Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  cabelos brancos página 3  Voltar

Cabelos Brancos

Fato ou ficção: O estresse deixa os cabelos brancos?

Cientistas desconfiam que os cabelos grisalhos e brancos que tememos (ou aceitamos de bom grado) podem aparecer mais cedo com as preocupações

A lenda conta que os cabelos de Maria Antonieta ficaram brancos na noite anterior ao seu encontro com a guilhotina. Aparentemente, o estresse da decapitação iminente fez com que seus cachos perdessem a cor em questão de horas. Muito provavelmente, isso não passa de um mito mas, segundo os cientistas, o estresse pode exercer um papel em um processo mais gradual de branqueamento dos cabelos.

Os primeiros fios grisalhos aparecem lá pelos 30 anos de idade nos homens e aos 35 anos nas mulheres, mas para algumas pessoas, os cabelos podem começar a perder a cor bem cedo, aos 17 anos, ou bem mais tarde, aos 50.

Tudo começa nos folículos capilares. Uma cabeça humana normal tem cerca de 100 mil dessas cavidades em forma de lágrima, cada uma capaz de dar origem a vários fios durante a vida inteira. Na base de cada folículo fica uma “fábrica de crescer cabelos” onde as células trabalham para produzir cabelo colorido. Os queratinócitos (células epidérmicas) formam o cabelo de baixo para cima, empilhando-se uns sobre os outros e finalmente morrendo e deixando para trás a queratina, uma proteína sem cor que confere textura e resistência ao cabelo. A queratina também é um componente básico das unhas, da camada mais externa da pele, dos cascos e garras dos animais e até mesmo dos chifres dos rinocerontes.

À medida que os queratinócitos constroem os fios, os melanócitos vizinhos fabricam um pigmento chamado melanina, que chega até os queratinócitos em pequenos pacotes chamados melanossomos.

Fonte: www2.uol.com.br

Cabelos Brancos

Foi-se o tempo em que os cabelos brancos nas mulheres significavam falta de vaidade ou de feminilidade. As madeixas brancas ganham cada vez mais ares de modernidade e estilo. Engana-se quem pensa que os brancos não exigem cuidados especiais.

Alessandro Zanarotto, cabeleireiro da rede Jacques Janine, da unidade Vila Nova Conceição, em São Paulo, afirma que é indispensável um belo corte, além de tratamentos adequados. Ele contou que na Espanha é bastante comum senhoras, na faixa dos 70 anos, com cabelos brancos e cortes modernos como o curtinho arrepiado. Glória Menezes com seu branco curtinho

- Hoje em dia cada um dita sua própria moda. O branco não necessariamente envelhece a pessoa. A Glória Menezes, por exemplo, ficou ótima com o branco bem curtinho. Algumas clientes daqui se inspiraram nela – afirma Zanarotto.

Para que o cabelo branco fique com uma cor bonita, ele cita três técnicas. Umas delas é balaiagem, em que pequenas mechas são tingidas com a cor natural do cabelo com a intenção de quebrar um pouco o branco. A outra é o uso de tonalizantes com um tom mais claro que a cor natural do cabelo apenas para dar uma nuance diferenciada, e, a terceira, mais simples, é o uso de xampu adequado como L´Oreal Silver, que elimina o reflexo amarelo e reativa o brilho dos cabelos brancos e grisalhos.

Marcelo Pontes, hairstylist do Instituto di Bellezza Prima Qualitá, de Copacabana, no Rio de Janeiro, também avalia que os tempos mudaram.

- O branco pode, sim, deixar uma mulher bela e feminina. Não há mais aquele estereotipo da mulher de cabelos brancos ser aquela vovó que faz crochê. É claro que não fica bom um branco no fio longo, mas há vários cortes transados. Além disso, deixar os cabelos brancos não quer dizer abandoná-los, deixando-os sem cuidados – afirma Pontes. Maria Lúcia não deixa de cuidar de seus branquinhos

Ele também diz que costuma usar em suas clientes um xampu profissional, que além de servir para lavrar e neutralizar o tom amarelo ou esverdeados dos cabelos brancos, ele também o aplica para fazer uma espécie de rinsagem, dando uma nuance diferenciada aos fios.

Àquelas que não querem os cabelos totalmente brancos, Pontes recomenda as luzes invertidas ou a aplicação de tonalizantes, que não contém amônia e duram, em média, um mês.

Para mantê-los hidratados, ele indica a máscara de tratamento nutritiva da Wella Lifetex.

Dona Maria Lúcia Felício dos Santos, de 79 anos, aderiu ao visual do branquinho moderno. Ela conta que desde os 19 anos sempre tingiu seus cabelos, mas há quatro passou a ter reação alérgica por causa da tintura. Então, resolveu assumir os fios branco.

- Não foi um drama, não. Como estava pintando-o de louro acinzentado, fui apenas cortando-o. Gostei muito do resultado. Sabe que me perguntam na rua que cor uso para conseguir essa tonalidade de branco? - diz ela orgulhosa de suas madeixas.

De bem com os cabelos brancos

Dona Maria Lúcia conta que se livrou da escravidão da pintura, mas está sempre atenta ao seu corte e ao penteado.

Fonte: oglobo.globo.com

Cabelos brancos

assumir ou camuflar?

Não interessa qual é a sua cor, crença ou classe social, um dia você também terá cabelos brancos. Quando eles chegam, não adianta se desesperar, as soluções são as mais simples possíveis: pintar ou assumir.

Confira os produtos para realçar ou disfarçar os cabelos brancos

Há tempos, o cabelo branco deixou de representar vovós frágeis ou mulheres que não se cuidam. O branco é hoje sinônimo de atitude e estilo. “Os cabelos brancos só precisam de um corte moderno para não envelhecer a pessoa, mas sim deixá-la cheia de estilo”, afirma Thiago Bertocci, hair stylist.

A partir daí, vale a pena desvendar os mitos e as dúvidas em torno dos fios brancos. Para isso, a dermatologista Erica Monteiro e a terapeuta capilar, Sheila Bellotti, respondem às questões mais freqüentes.

Qual é o motivo do nascimento dos cabelos brancos?

Erica Monteiro, dermatologista: Cabelo branco é genético. Essa é a principal causa. Existem pessoas que têm tendência a ter mais cedo e outras mais tarde, mas todas terão. Com o passar dos anos, as células sofrem um processo chamado apoptose, que é a morte da célula que produz a melanina - pigmento que dá a cor aos pêlos e a pele. A morte desta célula, o melanócito, é programada pela genética de cada um.

Sheila Bellotti, terapeuta capilar: O normal e o que é muito importante ressaltar é que cabelos pretos não podem, de uma hora para outra, ficarem brancos. Cabelos crescem por anos com pigmentos dentro deles, a menos que eles morram, não há processo natural que possa destruir a melanina rapidamente.

O estresse pode desencadear o processo?

SB: Apesar de não ter ligação com o embranquecimento, alguns traumas, que geram uma queda capilar, como o eflúvio telógeno, o vitiligo capilar, ou a alopecia areata, podem fazer com que os próximos fios nasçam sem pigmentação.

Em que idade os fios brancos começam a aparecer?

EM: Pelo menos 50% da população com mais de 50 anos de idade apresenta fios brancos no couro cabeludo, mas não existe uma faixa etária que determine o início do aparecimento da kanície (o nome científico para os cabelos brancos). É normal que os primeiros fios brancos apareçam entre 30 e 40 anos. Antes disso também pode acontece, tudo depende dos antecedentes genéticos.

A estrutura do fio branco costuma ser diferente. Por que isso acontece? Ele é um fio "doente"?

EM: Na verdade não tem muita diferença, apenas falta melalina. Com o envelhecimento, os cabelos tendem a ficar menos hidratados. Os fios sofrem de acordo com a alteração hormonal, por isso, podem ficar mais secos e brilhar menos.

O que pode ser feito para evitá-los?

EM: Não existe nada que possa retardar o processo de embranquecimento dos fios. Esse é um processo genético e não uma doença que possa ser tratada. Quem tem tendência a ter cabelo branco vai ter.

Qual é a melhor saída para quem odeia ter que conviver com os fios brancos? Existe alguma novidade em cosméticos?

EM: O método eficaz é a coloração, a tintura. Além de ser uma maneira simples e barata de sumir com os fios brancos, elas contêm em suas fórmulas proteínas e nutrientes. Ou seja, além de tingir, as tintas também tratam.

Para quem prefere não pintar, o que fazer para os fios não ficarem amarelados?

EM: Existem alguns produtos, como shampoos e tonalizantes, que tiram o amarelado dos fios, outros tingem de violeta.

Fonte: www.sitemedico.com.br

Cabelos brancos

obra da genética, mas pioram com o estresse

Todo mundo tem um dia, mas mesmo assim, muitas pessoas entram em pânico quando os primeiros fios começam a chegar. A partir disso, é uma correria para tingir, tentar disfarçar de alguma maneira ou criar coragem para assumir.

Mas o que leva os cabelos a ficarem brancos? Segundo a dermatologista Ligia Kogos, o tempo é o culpado de tudo, já que as nossas células produtoras da melanina, que colore os fios, se cansam com o passar dos anos e diminuem a produção. Com isso, os cabelos vão, aos poucos, perdendo sua coloração original e ficando esbranquiçados.

“Acontece com todo mundo um dia, mas a genética é fator determinante do momento em que os fios começam a perder a melanina. Por isso, algumas pessoas totalmente saudáveis começam a ficar grisalhas muito cedo, com cerca de 20 ou 25 anos, enquanto outras, só ganham os primeiros fios já beirando os 50 anos”, afirma a dermatologista.

Não existe uma maneira de evitar os fios brancos, mas é possível diminuir a velocidade do aparecimento deles. Uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios físicos ajudam, e muito. Tente também levar a vida numa boa, sem se estressar por coisas pequenas.

“Apesar de não ter uma ligação direta, o estresse pode sim acelerar o processo de embranquecimento dos fios. Isso ocorre porque pessoas estressadas, assim como aquelas que sofreram algum trauma físico ou psicológico, ficam com a produção de hormônios desregulada e, aí, incluem-se os hormônios que regulam a produção de melanina”, completa Ligia Kogos.

Aquele velho método de negar a realidade e usar a pinça para extrair os fios brancos não funciona. Não porque estimula o crescimento de mais fios brancos, mas porque logo o seu próprio organismo vai se encarregar de repor este fio e, com o tempo, produzir mais deles.

Se os seus fios já começaram a aparecer e você não quer mesmo assumir, nem olhando nossa galeria de homens grisalhos e charmosíssimos, a única saída é pintar. O cuidado aqui é para não ficar artificial. Muitos salões oferecem o método de mechas invertidas, onde os cabelos brancos ganham "luzes" ao contrário, recebendo a tonalidade original do fio. Por isso, converse com um profissional de sua confiança. E aqui vai um aviso: pintar os cabelos dá trabalho por conta dos retoques constantes. Assumir os fios brancos é bem menos trabalhoso, além de ser sim, muito charmoso. Pense nisso!

Fonte: cristianaarcangeli.terra.com.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal