Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dia Mundial sem Tabaco  Voltar

Dia Mundial sem Tabaco

31 de Maio

Dia Mundial sem Tabaco

Por amor, não fume!

O tabagismo, ou hábito de fumar, é a doença crônica mais prevalente no mundo, além de ser a maior causa de morte evitável.

A maior parte dos tabagistas, ou fumantes, está preocupada com as conseqüências do tabagismo para sua própria saúde e quer, sim, parar de fumar. No entanto, tentativas solitárias do próprio fumante em cessar o hábito, dependendo somente de sua força de vontade, têm um índice de sucesso de apenas 5%, enquanto que quando com acompanhamento médico e suporte psicológico, estes índices ultrapassam 50% em uma única tentativa.

O cigarro contém mais de 4.700 substâncias químicas e mais de 60 que são cancerígenas, mas a dependência física e psicológica advém da nicotina. No Brasil chegamos a índices de 25% da população sendo tabagista, e índices alarmantes de até 27% entre adolescentes. O tabagismo também cresceu muito entre as mulheres.

É bom que fique claro que não existem níveis seguros de consumo de cigarro, ou seja, fumar apenas um cigarro por dia também pode ocasionar doenças. Além disso, os cigarros de baixo teor de nicotina também aumentam o risco de câncer de pulmão, enfisema pulmonar, bronquite e doenças cardiovasculares. Destaque a parte fica para o câncer de pulmão, que é um dos piores riscos a que o fumante se expõe e é o tipo de câncer que mais mata no mundo, com cerca de 170 mil mortes por ano somente nos EUA e com 1,2 milhão de novos casos por ano no mundo. O risco de se ter câncer de pulmão é 24 vezes maior nos fumantes. Além disso, existe relação do tabagismo com câncer de esôfago, estômago, laringe e de boca.

Como as formulações comerciais de reposição de nicotina disponíveis no mercado não necessitam de receita médica, é comum vermos fumantes que, em conversa de balcão na farmácia, saem com gomas de mascar de nicotina ou adesivos de nicotina achando que todos os seus problemas serão resolvidos, o que, infelizmente, não é verdade. O tratamento de abandono do cigarro é multidisciplinar e multifocal, envolvendo suporte psicológico e auto-ajuda, mudanças de hábitos de vida, reposição farmacológica de nicotina e drogas que diminuem a ansiedade e o desejo de fumar.

O papel dos médicos e de todos outros profissionais de saúde, independentemente de sua área de atuação ou de sua especialidade, é estimular que seus pacientes parem de fumar. Conversar com os pacientes, expor os benefícios de levar uma vida saudável e sem vícios pode ajudá-los a encarar a guerra que terão de travar com o vício para abandoná-lo definitivamente. Além disso, os profissionais da saúde deveriam encaminhar os pacientes tabagistas para os profissionais habilitados para o tratamento, atitude que nem sempre acontece, infelizmente.

Somam-se a isso a inconcebível idéia de que muitos médicos ainda são fumantes. Pesquisas apontam que de quatro médicos no Brasil, um é fumante. Apesar de todo o conhecimento que têm, apesar de verem as pessoas adoecendo, muitos não conseguem abandonar o cigarro porque são nicotino-dependentes, porque entraram em contato com a nicotina em suas adolescências, como 90% dos fumantes. E só depois é que se tornaram profissionais de saúde. Por isso, é importante frisar: até quem mais entende de saúde pode ser dependente de nicotina. O que não pode acontecer é o paciente pensar que cigarro não faz mal porque seu médico fuma.Ele é tão somente mais um dependente. Se você é um fumante, pense em você, pense que você tem em suas mãos a chance de não desenvolver doenças pulmonares como bronquite ou enfisema pulmonar, e doenças gravíssimas como o câncer de pulmão. Pense que você poderá diminuir a sua chance de ter um infarto do miocárdio ou um derrame cerebral se parar de fumar hoje. Pense nas pessoas que convivem com você, no seu companheiro (a) e nos seus filhos, seus colegas de trabalho, que involuntariamente estão sendo expostos aos mesmos agentes tóxicos que você, por causa da fumaça que você exala para prezar o seu próprio vício e, assim garantir prazer a você mesmo. Existem muitas doenças que infelizmente não podemos evitar, mas as doenças causadas pelo cigarro são evitáveis, e porque você não vai fazer a sua parte?

Os cartazes de sala de espera, sabiamente, dizem “por favor, não fume”. Seria melhor dizer: “por amor, não fume”.

Alexandre Garcia de Lima é médico cirurgião torácico, mestre em Cirurgia pela Unicamp, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica, das Sociedades Paulista e Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. É Diretor Técnico do Instituto Nova Campinas.

Alexandre Garcia de Lima

Fonte: www.institutonovacampinas.com.br

Dia Mundial sem Tabaco

31 de Maio, Dia Mundial sem Tabaco

Hoje, 31 de maio, é comemorado o Dia Mundial sem Tabaco. A Organização Mundial de Saúde criou a data em 1987 mas infelizmente de lá para cá as coisas não mudaram muito e o consumo de cigarros ainda é muito alto em todo o mundo.

Foram divulgados números alarmantes no último dia 27. Segundo a OMS o tabaco ainda matará 6 milhões de pessoas este ano e o pior é que 600 mil desses milhões são fumantes passivos. Se as coisas permanecerem como estão estima-se que este número passe de 8 milhões em 2030.
Por mais que sejam feitas campanhas e a população seja informadas quanto aosmalefíciosdo tabagismo, o vício é difícil de ser vencido e muitas pessoas preferem se acomodar.

O fumo causa entre outras coisas, alterações graves no nariz e na boca, o que faz com que ele não sinta o sabor real da grande maioria dos alimentos. O corpo fica mais propício a desenvolver úlceras, refluxos e irritações no estômago.

Fumar Mata

Além do mais a aparência de um fumante sofre com o vício. Os dentes tendem a ficar amarelados, a pele envelhece precocemente e há predisposição para males como o mal-hálito. Estudos feitos com irmão gêmeos comprovaram que os fumantes podem parecer até oito anos mais velho do que quem não fuma.

Cerca de 95% dos pacientes com câncer de boca são fumantes e para eles o risco de desenvolver catarata e degenerações é duas a três vezes maiores. Danos cerebrais, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), infertilidade e problemas graves no coração também podem ser causados pelo tabagismo.

Por isso é tão importante comemorar essa data e ajudar quem você conhece a se livrar do vício. Se você tem o hábito de fumar, nunca é tarde para dar um basta e começar uma vida nova!

Fonte: www.essaseoutras.xpg.com.br

Dia Mundial sem Tabaco

O tabaco é uma planta da erva-moura família, encontrado principalmente em América do Norte e América do Sul. Folhas de tabaco secas são muitas vezes fumado em charutos , cigarros e cachimbos , mas também pode ser mastigado na boca ou no nariz cheirou. O tabaco contém uma substância química muito poderosa chamada nicotina que torna muito difícil para os usuários de tabaco a parar de usá-lo.

Tabaco e saúde

Dia Mundial sem Tabaco

Usuários de tabaco (principalmente fumantes) são arriscados a ter muitas doenças graves e muitas vezes mortais, tais como câncer, acidentes vasculares cerebrais, doenças do coração e doenças pulmonares. Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos descrevem o uso do tabaco como "o único risco evitável mais importante para a saúde pública em países desenvolvidos e uma importante causa prematura (precoce) de morte em todo o mundo".

Fonte: simple.wikipedia.org

Saiba mais

Tabagismo

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal