Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Economia Doméstica  Voltar

Economia Doméstica

 

Economia Doméstica - O que é

É um curso de graduação presente em várias universidade federais cujo possui legislação com reconhecimento Parecer no 175 / 62 - CFE e Decreto no 1.984 / 63 - MEC.

O curso de Economia Doméstica preparara profissionais capazes de planejar e executar programas de educação alimentar, incluindo alimentação alternativa e hábitos alimentares. O economista doméstico supervisiona merendas escolares, treina outros profissionais, executa programas de atendimento a crianças e idosos, além de ter a habilitação de capacitar pessoas nas áreas de creche, lavanderia, alimentação, higiene e hotelaria.

Atualmente o seu campo tem tomado grandes proporções no mercado de trabalho no ramo da alimentação promovendo sempre qualidade de vida e bem estar social.

Perfil profissional

Profissional de sólida formação generalista técnica e científica com capacidade de:

O identificar e propor soluções de problemas relativos às necessidades básicas das comunidades, famílias e indivíduos considerando aspectos econômicos, sociais e culturais, com visão ética e humanística

O desenvolver e atuar criativa, dinâmica e criticamente em programas e projetos de intervenção social em equipes interdisciplinares ou de forma autônoma.

Economia Doméstica - Objetivo

É o estudo do uso pelo homem dos recursos existentes para a produção de bens e materiais bem como a sua acumulação e distribuição na sociedade.

É o profissional que tem a responsabilidade de planejar e executar as ações que visem solucionar problemas de ordem financeira, econômica e administrativa.

Acompanha as variações do mercado financeiro, e tudo aquilo que diga respeito à Economia do país para de posse dos dados ter condições de viabilizar projetos comerciais e empresarias.

Pode trabalhar em duas áreas distintas: Macroeconomia e Microeconomia.

Em questões de amplitude como problemas e atividades econômicas do país, de uma região ou comunidade é a área de Macroeconomia. Já em Microeconomia os estudos são em escala reduzida e estão restritos a uma empresa ou mercado específico.

Em tempos de globalização exige-se cada vez mais pesquisa, atualização e agilidade na tomada de decisões.

Economia Doméstica - Curso

O economista doméstico encontra boas ofertas de trabalho no gerenciamento e no controle de qualidade de restaurantes, cozinhas industriais, supermercados e empresas de serviço de alimentação.

É ele quem conduz o preparo e a higiene do alimento e fiscaliza a qualidade final dos produtos. Também atua no controle das receitas, despesas, investimentos e empréstimos. Encontra vagas, ainda, em áreas ligadas ao vestuário, gerenciando o processo de produção de roupas em indústrias de confecção e administrando o serviço de higienização das mesmas em lavanderias de hospitais e hotéis. O economista doméstico é requisitado ainda por cooperativas, onde trabalha como consultor de investimentos

Economia Doméstica é a integração das ciências, da tecnologia e da arte aplicada na promoção do indivíduo e da família em seu contexto social, para que, mediante à procura, criação e utilização de recursos materiais e humanos, melhorem a qualidade de vida.

O Curso

O curso de Economia Doméstica, no campus de Francisco Beltrão, foi implantado no ano de 1976, funciona no período noturno ofertando 40 vagas. O tempo mínimo para integralização curricular é de 4 anos e o máximo de 6 anos, com uma carga horária total de 3182 horas, das quais 156 horas são de atividades acadêmicas complementares. O grau obtido é de Bacharel em Economia Doméstica.

A profissão

O economista doméstico planeja, implanta e supervisiona programas de desenvolvimento social nas áreas de alimentação, Economia Domésticas do consumidor, economia familiar, habitação, saúde e até vestuário. Avalia produtos de uso doméstico lançados no mercado e elabora programas de esclarecimento ao consumidor. Desenvolve e ministra cursos para comunidades, ensinando noções de higiene, economia doméstica e cozinha, para evitar o desperdício de alimentos e melhorar a nutrição de grupos de baixa renda. Em empresas e indústrias, gerencia restaurantes coletivos e organiza espaços de convivência para os funcionários.

A crescente valorização da ética nas empresas valoriza esse profissional, que é obrigado a ter o registro no Conselho Regional de Economia Doméstica para exercer a profissão.

Características que ajudam na profissão

Interesse por questões sociais e econômicas, facilidade de se comunicar e de lidar com pessoas, capacidade de analisar problemas, equilíbrio, dedicação.

Perfil Profissional

Profissional generalista, com sólida formação multidisciplinar, voltada para a reflexão dos problemas cotidianos, das famílias e demais grupos vulneráveis.

Capacitado a atuar com habilidade e competência técnica e ético-política, nas áreas de economia familiar, administração familiar, administração institucional, estudo do consumo e educação do consumidor, família e desenvolvimento humano, alimentação e nutrição, saúde da família e da comunidade, vestuário, habitação, planejamento de interiores, extensão e desenvolvimento rural e urbano.

Caracterização do Curso

O curso é caracterizado por sua formação generalista e pelo pluralismo metodológico, pois a Economia Doméstica é igual a um conjunto de conhecimentos prático-reflexivo, acerca do universo doméstico e suas interrelações com a esfera pública. A Economia Doméstica é uma área do conhecimento cuja origem está relacionada aos saberes e necessidades familiares. O Economista Doméstico desenvolve, assim, um trabalho de "Economia Social ou Familiar" são nesse sentido, o centro da atuação desse profissional cujos objetivos, perfilados com um projeto social maior, atua no sentido de promover o desenvolvimento social através de uma perspectiva científica e tecnológica apropriada a realidade local, assim como, algumas orientações educativas.

O ensino de graduação em Economia Doméstica será ministrado com base nos seguintes princípios: igualdade de condições para o acesso e permanência na instituição; liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber; pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas; respeito à liberdade e apreço à tolerância; gestão democrática do ensino, na forma da lei e da legislação institucional; garantia de padrão de qualidade; valorização da experiência extra-escolar; vinculação entre o ensino, o trabalho e a realidade social, estimulando a criação cultural, o desenvolvimento científico e o pensamento reflexivo, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia na difusão da cultura para o entendimento do homem e do meio em que vive.

O ensino será disposto em termos de carga horária conforme o Projeto Político Pedagógico e plano de ensino, através de aulas teóricas, atividades práticas individuais ou de equipes, complementadas por debates, conferências, palestras, viagens de estudo, visitas técnicas, estágios, pesquisas, participação em seminários, congressos disciplinares ou interdisciplinares, internos ou externos, à Instituição.

A extensão será uma atividade aberta à participação da população, através da interação entre universidade e sociedade, visando à difusão das conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica geradas na instituição. A pesquisa deverá estimular a descoberta de soluções dos problemas familiares, comunitários e regionais.

OBJETIVO(S)

Objetivo Geral

Capacitar o profissional de Economia Doméstica para uma ação educativa visando à melhoria da qualidade de vida dos indivíduos, famílias e demais grupos sociais em seu ambiente físico e sócio-cultural através de um embasamento social, político, cultural e econômico da vida do país, fundamentais à formação da cidadania e a uma prática profissional crítica, comprometida com as transformações sociais inclusive na perspectiva de gênero
Diagnosticar e propor soluções viáveis para o atendimento das necessidades básicas das comunidades, famílias, grupos domésticos e indivíduos nas diferentes faixas etárias visando a melhoria da qualidade de vida
Elaborar e executar projetos e programas de intervenção social e de atividades técnicas nas áreas da economia e administração familiar, estudos do consumo e educação do consumidor, família e desenvolvimento humano, alimentação e nutrição, saúde da família e da comunidade, vestuário, moradia e planejamento de interiores que influenciam na qualidade de vida das famílias.
Planejar, administrar e avaliar serviços de produção do vestuário e de lavanderias institucionais
Desenvolver e implementar programas de educação para o consumo visando o consumo sustentável e a educação do consumidor, nos diversos segmentos da sociedade
Participar de programas de educação e segurança alimentar
Elaborar cardápios e administrar serviços de alimentação para coletividades sadia; Desenvolver programas de administração, assessoria e capacitação de recursos humanos
Coordenar e executar projetos de desenvolvimento social na área rural ou urbana objetivando a melhoria da qualidade de vida das famílias e comunidades
Planejar, coordenar, dirigir e avaliar Instituições de Educação Infantil
Participar de projetos pedagógicos relativos ao desenvolvimento e à aprendizagem na Educação Infantil e Educação Profissional

Perfil do profissional

Profissional com sólidas formações multidisciplinares, humanistas e críticas voltadas para a reflexão dos problemas cotidianos dos indivíduos, famílias e demais grupos sociais. Compete ao Economista Doméstico planejar, elaborar, programar, implantar, dirigir, coordenar, orientar, controlar, supervisionar, executar, analisar e avaliar estudos, trabalhos, programas, planos, projetos e pesquisas nas áreas de economia familiar, administração familiar e de instituições públicas e privadas, estudo do consumo e educação do consumidor, família e outros grupos, desenvolvimento humano, alimentação e nutrição, saúde da família e da comunidade, conservação têxtil e controle de qualidade do vestuário, habitação e planejamento de interiores, extensão e desenvolvimento rural e urbano.

Objetivos Específicos

Diagnosticar e propor soluções viáveis para o atendimento das necessidades básicas das comunidades, famílias, grupos domésticos e indivíduos nas diferentes faixas etárias visando a melhoria da qualidade de vida
Elaborar e executar projetos e programas de intervenção social e de atividades técnicas nas áreas de economia e administração familiar, estudos do consumo e educação do consumidor, família e desenvolvimento humano, alimentação e nutrição, saúde da família e da comunidade, vestuário, moradia e planejamento do espaço que influenciam na qualidade de vida das famílias, crianças, adolescentes e idosos
Planejar, administrar e avaliar serviços de produção do vestuário e de lavanderias institucionais
Desenvolver e implementar programas de educação para o consumo visando o consumo sustentável e a educação do consumidor, nos diversos segmentos da sociedade
Participar de programas de educação e segurança alimentar
Elaborar cardápios e administrar serviços de alimentação para coletividades sadia
Desenvolver programas de administração, assessoria e capacitação de recursos humanos para serviços gerais
Coordenar e executar projetos de desenvolvimento social nas áreas rural e urbana objetivando a melhoria da qualidade de vida das famílias e comunidades
Planejar, coordenar, dirigir e avaliar Instituições de Educação Infantil
Participar de projetos pedagógicos relativos ao desenvolvimento e à aprendizagem na Educação Infantil e Educação Profissional.

O que o profissional em Economia Doméstica pode fazer:

Alimentos: Participar de equipes de desenvolvimento de produtos alimentícios, definindo métodos de manipulação, armazenamento e conservação, conferindo critérios nutritivos e de higiene, tempo de validade e peso. Planejar e organizar a preparação de cardápios nutritivos, balanceados e baratos.
Atendimento infantil:
Implantar e promover em creches e escolas programas voltados para o desenvolvimento da criança.
Controle de qualidade:
Avaliar produtos antes e depois do lançamento pelas indústrias.
Desenvolvimento rural e urbano:
Esclarecer famílias e comunidades sobre questões referentes a alimentação, habitação, higiene, vestuário e saúde.
Educação do consumidor:
Orientar a compra de bens e serviços, segundo o orçamento e as necessidades do consumidor.
Vestuário:
Programar, implantar e acompanhar os processos de corte, modelagem e lavagem de roupas, zelando pelo melhor aproveitamento e pela boa conservação dos tecidos em confecções, hospitais e grandes lavanderias

Duração média do curso: 04 anos

Economia Doméstica - Profissão

O profissional em Economia Doméstica atua no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas, das famílias e de grupos sociais, dentro de seu ambiente íntimo. Inclusive nos aspectos sócio-culturais da convivência doméstica.

O economista doméstico tem uma formação generalista multidisciplinar, aguçado senso crítico e humanístico, que utiliza na análise dos problemas do cotidiano dos cidadãos e de grupos sociais. É da responsabilidade desse profissional pesquisar o comportamento de consumo dos domicílios, avaliando questões como qualidade de alimentação, comprometimento da renda com transporte, investimento proporcional em cultura e lazer e muitas outras questões ligadas ao consumo doméstico.

Pode desenvolver as seguintes atividades dentro da sua profissão: análise da educação do consumidor e seus tipos de consumo, administração e economia familiar, desenvolvimento humano e familiar, saúde na comunidade e na família, desenvolvimento familiar e humano, planejamento de interiores, planejamento de habitação e vestuário.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado

Duração média de 4 anos, com estágio obrigatório. O currículo, multidisciplinar, é composto por disciplinas básicas até o segundo ano nas áreas de biologia, química, estatística, matemática, psicologia e sociologia. No terceiro ano são introduzidas disciplinas específicas como economia familiar, higiene, puericultura, nutrição, planejamento do espaço familiar, planejamento e preparo de refeições, educação sanitária, administração da produção têxtil, entre outras.

b) Nível Superior

Licenciatura

Duração média de 4 anos. O currículo do curso de licenciatura em Economia Doméstica é bem semelhante ao de bacharelado, diferindo em conteúdo pelas disciplinas da área de pedagogia, que habilita o profissional a lecionar no ensino médio.

c) Nível médio

Curso Técnico

Duração de 2 a 3 anos. Os cursos técnicos que podem ser uma opção para os interessados em Economia Doméstica são cursos que funcionam como uma especialização na área, ou como um curso profissionalizante.

Existem vários cursos em áreas correlatas a esta, tais como: Técnico em Alimentos, Cozinha profissional, Nutrição, administração e planejamento, entre outros.

Mercado de Trabalho

A carreira profissional pode ser nova, mas já se pratica economia doméstica há muito tempo nas sociedades. O mercado de trabalho melhora à medida que se percebe o quanto esse profissional pode auxiliar no planejamento de políticas públicas para a família, na coordenação de projetos sociais e no acompanhamento do desenvolvimento de hábitos de consumo.

Na área de educação do consumidor este profissional analisa o orçamento e as necessidades da pessoa ou família, orientando quanto a compras de bens e serviços. Atua também no setor de alimentação, planejando cardápios balanceados e de menor custo e acompanhando sua execução e armazenagem; pode, ainda, integrar equipes no desenvolvimento de produtos alimentícios, definido critério de conservação, higiene e qualidade na industrialização.

Institutos de pesquisa como O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que realiza a pesquisa nacional de domicílios e outras pesquisas como de alimentação e de renda domiciliar, requisitam os conhecimentos desse profissional. Assim como o SEADE, em São Paulo, que realiza pesquisas semelhantes na região metropolitana.

Na área de desenvolvimento rural e urbano, exerce atividades educacionais destinadas a habitantes da cidade e do campo, no sentido de instruir quanto a questões sobre higiene, habitação, saúde, alimentação e vestuário. No setor de vestuário, este profissional pode atuar na conservação de tecidos e confecções em hospitais e grandes lavanderias.

Ofertas de Emprego

O mercado de trabalho para este profissional está em franca ascensão. As melhores ofertas de trabalho estão nos grandes restaurantes e refeitórios industriais, supermercados e industrias alimentícias.

Boas oportunidades também surgem em cooperativas e financeiras, onde este profissional vai atuar como consultor de investimentos. Ong’s também tem solicitado os serviços dos profissionais em Economia Doméstica para trabalhar em projetos junto a comunidades carentes.

Outros postos de trabalho para este profissional podem ser encontrados em hospitais e creches, em programas sociais de agricultura familiar e nas grandes lavanderias. As vagas concentram-se na região Sudeste e Nordeste.

Fonte: www.unioeste.br/www.cursocerto.com.br/pt.shvoong.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal