Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Alfabeto Grego - Página 3  Voltar

Alfabeto Grego



O alfabeto grego tem 24 letras (originalmente eram as 22 do alfabeto fenício), inicialmente composto apenas de símbolos maiúsculos. Somente no século II a.C. começaram a surgir os símbolos cursivos e, muito mais tarde, no século IX, é que aparecem as letras minúsculas.

O alfabeto utilizado para escrever a língua grega teve o seu desenvolvimento por volta do século IX a.C., e é utilizado até hoje, tanto no grego moderno como no campo das ciências como por exemplo na astronomia, filosofia, física, matemática e até na arte. Os gregos foram pioneiros nessas áreas e no sistema democrático.

Crê-se que o alfabeto grego deriva duma variante do semítico, introduzido na Grécia por mercadores fenícios.

Dado que o alfabeto semítico não necessita denotar as vogais, ao contrário da língua grega e outras da família indo-européia, como o latim e em conseqüência o português, os gregos adaptaram alguns símbolos fenícios sem valor fonético em grego para representar as vogais. Este fato pode considerar-se fundamental e tornou possível a transcrição fonética satisfatória das línguas Européias.

Letras obsoletas:

Alfabeto Grego

As letras Digama, San, Qoppa e Sampi desapareceram do alfabeto nos seus primeiros tempos, antes do denominado período clássico.

Originariamente existiram variantes do alfabeto grego, sendo as mais importantes a ocidental (Calcídica) e a oriental (Jónica). A variante ocidental originou o alfabeto etrusco e o alfabeto romano. Atenas adaptou no ano 403 a.C. a variante oriental, dando lugar a que pouco depois desaparecessem as demais formas existentes do alfabeto.

Já nesta época o grego escrevia-se da esquerda para a direita, enquanto que a princípio a maneira de escrevê-lo era alternadamente da esquerda para a direita e da direita para a esquerda, de maneira que se começava pelo lado em que se tinha concluído a linha anterior, invertendo todos os caracteres em dito processo.

O fator inovador introduzido com o alfabeto grego são as vogais. As primeiras vogais foram Alfa, Épsilon, Iota, Ômicron e Úpsilon. Contempla-se o processo de criação do alfabeto grego como resultado de um processo dinâmico baseado na adoção de vários alfabetos semíticos através do tempo.

Sua importância na Astronomia é o fato de que o Sistema de Bayer de classificação de estrelas usa as letras gregas para representar as estrelas pelos seus brilhos relativos em cada constelação, em ordem decrescente de brilho.

As 24 letras do alfabeto grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

1 – A correspondência (C.) no português está em azul, incluindo a pronúncia (P.) da letra.

2 – As vogais estão em vermelho, como no português: A, E, I, O, U.

3 – O sistema Bayer de classificação de estrelas pelo brilho estão em verde (Ex: a estrela mais brilhante recebe a letra alfa, enquanto a segunda mais brilhante recebe a letra beta, e assim sucessivamente).

4 – A letra U pode ter o som de I, e por isso colocamos entre parênteses quando o mesmo ocorre.

5 – Utiliza-se “?” quando está no final da palavra, e Alfabeto Grego quando está no meio da palavra.

Lendo palavras escritas com o alfabeto grego:

Tendo o conhecimento do alfabeto e identificando a pronuncia de cada letra, a leitura de palavras escritas em grego não será dificil. Tente ler a palavra logo abaixo, escrita primeira em letras minúsculas e seguida por letras maiúsculas.

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se quilo, como em quilograma. No português a letra kapa tem o som do nosso “q”, da mesma forma o iota, o lambda e o ômicron tem o som de “i”, “l” e “o” respectivamente.

Note que o iota não leva o pingo como o nosso “i”.

Outras palavras (tente ler):

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se catálogo. No português usamos “qu” antes de “e” e “i”, mas “c” antes de “a”, “o” ou “u”, devido ao “c” antes de “e” e “i” ter o som de “s”. Concluímos que em português o som de “k” pode ser feito com “c” ou “qu”, mas em grego será feito apenas com a letra “k” kapa.

O alfa tem o som de “a”, tau tem o som de “t” e gama tem o som de “g”.

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se lemonada em grego (semelhante à lemonade do inglês), mas em português é limonada. O épsilon tem o som de “e”, mi tem o som de “m”, ni tem o som de “n” e o delta tem o som de “d”.

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se espresso, mas em português escrevemos expresso.

O sigma tem o som de “s”, pi tem o som de “p”, rô tem o som de “r”.

Note que a letra "p" em grego (p, ?) é exatamente a letrinha "PI" que muito usamos em matemática.

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se októbrios (semelhante à october do inglês), mas em português é outubro.

Ômega tem o som de “ô” como em “pôr” (em grego se pronuncia “oméga”, de “grande ó” grandioso ou magnífico, em contraste com “ômicron” de “pequeno ó” ou microscópico). Portanto há duas letras com o mesmo som de “o”, mas com significados diferentes.

Há duas formas de se escrever o "s" em grego, com a letra sigma Alfabeto GregoNa palavra "espresso" você viu como escrevê-la
de uma forma Alfabeto GregoA segunda forma é a que você vê na palavra "outubro" Alfabeto Grego Qual a diferença? O Alfabeto Gregoé a forma
que veio para o Latim (perceba que o ? grego é um "c" com um rabinho. Esse rabinho se esticou e acabou virando o "s").

O Alfabeto Grego é usado no final da palavra. Nas outras posições (começo e meio) usa-se o Alfabeto Grego Já o "s" maiúsculoAlfabeto Grego nunca muda Alfabeto Grego

Beta tem o som de “v”. No grego moderno "vita" Alfabeto Grego se pronuncia como o "v" do português (e não como "b"). Alfabeto Grego portanto a pronuncia é "octôvrios".

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se aeroplano. Perceba que o "N" grego (?, ?) se escreve como o nosso quando é maiúsculo, mas em letras minúsculas ele se parece com um "V" (v).

No inglês existe um som chamado interdental. Ele é chamado interdental porque é produzido colocando-se a língua entre os dentes e soprando-se o ar. Esse som está representado nas letras "th" (como em "think", "thought", "atheism", "athlete" etc.). Em grego, entretanto, em vez de duas letras (t + h), há somente uma letra para representar esse som - ela se chama "thita" Alfabeto GregoVeja abaixo:

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

A palavra é Athína (Atenas, capital da Grécia). Note que o som “i” em grego pode ser feito com a letra iota Alfabeto Grego ou com a letra ita Alfabeto Grego note também que em maiúsculo ela se parece com o nosso H, e em minúsculo ela se parece com o nosso "n", com a perninha puxada.

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se Tiléfono, mas em português é telefone. Note a diferença entre F maiúsculo Alfabeto Gregoe minúsculo Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

As palavrinhas acima, "axioma" e "zênite" usam as letras Alfabeto Grego A letra Alfabeto Grego se pronuncia "ks" (como em "axioma",
pronunciado "aksioma"), enquanto que a letra "z" em grego tem o mesmo som que o nosso "z" em português. Note que
quando maiúscula é igual em português “Z”, mas quando minúscula é diferente Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se xymos, significa suco em português. A letra grega chi "X" tem o som do "ch" alemão ("ich", por exemplo, ou como chuva, estendendo apenas o ch: “chhh...uva”). O (ípsilon ) Y tem o mesmo som que o nosso "i". Por essa razão o nome da letra Y em francês é "i grec", enquanto que em espanhol é "i griega" (ou seja, "o i grego"). Perceba que o ípsilon minúsculo grego se parece com o nosso "u".

Alfabeto Grego

Alfabeto Grego

Lê-se "psicologia". O grego tem três letrinhas que usam um conjunto de sons que, em português, precisam de duas letras
juntas: th, ks, ps - respectivamente, Alfabeto GregoPara quem faz psicologia, está na cara que o "psi" é a letrinha Alfabeto Grego porque é o
símbolo da própria ciência psicologia.

Em português, depois das reformas ortográficas que tivemos durante os anos, muitas formas foram eliminadas, tornando difícil, às vezes, ver as mudanças que ocorreram com as palavrinhas vindas de outra língua. Por exemplo, antes tínhamos as letras W, Y e K no português. O "x" grego veio para as línguas latinas como "ch" (da mesma forma que o K veio como C), mas em português é difícil ver essa mudança porque trocamos o Y por I, o W por U ou V, e tanto o K como o X por C (em vez de K e CH respectivamente). Nesse quesito o inglês é muito mais leal às etimologias, pois eles mantiveram quase todas as formas etimológicas originais (por exemplo, "psychology" e "achiles", que no português são "psicologia" e "aquiles" - no grego, Alfabeto Grego

Mais exemplos de como pronunciar corretamente:

Alfabeto Grego

Fonte: guidg.hd1.com.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal