Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Drenagem Linfática  Voltar

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática é uma técnica de massagem que trabalha o sistema linfático, estimulando-o a trabalhar de forma rápida, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos. Essa técnica foi desenvolvida em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder e sua esposa e, posteriormente, foi aprimorada tornando-se popular.

A linfa é o líquido existente nos vasos dos gânglios linfáticos. É caracterizada por sua viscosidade, ausência de cor, por conter substâncias orgânicas e inorgânicas, resíduos e toxinas.

Para que serve a Drenagem Linfática ?

A principal função da Drenagem Linfática é retirar os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos. Ao serem retirados do local armazenado, tais substâncias são encaminhadas para o sangue através da circulação. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunitário, é relaxante e tranquilizante, combate a celulite e a gordura localizada e ainda melhora a ação antiinflamatória do organismo.

Após uma cirurgia, os canais linfáticos, responsáveis pelo escoamento da linfa, são danificados e se recompõe muito lentamente. A Drenagem Linfática auxilia neste escoamento de líquidos e toxinas do corpo, diminuindo o inchaço e evitando os seromas (acúmulo localizado de líquido) e as indesejáveis fibroses (nódulos) que podem se formar após a lipoaspiração.

Como é Realizada?

A Drenagem Linfática é realizada em dois processos, a evacuação, que consiste em desobstruir os gânglios e as demais vias linfáticas, e a captação, que consiste em realizar de fato a drenagem.

Com massagens sobre toda a área operada, e pontos específicos que ativam os gânglios linfáticos e levam a linfa até eles, facilitando o escoamento da linfa. No início elas são bem suaves para evitar dor durante a sessão, uma vez que é feita sobre a região operada.

Quando posso iniciar as sessões?

Nos retornos de pós-operatório o paciente recebe orientação sobre o início das sessões de drenagens, que podem iniciar entre a primeira e terceira semana após a cirurgia.

Quantas sessões devem ser feitas?

Em média dez sessões, mas nas avaliações do pós-operatório a quantidade de sessões pode ser modificada.

As sessões poderão ser realizadas em casa?

Sim. Algumas profissionais também possuem pacotes domiciliares, onde o paciente ganha no conforto e na comodidade de não precisar sair de casa, afinal de contas nesta fase de pós-operatório o paciente pode depender de parentes e amigos para sua locomoção.

A Drenagem reduz medidas? Há perda de gordura?

A Drenagem Linfática não elimina gordura. Com a eliminação da água, geralmente há uma diminuição das medidas, devido à diminuição do inchaço.

Edson Luiz Ohira

Fonte: www.plasticatotal.com.br

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática é uma técnica de massagem que trabalha o sistema linfático, estimulando-o a trabalhar de forma rápida, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos. Essa técnica foi desenvolvida em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder e sua esposa e, posteriormente, foi aprimorada tornando-se popular.

A linfa é o líquido existente nos vasos dos gânglios linfáticos. É caracterizada por sua viscosidade, ausência de cor, por conter substâncias orgânicas e inorgânicas, resíduos e toxinas.

Drenagem Linfática

A principal função da Drenagem Linfática é retirar os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos. Ao serem retirados do local armazenado, tais substâncias são encaminhadas para o sangue através da circulação. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunitário, é relaxante e tranquilizante, combate a celulite e a gordura localizada e ainda melhora a ação antiinflamatória do organismo.

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática é realizada em dois processos, a evacuação, que consiste em desobstruir os gânglios e as demais vias linfáticas, e a captação, que consiste em realizar de fato a drenagem. De forma manual a drenagem é feita a partir de círculos com as mãos e com o polegar, movimentos combinados e pressão em bracelete.

Por aparelhos, a drenagem é feita através de um sistema inteligente de computador que infla e desinfla uma espécie de bolsa que assim como a drenagem manual melhora a condição das linfas.

Drenagem Linfática

É importante saber que essa técnica é contra-indicada para pessoas com infecções agudas, insuficiência cardíaca, trombose, hipertensão.

ENDERMOLOGIA

Drenagem Linfática

Endermologia é uma Drenagem Linfática mecânica que remodela a gordura localizada e combate 100% a celulite. Você perde medidas e fica com o contorno do corpo bem definido.

Ao levar sangue e oxigênio para os tecidos, a endermologia melhora a rede vascular superficial, amenizando estrias, suavizando cicatrizes e revitalizando a energia. Além disso, a pele ganha maior tonicidade e passa a apresentar uma textura rejuvenescida.

O principal objetivo da endermologia é dissolver a gordura localizada, ativar a circulação e, consequentemente, drenar melhor o sangue da área. Dessa forma, é possível acabar com o acúmulo de líquido linfático, um dos responsáveis pelo aspecto “casca de laranja”.

Sem dor, age na superfície da pele

Dissolve e remodela a gordura localizada e “casca de laranja”

Define as curvaturas do corpo

Que partes do corpo a endermologia trabalha?

A sessão de endermologia trabalha no corpo inteiro porque a maior atenção é dada ao aumento de circulação geral. Os efeitos são especialmente notados em áreas que existe maior retenção de água e gordura. Quadris, coxas, abdômen, laterais (pneus), costas e braços são drasticamente modificados com o tratamento.

Drenagem Linfática

 

Quanto tempo leva para eu ver os resultados?

Os resultados da endermologia começam a aparecer nas primeiras sessões. Já na primeira, você sentirá sua pele mais firme e um bem estar. Normalmente, mudanças podem ser vistas de seis a oito sessões, depende de cada pessoa e de como o corpo se apresenta. São recomendados de 10 a 20 sessões, para uma drástica mudança. O número de sessões e a frequência variam para cada pessoa.

Fonte: www.spaevahermann.com.br

Drenagem Linfática

Drenagem Linfática manual: novo conceito

Desde a criação da técnica de Drenagem Linfática manual pelo biólogo dinamarquês Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder, em 1936, vários adeptos passaram a difundi-la, tornando-a um dos principais pilares no tratamento do linfedema1-5. Tal técnica baseou-se na longa experiência adquirida por Emil Vodder e sua esposa com técnicas de massagens em Cannes, Riviera Francesa. Eles observaram que muitas pessoas apresentavam quadros gripais crônicos nos quais se detectava um aumento dos linfonodos na região cervical. Obtiveram a melhora desses quadros com determinados tipos de movimento de estimulação física (massagem) realizados na região envolvida. A partir dessas observações, desenvolveu-se a técnica de Drenagem Linfática manual, com a sistematização de alguns tipos de movimentos e da orientação do sentido de drenagem.

Em 1936, a técnica foi publicada em Paris, e, a partir dessa divulgação, vários grupos assimilaram esses conceitos, que são utilizados até os dias atuais. Inicialmente, a técnica foi divulgada nos congressos de estética, sendo realizada por esteticistas, biólogos e outros profissionais adeptos. Nos últimos anos, com a incorporação da Drenagem Linfática manual como parte importante do tratamento do linfedema, os médicos passaram a estimular sua prática por parte de fisioterapeutas e outros profissionais afins, como terapeutas ocupacionais e enfermeiros.

Dentre os médicos que iniciaram a utilização da técnica, destacam-se os trabalhos de Asdonk, em 1963, que incorporou a Drenagem Linfática como parte do tratamento médico, iniciando uma série de contribuições ao procedimento.

Em meados de 1967, foi criada a Sociedade de Drenagem Linfática Manual, a qual, a partir de 1976, foi incorporada à Sociedade Alemã de Linfologia.

Dentre os principais grupos que utilizam a técnica estão:Földi, Leduc, Casley-Smith, Nieto, Ciucci, Beltramino, Mayall e outros. Devemos salientar que tais grupos acrescentaram suas contribuições individuais, principalmente no tratamento de pacientes portadores do linfedema, porém mantiveram os princípios preconizados por Vodder.

Dentre as principais contribuições está a de Földi, que preconizou a associação de Drenagem Linfática , bandagens e cuidados higiênicos. Tal técnica ficou conhecida como terapia física complexa de Földi.

Em 1999, Godoy & Godoy descreveram uma nova técnica de Drenagem Linfática , utilizando roletes como mecanismos de drenagem; com esta técnica, passou-se a questionar a utilização dos movimentos circulares preconizados pela técnica convencional e sugeriu-se a utilização dos conceitos de anatomia, fisiologia e hidrodinâmica. Os vasos linfáticos são condutores de fluidos (linfa) e, portanto, devem seguir as leis da hidrodinâmica. Para o deslocamento de qualquer tipo de fluido, devemos empre gar uma diferença de pressão entre as determinadas regiões que contêm esse fluido – no caso do sistema linfático, os vasos linfáticos.

Qualquer tipo de compressão externa que promova um diferencial de pressão entre as extremidades pode deslocar o fluido contido num conduto, o que pode ter como resultado final a redução da pressão no seu interior e, assim, a facilitação da entrada de novo conteúdo por diferente pressão. Diversos materiais, além das mãos, podem ser utilizados como instrumentos facilitadores para exercer a pressão externa, como ilustra o rolete na Figura 1.

Drenagem Linfática
Figura 1 - Tubo com fluido em seu interior, o qual pode ser deslocado ao se deslizar um “rolete” sobre o conduto.

Nas cirurgias de varizes, após a realização da safenectomia, frequentemente utilizam-se compressas enroladas para drenar o sangue contido no trajeto da safena.

Demonstra-se, assim, com a ilustração dessa prática diária do cirurgião vascular, a eficácia da compressão externa na forma de dispositivo em forma de rolo para a drenagem do subcutâneo. Na Drenagem Linfática , realiza-se a drenagem da linfa, que está dentro do linfático; assim, facilita-se a entrada do fluido intersticial por meio do desenvolvimento de diferentes pressões.

A compressão externa, além de envolver os vasos linfáticos, afeta o interstício celular, no qual se encontra o fluido intersticial, responsável pela formação da linfa, que ocorre após sua entrada no interior do vaso linfático.

Desse modo, quando estamos realizando a Drenagem Linfática , estamos promovendo diferenciais pressóricos.

Conclui-se, assim, que o objetivo da Drenagem Linfática é criar diferenciais de pressão para promover o deslocamento da linfa e do fluido intersticial, visando à
sua recolocação na corrente sanguínea.

Algumas peculiaridades são importantes em relação ao sistema hidrodinâmico dos vasos linfáticos. Uma delas é a presença de válvulas, que desempenham o importante papel de manter o fluxo unidirecional, evitando o refluxo, e fazem parte da estrutura contrátil do vaso linfático (linfangion). O linfangion é a porção de vaso linfático compreendido entre duas válvulas que exerce atividade pulsátil. É semelhante ao coração, por ter atividade contrátil própria. Outra estrutura diz respeito aos linfonodos, importantes no mecanismo de defesa imunológica, que funcionam como “filtros”e, portanto, acabam sendo os limitadores da velocidade de fluxo no sistema. A Drenagem Linfática manual deve obedecer ao sentido do fluxo, pois, se for realizada em sentido contrário, pode forçar a linfa contra as válvulas, podendo danificá-las e, consequentemente, destruir um “coração linfático”. Esta é a primeira lei preconizada para a realização da Drenagem Linfática .

Quando voltamos para o conhecimento da hidrodinâmica, verifica-se que a maneira mais simples de drenar um conduto é deslocando o fluido no mesmo sentido do fluxo, exercendo a pressão no trajeto deste. Outro fator importante são as barreiras que podem ocorrer no conduto, nas quais pode-se aumentar a pressão ou a velocidade para vencer a limitação imposta. Tal procedimento pode levar à destruição dessa barreira ou do conduto. Esse fato pode ocorrer quando estamos realizando a Drenagem Linfática , e, portanto, podemos destruir ou lesar o sistema. Os linfonodos constituem naturalmente barreiras limitantes e funcionam como “filtros” do sistema; portanto, são limitadores da velocidade de drenagem. Essa é a segunda lei da Drenagem Linfática , segundo a qual devemos obedecer à capacidade de filtração dos linfonodos, controlando a velocidade da drenagem e a pressão exercida. É importante alertar que movimentos circulares podem, em determinado sentido, ir contra a corrente, conforme ilustra a Figura 2. Caso a barreira seja forçada, corremos o risco de estar lesando os linfonodos. A linfa geralmente passa por três a quatro linfonodos antes de atingir o sistema venoso.

A nova técnica de Godoy & Godoy consiste na utilização de roletes que seguem o sentido de fluxo dos vasos linfáticos (correntes linfáticas) e mantêm a sequência de drenagem proposta por Vodder, como mostra a Figura 3. Além dos roletes, a técnica pode fazer uso das mãos ou de outro instrumento adequado, como roletes com constituição material leve e macia, que permitam a realização da Drenagem Linfática seguindo o sentido dos vasos linfáticos ou da corrente linfática, simplificando, desse modo, toda a técnica de Drenagem Linfática .

Drenagem Linfática
Figura 2 - Esquema ilustrativo da drenagem de dois condutos valvulados e a utilização de movimentos
circulares que ferem a lei da hidrodinâmica de drenagem.

Drenagem Linfática
Figura 3 - Utilização do rolete durante a drenagem da coxa.

Em associação a esses movimentos de drenagem, a técnica de Godoy valoriza o estímulo na região cervical como parte importante da abordagem desses pacientes.

Apenas esse estímulo isolado melhora os padrões volumétricos.

Quanto aos possíveis mecanismos de ação desse estímulo, a hipótese Enfim, sugerimos a eliminação dos movimentos circ é que ele interfira com a estimulação dos linfangions através do sistema nervoso.

ulares da técnica convencional e a utilização de movimentos mais objetivos, seguindo as regras da hidrodinâmica, da anatomia e da fisiologia do sistema linfático. Os principais cuidados referem-se aos linfonodos, que funcionam como limitantes da velocidade de fluxo e podem ser lesados quando abordados de maneira inadvertida.

Além da Drenagem Linfática , a associação de procedimentos é recomendada no tratamento do linfedema.

As bandagens, os exercícios miolinfocinéticos, os cuidados da atividade da vida diária, as infecções e os cuidados higiênicos fazem parte dessa abordagem.

O diagnóstico e a prevenção precoce do linfedema também são importantes.

José Maria Pereira de Godoy

Maria de Fátima Guerreiro Godoy

Referências

1. Kurz I. Textbook of Dr. Vodder’s Manual Lymph Drainage. Heidelberg: Haug Verlarg; 1997.
2. Foldi M, Foldi E. Lymphoedema. Methods of Treatment and Control. English Translation: Andrew C. Newell. New York: Caring and Sharing; 1993.
3. Casley-Smith JR. Complex Decongestive Physical Therapy. Adelaide: Lymphoedema Association of Australia; 1995.
4. Nieto S. Kinesioterapia del Linfedema. Memorias del Symposium ZYMA sobre Linfedema. V Congreso de la Sociedad Panamericana de Flebología y Linfología, 21 de Mayo de 1992, Buenos Aires (Argentina). Barcelona: ZYMA S.A.; 1993.
5. Leduc A, Leduc O. Drenagem Linfática . Teoria e Prática. Traduzido por: Marcos Ikeda. São Paulo: Manole; 2000.
6. Partsch H, Rabe E, Steimer R. Historical overview. In: Partsch H, Rabe E, Steimer R. Compression Therapy of Extremities. Paris: Phlébologiques Françaises; 2000.
7. Godoy JMP, Godoy MFG. Drenagem Linfática Manual. Uma Nova Abordagem. São José do Rio Preto: Link; 1999.
8. Godoy JMF, Godoy MFG, Batigalia F. Preliminary evaluation of a new, more simplified physiotherapy technique for lymphatic drainage. Lymphology 2002;35:91-3.
9. Godoy JMP, Torres CAA. Self-drainage lymphatic technique. Angiology 2001;52(8):573-4.
10. Godoy JMP, Braile DM, Godoy MFG. A thirty-month follow-up of the use of a new technique for lymph drainage in six patients. Eur J Vasc Endovasc Surg 2002;3:91-3.
11. Godoy JMP, Godoy MFG, Godoy MF, Braile DM. Drenagem Linfática e bandagem auto-adesiva em pacientes com linfedema de membros inferiores. Cirurgia Vascular & Angiologia 2000;16(6):204-6.
12. Godoy JMP, Godoy MFG, Braile DM. Drenagem Linfática e qualidade de vida em paciente com laringectomia. Rev Port ORL 2000;38(1):47-9.
13. Godoy JMP. Nova técnica de Drenagem Linfática . HB Científica 1997;4(3):278.
14. Godoy JMP, Godoy MFG. Avaliação de meia de tecido não elástico no tratamento do linfedema de membros superiores. Lymphology 2002/03;35 Suppl 2:256-63.
15. Godoy JMP, Godoy MFG. Bandagens no tratamento do linfedema. HB Científica 2002;9(3):180-2.
16. Godoy MFG. Atividades de vida diária no tratamento do linfedema. Lymphology 2002/03;35 Suppl 2:213-5.
17. Godoy JMP, Godoy MFG, Braile DM Jr., Longo O. Quality of life and peripheral lymphedema. Lymphology 2002;35(2):72-5.
18. Godoy JMP, Godoy MF, Valente A, Camacho EL, Paiva EV. Lymphoscintigraphic evaluation in patients after erysipelas. Lymphology 2000;33:177-80.
19. Godoy JMP, Azevedo-Júnior WF, Casagrande M, Braile DM. Varicose vein surgery in patients suffering from repetitive erysipelas: the risk factor for lymphoedema. Lymphology 2002;35 Suppl 1:625-30.
20. Godoy JMP, Godoy MF. Possível associação entre componentes fisiopatológicos do linfedema e da imobilidade articular. Relato de caso. HB Científica 1998;5(2):213-5.

Fonte: www.jvascbr.com.br

Drenagem Linfática

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática é uma técnica de massagem que estimula o sistema linfático a trabalhar de forma rápida, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos. Essa técnica foi desenvolvida em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder, para tratar pacientes com problemas alérgicos. A técnica foi difundida através das próprias pessoas que trabalharam com o terapeuta, tornando-se popular nos dias de hoje.

A principal função da Drenagem Linfática é acelerar o processo de retirada dos líquidos acumulados entre as células, e os resíduos metabólicos; encaminhando-os aos vasos capilares linfáticos e, por meio de movimentos específicos, direcionando para que sejam eliminados.

Indicações:

Celulite

Cansaço nas pernas

Retenção de líquidos

TPM

Varizes

Hematomas

Acne

Acelera a cicatrização dos tecidos

Regulariza a atividade intestinal

Promove relaxamento

Afecções dermatológicas

Alívio de hematomas e inchaços (pré e pós cirurgias plásticas).

Contra indicações:

Tumores malignos

Tuberculose e infecções agudas

Insuficiência cardíaca descompensada

Insuficiência renal

Trombose ou embolia

De forma manual a drenagem é feita a partir de movimentos suaves em círculos com as mãos e com o polegar, movimentos combinados e pressão em bracelete.

Por aparelhos, a drenagem é feita através de um sistema inteligente de computador que infla e desinfla uma espécie de bolsa que assim como a drenagem manual melhora a condição das linfas e também é muito utilizado.

Também utiliza-se o ultra-som, que é uma tecnologia que promove cavitação nas células, mobilizando os líquidos intersticiais, facilitando a sua drenagem.Temos também a endermologia, que é capaz de fazer a drenagem por um meio de sucção sobre a pele.

Fonte: www.espacobhestetica.com.br

Drenagem Linfática

1- O que é Drenagem Linfática ?

A Drenagem Linfática é uma técnica de massagem altamente especializada feita com pressões suaves, lentas, intermitentes e relaxantes que seguem o trajeto do sistema linfático, aprimorando algumas de suas funções. Em 1936 a técnica foi publicada em Paris, por Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder.

2- Qual o objetivo da Drenagem Linfática ?

Drenar o excesso de líquido acumulado no interstício e tecidos

Manter o equilíbrio hídrico dos espaços intersticiais

Eliminar dejetos provenientes do metabolismo celular

3- Quais os efeitos da Drenagem Linfática ?

Aumento da capacidade de admissão dos capilares linfáticos

Aumento da velocidade da linfa transportada

Aumento da quantidade de linfa filtrada processada pelos gânglios linfáticos

Desintoxicação dos tecidos

Aumento da diurese

Maior eficiência celular

Maior eficiência da nutrição dos tecidos

Desintoxicação e regeneração tecidual

4- Quais as contra indicações da Drenagem Linfática ?

Asma não controlada ou em crise

Hipotensão

Hipertensão não controlada

Hipertiroidismo

Processos inflamatórios e infecciosos

Febre

Insuficiência cardíaca

Câncer ativo ou suspeita de câncer

Trombos e venos a profunda

5- Por que devo fazer drenagem antes da cirurgia plástica?

O pré-operatório é muito importante e ajuda na recuperação do pós-operatório.

O objetivo é preparar a região que vai ser operada em determinados aspectos:ativar a circulação linfática favorecendo o metabolismo celular, melhorar a cicatrização, recuperação cutânea, estimular a circulação venosa, para evitar edema.

6- Quanto tempo depois de operada posso fazer a Drenagem Linfática ?

Como resposta do processo cirúrgico há edema e imobilidade do paciente, por isso a drenagem deve ser iniciada o mais breve possível após a cirurgia.

Nas cirurgias que houver implante de prótese, esta devera ser mobilizada para que não acha fibrose e encapsulamento. O numero de sessões dependerá da necessidade individual de cada paciente.

7- Tenho varizes. Posso fazer Drenagem Linfática ?

A Drenagem Linfática está indica para casos de microvarizes ou telangiectasia por se tratar de uma deficiência do sistema circulatório.

Já as varizes mais calibrosas é preciso que o paciente se submeta a exames para avaliar se há ou não presença de trombos.

A DLM Ajuda no alívio dos sintomas como cansaço nas pernas, dor, retenção de líquidos.

Em caso de cirurgia vascular, a drenagem tem como objetivo no pré-operatório estimular a circulação arteriovenosa para evitar riscos de necrose. E no pós operatório tornar a vascularização mais abundante e funcional.

8- Drenagem linfát ica manual na gestação

A gestação é um fenômeno fisiológico que acarreta uma série de modificações no organismo materno com a finalidade de garantir o crescimento fetal, proteger o organismo materno e ainda possibilitar a recuperação no puepério.

A Drenagem Linfática manual é o tratamento mais indicado para a gestante, pois ajuda a reduzir a retenção hídrica no corpo e diminuir os inchaços típicos da gravidez. É necessário a autorização do médico para a DLM e só pode ser iniciada depois do terceiro mês de gestação.

Fonte: www.innovar.med.br

Drenagem Linfática

Drenagem Linfática

A Drenagem Linfática é uma técnica holística para melhorar a saúde através do sistema linfático. O sistema linfático é uma rede complexa de vasos que movem fluidos através do corpo, este fluído é responsável para transportar as toxinas para longe das células saudáveis e também é responsável para trazer materiais para as células que estão a lutar contra vírus ou infecções.

Apesar do fluido se mover através do sistema linfático, ele não tem o seu próprio mecanismo de bombeamento. A Drenagem Linfática é um tipo de terapia que serve para ajudar o corpo a criar um sistema linfático fluido.

Quando o sistema linfático fica bloqueado, os nódulos linfáticos podem ficar inchados.

Além disso, o sistema linfático não consegue remover as toxinas do corpo e isso pode afetar a quantidade de glóbulos brancos no sangue e enfraquecer o sistema imunitário. A Drenagem Linfática pode ajudar a reduzir este bloqueio, que melhora a saúde do sistema linfático tal como outros sistemas do corpo, como o circulatório, respiratório, muscular e o sistema endócrino. Alguns terapeutas acreditam que a terapia de Drenagem Linfática ajuda a reduzir alergias, dores menstruais, constipações, gripes e outros vírus.

Apesar de a Drenagem Linfática ser uma técnica de saúde preventiva e sendo uma técnica segura é preciso consultar um médico quando existem problemas como nódulos linfáticos inchados, pois pode indicar um problema do sistema linfático que pode ser um efeito secundário de outra doença.

Além da Drenagem Linfática manual, existem estudos que indicam que existem outras formas para promover um sistema linfático desobstruído. Alguns destes métodos incluem coisas como evitar utilizar roupa interior muito justa, como soutiens, cuecas ou outro tipo de vestuário que possa obstruir o sistema linfático. Reduzir o stress também ajuda a promover um sistema linfático saudável, tal como o exercício físico e uma dieta e alimentação saudável.

O que é a Drenagem Linfática ?

A linfa faz parte do nosso sistema linfático; é um liquido espesso e transparente que circula pelos vasos linfáticos e transporta os glóbulos brancos para combater doenças e infecções. A linfa é derivada de tecidos fluidos e é criada a partir do plasma do sangue.

O sistema linfático é uma parte vital do sistema imunitário. Parte das suas funções é drenar, transportar, filtrar e remover substancias estranhas mortas e outros restos dos tecidos celulares.

As técnicas leves e rítmicas da massagem de Drenagem Linfática manual movem a linfa para os nódulos linfáticos, onde o corpo consegue livrar-se dessas substancias tóxicas com mais facilidade. A técnica de Drenagem Linfática serve também para desbloquear o sistema linfático, o que pode causar edemas (inchaço dos tecidos celulares).

Benefícios da Drenagem Linfática

Além de a Drenagem Linfática ser um tratamento relaxante ela tem muitas vantagens para a saúde e estética do corpo. A Drenagem Linfática promove a cicatrização e recuperação de fraturas, ligamentos rompidos, câimbras ou rasgos nos músculos e diminui as dores. A Drenagem Linfática pode melhorar muitas condições crônicas como a sinusite, artrite reumatóide, escleroderma, acne e outras doenças cutâneas. A Drenagem Linfática pode fortalecer o sistema imunitário, pois acelera a eliminação de toxinas.

A Drenagem Linfática alivia a congestão de fluidos nos tornozelos, olhos cansados e pernas inchadas durante a gravidez. A Drenagem Linfática é uma componente no tratamento e controle de edemas linfáticos e linfedemas e ajuda nas doenças que aparecem devido a uma insuficiência venosa. A Drenagem Linfática promove a cura de feridas, queimaduras e melhora a aparência de cicatrizes antigas. A Drenagem Linfática também traz benefícios estéticos, ajudando a eliminar e combater a celulite, minimizando estrias.

Drenagem Linfática e Toxinas

Como já vimos anteriormente, a Drenagem Linfática acelera a libertação de toxinas armazenadas no nosso organismo e é a partir dai que temos todos os benefícios de saúde da Drenagem Linfática . Para entendermos melhor os benefícios de um sistema linfático saudável vamos primeiro entender o que influencia e nos cria toxinas no nosso corpo.

Como é que o nosso corpo fica tóxico?

Medicamentos com ou sem prescrição médica

Dieta e alimentação desequilibrada

Álcool

Tabaco

Stress

Falta de exercício físico

Ambiente poluído

Doenças crônicas

A vida moderna!

Sinais e indicadores de toxicidade:

Pouca energia

Necessidade e apetite de açúcares

Dependência de estimulantes como os cigarros ou café

Mudanças de humor

Depressão

Má memória

Aumento de peso

Problemas na pele

Quando começa a fazer um tratamento de Drenagem Linfática ou uma Drenagem Linfática manual vai ter vários benefícios como já falamos, incluindo uma pele mais viva, um sistema imunitário fortalecido e mais vitalidade e energia. Todos estes benefícios acabam por ser um aumento na sua energia e vitalidade, que influenciam a sua capacidade de cicatrizar, curar e fortalecer o seu corpo, aumentando as suas defesas para doenças do futuro.

Durante a Drenagem Linfática

A maioria dos vasos linfáticos está mesmo debaixo da pele, desta forma é necessário um toque muito suave para mover a linfa… para mover a linfa basta fazer uma pressão equivalente a uma colher de chá de água. Os terapeutas utilizam as palmas das mãos e dos dedos para fazer movimentos indolores e rítmicos, com a leveza de uma pena. O tratamento de Drenagem Linfática é muito mais suave e leve comparado com outras massagens. A maioria do tratamento é feito enquanto está deitado de costas, pois é na parte frontal do corpo que estão localizados a maioria dos nódulos linfáticos. Devido às áreas sensíveis onde os nódulos linfáticos se localizam (à volta dos seios e na área púbica) o seu terapeuta vai explicar-lhe a técnica e teoria da técnica na primeira consulta antes de você tomar a sua decisão.

Depois da Drenagem Linfática

Muitas vezes as pessoas que fazem uma Drenagem Linfática não sentem os efeitos do tratamento imediatamente, ao contrário dos efeitos de uma massagem relaxante. É comum que mais para o fim da tarde que se sente um cansaço. Isto quer dizer que o corpo está a utilizar toda a sua energia para eliminar todas as toxinas extras que foram inseridas no sistema circulatório devido ao aumento do fluxo linfático. Nesta altura é importante beber mais água e evitar a cafeína, álcool, tabaco e comidas pesadas de forma a deixar o organismo completar este processo de desintoxicação.

Fonte: ecmassoterapia.hd1.com.br

Drenagem Linfática

DRENAGEM LINFÁTICA, O QUE É? COMO FUNCIONA? QUANDO É INDICADA?

Qualquer pessoa que já procurou algum centro de estética sabe que a Drenagem Linfática faz parte de qualquer pacote de tratamento, independente das queixas das pacientes. Eu costumo desconfiar dos remédios que são indicados para tratar desde dor de dente até unha do pé encravada, então fui atrás de informações sobre esse coringa dos tratamentos de beleza.

Drenagem Linfática

Em primeiro lugar é importante saber o que é o sistema linfático. Quem já está cansado de saber, pode pular esse parágrafo, mas como eu não sabia o que queria dizer linfa antes de entrar na faculdade de medicina acho (o sistema não ganhou status de matéria que costuma cair nos vestibulares) que vale a pena explicar.

Além de um sistema de vasos sanguíneos o nosso corpo possui um sistema de vasos linfáticos. Como funciona isso?

É assim:uma parte do plasma (a parte líquida do sangue) que chega nos capilares (os vasos sanguíneos mais finos) transborda entre as células dos órgãos, músculos e outros tecidos. Esse líquido é chamado líquido intersticial. Junta-se a ele as toxinas liberadas pelas células e se forma a linfa, que vai então ser absorvida nos vasos linfáticos. Da mesma forma que as veias, os vasos linfáticos vão ficando cada vez mais grossos, até desembocarem na veia cava e entrarem no coração, voltando assim à circulação sanguínea. Do coração, o sangue vai para todos os órgãos inclusive os rins, onde é filtrado e formada a urina, que será eliminada. Também viajam pelos vasos linfáticos, além das toxinas, os microorganismos que causam doenças, como vírus e bactérias.

Por esse motivo a natureza colocou no sistema linfático uma espécie de blitz:os linfonodos. Nessas blitz ficam concentradas as células de defesa do organismo, que param e combatem os agentes que causam doenças ou mesmo células cancerígenas nocivas ao organismo.

Entendido o que é linfa e sistema linfático é fácil compreender o que pode dar errado:o líquido se acumular causando inchaço. Ele pode se acumular por diversos motivos por exemplo a quantidade de sangue pode aumentar (como ocorre na gravidez) e mais líquido transbordar para os tecidos, ou pode haver uma maior produção de líquido local o que ocorre nos inchaços causados por inflamação.

O que a Drenagem Linfática faz então?

Como o próprio nome diz, ela drena esse líquido que está acumulado entre as células para os vasos linfáticos e deles até o coração. Só isso. E é bastante.

Com isso fica claro que a Drenagem Linfática (técnica manual criada pelo biólogo dinamarquês Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder em 1936) é indicada para os casos onde há retenção de água no corpo (se não tem líquido sobrando não tem o que drenar).

Drenagem Linfática
A Drenagem Linfática , que faz parte de qualquer pacote de tratamento estética,
pode ser um bom coadjuvante no combate à celulite.

Os artigos científicos que comprovam a sua eficiência falam do uso da técnica em linfedema (que é o inchaço causado pelo excesso de linfa) e em processos inflamatórios pós-cirúrgicos (depois de uma cirurgia é normal acumular líquido nos tecidos lesados, já que o corpo entende a cirurgia como uma agressão e manda os seus soldadinhos de defesa para o local). Também ajuda quando o próprio sistema linfático está comprometido em seu funcionamento. Se a circulação da linfa estiver prejudicada por algum motivo, ela se acumulará, causando o inchaço e impedindo a limpeza adequada do organismo.

Então uma primeira coisa pode ficar bem clara:a massagem drenagem não emagrece. Isso quer dizer que não se perde gordura através da massagem. Mas se as medidas mais cheinhas são causadas por acúmulo de água, aí sim pode haver uma redução das medidas.

Já se o problema for celulite (que é uma inflamação do espaço ao redor das células adiposas que não diz respeito a aumento de gordura, embora esteja muito relacionada à obesidade) a Drenagem Linfática funciona mais como uma técnica preventiva já que ela evita que esse excesso de água cause uma inflamação no tecido gorduroso, mas ela, sozinha, não acaba com a celulite.

Drenagem Linfática
A Drenagem Linfática é indicada para diminuir a retenção de líquido na gestação,
mas é preciso buscar um profissional bem formado especializado em trabalhar com grávidas.

A Drenagem Linfática costuma ser muito indicada na gestação. Ela é considerada o melhor tratamento estético para grávidas já que a retenção de líquido aumenta muito nessa fase da vida da mulher, isso porque para dar conta do feto o volume sanguíneo da mãe aumenta entre 30% a 50% facilitando que uma parcela maior transborde nos capilares e vire inchaço.

Mas é preciso muito cuidado. A Drenagem Linfática se aplicada de forma errada durante a gestação pode desencadear contrações uterinas e levar a trabalho de parto prematuro. Por isso é sempre bom consultar a sociedade brasileira de medicina estética (www.sbe.org.br) para buscar um profissional bem capacitado.

Aliás, esse é o principal problema da Drenagem Linfática :ela pode ser encontrada em qualquer lugar por qualquer preço. Então desconfie dos preços muito baratos e procure (mesmo nos caros) saber como foi formação da pessoa que irá realizar a massagem (lembre-se, a maioria das pessoas nem sabe o que significa linfa…).

Se mal aplicada a Drenagem Linfática pode causar danos aos vasos linfáticos. Se eles rompem, mais líquido é extravasado e o problema piora, lógico. Esse estudo aqui mostra que a técnica aplicada de forma muito vigorosa pode romper os vasos.

Então a segunda informação importante é essa: Drenagem Linfática não dói. O profissional faz pressões leves em todo o corpo para drenar esse líquido. Tem gente que acha que por isso não foi bem feita, mas é o contrário. Se você sair com manchas roxas depois de uma sessão de Drenagem Linfática alguma coisa está errada.

DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL DÓI?

NÃO, as pressões devem ser lentas, suaves e relaxantes. Uma pressão que cause dor pode romper vasos e formar hematomas, trazendo complicações para o quadro da paciente. Os capilares linfáticos, responsáveis pela captação da linfa estão localizados logo abaixo da pele, e acima dos músculos, portanto não existe " Drenagem Linfática Profunda".

O QUE É DRENAGEM LINFÁTICA FACIAL?

A Drenagem Linfática facial é uma técnica de massagem que ajuda a eliminar toxinas e ativar a circulação sanguínea e que pode atuar de forma preventiva na manutenção de um rosto jovem, bonito e saudável. Muitas pessoas pensam que a drenagem está associada apenas ao corpo, e desconhecem as maravilhas que a técnica pode fazer pela pele da face.

Os objetivos

A Drenagem Linfática facial tem objetivos preventivos, estéticos e terapêuticos, pois estimula o sistema de defesa e as trocas metabólicas, a oxigenação dos tecidos, retira líquidos excedentes, tonifica e contribui para retardar o envelhecimento dos tecidos.

A massagem especializada, que deve ser aplicada somente por profissional qualificado, oxigena a pele, deixando-a mais firme e com mais viço, reduz e suaviza as linhas de expressão, diminui os hematomas e edemas que marcam a face logo após a cirurgia plástica, ajuda no combate a acne e na revitalização facial.

Feita com regularidade, a Drenagem Linfática facial colabora para manter a tonicidade e prevenir o envelhecimento da pele, pois estimula a circulação sanguínea, melhorando a nutrição celular. Os benefícios contemplam todas as idades, inclusive adolescentes, por promover a diminuição da acne, bem como preservando a aparência jovem por mais tempo.

A técnica

Todos os toques e manobras da Drenagem Linfática facial, assim como acontece na corporal, devem ser feitos suavemente. Os movimentos são de deslizamento e bombeamento e têm a finalidade de desobstruir os canais linfáticos, causando sensação de bem-estar e provocando maior eliminação do líquido retido no organismo, através da urina.

As sessões podem ser feitas uma vez por semana, ou até mais, como três ou quatro no caso de um tratamento para peles mais necessitadas. O paciente não sente nenhuma dor ou desconforto.

Pós operatório

Nos casos de acne e pós-cirurgia plástica, a drenagem facial pode ser feita sobre compressas de gazes umedecidas em loção calmante. Em relação às cicatrizes, é útil desde a fase conjuntiva até a fase madura e tem o objetivo de melhorar a cicatrização e a capacidade linfática, visando o restabelecimento da corrente circulatória periférica da lesão, diminuindo o edema. Nas cicatrizes maduras, atua diminuindo as aderências e amolecendo os tecidos.

Olheiras e marcas de expressão

Como atua na melhoria da circulação sanguínea, a drenagem amplia a vascularização da região onde é aplicada. O resultado é a eliminação de bolsas, marcas de expressão na região dos olhos e melhora das olheiras.

POR QUE É IMPORTANTE FAZER DRENAGEM LINFÁTICA DEPOIS DA CIRURGIA PLÁSTICA?

Imagine uma rodovia congestionada e voce querendo chegar ao seu destino, o percurso vai demorar horas a mais, não?

Pois esse é o trabalho da drenagem:liberar a passagem para as células de defesa recuperarem o tecido que ficou inflamado por causa da cirurgia. Isso acelera a cicatrização e garante o resultado.

Geralmente recomenda-se no mínimo 10 sessões, mas isso pode variar, depende do médico. Alguns médicos pedem para começar 15 dias após a cirurgia, outros indicam a técnica um dia depois. Quem faz drenagem cedo tem menos probabilidade de sofrer com ondulações, nódulos ou fibrose. Devido a melhor recuperação, cicatrização e desintoxicação, verá o resultado mais rápido, pois o corpo irá desinchar (de uma lipoaspiração por exemplo).

O QUE É CELULITE?

Nome Científico:Hidrolipodistrofia Ginóide, Lipodistrofia Edemato: Fibroesclerótica

Inimiga número 1 das mulheres a celulite é caracterizada pelo surgimento de ondulações na pele. O aumento do tecido gorduroso que se aloja sob a pele é o responsável pela celulite dando um aspecto de casca de laranja na pele.

Mais por que as mulheres em geral sofrem deste fator?

Há algumas razões que levam a um aparecimento maior de celulite. Além da disposição genética, existe a possibilidade de a celulite estar associada aos fatores hormonais tais distúrbios, uma alimentação inapropriada, somada a uma vida sedentária. A falta de oxigenação das células de gordura contribui para o acúmulo de gordura. Devido a uma alteração na micro circulação, há um aumento do tecido gorduroso formando nódulos e depressões subcutâneas comprimindo os vasos sanguíneos e linfáticos impedindo uma melhor nutrição das células o que favorece o acúmulo de toxinas, que em tese devem ser eliminadas pelos vasos linfáticos, que em suma é prejudicado pelo acúmulo destas toxinas.

As áreas mais afetadas são:

Glúteos (bumbum)

Coxas

Cintura

Abdômen

Joelhos

Braços

Nuca

A celulite não é exclusividade em mulheres.

Homens que levam uma vida sedentária, entregues ao álcool, ao cigarro e a alimentos gordurosos têm grandes chances de apresentarem a celulite. Mas é importante esclarecer que os homens em geral possuem menos pré-disposição genética à manifestação de acúmulo de células de gordura.

CELULITE TEM CURA?

Depende do grau.

A principal fonte de combate, portanto é buscar uma vida cada vez mais saudável, se alimentando bem e buscando sair do sedentarismo através de práticas de esporte tais como natação, corrida, hidroginástica, academias de dança, entre outros.

A primeira coisa a ser feita é identificar os hábitos do paciente e reavaliar seus costumes, impondo regras de conduta e compromisso com a saúde.

Uma boa educação alimentar, acompanhada de práticas de exercícios físicos, tratamentos estéticos e o abandono de vícios, podem reduzir significativamente os sintomas, tais como o famoso aparecimento de buraquinhos perceptível ao olhar. Lembre-se que não é indicado que voce use roupas apertadas, isso evita a má circulação. Alguns cremes anti-celulite são excelentes para a pele, trazendo resultados positivos.

É necessário fazer um tratamento estético acompanhado de Drenagem Linfática .

TRATAMENTOS ESTÉTICOS REDUZEM MEDIDAS?

As modernas técnicas permitem combater a gordura localizada de forma rápida. Aparelhos de última geração, como criotermólise, endermologia, ultrassom, termoterapia, corrente polarizada (ionização), lipoescultura gessada, HECCUS, dentre outros, usados de forma adequada apresentam excelentes resultados. É importante destacar os efeitos positivos da Drenagem Linfática e dos tratamentos desintoxicantes, que fazem com que a pessoa perca já na primeira aplicação de dois a quatro centímetros por conta da retenção hídrica.

QUANTAS SESSÕES SÃO NECESSÁRIAS PARA UM TRATAMENTO P/ CELULITE, GORDURA LOCALIZADA OU FLACIDEZ?

É necessário fazer uma avaliação. É preenchido uma ficha de anamnese (peso, medidas, saúde), e analisado o caso, será indicado mais ou menos quantas sessões serão necessárias. Mas é sempre no mínimo 10 sessões.

Fonte: victoryestetica.webnode.com.br

Drenagem Linfática

O que é a Drenagem Linfática ?

A Drenagem Linfática Manualé um método de massagem manual que tem como objetivo favorecer a eliminação de líquido e toxinas que estão em excesso no corpo. As pressões devem ser suaves, lentas, intermitentes e relaxantes, seguindo sempre o trajeto dos vasos linfáticos.

Como funciona?

O sistema sanguíneo leva nutrientes e retira as substâncias tóxicas dos tecidos, além de ter uma permeabilidade que permite sair do vaso sanguíneo liquido e algumas substâncias que vão ficar acumuladas entre as células. Os capilares linfáticos tem a função de reabsorver esse liquido rico em proteínas, mucopolissacarídeos, lipoproteinas, ácidos graxos, bactérias e fragmentos de células. Nos capilares linfáticos esse liquido passa a se chamar linfa, que flui para os vasos linfáticos e chega nos gânglios linfáticos (onde as bactérias e outras partículas estranhas são aprisionadas e destruídas).

Os vasos linfáticos profundos transportam a linfa para dois grandes canais que desembocam nas veias subclávias e jugular direitas e esquerdas, onde ocorre a mistura da linfa com o plasma sanguíneo.

O que pode causar retenção de líquido?

Vários fatores influenciam no bom funcionamento do sistema linfático, alguns exemplos são:dieta rica em sal e gordura, alterações hormonais, problemas circulatórios, processos inflamatórios, roupa apertada, etc.

Como se manifesta uma circulação linfática deficiente?

O corpo fica sobrecarregado, por um excesso de liquido que não consegue reabsorver.

Os resultados são:celulite, retenção de liquido, peso nas pernas e aparecimento de edema.

Como elimina-se o excesso de líquido e toxinas?

Por estimulação ao funcionamento dos rins, todos os detritos acabam sendo eliminados naturalmente através da urina, portanto, é comum sentir vontade de urinar com mais frequência após a sessão, e este é um sinal que a Drenagem Linfática foi bem feita.

Quais as indicações para Drenagem Linfática ?

Algumas indicações da Drenagem Linfática são: período pré-menstrual; celulite; pré e pós operatórios; pós-mesoterapia; edemas e linfedemas, sensação de cansaço nas pernas, gravidez, inchaços, retenção hidrica, acne, entre outros problemas.

A Drenagem Linfática manual dói?

Não, como já foi dito as pressões devem ser lentas, suaves e relaxantes. Uma pressão que cause dor pode romper vasos e formar hematomas, trazendo complicações para o quadro da paciente. Os capilares linfáticos, responsáveis pela captação da linfa estão localizados logo abaixo da pele, e acima dos músculos, portanto não existe " Drenagem Linfática Profunda".

Por que sempre devemos fazer Drenagem Linfática ?

Além de todas as indicações já citada, ativa o sistema vegetativo, aumentando a sensação de relaxamento, ajudando a combater o stress, proporciona regeneração e defesa dos tecidos, aumentando a eliminação de toxinas por diurese em até 24 horas. É sempre bom lembrar e recomendar que a Drenagem Linfática deve ser praticado por fisioterapeutas ou profissionais com profundos conhecimentos de anatomia e fisiologia do sistema linfático, além da técnica a ser utilizada.

Fonte: www.drenagem.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal