Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  dífrafo, como usar, letra diacrítica, vocálicos, consonantais  Voltar

DÍGRAFO



Grupo de duas letras, representando um só fonema. São dígrafos em língua portuguesa: lh, nh, ch, rr, ss, qu (+e ou i), gu (+e ou i), sc, sç, xc, além das vogais nasais (V+m ou n - chamados dígrafos vocálicos)

Os encontros gu e qu ,se forem usados com trema ou acento, não serão dígrafos, uma vez que o u será pronunciado. (quilo ? tranqüilo, enxágüe, averigúe)

Observações

Letra diacrítica

Segunda letra do dígrafo e não é fonema (membro - 1º m é fonema; o segundo, letra diacrítica). Letra h no início de palavra não é fonema nem forma dígrafo e classifica-se como letra etimológica.

Trema

É usado nos grupos qu e gu (antes de E ou I), quando esse u, átono, soa. Dessa maneira, o trema é responsável por desfazer o dígrafo, uma vez que o u é pronunciado e, portanto, fonema.

Fonte: www.graudez.com.br

Dígrafo

Ocorre quando duas letras representam um único fonema.

Também são considerados dígrafos os grupos que represetnam as vogais nasais.

São eles:

Fonte: www.literaturabrasileira.net

DÍGRAFO

É o grupo de duas letras que representam um só fonema. Os dígrafos podem ser consonantais ou vocálicos.

Dígrafos consonantais

CH, LH, NH, RR, SS, SC, SÇ. XC, XS, QU, GU.

Dígrafos vocálicos

AM ou AN, EM ou EN, IM ou IN, OM ou ON, UM ou UN.

Fonte: www.mundovestibular.com.br

DÍGRAFO

"Dígrafo", do grego di (dois) e grafo (escrever), também conhecido por digrama (di - dois e gramma - letra), ocorre quando duas letras representam um único fonema.

Apesar de alguns dígrafos serem compostos por duas consoantes, eles não formam um encontro consonantal pois representam um só fonema.

Podemos dividir os dígrafos da língua portuguesa em dois grupos: os dígrafos consonantais (que representam consoantes) e os dígrafos vocálicos (que representam vogais nasais).

Fonte: www.jurisway.org.br

DÍGRAFO

Dígrafo é o agrupamento de duas letras com apenas um fonema.

Os principais dígrafos são rr, ss, sc, sç, xc, xs, lh, nh, ch, qu, gu.

Representam-se os dígrafos por letras maiores que as demais, exatamente para estabelecer a diferença entre uma letra e um dígrafo.

Qu e gu só serão dígrafos, quando estiverem seguidos de e ou i, sem trema.

Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs têm suas letras separadas silabicamente; lh, nh, ch, qu, gu, não.

Não confunda dígrafo com encontro consonantal, que é o encontro de consoantes, cada uma representando um fonema. Por exemplo, na palavra asco, o encontro sc não forma dígrafo, já que ambas as letras são pronunciadas. Já em nascer, há um dígrafo, pois sc tem um som só: s.

Dígrafo Vocálico

É o encontro de uma vogal com m ou n, na mesma sílaba: am, an, em, en, im, in, om, on, um, un. A única função do m e do n é indicar que a vogal é nasal. Não representam, portanto, outro som. Há, então, um dígrafo, pois existem duas letras com um som só.

Por exemplo:

santo = san-to - sãto.

Não se esqueça de que, quando a palavra terminar em am, em e en o m e o n são semivogais. Não há, portanto, dígrafo nesses encontros, já que o m e o n são pronunciados. Por exemplo:

decoram = dekorãw

Fonte: www.gramaticaonline.com.br

DÍGRAFO

Vez por outra, deparamos com esse termo da Gramática, que expressa fenômeno lingüístico interessante em português. Mas afinal, o que é dígrafo?

Dígrafo

Do grego di, dois, e grafo, escrever - é dupla de letras que representa um só fonema, como "an" (em santo), que representa o fonema /ã/; "ss" (em passo), que representa /s/; "nh" (em pinho), que representa /ñ/; e outros. Portanto, nos dígrafos, as letras não formam encontro consonantal, já que não são pronunciadas as duas consoantes, pois se trata de um único fonema. Na verdade, a existência dos dígrafos revela deficiência do nosso alfabeto, pois o ideal seria que cada fonema fosse representado por uma única letra.

Os dígrafos no português brasileiro são os seguintes:

dígrafo fonema representado palavra-exemplo
am /ã/ ambos
an /ã/ antigo
ch /š/ chuva
em /ẽ/ sempre
en /ẽ/ entrada
gu /g/ guelra, guia (neste caso, usa-se "gu" somente antes de "e" e "i" e o "u" não é pronunciado.)
ha /a/
he /e/ hemisfério
he, hé / e / hera, lice
hi /i/ hipismo
ho /o/ hoje
ho, hó // homem, spede
hu /u/ humano
im /ĩ/ impedir
in /ĩ/ indicador
lh /l / galho
nh /ñ/ ninho
om /õ/ ombro
on /õ/ onde
qu /k/ queijo, quilo (neste caso, usa-se "qu" somente antes de "e" e "i" e o "u" não é pronunciado.)
rr / / terra
sc /s/ nascer
/s/ creo
ss /s/ esse
um /ű/ umbigo
un /ű/ mundo
xc /s/ exceção
xs /s/ exsurgir

Observe ainda que:

1. Quando as duas letras são pronunciadas, não se trata de dígrafo: quase, freqüente, eqüidade, lingüiça, escada, exclamação, etc. O trema é colocado sobre o "u" exatamente para indicar que ele deve ser pronunciado.

2. No final de palavras como cantam, armazém e correm, "am" e "em" não são dígrafos, pois representam os ditongos nasais /ãw/ e /?y/, respectivamente, ou seja, dois fonemas.

3. Na divisão silábica, apenas seis desses dígrafos são separáveis na escrita: rr, ss, sc, sç, xc, xs. Assim, temos: car-ro, pas-so, des-ci-da, des-ça, ex-ce-to, ex-su-da-çao.

Fonte: www.paulohernandes.pro.br

DÍGRAFO

Dígrafo é o agrupamento de duas letras com apenas um fonema.

Os principais dígrafos são: rr, ss, sc, sç, xc, xs, lh, nh, ch, qu, gu.

Representam-se os dígrafos por letras maiores que as demais, exatamente para estabelecer a diferença entre uma letra e um dígrafo.

Qu e gu só serão dígrafos, quando estiverem seguidos de e ou i, sem trema.

Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs têm suas letras separadas silabicamente; lh, nh, ch, qu, gu, não.

arroz = ar-roz - aRos assar = as-sar - aSar nascer = nas-cer - naSer desço = des-ço - deSo exceção = ex-ce-ção - eSesãw exsudar = ex-su-dar - eSudar alho = a-lho - aLo banho = ba-nho - baÑo cacho = ca-cho - kaXo querida = que-ri-da - Kerida sangue = san-gue - sãGe

Dígrafo Vocálico

É o outro nome que se dá ao Ressôo Nasal, pelo fato de serem duas letras com um fonema vocálico.

sangue = san-gue - sãGe

Não confunda dígrafo com encontro consonantal, que é o encontro de consoantes, cada uma representando um fonema.

Fonte: www.algosobre.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal