Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Concordância Nominal - Página 4  Voltar

Concordância Nominal



Introdução

Leia a frase abaixo e observe as inadequações:

Aquele dois meninos estudioso leram livros antigo.

Note que as inadequações referem-se aos desajustes entre as palavras que a constituem.

Para que a frase concorde, adequadamente, entre todos os termos, é necessário:

Fazendo-se os ajustes necessários a frase ficará assim:

Aqueles dois meninos estudiosos leram os livros antigos

                                                  

Assim, concordância nominal consiste na adaptação de uns nomes aos outros, harmonizando-se nas suas flexões com as palavras de que dependem.

No decorrer deste tutorial veremos as regras de concordância, bem como exemplos práticos sobre as mesmas.

REGRA GERAL

O artigo, o pronome, o adjetivo e o numeral devem concordar em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural) com o substantivo a que se refere.

Exemplo:

O alto ipê cobre-se de flores amarelas.

    Adj.                                     Adjetivo

Faz duas horas que cheguei de viagem.

       Num.

OUTROS CASOS DE CONCORDÂNCIA NOMINAL

1. Um adjetivo após vários substantivos

a) assumir o gênero do substantivo e vai para o plural:

exemplo: Encontramos um jovem e um homem preocupados.

                                                                               Adjetivo

No exemplo acima o adjetivo assumiu o gênero masculino e foi para o plural.

b) concordar só com o último substantivo em gênero e número:

Exemplo: Ela tem irmão e primo pequeno.

                                                     Adjetivo

Acima o adjetivo assumiu o gênero masculino e concordou só com o último substantivo.

Observação:

Quando os substantivos são do mesmo gênero as duas concordâncias podem ser usadas, embora a primeira seja mais adequada porque mostra que a característica é atribuída aos dois substantivos.

Se o último substantivo estiver no plural, a concordância só poderá ficar no plural.

Exemplo: Ele possui perfume e carroscaros.

Se o adjetivo funcionar como predicativo, o plural será obrigatório.

Exemplo: O irmão e o primo dele são pequenos.

                                                     VL  Predicativo

1.2 Quando os substantivos são de gêneros diferentes também há duas possibilidades:

a) ir para o masculino plural:

Exemplo: Uma solicitude e um interesse mais que fraternos. (Mário Alencar)

b) concordar só com o substantivo mais próximo:

Exemplo: A Marinha e o Exército brasileiro estavam alerta.

Observação:

No caso de substantivos de gêneros diferentes o adjetivo irá para o masculino plural, se o adjetivo tiver a função de predicativo.

Exemplo: O aluno e a aluna estão reprovados.

                                               VL    Predicativo

2. Um adjetivo anteposto a vários substantivos

A concordância se dará com o substantivo mais próximo.

Exemplo: Tiveste má idéia e pensamento.

Velhos livros e revistas estavam empilhados na prateleira.

Observação:

Quando o adjetivo exerce a função de predicativo, ele pode concordar só com o primeiro ou ir para o plural.

Exemplo: Ficou reprovada a aluna e o aluno.

Ficaram reprovados a aluna e o aluno.

Se o adjetivo anteposto referir-se a nomes próprios, o plural será obrigatório.

Exemplo: As simpáticas Lúcia e Luana são irmãs.

3. Um substantivo e mais de um adjetivo

Admitem-se duas concordâncias:

a) Quando o substantivo estiver no plural, não se usa o artigo antes dos adjetivos.

Exemplo: Estudava os idiomas francês e inglês.

b) Se o substantivo estiver no singular, o uso do artigo será obrigatório a partir do segundo adjetivo.

Exemplo: Estudo a língua inglesa, a francesa e a italiana.

4. É bom, é necessário, é proibido

Essas expressões concordam obrigatoriamente com o substantivo a que se referem, quando for precedido de artigo. Caso contrário são invariáveis.

Exemplo: Vitamina C é bom para saúde.

É necessária muita paciência.

5. Um e outro (num e noutro)

Nesse caso o substantivo fica no singular e o adjetivo vai para o plural.

Exemplo: Numa e noutra questão complicadas ela se confundia.

6. Anexo, incluso, apenso, próprio, obrigado

Por serem adjetivos, concordam com o substantivo a que se referem.

Exemplo: Seguem anexos os acórdãos.

A procuração está apensa aos autos.

Os documentos estão inclusos no processo.

Obrigado, disse o rapaz.

Elas próprias resolveram os exercícios.

Observação

A expressão em anexo é invariável.

Exemplo: Em anexo segue a procuração

Em anexo segue o despacho.

7. Mesmo, bastante

Tanto pode ser advérbio como pronome. Quando for advérbio permanece invariável. Quando é pronome concorda com a palavra a que se refere.

Exemplo: Os alunos mesmos resolveram o problema.

                                Pronome

Os alunos resolveram mesmo o problema. Nesse caso mesmo = realmente

                                  Advérbio

Haviam bastantes razões para ela reclamar.

             Pronome

Eles chegaram bastante cedo ao aeroporto.

                        Advérbio

8. Menos, alerta

São palavras invariáveis.

Exemplo: O Amazonas é o Estado menos populoso do Brasil.

Havia menos alunas na sala hoje.

Os soldados estavam alerta.

Observação

Atualmente alerta vem sendo utilizada no plural.

Exemplo: Nossos chefes estão alertas.

9. Meio

Essa palavra pode ser numeral ou advérbio.

a) Quando for numeral é variável e concorda com a palavra a que se refere.

Exemplo: Tomou meia garrafa de champanhe.

                        numeral

Isso pesa meio quilo.

              numeral

b) Se for advérbio é invariável.

Exemplo: A porta estava meio aberta.

                                    Advérbio

Ele anda meio cabisbaixo.

           Advérbio

10. Muito, pouco, longe, caro

Quando essas palavras funcionam como adjetivo variam de acordo com a palavra a que se referem. Se funcionarem como advérbio são invariáveis.

Exemplo: Muitos alunos compareceram à formatura.

              Adjetivo

Os perfumes eram caros.

                            Adjetivo

As mensalidades escolares aumentaram muito.

                                                              Advérbio

Vocês moram longe.

                    Advérbio

11.

a) Quando tem o significado de sozinho(s) ou sozinha(s) essa palavra vai para o plural.

Exemplo: Joana ficou em casa. (sozinha)

Lúcia e Lívia ficaram sós. (sozinhas)

b) Ela é invariável quando significa apenas/somente.

Exemplo: Depois da guerra restaram cinzas. (apenas)

Eles queriam ficar na sala. (apenas)

Observação

A locução adverbial a sós é invariável.

12. Possível

Quando acompanhada de expressões superlativas (o mais, a menos, o melhor, a pior) varia conforme o artigo que integra as expressões.

Exemplo: As previsões eram as piores possíveis.

Recebemos a melhor notícia possível.

13. Pronomes de tratamento

Os pronomes de tratamento sempre concordam em 3ª pessoa.

Exemplo: Vossa Santidade está muito preocupado.

                                        3ª P.S

CONCLUSÃO

Neste tutorial foi mostrada a concordância nominal dos substantivos perante adjetivos, advérbio, pronomes e numerais. Vimos que adjetivos antepostos aos substantivos concordam com o mais próximo, porém se exerce a função de predicativo pode concordar de duas maneiras: com o mais próximo ou ir para o plural. No caso do adjetivo vir após vários substantivos a concordância já muda, pois se os substantivos forem do mesmo gênero há duas possibilidades: ir para o plural ou assumir o gênero do substantivo.

Enfim, este tutorial servirá como base de estudos com relação a Concordância Nominal, mas devemos nos lembrar que a Língua Portuguesa requer bastante estudo e só este tutorial não suprirá tais necessidades. O aprofundamento deverá ser feito através das Gramáticas, dicionários e afins.

Fonte: juliobattisti.com.br

Concordância Nominal

4. Concordância nominal:

Na concordância nominal, os determinantes do substantivo (adjetivos, numerais, pronomes adjetivos e artigos) alteram sua terminação (gênero e número) para se adequarem a ele, ou a pronome substantivo ou numeral substantivo, a que se referem na frase.

O problema da concordância nominal ocorre quando o adjetivo se relaciona a mais de um substantivo, e surgem palavras ou expressões que deixam em dúvida.

Observe estas frases:

Aquele beijo foi dado num inoportuno lugar e hora.

Aquele beijo foi dado num lugar e hora inoportuna.

Aquele beijo foi dado num lugar e hora inoportunos. (aqui fica mais claro que o adjetivo refere-se aos dois substantivos)

regra geral - a partir desses exemplos, pode-se formular o princípio de que o adjetivo anteposto concorda com o substantivo mais próximo. Mas, se o adjetivo estiver depois do substantivo, além da possibilidade de concordar com o mais próximo, ele pode concordar com os dois termos, ficando no plural, indo para o masculino se um dos substantivos for masculino.

Um adjetivo anteposto em referência a nomes de pessoas deve estar sempre no plural (As simpáticas Joana e Marta agradaram a todos).

Quando o adjetivo tiver função de predicativo, concorda com todos os núcleos a que se relaciona. (São calamitosos a pobreza e o desamparo / Julguei insensatas sua atitude e suas palavras).

Quando um substantivo determinado por artigo é modificado por dois ou mais adjetivos, podem ser usadas as seguintes construções:

a) Estudo a cultura brasileira e a portuguesa;

b) Estudo as culturas brasileira e portuguesa;

c) Os dedos indicador e médio estavam feridos;

d) O dedo indicador e o médio estavam feridos.

A construção: Estudo a cultura brasileira e portuguesa, embora provoque incerteza, é aceita por alguns gramáticos.

No caso de numerais ordinais que se referem a um único substantivo composto, podem ser usadas as seguintes construções:

a) Falei com os moradores do primeiro e segundo andar./ (...) do primeiro e segundo andares.

Adjetivos regidos pela preposição de, que se referem a pronomes indefinidos, ficam normalmente no masculino singular, podendo surgir concordância atrativa.

a) Sua vida não tem nada de sedutor;

b) Os edifícios da cidade nada têm de elegantes.

Anexo, incluso, obrigado, mesmo, próprio - são adjetivos ou pronomes adjetivos, devendo concordar com o substantivo a que se referem.

a) O livro segue anexo;

b) A fotografia vai inclusa;

c) As duplicatas seguem anexas;

d) Elas mesmas resolveram a questão.

Mesmo = até, inclusive é invariável (mesmo eles ficaram chateados) / expressão "em anexo" é invariável.

Meio, bastante, menos - meio e bastante, quando se referem a um substantivo, devem concordar com esse substantivo. Quando funcionarem como advérbios, permanecerão invariáveis. "Menos" é sempre invariável.

a) Tomou meia garrafa de vinho;

b) Ela estava meio aborrecida;

c) Bastantes alunos foram à reunião;

d) Eles falaram bastante;

e) Eram alunas bastante simpáticas;

f) Havia menos pessoas vindo de casa.

Muito, pouco, longe, caro, barato - podem ser palavras adjetivas ou advérbios, mantendo concordância se fizerem referência a substantivos.

a) Compraram livros caros;

b) Os livros custaram caro;

c) Poucas pessoas tinham muitos livros;

d) Leram pouco as moças muito vivas;

e) Andavam por longes terras;

f) Eles moram longe da cidade;

g) Eram mercadorias baratas;

h) Pagaram barato aqueles livros.

É bom, é proibido, é necessário - expressões formadas do verbo ser + adjetivo Não variam se o sujeito não vier determinado, caso contrário a concordância será obrigatória.

a) Água é bom;

b) A água é boa;

c) Bebida é proibido para menores;

d) As bebidas são proibidas para menores;

e) Chuva é necessário;

f) Aquela chuva foi necessária.

Só = sozinho (adjetivo. - var.) / só = somente, apenas (não flexiona).

a) Só elas não vieram;

b) Vieram só os rapazes.

Só forma a expressão "a sós" (sozinhos).

A locução adverbial "a olhos vistos" (= visivelmente) - invariável (ela crescia a olhos vistos).

Conforme = conformado (adjetivo - var.) / conforme = como (não flexiona).

a) Eles ficaram conformes com a decisão;

b) Dançam conforme a música.

O (a) mais possível (invariável) / as, os mais possíveis (é uma moça a mais bela possível / são moças as mais belas possíveis).

Os particípios concordam como adjetivos.

a) A refém foi resgatada do bote;

b) Os materiais foram comprados a prazo;

c) As juízas tinham iniciado a apuração.

Haja vista - não se flexiona, exceto por concordância atrativa antes de substantivo no plural sem preposição.

a) Haja vista (hajam vistas) os comentários feitos;

b) Haja vista dos recados do chefe.

Pseudo, salvo (= exceto) e alerta não se flexionam

a) Eles eram uns pseudo-sábios;

b) Salvo nós dois, todos fugiram;

c) Eles ficaram alerta.

Os adjetivos adverbializados são invariáveis (vamos falar sério / ele e a esposa raro vão ao cinema)

Silepse com expressões de tratamento - usa-se adjetivo masculino em concordância ideológica com um homem ao qual se relaciona a forma de tratamento que é feminina.

a) Vossa Majestade, o rei, mostrou-se generoso;

b) Vossa Excelência é injusto.

Fonte: pciconcursos.com.br

voltar 123456avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal