Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Romário  Voltar

Romário

 

Romário

Nome completo: Romário de Souza Faria
Nascimento: Rio de Janeiro, 29/1/1966

Clubes onde jogou

- Vasco
- PSV Eindhoven-HOL
- Barcelona-ESP
- Flamengo
- Valencia-ESP

Títulos

- Campeão Carioca (1987 e 1998)
- Campeão da Copa Mercosul (2000)
- Campeão da Copa João Havelange (2000) pelo Vasco
- Campeão Carioca (1996 e 1999)
- Campeão da Copa Mercosul (1999) pelo Flamengo
- Campeão Holandês (1989, 1991 e 1992)
- Campeão da Copa da Holanda (1988, 1989 e 1990) pelo PSV Eindhoven
- Campeão Espanhol (1994) pelo Barcelona
- Campeão da Copa América (1989 e 1997)
- Campeão Mundial (1994) pela seleção brasileira

Jogos pela seleção brasileira: 84

Gols pela seleção brasileira: 69

Romário foi um dos jogadores mais importantes da seleção brasileira nos anos 90. Disputou os Mundiais da Itália, em 1990, como reserva, e de 1994, nos Estados Unidos, quando, sob o comando do técnico Carlos Alberto Parreira, foi um dos principais responsáveis pela conquista do tetracampeonato. Suas principais qualidades são os dribles rápidos e curtos, a inteligência e principalmente a precisão nos chutes.

Começou a jogar futebol nos campos da favela da Vila Penha, no Rio de Janeiro. Profissionalizou-se pelo Vasco, aos 19 anos, em 1985, onde conquistou seu primeiro Campeonato Carioca, em 1987, ao lado de Roberto Dinamite, o maior jogador do clube de todos os tempos. No ano seguinte foi artilheiro da competição, apesar de não ter conquistado o título (foi mais seis vezes artilheiro máximo da competição, sendo cinco delas consecutivas).

Em 1988, partiu para a Holanda, onde tornou-se ídolo do PSV Eindhoven. Depois de diversas conquistas, ganhou prestígio internacional. Em 1993, Romário transferiu-se para o Barcelona, sagrando-se artilheiro e campeão espanhol no ano seguinte.

Após a Copa de 1994, foi contratado pelo Flamengo e conquistou o Estadual de 1996. Depois de uma passagem pelo Valencia, voltou para a Gávea, onde venceu o Campeonato Carioca e a Copa Mercosul de 1999. Uma briga com a diretoria do clube o fez voltar para o Vasco, seu clube de origem. Lá conquistou as Copas João Havelange e Mercosul de 2000 e permanece artilheiro do time até hoje, aos 36 anos.

Na seleção, Romário nunca teve vida fácil em função das várias contusões, decorrentes do esforço físico gasto nas partidas de futevôlei e também por atos de indisciplina que marcaram sua carreira. Em 1987, teve sua primeira chance em uma excursão pela Europa. No ano seguinte, conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul. Em 1989, ao lado de Bebeto, seu companheiro de tetracampeonato, venceu a Copa América. Como reserva, participou da Copa da Itália, em 1990

Fonte: futebol.bol.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal