Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Bandeira da Espanha  Voltar

Bandeira da Espanha

De acordo com o artigo 4.1 da Constituição Espanhola de 1978, a bandeira nacional espanhola é composta de três faixas horizontais, vermelha, amarela e vermelha, a faixa amarela, sendo duas vezes maior que cada um dos dois listras vermelhas.

A faixa amarela, deslocou-se para o pólo, são as armas da Espanha.

A criação do emblema nacional espanhol remonta ao final do século XVIII .

Descrição da bandeira

Três faixas horizontais de vermelho (topo), amarelo (largura dupla) e vermelho com o brasão de armas do lado de elevação da faixa amarela, o brasão de armas inclui o selo real emoldurado pelas Colunas de Hércules, que são os dois promontórios (Gibraltar e Ceuta) em ambos os lados do extremo leste do Estreito de Gibraltar.

Bandeira da Espanha

A Bandeira da Espanha, um dos símbolos oficiais da Espanha, juntamente com o brasão da Espanha, foi adotada a 5 de Outubro de 1981 mediante a aprovação da Lei que estabeleceu a última versão do Escudo Nacional.

Anteriormente, e a partir de 29 de Dezembro de 1978, com a entrada da Constituição, confirmou-se no próprio texto constitucional a utilização de um modelo oficial formado por três faixas horizontais, vermelha, amarela e vermelha, sendo a amarela de proporção duas vezes superior às vermelhas.

Até à reforma de 1981 manteve-se o escudo da ditadura (com pequenas modificações introduzidas em 1977) e incorporado, como atualmente, na faixa amarela na parte esquerda.

Bandeira da Espanha 
Bandeira da Espanha

Brasão de armas de Espanha

O brasão de armas de Espanha é uma composição de outros seis brasões:

O primeiro quarto, de Castela: uma torre de três torreões a dourado, aclarado a azul, com contorno negro

O segundo quarto, de Leão: de fundo cor de prata, com um leão (por vezes a púrpura) de coroa dourada, linguado e unhado

O terceiro quarto, de Aragão: a dourado, com quatro listas vermelhas

O quarto quarto, de Navarra: fundo vermelho, com correntes interligadas a dourado dispostas em cruz, a partir do centro, onde consta uma esmeralda

Na base, de Granada: de fundo de prata, uma romã (granada, em espanhol), com duas folhas a verde.Sobre tudo e ao centro, um escudo pequeno de azul com três flores de lis de ouro, bordadas de gules, representando os Bourbon.

É acompanhado por duas colunas de prata, base e capitel a ouro, sobre ondas de azul e prata, superadas pela coroa imperial à direita e pela coroa real esquerda, ambas em ouro e, rodeadas por uma fita vermelha com letras a ouro, direita "Plus" e à esquerda "Ultra".

As duas colunas representam os Pilares de Hércules, que são os promontórios (Gibraltar e Ceuta) dos dois lados do extremo oeste do estreito de Gibraltar.

No topo, a Coroa Real de Aragão fechada, que é um círculo em ouro, cravado de pedras preciosas, e é forrada a vermelho.

O desenho atual está legalmente regulado por:

Lei 33/1981, de 5 de Outubro, sobre o Brasão de Armas de Espanha (Gazeta Oficial nº 250 de 19 de Outubro)

Decreto-Real 2964/1981, de 18 de Dezembro, aprovando o Brasão de Armas de Espanha oficial (Fazeta Oficial nº 221 de 15 de Setembro

Decreto-Real 2267/1982, de 3 de Setembro, com especificações técnicas sobre as cores do Brasão de Armas de Espanha (Gazeta Oficial nº 221 de 15 de Setembro)

É de salientar que o Rei de Espanha detém o seu próprio brasão de armas.

Bandeiras históricas

Bandeira da Espanha
Coroa de Castela do Reino de Castela

Bandeira da Espanha
Coroa de Aragão do Reino de Aragão

Bandeira da Espanha
Reino de Navarra

voltar 123456avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal