Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Física  Voltar

Física

Física - O que é

A Física é ciência responsável por investigar os fenômenos fundamentais da natureza, detalhando sua estrutura, compreendendo sua complexidade e aplicando todo este conhecimento no desenvolvimento de novas tecnologias.

Seria impossível pensarmos no que temos hoje sem a contribuição de físicos do passado, que através de investigações desvendaram fenômenos ópticos, elétricos e magnéticos, dentre outros, possibilitando a existência de quase tudo que hoje facilita as nossas vidas.

À partir do início do século XX, com a descoberta da mecânica quântica, foram abertos novos horizontes como a interpretação de fenômenos subatômicos e geração de novas frentes de pesquisa.

Faz-se necessária a capacidade de análise investigativa tanto de fenômenos já conhecidos e que precisam ser aprofundados, quanto de informações novas.

Exige-se que o físico que pretende seguir ao ramo das pesquisas tenha, além de conhecimentos sobre Física, alguns pré-requisitos:

1. capacidade de explorar a lógica e, ao mesmo tempo, desenvolver raciocínios nem sempre óbvios
2.
habilidades com matemática
3.
criatividade
4.
paciência e persistência.

O Físico tem, basicamente, dois caminhos a seguir:

Licenciatura: relacionada ao ensino;
Bacharelado: voltado para a pesquisa.

Devido à grande quantidade de conhecimentos acumulada nos últimos cem anos da pesquisa em Física, tornou-se necessária a divisão da mesma em Teórica e Experimental.

O físico atual não está limitado à sala de aula ou a um simples laboratório, encontrando hoje um vasto campo de atuação. Empresas de telecomunicações e de desenvolvimento de tecnologia de ponta para a área médica são grandes mercados em expansão para os físicos. O mercado financeiro também vem se mostrando muito promissor, visto que instituições bancárias de grande porte têm admitido físicos, dada sua alta capacidade de raciocínio e habilidade de resolução de situações em que se faz necessária a tomada de decisões complexas, às vezes em curto espaço de tempo.

O licenciado em Física encontra vasto campo de atuação em escolas, universidades e cursos preparatórios para vestibular, além de poder desenvolver pesquisas relacionadas à Educação.

Mesmo com toda a crise econômica mundial pela qual vem passando o mundo, certamente os físicos terão seu lugar garantido dada a falta de profissionais na área.

Áreas da Física

Física Clássica: Também conhecida como Mecânica Clássica, consiste nas teorias que antecederam o advento da Teoria da relatividade. Basicamente, analisa o movimento dos corpos, as forças que agem sobre ele e as variações de energia em questão.

Física Quântica: Preocupa-se principamente em descrever e explicar fenômenos que ocorrem a níveis subatômicos ou próximos a ele. Como objetos de estudo desta área, podemos mencionar a Radiação do Corpo Negro bem como estabilidade das órbitas descritas pelos elétrons. Prevalecem aqui a quantização da energia, Princípio da Incerteza de Heisenberg e a dualidade onda-partícula.

Astrofísica: É o ramo da Astronomia que estuda a Física do Universo, incluindo propriedades como luminosidade, temperatura, composição química etc

Estas e outras diversas áreas da Física possibilitam estudos mais aprofundados, levando-se em consideração as particularidades desta que é a desafiadora da mente humana!

A profissão

O bacharel em Física estuda corpos e fenômenos físicos, da menor partícula subatômica ao Cosmo, aplicando suas leis na solução de questões práticas e cotidianas. Pode especializar-se em diversas áreas, como acústica, plasma, astrofísica ou física nuclear. Na indústria, faz ensaios, experiências e análises para elaborar e aperfeiçoar materiais, produtos e processos, como testes de vibração e de acústica nos componentes de veículos automobilísticos. No mercado financeiro, trabalha com modelos matemáticos para analisar o comportamento das Bolsas de Valores. Também atua na área da física médica, estudando, desenvolvendo e aplicando tecnologias e equipamentos nucleares e radioativos. O maior campo de trabalho, contudo, é o magistério.

Características que ajudam na profissão:

Habilidade para lidar com números e dados estatísticos,
Raciocínio abstrato,
Criatividade,
Imaginação,
Interesse por questões científicas,
Curiosidade

O Físico

A Física é a ciência que estuda a relação entre a matéria e a energia.

O físico tem como objetivo pesquisar os fenômenos naturais e da aplicação das leis da Física na solução de problemas de ordem prática.

Realiza experiências e análises sobre fenômenos físicos em diversas áreas desenvolve materiais para indústria eletrônica e instrumentos de precisão.

Desenvolve teorias, fazendo testes e experiências em laboratório, como objetivo de descobrir a utilização da física nas áreas de acústica, atômica, mecânica, nuclear, partículas elementares e matéria condensada (Área da pesquisa básica).

Busca soluções práticas criando e aperfeiçoando produtos em áreas como:

Materiais: semicondutores e fibras óticas
Instrumentação: 
equipamentos de precisão e métodos de medição
Física Médica:
 técnicas e equipamentos nucleares para diagnóstico e tratamento de doenças
Ótica: 
raios laser com aplicação em medicina e telecomunicações
Magnetismo:
 fitas magnéticas e cabeçotes de leitura e gravação para aparelhos eletrônicos
Estudo de superfícies: 
técnicas nucleares, como microscopia eletrônica
Biofísica: 
engenharia genética
Acústica e Vibrações Mecânicas: 
materiais isolantes, diminuição de níveis sonoros e aumento da durabilidade de máquinas e sistemas mecânicos.

Pode dar aulas no ensino de 1.º, 2.º e 3.º graus.

Aptidões Desejáveis

Deve gostar de fazer pesquisas, trabalhar com números, eletrônica e tecnologias em geral.

Especializações possíveis

Acústica, Eletricidade e Magnetismo, Eletrônica, Física Nuclear, Físico Química, Mecânica, Medicina , Óptica e Térmica.

O Profissional

A Física é a ciência que estuda a natureza, a matéria e a energia em busca de respostas e descobertas que possam ser úteis para a coletividade.

Energia Elétrica, Rádio, Foguetes, Motores, devemos a Física grande parte das descobertas e invenções que fizeram e fazem o mundo atual funcionar.

O papel do Físico é baseado no conhecimento e experiências anteriores, planejar, pesquisar e realizar novas experiências, colhendo assim novos resultados.

Uma vez formado, o Bacharel em Física tem dezenas de opções de especializações, tais como: acústica, plasma, física quântica, astrofísica, física núclear, fisica médica, eletromagnetismo, física teórica, dentre outras.

O Curso

No início, há muita matemática e física básica. A partir do terceiro ano, você começa a estudar física avançada, como mecânica quântica, e a aplicar esses conhecimentos nas disciplinas específicas, como relatividade e física nuclear. Algumas escolas oferecem especializações dentro da Física, como Astronomia ou Física Médica. Neste caso, matérias específicas dessas áreas de conhecimento costumam ser oferecidas desde o princípio do curso.

A maioria das instituições de ensino, entre elas a Unicamp e a USP, oferece ao graduando, já no primeiro ano, a oportunidade de ingressar no programa de iniciação científica, que lhe dá a chance de explorar uma área de conhecimento que, no futuro, poderá ser utilizada no desenvolvimento de produto ou na pesquisa acadêmica ou industrial.

Para lecionar no ensino fundamental e médio, você deve fazer uma licenciatura ou complementar o bacharelado com disciplinas pedagógicas. Algumas instituições oferecem a licenciatura com nomes específicos, como Ciências (física), Ciências da Natureza (física) e Ciências Exatas (física). Para o ensino superior, é preciso ter pós-graduação.

Do físico é exigido muita familiaridade com a Matemática, além de raciocínio lógico, pensamento abstrato e espírito de observação.

São aptidões necessárias para um bom aproveitamento em conteúdos como Cálculo Diferencial e Integral, Computação Eletrônica, Cálculo Numérico, Geometria Analítica e Álgebra Linear, assim como em disciplinas específicas da Física como Mecânicas Clássicas e Quântica, Métodos de Física Teórica, Termodinâmica, Mecânica Estatística, Física Experimental, Relatividade, Física de Plasmas, Aeronomia e Astrofísica entre outras.

Grade Básica do Curso de Física

Cálculo Diferencial, Integral e Vetorial
Física Experimental
Instrumentação para Ensino
Geometria
Mecânica Geral
Física Clássica
Física Quantica
Estrutura da Matéria
Cálculo Numérico
Quimica Básica

Mercado de Trabalho

Indústrias e laboratórios nas áreas de mecânica, energia térmica, óptica, acústica, eletricidade e magnetismo e eletrônica.
Instituições de Pesquisa como Instituto Oceanográfico, Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, Instituto Astronômico e Geofísico entre outros.
Hospitais.
Instituições de ensino.

Duração média do curso: 04 anos.

Física - Profissão

A física é a ciência que estuda o comportamento da matéria. O físico conhece todas as relações entre os átomos e a energia produzida, assim como domina suas propriedades e leis que regem suas interações.

Existem três modalidades de formação na graduação superior: Física – bacharelado, Física – licenciatura e a mais recente, Engenharia Física.

O bacharel em Física estuda todas as escalas de corpos e fenômenos físicos, abarcando as menores partículas da matéria, os átomos, até a imensidão do cosmo. Existem diversas áreas de especialização como acústica, astrofísica, física nuclear e física quântica.

Quem opta pela licenciatura também se articula pelos mesmos campos do conhecimento do bacharel, com a diferença de que também estuda a pedagogia da física, por isso está apto a dar aulas. A engenharia Física, por sua vez, também reúne em si todos os conhecimentos do comportamento da matéria e seus elementos, acrescida de conhecimentos da engenharia, que facilitam a aplicação da física no desenvolvimento de projetos.

Tipos de Curso

a) Nível Superior

Bacharelado

Duração média de 4 anos. A grade curricular básica se articula pelo campo das Ciências Exatas, como matemática, física e computação. A formação específica se dá com aulas como teoria da relatividade, mecânica quântica, física nuclear, física atômica. Algumas escolas oferecem uma habilitação como Física Médica ou Astrofísica. Boa parte da carga horária é desenvolvida em laboratórios de teste físico.

b) Nível superior

Licenciatura

Duração média de 4 a 5 anos. A grade curricular básica é semelhante à do bacharelado, com diferenciação nas disciplinas pedagógicas que preparam o aluno para o magistério. Em algumas escolas o bacharel pode cumprir disciplinas optativas de pedagogia, saindo com a formação própria da licenciatura.

c) Nível Superior

Engenharia Física

Duração média de 5 anos. A grade curricular básica é semelhante à dos cursos de Física, somadas à disciplinas da engenharia como eletrônica avançada, optoeletrônica, vácuo. Algumas disciplinas da engenharia química também povoam o currículo como química, materiais, engenharia de produção. Também são oferecidas ao aluno disciplinas da área de humanas como filosofia do conhecimento e sociologia do trabalho. O estágio é obrigatório.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o profissional com licenciatura em Física é super aquecido, escolas de todas as regiões do país, públicas e privadas, necessitam desse profissional, que é concorrido, principalmente nas cidades interioranas. Cursinhos pré-vestibulares também contratam muitos profissionais para a preparação dos alunos para o processo seletivo das faculdades.

O ensino superior também oferece muitas vagas de emprego, a maioria dos cursos da área de exatas incluem a disciplina em suas grades curriculares e, por isso, dependem desses profissionais. Para dar aula nessas universidades é preciso ter o curso de pós-graduação.

O bacharel tem um campo de atividades um pouco mais restrito. Estão em alta os profissionais com especialização na produção de novos materiais, como biocombustíveis, polímeros, e cerâmicas diferenciadas. Os físicos habilitados em biofísica também encontram boas oportunidades de emprego em hospitais e indústria de equipamentos hospitalares.

O Engenheiro físico, que tem uma formação mais generalista, encontra trabalho em diversas áreas como meio ambiente, geração de energia, tecnologia, finanças, medicina e desenvolvimento de novos meios de transporte e comunicação.

Ofertas de Emprego

São campos de atuação desses profissionais: a acústica, a biofísica, a física ambiental, a instrumentação, os estudo magnéticos que possibilitam a criação de cartões e etiquetas inteligentes, o desenvolvimento de novos materiais, a oceanografia física e a óptica.

As ofertas de emprego se espalham por diversas regiões do país. Escolas de ensino fundamental e médio contratam para praticamente para todas as cidades do Brasil. Indústrias de tecnologia se concentram mais nas regiões Sul e Sudeste, mas também podem contratar profissionais nas regiões pólo de desenvolvimento.

Para quem se aprofunda nos conhecimentos da matemática e finanças até mesmo bancos e instituições financeiras podem ser empregadores desse profissional, que elabora modelos matemáticos para orientar aplicações. Nesse caso a concentração de empregos é mesmo no eixo Rio-São Paulo.

Na indústria, as vagas são para profissionais especializados em novos materiais e na elaboração de equipamentos, como os hospitalares. Também trabalham no desenvolvimento de sistemas de comunicação por fibra ótica. A mairo concentração de oportunidades estão nas principais capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba e Porto Alegre.

Fonte: www.cursodefisica.com.br/www.cfh.ufsc.br/www.cursocerto.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal