Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Rutherfórdio  Voltar

Rutherfórdio

História

Em 1964, uma equipe liderada por Georgy Flerov no Instituto Russo Comum de Investigação Nuclear (JINR) em Dubna, bombardeou plutônio com neon e produzido o elemento 104, isótopo 259.

Eles confirmaram as suas conclusões em 1966.

Em 1969, uma equipe liderada por Albert Ghiorso na californiano Lawrence Berkeley Laboratory (LBL) fizeram três tentativas bem sucedidas para a produção de elemento 104: bombardeando cúrio com o oxigênio para obter isótopo-260, califórnio com carbono para obter isótopo-257, e califórnio com de carbono para obter isótopo-258.

A disputa sobre a prioridade da descoberta e, eventualmente seguida, em 1992, as Uniões Internacionais de Química Pura e Aplicada (IUPAC) concluiu que tanto os pesquisadores russos e norte-americanos haviam sido justificados em fazer suas reivindicações.

IUPAC elemento decidida 104 seria chamado Rutherfórdio.

Símbolo - Rf

Número atômico: 104
Massa atômica:
261
Ponto de fusão:
Desconhecido
Ponto de ebulição: Desconhecido
Número de prótons / Elétrons: 104
Número de nêutrons: 157
Classificação: Metais de Transição
Cristal Estrutura: Desconhecido
Densidade @ 293 K: Desconhecido
Cor: Desconhecido
Outros nomes: Unnilquadium (UNQ), Dubnium (Db), Rutherfordium (RF).
Data da descoberta:
1969
Descobridor: Albert Ghiorso
Nome de Origem: Após Lord Rutherford, um químico e físico da Nova Zelândia.

O rutherfórdio, cujo símbolo químico é Rf, é um elemento químico sólido a 25ºC, metálico, pertencente à classe dos metais de transição, preparado por síntese, de cor branco-prateada ou acinzentada, e localiza-se no grupo 4 e período 7 da Tabela Periódica.

Este elemento possui número atómico 104 e massa atómica 261,11.

Em 1964 cientistas russos da Universidade de Dubna da ex-URSS reclamaram a descoberta do elemento 104 e sugeriram o nome de Kurchatovium, de símbolo químico Ku, em homenagem ao cientista Igor Vasilevich Kurchatov (1903-1960). A sua descoberta envolvia a reação de colisão entre plutônio-242 e néon-22.

Posteriormente, este elemento teve a designação provisória de unnilquádio (Unq), que se demonstrou ser pouco popular. Este nome derivava dos termos grego e latino para 1-0-4, isto é, un-nil-quadium.

Em 1969, um grupo de cientistas americanos da Universidade de Berkeley na Califórnia descobre isótopos do elemento 104. As suas experiências envolviam colisões altamente energéticas entre califórnio-249 e carbono-12. Estes cientistas descobriram ainda que era impossível reproduzir o elemento descoberto pelos cientistas russos em 1964 e propuseram para o novo elemento descoberto o nome de rutherfórdio, de símbolo químico Rf, em homenagem ao físico e químico inglês Ernest Rutherford (1871-1937). O nome rutherfórdio é hoje em dia o adotado pela IUPAC (Internacional Union of Pure and Applied Chemistry).

O rutherfórdio não se encontra presente na Natureza. O seu isolamento é feito a partir de reações nucleares envolvendo a fusão de um isótopo de plutônio, o plutônio-242, com néon-22. Nunca foi observada a formação de grandes quantidades de rutherfórdio, sendo este sintetizado em pequeníssimas proporções.

Este elemento não apresenta aplicações práticas e desconhecem-se as suas reações com o ar, a água, os halogêneos, os ácidos e as bases.

O rutherfórdio é um elemento prateado, metálico, produzido artificialmente em pequenas quantidades. É o primeiro elemento transactinídeo e pertence ao grupo IV da tabela periódica.

Em 1964, G.N. Flerov e colaboradores do Joint Nuclear Research Institute, em Dubna na Rússia, detectaram um isótopo quando bombardearam plutônio 242 com íons neônio.

Eles sugeriram que este isótopo teria uma meia-vida de 0,3 segundos e poderia ser o elemento 260-104, produzido pela seguinte reação nuclear:

Pu 242 + Ne 22 ® 260 - 104 + 4n

Eles propuseram o nome de Kurchatovio (Ku) em honra ao físico nuclear Igor Kurchatov.

Albert Ghiorso e colaboradores do Lawrence Berkeley Laboratory da Universidade da Califórnia, levaram mais de um ano tentando repetir esta experiência.

Mas finalmente concluíram que o elemento 104 não poderia ter sido feito pelos pesquisadores de Dubna.

Em 1969, a equipe de Berkeley produziu o elemento 104 de modo completamente diferente, bombardeando o califórnio-249 com núcleo de carbono 12. A combinação do carbono 12 com califórnio 249 seguida pela emissão de 4 nêutrons, produziram o elemento 257-104.

No mesmo ano, em novembro Al Ghiorso propôs que o elemento 104 deveria ser chamado de rutherfórdio (Ernest Rutherford foi quem primeiro explicou a natureza da radioatividade e ganhou o Prêmio Nobel em química no ano de 1908).

Durante aproximadamente duas décadas, o mundo científico, conviveu com três nomes para o elemento 104. Cada país usava o seu próprio nome. O dicionário Oxford listava ambos, mas politicamente as tabelas periódicas usavam um nome intermediário, uninílio (unnilquad).

Para resolver o impasse, o grupo de trabalho sobre os elementos transférmicos, um comitê junto a União Internacional de Física Pura e Aplicada (IUPAF) e a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC), reuniram-se em 1985, para determinar, a prioridade da descoberta para todos os elementos posteriores ao férmio (Fm).

Em 1992, o comitê concluiu que poderia ser creditada aos dois grupos (Dubna e Berkeley), a descoberta dos elementos 104 e 105. Esta conclusão não foi aceita pelo grupo de Berkeley e outros.

Após longas disputas e vários argumentos sobre o nome do elemento 104, a questão foi resolvida em 1994, sendo dado o nome de rutherfórdio, sustentado pelos americanos.

Estrutura atômica

Rutherfórdio

Número de níveis de energia: 7

Primeiro Nível de energia: 2
Segundo Nível de Energia: 8
Terceiro Nível de Energia: 18
Quarto Nível de energia: 32
Quinto Nível de energia: 32
Sexta Energia Nível: 10
Sétimo Nível de energia: 2

Utilização

Este elemento não apresenta uso significativo ou representativo.

Usos

No momento, ele só é usado na pesquisa.

Fonte: www.rsc.org/www.infopedia.pt/ www.chemicalelements.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal