Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Bronzeamento  Voltar

Bronzeamento

Bronzeamento

Bonita no Frio

Antes de sair do hotel para caminhar ou fazer compras, hidrate bem o rosto e os lábios. O frio rouba a umidade natural da pele, tornando-a mais ressecada.

Dica:

Para evitar lábios ressecados: leve na mochila um protetor labial com filtro solar e reaplique sempre que sentir necessidae.

À noite, quando o frio aperta, apele para um creme do tipo nutritivo: ele tem ingredientes super-hidratantes para reparar os estragos causados por baixas temperaturas. Espalhe o produto com movimentos ascendentes.

Para caminhadas: peças confortáveis (que não pareçam pijamas) + tênis.

Dicas de bronzeamento

Prós e Contras

A Associação Brasileira de Bronzeamento (ABB) esclarece: Exposições moderadas à luz ultravioleta, de fonte natural ou artificial, com respeito às condições individuais, e conseqüente formação de um bronzea do moderado, é uma atitude inteligente e responsável. Na última década, o crecimento dos casos de câncer de pele tem preocupado as autoridades e a classe médica, na sua prevenção e diagnóstico. Tais esforços têm contribuído para a redução dos índices de mortalidade pelo diagnóstico prévio desta doença. Dentre os diversos tipos de câncer de pele, o melanoma maligno é o mais raro, representando cerca de 3% do total de casos. Contudo, é responsável por 75% das mortes. Este câncer costuma aparecer em áreas do corpo, normalmente, pouco expostas à luz solar. É mais comum em pessoas que trabalham em ambientes fechados e seus índices desaparecem à medida que se aproxima da Linha do Equador. Freqüentes exposições à luz ultravioleta (UV) do sol são menos importantes para o surgimento do câncer de pele (por conseguinte, existem outras formas de prejuízo com o envelhecimento precoce) do que o tipo de pele, sensibilidade e o conhecimento do limite de exibição individual capaz de evitar queimaduras solares.

Da mesma forma que a superexposição, a ausência de luz solar pode causar sérios riscos de patologias graves à saúde. A falta de exposições regulares aos raios ultravioleta está associada à deficiência de vitamina D no corpo o que pode resultar em descalcificação dos ossos, raquitismo e osteoporose, prejudicando também o crescimento.

Além de doenças coronárias e enfartes. Logo, evitar o sol pode ser tão ou mais prejudicial que seu excesso. Indústrias farmacêuticas e de cosméticos criaram a idéia de que toda exposição solar é ruim, deve ser evitada e que todo bronzeado é sinal de prejuízo para a pele. Mas contrariando esta opinião, a ABB acredita que o bronzeamento em cabines faz parte da solução e não do problema. A vantagem de bronzear-se em uma cabine é o possível controle do espectro de radiação emitido e do tempo de cada exposição.

Isso acontece através do conhecimento das características e limitações individuais. Esse controle é capaz de minimizar os riscos enquanto potencializa os benefícios da exposição à luz UV, capaz de tornar a técnica mais segura que o banho de sol convencional.

Dicas

Proteja-se dos raios diretos do sol especialmente entre 10:00 e 16:00 h;

Não deixe de se proteger diariamente. Esta proteção não deve ser apenas em praias, piscinas ou no campo;

Use filtros solares, com fator de proteção adequado ao seu tipo de pele, para todas as partes do corpo expostas ao sol;

Não deixe de se proteger com chapéus, bonés e óculos, pois o raio ultravioleta danifica os olhos podendo levar a cataratas e até mesmo a cegueira, na idade adulta;

Os bebês não devem ser expostos ao sol indevidamente, pois danifica a pele aumentando o risco de câncer quando adultos;

Ao praticar esportes, use a proteção de roupas adequadas, bonés, filtro solar nas partes descobertas. Evite permanecer com roupas molhadas, pois elas protegem menos contra os raios ultra violetas;

Reaplique o filtro solar em caso de transpiração excessiva.

Alimentação

Leve, saudável e balanceada. Além disso, tomar muita água, especialmente nos dias mais quentes e, para conseguir aquele bronzeado bacana, nada melhor que a exposição gradual ao sol – não é a melhor escolha tentar tirar o branco-escritório no primeiro dia!

A velha e boa dica de comer cenoura também ajuda. Esse e outros vegetais amarelos são ricos em betacaroteno, que, ao contrário do que muita gente pensa, não acelera o bronzeamento, mas pode proteger contra os raios ultra-violeta. Além disso, ela tem antioxidantes, uma substância que previne o processo de envelhecimento das células em geral.

Ainda com os mesmos antioxidantes, outros alimentos indicados: frutas cítricas, como acerola, limão e laranja, gérmen de trigo, óleos vegetais, chá verde, vinho, nozes, castanha-do-pará e amêndoas. Mas não exagere nessas três últimas porque engordam! (50 calorias cada).

O azeite de oliva virgem e extra-virgem são ainda mais saudáveis porque mais puros e, além de retardar o envelhecimento porque possuem vitamina E -um antioxidante natural- ainda previne doenças do coração.

Fonte: www.cristaltour.tur.br

Bronzeamento

Bronzeamento

São poucos os que resistem a ganhar uma corzinha durante as férias de verão. Sair da praia com a mesma cor que chegou dá a sensação de que ficou faltando algo. Este conceito é resultado do culto ao bronzeamento, muito comum no Brasil, onde o encontro social acontece nas praias e piscinas, principalmente durante o verão, e muitos acham que a pele bronzeada tem um aspecto mais saudável...

Se você não quer abrir mão do sol de jeito nenhum, vamos ajudá-lo a sair das férias bronzeado, mas sem descascados e ardidos, prejudicando menos a sua pele. Compreenda que, para se bronzear, você não precisa se queimar! Queimaduras repetidas ao longo dos anos podem levar ao câncer e devem ser evitadas. Entre 10 e 16 horas aumenta muito o ultravioleta B, causador das queimaduras solares, portanto, neste horário, proteja-se sempre!

Já o ultravioleta A, o mesmo usado nas câmaras de bronzeamento, não causa queimaduras, mas bronzeia. Está disponível antes das 10 e após as 16 horas em grande intensidade. No entanto, lembre-se de que esta radiação, além de envelhecer sua pele precocemente causando manchas e rugas, também predispõe ao surgimento do câncer. Expor sua pele ao sol em demasia é um risco que pode trazer consequências sérias futuramente e o prejudicado será você.

Como se bronzear sem se queimar...

Antes de mais nada, nunca tente adquirir a cor de um verão inteiro no primeiro dia de férias. Você deve entender que o bronzeado só vai começar a aparecer 48 a 72 horas após a primeira exposição solar. Este é o tempo necessário para que a melanina (pigmento que dá cor à pele) seja produzida e liberada pelas células.

É um processo gradual e não adianta exagerar no sol para tentar apressá-lo.

Proceda assim: durante a primeira semana, chegue na praia antes das 9 horas, exponha-se por 20 minutos ao sol e então aplique generosamente o protetor solar, sempre com FPS 15 ou maior. Lembre-se de que o protetor leva de 20 a 30 minutos para atingir sua proteção máxima e de que, mesmo com filtro solar, uma parte da radiação ultravioleta está atingindo sua pele e estimulando o bronzeamento. Reaplique o protetor a cada 2 horas ou sempre que mergulhar ou suar muito.

Não esqueça de usar bonés e barraca de praia, principalmente no horário entre 10 e 16 horas.

Se você não consegue acordar cedo nas férias, e chega na praia sempre no pior horário, aplique o filtro solar assim que chegar. Como ele vai levar 20 a 30 minutos para agir e a intensidade de radiação solar neste horário é muito maior, você já estará recebendo estímulo suficiente para o bronzeamento, que vai aparecendo aos poucos.

Acredite e experimente, em poucos dias você estará com a cor desejada e sem queimaduras. É fácil ver se está funcionando. A partir do terceiro dia, verifique sua marca de biquini ou calção, você vai ver a diferença. Uma vez que você adquiriu seu bronzeado, basta continuar o esquema acima para manter a cor e sua pele estará mais saudável, sem o sofrimento das queimaduras e sem descascar.

Mas veja bem, se você tem fototipos I e II (conheça o seu fototipo), dificilmente você se bronzeará, portanto, não adianta insistir, você só vai danificar a sua pele.

No seu caso, você deve assumir sua condição e buscar outro padrão de beleza, que já começa a ganhar força no meio artístico e da moda, a pele branca, sem manchas.

Auto-bronzeadores: uma opção para o bronzeamento

Os auto-bronzeadores, são cremes ou locões com dihidroxiacetona, substância que provoca uma reação química na pele, escurecendo-a. Esta reação provoca a pigmentação da camada mais externa da pele (camada córnea), dando uma cor semelhante à do bronzeamento. Os produtos não estimulam a produção da melanina, pigmento que dá a cor natural da pele portanto, na verdade, não estão bronzeando, apenas tingindo a camada córnea.

Não causam mal algum, a não ser naqueles que tenham alergia ao produto. O inconveniente é que, em algumas pessoas, a coloração resultante não fica muito natural, por isso recomenda-se experimentar o produto em uma pequena parte da pele para ver se a cor fica boa e aí então aplicar no resto do corpo.

O produto deve ser reaplicado em intervalos que variam de 2 a 5 dias para se manter a cor, e são uma boa opção para aqueles que não dispensam uma "corzinha" no verão mas querem manter a pele saudável.

Os auto-bronzeadores não devem, entretanto, ser confundidos com protetores solares pois a coloração resultante do seu uso nao confere proteção contra o sol.

A Pele e o Sol

Já estou com a pele bronzeada. Ainda preciso passar protetor solar?

Bronzeamento

Muitas pessoas pensam que, quando já estão bronzeadas, não há mais a necessidade de usar proteção solar, mas não é bem assim...

Naqueles cuja pele fica bronzeada após os primeiros dias de exposição ao sol, a proteção decorrente do bronzeado é equivalente a, no máximo, um fator de proteção solar (FPS) 4, o que significa que ela terá um pouco mais de tempo para ficar no sol antes de começar a se queimar.

Portanto, para evitar queimaduras, mesmo já estando com a pele bronzeada, é importante o uso de proteção solar, especialmente no período entre 10 e 16 horas, quando a radiação UVB é mais intensa.

O bronzeamento significa que a pele já foi danificada

É importante deixar claro que, se a pele ficou bronzeada, isso significa que ela já foi danificada pela radiação ultravioleta (UV), pois o bronzeamento é uma resposta ao dano solar, uma tentativa de se proteger.

Vale ressaltar que exposições repetidas à radiação UV, seja do sol ou de câmaras de bronzeamento, aumentam o risco de envelhecimento cutâneo e do surgimento do câncer de pele.

Para prevenir-se contra estes males, o uso de proteção solar é fundamental e deve-se lembrar que filtro solar que protege, não bronzeia. Se bronzeou, é porque a proteção não foi suficiente para livrar a sua pele do dano solar.

E os autobronzeadores, deixam a pele mais protegida?

A cor resultante do uso dos autobronzeadores não confere nenhuma proteção contra a radiação UV. A pigmentação adquirida pelo seu uso não é devido ao aumento da melanina e sim decorrente de uma reação química do produto com a queratina, que apenas escurece a última camada da pele. Saiba mais sobre o bronzeamento artificial.

Cuidados com a pele após tomar sol

Bronzeamento

Três passos são importantíssimos para recuperar a pele após tomar sol: higienização, esfoliação e hidratação.

A higienização retira as impurezas e resíduos que ficaram na pele. A esfoliação retira as camadas de células mortas e a sensação de aspereza. E a Hidratação profunda da pele reequilibra o estado natural da pele.

Além desses 3 passos é importante que o banho durante o verão seja morno ou quase frio. Os sabonetes podem ser glicerinados ou hidratantes.

Para a face, pescoço e colo os cuidados devem ser mais reforçados. Usar Filtro e/ou bloqueadores solares, hidratantes e produtos que contenham vitamina C são uma boa opção. Pois são antioxidantes e combatem o envelhecimento da pele.

Fonte: www.dermatologia.net

voltar 12345678avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal