga, moléstia ou emoções negativas.

Azul, índigo e violeta são cores frias.

O azul acelera o metabolismo. Promove crescimento e supuração.

Cura queimaduras muito rapidamente.

O azul é a cor da intuição e das faculdades mentais elevadas.

O azul é contra indicado para resfriados, gota, hipertensão, contrações musculares, paralisia, reumatismo crônico e taquicardia (batimento cardíaco acelerado).

O índigo é refrigerante, adstringente e elétrico.

Atua sobre as paratiróides, mas deprime as tiróides.

Quando a tiróide está sobrecarregada deve-se tratar as paratiróides com índigo.

Purifica a corrente sanguínea e prepara os leucócitos no baço.

Reduz ou mesmo estanca hemorragias.

Sempre que hemorragia excessiva estiver presente, trate as paratiróides com índigo. Reduz o ritmo respiratório e tonifica os músculos.

Usado demoradamente tem efeito anestésico, além disso afeta a visão, audição e paladar.

Afeta também os níveis emocional e espiritual e auxilia no tratamento de moléstias mentais, como o "delirium tremens"e a insônia.

Podem-se curar obsessões com ele, mas neste caso o terapeuta deve precatar-se para não adquirir tal obsessão.

O violeta deprime os nervos motores e o sistema linfático, bem como o sistema cardíaco.

Purifica o sangue e promove a produção de leucócitos.

O violeta mantém o balanço de potássio no corpo.

Detém o crescimento de tumores.

No tratamento de pacientes operados de câncer, três cores podem auxiliar:

Vermelho para energizar o sistema.

Verde para estabilizar o corpo astral.

Violeta para restaurar o equilíbrio sódio-potássio.

O violeta é uma cor boa e calmante nos casos de violenta insanidade.

Controla a fome excessiva.

É uma cor espiritual.

O poder de meditação é extremamente aprofundado sob luz violeta.

O Conde de Saint-Germain curava principalmente com os raios violeta.

O ultravioleta está fora do espectro visível.

Tal radiação desempenha um papel importante no metabolismo de cálcio-fósforo.

Fixa o ferro e o iodo sendo portanto útil no tratamento de bócio e raquitismo.

Normaliza o metabolismo e a atividade glandular.

Estimula a atuação do sistema nervoso simpático e auxilia a reduzir a dor.

É favorável ao bom funcionamento do coração e dos pulmões.

Há combinações de tons usados no tratamento pelas cores.

O limão é uma mistura de amarelo muito claro com verde muito claro.

limão rejuvenesce o organismo e elimina as toxinas.

É laxante, anticatarral e fortalece os ossos.

É um estimulante cerebral, ativa o timo e cura a imbecilidade.

É antiácido.

O púrpura e o escarlate são combinações de vermelho e azul.

O púrpura é composto por mais azul e menos vermelho.

O escarlate tem mais vermelho e menos azul.

O púrpura tem propriedades analgésicas. Suprime a malária e estimula as veias.

O escarlate estimula os rins e os mecanismos sexuais.

O magenta é uma combinação de vermelho e violeta e energergiza as adrenais e a ação do coração.

É diurético.

Em alguns casos atua como estabilizador emocional.

O turquesa é o oposto do raio limão. Auxilia a formação da pele.

Quando se trata uma queimadura com azul pode ser de grande ajuda empregar o turquesa para apressar a formção do tecido epitelial.

É um depressor cerebral. Reduz a superatividade mental.

Cores complementares

Cada cor tem sua cor complementar:

Vermelho Azul
Laranja Violeta
Amarelo Violeta
Verde Magenta
Azul Vermelho
Índigo Laranja
Violeta Amarelo

Os terapeutas que usam o pêndulo estão em vantagem quanto ao diagnóstico, seleção de cor e quanto à duração do tratamento.

Os pacientes não devem ser tratados exclusivamente do mal de que sofrem, mas necessitam ser cuidados em três níveis.

Inicialmente, deve-se tratar a moléstia no nível físico; a seguir, no nível elétrico, que compreende o sistema nervoso; finalmente, ao nível astral, que compreende as glândulas endócrinas e as emoções.

A maior parte das pessoas, ao olhar para a aura, só pode ver as vibrações dos três corpos mencionados, mas é muito difícil ver as vibrações dos corpos superiormente desenvolvidos.

Na aura, a vibração física está sempre numa posição fixa, muito próxima ao corpo físico.

A vibração etérica fica mais ou menos próxima, embora esteja misturada ou atuando como um duplo com a física, quando se está em boa saúde.

A camada astral é móvel. Pode-se configurar como uma terceira camada, próxima à etérica, quando em posição normal ou, então, estar mais afastada do corpo. Em caso de choque ou distúrbios emocionais, afasta-se de sua posição normal. Após uma operação, o praticante deve inicialmente remover as toxinas anestésicas e, então, cuidar do corpo astral.

Vibrações coloridas

Alimentos de cor vermelha, laranja e amarela têm efeito alcalino.
Alimentos verdes não são nem ácidos nem alcalinos: são neutros.
Alimentos de cor azul, índigo e violeta têm efeito ácido.
Alimentos vermelhos: carne, todas as frutas de casca vermelha, todos os vegetais vermelhos, agrião, beterraba, repolho roxo, cerejas, pimentão vermelho, cebola, uvas, rabanete.
Alimentos laranja: cenouras, laranjas, abóboras, milho, damascos, tangerinas e pêssegos.
Alimentos amarelos: damascos, manteiga, gemas de ovos, cenouras, milho, toronja, manga, melão, tutano, frutas de casca amarela e hortaliças amarelas.
Alimentos verdes: hortaliças verdes e frutas dessa cor.
Alimentos azuis: a maioria das frutas azuiz, como as ameixas, mirtilos, peixe, vitela, aspargos e batatas.
Alimentos índigo: são os mesmos descritos em alimentos azuiz e alimentos violeta. Alimentos violeta: berinjelas, brócolis-vermelho, beterraba, uva moscatel, amoras pretas.

A cor no lar

Quando você desejar decorar um aposento, pense se deseja que tenha a aparência de maior ou menor.

O vermelho, laranja e amarelo fazem com que um aposento pareça menor; ao passo que o branco, azul e índigo dão-lhe a impressão de ser maior.

O verde o mantém em sua proporção correta.

O azul modela o ego e dá-lhe harmonia com o meio. Tira o introvertido de sua concha.

O vermelho torna a pessoa egocêntrica e o verde faz bem para o coração.

Fonte:  www.eusouluz.iet.pro.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal