Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home   Voltar

Pilates

O Método Pilates é um método de condicionamento físico e mental que trabalha o corpo de forma global desenvolvido em 1920 pelo legendário alemão, enfermeiro e atleta, Joseph H. Pilates. Ele elaborou um equipamento específico e um método para balancear e fortalecer os músculos e articulações. O método é baseado em um sistema de exercícios que focaliza-se na melhora da flexibilidade e força total do corpo sem a hipertrofia muscular.

Pilates
Chamado "high chair"

Em todo o mundo, este método tem sido oferecido em hospitais, consultórios médicos, academias e clínicas. Sendo apontado como um método de condicionamento, reabilitação e busca da saúde e bem-estar.

O Método Pilates é um ótimo complemento em tratamentos fisioterápicos, quiropráticos, massagens e outras atividades físicas.

Quem pode fazer esta aula?

Este método de condicionamento corporal promove harmonia e balanço muscular para todas as idades, condicionando e energizando seu corpo através dos exercícios.

Pilates
Joseph em performace

Por ser uma atividade individual ou feita na companhia de pequenos grupos e ainda supervisionada por um professor, a aula pode ser direcionada para as necessidades individuais do aluno. Estes exercícios especiais podem ser feitos por qualquer indivíduo, desde o super treinado ao sedentário, do idoso ao adolescente e das grávidas aos pacientes em fase de reabilitação ou com desordens alimentares, ainda podendo ser recomendado como condicionamento e prevenção de lesões para todos os indivíduos.

Quem foi Joseph Pilates - O método Pilates.

Nasceu na alemanha em 1880 e morreu em 1967, tinha um eterno interesse pela atividade física. Sofrendo de asma e febre reumática quando era criança, buscou na atividade física uma solução para vencer seus problemas, estudou a yoga, zen budismo, regimes gregos e romanos. E aos 14 anos, contam seguidores do professor, estava em tão boa forma que podia posar para mapas de anatomia.

Pilates

Durante a primeira guerra mundial foi mandado para a inglaterra como enfermeiro. Neste período ficou inspirado a desenvolver o método para ajudar seus pacientes que tinham problemas físicos. Ele treinou outros estrangeiros utilizando exercícios de cultura física que ele mesmo desenvolvera. Seus exercícios começaram a ser reconhecidos como técnica quando nenhum dos internos daquele campo de treinamento sucumbiu a uma epidemia de gripe que matou milhares de pessoas em outros campos da inglaterra, em 1918. Aperfeiçoou a prática após a guerra, dando treinamento à polícia de Hamburgo (alemanha), e em 1920 já tinha um método estruturado, iniciou uma fundação voltada para este método e desenvolveu equipamentos específicos.

Pilates
Joseph no "ped a pol"

Em 1926, Pilates emigrou para os estados unidos, e foi na viagem de navio que conheceu clara, sua futura esposa. Juntos, trouxeram a idéia para New York city abrindo seu estúdio: Pilates Studio. Lá Pilates ensiou e formou instrutores no intitulado Método Pilates de Condicionamento Físico, também conhecido como Arte do Controle ou Contrologia. O estúdio funciona até hoje, e foi nele que Joseph e Clara supervisionaram seus clientes pessoalmente, até a década de 1960. Conquistou os primeiros seguidores famosos entre dançarinos como Martha Grahan e George Balanchine, que o recomendaram a seus próprios alunos como treinamento. Pilates morreu em 1967, aos 87 anos, em decorrência de um incêndio no estúdio.

Pilates
Chamado "Low chair"

Ultimamente o método é usado por todo o mundo por indivíduos de todos os níveis de condicionamento físico assim como por companhias de danças como as que apresentam em shows na broadway (citado como exemplo: Ruth St. Denis, Ted Shawn, Martha Graham, George Balanchine, Hanya Holm and Jerome Robbins), e personalidades como: Gregory Peck and Katharine Hepburn e atuais como Madonna, Jessica Lange, Michael Crawford, Joan Collins, Greta Scacchi, Sigourney Weaver, Britt Ekland, Pat Cash, Kristi Yamaguchi, Stefanie Powers, Wayne Sleep e Tracy, além de estudantes de universidades, times esportivos, spas, academias, clínicas e clubes.

Pilates
Chamado "Small demojoe"

Segundo artigo publicado pela revista E.F. Confef ano III nº 11 - março de 2004, em 1941, a Romana kryzanowska iniciou seus treinamentos sob a supervisão de Joseph e Clara Pilates. Após a morte de pilates, Romana, sua maior pupila, continuou a estudar e ensinar o método. Clara veio a nomear Kryzanowska como tutora do Método Pilates de Condicionamento Físico, pretendendo que nenhuma pessoa utilizasse o nome Pilates sem autorização. Em 1970, Clara Pilates transferiu todos os direitos pra a empresa de Romana, denominada 939 Studio Corp. que mais tarde trasferirira novamente esses direitos a Aris Isotoner Gloves, Inc. ficando Romana somente com a responsabilidade sobre as aulas e treinamento. O método também era ensinado por Sean Gallagher na filadélfia. Ambos se tornaram sócios e Sean adquiriu os direitos autorais sobre as marcas e sobre o método pilates no mundo inteiro. Constituindo a empresa Pilates, Inc., com sede em New York, que detém os direitos de uso das marcas Pilates e The Pilates Studio.

Pilates
Chamado "Spine Corretor Barrel"

O que é diferente neste método?

Joseph H. Pilates elaborou mais de 500 exercícios utilizando 9 aparelhos para desenvolver... o corpo uniformemente.

E ao invés de se repetir muitas vezes cada exercício ele indica em seu método ser preferível exercitar-se com mais eficiência e com menos repetições, exigindo do praticante um controle adequado de seu corpo.

Pilates
Chamado "The Mat"

Devido a necessidade de se concentrar utilizando sua mente ligada ao corpo durante as rotinas de exercícios é garantido ao praticante sentir-se mais consciente das funções musculares e ainda controlá-las mais adequadamente.

Pilates
Chamado "the pedipull"

Benefícios

Estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, a flexibilidade, a amplitude muscular e o alinhamento postural adequado. Além disso, promove melhoras nos níveis de consciência corporal e melhora a coordenação motora.

Todos esses benefícios citados ajudam a prevenir e reduzir riscos de uma futura lesão proporcionando inclusive alívio de dores crônicas, ou seja, o método pilates é particularmente utilizado para reabilitação de problemas na coluna. Ele fortalece, alonga, e equilibra toda a musculatura que envolve a coluna vertebral, alinhando e descomprimindo tensões na mesma. Ajudando a aliviar pinçamentos e compressões de discos. Esta descompressão facilita e estimula a circulação na região com problemas.

Este trabalho de estabilização da pelve e coluna, também , como acréscimo, ajuda a preparar a reabilitação de áreas com fraqueza muscular com maior eficiência. Este método tem sido utilizado com sucesso em reabilitação de complicações de joelhos, ombros, panturrilhas, em casos de acidentes automobilísticos, poliomelites, apoplexia,de pós-cirurgias, pré e pós-parto, dentre outros.

Pilates
Chamado "The Reformer"

Segundo Joseph Pilates, após as 10 primeiras aulas, o praticante sente que o corpo mudou; após 20 aulas, que as mudanças são visíveis ; após 30, as demais pessoas começam a notar as mudanças.

A Aula

A aula é baseada em exercícios rítmicos de força e alongamentos e com bastante trabalhos concêntricos e excêntricos de abdômen e músculos lombares executados pelo praticante nunca passivamente. Você controla seus equipamentos executando os exercícios e assim fortalecendo e massageando seu corpo, evoluindo de acordo com sua capacidade individual. A maioria dos exercícios são feitos na horizontal nos aparelhos e no "the mat". Muitos dos exercícios foram baseados nas técnicas do Hatha Yoga, exercícios gregos e romanos e a respiração profunda (meditação), elimina a tensão e aumenta a estamina.

Os especialistas dizem ser a ginástica mais eficiente de todos os tempos. Existem, porém, alguns detalhes durante a execução da aula: numa aula de pilates, ninguém faz movimentos automáticos e repetitivos, pelo contrário, cada aluno adquire uma perfeita consciência de todos os músculos que está trabalhando. "O rigor técnico é o grande segredo" . Cada exercício deve ser feito num ângulo específico, por isto os resultados parecem ser tão mais rápidos.

Fazer uma aula sem a instrução de um professor credenciado, é perda de tempo. A garantia da eficiência do método está em exatamente na precisão dos movimentos e que só poderá conseguir com a ajuda dele. Por exemplo, numa aula os alunos costumam passar como que 30 min só nos exercícios de consciência corporal, só quando estão todos suando é que começa a ginástica propriamente dita. Não adianta ir direto aos exercícios os alunos não conseguem executá-los com eficiência sem o pré-aquecimento.

Quando se olha alguns exercícios tem-se a impressão que são simples alongamentos, nada muito puxado, talvez por não ser necessário fazer muitas repetições do mesmo exercício. Mas somente participando da aula é que teremos como avaliar e sentir os músculos exigidos principalmente do abdômen. Com todo este rigor técnico os resultados não demoram a aparecer e após em média 30 sessões, você consegue transformar seu corpo de maneira equilibrada definindo todos os músculos por igual. No brasil existem já muitos adeptos, uma delas é a atriz Sônea Braga que diz: "já fiz muita ginástica em minha vida, mas nenhuma mudou meu corpo tão profundamente e rapidamente ".

Além de aparelhos (parecem camas de madeira com molas e tiras de couro substituindo os pesos) as aulas de pilates podem ser feitas fora dele.

As aulas são quase sempre individuais e e custam no Brasil em torno de R$ 60,00 a R$ 80,00 por hora.

O Método no Brasil

Segundo artigo publicado pela revista E.F. Confef ano III nº 11 - março de 2004, o método pilates foi introduzido no Brasil pela profissional de Educação Física Inélia Garcia, quem se certificou nos Estados Unidos, com a Romana Kryzanowska, ex-aluna de Joseph Pilates. Mais tarde, Romana e sua filha Sari Mejías as "Masters Teachers" do Pilates, ministraram o primeiro curso de formação no Brasil.

Pilates
Chamado "The Cadillac"

Posteriormente, após treinamentos intensivo e entrevistas, a Profa. Romana, autorizou a profa. Inélia Garcia a abrir um centro de certificação que começou a atuar em 1999, realizando cursos que só eram possíveis nos Estados Unidos.

Desafio

Esta é, com certeza, a palavra que melhor define este grandioso conceito de saúde e felicidade. Segundo JOE: “a preparação física é requisito básico para a felicidade”. Sim. Esta afirmativa hoje é verdadeira e atual, só que foi dita há 60 anos.

Este é um dos exemplos do visionismo pilatiano. O que mais fascina quem estuda Pilates, não são os exercícios e os aparelhos que por si só, já o torna insólito. Mas sim o conceito mente-corpo, corpo-mente.

A mente molda o corpo e o corpo bem preparado dá condição da mente transcender. Que por sua vez geraria um corpo ainda melhor. Este princípio de geração e interdependência reporta-nos a teoria Taoista do YIN E YANG.

Através desses conceitos, Joseph Pilates criou a CONTROLOGIA que tem princípios a serem considerados não só durante a execução dos exercícios, mas também no dia-a-dia.

Concentração

Durante a execução dos exercícios, devemos estar concentrados ao centro de força (powerhouse) e ao mesmo tempo, observar cada movimento que compõe determinado exercício, bem como todos os fatores limitantes para a execução do mesmo.

Controle

O controle é fundamental para a eficácia e segurança do treinamento físico e principalmente no MÉTODO PILATES.

Nunca o movimento a qualquer custo; mas, qual é o custo do movimento? Se você não consegue executar o exercício completo com perfeição, fragmente-o (orientado por instrutor) para que você não perca o controle do movimento e o exercício possa ser realizado com perfeição, como o método exige.

O Centro

JOE concluiu que o corpo tem um centro físico onde se originam todos os movimentos. Ele o chamou de POWERHOUSE (Centro de Força). O abdômen, a parte de baixo das costas e as nádegas compõem este Centro de Força. O Método Pilates concentra-se em reforçar este CENTRO. Os músculos associados ao POWERHOUSE sustentam a coluna, os órgãos internos e a postura.

A maioria dos exercícios de Pilates tem seu foco no POWERHOUSE de forma a estabilizar o torso e permitir que estiquemos e alonguemos. O domínio deste centro tem, como efeito, uma cintura mais delgada, um abdômen mais definido e uma melhora considerável da fisiologia visceral. Além de uma postura mais correta e forte.

O Movimento

Fluidez, harmonia e beleza: Esta tríade define o que devemos buscar ao executar os movimentos durante o exercício. Os exercícios preconizados por Pilates levam o aluno a conhecer um grande número de exercícios harmônicos e conscientes.

Precisão

Pilates

O Controle está diretamente ligado à precisão. Pilates dizia: “Concentrar-se nos movimentos certos cada vez que você faz um exercício. Caso contrário, você os executará de forma inadequada e eles perderão seu valor”.

Respiração

Pilates

Pilates enfatiza a importância de manter a circulação do sangue pura. Este é o resultado de uma respiração adequada durante os exercícios, oxigenando o sangue e eliminando os gases nocivos. No Método Pilates todos os exercícios são associados à respiração. Em geral inspirando(expandindo as últimas costelas), iniciamos o movimento e ao final do último movimento do exercício, devemos estar com os pulmões vazios. Ter expirado todo o ar, puxando mais ainda o umbigo em direção à coluna).

Principais benefícios

Postura Firme

Aumento da capacidade de concentração e felicidade nos movimentos para atividades da vida diária.

Aumento de força, flexibilidade e alongamento, eliminando dores posturais.

Corpo moldado e mente saudável.

Existe contra-indicação para a prática do Método Pilates?

Qual os limites de idade para praticar o Método Pilates?

Este método de condicionamento corporal promove harmonia e balanço muscular em todas as idades, sem contra-indicações, condicionando e energizando seu corpo através dos exercícios. Joseph Pilates só aceitava em seu Studio crianças à partir de 12 anos de idade por acreditar que crianças muito jovens, não apresentavam maturidade e concentração suficientes para a prática dos exercícios.

Pilates

Por ser uma atividade individual ou feita em pequenos grupos, e ainda supervisionada por um instrutor, a aula pode ser direcionada para as necessidades individuais do aluno.

Estes exercícios especiais podem ser feitos por qualquer indivíduo, desde o atleta até o sedentário, do idoso ao adolescente, da grávida aos pacientes em fase de reabilitação, podendo ser recomendado como condicionamento e prevenção de lesões para todos.

Fonte:www.cdof.com.br

Pilates

O que é Pilates?

Pilates

Ultimamente, tem-se falado muito em aulas de Pilates. Mas afinal, o que há de especial nestas aulas?

O método Pilates tem como base, os princípios criados por Joseph H. Pilates e associa a estes, os conceitos de Rolfing, Polestar, Feldenkrais, Power Yoga, Isso stretching, Fisioball, Gyrokinesis e outras técnicas de conscientização corporal e teorias de controle motor.

Com a certeza de que os músculos devem ser fortes e flexíveis para se manterem bonitos e saudáveis, o Pilates através dos seus exercícios, fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Movimentos fluentes são feitos

sem pressa e com muito controle para evitar estresse. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo.

Assim, a força, a tonificação e o alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, bonito, saudável, harmonioso e elegante.

Você controla sua alimentação?Saiba agora se está dentro do peso saudável.

As aulas apresentam:

Exercícios suaves e eficazes;
Poucas repetições de cada movimento;
Grande repertório de exercícios;
Aulas únicas, evitando monotonia;
Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios;
Resultados rápidos e duradouros;
Construção de uma postura correta e natural;
Não há desgaste físico.

Benefícios:

Aumenta a resistência física e mental;
Alongamento e maior controle corporal;
Correção postural;
Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;
Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;
Melhora da coordenação motora;
Maior mobilidade das articulações;
Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;
Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;
Fortalecimento dos órgãos internos;
Aumento da concentração;
Trabalha a respiração;
Promove relaxamento.

Qualquer pessoa, entre 12 e 100 anos e em todos os níveis de condicionamento físico pode praticar o Pilates.

Fonte: www.cyberdiet.terra.com.br

Pilates

A origem do Pilates

O nascimento do Pilates

Nascido na cidade de Mönchengladbach, na Alemanha, em 1883, Joseph Hubertus Pilates, criador do Método Pilates, praticou muitos esportes em sua adolescência como ginástica, esqui, mergulho e boxe. Em 1912, ele tornou-se boxeador profissional e começou a lecionar autodefesa para detetives da Scotland Yard. No período da I Guerra, no ano de 1914, ele foi exilado, mandado para uma ilha inglesa onde trabalhou num hospital com exilados e mutilados. Lá ele iniciou o uso de molas no tratamento médico, o que seria a base para mais tarde o ajudar no desenvolvimento de um sistema de exercícios e equipamentos. Alguns anos depois ele retornou a Alemanha, onde permaneceu pouco tempo.

Em 1923, Pilates mudou-se para Nova Iorque e abriu seu primeiro estúdio. Seu trabalho, porém, só teve repercursão a partir do anos 40, principalmente entre os dançarinos, tais como Ruth St. Denis, Ted Shawn, Martha Graham, George Balanchine e Jerome Robbins.

Joseph Hubertus Pilates morreu no ano de 1967, aos 87 anos, sem deixar herdeiros. Clara Pilates, sua esposa, assumiu então a direção do estúdio, dando continuidade ao trabalho do marido. Por volta de 1970, ela passou o cargo a Romana Kryzanowska, uma antiga aluna de Pilates dos anos 40.

A difusão do Método

Muitos dos alunos de Joseph abriram seus próprios estúdios e difundiram sua técnica, fazendo também importantes contribuições para o desenvolvimento e aprimoramento do Método Pilates.

A exemplo disso, Ron Fletcher, dançarino de Martha Graham, devido a uma lesão no joelho, realizou uma consulta e iniciou seus estudos com Pilates em 1940. Em 1970, ele abriu seu estúdio em Los Angeles e atraiu muitas estrelas de Hollywood, sendo principal responsável pela divulgação do método.

O método chegou ao Brasil através de Alice Becker Denovaro, sendo a primeira brasileira a se certificar para instrução da Técnica de Pilates.

Pilates no Brasil

Em 1991, foi criado o primeiro estúdio brasileiro de Pilates. A grande responsável foi Alice Becker Denovaro. Graduada em Dança pela Universidade da UFBA e mestre em Coreografia pelo Califórnia Institute of The Arts, Los Angeles, foi a primeira brasileira a se certificar para instrução da técnica de Pilates.

Professora de Pilates do Balé Teatro Castro Alves, adquiriu papel fundamental na preparação dos profissionais dessa companhia. Além disso, Alice introduziu o Pilates na área clinica em Salvador, através do Ambulatório de Dor do Hospital das Clínicas - HUPES - UFBA. Hoje, Salvador conta com mais 20 estúdios em plena atividade, com um número em torno de 2.000 praticantes do método. Por meio da Physio Pilates, Alice Becker é hoje licenciada da Polestar Education para a América do Sul. Dessa forma, já realizou diversos cursos de formação no Brasil, Venezuela, Uruguai, Argentina, Chile e Equador.

A partir do trabalho de Alice Becker, surgem novos estúdios. A dançarina Ruth Rachou, tendo desenvolvido uma estreita relação com a Escola de Dança de Martha Graham, em Nova York, passou a frequentar o Estúdio de Robert Fitzgerald, onde os dançarinos da companhia de Martha faziam as suas aulas de Pilates. Sendo assim, decidiu, em 1993, trazer a técnica para o “Espaço de Dança Ruth Rachou”, em São Paulo.

Em agosto de 1994, Maria Cristina Rossi Abrami, graduada em Educação Física, após ser certificada na Técnica de Pilates pelo Physical Mind Institute, no Novo México, iniciou as suas atividades com Pilates em São Paulo, no CGPA - Centro de Ginástica Postural Angélica.

Em 1996, Inélia Garcia, após ter feito a sua certificação com Romana Kryzanowska, iniciou também em São Paulo os trabalhos com a Técnica de Pilates. Licenciada pelo “The Pilates Studio”, Inélia vem também promovendo cursos de formação no Brasil. Também em 1996, Elaine de Markondes, após um congresso sobre técnicas corporais em Buenos Aires, iniciou suas pesquisas sobre o Método Pilates. Tendo participado de diversos cursos e workshops, começou em 1997 os trabalhos com Pilates, em Curitiba. Hoje, Elaine é licenciada pelo Physical Mind Institute, ministrando cursos de formação em Pilates.

Em 1999, finalmente, para alívio de toda a Comunidade Pilates no Brasil, surgiu oficialmente o primeiro fabricante brasileiro de equipamentos de Pilates, a Physio Pilates, com sede em Salvador/BA, trabalhando sob licença exclusiva de Balanced Body® para toda a América do Sul. Atualmente, a Physio Pilates tem clientes em diversos países da América do Sul, como Venezuela, Chile, Argentina, Uruguai e Equador. Em 1999 o trabalho chega ao Rio, por intermédio da Physio Pilates. Em Goiás, o trabalho começou em 1999, sendo Adriano Bittar o primeiro fisioterapeuta no Brasil a ser certificado pela Polestar Education, na Técnica de Pilates-Evolved para reabilitação. Em 2004, a Physio Pilates inaugura seus Studios Máster em Salvador e em Porto Alegre.

Método

O Método Pilates é constituído por um conjunto de exercícios físicos que promove equilíbrio entre corpo e mente. Esse método, desenvolvido por Joseph Hubertus Pilates tem como objetivo fortalecer os músculos e articulações, melhorar a flexibilidade desenvolvendo o controle do corpo e da mente

A Contrologia, “consiste na completa coordenação de corpo mente e espírito. Desenvolve o corpo uniformemente, corrige a postura, desenvolve a vitalidade física, revigora a mente e eleva o espírito. O condicionamento físico é o primeiro requisito para a felicidade”. Joseph Pilates

O método tem diversas influências, entre elas a Hatha-Yoga, exercícios gregos e romanos, meditação Zen, abordagem analítica da mecânica corporal, postura e respiração corretas. Ao longo dos anos, alunos do próprio Joseph Pilates e praticantes do método de todo o mundo fizeram importantes contribuições. Citam-se, como exemplos, o aperfeiçoamento e a criação de novos exercícios, o aprimoramento de equipamentos e a invenção de novos aparelhos contribuindo assim com sua evolução.

“Equilíbrio perfeito entre corpo e mente é aquela qualidade do homem civilizado, que não somente dá a ele uma superioridade sobre o reino selvagem e animal, mas também provê ao mesmo todos os poderes físicos e mentais que são indispensáveis para atingir o objetivo da humanidade - SAÚDE e FELICIDADE”. Joseph Pilates, 1934.

Benefícios

Melhora da postura
Desenvolve corpos fortes e flexíveis
Prepara a coluna vertebral para o dia-a-dia
Melhora a consciência corporal e respiratória
Alivia dores na coluna e fibromialgias
Alivia a fadiga e tensão muscular, inclusive nas grávidas
Melhora o equilíbrio e a coordenação

Pilates

Modalidades

Aulas de solo com pequenos aparelhos

As aulas de solo, assim como nos aparelhos com molas, proporcionam força, flexibilidade, resistência, melhora a postura e potencializa a respiração. São feitas com o peso do próprio corpo ou com pequenos aparelhos: Flex ring toner, rolo mágico, bolas e faixa elástica, levando em consideração os seis princípios do método:

Princípio I:Respiração­- Organização do tronco com a inspiração e expiração.

Princípio II:Alongamento Axial/ Controle de centro

Princípio III:Organização da cintura escapular, Coluna Toráxica e Cervical.

Princípio IV:Articulação da Coluna

Princípio V:Alinhamento e Suporte de Peso da Extremidade Inferior e Superior

Princípio VI:Integração do Movimento

Aulas nos aparelhos com molas

Assim como no solo, desenvolve todas as qualidades físicas citadas, bem como seus princípios. Nos aparelhos os movimentos se tornam mais precisos e facilitados pela ajuda das molas, ou dificultados quando se quer colocar resistência.

Equipamentos:Reformer, Trapézio ou Cadilaque, Cadeira (Chair), Ladder barrel (barril) e Spine Corrector.

Joseph Pilates

Pilates

Joseph Pilates nasceu na Alemanha em 1880. Sofrendo de asma e febre reumática quando era criança, buscou na atividade física uma solução para vencer seus problemas. Estudou Yoga e Zen Budismo. Durante a primeira guerra mundial foi mandado para a Inglaterra como enfermeiro.

Neste período ficou inspirado a desenvolver o método para ajudar seus pacientes que tinham problemas físicos. Seus exercícios começaram a ser reconhecidos como técnica quando nenhum dos internos daquele campo de treinamento sucumbiu a uma epidemia de gripe que matou milhares de pessoas em outros campos da Inglaterra, em 1918.

Aperfeiçoou a prática após a guerra, dando treinamento à polícia de Hamburgo (Alemanha), e em 1920 já tinha um método estruturado. Criou uma fundação e desenvolveu equipamentos específicos.

Em 1926, Joseph Pilates migrou para os Estados Unidos, e foi na viagem de navio que conheceu Clara, sua esposa. Juntos, levaram a idéia para Nova York, abrindo seu: The Pilates Studio.

Lá, Joseph Pilates ensinou e formou instrutores no intitulado Método Pilates de Condicionamento Físico, também conhecido como Arte do Controle ou Contrologia. Pilates morreu em 1967, aos 87 anos.

Fonte: www.athospilates.com.br

Pilates

História do Pilates

Joseph Hubert Pilates nasceu na Alemanha, perto de Dusseldorf, no ano de 1880. Durante a infância, ele sofreu de asma, raquitismo e febre reumática. Determinado a tornar-se fisicamente forte ele começou a estudar terapias corporais, incluindo Yoga, Zen, técnicas gregas e romanas de exercícios. Aos catorze anos, dedicou-se ao fisiculturismo, chegando a posar para cartazes de anatomia. Mais tarde, viria a se tornar especialista em cultura física, mergulho, esqui e ginástica.

Em 1912, tornou-se boxeador na Inglaterra e durante esse período a 1ª Guerra Mundial deflagrou-se e ele, foi considerado um “estrangeiro inimigo” sendo detido em Lancaster juntamente com outros alemães, sendo transferido posteriormente para a Ilha de Man. Durante o período que passou nessa ilha, ele treinou seus companheiros internos com exercícios que havia criado, vendo-os companheiros ficarem fortes e não serem contaminados pela epidemia de influenza (“gripe espanhola”) que assolou a Europa e matou milhares de internos da ilha. Mais tarde, trabalhou no setor de enfermaria e aplicou seus exercícios em pessoas incapacitadas e com ferimentos de guerra, iniciando durante esse período, a teorização e o desenvolvimento dos aparelhos que dariam origem aos que usamos hoje.

Com o fim da guerra, Joseph Pilates retornou para a Alemanha, mais precisamente Hamburgo, onde continuou desenvolvendo seu método, agora como treinador atlético da Polícia de Flamberg. Durante esse período, conheceu Rudolf V. Laban, que incluiu parte da técnica de Joseph Pilates em seu método de ensino, que foi passado para pessoas importantes como Mary Wigman e Hanya Holm. Em 1925, foi convidado para treinar o exército alemão. No entanto, no ano seguinte, frustrado com o seu trabalho no exército, Joseph Pilates decidiu ir para a América e no navio, conheceu sua futura esposa, Clara. Chegando à América, o casal rumou para Nova York, onde fundou um estúdio que funciona até hoje e que eles supervisionaram até meados dos anos sessenta.

O estúdio do casal recebeu a atenção da comunidade de dança e o método logo se tornou parte do treinamento de bailarinos, incluindo alguns bem famosos como Ruth St. Denis, Jerome Robbins e George Balachine. Pilates batizou seu método como “Contrologia” e viveu uma vida longa e saudável praticando seu método. Ele morreu em 1967, aos oitenta e sete anos e as suas fotos são uma amostra de que ele era a prova viva de que seu método era realmente eficiente. Hoje, seus métodos de treinamento são utilizados em todo mundo por um grupo eclético, tais como dançarinos, atletas, clientes de spas e pessoas em busca de atividades físicas. Seu método torna-se mais popular a cada dia, o que faz com que haja uma grande procura por este método de condicionamento global.

Fonte: www.biofisio.com

Pilates

O que é?

Pilates é uma método de condicionamento físico capaz de desenvolver e manter a uniformidade corporal.

É uma mistura balanceada com treino de força e flexibilidade que melhora a postura, reduz o stress, alonga e tonifica a musculatura sem exageros, trabalha vários grupos musculares simultâneamente com movimentos suaves e contínuos.

No Pilates a qualidade dos movimentos é o mais importante, ao invés da quantidade, o que faz o praticante não se sentir exausto após uma prática.

Os exercícios de Pilates podem ser feitos no solo ou em equipamentos específicos.

Benefícios

O método Pilates tem atraído um grande número de pessoas por todos os lugares do mundo, inclusive no Brasil por diversos benefícios, entre eles:

Ganho de flexibilidade
Melhora da postura
Ganho de Força
Trabalha a respiração
Ganho de resistência física e mental
Alivia tensões, stress e dores crônicas
Ganho na consciência corporal
Promove o relaxamento
Queima significativa de calorias (350 a 550 kl)
Definir musculatura

Após enumerarmos todos os benefícios proporcionados pelo método de Joseph H. Pilates podemos entender que não é a toa que a pratica tem atraído multidões aos estúdios de Pilates em busca não só de um corpo perfeito, mas também de saúde e mente equilibrados.

Fonte: www.pilatespostura.com.br

Pilates

Barriga mais lisa, Costas mais fortes

Pilates é um programa de exercício concebido para tornar o seu corpo mais forte e estruturalmente mais eficiente.

Pilates

Estrutura é a palavra-chave.

O foco do Pilates é fortalecer os músculos do “core”, ou seja, os músculos que rodeiam e suportam o seu tronco, assim sentir-se-á em forma e com uma postura melhor para enfrentar o mundo exigente de hoje. Muitos programas de exercício concentram-se em desenvolver a força de outros músculos através de treino com pesos, exercícios na bicicleta, etc. Pilates, pelo contrário, desenvolve todo o corpo, dando-lhe um aspeto mais alongado, alinhado e forte.

Pode inclusivé, praticar algumas técnicas de Pilates enquanto conduz, trabalha, espera pela conta do supermecado ou vê televisão.

A vida acual exige demasiado dos nossos corpos, hoje em dia muitos de nós passamos demasiadas horas debruçados sobre uma secretária altíssima ou sentadas em frente a um computador com o corpo inclinado para a frente para ler ou escrever. Devido a este fato, adoptamos uma postura que atrofia e comprime os músculos da coluna, enfraquece os músculos do soalho pélvico e impede a respiração fluente. É um estilo de vida exigente a nível físico e emocional.

O Método de Pilates pode ensinar-lhe a lidar com os efeitos negativos, ensinando o corpo a treinar melhor, tornando os músculos mais longos e fortes, melhorando acima de tudo, condição física e o bem-estar emocional.

Pilates

Não é apenas um programa, é um estilo de vida.

Pilates confere beneficios muito além de melhorar a força e o bem-estar.

Tempo-eficiência.

Pode fazer em quase todos os lugares e a qualquer hora.

Adaptável.

Feito para qualquer pessoa, de bailarinos a pessoas com lesões ou incapacidades físicas.

Pilates

Princípios do Método de Pilates

1. Concentração

Muitos exercícios levam-na a “desligar-se” do mundo exterior, a concentrar-se só nos movimentos do seu corpo. O Método de Pilates é uma técnica Mind&Body que requer o foco no corpo. Deverá bloquear os pensamentos externos e concentrar-se apenas nos exercícios.

2. Respiração

Uma respiração correca é essencial em Pilates, embora possa ser a parte mais complicada de dominar. Quanto melhor for o controlo da respiração, mais efeitos o Pilates terá em si. A respiração deverá conduzir o movimento e não o contrário.

3. Centralização

Se leva uma vida sedentária, o tipo de exercício adequado irá desenvolver profundamente a força muscular, de forma a ajudá-lo a sentar-se correcamente e evitar problemas de coluna. Quando pratica Pilates foca-se no centro do seu corpo. Assim estará a desenvolver a força do core.

4. Controlo

Movimentos controlados, fluidos e lentos é a chave de Pilates, cada movimento é suave até ao próximo. Assim desenvolve o controlo físico e mental, terá uma consciência corporal como nunca.

5. Precisão

Para os bailarinos, precisão não é apenas desejada, mas essencial para a sua segurança física, cada movimento e toda a sequência de movimentos terá que ser perfeitamente coordenada, caso contrario correm o risco de falhar ou mesmo de ter lesões. Não somos todos bailarinos, mas o Pilates ensina-nos a movermos de forma a evitar fadiga e dor.

6. Movimento

Pilates é um círculo contínuo de movimentos relacionados entre si, todos passando fluentemente de um para o próximo. O Pilates pode ser combinado com outro tipo de exercícios, assegurando assim, que usa todos os músculos.

7. Isolamento

Em Pilates o “isolamento” é o exercício mental de identificar a sensação de cada grupo muscular. Só assim poderá fortalecer músculos mais fracos e harmonizar todo a estrutura muscular.

8. Rotina

Guarde algum tempo de cada dia para fazer os exercícios de Pilates, tal como guarda tempo para tomar duche, vestir-se, preparar-se para trabalhar. Dê tanta atenção ao seus músculos como dá ao seu cabelo, à sua beleza, o seu corpo vai premiá-la com melhor agilidade – tanto mental como fisicamente.

Pilates

Benefícios do método pilates

Estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, a flexibilidade, a amplitude muscular e o alinhamento postural adequado.

Além disso, promove melhoras nos níveis de consciência corporal e melhora a coordenação motora.

Todos esses benefícios citados ajudam a prevenir e reduzir riscos de uma futura lesão proporcionando inclusive alívio de dores crônicas, ou seja, o método pilates é particularmente utilizado para reabilitação de problemas, como por exemplo, os da coluna.

Ele fortalece, alonga, e equilibra toda a musculatura que envolve a coluna vertebral, alinhando e descomprimindo tensões na mesma. Ajudam a aliviar pinçamentos e compressões de discos. Esta descompressão facilita e estimula a circulação na região com problemas.

Este trabalho de estabilização da pelve e coluna, também, como acréscimo, ajuda a preparar a reabilitação de áreas com fraqueza muscular com maior eficiência.

O "Método Pilates" tem sido utilizado com sucesso em reabilitação de complicações de joelhos, ombros, panturrilhas, em casos de acidentes automobilísticos, poliomelites, apoplexia,de pós-cirurgias, pré e pós-parto, dentre outros.

Segundo Joseph Pilates (criador do método), após as 10 primeiras aulas, o praticante sente que o corpo mudou; após 20 aulas, que as mudanças são visíveis ; após 30, as demais pessoas começam a notar as mudanças.

Fonte: www.sitemedico.com.br

Pilates

Joseph H. Pilates - Histórico

Joseph Pilates nasceu em 1880 perto de Düsseldorf, Alemanha. Ele foi uma criança frágil, asmática, raquítica e com febre reumática, porém tornou-se tão determinado a melhorar a sua condição física que devotou-se ao estudo e a prática da construção de um corpo forte e sadio.

Ele tornou-se perito numa variedade de esportes como ginasta, esquiador, mergulhador, boxeador e até mesmo artista de circo. Durante este período de transformação física, Pilates começou a formar sua filosofia sobre exercício e saúde, estudando yoga, acrobacia e movimento e condicionamento físico, combinando filosofias de saúde e exercícios do Oriente e Ocidente. Joseph procurava o perfeito equilíbrio do corpo e mente.

Pilates

Sequência de movimentos de chão - Joseph PilatesEm 1912 ele vai para a Inglaterra onde se torna boxeador profissional e ensina auto-defesa a detetives da Scotland Yard. Quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial, as autoridades britânicas o confinaram em razão de sua nacionalidade alemã e ele decidiu usar o lazer forçado para desenvolver suas idéias sobre saúde e aptidão física. Ele ensinou a seus colegas de confinamento as técnicas que estava desenvolvendo e afirmava que, por isso, nenhum deles morreu de influenza na epidemia de 1918.

Joseph foi transferido para outro campo de concentração, onde se tornou enfermeiro e vigia. Neste campo, em Lancaster, ele pegou as molas das camas e desenvolveu equipamentos para reabilitar seus pacientes, utilizando a resistência das mesmas, de modo que os pacientes começassem a tonificar seus músculos antes mesmo de poderem levantar.

Pilates

Joseph PilatesApós a guerra, voltou à Alemanha e interagiu com pioneiros das técnicas de movimentos como Rudolf von Laban e Hanya Holm. Ao mesmo tempo, Joseph Pilates trabalhava como treinador para a força policial de Hamburgo. Em 1923 partiu para Nova York para montar seu primeiro estúdio junto com sua esposa, Clara.

Clara era enfermeira e incorporou os conceitos e exercícios de Joseph de modo que beneficiasse mais seriamente clientes doentes.

O método Pilates foi um sucesso imediatamente nos EUA, particularmente entre os bailarinos - Martha Graham e George Balanchine foram os primeiros a serem conquistados.

Os bailarinos, que em geral se machucavam muito, logo descobriram que os exercícios de Pilates levavam à uma recuperação mais rápida - e isso numa época em que os efeitos terapêuticos da reabilitação imediata ainda não eram reconhecidos. Nos anos 60 George Balanchine convidou Pilates para instruir suas jovens "ballerinas" do NEW YORK CITY BALLET.

Pilates

"HÁBITOS INCORRETOS SÃO RESPONSÁVEIS PELA MAIORIA DE NOSSAS DOENÇAS, SE NÃO POR TODAS ELAS" - Joseph Pilates

Joseph PilatesPilates procurou os colégios para incentivar seu programa de con-dicionamento porque acreditava ser seu método bom para a raça humana e igualmente bom para as crianças nas escolas.

Entre 1927 e 1951 Joseph obteve as patentes dos equipamentos que ele inventou.

Joseph Pilates aos 82 anos de idadeFaleceu em 1967. Clara Pilates deu aulas até 1970.

Pilates
Clara Pilates faleceu em 1976.

Joseph Pilates deixou 5 discípulos que continuaram a ensinar o método. São eles: Romana Kry-zanowska, Carola Trier, Kathy Stanford-Grant, Eve Gentry e Ron Fletcher.

Em 1970 Hollywood descobre Pilates através de Ron Fletcher.

Hoje 5 milhões de americanos praticam a técnica de Pilates.

Fonte: www.espacopilates.com.br

Pilates

10 exercícios de Pilates para grávidas

As gestantes só devem praticar Pilates com acompanhamento profissional. A seguir, veja os benefícios que alguns movimentos devidamente orientados podem trazer.

Exercício 1

Pilates

Este exercício melhora a circulação na região pélvica, preparando-a para um possível parto normal. Além disso, auxilia no alívio e na prevenção de dores lombares e na sacro-ilíaca.

Exercício 2

Pilates

Este exercício fortalece a parte anterior da coxa, alonga a parte posterior (da coxa e da perna), evitando cãimbras e até varizes.

Exercício 3

Pilates

Esse movimento mobiliza a coluna e aciona a musculatura glútea e da parte posterior da coxas, o que auxilia na prevenção de dores na coluna e fortalece as pernas.

Exercício 4

Pilates

Este movimento alonga a região do tronco e dos braços, melhora a circulação sanguínea e mobiliza a articulação dos ombros.

Exercício 5

Pilates

O Pilates usa acessórios como bolas para alguns exercícios. O benefício deste é relaxar a coluna lombar.

Exercício 6

Pilates

Institutos especializados em Pilates usam aparelhos para a execução dos movimentos. Este exercício alonga toda a parte posterior da coluna

Exercício 7

Pilates

Com o auxílio da bola, alonga-se toda a coluna e musculatura da pélvis, fortalecendo ainda os glúteos e a parte posterior das coxas

Exercício 8

Pilates

O aparelho, encontrado em institutos especializados em Pilates, permite um movimento que fortalece os membros superiores e musculatura do tronco

Exercício 9

Pilates

A prática fortalece ainda os membros superiores no geral, além dos glúteos e coxas e musculatura do tronco

Exercício 10

Pilates

Glúteos, coxa e panturrilha também recebem atenção especial nos exercícios de Pilates. Os exercícios devem sempre ser feitos pela gestante acompanhada de um instrutor especializado.

Fonte: www.bebe.abril.com.br

Pilates

Exercícios Pilates

O pilates se tornou a ginástica queridinha das celebridades. Mas para quem acha que só é possível praticar exercicios pilates com todos aqueles aparelhos, engana-se. É uma combinação que trabalha bastante as coxas, a mobilidade da coluna e, principalmente, o abdômen.

Mas atenção:os exercícios pilates não são recomendados para quem precisa tratar algum problema, como hérnia de disco ou desvios graves na coluna.

Como são os exercícios Pilates ?

A aula é baseada em exercícios rítmicos de força e alongamentos e com bastante trabalho na linha doabdômen e músculos lombares, executados pelo praticante e nunca passivamente.

Você controla os equipamentos executando os exercícios e assim fortalecendo e massageando seu corpo, evoluindo de acordo com sua capacidade individual.

A maioria dos exercícios pilates são feitos na horizontal com e sem aparelhos. Muitos dos exercícios foram baseados nas técnicas do Hatha Yoga, exercícios gregos e romanos e a respiração profunda (meditação), que eliminam a tensão e aumenta a estamina.

Fonte: www.pilates-rpg.com

Pilates

Pilates e qualidade de vida

Método restaura a vitalidade física e revigora a mente

O método Pilates, originalmente denominado por seu criador Joseph Hubertus Pilates como Contrologia, leva em consideração o movimento natural do homem, o respeito à sua anatomia e biomecânica, buscando a saúde e o bem-estar. O conjunto desses objetivos melhora a qualidade de vida e nos fornece mais energia vital.

Desde que a revolução industrial alterou drasticamente a rotina dos trabalhadores, impondo ao corpo a realização de movimentos repetitivos e automáticos, alienando a mente e dissociando corpo e espírito, o ser humano procura o equilíbrio entre o físico e o energético.

Partindo da observação da natureza, do movimento dos animais e do estudo profundo de anatomia, Joseph H. Pilates desenvolveu um sistema de exercícios que respeita os princípios de movimento do corpo humano. Contempla todas as dimensões do homem (física, mental e espiritual), desenvolvendo o corpo uniformemente, corrigindo posturas erradas, restaurando a vitalidade física, revigorando a mente e elevando o espírito.

Através dos movimentos naturais, realizados por meio de repetições apropriadas de cada exercício num determinado ritmo, se adquire o completo controle sobre o corpo. Alia-se o melhor da abordagem oriental de movimento, que prioriza a concentração, a percepção de si, o alongamento e a flexibilidade com a abordagem ocidental, que prioriza a força e o desenvolvimento físico.

Todo o método está baseado em seis princípios que pretendem devolver ao homem uma movimentação mais espontânea e consciente: o centro de força (powerhouse), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.

1 -O Centro de Força é o foco principal do método Pilates. Ele compreende a região abdominal, formando um cinturão que contempla toda a parte anterior e posterior do tronco, entre a região inferior das costelas e a pelve, dos músculos mais profundos aos mais superficiais. Sua principal finalidade é condicionar a musculatura abdominal, diminuindo a sobrecarga lombar.Todo movimento, por menor que seja, deve ser iniciado somente após a completa ativação do Centro de Força.

2 -A concentração permite que se volte a atenção para o corpo todo enquanto se executa movimentos simples ou complexos. Exercitar-se com concentração e controle sobre todas as partes do corpo (e não somente sobre os músculos responsáveis pelo movimento principal) propicia a execução de movimentos corretos e seguros. Consequentemente, reduz-se a incidência de lesões.

3 -O Controle é o domínio sobre os movimentos dos vários segmentos do corpo. Devem ser controlados todos os aspectos de cada posição durante os movimentos, de maneira a atingir a execução mais próxima da ideal.

4 -A Fluidez é a maneira de executar dos movimentos de modo ritmado, coordenado, harmonioso e com uma dinâmica específica, sem movimentos bruscos, em uma sequência sem interrupções entre o exercício anterior e o seguinte. Desta forma, os movimentos são executados com segurança e qualidade, sem sobrecarregar grupos musculares ou articulares.

5 -Todos os movimentos e as sequências do método Pilates têm uma maneira muito especifica de serem executados. Essa Precisão, aliada ao controle, permite uma exatidão de movimentos sem gastos desnecessários de energia ou movimentos acessórios, mantendo a naturalidade e a espontaneidade.

6 -"Mesmo que você não siga as outras instruções, aprenda a respirar corretamente", dizia Joseph H. Pilates.O controle respiratório é um ponto de grande importância na prática do método Pilates, pois todos os exercícios são acompanhados por uma inspiração e expiração completas, coordenadas com o movimento, determinando o ritmo e o tempo de duração de cada exercício. É a partir da contração profunda dos músculos abdominais, durante a expiração, que acontece o correto acionamento do centro de força. A respiração completa aumenta a capacidade respiratória, promove maior oxigenação do sangue, relaxa tensões e promove a integração entre o controle mental e os movimentos do corpo.

O método Pilates não é um protocolo de exercícios a serem executados em uma determinada ordem e de forma definida. Para atingir todos os seus benefícios é indispensável a orientação de um instrutor de Pilates certificado, estar disposto a resgatar a consciência e o controle sobre si mesmo, buscando a tão desejada integração e o equilíbrio entre corpo, mente e espírito.

Fonte: www.personare.com.br

Pilates

Resultados

Estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, a flexibilidade, a amplitude muscular e o alinhamento postural adequado. Além disso, promove melhoras nos níveis de consciência corporal e melhora a coordenação motora. Fortalece, alonga, e equilibra toda a musculatura que envolve a coluna vertebral, alinhando e descomprimindo tensões na mesma. Esta descompressão facilita e estimula a circulação na região com problemas.

Ajuda a preparar a reabilitação de áreas com fraqueza muscular com maior eficiência.

Segundo Joseph Pilates, após as 10 primeiras aulas, o praticante sente que o corpo mudou, após 20 aulas que as mudanças são visíveis, e após 30 aulas começam a notar as mudanças.

Benefícios Pilates

Tonifica os Músculos

Pilates vai tonificar os glúteos, coxas, braços e ombros, proporcionando um abdome e cintura definidos. O Método permite que os músculos fiquem mais fortes e concentrados, sem o estresse provocado pela corrida ou pela ginástica de alto impacto.

Alivia o Estresse

O foco na respiração vai fazer com que você aprenda a respirar melhor, livrando o organismo de toxinas, se revitalizando depois de um dia de extressante. Aprender a repirar direito é um dos grandes benefícios deste método.

Trabalha o Corpo Inteiro

Pilates também melhora o sistema imunológico, ou seja, faz com que certos tipos de doenças deixem de ocorrer. O Trabalho com as articulações, com a parte óssea e o fato de proporcionar o aumento da flexibilidade do corpo diminui riscos de males da coluna, do nervo ciático, de tensão no pescoço etc.

Melhora a postura

Este método vai fazer com que você aprenda a manter uma postura saudável constante, e com isso evitará uma série de problemas decorrentes de mau posicionamento da coluna e dos ombros.

Contribui para a limpeza do organismo

Melhora de Oxigenação Sanguinea, desperta as células musculares e cerebrais adormecidas, estimulando as funções da mente e novas áreas.

Método Pilates

Concebido originalmente por Joseph Pilates, Pilates é mais que um método, trata-se de uma filosofia de treinamento do corpo e da mente com o objetivo de conseguir um controle preciso do corpo. Enquanto muitas formas de exercício podem provocar lesões musculares, o Pilates tem por base o aumento da flexibilidade e o fortalecimento dos músculos do corpo sem causar nenhum tipo de fadiga, proporcionando uma melhor postura, controle muscular e respiratório a fim de fortalecer e alongar. São exercícios sequenciais praticados no chão ou com o auxilio de aparelhos.

Em todo o mundo, este método tem sido oferecido em hospitais, consultórios médicos, academias e clínicas. Sendo apontado como um método para reabilitação e busca da saúde e bem-estar. É considerado um ótimo complemento em tratamentos fisioterápicos e condicionamento físico. Pode ser praticado por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento físico. Além disso, o Pilates ainda trás como benefícios a melhoria da concentração, coordenação motora e consciência corporal.

Quem foi Pilates

JOSEPH HUMBERTUS PILATES (1880-1967)

Nasceu em 1880 perto de Dusseldorf-Alemanha. Com uma infância adoentada, Pilates se propôs superar suas dificuldades. Ainda adolescente foi destro ginasta, esquiador e mergulhador. Preparou-se em fisiologia, anatomia e conhecimento da Medicina do Oriente. Em 1912, aos 32 anos, viaja para a Inglaterra desempenhando-se em diversas atividades como boxe, circo e instrutor de defesa pessoal na Polícia Civil Inglesa.

No começo da primeira Guerra Mundial, fica recluso com outros Alemães nos campos de Lancaster. Ocupa seu tempo livre dando aulas aos internos. Recebe tanto crédito, que nenhum deles foi afetado pela epidemia de Influenza que matou milhares de ingleses nestes anos (1918). Ainda recluso, atuou como enfermeiro a favor dos doentes e feridos na guerra.

Conseguiu deixar seus pacientes estáveis e apesar de seus ferimentos, eles foram capazes de se movimentar por si mesmos, graças a firmeza de seus músculos. Foram assim todos beneficiados com a saúde, praticamente impossível sem a presença de treinos e exercícios.

Fonte: www.vivapilates.com.br

Pilates

Pilates: corpo malhado sem musculação

De uma barriga mais definida ao autocontrole, passando por músculos firmes, fortes e alongados, ótima postura, articulações mais saudáveis, melhor capacidade de respiração e maior tolerância ao stress. Ufa! Não é à toa que o pilates conquista novas adeptas a cada dia

Movimentos elegantes

Pilates

Respire e solte todo o ar, sentindo seu abdômen encolher ao máximo — como se o umbigo fosse colar nas costas — e as costelas fechando em direção ao centro. Sua barriga fica retinha, a cintura afina. Pena que dure só até a próxima respiração! Você pode, porém, preservar esse momento mágico para sempre ao praticar o pilates, um método de condicionamento físico criado na Alemanha na década de 20. Seja nos aparelhos inventados por Joseph Pilates — estruturas de madeira e metal, com molas e tiras de couro — como nos movimentos feitos no chão — técnica conhecida por mat pilates —, os músculos são trabalhados duplamente, ou seja, são tonificados e alongados ao mesmo tempo, mas dentro do limite de cada praticante.

“Os corpos treinados pelo método são fortes, alongados, flexíveis e saudáveis. A postura melhora muito e os movimentos se tornam elegantes”, garante Alice Becker, instrutora e proprietária do Physio Pilates, estúdio em Salvador (BA). “Lembro de uma ex-aluna que dizia que tinha a sensação de estar percorrendo um salão de baile com roupas fluidas, ainda que estivesse atravessando a faixa de pedestre”, conta Alice.

Para quem não gosta do ambiente agitado das academias, pilates é ideal, pois permite um corpo malhado sem puxar ferro.

Silhueta nova em três meses

O relato de Tatiana poderia ser multiplicado por 1200, número de alunos de Teresa Camarão, proprietária de dez estúdios no Rio de Janeiro, cinco deles abertos no ano passado. “A técnica dá resultados rápidos e duradouros, por isso está despertando tanto interesse”, diz Teresa. Segundo ela, em dez seções já dá para sentir diferença na flexibilidade. Em três meses, os músculos estão mais definidos e o condicionamento físico tem uma melhora significativa. “A mulher passa a conhecer seu corpo. Percebe seus limites, mas consegue vencê-los, desenvolvendo o autocontrole”, conta.

Tanto em aparelhos como no solo, o pilates é uma ginástica livre de impacto e que respeita a individualidade. “Os aparelhos servem para posicionar as alunas iniciantes e, ao mesmo tempo, para desafiar as experientes. Em grau avançado, por exemplo, a ginástica pode ser feita em um trapézio acoplado a um dos aparelhos”, diz Vany Giannini, fisioterapeuta e sócia-proprietária do Physio Sport Pilates. No solo, os exercícios exigem ainda mais da praticante, que tem de controlar sozinha o seu corpo. “O trabalho, porém, também pode ser facilitado com o uso de equipamentos como bolas e elásticos”, fala Sandra Tófoli, professora de pilates da academia Fórmula, de São Paulo.

Por dar ênfase à correção postural e ao bom alinhamento das articulações, o método é indicado também para o tratamento de lesões na coluna, joelhos e ombros, entre outras. Ana Paula Browne rompeu os ligamentos dos joelhos ao acidentar-se na Austrália. De volta ao Brasil, passou a se tratar com uma fisioterapeuta especializada na técnica. “Para minha surpresa, não tive que operar os joelhos”, relata Ana Paula, que é aluna do Centro de Ginástica Postural Angélica (CGPA), em São Paulo.

Abdômen forte comanda o corpo

A base do método é o centro de força, composto principalmente pelos músculos do abdômen, região lombar, quadris e glúteos. O centro de força permanece contraído, dando sustentação para movimentação solta, fluida, das pernas e braços. “Temos que controlar o centro de força durante toda a aula, pois é ele que mantém estável a coluna vertebral, evitando lesões”, explica Alexandre Von Ajs, coordenador de pilates da Velox e professor da Estação do Corpo, academias no Rio de Janeiro (RJ).

“Para fazer os movimentos, a aluna tem que estar atenta, concentrada. Por isso, dizemos que a mente também está presente na ginástica”, diz Cristina Abrami, instrutora e sócia-proprietária do CGPA. “Com o treinamento, o cérebro registra as informações e a postura exigida para os exercícios é assimilada automaticamente no dia-a-dia. A barriga fica lisinha e a cintura afinada para o resto da vida”, garante a professora, lembrando também que o posicionamento correto da coluna protege de lesões e dores. Mulheres que já malham estão procurando o método para trabalhar o abdômen, como é caso de Valeska Praxedes, atriz e modelo paulistana de 29 anos que tem aulas de mat pilates na Fórmula. “Fiquei impressionada, até minha cintura afinou”, conta.

Prática mexe com as emoções

Segundo Pilates, que estudou técnicas orientais como a ioga para desenvolver seu método, o centro de força controla não só os movimentos do corpo como as emoções. “A adepta fica mais centrada, nos dois sentidos, físico e mental”, diz Cristina Abrami. Outro fator que interfere no bem-estar é o controle da respiração, fundamental para manter a postura durante os exercícios. “A respiração adequada também ajuda a combater o stress, pois acalma a mente e controla a agitação”, fala Vany Giannini. “Fiquei mais tranquila e equilibrada, não me irrito com qualquer coisa”, confirma Luciana Fortes, 28 anos, funcionária pública que treina no Physio Sport Pilates, em São Paulo.

Pilates estava à frente do seu tempo

Visionário e autodidata, Pilates nasceu em 1880, na Alemanha, com vários problemas de saúde, entre eles o raquitismo. Inconformado com sua condição física, passou a pesquisar técnicas de ginástica para desenvolver seu corpo. Os estudos levaram à criação de seu método, uma mescla de técnicas orientais, que privilegiam o alongamento, a concentração e a interiorização, e ocidentais, que enfatizam a construção de músculos. Para garantir a execução dos movimentos, ele criou aparelhos de apoio (foto abaixo). Em 1923, partiu para Nova York e abriu um estúdio para aplicar seu método. Seus clientes eram sobretudo os bailarinos com lesões provocadas pela dança. Quando morreu, em 1968, cinco discípulos levaram o método para outras cidades dos EUA. A técnica, porém, só se popularizou nos anos 90, quando as pessoas passaram a procurar um trabalho diferenciado de corpo, que propiciasse resultados estéticos mas não prejudicasse a saúde.

Pilates sem erro

Aprenda a praticar exercícios tradicionais do pilates sem correr o risco de ter dor ou lesões

1. Inicial

Pilates

A professora Maria Cristina Rossi Abrami mostra como fazer cinco exercícios tradicionais do pilates da maneira correta. Estas posturas só dão problemas se você não acionar o core – formado pela musculatura do abdômen, do períneo e da lombar.

2. Spine stretch forward

Pilates

A professora Maria Cristina Rossi Abrami mostra como fazer cinco exercícios tradicionais do pilates da maneira correta. Estas posturas só dão problemas se você não acionar o core – formado pela musculatura do abdômen, do períneo e da lombar.

Sentada, pernas estendidas e separadas, pés a cerca de um palmo além da largura dos quadris, cinturão de força (core) acionado, cabeça acompanhando a coluna e braços estendidos à frente, na altura dos ombros. Inspire pelo nariz, expire pela boca inclinando o tronco à frente. Volte à posição inicial inspirando.

Para não errar

A. A região do abdômen deve permanecer contraída o tempo todo e a pelve na posição vertical, sem inclinar sobre a perna. Caso contrário, você não vai alongar os músculos da coluna, e sim da parte de trás das coxas.

B. Durante a execução, evite inclinar a cabeça para baixo para não sobrecarregar a região cervical.

C. Cuidado para não tensionar os músculos que elevam os ombros para não causar dores no pescoço.

3. Leg pull back

Pilates

Sentada, pernas estendidas e unidas, cinturão de força (core) acionado, bumbum contraído, mãos apoiadas ao lado do corpo com os dedos voltados para a frente. Eleve o bumbum, chute uma das pernas para o alto e volte. Repita com a outra perna sem deixar a pelve abaixar. Inspire quando elevar uma perna e expire na outra.

Para não errar

A. Preste atenção para não travar os cotovelos, isso é sinal de que você está estendendo demais essa articulação.

B. Os ombros devem permanecer em posição neutra e a cabeça acompanha a linha da coluna, para não sobrecarregar a região cervical.

4. Marmeid side bend

Pilates

Sentada de lado, pernas semiflexionadas, o pé da perna de cima apoiado no solo, cinturão de força (core) acionado, bumbum contraído, cabeça no prolongamento da coluna, mão do braço de baixo apoiada no solo e o outro braço ao longo do corpo. Inspire profundamente pelo nariz, elevando ao mesmo tempo os quadris e o braço acima da cabeça (foto). Volte lentamente expirando pela boca.

Para não errar

A. Mantenha os quadris no alto para não sobrecarregar a coluna.

B. Fique atenta para não estender demais o braço de apoio e machucar a articulação do cotovelo.

C. Empurre o chão com a mão de apoio, mantendo o ombro encaixado.

5. The hundred

Pilates

Deitada, região lombar totalmente apoiada no solo, cinturão de força (core) acionado, pernas flexionadas formando um ângulo de 90 graus, braços estendidos e apontados para o teto. Inspire profundamente pelo nariz enquanto eleva a parte alta do tronco do solo, estenda as pernas formando um ângulo de 45 graus com o chão e desça os braços ao longo do corpo (foto). Nessa posição, suba e desça os braços com movimentos curtos e vigorosos. Volte à posição inicial colocando vértebra por vértebra no solo.

Para não errar

A. Mantenha os ombros baixos para não tensionar a musculatura do pescoço.

B . Deixe a região lombar apoiada no solo durante todo o exercício para não sobrecarregar a coluna.

C . Não force o pescoço para a frente nem tombe a cabeça para trás para não sobrecarregar a região cervical.

6. Teaser

Pilates

Deitada de barriga para cima, pernas estendidas e unidas para o alto, cinturão de força (core) acionado, bumbum contraído e braços estendidos ao longo do corpo. Inspire pelo nariz, expire elevando o tronco e os braços como se os dedos das mãos quisessem alcançar os pés. Inspire e volte lentamente para a posição inicial expirando.

Para não errar

A. A cabeça acompanha a coluna, sem pender para a frente ou para trás, para não sobrecarregar a coluna cervical.

B. Durante o movimento de subida e descida do tronco, acione os abdominais e não faça movimentos bruscos.

Atenção:As posturas dessa reportagem só devem ser feitas por alunas experientes

Pilates: define os músculos e emagrece

Nada de acessórios ou aparelhos carésimos. Aqui, você precisa só do peso do seu próprio corpo para esculpir as curvas

1. Exercícios de preparação e ação

Pilates

Nada de acessórios ou aparelhos carésimos. Aqui, você precisa só do peso do seu próprio corpo para esculpir coxas, bumbum e barriga (e ainda ganhar postura de musa)

Exercícios de preparação

São movimentos para desenvolver a consciência corporal, o equilíbrio e o posicionamento da coluna vertebral.

Exercícios de ação

Eles focam principalmente os músculos das pernas, glúteos e abdômen, mas também ajudam a aprimorar o equilíbrio e a consciência corporal.

2. Transferência de peso - Exercícios de preparação

Pilates

Mantenha o corpo alinhado, sem arrebitar o bumbum. Pés paralelos, na largura dos quadris. Faça uma leve inclinação do corpo para frente e para trás, distribuindo seu peso entre a região anterior dos pés (almofadinha antes dos dedos) e a posterior (calcanhar).

Repita de 5 a 8 vezes, inspirando quando inclina o corpo para a frente e expirando quando retorna na linha do calcanhar.

3. Para treinar a coluna neutra - Exercícios de preparação

Pilates

Aumente a curvatura da região lombar (empinando o bumbum como na foto) e retorne mantendo a coluna neutra (com a curvatura natural).

Repita de 5 a 8 vezes, inspirando quando empina o bumbum, e expirando quando retorna à posição neutra. O movimento é feito pela ação dos músculos do abdômen.

4. Dobradiça - Exercícios de preparação

Pilates

Com a coluna na posição neutra, incline o corpo à frente mantendo as curvas naturais e tentando que o tronco faça um ângulo de 90 graus com as pernas (como uma mesa). Cuidado para não adiantar a descida do tronco em relação à lombar. No final do movimento, ambas as regiões devem estar alinhadas e paralelas ao chão.

Repita de 5 a 8 vezes, inspirando quando inclina e expirando quando retorna à posição inicial.

5. Transferência de peso na lateral - Exercícios de preparação

Pilates

Pés paralelos e separados na largura dos quadris. Transfira o peso para a perna esquerda (o pé direito sai do chão). Repita para o outro lado. Os quadris não devem levantar para um lado ou para o outro – as pontas da bacia ficam alinhadas e paralelas ao chão. O movimento é feito pela ação dos músculos do abdômen e dos internos de coxa.

Repita de 5 a 8 vezes, inspirando quando o peso está entre os dois pés (centro) e expirando quando transfere o peso para uma das pernas.

6. Flexão de quadris e elevação da perna - Exercícios de ação

Pilates

Com a coluna em posição neutra, eleve uma das pernas tentando deixar o joelho na linha dos quadris (não eleve o quadril do lado da perna levantada). Repita de 10 a 15 vezes para cada lado, inspirando quando abaixa a perna e expirando quando a eleva.

7. Hundred - Exercícios de ação

Pilates

Com a coluna em posição neutra, transfira o peso para uma das pernas e eleve e flexione o joelho da outra, tentando deixá-lo na linha dos quadris. A partir da ação dos músculos do abdômen, flexione a parte superior do tronco, como se fosse levá-lo na direção do umbigo. Os braços ficam estendidos ao lado do tronco, fazendo pequenas pulsações (movimentos para a frente e para trás). Inspire durante 5 pulsações e expire durante outras 5 pulsações.

Respire 10 vezes (são 10 pulsações de braço em cada respiração, daí o nome do exercício, 100 em inglês.

8. Single leg kick back - Exercícios de ação

Pilates

Mantenha o peso do corpo em apenas uma das pernas e, com o tronco ereto, flexione os quadris. O corpo forma um ângulo de 90 graus em relação à perna de apoio (a). Mantenha as mãos nos quadris para ajudar a deixá-los no lugar certo. Flexione o joelho da perna que está suspensa enquanto expira, ativando os posteriores da coxa (b) e inspirando quando retorna a perna à posição a.

Repita de 5 a 12 vezes para cada lado (aumente o número de repetições de acordo com a melhora do equilíbrio).

9. Avanço - Exercícios de ação

Pilates

Pés paralelos e separados na largura dos quadris. Com a coluna neutra, transfira o peso do corpo para uma das pernas e leve a outra para a frente. Flexione os joelhos tentando formar um ângulo de 90 graus com ambas as pernas. Repita de 10 a 15 vezes para cada lado, inspirando quando uma das pernas vai para a frente e expirando quando volta para o centro.

10. Atenção à coluna

Em todos os exercícios, você vai manter a coluna neutra. Ou seja: não deve nem arrebitar o bumbum nem encaixar os quadris. Os ossinhos salientes da bacia devem ficar na mesma linha e paralelos ao chão.

Fonte: www.boaforma.abril.com.br

Pilates

A origem do Método Pilates

O criador do método Pilates, Joseph Pilates, era um homem extremamente inteligente e intuitivo. Teve uma infância difícil e grande debilidade física, mas ainda assim lutou pela sua sobrevivência. Talvez por sua fragilidade, Joseph Pilates dedicou um esforço suplementar a melhorar a sua condição física. Na sua juventude, Pilates estudou e especializou-se em musculação, mergulho, esqui e ginástica. Em 1912, Pilates mudou-se da Alemanha (onde nasceu em 1880) para Inglaterra, onde começou a ganhar a vida como pugilista e artista de circo. No início da Primeira Guerra Mundial, esteve num campo em Lancaster e, posteriormente, na Ilha de Man, local onde trabalhou como enfermeiro. Depois da guerra, Pilates voltou para Hamburgo, onde permaneceu até 1926. Só neste ano é que Pilates, desiludido com o exército alemão, se mudou para os Estados Unidos.

Em Nova Iorque, Pilates viria a fundar os seus primeiros estúdios americanos. Sagaz, Pilates conseguiu impor o seu método de exercício, tendo rapidamente conquistado o mundo da dança: bailarinos e indivíduos famosos dos espectáculos musicais e cinematográficos.

É irônico que o método Pilates esteja tão ligado à dança, pois o próprio Joseph Pilates nunca foi bailarino. Era antes um adepto de atividades “duras”, ditas de força pura e explosiva. Por outro lado, o seu rol de exercícios faz uso de um outro tipo de força – uma força fundamentalmente estática e excêntrica, a qual permite o fortalecimento do corpo sem geração de tensões e/ou desequilíbrios musculares.

É importante referir que o método Pilates não se centrava em exercícios padronizados, servidos como uma receita reutilizável de sujeito para sujeito. O método tinha aqui um cunho irrefutável de individualidade. Perante determinado indivíduo, Pilates alterava radicalmente os planos comuns de exercícios. E foram poucos aqueles que puderam assistir a todo este mecanismo de trabalho. Os poucos que tiveram esse privilégio acabaram mais tarde, após a morte de Joseph Pilates, por fundar as suas próprias escolas, chegando alguns a declarar a prática do método original. Mas isto não é verdade, pois não existia um método original específico. Existia sim um método de trabalho próprio de Joseph Pilates, o qual é indubitavelmente inimitável.
Por outro lado, nem mesmo os seus exercícios poderão ser considerados como verdadeiramente originais... Pilates teria sofrido grandes influências provenientes de métodos como o Yoga, as artes marciais e a meditação.

E se o método Pilates dito “básico” é construtivamente tão multifacetado, ainda mais diferenciadas se tornam as diversas escolas de Pilates que a partir da original se desenvolveram. Não há um método Pilates, há vários métodos Pilates. Assim como não há um só Yoga, há várias escolas de Yoga. O mesmo com a meditação e as artes marciais.

Fonte: www.saberemsaude.com.br

Pilates

Método pilates

O que é Método Joseph Pilates ?

A cada dia o método pilates ganha mais adeptos, entre eles, estão muitos artistas que precisam manter uma boa forma e exibir uma excelente postura a seu público.

A procura por pilates é muito grande, isso porque o foco do método pilates é a melhora da saúde, a busca do bem-estar e de maior qualidade de vida, o Método Pilates une o corpo e a mente, e isto é exatamente o que as pessoas procuram no dia de hoje.

Motivos para praticar pilates

1 - Uma ótima maneira de relaxar e bater estresse

Método Pilates é uma forma suave de exercício que literalmente lhe reintroduz ao seu próprio corpo. E quanto melhor você entender o seu corpo e como ele funciona, mais fácil será para você liberar a tensão, relaxar e combater o stress da vida moderna.

2 - Pilates Melhora seu equilíbrio e coordenação

A prática do Método Pilates ajuda a melhorar o seu equilíbrio e coordenação pelo realinhamento da coluna e fortalecimento do "core". Um melhor equilíbrio e coordenação significa menos lesões. Vem daí o grande sucesso do Método Pilates entre os atletas, bailarinos e esportistas.

3 - Boa forma física Sem sofrimento

Muitas pessoas simplesmente não podem nem pensar na rotina de uma academia de musculação, muito menos no esforço físico para ganhar músculos. Método Pilates é uma tecnica de exercício não aeróbico, suave, mas que fornece tônus e fortalece os músculos de dentro pra fora.

Ao longo desses anos de experiência com o Método Pilates, notamos que as principais reclamações das pessoas que iniciam o trabalho com a técnica estão relacionadas a dores crônicas e a pequenos desconfortos na coluna lombar, torácica e cervical.

Na prática com o Método Pilates, a correção baseia-se em conhecimento integrado, que relaciona fraquezas e compensações que geram desequilíbrios musculares em todas as alavancas do corpo.

O Método Pilates estabelece uma progressão do movimento, iniciando os exercícios com uma postura horizontal, onde as correções possam ser efetuadas com mais facilidade, progressivamente passando para uma postura vertical.

Pilates

Inicialmente estimulamos o fortalecimento da primeira fraqueza das pessoas : “os abdominais”, através do “centro de força”, local em que a força para os movimentos deve ser acionada.

Os profissionais que utilizam a técnica de Pilates devem intuir quando é a hora certa de avançar no programa de treinamento, conscientes das necessidades e habilidades de seus alunos. O professor deve dispor de um bom conhecimento em anatomia, biomecânica e cinesiologia, para oferecer as bases teóricas necessárias para a correta interpretação e aplicação do Método Pilates.

Pilates

MÉTODO PILATES - PRINCÍPIOS DE CONCENTRAÇÃO

Concentre-se nos movimentos corretos CADA VEZ QUE VOCÊ EXECUTA OS EXERCÍCIOS, para que você não os faça impropriamente.

MÉTODO PILATES - PRINCÍPIOS DE CENTRALIZAÇÃO

Os treinamentos básicos com os exercícios doMétodo Pilates requerem suporte e controle do tronco em conjunto com movimentos dinâmicos das extremidades. Centralização e equilíbrio estão sempre envolvidos.

Método Pilates (1998) enfatizou o alto índice de pessoas que apresentam curvatura anormal da coluna. Escreveu sobre a importância de preservar a curvatura normal para que se mantenha um bom equilíbrio do corpo, o que poderia ser obtido com o fortalecimento do centro de força, flexibilidade e alinhamento postural.

MÉTODO PILATES - PRINCIPIO DA RESPIRAÇÃO

Pilates afirmou que antes de qualquer beneficio que possa ser alcançado com o uso do método a pessoa necessita “aprender a respirar corretamente”. Esclareceu que a “respiração correta” seria a completa inalação e exalação de ar.

Pilates

Método Pilates e a Saúde

Efeitos benéficos dos exercícios do Método Pilates em seu sistema cardiovascular

Com a pratica dos exercícios do Método Pilates, ocorre aumento dos batimentos cardíacos, fazendo que a corrente sanguínea dirija sangue “puro” e “fresco” , ou seja, rico em oxigênio, para todas as fibras musculares e importantes veias capilares, aumentando a oferta normal e natural do sangue que irá percorrer o cérebro, resultando em estimulo para as funções metais.

Adquirir a boa forma física não significa ter que realizar séries de exercícios mecanizados e repetidos exaustivamente, mas buscar o prazer e a satisfação em movimentos dinâmicos, diferentes, graciosos e divertidos.

Pilates

No Método Pilates, busca-se o resgate dos movimentos naturais, da flexibilidade, da graça natural e das habilidades da infância, desenvolvendo a força muscular com paciência e capacidades correspondentes às tarefas diárias, resistindo ao cansaço corporal.

O Método Pilates busca a visão de unidade do homem, de modo que ele não seja visto apenas como um objeto cientifico, um conjunto de órgãos, músculos e ossos, uma vez que o homem é um ser com sentimentos, pensamentos e ações. Os moviemntos realizados durante uma sessão de Pilates são portadores de um sentido para o aluno, esse se conscientiza das transformações e benefícios que ocorrem durante cada movimento, quando o instrutor procura transmitir a característica lúdica e prazerosa, sem extrapolar os limites naturais dos movimentos.

O corpo humano, felizmente, está adaptado para aguentar muita negligencia. Mas não devemos, por isso, sobrecarregá-lo além dos seus limites naturais. “Desta forma, desde a Idade Moderna nós precisamos dedicar mais tempo e atenção a importante questão de se adquirir a boa forma física.

Pilates e Dores nas Costas

É comum instrutores de Pilates encontrarem alunos com dores na coluna lombar, mas é extremamente importante ter um diagnostico médico para saber a origem da dor e consequentemente, poder prescrever os exercícios ideais.

Em alguns casos é importante trabalhar a mobilidade articular, em outros pode ser extremamente contra-indicado. Por isso devemos sempre nos informar sobre a origem da dor, se possível conversar com o médico do aluno e assim poder evitar os exercícios contraindicados.

Pilates ajuda definir a barriga e a aliviar dores nas costas e nos ombros.

Posso fazer pilates ?

Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.

Quais são os benefícios do método pilates?

Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa com o pilates!

Pilates com bola

A aula de Pilates com Bola controla picos de ansiedade e depressão ocasionados pelo estresse do dia a dia. Mais do que um exercício físico, é um exercício mental, que tem como objetivo trabalhar a mente associada ao corpo

Pilates para idosos

Os benefícios do Pilates na terceira idade vão desde o alívio das dores provenientes da idade até melhora da auto-estima.

São muitos os benefícios proporcionados pelo Pilates aos idosos: alívio da dor, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, maior equilíbrio, aumento da flexibilidade, alívio do estresse, entre outros.

A grande vantagem está na melhora da auto-estima do praticante do Método Pilates, uma vez que ele consegue realizar uma série de exercícios físicos que até então não se julgava capaz.

Fonte: www.pilates-rpg.com

Pilates

Condromalácia patelar estabilizada pelo Pilates

A Condromalácia patelar consiste em uma patologia degenerativa da cartilagem patelar e dos côndilos femorais correspondentes. Trata-se de uma espécie de amolecimento desta cartilagem pelo atrito incorreto contra os côndilos do fêmur.

Ocorre um desconforto e dor ao redor ou atrás da patela. Já o termo mais genérico, síndrome da dor patelo-femural, se refere aos estágios iniciais dessa condição, na qual os sintomas ainda podem ser completamente revertidos.

A dor (algumas vezes ardência) é descrita como profunda e localizada na região retropatelar.O sintoma mais comum é a dor atrás da patela, especialmente nas subidas ou durante longos percursos com pedaladas lentas.

Pode ser sentida, por exemplo, ao subir e descer escadas, em atividades prolongadas, após ficar muito tempo com os joelhos flexionados e ao agachar-se. Ainda, é possível que ocorra crepitação e estalos, muitas vezes audíveis, além de edema e derrame intra-articular, ocasionados pelo acúmulo excessivo de líquido sinovial formado no processo inflamatório.

Algumas pessoas têm predisposição a apresentar a lesão devido ao desalinhamento da patela, ao invés da patela percorrer o “trilho” formado pelos côndilos do fêmur na flexão e extensão, ela tende a deslocar-se para as laterais, aumentando o atrito entre os dois ossos.

A posição da patela de forma mais alta que o normal também são fatores predisponentes. As mulheres costumam ser mais susceptíveis a tal lesão pois, em geral, possuem o quadril mais largo. Ocorre prioritariamente em atividades como balé, corridas, ciclismo, voleibol, etc.

Acredita-se que a causa seja relacionada a fatores anatômicos, histológicos e fisiológicos que podem resultar em um enfraquecimento e amolecimento da cartilagem envolvida. Assim como as alterações de alinhamento da patela, que excursiona fora do local adequado, ocasionando atrito entre sua superfície articular e a superfície articular do fêmur, desse modo provocando “desgaste”. Tais alterações de alinhamento muitas vezes estão relacionadas à desequilíbrios da musculatura do quadríceps como atrofias, hipotrofias e encurtamentos musculares; variações anatômicas tanto do fêmur como da patela.

Um fator muito comum são os relacionados aos microtraumatismos de repetição, traumas crônicos por fricção entre a patela e o sulco patelar do fêmur, bastante comuns em esportes de impacto (futebol, vôlei, ciclismo, tênis, corrida, basquete, …) por força excessiva na região ou choques. Deve ainda ser citada a chamada causa idiopática, quando não são identificadas alterações anatômicas que justifiquem o desenvolvimento da doença. As alterações do ângulo Q do joelho – tendão do quadríceps femoral, ligamento patelar – conduz a um desvio patelar lateral pelo resultante dos vetores de força da espinha ilíaca ântero-superior e do terço superior da tíbia. Uma diminuição desse ângulo resultará em um desvio medial patelar, além de intensificar a compressão patelo-femoral. O Entorse de tornozelo por inversão também pode estar relacionado.

Devido aos movimentos de flexâo-plantar, supinaçâo e adução se dá uma anteriorização do tálus e da tíbia, resultando em uma anteriorização da fíbula e então em uma tensão do bíceps femoral. Assim, ocorre um estiramento reflexo no músculo quadríceps femoral, aumentando o atrito fêmur-patelar.

A condromalácia patelar pode ser classificada de acordo com o grau de deterioração, segundo Outerbridge (1961):

GRAU I :Amolecimento da cartilagem e edemas

GRAU II:Fragmentação e fissura da cartilagem em uma área menor ou igual à proximadamente 1,5 cm

GRAU III:Fragmentação e fissura da cartilagem em uma área maior ou igual à aproximadamente 1,5 cm

GRAU IV:Erosão ou perda da cartilagem articular com exposição do osso subcondral

Não há um protocolo rígido de tratamento. É importante analisar o grau da lesão adquirida e se direcionar às causas, sempre tentando reequilibrar o alinhamento da patela, inicialmente através de tratamento fisioterápico, podendo associar a métodos analgésicos e antiinflamatórios.

A perda de peso, em determinados casos, pode ser recomendada para diminuir o estresse sobre a articulação patelofemural. Em casos graves muitas vezes é necessário tratamento cirúrgico, em que procedimentos combinados para tratamento do alinhamento patelar e tratamento da lesão da cartilagem podem ser realizados por via “aberta”, artroscópica (vídeo) ou mesmo combinada.

O PILATES age de forma fantástica no alinhamento patelar, bem como na estabilização do quadro da condromalácia. Já que um dos grandes alicerces do método é o fortalecimento e estabilização dos músculos centrais do corpo aliada às técnicas que potencializam a respiração e seus benefícios, atingindo assim, o objetivo do aluno através do equilíbrio muscular. Para tal, é preciso avaliar o nivel de força e flexibilidade dos grupos musculares do indivíduo, para que se dê início à prescrição do programa de exercícios.

No caso da condromalácia patelar são inclusos exercícios de potência, força, alongamento e mobilização do membro inferior, sempre com o cuidado de evitar sobrecarga na articulação em questão. No geral, é importante o alongamento dos ísquiotibiais, o qual seu encurtamento implica em um agravamento no atrito da patela com o fêmur, no momento da marcha. Uma atenção especial ao quadríceps, sobretudo o vasto medial e banda iliotibial, tendões e panturrilha também são extremamente necessárias para equilibrar as forças atuantes sobre a patela.

Fonte: www.flexuspilates.com.br

Pilates

Pilates traz benefícios a pessoas com Síndrome de Down

Conhecido por trabalhar o reequilíbrio corporal e a reeducação postural, o método pilates vem sendo utilizado como forma de tratamento para pessoas com Síndrome de Down. Estes pacientes sofrem de atrasos motores, o que faz com que sejam necessários ajustes posturais, controle dos equilíbrios estático e dinâmico, além de melhoria da coordenação motora ampla e fina e da sensibilidade tátil.

Como o pilates é uma disciplina que se concentra nos músculos, peças-chave para a boa postura, o método é largamente indicado aos pacientes com Síndrome de Down devido ao fato de estas pessoas apresentarem a chamada hipotonia, que é a falta de tônus muscular, o que causa a flacidez.

Assim, o pilates pode ter um papel importante no objetivo de estimular a força muscular, a flexibilidade, a correção postural e o equilíbrio, além de reduzir o risco de lesões. De acordo com a fisioterapeuta Sylvia Borboni, o ideal é que o trabalho seja realizado com atendimento individual ao paciente considerado especial. “Mesmo que existam mais pacientes em uma sala, a atenção à pessoa com a Síndrome de Down deve ser reforçada para que haja suporte ao equilíbrio.”

O diferencial de uma aula de pilates para pessoas especiais é o aspecto lúdico. “Eles costumam se distrair com muita facilidade, então, lançamos mão de atividades dinâmicas e de equipamentos que despertam o interesse, como é o caso da bola, por exemplo.” O pilates utiliza, ainda, bastões, faixas elásticas e tábuas de equilíbrio, que trabalham o ajuste postural.

Os exercícios desenvolvidos são semelhantes aos praticados por pessoas que não têm a síndrome, contudo, as cargas utilizadas são mais leves. Além disso, o pilates para especiais trabalha com atividades que estimulam ações condizentes com problemas que eles geralmente apresentam, tais como comprometimento cardíaco e respiratório. “Enfatizamos movimentos que funcionam como estímulo, a fim de que haja ganho para o paciente.” Segundo a fisioterapeuta, o ideal é que os exercícios comecem a ser desenvolvidos ainda na infância e prossigam ao longo da vida.

Uma das dificuldades apresentadas pelos portadores de Síndrome de Down diz respeito à respiração. Isso porque a hipotonia causa a inabilidade do músculo transverso abdominal em permitir a ação do diafragma. Este prejuízo, por sua vez, dificulta as respirações profundas, amplas e adequadas, aumentando as chances de infecções pulmonares e respiratórias. Diante deste quadro, a fonoaudióloga Sérgia Souza lembra que a hipotonia causa, ainda, o atraso na aquisição da linguagem e da fala. “O ideal é que seja feito um trabalho junto ao pilates de estímulo à sucção, à mastigação e à deglutição. Assim conseguimos melhorar a tonicidade, o que contribui diretamente para o desenvolvimento da fala.”

Sérgia lembra a predisposição do paciente especial para desenvolver a respiração oral. “Isso prejudica muito, pois causa alterações no humor, no sono, na alimentação, entre outras.” Embora alguns classifiquem a Síndrome de Down de acordo com graus, a fonoaudióloga prefere considerar as capacidades de cada paciente. “A evolução depende só do estímulo do meio. Além disso, devem ser consideradas as características individuais.” Por isso, segundo ela, o trabalho multidisciplinar é importante. “O trabalho com músicas e com jogos de computadores, que estimulam a coordenação motora e a memória, trazem um ganho enorme.”

Fonte: www.www.acessa.com

Pilates

Pilates na gravidez – e em casa!

Pilates

Respirar, alongar, fortalecer. Dá para fazer tudo isso na sua própria sala com esta sequência de exercícios desenvolvida para trabalhar adbome, coluna, pernas e braços

A liberação do médico é sempre muito importante, pois só ele tem condições de avaliar se você pode ou não fazer determinados exercícios e orientá-la quanto à frequência. Em geral, os professores de pilates recomendam duas vezes por semana. De acordo com Alessandra Costa Moreira, fisioterapeuta, a prática pode ser feita até o final da gravidez, sempre com a aprovação do obstetra.

Já, no último trimestre, os movimentos que são feitos deitados ficarão mais confortáveis colocando-se uma almofada ou travesseiro para manter a cabeça elevada – isso vai ajudá-la a respirar com mais conforto. Também é aconselhável variar os exercícios, fazendo alguns deitada, outros sentada, outros de pé.

A respiração é a base de todos os exercícios, portanto fique atenta à técnica correta. Com a mão sobre o abdome, inspire e sinta como se estivesse enchendo um balão que expande as costelas. Ao expirar, perceba as costelas se fechando. Contraia o abdome, colocando o umbigo para dentro.

É importante saber que todas as posturas do pilates podem ser adaptadas de forma a acomodar o corpo da gestante – como nesta sequência, Clique aqui para conferir, indicada por Alessandra e Renata Rea Kneese, fotógrafa.

Fonte: www.cot.ag

Pilates

Pilates: Você também pode fazer!

Pilates

Assim como publicamos exemplos de celebridades que adotaram o Pilates para a melhora na qualidade de vida, resolvemos também trazer exemplos de pessoas “comuns”, de idades, profissões e origens diferentes, que reconhecem a prática de Pilates como fator determinante na melhora da saúde e qualidade do dia-a-dia.

A primeira entrevista é com um consultor de empresas e planejamento estratégico, professor universitário aposentado. Hoje com 67 anos de idade, pratica Pilates há 5 anos, semanalmente. Confira a entrevista e inspire-se!

1- Como e quando surgiu a vontade de praticar Pilates?

Por problemas de coluna, recomendaram-me Pilates.

2- Com quantos professores já teve aula? Qual a característica que o fez gostar mais de um ou de outro?

Tive 4 professores, todos fisioterapeutas, cada um com suas características próprias. Um deles era repetitivo e não relacionava os exercícios com conhecimentos de fisioterapia. Aprecio a variedade e diversidade de exercícios. Uma hora de aula passa rápido.

3- As aulas são realizadas com os aparelhos, somente solo ou ambos?

Todos professores adotam aparelhos e/ou solo. Dois deles preferiam solo. Esta postura provocou a mudança de professor. De qualquer forma, a prática do Pilates é bem melhor que em academias tradicionais. No Pilates, o professor atende uma ou duas pessoas, tendo condições de corrigir de imediato todos os erros cometidos. Os praticantes de Pilates saem da sessão sem dor.

4- Quais eram suas queixas antes de começar a praticar Pilates e quais as melhoras que reconhece hoje?

Minhas queixas foram com o decorrer do tempo: coluna, pescoço duro, postura, ombro, dor no joelho direito, etc. Todos problemas foram resolvidos pelo Pilates.

5- Observou melhoras na qualidade de seu sono e disposição diária?

Concordo. Houve melhoria na qualidade do sono. Após caminhadas diárias, sentia dores na coluna. O fisioterapeuta recomendou-me mudança de postura de ombros e deu certo.

6- Poderia afirmar que a prática assídua de Pilates mudou sua rotina? Qualidade de vida?

Em determinado momento, passei a sentir dores no joelho direito, especialmente, quando usava escadas ou rampas. Exercícios para fortalecimento da musculatura do joelho e/ou medicação eliminaram a dor sentida.

7- Que hábitos saudáveis passou a adotar após o contato frequente com a prática?

Aprendi a levantar-me corretamente da cama, do chão. Aprendi, também, a levantar peso. Em suma, assimilei um manual de instrução e estou cumprindo religiosamente.

8- Para o senhor, praticar pilates é…

Viver a vida. Sinto falta, quando deixo de praticar por motivo de viagem prolongada.

Fonte: www.revistapilates.com.br

Pilates

Dez dicas para encontrar um bom instrutor de Pilates

O método pilates tem sido muito procurado por pessoas interessadas não somente no quesito estético, mas também por toda a sua funcionalidade em relação à saúde e seus benefícios. Em contrapartida da busca que as pessoas estão realizando pelo Pilates, os estúdios necessitam de profissionais capacitados e que proporcionem uma experiência única ao praticante. Confira dez dicas para encontrar um bom instrutor de Pilates, assim garantindo a satisfação do seu cliente:

2- Seu estúdio possui programas de treinamento para o instrutor?

Estúdios que são centros de formação de Pilates, são geralmente os que melhor proporcionam avanços nas técnicas de Pilates e são, portanto, melhor equipados para repassar esses avanços para seus clientes.

3- Faça uma aula com o instrutor!

Sinta-se na pele de seu cliente. Utilize esta opção para verificar se o determinado instrutor realmente supre as suas necessidades e objectivos específicos.

4- Verifique se o instrutor é antenado com as novidades do mercado e procura se atualizar em treinamentos.

O instrutor atualizado é um espelho para seus alunos. Melhora o nivel de consciência de seus clientes e suas satisfações.

5- Ele possui conhecimento em outras modalidades físicas?

Há muitos tipos diferentes de treinamentos. Eles irão influenciar seus métodos e filosofias do treinador.

6- Qual a filosofia do instrutor?

Como é que ele vê o seu papel ao trabalhar com você? Ter um parceiro na sua busca para alcançar bem-estar geral, tanto mentalmente quanto fisicamente, será um fator importante para alcançar seus objetivos pessoais.

7- Como serão suas reações durante os exercícios?

Ele será envolvido? Engajado? Interessado durante os exercícios? Ele buscará motivação? São aspectos importantes de serem questionados.

8- Ele customizará exercícios de acordo com suas necessidades específicas?

Ele estará pronto para preparar exercícios personalizados? A personalização é fundamental para alcançar seus objetivos pessoais.

9. Depois de uma sessão, você terá compreensão sobre o que foi feito? E qual será o foco da próxima sessão? Existirá parceria entre ambos?

A compreensão e o apoio do instrutor são essenciais para o sucesso do estúdio.

10. O feedback dos outros pode ser uma ferramenta útil no processo decisório.

Receba referências!

Fonte: www.pilatesfitnessjournal.com

Pilates

Pilates é um método de alongamento e exercícios físicos que se utilizam do peso do próprio corpo em sua execução. É uma técnica de reeducação do movimento, composto por exercícios profundamente alicerçados na anatomia humana, capaz de restabelecer e aumentar a flexibilidade e força muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir lesões.

Elaborado em 1920 pelo alemão Joseph Pilates, teve diversas influências como yoga, zen budismo, artes marciais e exercícios praticados pelos antigos gregos e romanos. Pensando no princípio de “mente sã e corpo são”, Joseph criou uma atividade física baseada em seis princípios básicos: respiração, concentração, controle, alinhamento, centralização e integração de movimentos. Bem executada e orientada, não traz impactos nocivos para as articulações, ligamentos e musculatura. Qualidade de vida, consciência corporal, respeito e integração plena corpo-mente são o foco desse método.[1].

Pilates também inventou muitas máquinas para fazer exercícios. Na criação dos aparelhos ele aproveitava partes dos amortecedores dos carros alemães, isso durante a 1ª Guerra Mundial, após o fim da guerra e com a Europa toda destruída, ele mudou-se para Nova York, onde aperfeiçoou sua técnica e suas máquinas.

Deve sempre ser aplicado por educadores físicos ou fisioterapeutas, através de aulas que usualmente têm duração de 1 hora em aparelhos próprios ou no solo.

Referências

Saber em Saúde. Pilates (em português). Página visitada em 5 de junho de 2007.

Fonte: www.pt.wikipedia.org

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal