Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Karatê, Página 2  Voltar

KARATÊ

A palavra Karate significa "mãos vazias" (kara - vazia / te - mãos), mas o karate (assim como outras artes marciais japonesas) ultrapassa a questão de arte marcial, e passa a ser um caminho para o desenvolvimento espiritual, sendo acrescentado ao nome a palavra "Do" que significa "caminho". Sendo assim, Karate-Do significa "caminho das mãos vazias".

Karate

O Karatê é uma arte marcial originada a partir das técnicas de defesa sem armas de Okinawa, e tem como base a filosofia do Budo japonês. Através de muito trabalho e dedicação, ele busca a formação do caráter de seu praticante e o aprimoramento da sua personalidade. Cada pessoa pode ter objetivos diferentes ao optar pela prática do Karatê, que devem ser respeitados.

Cada um deverá ter a oportunidade de atingir suas metas, sejam elas tornar-se forte e saudável, obter autoconfiança e equilíbrio interior ou mesmo dominar técnicas de defesa pessoal. Contudo, não deve o praticante fugir do real objetivo da arte. Aquele que só pensa em si mesmo, e quiser dominar técnicas de Karatê somente para utilizá-las numa luta, não está qualificado para aprendê-lo, afinal, o Karatê não é somente a aquisição de certas habilidades defensivas, mas também o domínio da arte de ser um membro da sociedade bom e honesto.

Integridade, humildade e autocontrole resultarão do correto aproveitamento dos impulsos agressivos e dos instintos primários existentes em todos os indivíduos.

O objetivo do Karatê é a perfeição da mente e do corpo!

O Karatê contribui para a formação integral do homem. Isso o diferencia daqueles que fazem do Karatê uma prática puramente esportiva.

"Tradição é um conjunto de valores sociais que passam de geração à geração, de pai para filho, de mestre para discípulo, e que está relacionado diretamente com crescimento, maturidade, com o indivíduo universal."
[Johannes]

O Karatê é uma arte que vem se aperfeiçoando a mais de mil anos, não é apenas um esporte onde se trocam socos e pontapés, é uma filosofia de vida que ensina através do exercício físico. Não é só defesa pessoal, através da prática, você fortalece o físico, desenvolve a mente, lapida o espírito e com isso consegue viver em harmonia com o universo.

Do significa caminho, por isso quando se fala em Karate do, significa seguir o caminho do Karate, aplicando seus princípios em qualquer momento na vida para transpor os obstáculos.

Dojo Kun

(Os cinco princípios éticos do Karate)
(UN) Esforçar-se para a formação do caráter
(UN) Criar intuito de esforço
(UN) Respeitar acima de tudo
(UN) Conter o espírito de agressão
(UN) Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão

Rei e Setsu

O Rei é, acima de tudo, o desejo de respeitar a dignidade humana e mostrar este respeito. É o caminho para melhorar o relacionamento entre indivíduos, o qual, em retorno, é um fator na ordem social de cada um.

Setsu é a forma de expressar este conceito. Aqueles que praticam o Karate do, devem aprofundar seus entendimentos sobre o espírito do Rei e, em todas as relações humanas, devem observar de forma precisa as regras do Setsu.

Okinawa Shorin ryu Karate Do

Informações Históricas

Em 1609 Okinawa foi invadida pelo clã de Satsuma, que proibiu os habitantes locais de portarem armas, o que mais recentemente contribuiu para o desenvolvimento do Tode , nome pelo qual era conhecido o Karate antigamente.

O Tode , ou Okinawa Te se dividia em três estilos o Shuri Te, o Naha Te e o Tomari Te. Do Shuri Te e do Tomari Te foi desenvolvido o atual Shorin ryu, e do Naha Te o Goju ryu.

A linhagem do estilo Shorin fica mais clara a partir do século 17, onde surgem os nomes dos mestres precursores do Karate moderno

Peichin Takahara

Sakugawa

Sokon Matsumura

Anko Itosu

Choshin Chibana

Karate
Ginshin Funakoshi

Fonte: www.meusite.pro.br

KARATÊ

Karate

Impedidos de portar armas pelos conquistadores japoneses, os habitantes da ilha de Okinawa começaram a praticar no século XVIII métodos de auto-defesa com as “mãos vazias”, significado da expressão karate em japonês.

A arte se espalhou pelo Japão após 1922, quando o mestre Gichin Funakoshi, da Sociedade Okinawa de Artes Marciais, foi convidado pelo Ministério da Educação do país a fazer uma apresentação de karatê em Tóquio.

Para que pudesse ser praticado como um esporte de competição, foram formuladas regras de combate simulado, evitando que chutes e socos causem ferimentos graves nos atletas e criando a modalidade kumite (combate um-a-um).

Na modalidade kata (“forma”, em japonês) participantes sozinhos ou em grupo buscam executar formas com o maior grau de perfeição possível.

Fonte: www.rio2007.org.br

KARATÊ

É mais uma arte japonesa, uma das mais populares do mundo seu desenvolvimento se dá graças aos esforços de mestres como Gichin Funakoshi, Chojun Miyagi, Kenwa Mabuni, Kanbun Ueki, Choki Motobu.

A palavra Karate significa "mãos vazias" (Kara-Vazia/ te- Mãos), assim como outras artes japonesas (marciais ou não), é um caminho para o desenvolvimento espiritual (Do). Mais de uma forma geral as formas de luta de Okinawa ficaram conhecidos apenas como " Te"(mãos). Os principais estilos da época eram o Shuri-te, Naha-Te e Tomari-te (nomes originários das cidades onde foram desenvolvidos.

Karate

Histórico

A história nos conta que durante a dinastia Ming (1368 a.C. a 1644 a.c.), cinco monges escaparam da destruição do Templo Shaolin. Ficaram conhecidos como " Os Cinco Ancestrais", eles vagaram por toda a China, cada um com o seu tipo de Kung Fu. Vários historiadores acreditam que deste fato surgiu os cinco estilos mais famosos de Kung-Fu: Tigre, Dragão, Leopardo, Serpente e Grou.

Em 1393 uma pequena colônia de letrados e a artesões chineses se estabeleceu em Okinawa, a pedido do governo da ilha. Esses imigrantes desempenharam um papel importante na evolução cultural dos okinawanos, ensinando-lhes a escrita chinesa Kanji, e prestando diversos serviços na administração pública do pequeno reino.

O Karatê nasceu na pequena ilha de Okinawa, situada entre o extremo sul do Japão e a ilha de Taiwan (antiga Formosa). Originalmente usava-se o termo Te (mão) ou To-de (mão chinesa) para designar, uma prática de mãos vazias reservada à elite guerreira do castelo de Shuri Com o tempo, o Te se desenvolveu em Okinawa, sofrendo um crescimento acelerado sob fortes influências das artes marciais chinesas. Com a vinda dos coreanos e chineses, estes trouxeram seus estilos de luta que se mesclaram com o nativo fazendo nascer o karatê primitivo.

Em 1868 o Japão entra na era Meiji, que marcou a abolição do antigo sistema feudal e o nascimento de uma nova sociedade.Okinawa sempre manteve a posição de reino semi-independente até pouco depois da restauração Meiji.

No ínicio do século 19, um novo estilo de "Te" surgiu na cidade comercial de Naha, para diferenciar este e outros estilos do Te original, cada forma de combate passou a ser chamadapelo nome da cidade onde havia surgido. É por isso que temos os sistemas" Naha-Te" e "Shuri-Te". De derivações do Shuri-Te e do Naha-Te surgiram os demais estilos praticados na ilha, e posteriormente no Japão. Em Okinawa até a Segunda Guerra Mundial, eram usados os termos "Te" ou "To-de". Os mestres de Okinawa introduziram o estilo deles no Japão, usando os Kanji originais. Só que a pronúncia japonesa (Kun) do Kanji "To-de" é" Kara-te". O kanji "to" evocava abertamente sua origem chinesa. Então os mestres okinawenses, substituiram o kanji antigo pelo kanji " Kara" transformando-o de kara-te (mão da China) em Kara-te (maõ vazia). Daí para a oficialização pela Dai Nippon Butokukai foi um curto passo.

Quando o Karatê de Okinawa foi introduzido no Japão, ainda não era uma forma adaptada a um ensino público. Era ensinado e passado adiante em segredo e poucas pessoas o conheciam. Os exercícios não seguiam uma ordem estabelecida, e nenhuma terminologia havia sido adotada para as diferentes técnicas. Era um embrião ainda, uma forma de combate rudimentar, desconhecida, de uma pequena ilha do Pacífico. Em 1979, o rei Shotai, de Okinawa, foi forçado a abdicar. Então as ilhas Ryu-Kyu, foram anexadas ao arquipélago japonês. Quando Okinawa foi assimilada pelo arquipelago japonês, os jovens okinawenses foram recrutados para o serviço militar.

Na inspetoria médica, os oficiais japoneses, repararam na ótima condição física dos jovens. Quando descobriram, que eles praticavam o To-de, sugeriram à prefeitura de Okinawa a obrigatoriedade, desses exercícios nos programas escolares de educação física. Um fato importante é que Okinawa foi a primeira parte do Japão a entrar em contato com os portugueses, que láintroduziram a arma de fogo, que mudou completamente as técnicas de guerra até então conhecidas.

Como deve ser a conduta no Dojo

É preciso que todo praticante de karatê saiba como se portar dentro do dojo, (local onde se treino), ou mesmo perante um professor ou colega de treino.

Antes de tudo, o local de treino deve ser respeitado, não devendo jamais usar sapatos dentro dele, mesmo que esteja só praticando ginástica.

O aluno mais novo de graduação não deve chamar o mais antigo para treinar luta (kumitê), no caso de ser convidado para treinar, não deve rejeitar mesmo estando cansado, e no caso de estar ferido, dirigir-se primeiro ao local de luta e depois se explicar que está ferido, mas não dizer que não pode.Neste caso o mais antigo é que deve avaliar a situação, de acordo com sua própria experiência.

Durante o descanso das aulas, procurar ficar em atitude de respeito, evitando cruzar os braços e por as mão na cintura.

Em uma aula ou treino de kata, o aluno mais graduado deve corrigir os menos graduados, e os alunos mais novos devem observar os colegas em treinamento.

A atitude de uma pessoa deve ser de acordo com o que pensa a respeito daquilo que está fazendo, mesmo fora do local de treino; aquele que verdadeiramente segue o karatê, como arte, mantém uma atitude de respeito com todos os praticantes. Uma pessoa que já pratica há muito tempo, sabe perfeitamente a atitude que se deve tomar, mas o iniciante normalmente erra e só com o tempo é que vai adquirindo uma boa conduta de lutador. (prof. Daniel Falcão)

Qualidades Físicas

Os atletas precisam desenvolver:

1. Velocidade de reação: para um contra-ataque rápido
2. Velocidade de deslocamento: para a fuga rápida de um ataque
3. Velocidade dos membros (braços e pernas): para golpear
4. Força explosiva: força, a potência do golpe
5. Equilíbrio
6. Resistência ao cansaço
7. Agilidade
8. Rítmo na execução do kata
9. Coordenação motora
10. Flexibilidade

Katas

Katas são exercícios pré-determinados que devem ser executados com bastante concetração e harmonia. Para os leigos, kata é como se fosse um "teatro", em quer o atleta finge lutar com alguém, mas o praticante de Karate, sabe muito bem, que o Kata não é só uma luta imaginária , mas sim a base de um bom lutador de Karate, pois ajuda o praticante conhecer e controlar melhor o seu corpo.

Nos exames de faixa, os atletas são obrigados a saber os katas correspondentes à sua graduação:

Faixa branca: Heian shodan
Faixa amarela: Heian nida
Faixa vermelha: Heian sandan
Faixa laranja: Heian iodan
Faixa verde: Heian godan
Faixa roxa: Teki shodan
Faixa marrom: Bassai-dai; Jion; Kanku-dai

Os katas das faixas roxa e marrom são katas avançados, e os da faixa preta são superiores. Isto acontece por quê no Japão não havia a graduação por cores, apenas branca, marrom e preta.

Abaixo temos os nomes dos katas do karatê estilo Shotokan:

Empi, Jitte Hangetsu, Teki-nidan ,Teki-Sandan, Bassai-shô ,Kanku-shô ,Gangaku Sochin, Chinte, Ji in, Nijushiho, Meikyô ,Unsu, Wankan, Gojushiho-dai ,Gojushiho-shô.

Dojo Kun (mandamentos do Karatê)

HITOTSU JINKAKU KANSEI NI TSUTOMURU KOTO (Esforçar-se para formação do caráter)

HITOTSU MAKOTO NO MICHI O MAMORU KOTO (Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão)

HITOTSU DORYOKU NO SEISHIN O YASHINAU KOTO (Criar o intuito de esforço)

HITOTSU REIGI O OMONZURU KOTO (Respeitar acima de tudo)

HITOTSU KEKKI NO YU O IMASHIMURU KOTO (Reprimir o espírito de agressão )

Termos mais utilizados

KIHON - é o conjunto de técnicas do Karate. Ex: Mae Geri é um chute, Oi Zuki é um soco, Age Uke é uma defesa e etc..

KUMITE - é o combate propiamente dito, no kumite existem duas modalidades: Shiai - Kumite, se caracteriza-se pela vitória por pontos, a contagem é feita da seguinte maneira, cada golpe perfeito ou seja, um golpe bem aplicado, equivale a um ponto ou ippom e um golpe quase perfeito equivale a meio - ponto ou waza ari, o lutador que 3 pontos vence a luta.

JU-KUMITE -Caracteriza-se pela vitória por nocaute, ou seja, até que um dos lutadores seja derrotado ou desista por não pode continuar mais.

DOJO - local onde se pratica uma arte marcial; academia

KUN mandamento; obrigação

HITOTSU um; uma unidade

JINKAKU caráter; personalidade

KANSEI formação; conclusão; término; acabamento

TSUTOMURU esforçar-se; empenhar-se; tentar arduamente

MAKOTO verdade; sinceridade; honestidade

MICHI caminho

MAMORU obedecer; respeitar; guardar; cumprir; defender

DORYOKU esforço; empenho

SEISHIN espírito; alma; vontade; intenção; mentalidade

YASHINAU alimentar; sustentar; manter; criar

REIGI etiqueta; cortesia; civilidade; boa educação; respeito

OMONZURU respeitar; ter muita consideração em; apreciar; estimar; venerar; honrar

KEKKI impetuosidade; arrebatamento; violência

YU vigor; coragem

IMASHIMURU repreender; proibir; reprimir; conter

KOTO sufixo que transforma a expressão numa ordem

Preposições:

NI para
NO de; do; da
indica objeto direto

Termos usados no Dojo

AKA- vermelho

SHIRO - branco

SHOMEN NI REI- cumprimento para frente

SHINPAN NI REI -cumprimento aos árbitros

OTAGAI NI REI- cumprimento entre os lutadores

SAGATE SUWATE- recuar e sentar

NAKAE- orden para entrar na área da luta

SHOBU IPPON HAJIME- inicia a luta - disputa por um ponto

TSUZUKETE HAJIME -reiniciar a luta

YAME- para a luta

AKA JOGAI IKKAI- vermelho saiu da área de luta uma vez

AKA JOGAI NIKAI SHIRO WAZA ARI- vermelho saiu da área de luta duas vezes - meio ponto para o branco

SHIRO JOGAI NIKAI SHIRO WAZA ARI- branco saiu da área de luta duas vezes - meio ponto para o vermelho

YOWAI- golpe fraco

TORIMASEN -não marcou ponto

AIUCHI- lutadores aplicaram golpes simultâneos

MIENAI- árbitro não viu

ATOSSHIBARAKU- 30 segundos para o fim da luta

SOREMADE- fim da luta

JIKAN - tempo reunião de determinados árbitros auxiliares

FUKUSHIN SHUGO- reunião de todos árbitros auxiliares

HANTEI- decisão dos árbitros

KETEISEN- luta decisiva

KEIKOKU -infração leve

CHUI- infração moderada

HANSOKU- infração grave

TAIDO- conduta anti-esportiva

SHIKKAKU - desclasificado

MUNO SHIKKAKU- desclasificado não sabe karate

WAZA ARI - meio ponto - golpe semi-perfeito

IPPON- um ponto - golpe perfeito

AWASETE IPPON - dois

WAZA ARI- reconhecidos como um

IPPON AKA NO KACHI- vitória do vermelho

SHIRO NO KACHI- vitória do branco

AKA KIKEN SHIRO NO KACHI - desistência do vermelho - vitória do branco

SHIRO KIKEN AKA NO KACHI- desistência do branco - vitória do vermelho

Fonte: www.cdof.com.br

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal