Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Goiaba - Página 5  Voltar

Goiaba

Goiaba

Origem: América tropical.
Frutificação: de abril a junho e de novembro a fevereiro.

Arbusto ou árvore de 2 a 10 metros de altura, caule tortuoso, de casca fina, esgalhado. Folhas opostas, inteiras, oblongo-elípticas, coriáceas, pubescentes na face inferior e glabras na superior.

Flores brancas, perfumadas, numerosas, isoladas ou em inflorescências axilares nos ramos jovens.

Fruto tipo baga, variável quanto ao tamanho, formato e cor(do branco ao vermelho). Espécie das mais conhecidas e cultivada no Brasil desde antes de 1500.

Quantidade por Porção % VD (*)
Valor Energético 28,1 Kcal = 118,2 Kj 1
Carboidratos 6,4 g 2
Proteínas 0,7 g 1
Gorduras Totais 0,0 g 0
Gorduras Satur. 0,0 g 0
Gorduras Trans. 0,0 mg 0
Fibra Alimentar 3,6 g 14
Cálcio 14,7 mg 1
Ferro 0,5 mg 3
Sódio nd 0
Fósforo 17,4 g 2
Vitamina A 53,6 g 9
Vitamina B1

0,0067 mg

1
Vitamina B2 0,0268 mg 2
Niacina 0,804 mg 5
Vitamina C 30,552 mg 68
* Valores Diários com base em uma dieta de 2.500 Kcal ou 8.400 Kj seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. *ND = Não Disponivel

Fonte: www.polifruta.com.br

Goiaba

Goiaba

Entre as muitas frutas brasileiras, a goiaba é uma das mais comuns. É uma fruta de grande valor nutritivo. Possui quantidade razoável de sais minerais, como cálcio e fósforo. É rica em vitaminas. Possui vitaminas A, B1 (Tiamina) e B2 (Riboflavina), e, possivelmente, também proporção razoável de vitamina B6 (Piridoxina). Em matéria de vitamina C, tem poucos rivais.

A goiaba branca e a amarela são mais ricas que a vermelha.

O conteúdo de vitamina C vai decrescendo de fora para dentro do fruto. Nessas condições, a casca é mais rica do que a polpa externa e esta mais do que a polpa interior. Porém, devido ao uso de inseticidas, convém descascar as goiabas.

Grande é a concentração de vitamina C na goiaba desidratada. 1800 gramas de pó são suficientes, afirma-se, para proteger um explorador ártico contra o escorbuto, durante cerca de 90 dias.

Uso Medicinal

A goiaba e a goiabeira encerram ricas virtudes medicinais.

As folhas da goiabeira, em decocção, empregam-se contra as hemorragias uterinas, a incontinência da urina, a inchação das pernas e pés, a cólera infantil, a gastrenterite. Usam-se 30g de folhas para um litro de água.

A goiaba é muito adstringente, sendo aconselhada por alguns para curar as diarréias mais rebeldes. Essa propriedade do fruto se observa também no seu doce natural ou goiabada caseira.

Com os grelos ou folhas tenras de seus ramos, especialmente quando misturados com grelos e folhas de laranjeira azeda, prepara-se um chá medicinal de pronto efeito no tratamento das indigestões.

A goiaba verde bem amassada, cozida em água, sendo coado o respectivo cozimento, dá um caldo que, tomado em clisteres, juntamente com banhos de cozimento de suas folhas, combate de modo eficaz as diarréias renitentes.

Valor Alimentício

Goiaba

A goiaba é verdadeiramente útil à nossa alimentação pelos elementos nutritivos que oferece. Contém, como já mencionamos, cálcio, fósforo e ferro. Possui também as vitaminas A, B1, B2 a alto teor de vitamina C, cuja proporção é diferente em cada variedade de goiaba.

A goiaba poderá conservar boa parte desse teor vitamínico se na sua preparação forem observadas certas normas indispensáveis. O mesmo não se dá com outros doces de goiaba (geléia, goiaba em calda), que são pobres em vitamina C. A goiaba cristalizada perde quase toda a vitamina C. As preparações domésticas da goiaba apresentam maior proporção de ácido ascórbico que as industriais.

A nossa preferência deve ser sempre sobre a goiaba ao natural, apesar de ser bastante usada em forma de goiabadas, doces em calda e geléias.

Resumo das Utilidades Medicinais

Cólera Infantil: Recomenda-se tomar o chá da folha da goiabeira.

Diarréia: Tomar o chá das folhas tenras da goiabeira. Ou macerar bem a goiaba verde, cozer, coar em pano fino e aplicar clisteres com este líquido.

Digestão, distúrbios da: Recomenda-se fazer refeições exclusivas de goiaba fresca. Pode-se também preparar um chá com os brotos da goiabeira e as folhas da laranjeira azeda.

Disenteria: Proceder como indicado em diarréia.

Dispepsia: Ver digestão, distúrbios da.

Enterite: Proceder como indicado em gastrenterite.

Escorbuto: Incluir goiaba na alimentação.

Fermentações gastrintestinais: Proceder como indicado em digestão, distúrbios da.

Gastrenterite: Recomenda-se tomar o chá da folha tenra da goiabeira.

Hemorragia uterina: Ver metrorragia.

Incontinência da urina: Tomar o chá da folha tenra de goiabeira. É indicado especialmente para crianças. Mas não tomar próximo à hora de dormir. Se a criança for nervosa, acrescentar a este chá um pouco de valeriana ou camomila.

Inchação das pernas e pés: Tomar o chá da folha da goiabeira. Para produzir melhor resultado, acrescentar cavalinha (erva) a este chá.

Metrorragia: Tomar o chá forte da folha tenra da goiabeira.
Pés, inchação dos: Tomar o chá da folha tenra da goiabeira.
Tuberculose: Recomenda-se a inclusão da goiaba na dieta.

Fonte: www.portalnatural.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal