Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Classificação Periódica dos Elementos  Voltar

Classificação Periódica dos Elementos

A HISTÓRIA DA TABELA PERIÓDICA

Um pré-requisito necessário para construção da tabela periódica, foi a descoberta individual dos elementos químicos. Embora os elementos, tais como ouro (Au), prata (Ag), estanho (Sn), cobre (Cu), chumbo (Pb) e mercúrio (Hg) fossem conhecidos desde a antiguidade. A primeira descoberta científica de um elemento, ocorreu em 1669, quando o alquimista Henning Brand descobriu o fósforo.

Durante os 200 anos seguintes, um grande volume de conhecimento relativo às propriedades dos elementos e seus compostos, foram adquiridos pelos químicos. Com o aumento do número de elementos descobertos, os cientistas iniciaram a investigação de modelos para reconhecer as propriedades e desenvolver esquemas de classificação.

A primeira classificação, foi a divisão dos elementos em metais e não-metais. Isso possibilitou a antecipação das propriedades de outros elementos, determinando assim, se seriam ou não metálicos.

Veja, a seguir, um breve histórico:

TRÍADES DE DÖBEREINER

Em 1829, Johann W. Döbereiner teve a primeira idéia, com sucesso parcial, de agrupar os elementos em três tríades. Essas tríades também estavam separadas pelas massas atômicas, mas com propriedades químicas muito semelhantes.

A massa atômica do elemento central da tríade, era supostamente a média das massas atômicas do primeiro e terceiro membros. Lamentavelmente, muitos dos metais não podiam ser agrupados em tríades. Os elementos cloro, bromo e iodo eram uma tríade, lítio, sódio e potássio formavam outra.

Classificação Periódica dos Elementos

PARAFUSO TELÚRICO DE CHANCOURTOIS

Classificação Periódica dos Elementos
1862 - O parafuso telúrico de Chancourtois

LEI DAS OITAVAS DE NEWLANDS

Outro modelo foi sugerido em 1864 pôr John A.R. Newlands (professor de química no City College em Londres).

Sugerindo que os elementos, poderiam ser arranjados num modelo periódico de oitavas, ou grupos de oi crescente de suas massas atômicas.

Este modelo colocou o elemento lítio, sódio e potássio juntos. Esquecendo o grupo dos elementos cloro, bromo e iodo, e os metais comuns como o ferro e o cobre. A idéia de Newlands, foi ridicularizada pela an intervalos da escala musical. A Chemical Society recusou a publicação do seu trabalho periódico (Journal of the Chemical Society).

Nenhuma regra numérica, foi encontrada para que se pudesse organizar completamente os elementos químicos numa forma consistente, com as propriedades químicas e suas massas atômicas.

A base teórica na qual os elementos químicos estão arranjados atualmente - número atômico e teoria quântica era desconhecida naquela época e permaneceu assim pôr várias décadas.

Classificação Periódica dos Elementos
1864 - As leis das oitavas de Newland

TABELA DE MENDELEYEV

Finalmente, Dimitri Ivanovitch Mendeleyev apresentou uma classificação, que é a base da classificação periódica moderna, colocando os elementos em ordem crescente de suas massas atômicas, distribuídos em oito colunas verticais e doze faixas horizontais. Verificou que as propriedades variavam periodicamente à medida que aumentava a atômica.

Classificação Periódica dos Elementos

Traçado original da tabela periódica publicada por Mendeleiev em 1° de março de 1869 no artigo histórico "Um sistema sugerido dos elementos":

Classificação Periódica dos Elementos

A CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA MODERNA

Além de ser mais completa que a tabela de Mendeleiev, a classificação periódica moderna apresenta os elementos químicos dispostos em ordem crescente de números atômicos. De fato, em 1913, Henry G. J. Moseley estabeleceu o conceito de número atômico, verificando que este valor caracterizava melhor um elemento químico do que sua massa atômica.

A TABELA PERIÓDICA ATUAL

Classificação Periódica dos Elementos

PERÍODOS

As sete linhas horizontais, que aparecem na tabela anterior, são denominadas períodos.

Devemos notar que:

Classificação Periódica dos Elementos

COLUNAS, GRUPOS OU FAMÍLIAS

As dezoito linhas verticais que aparecem na tabela são denominadas colunas, grupos ou famílias de elementos.

Devemos assinalar que algumas famílias têm nomes especiais, a saber:

Classificação Periódica dos Elementos

É ainda importante considerar que o Hidrogênio (H , embora apareça na coluna 1ª, não é um metal alcalino. Aliás, o hidrogênio é tão diferente de todos os demais elementos químicos que, em algumas classificações, prefere-se colocá Periódica.

CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS DOS ELEMENTOS AO LONGO DA CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA

1. ELEMENTOS REPRESENTATIVOS:

Apresentam a última camada incompleta

Apresentam configuração eletrônica terminando em Sub-Nível s ou p

Pertencem as famílias (1 ou 1A, 2 ou 2A ou 3A, 14 ou 4A, 15 ou 5A, 16 ou 6A, 17 ou 7A)

Apresentam fórmula geral:

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos

Fonte: www.agracadaquimica.com.br

Classificação Periódica dos Elementos

A medida que os químicos foram desenvolvendo os seus trabalhos e descobrindo novos elementos químicos, foram sentindo necessidade de organizar esses elementos de acordo com as suas características ou propriedades químicas.

Faremos aqui um breve histórico das tentativas de organização desses elementos até chegarmos na classificação atual.

1790 - Lavoisier publica o seu Traité Élementaire de Chimie . Lavoisier organizou neste trabalho substâncias que tinham comportamento químico semelhante.

1817 - O químico alemão Johann Wolfgang Döbereiner organiza elementos com propriedades semelhantes em grupo de três, denominados tríades.

Lítio(Li) Sódio(Na) Potássio (K)
Cloro (Cl) Bromo (Br) Iodo (I)
Cálcio(Ca) Estrôncio (Sr) Bário (Ba)

1862 - A. Beguyer de Chancourtois coloca os elementos em forma de uma linha espiralada ao redor de um cilindro usando como critério a ordem crescente de massas atômicas. Nessas linhas elementos químicos com características semelhantes ficariam sobre uma mesma linha vertical. Essa classificação é conhecida como parafuso telúrico e é válido para elementos como número atômico inferior a 40.

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal