Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  História do Japão  Voltar

História do Japão

O Período Paleolítico (- 8.000aC) também é conhecido como Era Inicial de Jomon. Há mais de 15 mil anos atrás, a ilha japonesa foi conectada ao continente asiático por terra durante a Idade de Gelo. Pessoas do Continente da Eurásia começaram a migrar para o leste.

História do Japão

A razão principal para a migração pode ter sido o suprimento de alimentos, ao se considerar que as pessoas seguiam rebanhos de animais para caçar.

A agricultura não foi praticada durante essa era. Então, caçar animais e juntar plantas selvagens eram as fontes predominantes de alimentação. Um fóssil de mamute foi descoberto na parte norte do Japão e um fóssil de elefante naumann foi descoberto na parte sul. Os elefantes naumann vagaram de 300 mil anos atrás até 15 mil anos na Ásia Oriental e no Japão.

O elefante habitou em lugares com Takos mais temperados que os do mamute. A cerâmica não foi praticada durante esse período. Então, a maneira de cozinhar a carne era secá-la, defumá-la, ou grelhá-la. Esse período histórico também pode ser chamado de Idade Não-Cerâmica.

História do Japão

Há aproximadamente 10.000 a 12.000 anos atrás, começou a Era de Jomon e durou milhares de anos.

A temperatura aumentou, tornando-se mais morna, e o gelo começou a derreter.

Então, o nível do mar se elevou e o arquipélago japonês se formou nessa época. Porém, o Japão ainda não tinha se estabelecido como um país.

História do Japão
Cerâmica de Jomon

As pessoas continuavam caçando animais e juntando plantas selvagens no Período Inicial de Jomon. Eles caçavam animais grandes como o enorme cervo que depois foi extinto. Considera-se que a extinção de grande parte de animais seja resultado da atividade humana e da mudança climática. Carne e peixe eram desidratados, defumados, e assados no Período Inicial.

De maneira bastante interessante, o povo japonês ainda aplica esses métodos para preservar alguns tipos de decomposição de comida. Há ainda debates sobre o aparecimento e o fim da cultura de Jomon. O Período de Jomon é seguido pelo Período de Yayoi.

História do Japão
Cerâmica de Jomon

O Período de Yayoi começou há 2.300 anos atrás e durou aproximadamente 600 anos. Muitas coisas mudaram durante esse período.

O estilo de vida do Período de Jomon poderia ter sido semelhante ao desse período de Yayoi por causa da geografia do Japão. Pessoas antigas do Japão realizaram uma viagem difícil nessa época por terem escalado montanhas longas e estreitas.

Então, idiomas e culturas diferentes desenvolveram-se em áreas distintas. No Período de Yayoi, o qual é anterior ao período de Kofun, muitas pessoas da Coréia emigraram para o Japão. Essas pessoas trouxeram a cultura do arroz e o trabalho com metal para o Japão durante o período final de Jomon.

O povo de Jomon começou a aprender e a praticar esses novos conhecimentos. O efeito cultural da Coréia foi refletido na forma de recipientes de barro, ferramentas, tecnologia e sociedade no período de Yayoi. Uma disparidade em riqueza quase não foi vista pelo Período de Jomon. Porém, foram vistos guerra, riqueza e pobreza, e diferença de tamanho e força entre aldeias pelo Período de Yayoi como resultado de diferenças na quantia de arroz cultivado e armazenado em cada aldeia.

Quando o arroz foi trazido para o Japão?

A maioria das pessoas sabe que arroz é a comida principal do japonês. Porém, a habilidade de cultivar arroz foi trazida para o Japão por pessoas da Coréia há aproximadamente 2.400 ou 2.300 anos atrás. De acordo com a história, a Coréia estava em um estado de guerra e instabilidade naquela época. Então algumas pessoas chegaram à ilha de Kyushu em navios.

A habilidade do cultivo de arroz foi espandida na parte norte da Ilha de Kyushu ao longo de todas as ilhas. O arroz pode ser preservado por muito tempo. Um líder de uma aldeia começou a manter quantidades grandes de arroz em armazenamento. Porém, toda aldeia não cultivou a mesma quantia de arroz porque o cultivo dependia da estação, da paisagem, e do tempo. A quantidade de arroz em armazenamento era uma razão pela qual a disparidade em riqueza existiu na cultura de Yayoi.

Como as pessoas da Era Yayoi cozinhavam o arroz?

Arroz refinado e arroz cru são basicamente o mesmo. Pessoas da era de Yayoi comeram arroz cru. O modo para cozinhar o arroz era fervendo ou cozinhando a vapor. Arroz cru é mais duro que o arroz refinado. Hoje os japoneses normalmente comem arroz refinado, porém agora estão sendo reconhecidos mais uma vez os benefícios de se comer arroz áspero pela efetivação no auxílio ao combate de problemas de pele, pressão alta, e muitos outros. Pratos diferente de arroz foram desenvolvidos pela era de Yayoi.

Além de cultivar e comer arroz, as pessoas comeram também carnes, peixes, legumes, frutas, e nozes. Foram cultivadas algumas variedades de legumes, como soja, azuki, e trigo, que foram introduzidas pelos chineses. Cavalos e gados também estavam começando a se tornar uma parte popular da cultura japonesa.

História do Japão

História do Japão
Modelo de plantação de arroz

História do Japão
Mansão de Himiko

História do Japão
Modelo de cerâmica Yayoi

O Período de Kofun começou ao término do terceiro século. Algumas características desse período são a introdução de caracteres chineses, o aparecimento de enorme tumuli , a unificação do Japão pelo Tribunal de Yamato, um influxo de visitas estrangeiras, novas habilidades e conhecimentos importados da China e da Coréia, a introdução de ferramentas férreas de fazenda e armas ao longo do Japão e a introdução do Budismo no país. Ao final do quarto século, o Japão declarou guerra contra a Coréia. Ao mesmo tempo, o Japão estabeleceu uma chancelaria do governo na Coréia.

História do Japão

Essa chancelaria do governo só durou até meados do sexto século. Embora sendo introduzidos caracteres chineses, esses caracteres normalmente foram limitados ao comércio entre China, Coréia, e Japão. Então, arqueólogos e historiadores s vezes recorrem ao registro histórico chinês para entender a história japonesa durante o Período de Kofun.

Esse período é seguido pelo Período de Asuka que começou em meados do sexto século. Louça de barro e a introdução da roda do oleiro permitiram às pessoas fazerem cerâmicas mais fácil e rápidamente. Como resultado, aumentou a produtividade de cerâmica. A louça de barro era usada como talheres e panelas para armazenar comida. Alguns dos recipientes de barro eram usados como utensílios para rituais.

História do Japão
Cerâmica de Kofun

História do Japão
Cerâmica de Kofun

O Período de Asuka começou ao término do sexto século e durou aproximadamente 100 anos.

Durante esse período, a capital do Japão permaneceu em Asuka. Porém, quando outro imperador assumiu o governo, a capital mudou.

História do Japão

O estabelecimento do sistema imperial de governo, a primeira constituição, o primeiro código de lei e o primeiro registro familiar foram estabelecidos durante o Período de Asuka. Somente mais tarde, mas ainda no Período de Asuka, emitiu-se a primeira moeda corrente. Ocorreram avanços no campo da arquitetura, como a construção de um templo e a construção de uma grande imagem de bronze de Buda.

Vários japoneses enviados para a China aprenderam sobre a cultura chinesa e trouxeram para o Japão idéias novas de filosofia e de política. Poder-se-ia discutir que o Período de Asuka foi a base da cultura japonesa atual. Porém, era politicamente instável uma vez que a execução de um casal de príncipes imperiais, o assassinato de um imperador e a guerra ocorrida entre as famílias poderosas e o príncipe imperial oconteceram ao longo desse período. O Período de Asuka terminou quando a capital foi transferida para outra área sob o governo da Imperatriz Genmei. O Período de Asuka foi seguido pelo Período de Nara

Quando o Budismo foi introduzido no Japão?

O Budismo foi introduzido através da visita de coreanos por volta de 550 D.C. Contudo, essa visita não acarretou a expansão imediata do Budismo ao longo do Japão, embora houvesse religiões nativas existentes em cada comunidade japonesa. Uma das razões que favoreceram a expansão do Budismo tão depressa foi Yamataikoku, um país forte e controlado por uma mulher, Himiko, que unificou países pequenos e aldeias centenas de anos antes do Budismo ser introduzido.

Entretanto, havia uma guerra entre duas famílias poderosas nomeadas Mononobe e Soga que impedia

A família de Mononobe acreditava em uma religião nativa e tentava manter o Budismo fora do Japão. Por outro lado, a família de Soga estava realmente interessada no Budismo, porque essa religião era de um país desenvolvido. O príncipe Shotoku (taishi de Shotoku) também se interessou pelo Budismo. Apoiado pela Família de Soga, ele participou da guerra contra a família de Mononobe. Quando a família de Soga e o príncipe Shotoku estavam a ponto de iniciar a guerra, ele esculpiu o Quatro Devas de madeira. Ele o trouxe para onde a luta estava acontecendo e o pôs acima da linha dianteira. De efeito, o Tako da situação mudou e a família de Mononobe perdeu a guerra. Após o término da guerra entre as duas famílias, o Budismo floresceu no Japão.

Em tempos atuais, há várias denominações para Budismo no Japão, dentre elas, Nichiren, Shingon, Joudo, Joudoshinshu, Tendai, e Zenshu.

A cobra era uma criatura sagrada, podendo ser encontrada na decoração e no desígnio de cerâmica do Período de Jomon. A criatura sagrada eventualmente virou um pássaro durante o Período de Yayoi devido a influências culturais da Coréia.

O Período de Nara começou após a antiga capital ser movida a Heijou-kyou pela Imperatriz Genmei.

Este período durou menos de 100 anos entretanto cedeu os registros históricos antecipadamente, registros geográficos, mitologia, e um livro de poemas.

O templo de Toudai foi construído e havia uma grande imagem de Buda dentro deste edifício. Este período se acabou quando a capital foi movida a Heian-kyou.

História do Japão

Este período é seguido pelo Período de Heian.

O Japão durante o Período de Nara era principalmente uma sociedade agrícola e baseada am aldeias.

História do Japão
Pagode Horyuji - Nara

A maioria dos japoneses morou em casas de cova e adorou o Deus de forças naturais e antepassados.

O desenvolvimento cultural mais influente na Era Nara foi o florescendo de Budismo.

Várias escolas de pensamento budista importadas da T'ang China tiveram seu espaço na cidade de Nara.

História do Japão
Templo Todaiji - Nara

A vitalidade de Budismo naquele tempo conduziu a uma integração mais íntima de Budismo com governo japonês.

Os imperadores de Nara reverenciaram em particular profundamente um ensino budista chamado o Sutra de Luz Dourada; nisto, Buda é não só estabelecido como um ser humano histórico mas também como a Lei ou Verdade do universo.

Cada humano tem razão para distinguir o bem do mal.

Fonte: www.guianikei.com

História do Japão

Segundo os descobrimentos sabe-se que os primeiros assentamentos em Japão sucederam à mais de 10.000 anos.

Entretanto, a primeira civilização que se estudou é a do Período Jomon que permaneceu até o século II a.C. tratava-se de um povo vinculado com os polinésios e com povos do sudeste asiático. A civilização Yayoi, no primeiro século da era cristã, distingui-se pela utilização do bronze e do ferro.

Período Nara

Ao final do século VI começa o período Nara (710.784 d.C.). é baixo o principado de Shotoku quando o país adquire uma forma e um particular sistema de administração estatal, ao mesmo tempo que se desenvolve o budismo. Nara, a capital, padeceu a influência cultural da China e Coréia. Este período distingue-se pelo fato de que os templos budistas adquiriram poder e prova do fato é a grande fundição da enorme estatua de Buda de bronze de Nara, conhecida como Daibutsu. O governante Kammu, posterior ao 794, translada a capital a Kyoto, iniciando o período Heian.

Período Heian

O período Heian, dos anos 794 a 1192 d.C. se caracteriza pelo bom início já que se estabelecem delegações culturais em China, se conquista Ezo em Honshu Setentrional e se consolida a difusão do budismo. A família imperial instala-se em Kyoto e se converte na cidade imperial até o momento em que Tóquio é nomeada a nova capital do século XIX. Foi um período de paz de prosperidade caracterizada pelo desarrolho das artes, momento no qual o alfabeto chino se combina com o novo sistema de escritura. Entretanto, durante o século XII, a crescente corrupção que acontecia nas famílias Fujiwara e Taira, provoca sua derrota, conseguindo o poder a família Minamoto, conhecido como os Genji, no ano de 1185.

Período Kamakura

Este período se estende do ano 1192 a 1333 e caracteriza-se pela instauração de um governo de estilo militar baixo as ordens de um shogun. Esta figura permaneceria até o ano de 1868 quando se restabelece a corte imperial. Os Genji estabeleceram o quartel militar em Kamakura, más conservam a capital imperial em Kyoto, onde o imperador não era mais uma marionete. Fazem sua aparição os samurais, uma casta guerreira com um rígido código de honor, sobre ordens dos senhores feudais. Durante esta época Kublai Khan intenta invadir a ilha de Kyushu (entre os anos de 1274 e 1281) e em um destes ataques um tufão destrui as embarcações mongolas. Os japoneses batizaram aquela tormenta com o nome de "Kamikaze" que quer dizer "vento dos deuses", palavra que utilizaria na Segunda Guerra Mundial em referência aos pilotos que ofereciam sua vida em um ataque suicida.

Período Muromachi (1336-1573) e Período Azuchi-Momoyama

Com a vitoria dos japoneses sobre os mongois, se origina um sentimento de mal estar, sobretudo nas classes militares, já que receberam um pagamento insuficiente. Produzindo distúrbios que são aproveitados pelo imperador Godaigo para retomar o poder real. Entretanto, este período, conhecido como a Restauração Kammu, chegaria muito pronto a seu fim, já que o imperador governou inadequadamente. A situação foi aproveitada pelo clã dos Ashikaga, quem depois de derrotar o imperador, restabelecem o shogunato. O governo militar se estabelece em Kyoto. Este período se caracterizou pela anarquia, por falta do controle e pelas penúrias, más por outro lado, se desarrolharam as artes e a cultura, junto a uma excessiva arquitetura de castelos promovidas pelos daimios (senhores feudais). Entre as expressões mais extravagantes se diferencia a de Yoshimitsu Ashikaga, quem construiria o Kinkakuji ou Pavilhão de Ouro.

Entre os anos de 1467 e 1568 estala uma guerra civil no comando o Nobunaga Oda que entra em Kyoto para restabelecer o shogunato. Foi assassinado rapidamente e Hideyoshi Toyotomi continua seus esforços para governar, unificando o país no ano de 1598.

O Período Edo (1603-1867)

É conhecido também como a Era Tokugawa, baixo o mando de leyasu Tokugawa quem estabelece um governo militar em Edo (a atual Tóquio) com um imperador marionete em Kyoto. Este período se caracteriza pelo fim do contato com o resto do mundo – contato que iniciaram no ano de 1543, data na que os japoneses conheceram as escopetas, o cristianismo e outros produtos europeus -, já que Tokugawa é considerada a influência estrangeira como uma ameaça a estabilidade. Japão permaneceu hermeticamente asilada até o ano de 1853 quando se restabeleceu relações comerciais nos Estados Unidos. Durante este imposto isolamento se aboliu o cristianismo, enquanto que os japoneses que saiam ao exterior eram executados em seu regresso para evitar a importação de idéias estrangeiras. Os norte-americanos, com aliança com alguns países de Europa, obrigaram Japão, no ano de 1864, a comerciar com o exterior. Tokugawa perde o controle do país e no ano de 1868 restaura-se o poder imperial baixo o comando do imperador Meiji, quem proíbe o budismo para consagrar o sintoísmo como a religião oficial (considerando a figura do imperador como um representante da divindade).

A Era Meiji (1868-1912)

Durante estes anos Japão deixa de ser um país agrícola e feudal para converter-se em uma das principais potências do mundo, graças a sua sólida base industrial e militar. Se ocidentaliza de forma muito precipitada e na ânsia de modernizar-se esquece muitas tradições.

Nesta era lhe seguiram a de Taisho (1912-1926) e as de Showa (1926-1989) caracterizadas por uma forte industrialização e pelo crescimento das forças militares. No ano de 1937 os japoneses invadem China e dadas as fortes tensões com os Estados Unidos, Japão participa na Segunda Guerra Militar, depois de firmar a aliança com as potências do Eixo.

De sua participação ficaram as amargas lembranças: as cidades destruídas pelas bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki nos dias 6 e 9 de agosto de 1945 e a conquista por primeira vez em toda sua história, por parte das forças aliadas que ocupariam o país até o ano de 1952.

Depois da Segunda Guerra Mundial

Com a derrota, o imperador Hirohito renuncia a sua divindade e se adota uma Constituição de tipo democrata. O aura do "deus" que reinava no Império do Sol Nascente extingui-se depois de perder a Segunda Guerra Mundial. Apartir daquele ano começa o desenvolvimento do país de forma tão surpreendente e incrível tão conhecida por todos. Faz sua aparição os oligopólios da indústria japonesa ligados ao Partido Demoliberal. Nas décadas dos anos sessenta e setenta o país converte-se em uma potência mundial, reinicia suas relações com China e melhora as relações com Rússia. As tensões sobre questões econômicas e comerciais entre Japão e EEUU ou a Comunidade Européia se agravam cada vez mais, e para amenizar estes problemas Japão buscou um novo modelo de desenvolvimento, mais harmonioso com os países industrializados.

Últimos Acontecimentos

No ano de de1989, com a morte do imperador Hirohito, seu filho Akihito sobe ao trono, iniciando-se a Era Heisei, que significa "paz e harmonia". A sociedade japonesa convertida em uma das mais desenvolvidas do mundo, maior expectativa de vida, baixo índice de criminalidade, alto índice de difusão educativa, abundância de bens e serviços sofisticados em oferta e sua posição no mundo como superpotência econômica, entre outras coisas, pode dar a imagem de uma sociedade opulenta, más entretanto a qualidade de vida é ainda muito baixa em comparação com os níveis de vida de outros países mais desenvolvidos. Os anos passados se ressentem, durante as últimas décadas em que Japão protagonizou o "milagre econômico", o objetivo nacional de situar-se na cabeça do mundo industrializado custou um alto preço a população, que traduz em uma falta de tempo para a família, o divertimento, a cultura e o descanso. O governo atual está preocupado pelas altas taxas de violência escolar, suicídios juvenil e falta de comunicação familiar e está intentando para paliar, reduzir as horas de trabalho. Japão possui atualmente um governo democrático eleito, atualmente presididos pelo Partido Democrático Liberal.

Fonte: www.rumbo.com.br

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal