Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Mantra  Voltar

Mantra

Mantra

Mantra do prefixo Sanscrito "MAN" (mente) e o sufixo "TRA" (ferramenta) é literalmente a ciência de usar as vibrações do som, audíveis e inaldíveis, para promover mudanças físicas e psicológicas .

O Mantra é uma invocação, contendo uma sílaba sagrada, ou um conjunto delas. É uma combinação de sílabas ou sons divinos que quando cantado com um rítmo específico, com sinceridade de devoção e pureza de pensamento e ação, e preferivelmente com uma acuidade fonética e gramatical, além de fé, devoção e emoção, na maneira prescrita pelas escrituras dos Vedas ou alguma outra, invoca uma divindade específica e a coloca a serviço do invocador para que ele conquiste seus fins desejados.

No Hinduismo, acredita-se que se um Mantra é pronunciado corretamente, a divindade não tem outra escolha senão a de ajudar o invocador.

Quando se inicia na prática de cantar, de maneira regular, um Mantra para uma divindade específica, a distância para com a divindade respectiva começa a diminuir criando uma ligação sutil entre os dois(invocador/divindade).

Quando um ritual complicado, uma ou mais entidades são convocadas por meio de Mantra s. Seu canto produz vibrações na atmosfera que despertam as divindades e facilitam suas descidas para o local da veneração.

O som que é gerado pelo canto do Mantra é muito importante, mas, normalmente é sempre acompanhado pelos tantras e yantras apropriados.

Acredita-se que está escondido nos Mantra s a energia, de forma latente, de uma divindade específica, e que se torna ativa no momento em que o Mantra é pronunciado de maneira correta como prescritas pelos shastras.

A divindade se desperta somente se a vibração gerada pelo Mantra estiver em sua frequência básica. Além disto, o uso apropriado do tantra e yantra deve se encaixar no todo da proposta da cerimônia e permanecer em harmonia com as expectativas da divindade a qual se dirigiu.

Nos Vedas fala-se que "a fala é a essência da humanidade." Tudo que a humanidade pensa e consequentemente se torna, é determinado pela expressão das idéias e ações atraves da fala e sua derivação, a escrita.Na principais práticas Védicas assim como na maioria das técnicas Budistas e no Hinduismo clássico, o Mantra é visto como uma necessiade para o avanço espiritual e conquistas mais elevadas.

Como o Dalai Lama já afirmou que sem o Mantra o Budato não pode ser alcaçado.

Bija

Forma plura do singular "Bijam" (sanc.) e significa semente. Estas são sons que não possuem uma tradução direta mas que contém um grande poder que brotam do " Mantra semente"" ou Bija.

Por exemplo, o Mantra "Shrim" é o som semente para o princípio da abundância (a Divindade Lakshmi, no Panteão Hindu.) Se repetimos "shrim" uma centena de vezes, alcança-se um certo aumento de sua potencialidade. Se você o pronuncia mil vezes, certamente seus efeitos serão proporcionalmente maiores.

Os Mantra s em sânscrito são compostos por letras que correspondem à determinas pétalas dos Chakras em nosso corpo sutil. Existem certos Mantra que são tão exatos e específicos que seriam somente indicados se você tiver a supervisão de um mestre.

Tantra é a ferramenta que se usa para lidar com o Prakrit ou o mundo 'fisico sólido como se apresenta e é experienciado pelo Annamayakosha ("corpo físico"). A raíz tântrica 'TAN' sugere extensão e atenuação que nos dá a palavra tênue em português. TAN-TRA é o estado sublime que se cria quando a mente [Manes], o Ego (Ahamkara e o intelecto (Buddhi), se tornam inativos através de uma experiência de fusão sensorial.

Tantra é uma maneira sistemática de se usar o corpo e a mente como instrumentos físicos da realização divina.O corpo e a mente constituem o eu inferior e juntos eles tem uma tendência para dirigir as suas ações pa fim de perpetuar a sua existência como se apresentam. O Tantra tem o propósito de liberar e transformar o corpo e a mente em sua jornada espiritual sendo uma parte integral do Hinduismo como em rituais de outras religiões.

Existe uma grave má compreensão de que o Tantra só é e só pode ser usado pelos Tantrikas (adeptos do Tantra) por meio do sexo. E isto não é verdade.

O Tantra é usado em todos os aspectos da prática Hindu. E nas venerações diárias estão incluídas certas posturas de corpo como prosptrações diante de uma divindade, a posição de Lotus, a purificação do corpo por meio do jejum e do banho a concentração da mente em uma imagem, exercícios de respiração pelo controle do desapego interno, o desapego do corpo e da mente pela devoção , e assim po diante. Nas formas devocionais puras de veneração, o corpo e a mente são oferecidos a Deus como um ato de sacrifício supremo e desapego interno, permitindo assim que as forças divinas se manifestem e façam o seu trabalho de purificação interna e transformação.

Os princípios derivados do Tantra constituem a pedra fundamental de todo sistema de conhecimento, na realidade podemos dizer que eles constituem a base do chamamos de ciência.Tantra é uma ciência de prática e de conhecimentos práticos através do qual podemos adquirir um poder atraindo e derivando as faculdades divinas impregnadas em todo o cosmos.Como prática, o tantra é o processo pelo qual usamos para ativar as várias glândulas vitais adormecidas e os Chakras presentes em nosso corpo, nos possibilitando um poder imenso para expandir as nossas capacidades infinitamente.

Como todo o universo está associado numa cadeia initerrupta de sucessões de um processo atômico de ação e reação, o Tantra é processo de intensificação de nossas potencialidades internas para podermos comandar este arranjo atômico, conhecido como 'Siddhi'. E quando nossa energia nterna se torna capaz de mudar e/ ou influenciar este fluxo de energia initerrupto no ambiente, nada será impossível.

Sabemos que o despertar da Kundalini, a aquisição deste conhecimento, e a ativação dos Chakras podem nos oferecer uma conquista de auto-realização e consequentemente Benção suprema. Mas como somos ainda seres humanos imperfeitos, muitos Tantrikas usam deste desenvolvimento para causar danos a outros e se aproveitarem dos prazeres sexuais.E assim, eles se envolvem numa conduta errônea onde os mais prejudicados serão eles mesmos.
A escrituras sagradas levam uma grade ênfase em querer manter o Tantra secreto. Isto é porque este conhecimento sempre foi passado verbalmente de Guru para discípulo sob a promessa de estes não passariam a ninguem mais. somente um Guru teria a capacidade e a habilidade de analisar, avaliar e se assegurar de que o conhecimento passado não seria usado de forma errônea. Por esta razão também é que todos os métodos do Tantra Sadhnas são escritos apenas parcialmente, ou na forma de símbolos, sendo necessário sempre, se ter o auxílio de um Guru Mestre.

Assim, o objetivo do ' Mantra Tantra Yantra Vigyan' é apresentar um conhecimento completo destas ciências ocultas de forma simples para que as pessoas possam entrar em contato com isto e verificar por si mesmas a veracidade de tais práticas e conseguir paulatinamente os benefícos de seu uso.

Os verdadeiros benefícios do Tantra

Tantra é basicamente uma fonte de energia e se você dominá-la, você vencerá facilmente seus obstáculos materiais e também, você tera uma grande influência em seu entorno. Os efeitos danosos dos planetas e as influências maléficas serão removidas. Você encontará um ótimo aliado no combate de tensões mentais, dores insuportáveis e outros desconfortos físicos e mentais.

Como alguns mestres ensinam; os Mantra é uma oração, um pedido para acionar uma divindade requisita para ajudá-lo. Mas a divindade nem sempre é tocada por esse pedido.Já com o Tantra é diferente; aqui você compele o poder divino a ajudá-lo. O Tantra é na realidade uma garantia de que a divindade requisitada não tenha outra saída a não ser, derramar as suas bençãos sobre você, sendo , por isso, considerado mil vezes mais poderoso e infalível.

O Tantra é a jóia do mundo Sadhana onde se pode resolver rapida e efetivamente os problemas humanos como a pobreza, miséria, vida conjugal infeliz, falta de filhos, falta de emprego, fracassos nos negócios ou na saúde. A escolha pelo Tantra é com certeza um meio seguro para o sucesso.

Fonte: www.salves.com.br

Mantra

O Mantra dos Invencíveis

O Mantra que vou lhes dar é muito simples:

Gate, gate, paragate, parassamgate, bodhi suaha.

Este Mantra pronuncia-se assim:

Gaaateee... Gaaateee... Paaaraaagaaateee... Parassssamgaaateee... Booodhiii-suaaahaaa...

Em nossos corações tem de ficar gravado.

Este Mantra é pronunciado suavemente, profundamente, e no coração. Pode também ser usado como verbo silencioso, porque há dois tipos de verbo, o verbo articulado e o verbo silencioso. O verbo silencioso é poderoso.

Mantra

Este Mantra abre o Olho de Dagma.

Este Mantra , profundo, um dia os levará a experimentar o Vazio Iluminador, na ausência do Ego. Então saberão o que é o Sunyata, então vocês entenderão o que é o Prajñaparamita.

Perseverança é o que se necessita, com este Mantra vocês poderão chegar muito longe. Convém experimentar a Grande Realidade alguma vez, isso nos enche de ânimo para lutar contra nós mesmos. Esta é a vantagem do Sunyata, esta é a maior vantagem que existe com relação à experiência do Real.

E para aproveitar a meditação e o Mantra devidamente, vamos entrar por um momento em meditação com o Mantra . Portanto, rogo a todos os irmãos entrar em meditação. Relaxamos o corpo completamente e depois nos entregamos totalmente a nosso Deus Interior Profundo, sem pensar em nada, unicamente recitando o Mantra completo, com a mente e o coração. A meditação deve ser profunda, muito profunda, os olhos fechados, o corpo relaxado, completamente entregues a nosso Deus interior. Não se deve admitir nenhum pensamento nestes instantes, a entrega a nosso Deus deve ser total, somente o Mantra deve ressoar em nossos corações. Apaguem as luzes, relaxem o corpo. Relaxamento completo e entrega total a nosso Deus Interior Profundo. Não pensem em nada, por nada, por nada...

Recitarei o Mantra , eu o repetirei muitas vezes para que não se esqueçam:

Gaaateee... Gaaateee... Paaaraaagaaateee... Parassamgaaateee... Booodhiii-suaaahaaa...

Continuem repetindo em seus corações, não pensem em nada... Entreguemo-nos a nosso Deus...

Sintam-se como um cadáver, como um defunto...

Observem como as pessoas que se dizem intelectuais são cheias de estranhas manias, alguns deixam o cabelo desalinhado, se coçam espantosamente, fazem mil palhaçadas; claro, é produto de uma mente mais ou menos deteriorada, destruída pelo batalhar das antíteses.
Se a todo conceito colocamos uma objeção, nossa mente termina brigando sozinha. Como consequência, vêm as enfermidades ao cérebro, as anomalias psicológicas, os estados depressivos da mente, o nervosismo, que destroem órgãos muito delicados como o fígado, o pâncreas, o baço etc. Mas se nós aprendemos a não ficar fazendo objeções, e deixar que cada qual pense como quiser, que diga o que quiser, terminarão as lutas dentro do intelecto e em seu lugar virá uma Paz verdadeira.

A mente das pobres pessoas briga o tempo todo. Briga consigo mesma espantosamente, e isso nos conduz por um caminho muito perigoso, que leva a enfermidades do cérebro e de todos os órgãos, destruição da mente, porque muitas células são queimadas inutilmente. Há que viver em santa paz, sem fazer objeções, que cada qual diga o que quiser e pense o que quiser. Nós não devemos fazer objeções, assim andaremos como deve ser, conscientemente.

Temos de aprender a viver. Infelizmente, não sabemos viver, estamos metidos dentro da Lei do Pêndulo. Mas reconheço aqui, conversando com vocês, que não é coisa fácil não colocar objeções. Saímos daqui, pegamos nosso carrinho e logo adiante alguém vem e nos dá uma fechada. Se não dizemos nada, pelo menos tocamos a buzina em sinal de protesto. Ainda que seja buzinando, protestamos.

Se alguém nos diz algo, em um momento que abandonamos a guarda, é certo que protestamos, fazendo objeções. É muito difícil, espantosamente difícil, não fazer objeções. No mundo oriental já se refletiu muito sobre este assunto, e também no mundo ocidental. Eu creio que há vezes em que é necessário apelar a um poder superior a nós mesmos, se é que queremos liberar-nos desta questão das objeções.

Em certa ocasião, lá pelas terras do mundo oriental, um monge budista ia caminhando, em um inverso espantoso, cheio de gelo e de neve, de animais selvagens.

Claro que isto proporcionava sofrimentos ao pobre monge, que, naturalmente, protestava e colocava objeções. Mas o pobre teve sorte. Quando estava quase desmaiando, lhe apareceu em meditação Amitaba (Amitaba em verdade é o Deus Interno de Gautama, o Buda Sakyamuni) e lhe entregou um Mantra para que pudesse manter-se forte e não fazer objeções, uma ajuda para que ele não ficasse protestando toda hora, contra si mesmo, contra a neve, contra o mundo.

Esse Mantra é utilíssimo, vou vocalizar bem para que vocês o guardem na memória e para que fique também gravado nas fitas que vocês trazem em seus gravadores:

Gaaatteee... Gaaatteee... Gaaatteee...

É melhor soletrar:G - A - T - E. Entendo que este Mantra permitiu àquele monge budista abrir o Olho de Dagma, e isso é interessante, se relaciona com a iluminação interior profunda e com o Vazio Iluminador...

Houve necessidade dessa ajuda, porque não é tão fácil deixar de colocar objeções. Um momento em que a pessoa se descuida da guarda, já está colocando objeções a tudo, à vida, ao dinheiro, à inflação, ao frio, ao calor etc. Muitos protestam porque está fazendo frio, ou porque está fazendo calor, protestam porque não têm dinheiro, protestam porque um mosquito lhes picou, protestam por tudo.

Em realidade e de verdade, quando alguém vive fazendo objeções, se prejudica horrivelmente, porque o que ganha por um lado dissolvendo o Ego, está perdendo por outro lado, com as objeções. Se alguém está lutando por não sentir ira, mas está fazendo objeções, pois o demônio da ira volta a tomar força. Se está lutando terrivelmente para eliminar o demônio do orgulho, se coloca objeções à má situação, a isto ou aquilo, volta a fortalecer esse demônio. Se está fazendo um esforço para acabar com a abominável luxúria, mas se em um dado instante coloca objeções, "porque a mulher não quer Ter relações sexuais com ele", ou a mulher, "porque o homem não a procura", e cinquenta mil objeções deste tipo, pois está fortalecendo o demônio da luxúria.

Assim, se de um lado estamos lutando por eliminar os agregados psíquicos e por outro os estamos fortalecendo, simplesmente estancamos. Portanto, se vocês querem, em realidade e de verdade, eliminar os agregados psíquicos, têm de acabar com essa questão das Objeções. Se não procedem assim, se estancam inevitavelmente, não vão progredir de maneira alguma. Quero que compreendam isto de uma vez.

Samael Aun Weor

Fonte: www.gnosisonline.org

Mantra

Mantra

Um Mantra (tib. ngag / sngags, jap. shingon), proteção mental, é uma série de sílabas que invocam a energia de um buddha ou bodhisattva. A repetição de Mantra s no Vajrayana é tão importante que o budismo esotérico também é chamado Mantra yana, o Veículo do Mantra . Além do Mantra , existe a sílaba semente (sânsc. bija), que sintetiza a essência mente iluminada.

A relação entre a fala, a respiração e o Mantra pode ser melhor demonstrada através do método pelo qual o Mantra funciona. Um Mantra é uma série de sílabas cujo poder reside em seu som; através da pronunciação repetida, pode-se obter controle sobre uma determinada forma de energia. A energia do indivíduo está fortemente ligada à energia externa, e uma pode influenciar a outra. (...) É possível influenciar a energia externa, efetuando os assim chamados "milagres". Tal atividade é realmente o resultado de se ter controle sobre a própria energia, através do qual se obtém a capacidade de comando sobre fenômenos externos. Chögyal Namkhai Norbu, Dzogchen)

Para contar as recitações, geralmente se utiliza um rosário (sânsc. mala, tib. trengwa / phreng ba) de cento e oito contas. Na prática, considera-se que uma volta do rosário equivale a cem Mantra s; os oito restantes servem para compensar os Mantra s recitados distraidamente.

O Mantra mais conhecido do buddhismo tibetano é Om Mani Padme Hum (os tibetanos pronunciam Om Mani Peme Hum), associado ao bodhisattva da compaixão, Avalokiteshvara. Nesse Mantra , a sílaba Om representa a presença física de todos os buddhas. A palavra sânscrita Mani, jóia, simboliza a jóia da compaixão de Avalokiteshvara, capaz de realizar todos os desejos. A palavra Padme significa lótus, a bela flor que nasce no lodo; do mesmo modo, devemos superar o lodo das negatividades e desabrochar as qualidades positivas. A sílaba Hum, representando a mente iluminada, encerra o Mantra .

Os Mantra snem sempre possuem um significado claro e muitos deles são compostos por sílabas aparentemente ininteligíveis. Mesmo assim, eles são efetivos porque ajudam a manter a mente quieta e pacífica, integrando-a automaticamente na concentração. Eles fazem a mente ser receptiva às vibrações muito sutis e, portanto, aumentam sua percepção. Sua recitação erradica as negatividades grosseiras e a verdadeira natureza das coisas pode ser refletida na claridade resultante em sua mente. (Lama Zopa Rinpoche, Wisdom Energy)

Recitamos e meditamos sobre o Mantra , que é o som iluminado, a fala da divindade, a união do som com a vacuidade. (...) Ele não possui uma realidade intrínseca, é simplesmente a manifestação do som puro, experienciado simultaneamente com sua vacuidade.

Através do Mantra , não nos apegamos mais à realidade da fala e do som encontrados no cotidiano, mas os experienciamos como sendo vazios. Então, a confusão do aspecto da fala de nosso ser é transformada na consciência iluminada. (Kalu Rinpoche, The Dharma)

Como atuam os Mantra s?

O som exerce um poderoso efeito sobre nosso corpo e nossa mente. E pode acalmar-nos e dar-nos prazer ou ter influência desarmoniosa, gerando uma sensação sutil de irritação.

O Mantra é ainda mais poderoso do que um som comum:é como uma porta que se abre para a profundidade da experiencia. Visto que os Mantra s não têm sentido conceitual, não evocam respostas predeterminadas. Quando entoamos um Mantra , ficamos livres para transcender os reflexos habituais. O som do Mantra pode tranquilizar a mente e os sentidos, relaxar o corpo e ligar-nos com uma energia natural e curativa. (Tarthang Tulku, A mente oculta da liberdade)

Em alguns sistemas hindus, diz-se que os Mantra ssão sons primordiais que possuem poder em e por si mesmos. No tantra buddhista tibetano, os Mantra s não têm tal poder inerente — a menos que sejam recitados por alguém com uma mente focalizada, eles são apenas sons. Porém, para as pessoas com uma atitude adequada, os Mantra s podem ser poderosas ferramentas que ajudam no processo de transformação.

Fonte: www.mistico.com

Mantra

Mantra

Na vibração dos Mantra s

A palavra Mantra é composta pelas sílabas man (mente) e tra (entrega), em sânscrito, antigo idioma da Índia. Tem origem nos Vedas, livros sagrados indianos compilados pela primeira vez em 3000 a.C.

Essas escrituras compõem-se de 4 mil sutras, das quais foram extraídos milhares de Mantra s, que atribuíam características relacionadas aos deuses, como amor, compaixão e bondade. Como o som é uma vibração, pronunciar ou ouvir os Mantra s cotidianamente é, para os hindus, a forma de ativar as qualidades divinas, abrindo nossas mentes e nossos corações para os planos superiores.

"Um Mantra é basicamente uma oração", explica o swami Vagishananda, americano radicado na Índia há mais de 20 anos, mestre dos cânticos relacionados aos Vedas.

Repeti-los muitas vezes é a chave para interromper o processo natural de pensamento intermitente, que nos leva de uma idéia a outra sem controle. Quando paramos esse fluxo mental, o corpo relaxa, e a mente se aquieta e se abre a vibrações sutis, que permitem ampliar a percepção.

Acalmar as emoções

"Recitar os Mantra s com esse propósito nos leva a conhecer qual será o próximo pensamento", diz Vagishananda. Segundo ele, esse é o primeiro passo para gerenciar as emoções, expressá-las de maneira saudável e eliminar a resistência mental em reconhecer o que não pode ser mudado, como os fatos do passado.

Algumas linhas hindus consideram os Mantra s sons primordiais que têm poder em si mesmos. Outras, como o budismo nishiren shoshu – que reverencia o Buda Nishiren, que viveu no Japão do século 7 –, recomendam que se inicie o contato com seus ensinamentos pela vocalização do Mantra Miohô, ou Sutra do Lótus.

"Todo mundo tem as qualidades divinas do Buda dentro de si. Ao pronunciar o Mantra , elas serão expressas para o mundo", explica Marcos Eduardo Correa, conhecido como monge Kyohaku, um curitibano praticante desse culto há 15 anos.

Frases poderosas

"Os Mantra s nasceram na Índia e foram adotados por todas as religiões que de lá se espalharam pelo mundo. Há várias linhagens do budismo chinês, tibetano, japonês e coreano que usam essas frases rítmicas. Porém a palavra entrou na linguagem corrente para designar os sons repetidos que levam a um estado de meditação", explica Edmundo Pellizari, professor de teologia de São Paulo.

Esse efeito tranquilizante pode ser resultado de orações como a ave-maria, o pai-nosso e a glória-ao-pai, no rosário católico. "Elas são as correspondentes cristãs dos Mantra s", explica Moacir Nunes de Oliveira, professor do departamento de teologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Maior similaridade com os Mantra s é encontrada no terço bizantino, em que a ave-maria é substituída por uma frase curta (como "Jesus, curai-me").

Refúgio de paz

Os mestres recomendam que se repitam os Mantra s, às vezes, durante horas a fio, mas no início não precisa ser tanto. O artesão João Bueno, de São Paulo, apresentado aos Mantra s por uma amiga astróloga, aprovou a experiência. Ao entoar um dos Mantra s do deus hindu Ganesha, relacionado à alegria de viver, pôde superar a perda de uma pessoa querida. "Pode ser coincidência, mas comecei a me sentir melhor com essa prática", diz João.

"O verdadeiro impacto do Mantra pode ser percebido depois de três horas de repetição", explica o mestre Vagishananda. Alguns reflexos são bem mais imediatos, porém. Estudiosos do Mantra Miohô – "Nam miohô rengue kyo" –, relacionam cada sílaba a uma área do corpo, que recebem os benefícios da vibração do som. Assim, nam corresponde à devoção, mio à mente, ou cabeça, ho à boca, ren ao tórax, gue ao estômago, kyo às pernas.

O taoísmo, linha filosófica chinesa, inclui práticas com gestos, respiração, canções e meditação, mas os Mantra s são considerados fundamentais por sua praticidade. "Podem ser recitados em quase todas as circunstâncias", explica o mestre Wu Jyh Cherng, da Sociedade Taoísta do Rio de Janeiro.

Faça a experiência

Pode-se recitar Mantra s nos momentos em que sentimos necessidade de nos conectar com as qualidades das quais eles falam:alívio, calma, alegria, amparo, ânimo. Não custa tentar – afinal, o mínimo que a prática poderá fazer é deixá-lo mais tranquilo e concentrado.

A vocalização do Mantra Om Mani Padme Hum, um dos mais populares, proporciona ao final uma respiração profunda e relaxante (o H tem som de R).

Fonte: bonsfluidos.abril.com.br

Mantra

Mantra

 

O MAHAMRITYUNJAYA Mantra

Conforme os textos sagrados Hindus, o Param Brahma - Deus supremo, rege o universo através de seus três principais aspectos – a trindade divina:a criação por Brahma, preservação por Vishnu e a transmutação por Shiva.

O Mantra é o aspecto vibratório da divindade e o Mahamrityunjaya Mantra representa Shiva que como regenerador evita e elimina efermidades, e como transmutador eleva o ser aos níveis superiores da consciência. Shiva tem diversas formas divinas, bem superiores às de outros aspectos divinos.

De todas elas, a mais benevolente e importante é a do Mahamrityunjaya:Deus que permite a conquista da morte. A morte é, obviamente, inevitável, porém não deve ser intempestiva. Os sábios antigos e os iogues, descobriram meios pelos quais a morte intempestiva pode ser prevenida, o melhor deles sendo o Mahamrityunjaya Mantra . Shiva destrói o veneno dos problemas sentidos pelos seus devotos, brindando-os com o elixir da saúde, com a longevidade e os benefícios divinos.

A pessoa que canta diariamente o Mahamrityunjaya Mantra fica livre de todas as doenças e atinge a longevidade e, depois da morte, a alma se funde com Shiva.

A repetição do Mantra faz com que a pessoa fique livre de doenças e atinja a longevidade,criando melhores condições para se vencer as limitações humanas. É um meio de relacionamento com o Indestrutível, o Imperecível e o Eterno.

Mantra
"Venero o Senhor Shiva, aquele que possui olhos, Senhor de todos os sentidos e sustentador do universo. Conceda-me a imortalidade, liberta-me da morte assim como a fruta madura se desprende facilmente de seu talo."

O SIGNIFICADO

“OM”é uma sílaba que contém toda a consciência divina manifestada e não manifestada A vibração de seu som, inaudível aos nossos ouvidos, é perceptível ao ser interno. Tem o poder de purificar o ser inteiror, eliminar a desarmonia e incentivar mudanças nas pessoas ao redor.

“Tryambakam”significa três olhos. O aspecto divino possui três olhos. O terceiro olho é o da onisciência, da verdade suprema, da sabedoria indescritível.

“Yajamahe”significa, nós meditamos, adoramos, veneramos.

“Sugandhim”esta palavra é composta de su (bom) e gandha de (fragrância, odor). Deus é a fragância preciosa do amor ilimitado, puro, infinito e perfeito.

“Pushti vardhanam”Deus, que é onisciente nutre e sustenta todas as formas de vida porque Deus é a fonte de toda vida e, como tal, responde aos pedidos do devoto.

“Urvarukam-iva bandhanan”compara, figurativamente, a alma do homem com o pepino maduro que é facilmente libertado do seu talo.

“Mityor-mukshiya”é uma súplica "assim, Ó Deus, liberta-me da morte, de todas as limitações, de toda escuridão e infelicidade." A morte não significa só a morte física mas sim, a ignorância, a falta de devoção e desamor. Assim sendo, existem várias formas de morrer e o devoto pede a Deus que o liberte de todas elas.

“Mamritat”concede imortalidade. ‘Amrita’ significa imortalidade, néctar. Deus nos nutre com o néctar da imortalidade, nos brinda com saúde, força e sabedoria divina, valores eternos que nos preparam a fim de ter a experiência divina. A paciência, resistência, abnegação, pureza e anulação do ego são as condições prévias e essenciais para a realização divina. Tais qualidades representam o néctar da imortalidade.

Mantra

Resumindo, temos:

"Ó Deus Onisciente, nós O adoramos. Ó Deus pleno de fragrância, Tu és o grande provedor e sustentador de toda vida.Assim como o pepino ou a fruta madura se desprende facilmente de seu talo, assim também liberta-nos da morte, concedendo o néctar de Imortalidade."

Medite no significado deste Mantra enquanto você o repete. Dirija toda sua atenção interna para o onipotente, o onisciente.

Onde quer que você olhe, Deus está lá:dentro de você, em seus olhos, em sua alma. Se você repetir o Mantra desta maneira, receberá grandes bênçãos, Ele lhe concederá melhor saúde, preservando-o de todos os tipos de infelicidade, todo seu ser se transformará, você se tornará uma nova pessoa. Este Mantra é uma grande benção. Repita-o incessantemente com grande devoção e concentração. Quanto maior sua devoção e fé em Deus mais poderoso o Mantra se tornará. Se vierem distrações, transforme-as em meios para sentir Deus. No seu dia a dia, não se ocupe com maledicências e demais atividades mundanas, mantenha o silêncio interior e a contínua repetição mental do Mantra .

COMO PRATICAR O Mantra

Ao cantar o Mantra deve-se sentar com a face para o leste ou para o norte. De preferência usar um rosário de Rudraksha e com o dedo mediano e o polegar mover as contas. Coloque um recipiente de cobre, cheio de água, em frente a você. Ao completar a repetição do Mantra 108 vezes, beba a água. Pode-se também borrifar um pouco desta água ao redor do quarto ou dentro do recinto cantando o Mantra . Isto fará com que a energia negativa ao redor do ambiente seja destruída.

Nada impede que a qualquer hora do dia ou em qualquer situação se recite o Mantra ou ouça o CD.

É muito importante que a pronúncia seja correta porque o efeito provem da vibração sonora.

APRESENTAÇÃO

Primeira Faixa –Repetição do Mantra 108 vezes.

Segunda faixa –Repetição do Mantra 54 vezes.

O Mantra está composto em duas escalas diferentes e prediletas do Shiva.

BENEFÍCIOS E VANTAGENS DO Mantra

Este Mantra emite vibrações positivas divinas formando, ao seu redor, um escudo divino (Kavacha). Este escudo o salvará das efermidades e influências negativas. Este Mantra o transformará curando suas doenças internas, rejuvenescendo-o e lhe ajudará a anular as circunstâncias severas. Ao repetir o Mantra , mentalize que Shiva o está curando, dando-lhe longevidade.

O efeito deste Mantra aumenta quando ele é cantado concentrando-se no Mahamrityunjaya Yantra.

Mantra

Fonte: www.meetaravindra.com

Mantra

Mantra

Hoje vamos aprender a prática de três Mantra s, porque este é o tipo de prática que eu gostaria que todo mundo para levasse para casa e fizesse diariamente.

É muito agradável e fácil. Um Mantra é uma fórmula mágica. Toda vez que você pronuncia um Mantra , pode transformar a situação imediatamente; não tem que esperar. É uma fórmula mágica que você tem que aprender a recitar quando for apropriado. A condição que faz o Mantra ter efeito é a sua plena consciência, sua concentração. Significa que estes Mantra s só podem ser recitados quando você estiver perfeitamente atento e concentrado. Caso contrário, não funciona. Mas você não precisa estar atento ou concentrado cem por cento; até mesmo oitenta por cento podem produzir um milagre. E todos nós somos capazes de ficar atentos e concentrados.  

Oprimeiro Mantra é “Meu bem, eu estou aqui para você.” Eu gostaria que as crianças da Itália praticassem isto em italiano, as crianças francesas praticassem em francês, vietnamita em vietnamita, e assim por diante. Nós não temos que praticar isto em sânscrito ou tibetano. Por que nós temos que praticar este Mantra , “Meu bem, eu estou aqui para você?” Porque quando você ama alguém, tem que oferecer o melhor que você tem. E o melhor que você pode oferecer ao seu amado é sua verdadeira presença. Sua verdadeira presença é muito importante para ele ou ela. 

Eu conheço um garoto de onze ou doze anos. Um dia o pai lhe perguntou, “Amanhã será seu aniversário. O que você quer? Eu comprarei para você.” O garoto não ficou muito entusiasmado. Ele sabia que o pai era muito rico - diretor de uma corporação grande e que ele poderia comprar qualquer coisa. Ele era extremamente rico, assim não era nenhum problema comprar um presente de aniversário para o filho. Mas o garoto não quis nada. Ele não estava muito contente, e não era porque não tivesse muitas coisas para brincar. Não estava contente porque o pai não estava com ele, sempre estava ausente. O pai nunca ficou bastante tempo em casa, e o que o garoto precisava era a presença do pai. Ele tinha um pai, mas não parecia, porque o pai estava sempre muito ocupado.

Você sabe que quando alguém é rico, tem que trabalhar duro para continuar sendo rico; esse é o problema. Uma vez que você é rico, você não pode voltar a ser pobre. É por isso que tem que usar todo seu tempo e energia para trabalhar dia e noite para manter-se rico. Eu vi muitas pessoas assim. O pai não tem tempo para seus filhos. Embora aparentemente as crianças tenham um pai, na verdade eles realmente não têm um. O que eles precisam é a presença do pai ao lado deles. Assim o garoto não soube o que dizer, mas finalmente ele foi iluminado e disse, “Papai, eu sei o que eu quero.” “O que?” O pai estava esperando por um trem elétrico, ou algo assim, mas o garoto disse, “Eu quero você!” E é a verdade, se as crianças não têm o pai ou a mãe ao lado, eles não ficam felizes. O que eles querem é a presença da pessoa que amam. 

Quando você ama alguém, o presente mais precioso você pode dar é sua verdadeira presença. É por isso que você tem que praticar de tal um modo que esteja realmente lá. Estando lá cem por cento, você olha para ele ou ela, e diz, “Meu bem, eu estou realmente aqui para você.” Isso é o maior presente que nós podemos dar ao nosso amado. Mas esta não pode ser só uma declaração. Você sabe que um Mantra não é uma declaração. Um Mantra é algo que você profere com toda a verdade - você tem que estar lá cem por cento para que o que você diz se torne um verdadeiro Mantra .

E para realmente estar lá você precisa de um minuto ou dois de prática - você inspira:“Inspirando, eu estou tranquilo, expirando, eu sorrio. Inspirando, eu estou realmente aqui, expirando, eu estou realmente aqui.” Você faz algumas vezes, e de repente você realmente está lá.

É maravilhoso. Você não está mais preso a seus problemas, você não está mais preso a seus projetos, você não está mais preso pelo futuro, ou pelo passado.

Você realmente está lá, disponível para a pessoa que você ama. Quando você estiver seguro que verdadeiramente está lá, corpo e mente juntos, vá na direção da pessoa amada, e olhando plenamente consciente - sabendo que aquela pessoa realmente está lá e você também - você sorri e diz, “Meu bem, eu estou aqui para você, eu estou realmente aqui para você.”

Para muitos de nós isso é o maior presente que podemos dar ao nosso amado. Se o pai entendesse, ele praticaria respiração atenta ou andando durante alguns minutos, pararia todos seus projetos, cancelaria uma de suas reuniões, se sentaria realmente perto do menino, poria o braço ao redor do filho, e olhando nos olhos diria, “Meu bem, agora estou realmente aqui para você.”

Isso é um momento muito maravilhoso, isto é um momento quando a vida é realmente real e profunda:o pai está lá e o filho também está lá. O amor está lá porque eles estão lá um para o outro, eles estão disponíveis a um para o outro. Quando você amar alguém, você tem que se fazer disponível para a pessoa que você ama.

Esta é a prática de meditação:se fazer disponível cem por cento, como um presente para a pessoa que você ama.  

Assim eu gostaria que as crianças escrevessem essa fórmula em uma folha de papel no próprio idioma, formosamente, e decorassem isto com flores, frutas e pássaros. Quando você for para casa, prenda o Mantra em sua parede e pratique diariamente com a pessoa que você ama. “Meu bem, eu estou realmente aqui para você,” esse é o primeiro Mantra . Meus amigos na América pintaram esse Mantra em uma camiseta. Se você quiser, pode fazer uma camiseta e pintar a fórmula mágica em italiano, francês, alemão ou holandês. Quando você usar a camiseta, “Meu bem, eu estou aqui para você,” você apenas poderia olhar para aquela pessoa, apontar o Mantra em sua camiseta e sorrir.  

Osegundo Mantra é, “Meu bem, eu sei que você está aí, e eu estou muito contente.” Este também é um Mantra muito fácil de praticar. Porque amar significa buscar meios para reconhecer a presença da pessoa que você ama. Para reconhecer que ele ou ela está lá, você tem que ter tempo. Se você estiver muito ocupado, como pode reconhecer a presença dele ou dela? A condição mais importante para praticar este Mantra é que você tem que estar presente cem por cento. Se você não estiver lá cem por cento, não poderá reconhecer a presença dele ou dela. Quando você é amado por alguém, necessita que a pessoa reconheça que você está lá. Seja você muito jovem ou tenha setenta ou oitenta anos, ainda funciona do mesmo modo.

Nós sempre precisamos da outra pessoa para reconhecer que estamos aqui. Nós queremos ser abraçados pela atenção do outro. Não só crianças precisam, mas adultos também. Nós precisamos ser abraçados pela energia de plena consciência da outra pessoa. Assim se você está lá cem por cento e vai para a outra pessoa, olha para ele ou ela, sorri e diz, “Meu bem, eu sei que você está aí e eu estou muito contente.” Isso é reconhecer a presença da pessoa amada e dizer que você está muito contente que ela ainda está viva, disponível a qualquer tempo. Você sabe que esta prática pode fazer a outra pessoa muito feliz imediatamente, não precisa esperar cinco minutos para fazê-la. Isso é o Buddhadharma, efetividade imediata.

Se você for tímido, você tem que aprender. Feche a porta, apague a luz, e tente praticar o Mantra , “Meu Bem, eu sei que você está aí, e eu estou muito contente.” Quando estiver seguro que pode fazer isto, abra a porta e vá para ele ou ela praticar. Eu não só pratico isso com pessoas, mas também com a lua, a estrela d'alva e as flores de magnólia. Ano passado quando eu fui para a Coréia, fiquei hospedado em um seminário protestante e minha pequena casa era rodeada de magnólias. Era primavera e as flores de magnólia estavam muito bonitas, eram brancas como a neve. Eu pratiquei meditação andando entre as flores de magnólia. Sentia-me tão feliz, tão maravilhoso. Eu parei e olhei de perto para cada flor de magnólia, sorri, inspirei e expirei e disse, “Meu bem, eu sei que você está aí e eu estou muito contente,” e me curvei à flor. Eu estava muito contente, e imaginei que a flor de magnólia também estivesse contente, porque quando as pessoas reconhecem e apreciam sua presença, você sente que vale algo. Claro que, as flores de magnólia eram muito, muito preciosas para mim. 

Às vezes eu olho para a lua cheia com plena consciência, pratico inspirando e expirando, e falo para a lua cheia o Mantra :“Lua cheia, lua cheia bonita, eu sei que você está aí, e eu estou muito contente.” E eu estava realmente contente naquele momento. Eu era uma pessoa livre, não estava assaltado por preocupações, medo ou qualquer projeto. E como eu era livre, eu era eu mesmo. Eu tive tempo e oportunidade para tocar as maravilhas da vida ao redor de mim, e é por isso que pude tocar a lua cheia e praticar o Mantra com ela.

Esta tarde você poderia praticar o Mantra com alguém, ou apenas praticar o Mantra com uma árvore ou uma borboleta, porque eles são todos maravilhosos.

Nós estamos na sala de meditação e todos nós podemos ouvir o som da chuva. Para mim o som da chuva é algo maravilhoso. No Hamlet Superior nós temos uma varanda batizada de varanda “escutar-a-chuva”. Você só é uma pessoa livre se puder sentar lá e escutar a chuva, e ficará muito contente, porque a chuva é algo maravilhoso. Eu penso muito frequentemente na chuva como o bodhisattva Avalokiteshvara. Depois de várias semanas sem chuva, a vegetação começa a sofrer e quando a chuva vem você pode ver que todas as árvores e arbustos ficam muito contentes. Eu penso que eles desfrutam muito do som da chuva, como eu. Sentando na sala de meditação ou sentando na varanda “escutar-a-chuva” você pode apreciar o som da chuva e pode ficar muito contente apenas por sentar.  

A felicidade é possível com a plena consciência porque ela nos ajuda a perceber o que é precioso. Os que ainda têm uma mãe deveriam estar contentes. Os que ainda têm um pai deveriam estar contentes. Os que ainda têm olhos em condição boa para poder olhar para a lua, deveriam estar contentes. Há muitas coisas que nos podem nos fazer feliz agora. Isso é a prática de plena consciência, a prática de meditação budista. Por favor, escreva o segundo Mantra em outra folha de papel em sua melhor letra, e decore com flores, frutas, folhas, pássaros, e assim por diante, e pendure isto em seu quarto. Eu tenho certeza que se você praticar o primeiro e o segundo Mantra , você fará muitas pessoas ao redor muito felizes. E não me fale que a prática é que difícil, porque não é.

Oterceiro Mantra também é fácil de praticar. Você pratica este Mantra quando vê que a pessoa amada sofre. Ela ou ela está chorando ou parece muito infeliz. Se você quer ser um amante, então tem que saber o que está acontecendo à pessoa que você ama, e a plena consciência o ajudará a notar que algo está errado dentro daquela pessoa. Claro que, se você está lá inteiro para ele ou ela, notará logo que a pessoa amada sofre. Se você não sabe que a pessoa amada sofre, você não está atento, não é um amante ideal, porque não há nenhuma plena consciência em você.

Os que reivindicam ser verdadeiros amantes deveriam praticar plena consciência. Temos que praticar meditação, porque como você pode amar se não está lá? Você só pode amar quando estiver lá e para que isso aconteça têm que praticar estar presente, seja através de respiração consciente, do caminhar consciente, ou qualquer prática que possa o ajudar a realmente estar lá, como uma pessoa livre para a pessoa amada. Como você está inteiro, está plenamente consciente e por isso você nota que a pessoa amada sofre. Naquele momento você tem que praticar profundamente, estar lá cem por cento. Você vai para ele ou ela, e pronuncia o terceiro Mantra , “Meu bem, eu sei que você sofre e é por isso que eu estou aqui para você.” Quando você sofre, quer que a pessoa amada esteja atenta ao seu sofrimento, o que é muito humano, muito natural. Você sofre, e se a pessoa amada não sabe disso, se ele ignorar seu sofrimento, você sofre muito mais. Assim seria um grande alívio se a pessoa que nós amamos souber, estiver atenta ao nosso sofrimento. Então sua tarefa, sua prática como um amante é vir a ele ou ela e oferecer sua verdadeira presença e proferir o terceiro Mantra , “Meu bem, eu sei que você sofre, e é por isso que eu estou aqui para você.”

Antes que você possa fazer qualquer coisa para ajudar, ela já estará sofrendo menos, porque ela sabe que você está atento ao sofrimento dela. Assim o efeito da prática é instantâneo, mais rápido que se fazer café, imediato. Quanto mais você estiver concentrado, mais estará em plena consciência e maior será o efeito de sua prática. As crianças podem praticar isto muito bem. Toda vez que elas vêem o irmão ou a irmã sofrer, toda vez que vêem mamãe chorando, deveriam praticar. Eles têm que praticar inspirando e expirando profundamente, ir para aquela pessoa, pegar a mão dele ou dela e dizer, “Meu bem, eu sei que você sofre e eu estou aqui para você, realmente, eu estou aqui para você.” Este é um grande alívio.  

Eu também gostaria que você escrevesse este terceiro Mantra em seu idioma na sua melhor letra e deveria decorar isto com muito amor e cuidado. Faça uma obra-prima e não espere até que você esteja em casa para fazer isto. Eu estou lhe pedindo agora para escrever os três Mantra s e os decorar muito formosamente.

Quando você for para casa, ponha na parede de seu quarto ou talvez na sala. Minha expectativa é que você possa praticar esses Mantra s. Esta não é a prática de crianças somente, esta prática é para todo mundo. Até mesmo se você tiver setenta ou oitenta anos, ainda pode praticar e isto pode trazer muita felicidade para sua casa. Tentando algumas semanas, você verá que a situação na sua casa será transformada muito drasticamente. A comunicação será restabelecida e nós nos preocuparemos com a felicidade, a tristeza e o sofrimento de todos na família. Esta prática é fácil, simples, e todo mundo pode fazer.

Thich Nhat Hanh

Fonte: www.viverconsciente.com

Mantra

Mantra

Mantra Yoga

O Mantra Yoga é a técnica do yoga que usa todos os elementos intrínsecos do som em busca do Samádhi. Muito confundido com o Bhakti Yoga, pois este também usa os Mantra s. O Mantra é o aspecto mais sensível do Bhakti. Sensível pois o som pode ser percebido pela audição. Entretanto, no Bhakti Yoga usamos apenas um dos aspectos do Mantra Yoga.

Vamos entender o porque. A palavra Mantra é a contração de duas outras palavras manas (pensar) e tra (intrumento). Mantra então é instrumento do pensamento. Mantra então, não é cantar hinos ou kirtans simplesmente.

Mantra é um poderoso instrumento do ego para desenvolver habilidades mentais. Tais habilidades mentais podem ser simples ou complexas. Das habilidades simples podemos destacar uma que todos os indivíduos humanos saudáveis desenvolvem durante o período escolar. A multiplicação simples. Recitamos um tipo de Mantra (3x3=9) com o intuito de desenvolver habilidades matemáticas.

A neurolinguística recentemente começou entender este processo. Ela ainda caminhará muitos passos até chegar ao grau de conhecimento conseguido pelos praticantes deste tipo de Yoga.

No Bhakti Yoga é usado apenas um tipo de Mantra (existem 3). E este tipo é subdividido em duas técnicas os kirtans e os japas. Os mais apreciados são os kirtans.

Como pode ser observado, o Mantra Yoga tem muito mais a oferecer.

Fonte: yoga-namaskar.com

Mantra

Mantra

Mantra (do sânscritoManmente eTraalavanca) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito. Os Mantra s originaram do hinduísmo, porém são utilizados também no budismo e jainismo. Os Mantra s Tibetanos são entoados como orações, repetidas como as do cristianismo. O budismo mahayana do Tibete usa Mantra s em tibetano, o zen-budismo do Japão os usa em japonês. John Blofeld encontrou em Hong Kong no começo do século XX Mantra s cuja língua ninguém sabia identificar, e que pareciam uma alteração de um original sânscrito. Para algumas escolas, especificamente as de fundamentação técnica, Mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Porém, é fundamental que pertença a uma língua morta, na qual os significados e as pronúncias não sofram a erosão dos regionalismos por causa da evolução da língua. Existem Mantra s para facilitar a concentração e meditação, Mantra s para energizar, para adormecer ou despertar, para desenvolver chakras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los. Pesquise e escolha o seu!

Sobre o Mantra abaixo:Ele é uma das faixas do CD de Tomaz Lima, Homem de Bem - perto de voncê. Nesta faixa ouvimos cerca de três mil monges e lamas tibetanos em oração pública no Jokan de Dharamsala, no Himalaia. Um generoso favor concedido ao autor do CD concedido por S.Exa.Tempa Tsering, Ministro de Sua Santidade o Dalai Lama.

A melodia do Grande Mantra tibenanoOm Mani Padme Humfoi cantando no dia de Vesak - O grande festival que comemora o nascimento, a iluminação e o parinirvana do Buda.

Fonte: www.escoladefilosofia.org.br

Mantra

O que é Tantra?

O mais elevado de todos os objetivos humanos é a aquisição da plena iluminação, um estado último de paz no qual todos os obstáculos que obscurecem a mente foram removidos e todas as boas qualidades, como meios habilidosos, sabedoria e compaixão, foram completamente desenvolvidas.

Contudo, não alcançaremos esse objetivo último simplesmente esperando por ele; precisamos empregar métodos adequados para chegar lá.

Quais são os métodos para atingir a paz da plena iluminação? São os caminhos do sutra e do Mantra secreto; não há um terceiro método. Entre esses dois, as técnicas reveladas no Mantra secreto são superiores às reveladas nos sutras.

O Mantra secreto, além de ser o caminho supremo à plena iluminação, é raro. Como disse Je Tsongkhapa, os ensinamentos do Mantra secreto são ainda mais raros que os ensinamentos dos Budas, porque dos mil Budas fundadores que surgirão neste Eon Afortunado, somente o quarto (Buda Shakyamuni), o décimo-primeiro e o último ensinarão os caminhos do Mantra secreto.

No momento, temos uma grande oportunidade de praticar esses ensinamentos raros e benéficos, logo é importante desenvolvermos uma forte intenção de praticá-los puramente.

Se os ensinamentos mahayana desaparecessem deste mundo, não teríamos mais a oportunidade de nos tornar um Buda. Portanto, enquanto ainda temos acesso a esses preciosos ensinamentos, devemos nos aplicar arduamente e tentar obter alguma experiência deles.

A etimologia do Mantra secreto é a seguinte:“secreto” indica que esses métodos devem ser praticados em segredo. Se exibirmos nossa prática, atrairemos muitos obstáculos e forças negativas. Seria como alguém que fala abertamente e descuidadamente sobre uma jóia preciosa, atraindo dessa forma a atenção de ladrões.

“ Mantra ” significa “proteção da mente”. A função do Mantra secreto é capacitar-nos a progredir rapidamente pelas etapas do caminho espiritual, protegendo nossa mente contra as aparências e as concepções comuns.

Fonte: kadampa.org

Mantra

Mantra s Xamânicos Ancestrais

Em quase todos os rituais, cerimônias, jornadas, vivências, palestras e encontros xâmanicos o participante observará a presença da entoação de diversos cantos, cantigas e Mantra s.

A palavra Mantra provém do Sânskrito, o idioma sagrado da Índia antiga, e seu significado etmológico deriva da raíz MAN e do sufixo TRA. MAN por sua vez deriva da palavra MANAS que significa mente. e TRA deriva da palavra TRANA, que significa controle.

Assim, Mantra é a combinação de sons que proporciona o controle da mente, nos sintoniza com a frequência do amor, nos traz recolhimento e tranquilidade.

O Mantra é uma oração cósmica ou vibração sonora cósmica.

O Sânskrito é considerado a língua mãe da humanidade. Sua gramática é elaboradíssima.

Os mais antigos textos sagrados:os quatro Vedas, os Upanishades, os Puranas, os épicos Ramayana e Mahabharata, Bhagavad-gita e muitos outros, são escritos em Sânskrito. Uma característica única desse idioma é que uma vasta porção de seu vocabulário é constituído de palavras que expressam, com extrema precisão, os esotéricos e intrincados conceitos referentes à espiritualidade e Transcendência. Nenhuma outra língua no mundo tem tal afinidade com os assuntos espirituais.

Lemos no dicionário Novo Aurélio:" Mantra [Do Sânskrito Mantra , "instrumento para conduzir pensamento"]. No tantrismo, fórmula encantatória que tem o poder de materializar a divindade invocada." Com referência a essa definição, queremos mostrar que o conceito de " Mantra ", ao invés de se fechar exclusivamente no tantrismo que, de acordo com o dicionário, é "caracterizado pela magia e ocultismo", pode abrir-se para diferentes enfoques e revelar caminhos de espiritualidade de extremo valor.

As escrituras sagradas da Índia apontam que os Mantra ssurgiram a mais de dez mil anos atrás, a partir da revelação de um dos principais livros sagrados, o Rg Veda.

A palavra Rg provém de rich, que significar cantar, celebrar. Sendo assim, o Rg Veda é composto de cânticos dedicados a Agni, o Deus do Fogo.

O Mantra é uma composição de palavras de natureza exclusivamente espiritual, sem nenhuma conotação secular. Essas palavras possuem a potência intrínseca de atuar diretamente na consciência da pessoa. Devido à sua natureza puramente espiritual, o Mantra tem o poder de elevar a consciência da pessoa, do nível material ao espiritual. Na consciência espiritual, a consciência individual conecta-se com a Transcendência.

Podemos nos conectar com tais planos de consciência superiores basicamente de duas maneiras. Primeiramente, desenvolvendo-se uma potencialidade específica intrínseca da natureza humana, a intuição espiritual, ou como normalmente é designada, a fé. Quando a fé está consubstanciada num intelecto purificado e forte, as possibilidades de se captar insights da Transcendência são ilimitadas. A conexão da consciência individual com a Transcendência é feita a partir da meditação, da oração, da reflexão, da contemplação e, também, do doar-se.

Outra possibilidade de conexão com a Transcendência é através da prática de Mantra -Yoga. Essa prática pode ser sonora ou mental. A grande virtude do Mantra é que o próprio som do Mantra é investido de poder para desvendar e revelar realidades concernentes a planos de consciência superiores. É afirmado nas escrituras védicas que os nomes que designam a Divindade têm o poder, embutido na própria palavra, de revelar essa Divindade à consciência individual.

Como é afirmado no texto sagrado Padma Purana:abhinnatvan nama-naminoh, "existe identidade (não-diferença: abhinnatva) entre o nome e aquilo que está sendo nomeado".

No plano de existência material-fenomenal, empírico e relativo em que vivemos, existe sempre uma dicotomia qualitativa entre a palavra e seu significado. A palavra "água" e a substância "água" são entidades diferentes. A conexão entre a palavra e a substância é meramente subjetiva. O pronunciar de "água" não aplaca a sede. Já, no plano absoluto espiritual, a palavra em si encerra a potência vibratória que representa. Mesmo não conhecendo o significado, a vibração sonora do Mantra vai atuar na consciência de quem o emite, assim como de quem escuta. É como um remédio apropriado para determinada enfermidade, mesmo sem conhecermos sua fórmula somos beneficiados por sua ação curativa, obviamente se for usado de acordo com as prescrições médicas.

A repetição sistemática do Mantra é, comprovadamente, um eficaz exercício para as funções mentais. Esse é o efeito mais tangível da prática de Mantra -Yoga.

Com essa prática, a mente e o intelecto tornam-se mais "elásticos", "flexíveis", fortes, concentrados e controlados. Por outro lado, corrige-se a tendência à dispersão, falta de foco, preguiça mental, em suma, todos os tipos de limitações e travações mentais. Essa prática pode ser executada através da meditação silenciosa ou repetição sonora, como um murmúrio, denominado japa. Em ambas práticas, prescreve-se uma postura sentada ereta (ásana), mente livre de qualquer turbulência ou distração e total concentração no som do Mantra .

O Mantra também pode ser cantado em voz alta, agregando-se a ele uma melodia. Isso chama-se kírtana, ou sankírtana, quando o canto é feito em grupo. Esse canto pode também estar associado à dança. Essa prática, se executada com absorção, espontaneidade e arrebatamento, é considerada como uma meditação dinâmica. O importante nessa prática é a pura expressão da alma. Deve-se, portanto, coibir as expressões corpóreas sensuais, que prendem a consciência ao plano físico grosseiro. O contato sistemático com o som puro do Mantra purifica a mente. A pessoa adquire maior capacidade para manter sob controle as chamadas "paixões irracionais", como, ira, cobiça, inveja, ciúme, luxúria, assim como muitas outras dinâmicas mentais perversas, como diferentes tipos de compulsão, medos injustificados, depressão, tendências à lamentação, auto-piedade, intriga, fofoca, etc.

O Mantra abre os canais da consciência para percepções supra-sensoriais e sintoniza a consciência com níveis vibratórios superiores.

Isso ocorre simultaneamente em duas vias:emissão e recepção. A emissão de vibração sonora mântrica, através de ação individual consciente e deliberada, faz com que a mente e a consciência, como um todo, vibre na mesma frequência espiritual do Mantra . Por sua vez, essa vibração espiritual emitida irá atrair uma vibração espiritual arquetípica, de mesma frequência, presente no éter.

Esse mesmo princípio rege o funcionamento de um aparelho receptor comum de radiodifusão, o rádio de cabeceira ou o radinho de pilha:ele emite determinada frequência que, por sua vez, atrai as ondas da mesma frequência presentes no éter, que estão carregadas com as mensagens sonoras que foram emitidas na estação transmissora. De forma similar, a consciência individual pode conectar-se com a Transcendência e receber energia espiritual pela prática de Mantra -Yoga. A consciência da pessoa fica sobrecarregada com energia espiritual.

Por fim, a prática do Mantra causa uma revolução no coração. Os mais refinados sentimentos de amor a Deus (o Grande Espírito), que podem fazer "amolecer" os corações mais duros, são "efeitos colaterais" do Mantra . Muitas pessoas, hoje em dia, geralmente com certa escolaridade, mas carentes de cultura espiritual, desenvolvem uma atitude fria, indiferente, crítica e, até, cínica, com respeito à espiritualidade. A tendência é desdenhar a consciência religiosa, considerando-a meramente sentimental e piegas. A idéia de Deus é tida como algo concebido pela mente humana. Considera-se que a fé é um mecanismo mental vicioso para compensar alguma carência psíquica. Com isso, a vida em nosso plano de existência perde todo o caráter sagrado. O próprio fenômeno da consciência e do milagre da vida são tratados com a mesma metodologia mecanicista e reducionista usada na manipulação dos fenômenos e elementos físicos grosseiros. Essa maravilhosa criação cósmica fica reduzida a um fluxo aleatório de forças exclusivamente materiais, sem nenhum vínculo com a Transcendência.

Dessa forma, pela prática do Mantra pode-se reverter radicalmente esse quadro. É o que podemos chamar "mudança de paradigma". Uma nova visão de mundo passa a enfocar mais as maravilhas do fenômeno da vida, assim como a realidade de Deus e nossa dependência nEle. A vida passa a ter um significado, assume uma nova dimensão. O meio ambiente, por mais adverso que seja, deixa de implacavelmente influenciar a consciência. A consciência desperta, superando assim o perigo da alienação, ignorância e auto-destruição. Olha-se sempre para frente, do passado, só os ensinamentos derivados das experiências. A morte, que normalmente é tida como o terror da vida, passa ser o marco de uma renovação super-auspiciosa, fim de um ciclo e começo de um outro, melhor. Por fim, no coração acende-se a chama beatífica do amor ao Grande Espírito, a máxima conquista da existência terrena.

O Mantra OM (AUM) é o som primordial que contém todos os outros sons e do qual toda a criação surgiu. Segundo as escrituras sagradas da Índia, os Vedas, é a sílaba mística, o corpo sonoro do Grande Espírito. É a essência interior de todos os Mantra s. É a palavra sagrada da qual emana todo o universo. OM é uma invocação, uma bênção, é a vibração da própria alma.

Escreve-se AUM, mas se pronuncia OM. É o símbolo da Divindade Suprema.

As três letras representam os três aspectos do Grande Espírito:

Mantra

Deus Criador, Deus Conservador, Deus Transformador. É a Trindade da Unidade.

Sendo o Xamanismo Ancestral o Xamanismo da Índia antiga, grande parte de suas canções, orações e invocações estão em Sânskrito.

TIPOS DE Mantra S

Existem praticamente três tipos de Mantra s:

1.Bij Mantra
2. Mantra
3.Mala Mantra

OBij Mantra é conhecido como Mantra -semente, são Mantra s que possuem de uma a dez letras. Na extensa gama de Mantra s-sementes consta o OM (AUM), o Mantra mais conhecido de todos.

Outros exemplos:LAM, VAM, RAM, YAM, HAM, SHAM e etc.

O Mantra possui de dez a vinte letras, por exemplo:OM NAMO VISHAYA NAMAH. Usado para reverenciar o Senhor Shiva.

O Mala Mantra é aquele que possui mais de vinte letras, por exemplo:

NAMO ARIHANTANAM
NAMO SIDDHANAM
NAMO AYARIYANAM
NAMO UVAJJHAYANAM
NAMO LOESAVVASAHUNAM
ESO PANCA NAMOKARO SAVVA PAVAPANASAYO
MANGALANAM CA SAVVESIMA
PADHAMA HAVAI MANGALAM

Sua tradução é: "Reverencio aqueles que já venceram todos os inimigos internos, ignorância, orgulho, ganância, raiva, etc. Reverencio aqueles que despertaram a consciência, os mestres, orientadores espirituais e os sábios."

Existem também os chamados hinos mântricos (richas), que são cânticos devocionais de alguma divindade específica. Os hinos mântricos são mais utilizados na prática de Bhakti-yoga, uma das setes linhas tradicionais do yoga.

Os Mantra s também podem ser divididos em outras categorias, quanto ao gênero, por exemplo:

Masculino, caso termine com VASHAT ou FAT; Feminino, caso termine com VOUSHAT ou SWAHA; Neutro, caso ele termine com NAMAH.

Podemos ainda classificar os Mantra s conforme o seu temperamento:quente, frio ou morno. Para sabermos qual é o temperamento exato de um Mantra , devemos observar a recorrência de certas sílabas:

Quente, a, á, i, í, e, é, ka, cha, ta, pa, ya, sha, kha, tha, fa, ra, etc. Frio, u, ú, ga, já, da, ba, la, ri, ó, dha, gha, bha, va, ma, etc. Morno, iri, xa, ang, yan, na, ana, ma, sh, há, etc.

COMO EMITIR UM Mantra

Um Mantra pode ser emitido de diversas maneiras, tais como:

Através de Kirtans:vocalizações devocionais de forma extrovertida. É uma maneira celebrativa de entoação que envolve dança.

Através de Japa:repetição contínua e ininterrúpta de um Mantra . Neste caso, sem melodia. Sua finalidade é induzir a parada do pensamento, de maneira introspectiva. Essa prática é feita com uma espécie de rosário de 108 contas, conhecido como Japa Mala.

Através de Manas:a mentalização de um Mantra . Este meio é mais eficiente que a vocalização, por não ser audível.

MANIFESTAÇÃO DE UM Mantra

O som (shabda), antes de se manifestar no mundo das formas, passa por uma série de estágios distintos.

A Escola Tântrica procura elucidar esse processo dividindo esses estágios em quatro:

Para Vag:É o som ainda não manifesto, existindo apenas como potencialidade, sendo portanto, inaudível.

Pacyanti Vag:É o som manifestado como imagem ou ideação, num plano ainda muito sutil.

Madhyama Vag:É o som manifestado no plano mental, ou seja, em forma de pensamento.

Markhari Vag:É o som articulado, que já se tornou audível através da fala.

COMO MELHOR ENTOAR UM Mantra

Um Mantra tem o poder de produzir o seu efeito sob qualquer condição, porém, se entoarmos um Mantra observando algumas regras, poderemos intensificar o seu poder de ação.

HORÁRIO:

O melhor horário para entoar um Mantra é no horário de Brahma, entre às quatro e seis hora da madrugada. Nesse período do dia o ar está mais limpo e também mais carregado de prana (energia vital). Outro horário indicado a essa prática seria ao entardecer, momento em que o metabolismo do corpo favorece atividades dessa natureza.

AMBIENTE:

É fundamental a preparação de um ambiente propício a concentração, limpo, espaçoso e silencioso. É bastante aconselhável ascender um incenso para purificar tanto o corpo quanto o ambiente.

POSIÇÃO:

O praticante deve sentar-se em posição de lótus (vrajasana), sobre uma esteira de palha e, de preferência, voltado para a Direção Norte.

APLICAÇÕES PRÁTICAS

Durante uma entoação, o praticante deve fechar os olhos e centrar a mente no chakra frontal (situado no meio testa).

Para iniciar e finalizar qualquer prática, entoe o pranava omkara, que consiste na repetição da sílaba universal OM por três vezes.

Aos iniciantes é recomendado a repetição de um Mantra em voz alta, para que a atenção se fixe mais facilmente nos sons. Com a prática pode-se experimentar outras formas de entoação como, por exemplo, manas, que consiste apenas na mentalização do Mantra .

A repetição constante de um determinado Mantra tem o poder de acalmar todas as atividades mentais.

Durante a entoação de um Mantra não se pode estar sob efeito de drogas, inclusive bebidas alcoólicas e cigarro. Aconselha-se também que, antes e depois de uma sessão, sejam evitados alimentos de origem animal.

Mantra S DOS DEUSES SUPREMOS

BRAHMA Mantra

Om Hrim Brahmaya Namah

VISHNU GAYATRI Mantra

Om Narayana Vidmahe
Vasudevaya Dhi Mahi
Tanno Vishnu Pracodayata


SHIVA GAYATRI Mantra

Mahesaya Vidmahe
Mahadevaya Dhi mahi
Tannaha Shivaha Pracodayata

Mantra S NO XAMANISMO ANCESTRAL

Diversos Mantra s são entoados no dia a dia, nos rituais, pujas, celebrações e cerimônias, porém, apenas os principais serão aqui apresentados:

MAHA- Mantra HARE KRISHNA

Este Mantra é considerado um dos mais sagrados pelo Xamanismo Ancestral.

Dentre os muitos Mantra s da tradição védica, este em particular, tem uma importância especial. Trata-se do Maha- Mantra Hare Krishna. (Maha- Mantra significa "grande Mantra "). Esse Mantra védico está enunciado no Kalisantarana Upanishad, verso seis do quinto capítulo. É formado por três palavras-Hare, Krishna e Rama-que se combinam de um jeito bem particular.

Essa mesma escritura explica:"Essas dezesseis palavras do maha- Mantra tem o poder de neutralizar os efeitos negativos da sofrida era de Kali (Kali-yuga) em que vivemos. Todas as escrituras confirmam que não existe processo mais potente de elevação espiritual que o canto ou meditação desse Mantra ."

Foi revelado por Chaitanya Mahaprabhu e deve ser entoado no mínimo 108 vezes ao dia. O Movimento Hare Krishna da ISKCON é o responsável pela disseminação do Maha- Mantra no Ocidente, através de sua Divina Graça A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada.

Mantra :

Hare Krishna Hare Krishna Krishna Krishna Hare Hare Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare.

Significado:

Hare:"Ó Hara, ó Radha, potência de prazer de Krishna (o Grande Espírito), me faça qualificado para servir a Krishna".

Krishna:"Ó Krishna, porfavor, atraia a minha mente e purifique-a".

Rama:"Ó Rama, me dê o gosto transcendental do serviço a Hari".

Hari significa capturar, cativar. Então, hari pode ser hari-e, que está no vocativo. "Ó Hari, captura a minha mente, me abrigue a seus pés de lótus", ou "Ó Hara, me ajude a alcançar Hari!"

SHIVA SHANKARA- Mantra

Shiva Shankara é a personalidade, após o Grande Espírito (Sri Krishna), mais importante no Xamanismo Ancestral. Ele foi quem trouce de Shivaloka, sua morada eterna espiritual, todo o conhecimento xamânico à humanidade. Este Mantra é entoado na abertura e no final de todos os rituais e cerimônias xamânicas ancestrais.

Mantra :

Om Namo Shivaya Shankara Namah

Significado:

Ó meu Senhor Shiva Shankara, Pai do Xamanismo Ancestral, ofereço-vos minhas respeitosas reverências.

SHIVA MAHIMNAH STOTRA

Stotra de adoração ao Senhor Shiva. Entoado nas cerimônias de celebração e pujas dedicados ao Senhor Shiva.

Stotra:

Bahula rajase vishvotpattau bhavaya namo namah
Prabala tamase tat samhare haraya namo namah
Jana sukha krite sattvo driktau mridaya namo namah
Pramahasi pade nistrai gunye Shivaya namo namah


Significado:

Repetidas saudações ao Senhor da existência (bhavaya), que deu nascimento ao Universo, na forma de Brahma como Criador, que é possuidor da qualidade de Rajoguna.

Repetidas saudações a Hara, epíteto de Shiva que emerge como Rudra, o que renova o Universo, e destrói o próprio ego, que abunda no aspecto de Tamoguna (tamase).

Repetidas saudações a Mrida, epíteto de Shiva como o misericordioso e compassivo que aparece como satvodrikti, que é rico em pureza ou sattva (bondade), a manifestação de Vishnu.

Repetidas saudações ao Senhor Shiva, o auspicioso, que possui todas as formas, sendo sem forma e resplandecente, que é desprovido dos três gunas (tamas, raja e sattva) ou qualquer definição de qualidade ou atributo.

SHIVA Mantra

Outro poderoso Mantra de reverência ao Senhor Shiva. Este Mantra define que Shiva é a suprema realidade. Neste Mantra Shiva torna-se nossa verdadeira identidade, nosso verdadeiro ego. Ao entoar, nos curvamos em reverência ao Senhor Shiva, e sua vibração contínua, alimenta nosso coração da consciência nociva que nosso ego possui, de tornar-se o desfrutador central de todas as coisas. Cantando este Mantra de poder não será mais necessário a execução de austeridades, meditação ou práticas de yoga. Nem mesmo rituais ou cerimônias a Shiva serão mais necessários se entoarmos continuamente este poderoso Mantra . Ele nos torna livres de todas as restrições. Ele pode ser entoado por qualquer pessoa e sua ação é totalmente purificatória.

Mantra :

Om Namah Shivaya

Significado:

Eu me curvo reverentemente ao Senhor Shiva.

VASUDEVAYA Mantra

Este Mantra afirma que Krishna (o Grande Espírito) é a Personalidade de Deus original, e que todas as outras são Suas porções plenárias diretas e indiretas, ou porções das porções. Muito entoado antes de qualquer ensinamento oriundo das sagradas escrituras védicas.

Mantra :

Om Namo Bhagavate Vasudevaya

Significado:

Eu me curvo reverentemente à Suprema Personalidade (o Grande Espírito).

SRI GANESHA STOTRA

Stotra de adoração ao Senhor Ganesha. Entoado na abertura de todas as cerimônias xamânicas ancestrais.

Mantra :

Jai Ganesha, Jai Ganesha, Jai Ganesha Deva
Mata Shri Parvai, Pita Mahadeva
Jai Ganesha, Jai Ganesha, Jai Ganesha Deva
Ek danta, dua danta, char bhuja dhari
Kapal bhari raato sindoor musa ko sawari
Jai Ganesha, Jai Ganesha, Jai Ganesha Deva


Significado:

Oramos a ti Ganesha, Pai dos Deuses
Sua mãe é a senhora Parvati, seu pai Mahadeva
Oramos a ti Ganesha, Pai dos Deuses
Você que tem dois tipos de dentes e quatro braços fortes
Você que tem vermillion na testa
E cavalga em um rato
Oramos a ti Ganesha, Pai dos Deuses

SRI GANESHA Mantra

Mantra dedicado ao Senhor Ganesha, o removedor de obstáculos. Considerado o Mantra do sucesso, vitória, prosperidade, conhecimento e iluminação. Este Mantra é a personificação da Suprema Consciência, que remove todas as obstruções em favor de nossa purificação espiritual, progresso e perfeição. Bastante entoado também por todos aqueles que precisam de proteção em atividades que envolvam intervenção de pessoas invejosas.

Mantra :

Om Sri Ganeshaya Namah

Significado:

Eu me curvo reverentemente ao Senhor Ganesha, o removedor de obstáculos.

AMRITA Mantra

Mantra de reverência à bebida sagrada "Amrita", bebida tão sagrada na Índia quanto à Ayahuasca para os Índios Sulamericanos. Conhecida como a bebida da imortalidade. Seu feitio é realizado nas noites de Lua Cheia e Nova.

Mantra :

Om namo Soma Amrita Namah

Significado:

Eu me curvo reverentemente a Ti ó Soma (Deus da Lua), produtor do Amrita, a bebida da imortalidade.

VISHNU- Mantra

Quando entoado separadamente de qualquer outro Mantra serve para garantir a real intensão e perfeição das práticas ritualísticas e espirituais. Entoado no final de todos os rituais e cerimônias.

Mantra :

Om Tat Sat

Significado:

Grande Espírito (Suprema Personalidade), não há separação entre Tú e eu.

Mantra S PARA FINS ESPECÍFICOS

MRITYUNJAYA Mantra

Usado para prolongar a vida e reforçar o processo de cura.

Mantra :

Om Jum Sah Vasata

AGNI PRAKAR Mantra

Possui vibrações protetoras.

Mantra :

Om trailokya Raksharakshaum Phat Swaha

DIGBANDH Mantra

Usado para evitar acidentes.

Mantra :

Om Aidrim Chakrena Badhnami Namaschakraya Swaha

DASAKSHAR Mantra

Usado para curar enfermidades.

Mantra :

Hum Khe ca che Kshah Strim
Hum Kshe Hrim Phat


TRAYAKSHARI Mantra

Tem o poder de amenizar sentimentos de culpa.

Mantra :

Strium Hum Phat

DWI AKSHARI Mantra

Evita desavenças e inimizade.

Mantra :

Khe ca

TRIPURA Mantra

Traz saúde e felicidade.

Mantra :

Kubjika Tripura Gauri
Chandrika Visaharini


Mantra S USADOS NO RITUAL DE SHIVA

SHIVA ARATI Mantra

Namah Shivaya Shantaya
Karanatraya Hetave
Nivedayami Chatmanam
Gatistvam Parameshwara

Jaya Shiva Omkara Hara Shiva Omkara (2x)
Brahma Vishnu Sadashiva (2x)
Ardhangi Dhara
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Ekanan Chaturanan Panchanan Raje (2x)
Hansasan Garudasan (2x)
Vrishvahan Saje
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Do Bhuja Char Chatura Bhuj Das Bhuj
Te Sohe (2x)
Tino Rup Nirakhta (2x)
Tribhuvana Jana Mohe
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Aksha Mala Vanamala Rund Mala Dhari (2x)
Chandan Mrig Mad Chanda Bhole (2x)
Shubha Kari
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Svetambar Pitambar Baghambar Ange (2x)
Sanakadik Brahma Dik (2x)
Bhuta Dik Sange
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Kar-me Shreshta Kamandalu Chakra
Trishul Dharta (2x)
Jag Karta Jag Harta (2x)
Jag Palan Karta
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)

Brahma Vishnu Sada Shiv Janat Aviveka (2x)
Pranavakshar Ke Madhye (2x)
Ye Tino Eka
Om Hara Hara Hara Mahadev (2x)


CHANDRASHEKARAYA Mantra

Chandrashekaraya Namah Om Gangadharaya Namah Om
Shiva Shiva Shivaya Namah Om Hara Hara Haraya Namah Om
Shiva Shiva Shivaya Namah Om Maheshwaraya Namah Om


DAM DAM DAM Mantra

Dam Dam Dam Dam Damaru Bhaje
Dam Dam Dam Dam Dama Damaru Bhaje
Hara Bola Natha Shiva Shambo Bhaje
Kashi Vishwanatha Shiva Shambo Bhaje

Dama Dama Dama Dama Damaru Bhaje
Dama Dam Dama Dam Damaru Bhaje
Hara Gauri Natha Shiva Shambo Bhaje
Kashi Vishwanatha Shiva Shambo Bhaje

Ghana Ghana Ghana Ghana Ghanta Bhaje
Ghana Ghan Ghana Ghan Ghanta Bhaje
Kashi Vishwanatha Shiva Shambo Bhaje
Hara Bola Natha Shiva Shambo Bhaje


SHAMBA SHIVO JAYA Mantra

Shamba Shiva Jaya Shambha Shivo Jaya Shamba Shivo Jaya Shamba Shivo
Om Mata Om Mata Om Sri Mata Shambha Shivo Om Sri Mata Shambha Shivo


KAILASH PATI SHIVA Mantra

Kailash Pati Shiva Shankar Ki Jaya Jaya
Ganga Ki Jaya Jaya Yamuna Ki Jaya Jaya


JAYA JAYA SHAMBO Mantra

Jaya Jaya Jaya (Shiva) Shambo Hara Hara Hara Shambo
Mahadeva Shambo Mahadeva Shambo


HARA HARA HARA HARA Mantra

Hara Hara Hara Hara Namami Shankara Bhajamana Hari Ram
Hara Hara Shiva Shiva Sadashiva Bhajamana Hari Ram
Shiva Shiva Hara Hara Sadashiva Bhajamana Hari Ram
(He) Bhajamana Hari Ram


SHAMBO GANGADHARA Mantra

Shambo Gangadhara Gauri Manohara
Gauri Manohara Gangadhara
Shambo Mahadeva Gauri Manohara
Gangajata Dhara Chandrakala Dhara
Chandrakala Dhara Shambha Shiva (Hara)
Shambo Mahadeva Shambha Shiva
Gangajata Dhara Shambha Shiva
Gauri Manohara Shamba Shiva (Hara)
Shambha Shiva (Hara)
Shambha Shivo Jaya Shambha Shiva


GANGAJATA Mantra

Gangajata Dhara Gauri Shankara
Girija Mana Ramana
Jaya Mrityunjaya Mahadeva Maheshwara
Mangala Shubha Charana
Nandi Vahana Naga Bhushana
Nirupama Guna Sadana (Hara)
Natana Manohara Nila Kantha Hara
Niraja Dala Nayana


OM SHIVA Mantra

Om Shiva Om Shiva Paratpara Shiva
Omkara Shiva Tava Sharanam

Eka Natha Girijapati Shankara
Mahadeva Shiva Tava Sharanam

Uma-vi Shankara Praja-vi Shankara
Uma Maheshwara Tava Sharanam

Gauri Shankara Ganga Shankara
Samba Sadashiva Tava Sharanam


SHIVAYA PARAMESHWARAYA Mantra

Shivaya Parameshwaraya
Chandrashekaraya Namah Om

Bhavaya Guna Sambhavaya
Shiva Tandavaya Namah Om


BOLO BOLO SABMILA BOLO Mantra

Bolo Bolo Sabmila Bolo Om Namah Shivaya
Om Namah Shivaya Om Namah Shivaya

Jut Jata Me Gangadhari
Trishula Dhari Damaru Bajave

Dama Dama Dama Dama Damaru Baje
Dhun Chita-o Namah Shivaya


SHIVA SHAMBO Mantra

Shiva Shambo Hara Hara Shambo
Bhavanasa Kailasa Vilasa
Parvati Pate Pashupati Pate
Ganga Dhara Shiva Gauri Pate


NATARAJA Mantra

Nataraja Nataraja Nartana Sundara Nataraja
Shivaraja Shivaraja Shivakami Priya Shivaraja

Chidambaresha Nataraja
Parthi Purishwara Nataraja


HARA HARA MAHADEVA Mantra

Hara Hara Mahadeva Shambo
Kashi Vishwanathi Gange

Kashi Vishwanathi Gange
Kashi Amarnatha Gange

Hara Hara Mahadeva Shambo
Kashi Vishwanathi Gange


SAMBA SADASHIVA Mantra

Samba Sadashiva Samba Sadashiva
Samba Sadashiva Samba Sivom Hara

Om Mata Om Mata Om Sri Mata Jagadamba

Uma Parameshwari Sri Bhuvaneshwari
Adi Para Shakti Devi Maheshwari


SHAMBO MAHADEVA Mantra

Shambo Mahadeva Chandra Chuda
Shankara Samba Sadashiva

Ganga Dhara Hara Kailasa Vasa
Pahimaam Parvati Ramana


SHIVA SHIVA MAHADEVA Mantra

Shiva Shiva Mahadeva Namah Shivaya Sadashiva
Shiva Shiva Mahadeva Namah Shivaya Sadashiva

Hare Krishna Hare Krishna Krishna Krishna Hare Hare
Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare

Narayana Hari Narayana Hari Narayana Hari Om
Narayana Hari Narayana Hari Narayana Hari Om

Om Hari ... Om Krishna... Om Rama... Om Shiva

Bhagawan Sri Shivananda Bhagawan Sri Shivananda
Bhagavan Sri Shivananda Om
Bhagawan Sri Vishnu Swami Bhagawan Sri Vishnu Swami
Bhagawan Sri Vishnu Swami Om

Guru Maharaj Gurudevo Guru Maharaj Gurudevo
Guru Maharaj Gurudevo Sat Guru Shivananda Om

Akaiê Sramana

Fonte: www.xamanismoancestral.com.br

Mantra

A maior parte das pessoas vive dificuldades existenciais, dos mais diversos tipos, provocadas pela Experiência Interior que seus nomes as fizeram viver nas 9 Salas do inconsciente Humano.

Na verdade, ao recebermos um nome estamos sendo introduzidos numa Dimensão de Realidade dentro da qual existem regras que fazem o Lado da Vida que não Controlamos nos tratar de uma maneira bem definida, que pode ser boa ou não.

Isto faz com que o Universo conspire a favor de uns e, literalmente, contra outros.

Sabe aquela pessoa que ninguém entende como deu certo, mas deu? E aquela que tinha tudo para viver uma vida maravilhosa, mas não viveu? É por ai que a realidade da existência humana caminha.

É claro que tais fatos ocorrem porque os pais, na sua quase totalidade, dão nomes para seus filhos sem um conhecimento prévio do que irão fazer com eles, usando, em geral, como critério para a escolha de um nome apenas o que lhes parece ser
um som ou uma idéia bonita.

Muitos estragos acontecem na vida de um grande número de pessoas à partir daí.

O trabalho que realizo como Engenheiro Dimensional consiste em transformar a Experiência Interior de uma pessoa aonde ela não foi boa, fazendo-a adquirir, através do uso de Mantra s adequados, novas crenças interiores capazes de mudar o rumo de sua vida para uma direção muito melhor, introduzindo-a numa Nova Dimensão de Realidade.

Entretanto, para que isto possa acontecer é necessário que eu faça uma analise profunda da Experiência Interior que seu nome completo e a sua data de comemoração de aniversário a fizeram viver.

A partir daí posso, então, criar um Mantra que irá trabalhá-la da maneira que necessita.

É importante se entender que cada caso é um caso e que a solução capaz de modificar eficientemente a vida de uma pessoa só aparece através de um estudo pessoal que chamo de Reconstrução Psico-Física.

Nele, além de criar-lhe um Mantra Pessoal, analiso e sugiro qual é a melhor forma de usar seu nome social e profissionalmente, alterando sua grafia quando isto se revela como um procedimento capaz de torná-lo uma Marca bem mais forte.

FAZER UM TRABALHO DE TRANSFORMAÇÃO ESPECÍFICO PARA CADA PESSOA É FUNDAMENTAL NA MAIORIA DOS CASOS.

Apesar disto há muito anos, todos os anos, forneço através de programas de televisão, de rádio, jornais, revistas e através do meu Portal na Internet alguns Mantra scom os quais tento beneficiar algumas pessoas com problemas dimensionais que se enquadrem no seu campo de ação.

Há alguns anos atrás resolvi construir um Super Mantra , na forma de uma poesia, que fosse capaz de levar uma pessoa a viver uma Experiência Interior extremamente forte que a ajudasse a expandir o alcance da sua Dimensão de Realidade. Chamei-o de Teman.

Dois excelentes Temans para você usar:Saude plena, dinheiro no bolso

Meu amor é tão belo e eu me pego mais moço.

Você me olha sorrindo e eu te recebo com gosto,

Ser feliz é muito bom e eu não pago imposto.

e

O Sinal Que Eu Busco Tanto Encontrar No Fim Do Dia

Veio A Mim Neste Momento Como Um Aviso Da Alforria

Que Eu Recordo Foi Um Dia O Meu Sonho, Meu Alento

E Que Agora Constrói Tudo Sem Faltar Pedra E Cimento

Escolha um destes 2 Temans e o repita algumas vezes por dia. Ele o ajudará a atravessar o Portal de Kadisha - que é um Portal de Inexistência que interliga o nosso Universo ao Universo de Base 11 - levando-o a penetrar num tipo de Universo onde seus desejos pronunciados poderão se materializar fisicamente com muito mais facilidade e rapidez.

É com um grande prazer que este ano estou lhe presenteando com um Circuito Mântrico. Ele consiste num conjunto de sons que devem ser pronunciados durante algum tempo em circuito fechado para introduzí-lo momentaneamente na Base 11 - que é o Universo para o qual nossa evolução caminha - com o objetivo de forçar intensamente a Materialização Física de Algum Desejo Seu.

O Circuito Mantrico:é:

UZ uzuzuz RI ririri DOM domdomdom ====== Á ÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ

Para tanto feche seus olhos, encha seus pulmões de ar, via seu diafragma, e comece a pronunciar espaçadamente, e com emissão prolongada, 3 vezes as palavras UZ, RI e DOM, nesta ordem, e partindo para uma 4ª repetição, com o ar quase acabando, pronuncie apenas UZ e RI e no RI estenda a sua emissão até o ar acabar. Aí comece a encher, novamente os pulmões, e, abrindo bastante sua boca e formando um círculo com ela, pronuncie o som da letra Á de uma maneira que o volume do som cresça até o máximo que puder.

Em seguida pronuncie 3 vezes o seu desejo como se ele já tivesse acontecido e seja muito feliz.

Instruções para uso dos Mantra s

Para que um Mantra possa atingir o seu objetivo, promovendo no seu interior as transformações que irão ajudá-lo a atingir um estado de poder, repleto de tranquilidade, harmonia e de realizações bem sucedidas, é fundamental que ele seja vivenciado regularmente por seu cérebro. Isto significa que ele precisa “entrar em você” algumas vezes por dia através de
seus órgãos sensoriais.

Para que isto aconteça faça o seguinte:

Crie comunicações visuais com o Mantra e as coloque e lugares onde, no seu dia a dia, você seja obrigado a lê-las. Por exemplo, coloque etiquetas adesivas com o Mantra por dentro de suas bolsas, pastas e agendas, de tal forma que ao abri-las seja sempre forçado a lê-las.

Todos os dias, pelo menos duas vezes por dia, fique diante de um espelho e pronuncie o Mantra olhando no fundo de seus olhos.

Todos os dias escreva o Mantra , de dez a quinze vezes por dia, de uma forma lenta e profunda, apertando a ponta da caneta, ou do lápis, no papel. Esta não é uma regra rígida. Se num determinado dia só quiser escrevê-lo apenas duas vezes, vá em frente e assuma a sua vontade. Mas, por outro, lado é fundamental que você o escreva pelo menos uma vez por dia, todos os dias.

Todos os dias pronuncie o Mantra várias vezes por dia, independentemente do exercício do espelho. Falar alto ou baixo é indiferente, desde que você procure sentir a vibração do som das palavras que forem saindo de sua boca.

Fonte: www.gilsonchveidoen.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal