Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Franquismo  Voltar

Franquismo

O franquismo foi um regime de ditadores fascistas que surgiu na Espanha depois do término da guerra civil.

O franquismo foi comandado pelo general Francisco Franco que teve seu nome associado ao período. O franquismo atravessou décadas. Nos primeiros anos, esse regime findou a repressão brutal contra adversários e praticou uma política econômica que tinha poder sobre si mesmo, e isso fez com que o desenvolvimento do país parasse.

Franquismo

As bases do franquismo foram definidas pelo catolicismo e pelo anticomunismo. Eram impostos à sociedade por meios bastante violentos que erradicava a tradição e a cultura dos liberais. Era apoiado pela Igreja Católica e pelo Exército e exercia os poderes Executivo, Legislativo e controlava o Judiciário.

Para alguns o franquismo é considerado como democracia, mas comparado à democracias parlamentaristas pode ser definido somente como um período de ditadura. Após a morte de Francisco Franco, o rei Juan Carlos I assumiu o trono da Espanha e redemocratizou o país findando assim o período franquista.

Ainda hoje há pessoas que lutam pelo franquismo na Espanha.

Fonte: www.historiadomundo.com.br

Franquismo

O Partido Popular no governo da Espanha perdeu a vergonha de suas origens franquistas. Ante o sucesso da greve geral e a continuação dos protestos contra os cortes de gastos sociais (42% nas despesas com atendimento de crianças e 39% com idosos, mas só 2% nos dispêndios da Casa Real), fará votar um projeto que estende as leis antiterroristas aos protestos sociais dos “indignados”.

Franquismo
Na Espanha, o retrocesso social e político parece
ter-se tornado um fim em si: as finanças são mero pretexto.

Obstruir a entrada de prédio público, por exemplo, poderá resultar em até três anos de prisão.

Enquanto isso, as medidas de austeridade, longe de “acalmar os mercados”, como se pretendia, criam pânico nas bolsas europeias por seu previsível impacto depressivo e o juro pago pela dívida volta a 6%.

O retrocesso social e político parece ter-se tornado um fim em si: as finanças são mero pretexto.

Fonte: www.cartacapital.com.br

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal