Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Engenharia Agrícola  Voltar

Engenharia Agrícola

 

Engenharia Agrícola - O que é

O Engenheiro Agrícola é aquele que implementa a engenharia da cidade no campo.

Para isso, usa técnicas para aproveitamento do solo, busca a preservação dos mananciais, planeja e executa obras de irrigação, combate à erosão e drenagem.

Também trabalha na mecanização da agricultura, em projetos de eletrificação, edificações rurais e armazenagem de produtos.

Engenharia Agrícola - Curso

Um profissional que coloca seus conhecimentos de engenharia mecânica, civil e elétrica a serviço da atividade agrícola, garantindo colheitas fartas e diminuindo perdas dos produtos estocados.

Esse é o perfil do engenheiro agrícola, muitas vezes confundido com o agrônomo.

Embora sutis, há diferenças entre os focos dessas duas carreiras: enquanto o agrônomo se preocupa com a produção de alimentos, de origem animal e vegetal, o engenheiro agrícola se dedica a sistemas de suporte à produtividade. É ele quem projeta açudes, barragens e sistemas de irrigação e drenagem do solo, constrói silos para armazenamento de mercadoria e edificações rurais para rebanhos e secagem de grãos, além de aperfeiçoar máquinas agrícolas. São, portanto, atividades complementares.

Há 27 anos surgiu a primeira Faculdade de Engenharia Agrícola no Brasil, na Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Hoje há poucas escolas, que formam uma quantidade pequena de graduados – a vantagem é que esses profissionais têm boas possibilidades de conseguir estágio e emprego imediato, depois de diplomados.

Em tese, há demanda por engenheiros agrícolas tanto em propriedades rurais como nas indústrias de máquinas. O mercado, porém, fica sujeito aos humores da economia e das políticas governamentais. Quando se abrem linhas de crédito para financiamento de maquinário e projetos de irrigação, cresce a oferta de emprego em propriedades rurais e cooperativas. Como os últimos superávits da balança comercial foram obtidos graças à atividade agrícola, espera-se crescimento também no nível de empregos.

No momento, está em alta o setor de mecanização, que requer profissionais capazes de projetar novos equipamentos ou adaptar modelos antigos às necessidades de determinadas culturas. Na indústria, o engenheiro agrícola está sendo solicitado para acompanhar as fases de transformação do produto rural, criando processos adequados de resfriamento do leite e embalagem de frutas.

O grande desafio para o engenheiro agrícola é conseguir adaptar a tecnologia importada às condições climáticas do Brasil. É o caso, por exemplo, das embalagens para uvas. As produzidas aqui não podem ser acondicionadas da mesma forma que as de países europeus

Currículo Básico

O currículo básico traz disiplinas das áreas de exatas e bilogicas, como física, química, geologia, biologia e informatica. Inclui ainda, estudos ligados diretamente a produção agrícola, como técnicas de planejamento, irrigação e drenagem. Em algumas cidades o estagio é supervisionado é obrigatório para a conclusão do curso.

Aptidões Desejáveis

O Engenheiro Agrícola deve ter habilidade numérica , senso de observação e capacidade de organização.

Especializações possíveis

Energização Rural, Planejamento de Produção Agropecuária, Construção Rural, Energização Rural, Engenharia de Águas e Solos, Mecanização Agrícola e Armazenamento de Produtos Agrícolas.

Campos de Atuação

Órgãos públicos estaduais ou federais, Usinas , Indústrias, Empresas de Consultoria.

O Engenheiro Agrícola

Cria a estrutura básica de fazendas, granjas, sítios ou haras.
Desenvolve e executa projetos de tratores e máquinas agrícolas. Presta assistência técnica e orienta agricultores na implantação de programas de mecanização da produção.
Planeja e executa projetos de construção de estábulos, estufas, silos para armazenagem de grãos, instalando sistemas especiais de ventilação e refrigeração.
Planeja sistemas de drenagem, irrigação, barragens, açúdes e atua na área de pesquisa no combate à erosão.
Desenvolve e executa projetos de sistemas de distribuição de energia, pesquisando o aproveitamento de formas alternativas de energia, como a solar e o biogás.Administra todos os recursos, desde mão-de-obra, financeiro e equipamento, em fazendas e cooperativas agrícolas.
Determina os equipamentos adequados a cada propriedade e para o produto da colheita. Calcula, também, as condições de armazemagem dos produtos, como temperatura e unidade.

O Curso

É um currículo que une conhecimentos da área de Engenharia Civil e Agronomia. Também são estudadas noções de gerenciamento de propriedades rurais, com disciplinas das áreas de Administração e Economia.

Para isso, o aluno passará por conteúdos como: Cálculo, Álgebra Linear, Física, Química Aplicada, Desenho Técnico, Desenho Mecânico, Mecânica Geral, Resistência dos Materiais, Botânica, Solos, Zootecnia, Fitotecnia, Hidráulica, Mecanização Agrícola, Processamento de Produtos Agrícolas, Concreto Armado, Tratores e Máquinas Agrícolas, Drenagem, Secagem e Armazenamento de grãos entre vários outros. Economia e Sociologia são outras disciplinas ofertadas para complementar o currículo.

O que o Engenheiro Agrícola pode fazer

Construção rural:Projetar e construir estufas, silos, estábulos e outros alojamentos para animais, mantendo as condições ideais de climatização dos ambientes.
Eletrificação rural:
Instalar em propriedades rurais fontes de energia hidráulica, elétrica, solar ou geradas por biogás.
Engenharia de águas e solos:
Construir açudes, barragens e sistemas de irrigação e drenagem. Combater a erosão e pesquisar técnicas de conservação do ambiente.
Extensão rural e difusão de tecnologia:
Orientar produtores rurais sobre tecnologias e conhecimentos de produção segundo a capacidade produtiva da propriedade.
Mecanização agrícola:
Projetar e construir equipamentos mecânicos, bem como otimizar sistemas mecanizados para todas as etapas da produção agropecuária. Prestar assistência técnica aos agricultores.
Planejamento agropecuário:
Organizar e gerenciar negócios agropecuários. Fazer previsão de safras e propor métodos para gestão dos recursos naturais.
Tecnologia pós-colheita:
Determinar a embalagem, o armazenamento, o transporte e o beneficiamento das safras.
Planejamento agropecuário:
Organizar e gerenciar negócios agropecuários. Fazer previsão de safras e propor métodos para gestão dos recursos naturais.
Tecnologia pós-colheita:
Determinar a embalagem, o armazenamento, o transporte e o beneficiamento das safras.

Duração: 05 anos

Engenharia Agrícola - Profissional

A Engenharia Agrícola forma profissional capacitado a solucionar problemas que afetam o desenvolvimento do meio rural. O curso fornece os conhecimentos de engenharia necessários à agricultura.

O engenheiro agrícola é o profissional da moderna agricultura e pode atuar em cinco áreas: processamento agroindustrial, energização rural, engenharia de águas e solos, edificações e ambiência rural e mecânica agrícola.

Está apto a planejar, projetar, ensaiar e/ou executar projetos relacionados com máquinas e implementos agrícolas, mecanização agrícola, instalações elétricas, produção e/ou aproveitamento de energia (eólica, hídrica, solar e de biomassa) para a empresa agrícola. Pode atuar também em irrigação, drenagem e recuperação de terras para fins agrícolas, conservação do solo, preservação ambiental, captação e distribuição de água para abastecimento e irrigação; unidade de tratamento de resíduos orgânicos e da agroindústria; instalações para a produção animal e vegetal, habitação rural e equipamentos; e unidades de beneficiamento de grãos, sementes, frutas e hortaliças.

O processamento de produtos agropecuários e a avaliação econômica dos empreendimentos agrícolas fazem parte de seu currículo básico e são atividades próprias da profissão.

Engenharia Agrícola - Atuação

A Engenharia Agrícola forma profissionais capazes de gerenciar processos agropecuários e de desenvolver, adaptar e aplicar tecnologias, visando o aumento da eficiência das atividades no campo.

Perfil do Curso

O currículo inclue disciplinas das áreas de exatas e biológicas, como Química, Física, Biologia e Informática, aplicadas ao agronegócio, além das disciplinas ligadas diretamente às tecnologias empregadas na produção agrícola.

O curso possibilita uma visão integrada da cadeia agrícola, preparando o aluno para compreeder e desenvolver tecnologias a serem empregadas no campo, sem descuidar dos fatores ambientais, econômicos e sociais, de forma a garantir o desenvolvimento sustentado da agricultura e do agronegócio.

O que o Engenheiro Agrícola pode fazer

Como engenheiro agrícola você pode atuar nas áreas de:

Estudo, Planejamento e Especificação de tecnologias para o Agronegócio
Mecanização e Automação Agrícola
Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental
Eletrificação Rural
Construções para fins rurais e instalações complementares
Armazenamento e Processamento de Produtos Agro-pecuários
Agricultura de Precisão
Agrometeorologia e Geoprocessamento
Gestão do Agronegócio
Biotecnologia

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho é bem diversificado e você pode desempenhar atividades em empresas agrícolas, cooperativas agroindustriais, indústrias de máquinas e implementos agrícolas, empresas de soluções de armazenamento, empresas produtoras de alimentos, empresas de consultoria e projetos, empresas de suprimentos agrícolas tais como de fertilizantes, corretivos e defensivos agrícolas, empresas de sistemas de irrigação, drenagem e plasticultura , empresas de biotecnologia, aviação agrícola, instituições públicas de pesquisa e de desenvolvimento tecnológico, instituições de desenvolvimento regional, etc.

Fonte: wp.ufpel.edu.br/www.unilins.edu.br/Universidade Luterana do Brasil

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal