Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Ano Novo  Voltar

Ano Novo

 

Ano Novo

A primeira comemoração chamada de festival de ano-novo aconteceu na Mesopotâmia por volta de 2.000 a C. Na Babilônia a festa começava na ocasião da Lua Nova, indicando o equinócio de primavera, ou seja, um dos momentos em que o Sol se aproxima da linha do Equador, quando os dias e as noites têm a mesma duração.

No calendário atual, isso ocorre em meados de março, mais precisamente, dia 19 de março, data em que os espiritualistas comemoram o ano-novo esotérico.

Os assírios, persas, fenícios e egípcios comemoravam o ano novo no dia 23 setembro e os gregos comemoravam o início de um novo ciclo em dezembro, nos dias 21 e 22.

Os romanos foram os primeiros a estabelecer uma data no calendário para realizar uma grande festa (753 AC a 476 DC). O dia era primeiro de março, mas foi trocado para primeiro de janeiro e mantido no calendário juliano, adotado em 46 AC. Só em 1.852 foi que a igreja consolidou a data quando adotou o calendário gregoriano.

Ainda hoje, na China se comemora a festa de passagem de ano no fim de janeiro ou começo de fevereiro. A comunidade judaica tem um calendário próprio para comemorar a passagem de um ano ou Rosh Hashaná que ocorre em meados de setembro ao início de outubro do calendário gregoriano. Já os islâmicos, o ano-novo é comemorado em meados de maio.

Para nós, a contagem decrescente indica o fim de um ciclo e o começo de um outro. É um momento de promessas que irão alimentar nossos sonhos por 365 dias. Todos os rituais indicam que o ano que começa virá com novas esperanças.

Todas as tradições que de uma forma ou outra estão presentes nas nossas vidas. Vale muito a comemoração, exaltação do espírito, roupas novas, fogos e desejos de um ano melhor

Fonte: jornale.com.br

Ano Novo

Origem e Curiosidades sobre o Ano-Novo

Você sabia que o ano-novo se consolidou na maioria dos países há 500 anos? Desde os calendários babilônicos (2.800 a.C.) até o calendário gregoriano, o réveillon mudou muitas vezes de data.

A primeira comemoração, chamada de "Festival de ano-novo" ocorreu na Mesopotâmia por volta de 2.000 a. C. Na Babilônia, a festa começava na ocasião da lua nova indicando o equinócio da primavera, ou seja, um dos momentos em que o Sol se aproxima da linha do Equador onde os dias e noites tem a mesma duração.

No calendário atual, isto ocorre em meados de março (mais precisamente em 19 de março, data que os espiritualistas comemoram o ano-novo esotérico).

Os assírios, persas, fenícios e egípcios comemoravam o ano-novo no mês de setembro (dia 23). Já os gregos, celebravam o início de um novo ciclo entre os dias 21 ou 22 do mês de dezembro.

Os romanos foram os primeiros a estabelecerem um dia no calendário para a comemoração desta grande festa (753 a.C. - 476 d.C.) O ano começava em 1º de março, mas foi trocado em 153 a. C. para 1º de janeiro e mantido no calendário juliano, adotado em 46 a. C. Em 1582 a Igreja consolidou a comemoração, quando adotou o calendário gregoriano.

Alguns povos e países comemoram em datas diferentes. Ainda hoje, na China, a festa da passagem do ano começa em fins de janeiro ou princípio de fevereiro. Durante os festejos, os chineses realizam desfiles e shows pirotécnicos. No Japão, o ano-novo é comemorado do dia 1º de janeiro ao dia 3 de janeiro.

A comunidade judaica tem um calendário próprio e sua festa de ano-novo ou Rosh Hashaná, - "A festa das trombetas" -, dura dois dias do mês Tishrê, que ocorre em meados de setembro ao início de outubro do calendário gregoriano.

Para os islâmicos, o ano-novo é celebrado em meados de maio, marcando um novo início. A contagem corresponde ao aniversário da Hégira (em árabe, emigração), cujo Ano Zero corresponde ao nosso ano de 622, pois nesta ocasião, o profeta Maomé, deixou a cidade de Meca estabelecendo-se em Medina.

Contagem decrescente os últimos minutos do dia 31 de Dezembro seja: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1. A passagem de Ano Novo é o fim de um ciclo, início de outro. É um momento sempre cheio de promessas.

E os rituais alimentam os nossos sonhos e dão vida às nossas celebrações. Na passagem de Ano Novo, não podemos deixar de aproveitar a oportunidade para enchermos o coração de esperança e começar tudo de novo. E para que a festa corra muito bem, há algumas tradições e rituais que não podemos esquecer...

Fogos e barulho

No mundo inteiro o Ano Novo começa entre fogos de artifício, buzinadas, apitos e gritos de alegria. A tradição é muito antiga e, dizem, serve para espantar os maus espíritos. As pessoas reúnem-se para celebrar a festa com muitos abraços.

Roupa nova

Vestir uma peça de roupa que nunca tenha sido usada combina com o espírito de renovação do Ano Novo. O costume é universal e aparece em várias versões, como trocar os lençóis da cama e usar uma roupa de baixo nova.

Origem do Ano Novo

As comemorações de Ano Novo variam de cultura a cultura, mas universalmente a entrada do ano é festejada mesmo em diferentes datas.

O nosso calendário é originário dos romanos com a contagem dos dias, meses e anos. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado em 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera.

As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1º de Abril. O Papa Gregório XIII instituiu o 1º de Janeiro como o primeiro dia do ano, mas alguns franceses resistiram à mudança e quiseram manter a tradição. Só que as pessoas passaram a pregar partidas e ridicularizar os conservadores, enviando presentes estranhos e convites para festas que não existiam. Assim, nasceu o Dia da Mentira, que é a falsa comemoração do Ano Novo.

Tradições de Ano Novo no mundo

Itália

O ano novo é a mais pagã das festas, sendo recebido com Fogos de artifícios, que deixam todas as pessoas acordadas. Dizem que os que dormem na virada do ano dormirão todo o ano e na noite de São Silvestre, santo cuja festa coincide com o último dia do ano.

Em várias partes do país, dois pratos são considerados essenciais. O pé de porco e as lentilhas. Os italianos se reúnem na Piazza Navona, Fontana di Trevi, Trinitá dei Monit e Piazza del Popolo.

Estados Unidos

A mais famosa passagem de Ano Novo nos EUA é em Nova Iorque, na Time Square, onde o povo se encontra para beber, dançar, correr e gritar. Há pessoas de todas as idades e níveis sociais. Durante a contagem regressiva, uma grande maçã vai descendo no meio da praça e explode exactamente à meia-noite, jogando balas e bombons para todos os lados.

Austrália

Em Sydney, uma das mais importantes cidades australianas, três horas antes da meia-noite, há uma queima de fogos na frente da Opera House e da Golden Bridge, o principal cartão postal da cidade. Para assistir ao espectáculo, os australianos se juntam no porto. Depois, recolhem-se a suas casas para passar a virada do ano com a família e só retornam às ruas na madrugada, quando os principais destinos são os pubs e as praias.

França

O principal ponto é a avenida Champs-Elysées, em Paris, próximo ao Arco do Triunfo. Os franceses assistem à queima de fogos, cada um com sua garrafa de champanhe (para as crianças sumos e refrigerantes). Outros vão ver a saída do Paris-Dacar, no Trocadéro, que é marcada para a meia-noite. Outros costumam ir às festas em hotéis.

Brasil

No Rio de Janeiro, precisamente na praia de Copacabana, onde a passagem do Ano Novo reúne milhares de pessoas para verem os fogos de artifício. As tradições consistem em usar branco e jogar flores para Yemanjá , rainha do mar para os brasileiros.

Inglaterra

Grande parte dos londrinos passa a meia-noite em suas casas, com a família e amigos. Outros vão à Trafalgar Square, umas das praças mais belas da cidade, à frente do National Gallery. Lá, assistem à queima de fogos. Depois, há festas em várias sítios da cidade.

Alemanha

As pessoas reúnem-se no Portal de Brandemburgo, no centro, perto de onde ficava o Muro de Berlim. Tradicionalmente, não há fogos de artificio.

Curiosidade

Em Macau, e para todos os chineses do mundo, o maior festival do ano é o Novo Ano Chinês. Ele é comemorado entre 15 de Janeiro e 15 de Fevereiro de acordo com a primeira lua nova depois do início do Inverno. Lá é habitual limparem as casas e fazerem muita comida (Bolinhos Chineses de Ano Novo - Yau Gwok, símbolo de prosperidade). Há muitos fogos de artifício e as ruas ficam cobertas de pequenos pedaços de papel vermelho.

Cada cultura comemora seu Ano Novo. Os muçulmanos têm seu próprio calendário que se chama Hégira , que começou no ano 632 d.C. do nosso calendário. A passagem do Ano Novo também tem data diferente 6 de Junho, foi quando o mensageiro Mohammad fez a sua peregrinação de despedida a Meca.

As comemorações do Ano Novo judaico, chamado Rosh Hashanah . É uma festa móvel no mês de Setembro (este ano foi 6 de Setembro). As festividades são para a chegada do ano 5763 e são a oportunidade para se deliciar com as tradicionais receitas judaicas: o Chalah , uma espécie de pão e além do pão, é costume sempre se comer peixe porque ele nada sempre para frente.

O primeiro dia do ano é dedicado à confraternização. É o Dia da Fraternidade Universal. É hora de pagar as dívidas e devolver tudo que se pediu emprestado ao longo do ano. Esse gesto reflecte a nossa necessidade de fazer um balanço da vida e de começar o ano com as contas acertadas.

Tradições Portuguesas

As pessoas valorizam muito a festa de Ano Novo, porque sentem o desejo de se renovar. Uma das nossas tradições é sair às janelas de casas batendo panelas para festejar a chegada do novo ano. Nos dias 25 de Dezembro e 1º de Janeiro, costumamos comer uma mistura feita com as sobras das ceias, que são levadas ao forno. O ingrediente principal da chamada Roupa Velha é o bacalhau cozido, com ovos, cebola e batatas, regados a azeite.

Para as superstições, comer 12 passas durante as 12 badaladas na virada do ano traz muita sorte, assim como subir numa cadeira com uma nota (dinheiro) em uma das mãos. Em várias zonas do litoral, há pessoas que mesmo no frio do Inverno conseguem entrar na água e saudar o Ano Novo.

Fonte: www.miniweb.com.br

Ano Novo

O ano novo está chegando e nada melhor que começar o ano com o pé direito.

Existem várias frases de ano novo que falamos para pessoas próximas desejando um ano melhor e cheio de realizações.

Confira abaixo frases de ano novo:

1° Para sonhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

2° Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se Oportunidade e seu primeiro capítulo é o Dia de ano novo.

 Nenhum ano será realmente novo se continuarmos a cometer os mesmos erros dos anos velhos.

 Festejar, comemorar, comer e beber bastante nas festas de final de ano não é o que engorda, o que realmente engorda não é o que comemos entre o Natal e o Ano Novo, e sim, aquilo que comemos entre o Ano Novo e o Natal.

 Alegrias para um ano novo e outra chance para nós acertarmos.

6° As pessoas estão tão preocupadas sobre o que eles comerão entre o Natal e o ano novo, mas eles realmente deveriam estar preocupados sobre o que eles comem entre o ano novo e o Natal.

7° O Dia de ano novo é o aniversário de todo homem.

8° De repente, num instante fugaz, os fogos de artifício anunciam que o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás.

 Se chovesse felicidade, eu lhe desejaria uma tempestade. Feliz Ano Novo!

10° O objetivo de um ano novo não é que nós deveríamos ter um ano novo. É que nós deveríamos ter uma alma nova.

Fonte: www.sitequente.com

Ano Novo

Viva o Ano Novo!

Neste momento em que as incertezas de um novo ano se apresentam, lembre-se que você possui três armas muito poderosas para enfrentá-las: a fé, a esperança e o amor! Eu quero desafiá-lo a permitir que a fé o inspire, que a esperança o ajude a crer em novas oportunidades e que que o amor sirva como princípio básico para guiar a sua vida.

Você precisa ver a vida com a perspectiva da fé!

Isto é essencial para viver uma vida realizada. Precisamos ser visionários que podem ver através do olhos da fé o que outros consideram impossível. Isto tudo é uma questão de perspectiva. Deus deseja tocar os nossos olhos para que as escamas da incredulidade caiam e possamos vislumbrar no céu as novas possibilidades.

Você conhece o pequeno poema que diz:

Dois homens olharam para fora das grades da prisão.

Ali pensando na vida puseram-se a observar

Um deles viu apenas lama e escuridão

o outro olhou para o céu e viu as estrelas a brilhar!

Você precisa tirar os seus olhos da "lama e da escuridão" para colocá-los no "céu e nas estrelas a brilhar"? Peça fé a Deus e comece a ver a vida como Deus a vê.

Você precisa experimentar a cura que a esperança traz!

Quando parecer que tudo está perdido e o desespero começar a se instalar - espere ouvir aquela voz que no meio da tempestade diz "Coragem, sou eu! Não tenham medo!" e assim acalma os ventos e as ondas. Você já ouviu esta voz no meio das tormentas da vida? Deus deseja colocar esperança na sua existência para que você possa intervir na realidade da vida do seu próximo levando a esperança de uma vida melhor.

Você anunciará libertação para os cativos, vista para os cegos, liberdade para o explorado e boas novas para os pobres?

Peça a Deus para curar a sua alma das feridas da desilusão com pessoas, das circunstâncias adversas e dos sonhos transformados em pesadelo. Ouse esperar que Deus não apenas cure a sua alma mas o ajude a levar esperança para os que estão ao seu redor.

Você precisa experimentar a nova vida que brota do amor!

Pegue o amor e aplique às feridas da sua família, amigos e inimigos. Caminhe como Jesus caminhou - vestindo quem não tem roupa, alimentando o faminto, ajudando o enfermo, oferecendo um copo de água fria para o sedento.

Deixe o amor ser a razão maior da sua existência - o padrão que você usa para, no segredo do seu coração, avaliar e examinar cada pensamento, cada ação, cada plano, cada alvo e cada passo que você der. O verdadeiro amor é muito mais do que um sentimento que dá calafrios ou nos faz chorar com emoção.

Deixe-me sugerir que você examine o seu coração e garanta que você e Deus estão conversando com intimidade.

Tenha 365 dias de fé, esperança e amor de Deus na sua vida!

Fonte: www.ibb.org.br

Ano Novo

ANO NOVO! APROVEITE ESTE MOMENTO PARA MELHORAR SUA VIDA

Um novo ano está começando. Não existe momento melhor para varrer da sua vida tudo aquilo que não o satisfaz e estabelecer novas metas, permitir que seus mais lindos sonhos brilhem à sua frente e partir para a realização de cada um deles. Mas como fazer para que eles realmente se concretizem? Isso é possível?

A resposta é um sonoro SIM. Tudo o que você tem a fazer é concentrar a sua energia na realização de suas metas.

O que você precisa é acreditar em si mesmo, assumir que é capaz de transformar sua vida, arregaçar as mangas e pôr a mão na massa. Se você não sabe por onde começar, experimente seguir esses passos:

1. Em primeiro lugar, é importante identificar e destacar qual é a sua prioridade. Não é raro que as pessoas alimentem muitos sonhos de modo que, no momento de propor-se a realizá-los, podem se perder num amontoado de desejos, deixando que a energia se disperse e não sejam capazes de finalizar nenhum deles. Então, o primeiro passo é ter em mente, de forma muito clara, o que é mais importante para você.

Se você ainda não tem isso claro, faça uma lista de tudo o que você deseja, sem omitir nem censurar nada, mesmo que, à primeira vista, pareçam mirabolantes. Uma lista mental não tem a mesma força de uma escrita.

Portanto, encha um folha de papel, se quiser, com tudo o que você quer ter ou ser, em forma de tópicos e tendo, como pano de fundo, a convicção de que essas aquisições o deixariam feliz.

A seguir, dê uma nota de zero a dez para cada um desses itens, atribuindo o valor mais alto àquilo que você mais deseja e notas mais baixas àqueles menos importantes, desta forma hierarquizando seus sonhos.

A partir disso, decida em qual desses sonhos você vai investir sua energia e parta para a etapa seguinte.

Essa fase é importantíssima porque vai depender do quanto seus sonhos falam ao seu coração para que você realmente consiga ater-se a eles. Se você não consegue decidir-se por uma prioridade, esse pequeno exercício de listar sonhos já foi, no mínimo, suficiente para detectar um problema sério a indecisão. Saiba que ela é limitadora das suas potencialidades e que, se não for trabalhada, poderá afetar as suas realizações para o resto da vida.

Há pessoas que desejam muitas coisas, mas não são capazes de abrir mão de nada, de modo que fica difícil fazer uma escolha porque, com isso, sempre lhes parecerá perder as demais. Se for este o seu caso, sugiro que você coloque no topo da sua lista: Aprender a escolher o que é realmente importante para a minha própria vida .Busque ajuda especializada, se for preciso, mas comece por aí. Sem descobrir o que você deseja da vida, você estará sempre à deriva, sendo levado pelos acontecimentos.

2. Já decidiu qual é a sua meta? Então, seja claro e objetivo. Não vai adiantar muito você saber o que quer se a sua meta não for específica. Uma meta do tipo: Quero estudar no exterior é muito vaga e não lhe oferece os elementos necessários para viabilizá-la. Portanto, esclareça-a detalhadamente. Por exemplo: Vou estudar Gastronomia em Paris em 2008.

Uma vez que o seu maior desejo se tornou claro, é o momento de usar o seu bom senso para avaliar se ele é viável; inviável a curto prazo; ou definitivamente inviável.

Sonho viável

Se, por sorte, ele estiver enquadrado no primeiro caso, visualize-o em detalhes, como se ele já fosse realidade. Guarde essa imagem com você e parta para a ação imediatamente (terceira etapa), confiando nos seus insights e envolvendo-se integralmente no projeto, com a mente alegre, num estado de antecipação da vitória.

Sonho inviável a curto prazo

Se for o segundo caso, isto é, se tratar-se de algo que parece possível, mas difícil de ser alcançado, divida-o em etapas, cumprindo cada uma delas de modo que, a cada passo, você estará se aproximando da meta final. E alegre-se com a descoberta de que você poderá atingi-la a partir do primeiro passo, e que cada etapa poderá ser muito prazerosa, como degraus que o levarão aonde você deseja chegar.

Às vezes, descartamos sonhos muito importantes por parecerem inalcançáveis num primeiro momento, quando, na verdade, podem tornar-se perfeitamente viáveis, dependendo de como for abordado. Um exemplo: digamos que você seja a pessoa do caso acima, cujo maior sonho seja estudar Gastronomia em Paris e que, no momento, lhe parece impossível porque seu salário mal dá para seus gastos atuais, não fala francês, não sabe quase nada de culinária e não pode contar com amigos que morem na França para facilitar sua vida.

Nessas circunstâncias, é mais provável que você não conseguirá realizar seu sonho a curtíssimo prazo, mas você poderá pôr efetivamente o pé na estrada neste momento, com algumas mudanças devidamente planejadas no seu dia-a-dia.

Nesta fase, você poderá, por exemplo, iniciar um curso de francês e passar a viver de 90% de todo o dinheiro que você ganhar, seja lá quanto for que você ganha, investindo os restantes 10% numa conta que você se proporá a sacar somente quando for para Paris. Descubra que, por menor que seja a sua renda, é possível viver com noventa por cento dela. Usando sua criatividade, você poderá descobrir até um modo de gerar mais receita.

Fale com as pessoas sobre o seu projeto, comprometendo-se com ele. Busque a maior quantidade possível de informações sobre tudo o que envolve o seu plano e veja-se realizando-o.

Você ficará surpreso com a quantidade de situações e facilidades que surgirão para dar-lhe suporte nessa empreitada. Quando você se dedica de corpo e alma a uma tarefa, tudo ao seu redor se modifica de modo a ir abrindo caminhos para a sua passagem.

Na etapa seguinte, você já estará muito mais próximo do seu objetivo: Terá uma pequena economia, muitas informações e novas portas abertas (atualmente impensáveis), estará aprendendo francês e, por causa disso, já terá conhecido outras pessoas que também se interessam pela França e, certamente, estará muito mais convicto de que a concretização do seu projeto não só é possível, mas se aproxima bem mais rápido do que você imaginou inicialmente. Disporá de novas ferramentas, desconhecidas até então.

Acredite que, ao direcionar nossa energia para uma meta, nós passamos a enxergar melhor as oportunidades e a criar situações que nos favoreçam. Você irá aprender sobre bolsas de estudos, entidades financiadoras, habitações mais econômicas, tipos de cursos de Gastronomia, descobrir amigos que já realizaram experiências semelhantes, enfim, no momento de replanejar sua próxima etapa, ou o próximo ano, você já estará acelerando o passo em plena viagem, aperfeiçoando seu plano em pleno vôo.

Sonho definitivamente inviável

Se for este o seu caso, simplesmente desista e busque um objetivo viável. Há aspirações que não tem correspondência com a realidade e seria insano, autodestrutivo e inútil insistir nelas. Por exemplo, se você é uma jovem de vinte anos que mede 1,50m, por mais que você deseje ter a altura da Nicole Kidman, nada funcionará. Não há outra solução, a não ser aprender a lidar com a própria frustração, descobrindo que é possível ser feliz sendo da altura que você é.

Seja qual for a sua situação, se o seu sonho é impossível, comece por aí, aprendendo a valorizar-se e a amar-se com as condições que você tem, sonhando com metas alcançáveis. 
Se não consegue fazer isso por si só, busque ajuda. Só depois disso será possível partir com confiança em busca da realização de sonhos possíveis, que poderão lhe trazer muita alegria e elevarão a sua auto-estima.

3. Mãos à obra. É fundamental que, ao tomar uma decisão, você aja imediatamente, envolvendo-se no processo de viabilizar a concretização do seu sonho.

Planeje de forma objetiva a estratégia que adotará e siga-a com confiança e determinação. Evite pensamentos negativos e não dê ouvidos a conselhos pessimistas e irresponsáveis que possam afastá-lo de sua meta. Lembre-se de que trata-se da sua vida e só você é responsável por ela.

Não importa se o seu sonho pode parecer irrelevante ou maluco para as outras pessoas. Ele é importante para você e isso basta. Grandes gênios da história foram considerados loucos por insistirem em idéias que somente para eles faziam sentido, mas foi a sua persistência que transformou suas vidas e, em muitos casos, modificaram o rumo da história, deixando-nos grandes exemplos do quanto é possível realizar quando se adere totalmente a uma idéia.

Concentre-se nos seus pontos fortes, atuando de modo a enfraquecer, contornar ou eliminar os obstáculos que vão surgindo no caminho, procurando criar sempre condições mais favoráveis. Se a sua programação envolver um esforço diário, faça uma agenda semanal detalhada, para que você possa disciplinar e otimizar o uso do seu tempo, incluindo intervalos de descanso e intercalando as atividades mais pesadas com aquelas mais prazerosas.

Pode parecer meio militar, à primeira vista, mas funciona muitíssimo bem. Ao organizar o seu dia-a-dia no papel, talvez você até descubra que há espaço para incluir mais alguns projetos, sem prejudicar o seu sonho número 1.

4. Seja flexível. Faça correções de rota, analisando o que está dando certo e aprendendo com os erros, de modo a ir aperfeiçoando sua estratégia durante o caminho. Se o programa que você elaborou deixa-o tenso ou estressado, tenha flexibilidade para modificá-lo de modo que a sua execução seja o mais prazerosa possível, incluindo momentos de lazer e descontração.

Excesso de rigidez pode pôr tudo a perder, levando ao desânimo. No entanto, alguma disciplina é necessária para que você se habitue a uma rotina cujo objetivo seja beneficiar a você mesmo. Concentre sua atenção na busca de novas soluções, usando sua criatividade e buscando sempre informações que
possam ampliar suas possibilidades.

5. É normal que, em alguns dias, você não esteja muito disposto e sinta desânimo, vontade de abandonar o seu programa, que poderá parecer pesado. Nestes momentos, permita-se suavizar as exigências para consigo mesmo, acreditando que trata-se de uma necessidade do seu corpo e que, se você respeitar-se e atendê-lo, será passageiro.

Durante essa fase, tente não abandonar o seu programa; por outro lado, amenize-o realizando pequenas doses de cada uma das suas tarefas, apenas para que não perca o contato com a sua meta, mas sem estressar-se. Por exemplo, se você elaborou uma agenda semanal que inclui duas horas de estudo do francês, duas horas de musculação além da sua rotina do escritório, descubra uma forma sua para amenizar o programa durante esta sua fase menos estimulante.

Faça somente quinze minutos de musculação em casa mesmo e proponha-se a estudar mais quinze minutos de francês. No trabalho, dê atenção ao que for prioritário e permita-se ser menos exigente consigo mesmo nas atividades menos importantes. Durma mais e procure relaxar, sem culpa. Pensar que uma atividade que está sendo desgastante levará só quinze minutos é animador e você terá obtido, com isso, algumas horas adicionais no seu dia, sem perder o contato com o seu programa.

Seja natural e ouça a sua intuição, mantendo a tranqüilidade interior. Dê espaço para que a natureza também faça a sua parte, perdoando-se pelos momentos de ritmo desacelerado.

Você continuará caminhando, mesmo através de pequenos passos. Procure lembrar-se de que os maus momentos não perduram. O seu sonho continua brilhando, lá na frente. Logo você estará revigorado para retornar ao ritmo anterior.

6. Confie completamente na sua força interior. Tenha fé, principalmente em você mesmo. Essa convicção é incrivelmente poderosa e contagiante. Ela faz com que as situações se rearranjem, oferecendo saídas espontâneas e inesperadas. A sorte desfila diante de nós o tempo todo, mas só quando acreditamos nela e desejamos realmente enxergá-la é que conseguimos vê-la.

7. Faça sempre o melhor que você puder, com qualidade, transparência e generosidade. Isso multiplica a sua energia e traz a sensação de bem-estar. Faça o melhor para você sem prejudicar ninguém. Entenda que a sua postura determina a forma como o mundo reage a você. Uma atitude generosa, visando a beneficiar a você e a todos os outros faz as coisas acontecerem com maior fluidez.

8. Ao ir se aproximando de sua meta, inclua novos sonhos, afastando a inércia de perto de você. Neste estágio, você já saberá fazer acontecer e já terá constatado que tudo aquilo de que precisava já existia dentro de você o tempo todo, só precisava ser ativado, aperfeiçoado ou posto em prática. Essa é uma potencialidade que nunca se esgota e, por isso, poderá sempre levá-lo para onde você desejar. E a sua auto-estima ganhará muito com isso.

O final do ano é o fechamento de um ciclo. Você pode determinar que uma nova versão de você, melhorada, está nascendo com o novo ano. Todos possuímos, dentro de nós, os recursos necessários para determinar o rumo que nossa vida tomará.

A construção do nosso futuro é feita a cada passo do dia-a-dia, que deve ser vivido intensamente. Saber enfrentar com coragem e otimismo os percalços inevitáveis, também faz parte dos nossos recursos.

Somos suficientemente fortes e capazes para tudo isso. Somos uma maravilhosa criação, dotada de auto- regulação para efetuar todos os ajustes necessários a cada nova situação. Basta que nos conheçamos melhor para usar todo o nosso potencial disponível em nosso próprio benefício.

Não seja apressado, seja ativo. Às vezes é preciso adiar pequenas gratificações imediatas para que se alcance um objetivo muito maior e mais valioso a médio ou longo prazo. A sua vida pode ser longa. Faça-a ser bela durante todo o tempo. E nunca deixe de sonhar.

Fonte: www.mariuzapregnolato.com.br

Ano Novo

As pessoas valorizam muito a festa de Ano Novo, porque sentem o desejo de se renovar. As comunidades antigas expressavam isso através de ritos: jogavam fora roupas e objetos, querendo eliminar o que, em suas vidas, estava "envelhecido".

No primeiro momento do ano novo, todos peregrinavam a uma montanha alta para ver uma paisagem nova ou banhavam-se, em um rio ou no mar, para acolher o tempo novo dado por Deus. Até hoje, os ritos que ocorrem nas praias brasileiras, em homenagem a Iemanjá, (nome que a religião dos Orixás dá à manifestação de Deus nas águas do mar), revelam este desejo de renovação.

COMIDINHAS QUE DÃO SORTE LENTILHAS: uma colher de sopa é suficiente prá assegurar um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta supertição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes.

ROMÃS: para atrair dinheiro, coma sete partes, guardando as sementes na carteira.

BAGOS DE UVA: para os portugueses, comer 3, 7 ou a quantidade correspondente ao seu número de sorte garante prosperidade e fartura de alimentos. Para garantir também dinheiro, guarde as sementes na carteira ou na bolsa, até a troca do próximo Ano-Novo.

CARNE DE PORCO: deve ser o prato principal da ceia, servida à meia-noite. Como o porco fuça pra frente, garante armários cheios o ano todo. Evite o peru, que cisca para trás.

NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS: estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura. (CRUZ, 89)

A MODA MUDA PRA DAR SORTE CALCINHA OU CUECA NOVAS: Dão sorte no amor, porque deixam os mal-entendidos para trás. São recomendadas principalmente para quem está começando namoro, para garantir o futuro.

ROUPA BRANCA: é um hábito relativamente recente, trazido para o Brasil com a popularização das religiões africanas. O branco representa luz, pureza, bondade.

QUALQUER PEÇA AMARELA: pode ser uma peça íntima, um lenço, uma faixa ou um pequeno lacinho amarelo (que deve ficar sempre na sua bolsa). O amarelo representa o poder do ouro e, dizem, atrai dinheiro.

UMA NOTA DE DINHEIRO DENTRO DO SAPATO: os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Vai daí, o dinheiro no sapato atrai mais e mais riquezas.

LENÇÓIS NOVOS: a dica é especial para recém-casados. Dizem que os lençóis novos, na primeira noite de ano, deixam as possíveis ameaças do ano passado na máquina de lavar. (CRUZ, 89).

A MEIA NOITE DEPOIS DOS ABRAÇOS, HÁ MUITO O QUE FAZER PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO.

Você estará atraindo boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom.

JOGAR MOEDAS

Da rua para dentro de casa (se você mora no térreo, por favor). Dizem que atrai riqueza para todos que moram no lugar.

DAR TRÊS PULINHOS,

Com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Você deixa para trás tudo de ruim. E não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo.

Subir num degrau numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso a sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito.

FAZER BARULHO: é uma forma de afugentar os maus espíritos que os povos antigos praticavam. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista.

Acender velas na Praia ou jogar rosas nos espelhos de água, em intenção de Iemanjá. A deusa africana protege seus fiéis, com saúde, amor e dinheiro o ano todo, dia o candomblé.

Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos de artifícios, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados.

SUPERSTIÇÕES

Não é bom passar o Ano Novo com os bolsos vazios.

Comer doze uvas verdes, à meia-noite do Ano Novo, para ter dinheiro em todos os meses do ano, também é bom.

Guardar em lugar seguro, para ninguém achar, a tampa da garrafa de "champangne" usada na festa de Ano Novo, que tenha feito muito barulho, chama dinheiro.

Defumar a casa, no fim do Ano e véspera do Ano Novo, com um defumador feito com carvão, xerém e açúcar, além de chamar a sorte e dinheiro, tira, também, o azar do ano velho.

No dia de Reis (6 de janeiro), colocar três caroços de romã dentro da carteira, para ter dinheiro durante o Ano Novo.

É meia-noite no mundo, noite de 31 de dezembro. E, respeitadas as diferenças de fuso horário, promessas são feitas, desejos pensados, mal-entendidos superados. Momento mágico em que queremos acreditar que a mudança da folhinha no calendário pode dar um nossa vida. Aos nossos sonhos.

Se as superstições dão resultados ou não, não importa. A gente quer mais é começar o ano com o pé direito e, por pé direito, entenda-se muita festa e alegria. Mesa farta, música, amigos e parentes por perto, cada um de nós faz pequenas "mágicas" para garantir que o ano seja perfeito.

Finalmente, o Reveillon - (Acordar) - Pobres e ricos confraternizando a chegada do Ano Novo. Oferendas a Iemanjá são feitas em grande parte do litoral brasileiro. Como este costume, há também a simpatia das águas. Se você mora perto das águas, leve rosas brancas, perfume e muita moeda, jogando tudo com muita fé nas águas do mar.

CURIOSIDADES SOBRE CADA PAÍS E O ANO NOVO

Áustria - Os austríacos têm o hábito de jogar chumbo derretido num copo com água no momento em que o relógio soa a zero hora de um novo ano. As figuras que surgem quando o chumbo esfria são guardadas pelas pessoas como um amuleto que irá ajudar na realização dos pedidos feitos na passagem do ano.

China- Na China, o Ano Novo é celebrado durante seis semanas entre os meses de janeiro e fevereiro. Tradicionalmente, nesse período os chineses fazem uma bela faxina em suas casas para espantar os maus espíritos e atrair boa sorte. Na noite da véspera do novo ano, todas as luzes ficam acesas para representar calor humano, amizade e reconciliação. À meia-noite, há uma grande queima de fogos. Os chineses acreditam que o barulho do foguetório espanta os espíritos indesejáveis.

Dinamarca - Depois de uma ceia a base de peixes e batatas, os dinamarqueses aguardam ansiosamente pela meia-noite. Quando o relógio está prestes a soar as doze badaladas, todos na família sobem em cadeiras. Assim que dá meia-noite, pulam da cadeira para o novo ano e brindam com champanhe.

Escócia - Na Escócia, um dos costumes mais tradicionais da festa de Ano Novo é a de homens e mulheres que nunca se viram beijarem-se na boca. Some-se a isso o ainda mais tradicional hábito de beber uísque em toda e qualquer comemoração e está garantido um dos reveillons mais animados da Europa.

Na Escócia -existe uma superstição bem engraçada sobre a primeira visita que se recebe no ano. Se for um homem moreno, ótimo. É um bom presságio. Se for um sujeito ruivo, a visita é considerada um mau agouro. Mas eles acreditam que azar mesmo terá aquele que abrir as portas para uma mulher.

Ainda os escoceses: enquanto todos os países de língua inglesa chamam a festa de reveillon de New Year's Eve ("véspera de ano novo"), na Escócia a data é conhecida como Hogmanay, que vem do gaélico oge maidne ("nova manhã").

França -Na França, as pessoas costumam preparar ostras e diversos outros frutos do mar para a ceia de Ano Novo.

Índia -Na Índia, existem mais de 12 calendários religiosos. No Norte, o ano começa a Festa de Dîwâlî, no outuno. Os indianos colocam luzes por todas as partes.

Portugal- Uma das manias dos portugueses é sair às janelas de casas batendo panelas para festejar a chegada do novo ano. Só não convém chamá-los de "paneleiros", o mesmo que "bicha" para nós.

Tailândia- O Ano Novo começa na metade de abril.

Vietnã - Os vietnamitas comemoram o Ano Novo, que eles chamam de Tet, no dia 10 de fevereiro. Nessa data, todos acordam cedo e vão à igreja. As mulheres vestem vermelho e amarelo (porque são as cores da bandeira do país) e os homens usam roupas pretas.

Na igreja, comem um bolo especial, feito com arroz, feijão e carne de porco.

Depois de meia hora, são distribuídos os "envelopes vermelhos" para as crianças, cada um com 10 ou 20 dólares dentro.

Fonte: www.quediaehoje.net

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal