Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Culinária Canadense  Voltar

Culinária Canadense

O Canadá conta com uma excelente gastronomia que foi renconhecida mundialmente faz já alguns anos.

Atualmente ganhou tanta importância a arte culinária que pode-se optar por milhares de possibilidades, desde comida rápida, passando por comida internacional e tradicional, até a cozinha mais sofisticada.

O viajante pode eleger entre os maravilhosos restaurantes das grandes cidades até ir aos "coffee shops" dos hotéis e aos cafés que encontram-se na beira da estrada.

Muitas zonas rurais têm atrativos para os gourmets, pois falamos de um país rico em agricultura, que goza dos mais maravilhosos ingredientes, além de ter muitas especialidades culinárias regionais. Pode-se saborear alimentos próprios dos índios nativos: carne de veado, alce e búfalo, diferentes tipos de peixe, milho e arroz selvagem e uma grande variedade de bagas, entre elas o saskatoon.

Nas regiões mais antigas do Canadá é onde melhor tem conservado os costumes culinários, sobretudo em Quebec e nos Estados atlânticos. Cada Estado tem desenvolvido suas especialidades culinárias de acordo com os elementos de que dispõe.

As especialidades de Terranova são as línguas de bacalhau empadas e fritas com scrunchions, troços de toucinho de porco fritos; o peixe com brevis, as compotas feitas com bagas vermelhas, a sopa de coelho e de foca, sopa de mexilhões de Terranova, filés de bacalhau e lagosta empanadas, o alce cozido, o vinho de ruibarbo e o pastel de asa (elaborado com asas de focas jovens); são especialidades locais que às vezes só podem encontrar-se nos melhores restaurantes.

Na Ilha da Nova Escócia pode-se degustar típicos pratos de peixe fora do habitual como o Solomom Gundy, arenques crus adereçados com vinagre e especiarias. É também muito apreciado o robalo defumado, um prato de origem britânica.

Na ilha de Cabo Bretão elaboram um embuchado com especiarias e um prato do tipo holandês realizado com cortiças de porco fritas. Entre as sobremesas se prepara uma de origem escocesa com farinha de aveia, nata e açúcar.

New Brunswick é conhecida pelas verduras cozidas ou ao vapor, geralmente acompanhadas de manteiga. Em todas as ilhas prepara-se uma especialidade, o pastel de rappie, com batatas assadas e porco salgado, assim como uma sobremesa a base de fruta cozida e acompanhado de creme.

A cozinha de Quebec carateriza-se por ser uma cozinha não muito forte e que trabalha sobretudo com produtos da região como o porco, aves e caça. Também introduz verduras nas sopas, das que são as mais famosas as de cebola e couve.

O prato mais tradicional é o tourtierre, pastel de batata e carne de caça como a perdiz, veado e coelho (normalmente é preparado com carne de porco). O mais temperado que pode-se saborear em Quebec é um paté de porco temperado com especiarias. Montreal é conhecido principalmente pelo maravilhoso frango, as carnes defumadas e o famoso sanduiche de boeuf fume, pão preto ou de centeio com pepinos, mostarda e vitela defumada.

Não deve deixar de comer o presunto assado no espeto, temperado com xarope de arce, que pode-se degustar no Vieux Montreal, além de desfrutar de um ambiente autêntico. Das sobremesas destaca-se a torta ao açúcar.

Os amantes da comida temperada com especiarias podem desfrutar com a comida de Toronto. Pratos de panela, feijão, ervilhas, pão de milho e camarões e uma longa lista de delícias.

É muito popular nos Estados de Manitoba e Saskatchewam o arroz selvagem que se cultiva nas marismas. Costuma-se servir de acompanhamento os pratos de caça e de aves. Por outro lado, em Winnipeg distingue-se o frango com alho, de origem romena.

Calgary e seus arredores é um grande gosto para o paladar. Os restaurantes incluem estabelecimentos familiares com serviço rápido estilo norte-americano, comedores premiados pela sua qualidade, e comedores e restaurantes internacionais com uma variedade tentadora de cozinhas exóticas. Não deixe de experimentar a famosa carne de vaca de Alberta.

O desjejum com tortas cobertas com xarope de açúcar e toucinho crocante. Nesta zona abundam os restaurantes de diferentes nacionalidades devido à diversa população; pode-se eleger entre escandinavos, espanhóis, franceses, chineses, alemães, italianos, japoneses, vietnamitas, coreanos, mexicanos, gregos, tailandeses e latino-americanos, entre outros.

British Columbia caracteriza-se pelo salmão preparado de várias formas. Em Vitória pode-se degustar tanto pratos do estilo inglês como o roast beef, e pratos franceses.

Fonte: www.rumbo.com.br

Culinária Canadense

É na Primavera, quando o tempo começa a aquecer e os dias ficam maiores, que a seiva começa a escorrer nos troncos das árvores, iniciando assim a corrida às árvores de bordo (carvalhos silvestres).

O maple syrup é, provavelmente, o mais famoso produto alimentício do Canadá. Pelo interior do país são realizados festivais de maple syrup, e as crianças são levadas em excursão a estas verdadeiras florestas doces. Nesta época, o centro da vida das pessoas passa a ser o maple syrup, sendo a culinária por ele determinada. Assim, podemos encontrar no Canadá desde panquecas com maple syrup até bolas de neve cobertas com maple syrup quente.

Mas não é só de maple syrup que vive o Canadá. A sua culinária tem aspectos únicos, sendo o melhor arroz selvagem do mundo originário da região do Manitoba. O mesmo se passa com o salmão, que é preparado sob muitas formas por todo o país. Dadas às dimensões do país, existe uma forte rivalidade entre o salmão que é pescado na costa leste e o que é pescado na costa oeste do Canadá. Frutos secos e uma imensa variedade de cogumelos completam o leque de ingredientes da culinária canadense.

Fonte: milpovos.prefeitura.sp.gov.br

Culinária Canadense

Geralmente, a culinária canadense mistura a base nativa com a influência de diversas comunidades de colonizadores que chegaram a essa terra com o passar dos séculos. Só em Toronto então misturadas mais de 60 comunidades, apesar de a chinesa e italiana serem a de maior presença em relação a gastronomia. No estado de Terranova, o bacalhau e a torta de barbatana são os pratos mais populares, enquanto no litoral atlântico pode-se experimentar excelentes peixes e frutos do mar.

A cidade de Quebec é famosa por sua influência francesa na culinária e muitos dos restaurantes servem o mais famoso prato de frango gaulês com um toque americano. Por outro lado, na região das savanas são típicas as excelentes carnes, enquanto na British Columbia o salmão é protagonista absoluto. Nos territórios do norte deve-se provar o bacalhau grelhado e a truta do Ártico.

A cerveja canadense é de boa qualidade. Há diferentes marcas e tipos, colo as ale pilsner e as do tipo alemão. O vinho é produzido nas regiões de Ontário e British Columbia e tem uma qualidade aceitável.

Fonte: www.sprachcaffe-kanada.com

Culinária Canadense

Alimentação do Canadá

Culinária Canadense

Por ser um país bastante diversificado, no Canada você encontra todo o tipo de comida que existente no mundo.

Os Canadenses normalmente fazem três refeições por dia: De manhã o breakfast (café da manhã) que inclue cereal com leite, torradas com geleias de frutas, café em uma grande xícara que eles chaman de "mug", panquecas com mel ou similar e em algumas famílias fazem ovos fritos com bacon e um tipo de salsicha. Mas a torrada com geleia e o cereal com leite são indispensáveis no café da manhã canadense. Ao meio dia é a hora do lunch (almoço). O Almoço canadense geralmente é muito prático e rápido. Os trabalhadores canadenses na sua maioria, não tem hora de almoço de uma hora por exemplo, como temos no Brasil. Por isso, o almoço deles é realmete um lanche. Basicamente uma sopa (compra-se sopa pronta enlatada que é so esquentar) em um sanduiche. O Dinner ou supper (jantar) geralmente é servido cinco horas da tarde. No Jantar se faz uma refeição completa que inclui carne, legumes e saladas. No Canada não se usa muito fazer arroz. O arroz é substituido pela o purê de batatas. A batata é base das refeições canadenses. Se faz de tudo com a batata. O purê é o mais popular. Geralmente ele é servido com um molho que se chama Gravy. O gravy é composto de farinha de trigo frita com suco de carne. O frango é também bastante servido, pois o Canada é um grande produtor de aves.

Culinária Canadense

Os canadenses gostam muito também de cenouras (come-las cruas) e pickles. Uma espécie de pepino curtido no vinagre.

Existe uma vasta rede de fast food no Canada. Todos os nomes famosos de fast food você encontra no Canada. Os hanburgers e batatas fritas (chamada de french-fries) são muito populares. A comida mexicana é bastante popular também.

No supermercados você encrontra qualquer ingrediente para fazer qualquer tipo de comida. Existe uma seleção muito grande de ingredientes e frutas para se preparar desde um churrasco gaúcho até uma exótica comida indiana. A maioria dos produtos são importados. Como o Canada não possui muitas terras férteis (clima tropical) para o cultivo de vários legumes e frutas , tudo vem de fora. Algumas frutas, como o mamão e o abacaxi, são extremamente caros ! Laranja também é bastante caro, por isso, compensa mais comprar sucos concentrados ou frutas enlatadas. Tudo que se for comprar, é melhor fazer uma pesquisa de preços antes. Muitas vezes, os preços nos supermecardos variam muito. uma curiosidade, é incrível como os caixas dos supermercados são simpáticos, de bem com a vida. Eles semprem nos comprimentam com um "hi" (oi) ou com "How are you today?" (Como você vai hoje?). É difícil encontra um caixa de supermercado de mau humor ou sem dar pelo menos um sorriso!

Comer em restaurante não é muito barato no Canada. Acho que é como no Brasil. Existem restaurantes de todos os tipos espalhados pelo o país. Uma coisa que notei aqui é que os garçons são sempre muito simpáticos com os clientes e a gorgeta não é incluida na conta. O cliente da a gorgeta de acordo como foi atendido. Geralmete as gorgetas em um restaurante comum fica em torno de $2 à $5 dólares.

As cozinhas das famílias canadenses, são equipadas na maioria com fogão elétrico de quatro "bocas". Existe o fogão a gás nas lojas para vender, mas não são muito populares. Eu particularmente nunca vi uma família usando fogão a gás. A maioria usam aparelhos domésticos de 110 Volts.

Fonte: canada.tur.br

Culinária Canadense

Geralmente, a culinária canadense mistura a base nativa com a influência de diversas comunidades de colonizadores que chegaram a essa terra com o passar dos séculos. Só em Toronto então misturadas mais de 60 comunidades, apesar de a chinesa e italiana serem a de maior presença em relação a gastronomia. No estado de Terranova, o bacalhau e a torta de barbatana são os pratos mais populares, enquanto no litoral atlântico pode-se experimentar excelentes peixes e frutos do mar.

A cidade de Quebec é famosa por sua influência francesa na culinária e muitos dos restaurantes servem o mais famoso prato de frango gaulês com um toque americano. Por outro lado, na região das savanas são típicas as excelentes carnes, enquanto na British Columbia o salmão é protagonista absoluto. Nos territórios do norte deve-se provar o bacalhau grelhado e a truta do Ártico.

A cerveja canadense é de boa qualidade. Há diferentes marcas e tipos, colo as ale pilsner e as do tipo alemão. O vinho é produzido nas regiões de Ontário e British Columbia e tem uma qualidade aceitável.

Fonte: www.sprachcaffe-kanada.com

Culinária Canadense

Sabores para todos os gostos

O Canadá não possui um único prato típico, cada província e cidade possuem as suas especialidades, que variam de acordo com seus colonizadores.

Nessa mistura, cabem receitas da gastronomia japonesa, italiana, francesa, britânica e muito mais. Alguns dos produtos principais na culinária canadense são frutas e legumes frescos, carnes, queijos, pães, além de ervas e temperos exóticos, que podem ser encontrados facilmente nos mercados. O salmão também é servido em todas as regiões, assim como o maple syrup, ou xarope de plátano, também chamado de acer (a folha símbolo do país), utilizado em panquecas, waffles e diversas outras receitas.

Cada região com sua especialidade

Em cada cidade ou província canadense, o sabor de sua culinária varia, assim como as opções do cardápio.

Em Québec, uma região onde os moradores são, em sua maioria, franceses e descendentes, a culinária do país europeu tem grande destaque em seus bares e restaurantes. Pratos que trazem carne de porco, aves e caça também são facilmente encontrados, como também verduras em sopas, especialmente couve e cebola. Uma receita típica desta província é o tourtierre, um pastel de batata e carne, que pode ser de coelho, perdiz, veado ou porco. Já em Montreal são populares as receitas com frango e carne defumada. Típico é o sanduíche de bouef fume, que leva pão preto ou de centeio, pepinos e mostarda com vitela defumada.

Ainda no lado francês do país, outra receita popular é o moulle avec pomme de terre frite, ou simplesmente mariscos com batata frita, que pode ser encontrado nas cidades de Montreal e Québec. Uma curiosidade sobre este prato é que ele é servido no estilo "coma o quanto agüentar". Outro fato curioso é que nas redes de fast food McDonald's de Québec City, não há o conhecido lanche McChicken, mas sim o McPoulette. Os temperos marcam o paladar de quem prova a culinária de Toronto. Aqui, as opções variam entre grãos (feijões e ervilhas), pão de milho, camarões e muitos outros. Ontário se destaca por suas frutas e verduras, especialmente no verão, quando elas estão bem frescas. Entre as mais famosas da província estão os morangos, cranberries (uma espécie de uva escura), pêssegos, maçãs, blueberrys (uma frutinha vermelha), abóbora, abobrinha verde, tomates e ervas. Na província de British Columbia, os adoradores de salmão certamente se deliciarão com as diversas formas utilizadas nos restaurantes para prepará-lo e em Victoria, aproveite para saborear o melhor das cozinhas francesa e inglesa.

Fonte: www.cvc.com.br

Culinária Canadense

Certamente você vai se apaixonar pela culinária canadense, que como no Brasil, é bem diversificada!

Produto da rica história de multiculturalismo do país, a culinária do Canadá é diversificada e interessante. Não há propriamente uma cuisine nacional, mas as especialidades regionais têm forte identidade local. As cidades mais importantes como Montreal e Toronto são centros de cozinha internacional e seus restaurantes vão do italiano ao caribenho, com preços accessíveis a todos.

O Canadá conta com uma excelente gastronomia que foi reconhecida mundialmente faz já alguns anos. Atualmente ganhou tanta importância a arte culinária que pode-se optar por milhares de possibilidades, desde comida rápida, passando por comida internacional e tradicional, até a cozinha mais sofisticada. O viajante pode eleger entre os maravilhosos restaurantes das grandes cidades até ir aos "coffee shops" dos hotéis e aos cafés que encontram-se na beira da estrada.

Muitas zonas rurais têm atrativos para os gourmets, pois falamos de um país rico em agricultura, que goza dos mais maravilhosos ingredientes, além de ter muitas especialidades culinárias regionais.

Pode-se saborear alimentos próprios dos índios nativos: carne de veado, alce e búfalo, diferentes tipos de peixe, milho e arroz selvagem e uma grande variedade de bagas, entre elas o saskatoon.

Nas regiões mais antigas do Canadá é onde melhor tem conservado os costumes culinários, sobretudo em Quebec e nos Estados atlânticos. Cada Estado tem desenvolvido suas especialidades culinárias de acordo com os elementos de que dispõe. As especialidades de Terranova são as línguas de bacalhau empadas e fritas com scrunchions, troços de toucinho de porco fritos; o peixe com brevis, as compotas feitas com bagas vermelhas, a sopa de coelho e de foca, sopa de mexilhões de Terranova, filés de bacalhau e lagosta empanadas, o alce cozido, o vinho de ruibarbo e o pastel de asa (elaborado com asas de focas jovens); são especialidades locais que às vezes só podem encontrar-se nos melhores restaurantes.

Na Ilha da Nova Escócia pode-se degustar típicos pratos de peixe fora do habitual como o Solomom Gundy, arenques crus adereçados com vinagre e especiarias. É também muito apreciado o robalo defumado, um prato de origem britânica. Na ilha de Cabo Bretão elaboram um embuchado com especiarias e um prato do tipo holandês realizado com cortiças de porco fritas. Entre as sobremesas se prepara uma de origem escocesa com farinha de aveia, nata e açúcar.

New Brunswick é conhecida pelas verduras cozidas ou ao vapor, geralmente acompanhadas de manteiga. Em todas as ilhas prepara-se uma especialidade, o pastel de rappie, com batatas assadas e porco salgado, assim como uma sobremesa a base de fruta cozida e acompanhado de creme.

A cozinha de Quebec carateriza-se por ser uma cozinha não muito forte e que trabalha sobretudo com produtos da região como o porco, aves e caça. Também introduz verduras nas sopas, das que são as mais famosas as de cebola e couve. O prato mais tradicional é o tourtierre, pastel de batata e carne de caça como a perdiz, veado e coelho (normalmente é preparado com carne de porco). O mais temperado que pode-se saborear em Quebec é um paté de porco temperado com especiarias. Montreal é conhecido principalmente pelo maravilhoso frango, as carnes defumadas e o famoso sanduíche de boeuf fume, pão preto ou de centeio com pepinos, mostarda e vitela defumada. Não deve deixar de comer o presunto assado no espeto, temperado com xarope de arce, que pode-se degustar no Vieux Montreal, além de desfrutar de um ambiente autêntico. Das sobremesas destaca-se a torta ao açúcar.

Os amantes da comida temperada com especiarias podem desfrutar com a comida de Toronto. Pratos de panela, feijão, ervilhas, pão de milho e camarões e uma longa lista de delícias.

É muito popular nos Estados de Manitoba e Saskatchewam o arroz selvagem que se cultiva nas marismas. Costuma-se servir de acompanhamento os pratos de caça e de aves. Por outro lado, em Winnipeg distingue-se o frango com alho, de origem romena.

Calgary e seus arredores é um grande gosto para o paladar. Os restaurantes incluem estabelecimentos familiares com serviço rápido estilo norte-americano, comedores premiados pela sua qualidade, e comedores e restaurantes internacionais com uma variedade tentadora de cozinhas exóticas. Não deixe de experimentar a famosa carne de vaca de Alberta. O desjejum com tortas cobertas com xarope de açúcar e toucinho crocante. Nesta zona abundam os restaurantes de diferentes nacionalidades devido à diversa população; pode-se eleger entre escandinavos, espanhóis, franceses, chineses, alemães, italianos, japoneses, vietnamitas, coreanos, mexicanos, gregos, tailandeses e latino-americanos, entre outros.

British Columbia caracteriza-se pelo salmão preparado de várias formas. Em Vitória pode-se degustar tanto pratos do estilo inglês como o roast beef, e pratos franceses.

As sobremesas têm um acompanhamento muito famoso no Canadá e no mundo: Maple syrup, feito de plátano, a árvore símbolo do país. Seu uso mais comum é para cobrir panquecas; é usado ainda em tortas e pães, para adoçar café e como calda quente para sorvete.

Fonte: www.portaldointercambio.com.br

Culinária Canadense

A gastronomia do Canadá, torna farta devido a sua extensa área de terra, preparadas para o cultivo de lavouras, de produtos agrícolas, levados a mesa para as refeições como grãos, frutas e verduras, tendo a disposição a diversidade de culturas, oferecendo os mais distintos pratos típicos do país, característico de cada região.

O tourtierre, que o turista prova na hora de suas refeições, que vem a ser um pastel de batata e carne de caça, pois a carne tem em seu feitio em sua culinária de diferentes tipos de animais como a perdiz. Pratos de panela, feito com alimentos a base de grãos como o feijão, ervilhas, pão de milho, encontrado nos restaurantes pra apresentar ao turista a gastronomia canadense.

Pela grande extensão de suas fronteiras marítimas, cercada por três oceanos, os frutos do mar, estão presentes nos cardápios da rede gastronômica do Canadá, assim como o pescado, são peixes frescos, que são preparados de várias formas na cozinha, de acordo como preparado de cada Chef de cozinha., como os mariscos, camarões, lagostas.

O chamado saskatchewam, que os canadenses chamam de arroz selvagem, assim como assados de carne de porco, vaca, num saboroso churrasco. Como no Canadá, a influência inglesa, e francesa fazem-se presente, é de se notar que da gastronomia européia torna para os canadenses a culinária característica como é na Inglaterra pratos do estilo inglês como o roast beef, assim como pratos franceses como as verduras em sopas e pratos preparados que trazem à mesa carnes de porco, aves e caça, assim como mariscos com batata frita o que conserva a tradição gastronômica da velha Europa, tanto inglesa quanto francesa.

Fonte: www.canadatur.com.br

Culinária Canadense

Cozinha Canadense

Assado de Porco à Canadense

Ingredientes

1 colher (café) de mostarda
500 gramas de assado de porco
500 gramas de favas
50 gramas de banha

Modo de Preparar

Colher, lavar as favas e mergulhar durante algumas horas em água fria, cozinhando-as, após, até a casca se desprender; dourar o porco dos dois lados na banha, cercá-lo de favas, juntando a rnostarda em pó, sal e pimenta; cozinharr o porco em panela descoberta até que ele absorva o molho, durante pouco mais de 1 hora.

Atum com Molho

Ingredientes

2 colheres (sobremesa) de vinagre
2 colheres (chá) de alho em pó
1 colher (café) de pimenta
1 pimento encarnado
1 quilo de atum fresco
1 cebola grande
8 tomates
sal
salsa

Modo de Preparar

Aquecer previamente o grelhador. Passar o tomate lavado, pelado e sem sementes pelo processador. Misturar a cebola finamente picada com o pimento sem sementes, o pepino descascado e cortado, o vinagre, o alho em pó, a pimenta, a salsa picada e o tomate reduzido a puré e temperar com sal e pimenta. Grelhar o atum cortado em lombos altos, virando de vez em quando. Colocar os lombos de atum numa travessa e servir bem quentes, acompanhados do molho.

Bavaroise de Frutos Silvestres

Ingredientes

400 gramas de frutos silvestres
4 folhas de gelatina vermelha
300 gramas de açúcar
3 folhas de gelatina
400 ml de natas

Modo de Preparar

Levar o açúcar a ferver numa panela com 200 ml de água. Triturar os frutos silvestres já bem lavados para obter um puré, reservando alguns inteiros para decorar. Quando a calda começar a ficar no ponto, juntar a gelatina, previamente demolhada em água fria e escorrida. Assim que a gelatina estiver bem dissolvida, acrescentar o puré e retirar do fogo. Deixar arrefecer e juntar as natas batidas, envolvendo-as e não batendo, para incorporar. Deite a mistura numa forma de pudim passada por água fria e levar a geladeira. Passadas umas horas, desenformar e enfeitar com chantilly e frutos silvestres.

Caldeirada de Peixes

Ingredientes

100 gramas de manteiga
1 ramo de tomilho fresco
1 quilo de peixe de inar
150 gramas de salsa
cebola e alho, a gôsto
1 fôlha de louro
1 alho porro
2 limões

Modo de Preparar

Torrar o fundo de uma caçarola espêssa com salsa picada e cebolas cortadas em rodelas, colocando os peixes por cima, depois de bem limpos; cobrir o peixe com água morna e os condimentos acima opresentados; levar tudo à fervura e cozinhar durante uma hora; quando a sopa estiver pronto, juntar um pouco de manteiga e servir com limões, cortados em quatro pedaços.

Crepes Normandia

Ingredientes

2 colheres (sopa) de manteiga
4 colheres (sopa) de rum
½ xícara de açúcar
1 pacote de natas
8 crepes
3 maçãs

Modo de Preparar

Cortar as maçãs descascadas e descaroçadas em fatias muito finas. Aquecer o forno a 200°C. Colocar 4 crepes numa assadeira e pincelar a todos com metade da manteiga. Cobrir com os crepes restantes e pincelar novamente com a manteiga. Distribuir as fatias de maçãs sobre os crepes. Cobrir com as natas e salpicar com açúcar. Assar no forno durante 10 minutos. Flambear com rum e servir (para flambear, despejar sobre os crepes o rum e atear fogo, até o álcool evaporar).

Donuts Deliciosos

Ingredientes

1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco
1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio
3 colheres (sopa) de fermento
1 colher (chá) de sal
½ xícara de gordura hidrogenada vegetal
6 e ½ de xícara farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de leite
1 lata de leite evaporado
5 ovos

Modo de Preparar

Bater bem os ovos (de preferência com a batedeira elétrica). Juntar o açúcar e a gordura vegetal, misturando bem com a batedeira. Num recipiente à parte, juntar a bicarbonato com o vinagre, e incorporar esta mistura à mistura de ovos. Peneirar a farinha, o sal e o fermento para dentro numa tigela. Incorporar 1/3 desta mistura de farinha à mistura de ovos, juntando-lhe seguidamente metade do líquido e mexer bem. Juntar metade da farinha restante, incorporando cuidadosamente. Juntar o líquido restante e mexer bem. Finalmente acrescentar a farinha restante. Fazer anéis de massa e levar os donuts ao congelador durante 1 hora. Fritar os donuts em óleo quente (180º). Pode rechear, passar por uma calda de açúcar para que fiquem glaceados, ou servi-los simples.

Mistura Canadense

Ingredientes

1 colher (sobremesa) de salsa picada
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 litro de caldo de carne (ou de água)
250 gramas de cenouras
50 gramas de manteiga
200 gramas de leite
1 cebola

Modo de Preparar

Derreter a manteiga em uma frigideira, juntar a farinha e mexer bem, durante 1 minuto; regar com ógua salgada ou com o caldo de carne e cozinhar até que tome consistência; ralar cenouras e a cebola, juntar à sopa e cozinhar durante 20 minutos; passar tudo por peneira fina e condimentar.

Presunto Gratinado com Molho de Uvas

Ingredientes

2 colheres (sobremesa) de mel
1 belo presunto cru de mais ou menos 1 quilo
200 gramas de geléia de laranja
200 gramas de uvas

Modo de Preparar

Colocar o presunto em uma panela grande para poder ser assado; misturar a geléia de laranja com o mel; assar o presunto, regando-o com a geléia, durante uns 40 minutos; retirar, juntando as uvas ensopadas em água morna; servir o presunto com o molho; pode-se também acompanhar o presunto com abóbora ou batatas doces fritas.

Pudim de Frutos com Caril

Ingredientes

1 colher (chá) de sumo de limão
2 colheres (sopa) de margarina
1 colher de café caril
200 gramas de farinha de milho
75 gramas de amêndoa
150 gramas de ananás
100 gramas de pêssego
100 gramas de passas
200 ml de mel
200 ml de melaço
100 ml de natas
1 pau de canela
canela em pó
700 ml de leite
raspas de limão
2 maçãs
1 manga

Modo de Preparar

Levar uma panela a fogo brando com o leite com o mel, a manteiga, um pau de canela e a raspa de limão, e mexer sempre até começar a ferver. Adicionar a farinha de milho e cozinhar em fogo brando durante cerca de 15 minutos. Retirar do fogo e adicionar as passas, as amêndoas, e as natas, mexendo sempre para não talhar. Colocar numa forma redonda untada com manteiga e polvilhada com farinha, mas não em excesso. Colocar por cima as rodelas de maçã, sem casca e sem caroços, e regar com o melaço. Levar ao forno fraco durante 60 minutos. Depois de descascar e retirar o caroço da manga, reduzir a puré. Misturar com os outros frutos cortados em pedaços pequenos, adicionando o sumo de limão e, finalmente, o caril. Desenformar o pudim depois de arrefecer. Colocar parte da cobertura de frutos com caril no centro do pudim, e com a restante cobertura, decorar à volta. Polvilhar com canela.

Pumpkin Pie - Tarte de Abóbora

Ingredientes

½ colher (chá) de noz-moscada
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher de chá gengibre em pó
1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de melaço
½ colher (chá) de sal
½ xícara de açúcar mascavado
1 xícara de abóbora
massa areada
2 ovos

Modo de Preparar

Cortar a abóbora em pedaços pequenos e cozinhar em água a ferver. Bater os ovos. Misturar todos os ingredientes (à excepção da massa), despejar sobre a massa previamente estendida na tarteira e assar em forno previamente aquecido a 250ºC durante 10 minutos. Reduzir a temperatura para 160ºC e deixar cozinhar durante mais 40 minutos. Espetar um palito para verificar se está pronta. Decorar com chantilly antes de servir. Servir quente ou fria.

Salada de Chicória com Vinagrete de Mostarda

Ingredientes

1 pimento encarnado
rodelas de cebola
1 alface frisada
1 chicória

Modo de Preparar

Lavar e limpar muito bem a chicória e a alface, separando em folhas. Lavar e cortar o pimento em tiras finas. Colocar a chicória, a alface e o pimento numa saladeira grande. Temperar a gosto. Se desejar, adicionar molho vinagrete de mostarda, mexer bem e decore com rodelas de cebola. Preparar o vinagrete de mostarda: numa tigela pequena, misturar 1 colher (sopa) de mostarda de Dijon, 4 colheres (sopa) de vinagre de vinho, o sal e a pimenta. Acrescentar aos poucos, ¾ de xícara de óleo, mexendo sempre. Regar com gotas de sumo de limão.

Sopa de Castanhas Rica

Ingredientes

2 colheres (sopa) de aipo em pó
1 colher (chá) de alho em pó
1 colher (sopa) de manteiga
150 gramas de cogumelos frescos
½ cálice de vinho da Madeira
½ cálice de vinho do Porto
250 ml de caldo de galinha
750 gramas de castanhas
½ cálice de Brandy
1 cebola pequena
cebolinho
1 pacote de natas
pimenta
sal

Modo de Preparar

Cozer ½ quilo de castanhas peladas e reduzir a puré com a água da cozedura. Refogar a manteiga, a cebola picada, o alho e o aipo em pó até as cebolas ficarem translúcidas, juntar os cogumelos e deixar cozinhar durante 10 minutos em fogo brando. Misturar o brandy com o vinho da Madeira e o vinho do Porto. Juntar ao preparado anterior e colocar fogo, para flambear e depois o caldo de galinha, deixando ferver. Juntar os restantes 250 gramas de castanhas peladas e mexer bem. Reduzir o fogo e deixar cozinhar durante 35 a 40 minutos. Depois de cozido, retirar o preparado do fogo e reduzir a sopa a puré. Colocar novamente na panela, adicionar metade das natas e deixar ferver. Retificar os temperos e adicionar o puré de castanhas. Adicionar as natas restantes e o vinho do Porto. Servir bem quente, polvilhado com cebolinho picado ou cubinhos de pão frito.

Tarte de Maple Syrup

Ingredientes

6 colheres (sopa) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de manteiga
1 e ½ xícara de maple syrup
½ xícara de água
massa areada

Modo de Preparar

Derreter a manteiga. Adicionar a farinha e misture. Retirar do fogo e juntar o maple syrup e a água. Levar ao fogo novamente até ferver e misturar até engrossar. Deixar cozinhar durante 5 minutos, mexendo de vez em quando. Retirar do fogo e deixar arrefecer durante algum tempo. Despejar este recheio sobre a massa já estendida na tarteira e toda picada com um garfo, que levou a cozinhar até endurecer um pouco. Deixar arrefecer totalmente. Decorar com nozes.

Vinagrete de Mostarda

Ingredientes

1 colher (sopa) de mostarda de Dijon
4 colheres (sopa) de vinagre
¾ xícara de óleo
gotas de sumo de limão
pimenta
sal

Modo de Preparar

Numa tigela pequena, misturar 1 colher (sopa) de mostarda de Dijon, 4 colheres (sopa) de vinagre de vinho, o sal e a pimenta. Acrescentar aos poucos, ¾ de xícara de óleo, mexendo sempre. Regar com gotas de sumo de limão. Temperar com sal e pimenta a gosto.

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal