Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Laqueadura  Voltar

Laqueadura

Laqueadura
Laqueadura

Como é feita a ligadura de Trompas/Laqueadura Tubária

As técnicas mais usadas para a laqueadura tubária/ligadura de trompas são a minilaparotomia e a videolaparoscopia.

A minilaparoscopia é feita com um pequeno corte acima do púbis.

A laparoscopia é feita por meio da introdução de uma minicâmera de vídeo no abdômen.

A Laqueadura

Pequena intervenção cirúrgica sobre as trompas, interrompendo o canal que dá passagem aos óvulos na mulher (Laqueação de trompas) e dos espermatozóides no canal deferente do homem (Vasectomia). É um método definitivo, pelo que deve ser muito bem ponderado pelo casal.

Probabilidade de engravidar: método muito eficaz.

Vantagens: liberta a mulher da preocupação de uso de contraceptivos.

Desvantagens: é muito difícil de recuperar a capacidade reprodutora, no caso do casal mudar de idéias em relação à sua reprodução.,

Sérgio dos Passos Ramos

Fonte: www.medicinapratica.com.br

Laqueadura

Quando a família adquiri a quantidade de filhos desejada é hora de fechar a fabrica ou quando a mulher não pode ter mais filhos é feito uma cirurgia chamada laqueadura ou ligadura de trompas que é um procedimento que tem por objetivo fazer com que a mulher não engravide ao praticar o ato sexual,  que essa cirurgia  funciona como  contraceptivo.

O Que é Laqueadura?

A laqueadura é um procedimento quem tem por objetivo a esterilização da mulher onde é feito uma cirurgia ocorrendo o corte ou ligamento das tubas uterinas que fazem o caminho das tubas uterinas. Na laqueadura é necessária a internação e anestesia geral ou regional há vários tipos de laqueaduras são cerca de dez no total onde pode ser colocar anéis de plástico, queimar e cortar as tubas uterinas, clipes de titânio, fazer com fio de sutura, etc.

Para quem se arrependeu e que fazer a reversão para obter sucesso vai depender como foi feita sua laqueadura já que as várias técnicas para se fazer uma laqueadura, segundo especialistas as laqueaduras feita com anel plástico ou clipes de titânio são mais fáceis de fazer uma reversão, já pacientes que fizeram a salpingectomia que é a retirada das trompas é impossível a reversão.

Vantagens

A grande vantagem da laqueadura é que é um método seguro sem risco de gravidez a paciente pode até engravidar se tiver acontecido alguma falha no procedimento, mas é muito raro que isso aconteça para fazer a laqueadura à paciente deve obedecer aos critérios do SUS tem que ter 25 anos ou pelo menos dois filhos vivos.

Desvantagens

A grande desvantagem da laqueadura embora em alguns casos seja reversível é que seja encarada como um método definitivo já que você não tem conhecimento de como foi feito sua laqueadura o ideal mesmo é só fazer a laqueadura mesmo quando tiver certeza do que está fazendo já que muitas pacientes se arrependem devido a troca de parceiro, perda dos filhos e vários outros fatores.

Fonte: teclandotudo.com

Laqueadura

O que é laqueadura?

Laqueadura, é um método contraceptivo definitivo que consiste na interrupção da trompa da mulher através de vários métodos.

Em geral, retira-se um pequeno pedaço da trompa, no meio dela e próximo ao útero e dá-se um ponto de cada lado para ter certeza de que o trânsito na trompa foi totalmente interrompido.

Com isso, bloqueia-se a passagem do óvulo para o útero e do espermatozóide para as trompas.

Existem vários procedimentos cirúrgicos para a laqueadura com corte pelo abdome, corte pelo umbigo, por laparoscopia e laqueadura tubária.

Fonte: www.medicinapratica.com.br

Laqueadura

O que é a LAQUEADURA?

A laqueadura é um método cirúrgico que visa a esterilização definitiva da mulher.

Na laqueadura, a/o médico/a faz um corte na região abdominal, ao redor do umbigo ou na altura dos pêlos pubianos.

Nessa região, internamente, localiza-se as duas trompas de falópio da mulher.

O objetivo da cirurgia é obstruir as trompas que levam o óvulo (gameta feminino) do ovário até o útero.

A intervenção consiste, dependendo da técnica, em se fazer, com uma pinça, um corte e amarrar as trompas ou, simplesmente, amarrá-las, impedindo, com isso, que a fecundação ocorra (união do óvulo + sptz).

O objetivo da laqueadura é levar a mulher a esterilização, sendo portanto, irreversível.

Nos raros casos de mulheres que engravidam, mesmo se submetendo a laqueadura, pode ser explicado:

1. por falha na cirurgia que possibilitou a fecundação; ou,
2.
por regeneração dos tecidos próximos, que foram cortados ou
3.
por tentativa de reversão da esterilidade, através de cirurgia.

Tanto nos homens (que fizeram a vasectomia), como nas mulheres (que fizeram a laqueadura) as células sexuais continuarão a ser formadas. Entretanto, espermatozóides e óvulos, ou seja os gametas serão absorvidos pelo corpo, a medida em que se produzem, amadurecem e morrem.

Fonte: www.geocities.com

Laqueadura

Com os avanços da medicina, a cada dia surgem novos métodos contraceptivos no mercado. O planejamento familiar nunca esteve na moda como hoje em dia.

Ter filhos por descuido é algo que a família não espera.

Devido as dificuldades em criá-los, provenientes de problemas financeiros e diversos outros, tais como: aumento da criminalidade e proliferação das drogas, faz com que a decisão de ter filhos seja muito mais criteriosa que antigamente.

Para evitar que alguma gravidez pegue o casal desprevenido, é conveniente adotar medidas para impedir que a mesma ocorra.

Dentre as diversas formas contraceptivas, uma, em especial, vem recebendo a preferência de muitas mulheres: a laqueadura.

Muito se fala sobre ela, mas pouco se conhece a respeito. O que muitas não sabem é que ela nada mais é do que a ligação das trompas, por intervenção cirúrgica, com o objetivo de impedir a passagem do óvulo para dentro do útero. Assim os espermatozoides não o encontram, impedindo a fecundação.

A laqueadura é considerada um dos métodos mais seguro que existe. Com ela as possibilidades de uma gravidez são muito reduzidas, aproximadamente 0,99%.

Isso faz com que a maioria dos casais opte por abandonar de vez as demais formas de prevenção, podendo ter um efeito negativo com relação às doenças sexualmente transmissíveis, pois os preservativos mesmo que a mulher tenha feito laqueadura ou outro tipo de contracepção são importantes no ato sexual.

Existem uma média de 10 técnicas diferentes de laqueadura, cada uma para um determinado caso. O método mais adequado será definido pelo seu ginecologista. A internação e uso de anestesias são necessários, em alguns casos com o uso de anestesia geral.

Reverter laqueadura é possível

A grande dúvida da maioria das mulheres é quanto à possibilidade de reverter o processo, ou seja, para as que ligaram as trompas é possível desligá-las novamente.

A possibilidade de engravidar, entretanto, reduz de forma significativa. Na maioria dos casos é necessário realizar um tratamento para engravidar novamente.

Sendo assim, pense bem antes de optar por laquear. As chances de aumentar a família podem ser bastante difíceis nesse caso

Fonte: mulheresgravidas.net

Laqueadura

Laqueadura
Laqueadura

Laqueadura tubárea – Qual a melhor forma de engravidar?

Laqueadura tubárea é a cirurgia para não mais ter filhos. É feita na mulher e significa que será interrompido o canal (trompa uterina) que permite a circulação dos espermatozóides, óvulos e embriões em estágio inicial.

Para ocorrer a gravidez é necessário uma série de eventos em sintonia. A laqueadura simplesmente interrompe o canal de ligação óvulo-espermatozóides sem modificações hormonais, portanto, muitas das complicações que a laqueadura é culpada, como queda da libido, nervosismo, ondas de calor, sangramentos irregulares e outros, não procede.

O que é muito comum observarmos é o arrependimento de ter realizado a laqueadura. Isto sim trás uma série de sintomas orgânicos e emocionais, porque se ocorrem mudanças emocionais de stress, depressão, raiva. Isto modificará a produção cerebral dos hormônios que controlam o ciclo menstrual e produção hormonal feminina.

E aí os casais voltam a procurar engravidar…. e chegam à Reprodução Assistida!

Começa a avaliação de uma série de acontecimentos que devem ser analisados:

A reanastomose ou reversão de laqueadura é um procedimento cirúrgico que se tenta restabelecer a permeabilidade tubárea. Tem que ficar internada, tomar anestesia e repouso pós-cirúrgico para restabelecimento.

As chances de voltar a permeabilidade tubárea são muito heterogêneas girando em torno de 30% e destes, em torno de 10% conseguem gravidez, tornando as chances muito baixas.

O procedimento indicado com melhores chances de gravidez é, sem dúvida, a Fertilização in vitro, onde se colhem os óvulos após estimulação hormonal, fertilizando-os em laboratório, habitualmente injetando-se um espermatozóide diretamente no óvulo (ICSI – Injeção intracitoplasmática de espermatozóide) e transferindo o embrião para útero, em 2-5 dias. O resultado será avaliado após 14 dias, por exame de sangue para diagnóstico de gravidez. Então, as chances de gravidez passam a ser em torno de 40-50%.

Assim, com maiores chances de gravidez e procedimento cirúrgico menos traumático, a Reprodução Assistida torna-se uma melhor opção em relação à reversão da laqueadura.

Joaquim R.M. Coelho

Fonte: www.infert.com.br

Laqueadura

Laqueadura
Laqueadura

O mundo feminino é mesmo cheio de mistérios e conceitos complexos, que muitas vezes devido a falta de experiência não sabemos qual é seu verdadeiro significado, como é o exemplo da laqueadura.

Muitas vezes ouvimos falar nessa palavra, mas não sabemos do que se trata ao certo.

Pois bem, a laqueadura nada mais é do que um método de esterilização feminina, que também pode ser chamada de ligadura das trompas.

Esse método é caracterizado pelo corte ou ligamento cirúrgico das trompas uteirnas, essas que fazem o caminho dos ovários até o útero.

Com isso, as trompas uterinas impedem a passagem do óvulo, fazendo com que os espermatozóides não mais o encontrem, não acontecendo a fecundação.

Esse procedimento é considerado bastante seguro e, que pode ser realizado de várias maneiras, havendo a necessidade de internação e anestesia regional ou mesmo geral dependendo do caso. Para se ter idéia existem em média dez técnicas para se realizar o procedimento, colocando-se anéis de plástico, queimando ou cortando as trompas, fazendo-se fio de sutura, colocando-se clipes de titânio e muitos outras.

Após realizada a laqueadura, o risco da mulher ficar grávida é menos de 1%, fazendo com que vários casais dispensem os métodos contraceptivos.

Porém, é preciso lembrar que a laqueadura não impede que a mulher contraia Doenças Sexualmente Transmissíveis, o que se faz indispensável, ainda que assim, o uso da camisinha.

É importante saber que a laqueadura é reversível, porém é necessário muita certeza antes de fazê-la, já que depois de realizada e, assim desfeita as chances de engravidar caem significadamente.

Fonte: www.guiadicasgratis.com

Laqueadura

 

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal