Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Ginástica Acrobática  Voltar

Ginástica Acrobática

História

A Ginástica Acrobática é um esporte bonito, dinâmico e espetacular para homens e mulheres. O esporte desenvolve coragem, força, coordenação, flexibilidade, habilidades de saltos, destreza, entre outros.

Ginástica Acrobática

Acrobatas em grupos de dois, três e quatro executam rotinas com as cabeças, mãos e pés dos seus parceiros.

Ginástica Acrobática (Esportes Acrobáticos) é o nome oficial do esporte, porém, ela é freqüentemente chamada de Acrobacia.

E embora a Acrobacia fosse largamente desenvolvida no século VII devido a criação do circo, ela como um Esporte é relativamente jovem. As primeiras competições mundiais datam de 1973, e faz parte do programa dos Jogos Mundiais. Os Jogos Mundiais são competições organizadas pelo Comitê Olímpico Internacional um ano depois do Jogos Olímpicos de Verão, porém sem o mesmo impacto na mídia.

O corpo administrativo internacional, Federação Internacional de Esportes Acrobáticos (IFSA), foi fundado em 1973 e foi fundido na Federação Internacional de Ginástica (FIG) em 1998. Espera-se que esta fusão abra as portas aos Jogos Olímpicos para esta disciplina.

Com natureza de trabalho em grupo, a acrobacia ensina os indivíduos a cooperarem uns com os outros. 'Confie em seu parceiro' é um imperativo e esta atitude conduz a uma avaliação das necessidades do outro. Quando os parceiros trabalham juntos durante algum tempo, eles passam a atuar efetivamente como uma equipe.

Até mesmo nos níveis dos novatos, uma série de movimentos simples, executada em grupo, tem um maior efeito que os mesmos movimentos feitos por uma só pessoa. Ainda, dentro da rotina, há lugar para a expressão individual que valoriza infinitamente a composição.

Os Esportes Acrobáticos abrigam competidores de qualquer idade - em particular é comum participantes 'aposentados' da Ginástica Artística.

Os ginastas acabam estendendo suas habilidades da ginástica artística e sua vida competitiva, e transferem facilmente estas suas habilidades para os esportes acrobáticos. Freqüentemente, os atletas nestas condições sentem prazer em treinar e também acham fácil continuar participando em ambas as modalidades.

Os atletas com idade entre 20 e 30 anos estão hoje competindo os Esportes Acrobáticos internacionalmente. Nadia Comaneci se aposentou da Ginástica Artística na adolescência, enquanto a ginasta soviética Svetlana Grzdova se mudou para a Acrobacia depois de encerrada a carreira de ginasta. Ela e o seu marido se tornaram os campeões mundiais depois uma década.

Ginástica Acrobática

PROVAS

Os Esportes Acrobáticos têm cinco divisões: par feminino, par masculino, par misto, trio feminino e quarteto masculino.

As séries (rotinas) são executadas num tablado de 12x12 metros, semelhante ao de Ginástica Artística.

Os acrobatas em grupo devem executar três séries. Uma de Equilíbrio, uma Dinâmica e outra Combinada. As séries dinâmicas são mais ativas e com elementos de lançamentos com vôos do ginasta. As séries de equilíbrio valorizam os exercícios estáticos. Em níveis mais altos, a terceira série é uma combinação das duas séries anteriores.

Todas as séries são executadas com música e com coreografia. Isto ajuda enriquecer os movimentos corporais.

REGRAS

As competições de Ginástica Acrobática acontecem em um tablado de 12x12 metros, como na Ginástica Artística. Existem três categorias:

- Nível 3 (Estreante);

- Nível 2 (Intermediário);

- Nível 1 (Elite).

Categoria Estreante – Nível 3

1 – Série Obrigatória (estático)

Exigências:

Exercícios Individuais

a) 01 coreográfico

b) 01 tumbling

c) 01 equilíbrio

Tempo: 2m30s (dois minutos e trinta segundos) e 3s (três segundos) cada pirâmide.

Obs. Usar o quadrilátero do tablado.

A música não poderá ter som vocal.

Pares Femininos

Idem ao Pares Masculinos.

Trios Femininos

Idem às Pares Masculinos.

Quartetos Masculinos

Obs. Os Quartetos não exigem elementos individuais no exercício estático. Os exercícios de Quartetos (estáticos) são executados sem música.

Três segundos no máximo cada pirâmide, que poderão ser executadas no mesmo local do tablado.

Categoria Intermediária – Nível 2

1 . Série Livre (combinado)

a) - 3 exercícios de equilíbrio (estáticos)

b) - 3 exercícios dinâmicos

Exercícios Individuais:

Coreográfico (1)

Tumbling (1)

Equilíbrio (1)

Obs. Esta série deverá ser executada por: Par Masculino ; Par Misto; Trio Feminino e Quarteto Masculino.

Tempo: 2m30s ( dois minutos e trinta segundos ) para todos e cada movimento estático (pirâmide) deverá ser mantido por 3s (três segundos).

Usar o quadrilátero do tablado.

As músicas não poderão ter som vocal.

Ginástica Acrobática

1 . Série de Equilíbrio (estáticos)

Deve incluir 6 elementos de pares de equilíbrio.

Um mínimo de 3 elementos de equilíbrio dever ser mantidos estáticos durante 2 segundos cada.

1 (uma) vertical com subida direta a ½ braço ou braço estendido.

1 (uma) vertical com braços estendidos.

1 (uma) vertical em que haja transição de força do base ou do volante.

Em qualquer das 3 (três) torres deve haver uma troca de posição do base (parado, sentado, espacate e etc.).

Elementos Individuais:

Equilíbrio – (1) devem ser mantidos durante 2 segundos para ter valor.

Flexibilidade – (1)

Tumbling (variado)

2 . Série Dinâmica

Deve incluir elementos dinâmicos em fase de vôo:

Do parceiro para parceiro (apanhado).

Do solo para parceiro (apanhado).

Do parceiro para o solo com pirueta de 360° graus ou mais (desmonte).

Do parceiro após breve contacto para o solo (desmonte).

Do solo após breve contato com o parceiro para o solo novamente (elemento dinâmico puro).

3 . Série Combinada

Devem ser executados um mínimo de 6 elementos, 3 dos quais devem ser de equilíbrio estáticos e 3 devem ser dinâmicos.

Os equilíbrio estáticos devem ser separados ou executados em transição desde que cada posição seja mantida durante 2 segundos.

Um dos elementos dinâmicos requeridos deve ser apanhado em fase de vôo (dinâmico puro).

Elementos Individuais:

Equilíbrio (flexibilidade, etc.)

Tumbling

Obs. Elementos coreográficos podem ser utilizados para crédito adicional.

Série Equilíbrio (estático)

Uma (1) pirâmide na ½ coluna com o volante em vertical a ½ braço (parada com o braço do base flexionado).

Duas (2) pirâmides livres.

Elementos Individuais:

igual ao dos pares.

Série Dinâmica

igual ao dos pares.

Elementos Individuais :

igual ao dos pares.

Série Combinada

igual ao dos pares.

Elementos Individuais:

igual ao dos pares.

Tempo de duração das séries é igual a 2m30s.

Obs. O primeiro movimento executado por um ou mais competidores é considerado o início do exercício.

Os exercícios de duplas e trios são executados com acompanhamento musical sem som vocal.

Importante:

No "Nível Elite" serão somados as notas dos 3 esquemas (Estático, Dinâmico e Combinado).

As Entidades deverão enviar para a Comissão Organizadora os diagramas da competição 15 dias antes do Congresso Técnico.

O Presidente do Comitê Técnico é o responsável.

Equipamentos de Competição

Competidores podem participar com ou sem sapatilhas.

Jóias como: brincos, colares, pulseiras e adornos decorativos são proibidos.

Roupas e acessórios soltos são proibidos como equipamento de competição, por razões de segurança.

Mulheres competem com collant; cabelos longos devem ser fixados.

Homens competem de calça ou shorts (collant).

Obs. O árbitro chefe de competição é responsável por avisar aos ginastas quando o seu equipamento violar o código, antes da sua apresentação, seguida de penalização de acordo com o código IFSA, devem ser aplicados.

Os competidores de pares de grupos devem usar equipamentos idênticos ou complementares.

Usar o quadrilátero de tablado, exceto nos exercícios de quartetos.

Avaliação dos exercícios

1 – Dificuldade

2 – Composição

3 – Execução (incluindo recepções)

4 – Impressão Geral (incluindo coreografia, execução artística música)

5 – Tempo (duração)

6 – Tempo de manutenção dos equilíbrios (exercícios estáticos e combinados)

Será levado em conta a realidade brasileira, mas sempre seguindo o código de pontuação de IFSA.

Arbitragem

Deveremos contar com 6 árbitros, mais auxiliares.

Diagrama

As Entidades deverão enviar os diagramas (ilustração dos exercícios) 15 dias antes da competição para o comitê organizador para ajudar no cálculo das notas.

A nota de um exercício é definida por aquilo que é executado e consta no diagrama.

Fonte: www.ginasticas.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal