Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dicas De Fotografia - Página 21  Voltar

Dicas de Fotografia

Diafragma fotográfico

Aberturas do diafragma
Diferentes aberturas do diafragma

Descrição

O diafragma fotográfico é o dispositivo que regula a abertura de um sistema Ótico.

É composto por um conjunto de finas lâminas justapostas que se localiza dentro da objetiva, e que permitem a regulagem da intensidade de luz que incidirá no material foto-sensível.

O valor do diafragma se dá através de números, conhecidos como números f ou "f-stop", e seguem um padrão numérico universal.

Esta escala inicia-se em 1, 1.4, 2, 2.8, 4, 5.6, 8, 11, 16, 22, 32, 45 etc, sendo que, quanto menor for o número f, maior a quantidade que luz que ele permite passar e, quanto maior o número f, menor a quantidade de luz que passará¡ pelo diafragma.

Cada número maior, ou seja, mais fechado, representa a metade da luz que a abertura anterior permite passar, assim como a cada número menor, ou seja, mais aberto, permite a entrada do dobro de luz.3

Escalas de aberturas

A atual escala de abertura utilizada é obtida através da:

f = DF / A

Onde:

f É o valor do diafragma obtido
DF É a distância focal
A É o diametro da abertura, em milímetros

Diafragma e a profundidade de campo

Os diferentes valores de abertura do diafragma também geram diferentes efeitos de profundidade de campo, e consequente aparência de foco.

Diafragmas mais fechados tendem a proporcionar maior "foco", enquanto diafragmas mais abertos tendem a fazer o oposto, tendo em vista que ele aumenta ou diminui a profundidade de campo.

Diafragma e a nitidez

Em geral, recomenda-se sempre utilizar as aberturas medianas da objetiva que será¡ utilizada, pois elas contém a menor probabilidade de causar aberrações cromáticas e de problemas de refração nas bordas (quando utilizadas próximas a abertura máxima), ou de difração com o uso de aberturas muito pequenas.
Diafragma

As objetivas fotográficas possuem um elemento importantíssimo para controlar a quantidade de luz que chega ao filme: o diafragma.

O diafragma ou abertura é o disco que sempre está situado em volta da objetiva e atua como a íris do olho humano, variando seu diâmetro podemos controlar a luz que entra na câmera.

O diâmetro de um determinado feixe de raios luminosos projetados no plano focal vai determinar a quantidade de luz que irá impressionar o filme de acordo com sua sensibilidade.

O diafragma é uma combinação de lâminas metálicas que formam um orifício com graduações para possibilitar diversos tamanhos de aberturas, e que junto com o obturador , formam o controle da quantidade de luz que entra na câmera fotográfica.

Um orifício pequeno deixa passar menos luz que outro maior, portanto, o tamanho do orifício serve para alterar a exposição além de outros efeitos (profundidade de campo).

O movimento que indica a abertura do diafragma se chama número f. e seu valor se expressa em formas como, por exemplo, f.2.8

Conforme a abertura aumenta , o número f. é menor. Um número f. maior, por exemplo, f.64 indica uma abertura pequena e um número f. menor, por exemplo, f.8 indica uma abertura maior.

Para obtermos a escala dos números f. foi utilizada uma abertura padrão que permite a passagem de 10.000’ unidades de luz, a abertura f. 1 .

Sua área sendo dividida pela metade - f. ½ - , a luz que penetrará será uma quarta parte de f. 1.

Portanto f.1 permite 10.000 unidades de luz e f. ½ permite 2.500 unidades.

Para facilitar o manejo e os cálculos de exposição foi criado um diafragma intermediário que permite a passagem da metade de luz de f. 1 e o dobro de f. ½ , o diafragma f.1.4.

A área de f. ½ dividida pela metade resultará f. ¼ que permite a passagem de uma quarta parte da luz de f. ½ .

Colocando um diafragma intermediário - f. 2.8 - obtém-se a metade da luz de f. ½ e o dobro de luz de f. ¼ .

Seguindo este raciocínio obtém-se toda a escala dos números f.: 1.4 - 2 - 2.8 - 4- 5. 6 - 8 - 11 - 16 - 22 - 32 etc...

No anel de comando da objetiva vêm gravados os números f. sem os numeradores das frações, portanto 2 significa ½ .

A maior abertura existente é a 1.2, não é possível se fazer uma abertura 1 que seria o todo aberto pois a profundidade de campo fica tão restrita que prejudica o foco nessa abertura.

OBTURADOR + DIAFRAGMA = EXPOSIÇÃO

Enquanto o diafragma regula a entrada de luz pela modificação do tamanho do feixe luminoso a entrar pela objetiva, o obturador ajusta o tempo que essa quantidade de luz entrará na câmera. Este tempo é geralmente muito rápido e combinando com a abertura do diafragma, nos dá a "exposição" desejada ou necessária.

Obturador fotográfico

Obturador fotográfico
Exemplo de obturador plano

O obturador é um dispositivo mecânico que abre e fecha, controlando o tempo de exposição do filme (ou do sensor das câmeras digitais) à luz em uma câmera fotográfica. É uma espécie de cortina que protege a câmera da luz, e quando acionado o disparador, ele se abre. Quanto mais tempo aberto, mais luz entra. Ele fica embutido na interior do corpo da câmera após o diafragma. A velocidade do obturador, é um dos fatores utilizados para alterar o resultado final de uma fotografia pelo fotógrafo.

Obturador fotográfico

Dispositivo mecânico pelo qual se controla o tempo de exposição do filme à luz. Isto é o que permite decidir no momento exato no que se fará a fotografia e o tempo que estará exposta à luz.

Fica embutido na interior do corpo de uma máquina e é altíssimamente calibrado, uma vez que controla exposições de tempo que podem variar de 30 segundos à milésimos de segundos.

Os diversos tipos de obturadores podem ser divididos em dois grupos principais:
Obturadores de Íris ou Centrais

São compostos de lâminas que alcançam maior grau de eficiência quando são incorporados á objetiva; suas lâminas se abrem e se fecham muito rapidamente por meio de um mecanismo de relógio. Seu tempo mais curto é geralmente 1/500 segundo. Nesse tipo de obturador o flash pode ser sincronizado em todas as velocidades.

Obturadores de Cortina ou Plano Focal

São encontrados nas máquinas reflex de uma só objetiva. São formados por duas cortinas que estão situadas imediatamente adiante do filme (no fundo da máquina) e em câmeras eletrônicas assas cortinas são formadas pôr palhetas que formam uma espécie de leque . Com velocidade curtíssima, o filme é exposto numa sucessão de faixas como se fosse um scaner. Este obturador mantém o filme coberto possibilitando, assim, a troca de objetivas mesmo que a máquina esteja com filme. A série de tempos do obturador está disposta de maneira que cada ajuste eqüivalha à metade de tempo da exposição anterior e ao dobro da seguinte. Os números gravados na câmera referem-se ao denominador, portanto 125 significa 1/125-segundo.
Escala do Obturador

B, 1, 2, 4, 8, 15, 30, 60, 125, 250, 500, 1000, 2000, 4000, 8000

Já existem máquinas com obturadores cuja escala de tempo abrange 30 segundos a 1/8000 segundo, como tempos determinados, incluindo também o B (bulb). Ao ajustarmos em B, o obturador permanece aberto todo o tempo que estivermos pressionando o disparador da máquina mas perdemos o fotômetro.

Usamos o B para fotos que necessitem de exposições superiores ao maior tempo determinado da escala do nosso obturador, desse modo não podemos contar com o fotômetro

Velocidade do obturador

A velocidade do obturador ou tempo de exposição, em fotografia, está directamente relacionada com o tempo conferido pelo obturador da máquina fotográfica (no Brasil, câmera fotográfica) de forma a impressionar o filme fotográfico ou o sensor digital (no caso de máquinas fotográficas digitais).

É fácil de perceber que se deixar a máquina a receber luz durante 10 segundos, só vai ficar uma imagem estática e bem definida se nada no cenário que estamos a fotografar se mexer durante 10 segundos.

Quanto menor o tempo de exposição, menos luz "entra" na máquina, maior a abertura do diafragma necessária para se obter uma exposição correta.

O tempo de exposição é normalmente dado no formato 1/x , em que x representa uma fracção de tempo em segundos.

Os valores comuns são:

1/60 - ou seja, um instante 0.017 segundos
1/125 - 0.008 segundos, etc.

Obturador
Botão de selecção da velocidade do obturador na Fujica STX-1.

Exemplos

Velocidade alta do obturador
Velocidade alta do obturador (exposição curta)

Velocidade baixa do obturador
Velocidade baixa do obturador (exposição longa)

Velocidade baixa do obturador
Velocidade baixa do obturador (exposição longa)

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal