Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  História da Topper  Voltar

História da Topper

 

História da Topper

Líder em esportes na América do Sul, a Topper é a nova patrocinadora da Associação Brasileira de Rugby.

Essa é uma ação pioneira no País, já que é a primeira vez que uma marca esportiva investe na modalidade, apoiando as seleções principais de rugby – masculinas (categoria com 15 e 7 jogadores) e feminina (só há o time de 7).

Pouco disseminado no Brasil, o rugby é o segundo esporte de equipes mais popular do mundo. A Copa do Mundo da modalidade tem a terceira maior audiência da televisão mundial, ficando atrás apenas da Copa do Mundo de futebol e das Olimpíadas.

Em 2016, no Rio de Janeiro, o rugby reaparecerá como modalidade oficial das Olimpíadas com a categoria seven’s – fato que não ocorre desde 1928, em evento realizado em Amsterdã. Trazido para o Brasil no século passado por Charles Miller, que também apresentou o futebol ao País, a modalidade certamente ganhará ainda mais destaque no cenário mundial e principalmente no nacional.

“A Topper é uma marca com tradição no rugby. Atualmente, patrocinamos
grandes equipes na Argentina e acreditamos que a modalidade também tem
potencial para crescer no Brasil, especialmente com a visibilidade do esporte
nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro”, comenta o diretor de Marketing da
Topper, Ricardo Matera.

Além de patrocinar a Unión de Rugby de Buenos Aires, a Topper patrocina na Argentina as equipes CASI, Los Matreros e Hindu Club, esta última atual campeã nacional. O rugby é muito popular na Europa, na Oceania e na África. Na América Latina, a única potência mundial é a Argentina, terceira colocada na última edição da Copa do Mundo – evento disputado na França, em 2007. “Com o patrocínio à Associação Brasileira de Rugby, buscamos participar ativamente do crescimento da modalidade no País e criar a base para que, em 2016, a seleção possa brigar por uma posição de maior destaque no cenário internacional”, completa Matera.

As novas camisas da Seleção Brasileira de Rugby serão apresentadas no dia 12 de dezembro, durante o XVII São Paulo Lions Seven’s – principal torneio da modalidade disputado no Brasil e que também terá o patrocínio da Topper. Aberta ao público, a competição será realizada no Clube Atlético São Paulo (SPAC), em São Paulo, nas categorias juvenil, masculino, feminino e veteranos.

“Essa parceria entre a Topper e a seleção brasileira marcará a história do rugby no País. Pela primeira vez, a seleção terá um patrocínio que permitirá maiores investimentos para o desenvolvimento do rugby” diz Sami Arap Sobrinho, diretor do GRAB (Grupo de Apoio ao Rugby Brasileiro) – entidade responsável pela coordenação da parceria –, que tem seu discurso enfatizado pelo presidente da Associação Brasileira de Rugby, Aluísio Dutra Jr:

“O relacionamento com a Topper nos dá confiança na expansão dos horizontes do esporte, contribuindo com a formação de novas equipes, a entrada de mais adeptos e o surgimento de novos talentos. Desta forma, podemos até sonhar com conquistas na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro”.

Sobre a Topper

Com mais de 30 anos de tradição no mercado esportivo da América do Sul, a Topper protagonizou alguns dos mais importantes momentos do esporte no mundo. Patrocinou a Seleção Brasileira de Futebol na Copa de 82 e, na mesma década, os craques Sócrates, Zico, Falcão e Júnior.

Hoje patrocina o Estudiantes La Plata, da Argentina, atual campeão da Copa Libertadores, e é a marca oficial da Seleção Brasileira de futsal hexacampeã do mundo.

A partir de 2009, após um completo trabalho de branding, a Topper passou a ter uma nova e única identidade visual, com atuação global e multiesportiva. Além disso, a marca se consolida como líder em participação no mercado sul- americano de calçados esportivos.

Fonte: www.grabrugby.com.br

História da Topper

A Topper, marca da SP Alpargatas, e uma das mais importantes fabricantes de material esportivo do Brasil, começou sua história na década de 70 estimulada por um momento de glórias sucessivas no esporte brasileiro, como no futebol, no automobilismo e no atletismo.

Em 1975, o lançamento da marca de material esportivo, coincidiu com o momento inicial da preocupação com a saúde corporal e boa forma. Iniciou suas atividades atuando basicamente no segmento de calçados, rapidamente ampliou sua linha de produtos, passando a produzir bolas voltadas para o futebol, basquete e vôlei.

Em 1979 surgiam as chuteiras Topper.

De 1980 a 1991, foi a marca oficial da Seleção Brasileira, período em que esteve presente em duas Copas do Mundo - na Espanha, em 1982, e no México, em 1986. Nesta época, patrocinou alguns dos maiores craques que jogaram na Seleção, como Sócrates, Zico, Falcão e Júnior.

Nos anos 90, deu seus primeiros passos no Futsal, quando ampliou sua linha de produtos para esta modalidade e apoiou atletas de destaque.

Os 30 anos da história da Topper estão fortemente relacionados trajetória de glórias do futebol brasileiro, sendo reconhecida pelo público como uma marca que entende do esporte mais popular do país.

Os produtos recém-lançados com alta tecnologia, como os tênis e chuteiras Dynatech Visible, que contam com o mais avançado sistema de antiimpacto em calçados para prática de futebol, e a bola KV Carbon, a primeira bola com um substrato de microfibras de kevlar e carbono perfeitamente entrelaçados, uma mistura que resultou na redonda mais resistente, estável e precisa do planeta, colocaram a marca no mercado mundial.

Fundação

Estimulada por um momento de glórias sucessivas no esporte brasileiro nos primeiros anos da década de 70, como no futebol, no automobilismo e no atletismo, o lançamento no mercado de artigos esportivos da marca topper, em 1975, coincidiu com o momento inicial da preocupação com a saúde corporal e a boa forma.

Filosofia

Participante ativa do dia-a-dia do futebol brasileiro e do esporte em geral, a topper tem a preocupação e o compromisso em produzir artigos que despertem garra, emoção e que ofereçam um melhor desempenho ao esportista.

A caminhada

Tendo iniciado suas atividades atuando basicamente no segmento de calçados, a marca topper rapidamente ampliou sua linha de produtos, passando a produzir bolas voltadas para as modalidades futebol, basquete e voleibol e, em 1979, as chuteiras topper.

As décadas de 80 e 90

A década de 80 representou um período de prosperidade para a marca. Patrocinando as transmissões das olimpíadas de moscou, em 1980; tornando-se a marca oficial da seleção brasileira de futebol de 1980 a 1991, estando presente em três copas do mundo - espanha 82, méxico 86 e itália 90 - e patrocinando craques da época como sócrates, zico, falcão e júnior (além do patrocínio a diversos clubes de futebol), a topper alcançou reconhecimento, credibilidade e confiança do público do meio esportivo.

Nos anos 90, a marca topper firmou-se também no segmento futsal, ampliando sua linha de produtos e dando apoio a atletas de destaque nessa modalidade esportiva.

Fonte: www.pedala.com.br

História da Topper

A chuteira mudou de cara

Como parte da estratégia para internacionalizar a marca, a Topper muda seu visual e amplia seu portfólio para atuar no mercado de artigos esportivos

História da Topper
Mudança no logotipo: Topper deixa de ser uma marca segmentada para ser unissex

Marca que se tornou sinônimo de futebol no Brasil, a Topper está passando pela maior transformação de sua história - e também pela mais visível. Seu logotipo, a tradicional letra "T" estilizada, em preto e vermelho, em uso desde a década de 70, será substituído por um novo símbolo. A partir da primeira semana de março, todos os produtos da marca passarão a ser identificados por uma linha curva.

Explica Ana Couto, da Ana Couto Branding & Design, responsável pela repaginação: "O novo símbolo pode ser associado a toda modalidade de esporte. Ele remete tanto uma rede quanto a uma fita de linha de chegada."

A mudança no logotipo da marca é o resultado de de duas mudanças cruciais que estão ocorrendo na estratégia da empresa. A primeira delas refere-se ao seu posicionamento no mercado.

A Topper deixa de ser uma marca segmentada para os praticantes de futebol para se tornar poli esportiva e unissex, aumentando a oferta de produtos relacionados ao esporte - e consequentemente, ampliando o número de consumidores.

"O segmento de corrida é o que mais cresce no mundo. Não temos como ficar alheios às tendências de um mercado onde temos condições de atuar com força", diz Fernando Beer, diretor de artigos esportivos da Alpargatas, fabricante da Topper.

A segunda mudança diz respeito à ampliação da Alpargatas.

Em outubro do ano passado, a empresa comprou a unidade da Argentina, onde a marca Topper já detém 30% do mercado de material poliesportivo.

A ideia é conseguir esse market share também no Brasil. A união tornou a empresa uma gigante no mercado de calçados esportivos, produzindo anualmente 250 milhões de pares de calçados e sandálias, com faturamento de 1 bilhão de dólares. Atuando em 80 países e com 150 mil pontos de vendas, a nova Alpargatas quer ter uma unidade em seus produtos e ações relacionadas marca Topper.

"Queremos que o cliente entre em qualquer loja do mundo e reconheça nossa marca", diz Beer.

Na Argentina, a atuação da marca era feita de maneira completamente separada, com logotipo e estratégias diferenciadas. Não será mais assim. Com a unidade nos negócios será possível padronizar ações de marketing e propaganda, permitindo a redução de custos.

"Tudo isto nos possibilitará um salto qualitativo para assegurar um de nossos principais valores: o de criar marcas desejadas internacionalmente, algo que já temos experiência em fazer", diz o diretor-presidente da Alpargatas, Márcio Utsch, referindo-se às Havaianas, outra marca da empresa, comercializada em 80 países nos cinco continentes.

Fonte: revistaautoesporte.globo.com

História da Topper

Topper unifica operações argentina e brasileira e reposiciona marca

História da Topper

A compra da Alpargatas Argentina pela São Paulo Alpargatas possibilitou que as operações das marcas Topper no Brasil e na Argentina de unificassem.

Até então, apesar de manterem o mesmo nome, a marca de artigos esportivos compartilham uma origem comum, já que foi lançada pelas duas empresas em 1975 em seus respectivos países, mas seguiram caminhos diferentes quando as companhias se separaram na década de 1980.

História da Topper

Enquanto no Brasil a Topper trabalhou exclusivamente com roupas e acessórios apenas para modalidades de futebol masculino (na liderança com 20% de participação de mercado de materiais desse esporte), na Argentina a marca trabalhou com um porfólio mais variado, que atendia esportes como basquete, vôlei e tênis, incluindo produtos para o sexo feminino, sendo líder com 32% de market share no mercado de artigos esportivos em geral. Até mesmo a logomarca e identidade visual eram diferentes em ambos os países.

Agora, o novo posicionamento vem unificar não apenas a operação, mas também o Marketing de ambas as companhias. A união visa a expansão internacional da Topper em busca do sucesso que hoje a marca Havaianas, também da Alpargatas, já conquistou na América Latina, Estados Unidos e Europa.

O novo posicionamento foi elaborado pela agência Ana Couto Branding & Design. “A Topper já vende bem no mercado internacional, exportando para mais de 80 países e com posicionamento premium em países como o Japão”, conta Fernando Beer, Diretor de Artigos Esportivos da São Paulo Alpargatas.

Marca investirá em produtos para esportes além do futebol

Além da nova logomarca e identidade visual única, o novo posicionamento inclui o lançamento de produtos para outras categorias de esporte no Brasil, com calçados, roupas e acessórios para corrida, tênis, basquete e vôlei, e no segmento casual, com produtos também femininos (foto). Todas as linhas estão previstas para chegar às lojas em março. A proposta é, primeiramente, tornar a marca forte em itens para corrida.

O reposicionamento reflete-se também na estratégia de patrocínio esportivo.

Além de manter o vínculo com o futebol, patrocinando a seleção brasileira de futsal e diversos atletas do esporte, a Topper passa a ser a marca esportiva oficial do principal campeonato de tênis do país, o Brasil Open, além de patrocinar mais quatro tenistas.

No vôlei de praia, a Topper é a patrocinadora do Verão Espetacular, em São Paulo. “A relação do tênis com a Topper Argentina é uma tradição que estamos estendendo para o Brasil”, explica Beer.

Na época que o produto chegar ao varejo, a marca lançará uma campanha publicitária anunciando a novidade e já prepara ações de divulgação também no ponto-de-venda. “Apesar da crise, esperamos um crescimento de 16% no faturamento este ano”, ressalta o Diretor de Artigos Esportivos da Alpargatas.

Em relação ao reforço da marca em sua expansão internacional, ela não acontecerá ainda esse ano, mas deverá começar pela América Latina para depois chegar aos países europeus e Estados Unidos.

Fonte: www.mundodomarketing.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal