Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Boto  Voltar

Boto

Peixe do Rio Amazonas, transmudado em homem, e tido por incorrigível conquistador de mulheres.

Torna-se caboclo alegre, forte e grande amigo de danças.

Boto

Sempre, porém, de chapéu na cabeça, para que não vejam o orifício por onde respira. Na qualidade de boto, assalta as canoas que têm mulheres grávidas.

É considerado o pai de muitas crianças que nascem por aquelas regiões amazônicas.

Fonte: ifolclore.vilabol.uol.com.br

Boto

O boto é uma lenda amazônica, difundida na região norte do Brasil.

A lenda é geralmente dita para justificar uma gravidez fora do casamento. Esta história foi contada no filme O boto (1987) com Carlos Alberto Riccelli no papel principal.

Diz-se que durante as festas e danças locais, apareceu um boto transformado em um elegante homem e sempre vestido de branco, com um chapéu para cobrir as narinas grandes, que não desaparecem a partir do topo de sua cabeça quando o animal realiza a transformação um ser humano.

Alega-se que a transformação ocorre no boto em lua cheia e vai para as aldeias próximas aos rios que habita. Nas regiões onde a economia depende dos rios. Alega-se que o rapaz seduz as meninas solitárias, levando-as para o fundo do rio. Por essa razão, quando um estranho aparece em uma festa usando chapéu, pede a ele para levá-la para garantir que não um boto.

Esta lenda deriva o hábito de dizer, quando uma mulher tem um filho com um pai desconhecido ", chama-se filho de boto."

Fonte: es.wikipedia.org

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal