Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Calabaça  Voltar

Calabaça

 

É uma espécie de planta que é nativa da América Central e do Sul.

É a árvore nacional de St. Lucia.

Ela também é conhecida como: Yale (Inglês), Calabacero (Espanha), Cuité (Brasil) Totumo (Panamá, Colômbia, Venezuela e Peru), Taparo (Venezuela), Mate (Equador), Huinga (Peru), Pate (Peru), Cuyabra (Colômbia), Jícaro (México) cujete (Espanha, Filipinas), Miracle Fruit (Filipinas), Kalbas (Dominica e Santa Lúcia), Higuera (Porto Rico) e árvore de Rum (Sri Lanka).

O fruto, chamado Jicara e Bule, no México, é usado para fazer pequenos vasos para servir ou beber.

Calabaça
Calabaça

Nome científico: Crescentia cujete (sinonímia: Crescentia acuminata, C. angustifolia, C. arbórea, C. cujete var. puberula, C. cuneifólia, C. fasciculata, C. plectantha, C. spathulata).

Família: Bignoniáceas

Nome comum: cuité, coité, cabaceira, cuieira, “calabash” (inglês)

Origem: América Tropical e Antilhas.

Descrição e característica da planta

Árvore perene de porte médio de até 12 metros de altura com ramos longos, pendentes e cobertos por folhas em toda a sua extensão.

As folhas são simples, inteiras, alongadas, de diversos tamanhos, cor verde-escura e brilhante.

Não forma uma copa frondosa. As flores são relativamente grandes, hermafroditas (têm os dois sexos na mesma flor), formadas ao longo do tronco e ramos de cor branco-amarelada.

Os frutos são ovóides ou arredondados, cor verde-clara, com 15 a 30 centímetros de diâmetro.

As cascas dos frutos tornam-se marrom-negros quando maduros e bem duros.

A polpa é amarelada e contém muitas sementes.

A planta se desenvolve e frutifica bem em condições de temperatura quente a amena, não tolera regiões frias sujeitas a geada.

A propagação é feita principalmente por sementes e pode ser feita também por enraizamento de estacas.

Calabaça
Calabaça

Calabaça
Calabaça

Produção e produtividade

A planta tem um lento crescimento, mas após alguns anos produz vários frutos grandes arredondados que despertam curiosidades.

Utilidade

A planta é adequada para plantio em parques e jardins, pelo exotismo de seus frutos gigantes, semelhantes à melancia, no tronco e nos ramos.

As sementes podem ser consumidas, se cozidas ou torradas.

A polpa pode ser usada no preparo de xarope.

Os frutos, depois da retirada da polpa e secos, podem ser usados como recipientes domésticos, chocalhos, cuias, pratos e colheres rústicos.

Fonte: globoruraltv.globo.com

Calabaça

Calabaça é o nome vulgar de uma árvore, o mesmo que cuieira.

Nome científico: Crescentia cujete L.

Nome Popular: cuité, coité, cabaceira, cuieira

Família: Bignoniaceae

Outros nomes comuns: cuja, cabaceira, cuitereira, árvore-de-cuia.

Origem: América Tropical e Antilhas

Ciclo de Vida: Perene

Árvore Calabaça, ou Árvore-de-cuia, como é conhecida.

Tem o nome de Crescentia cujete.

Não há certeza de sua origem,pois se encontra em todas as partes da Terra, presume-se ser do Hawai, a sua origem, mas há quem sustente que é da América Central.

Mesmo tendo as utilidades e sendo da família das Cabaças, não é cabaça. Depois de seca e tratada, é usada como prato, caneca, bacia e moringa, e outras utilidades.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Árvore com até 16 m de altura. Tronco e galhos tortuosos, com casca de coloração acinzentada.

Folhas simples, alternas, concentradas em grupos no ápice dos ramos, oblanceolado-cuneadas ou espatuladas, acuminadas, glabras ou ligeiramente pilosas nas nervuras da face inferior, com até 21 cm de comprimento.

Imflorescência única ou com 2 flores reunidas ao longo dos ramos, tubulosas, grandes e muito vistosas, com pétalas amareladas.

Fruto globoso, com até 25 cm de diâmetro, com epicarpo verde, flexível e, endocarpo lenhoso e resistente.

OBSERVAÇÕES ECOLÓGICAS E OCORRÊNCIAS

Espécie originária da América Central. No Brasil, ocorre desde a Amazônia até a região sudeste, onde foi introduzida para cultivo.

USOS POPULARES

O fruto possui propriedades terapêuticas, mas é preciso muito cuidado no seu uso, pois também pode ser tóxico. O decocto e o extrato da casca são muito eficazes no tratamento da inflamação do intestino e contra o acúmulo anormal de líquidos no corpo.

A polpa, quando verde, é corrosiva e usada no tratamento de doenças respiratórias, e quando madura, é abortiva. De seus frutos também se pode obter tinturas, além de cuias, muito usadas como vasilhas.

Flor: Outubro a maio
Fruto
: Julho a setembro

Origem e dispersão

Planta nativa do Sul do México, da América Central.

Clima e solo

É uma planta tropical a subtropical.

Propagação

Propagada, usualmente, por semente.

Utilização

As sementes podem ser consumidas, se cozidas.

A polpa pode ser utilizada para se fazer xarope.

Os frutos limpos de polpa, também e, principalmente, são usados para, cortados ao meio ou em partes menores, servirem de utensílios domésticos, como cuias, pratos, vasilhas para água e outros usos.

Calabaça
Calabaça

Calabaça
Calabaça

Calabaça
Calabaça

Calabaça
Calabaça

Fonte: www.paty.posto7.com.br/www.esalq.usp.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal