Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  filhos gêmeos  Voltar

Filhos gêmeos

Lidando com filhos gêmeos

Filhos gêmeos

Ter filhos gêmeos não costuma ser um plano efetivo do casal. A gravidez múltipla foge ao controle, mesmo quando há uma pré-disposição genética ou tratamentos para infertilidade. Futuras mamães até sonham com isso, enquanto outras ficam desesperadas só de pensar nessa possibilidade. Afinal, a estrutura e o planejamento familiar são completamente modificados com a vinda de gêmeos.

O espaço físico da casa é revisto, o orçamento doméstico redobrado e os planos profissionais deixam de ser prioridade.

Atualmente, pela facilidade do ultra-som, a mãe tem como saber desde o primeiro trimestre que está à espera de mais de um bebê. Passada a surpresa inicial, os pais têm um bom tempo para se reorganizar antes da chegada dos pequenos.

Do ponto de vista médico, a gestação múltipla requer alguns cuidados especiais, como um acompanhamento mais rigoroso da gestante e do desenvolvimento dos bebês.

Mais trabalho para todos

Com os novos bebês, o trabalho é redobrado para todos. Amamentar mais de um bebê exige da mamãe uma dose extra de disponibilidade e paciência. É perfeitamente possível amamentar mais de um, já que quanto mais eles mamam maior a produção de leite.

Dicas para mamães de gêmeos

O bom senso e o conforto da mamãe é o que mais importa. Aos poucos, vai ficando claro qual a melhor forma de fazer as coisas.

- Coloque os dois bebês ao seio e cante para eles enquanto mamam; - Amamente um de cada vez e aproveite para conversar com ele individualmente; - Amamente quem acordou primeiro.

Fonte: www.jnjbrasil.com.br

Filhos Gêmeos

Atualmente, pode-se detectar gémeos entre a oitava e décima semana de gravidez. Quando os pais são informados que vão ter filhos gémeos sentem-se alegres, mas simultaneamente bastante preocupados. Agora, tudo lhes parece pequeno: o quarto, a casa e o carro, e as despesas vão ser maiores, porque terão de comprar tudo a dobrar.

As inquietações são imensas. Será complicada a gravidez? O parto mais difícil? Como gerir as economias? É possível alimentar os dois ao mesmo tempo? Como devemos educá-los, será correcto tratá-los de forma idêntica, vesti-los de maneira igual? Aqui ficam alguns esclarecimentos psicopedagógicos.

É complicada a gravidez de gémeos?

A grávida de gémeos costuma dar à luz na 37ª semana, e até lá a gravidez pode desenrolar-se sem quaisquer complicações. Normalmente as náuseas são mais frequentes, e por esta razão aconselha-se a tomar o pequeno-almoço na cama, beber chás ou infusões e comer alimentos baixos em calorias. A alimentação deverá ser equilibrada e controlada, não há motivos para "comer por três". A barriga cresce a um ritmo muito rápido, aliás como na maioria dos casos.

O médico exige um maior rigor no controlo do peso. As grávidas de gémeos não devem engordar mais de 15 a 17 quilos, enquanto as grávidas de filho único não podem passar dos 11 quilos de aumento de peso. O cansaço e a limitação dos movimentos são outras queixas comuns em grávidas de gémeos. As dificuldades de respiração podem ser as principais responsáveis por esse facto, por isso, é fundamental que a grávida peça ajuda nos trabalhos mais pesados.

O parto de gémeos é mais difícil?

Os gémeos nascem normalmente três ou quatro semanas antes dos filhos únicos. Nascem mais leves, com cerca de 2.300 gramas, enquanto a média dos filhos únicos é de 3.360 gramas. O nascimento dos gémeos poderá desenrolar-se sem complicações graves.

Todas as mães ambicionam os primeiros momentos com os seus filhos e querem desfrutá-lo ao máximo, preferindo estar conscientes nesse momento. Parto normal, cesariana ou anestesia epidural, oiça a opinião do médico que seguiu a gravidez.

Mais despesas com o nascimento de filhos gémeos?

Ter filhos gémeos poderá assustar os pais devido às despesas, e com razão porque têm que comprar muitas coisas a dobrar. No entanto, aparecem no mercado carrinhos de bebé em segunda mão óptimos e existe sempre algum amigo que já não necessita do berço esquecido na arrecadação. Se tiver dificuldades, não se oponha e aproveite essas oportunidades.

Como é possível alimentar os dois ao mesmo tempo?

Os primeiros cuidados maternos poderão amedrontar os pais, um comportamento natural e comum. É importante para a mãe, ter alguém com quem falar, alguém que escute as suas inquietações e saiba ajudá-la a ultrapassá-las. O ideal seria uma amiga que também tivesse tido gémeos e pudesse dar o testemunho preciso desses tempos.

Quanto à amamentação, pode-se alimentar os gémeos em simultâneo, não há nada em contra, e a dedicação e o carinho maternal podem ser distribuídos pelos dois filhos. É um acontecimento único, com um peso importante no desenvolvimento psicológico das crianças e com o qual a mãe deve sentir-se orgulhosa e privilegiada.

O dia-a-dia pode ser difícil para a mãe nos primeiros meses. Peça auxílio ao pai ou a outra pessoa. Os choros de fome, de sono e os banhos podem ser complicados só para uma pessoa, porque enquanto se dá banho a um bebé o outro chora com fome, e é natural que a mãe não consiga responder sozinha.

O apoio é saudável e alivia as tensões e preocupações. É uma oportunidade para assistir a acontecimentos inesquecíveis das crianças; como o primeiro sorriso ou a primeira palavra.

Como devemos educá-los, será correcto tratá-los de forma idêntica, vesti-los de maneira igual?

A educação deverá ser diferenciada. As crianças têm comportamentos e personalidades diferentes, que exigem atitudes paternais distintas, como tal não se deve lidar com os gémeos como se eles fossem apenas um. São dois seres com motivações e pensamentos próprios, que devem ser respeitados pelos pais.

Quanto à forma de vestir dos gémeos, todos os especialistas consideram preferível, e quanto mais cedo melhor, vesti-los de modo diferente. As crianças precisam de desenvolver o seu próprio gosto e têm o direito de se diferenciarem dos outros. Ninguém gosta de ser confundido com outra pessoa, muito menos os gémeos.

É fundamental que os pais marquem desde o nascimento a diferença entre os gémeos. Os nomes bem distintos e as roupas diferentes podem ser uma mais valia na construção de uma identidade, de uma individualidade e da maneira de pensar e de agir autónoma dos gémeos.

Fonte: www.millenniumbcp.pt

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal