Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Geocentrismo  Voltar

Geocentrismo

 

A teoria do geocentrismo é o modelo cosmológico mais antigo.

Na Antiguidade era raro quem discordasse dessa visão.

Entre os filósofos que defendiam esta teoria, o mais conhecido era Aristóteles. Porém, foi Ptolomeu quem, na sua obra "Almagesto", deu a forma a esta teoria,a qual se baseia na hipótese de que a Terra estaria parada no centro do Universo e onde os corpos celestes, inclusive o Sol, giravam ao seu redor.

Essa visão predominou no pensamento humano até Nicolau Copérnico que desenvolveu a teoria heliocêntrica, criada por Aristarco de Samos.

Geocentrismo

O que é

O Geocentrismo é uma teoria astronômica segundo a qual a Terra seria o centro do universo.

Essa teoria foi proposta por Ptolomeu no século II d.C. e vigorou até o século XVI, quando foi superada pelo heliocentrismo.

A teoria do universo geocêntrico ou geocentrismo foi criada por Ptolomeu e Aristóteles que aderem à hipótese de que a Terra estaria parada no centro do universo com os corpos celestes, inclusive o Sol, girando à sua volta. Essa visão predominou no pensamento humano até à descoberta feita por Nicolau Copérnico da teoria heliocêntrica, criada por Aristarco de Samos.

O geocentrismo não deve ser confundido com a teoria da Terra plana - a noção de que na Idade Média os estudiosos achavam que a Terra era plana é um mito.

Fonte: www.webciencia.com.br

Geocentrismo

Também conhecido como universo geocêntrico, o modelo cosmológico mais antigo, foi desenvolvido pelo astrônomo Grego Claudio Ptolomeu. Esse sistema foi desenvolvido no início da Era cristã, e sua teoria estava em um livro chamado Almagesto.

Conforme a teoria, a Terra está localizada no centro do sistema solar, enquanto os planetas orbitam entorno dela. Segundo a teoria estes estão fixados em campos de esferas concêntricas que giram em velocidades diferentes.

Essa teoria foi defendida pela igreja católica, pois acreditavam que trechos bíblicos reforçavam a idéia. E após 14 séculos a teoria foi contestada por Nicolau Copérnico, que mais tarde mudaria todo o conceito de teoria do universo.

Os filósofos gregos defendiam a teoria que haveria algo de comum na matéria que compunha todos os objetos.

Era o início da teoria atômica: uma matéria dividida o maior número de vezes possível chegaria ao átomo, parte indivisível da matéria.

Houve várias teorias ao redor dela para descobrir qual era a composição deste átomo.

Mas, um filósofo chamado Empedocres Agrinito propôs que os quatro elementos(água, terra, fogo, ar) não misturavam-se com seus opostos mas poderiam misturar entre si.

Mais tarde, tendem a se agrupar em esferas, sendo que a esfera mais pesada é localizada no centro (uma esfera de terra), e a seguir haveria uma esfera de água envolvendo., logo após uma esfera de ar, e por último uma esfera de fogo.

Assim, foi comparado que a esfera de terra seria nosso planeta, a água os mares e oceanos, o ar, nossa atmosfera e por fim o fogo seriam as estrelas, o sol,e a lua. Enfim todos estariam girando ao redor da Terra.

Mais tarde a teoria foi superada, pois constatou-se que as estrelas não giram na mesma velocidade e foram chamadas de “andarilhos” ou planetas.

Também receberam os nomes por ordem de proximidade da Terra: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno.

Após a invenção do telescópio, foram descobertos os planetas Urano e Netuno, pois não podem ser visíveis a olho nu.

Até os dias de hoje é seguido os mesmos padrões de nome, acrescentando a idéia que foi descoberto que todos esses planetas giram ao redor do sol.

Michele Balbino Ferracioli

Fonte: www.fontedosaber.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal