Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Porca Dos Sete Leitões  Voltar

Porca dos sete leitões

Na versão paulista, é uma porca que vive com seus sete leitõezinhos, andando pra lá e pra cá.

Porca dos Sete Leitões

Era uma rainha que possuía sete filhos e que foram com ela transformados no que são agora, por vingança de um feiticeiro.

Transformada em porca, muito alva, solta fogo pelos olhos, nariz e boca.

Vive perto dos cruzeiros de estrada.

Versão 2

Misteriosa porca que passeia pelas matas, sempre acompanhada de seus sete leitõezinhos.

Segundo a lenda, uma Baronesa que praticava muitas maldades com seus escravos, foi transformada em porca por um feiticeiro negro, revoltado com suas injustiças e seus sete filhos, também encantados, viraram leitões.

A sina deles é andar fossando o chão em procura de um anel enterrado, quando encontrarem esse anel, quebrarão o feitiço e voltarão a ser o que eram.

Fonte: ifolclore.vilabol.uol.com.br

Porca dos sete leitões

A porca-dos-sete-leitões ocorre principalmente nas regiões centrais e meridionais do Brasil. Aparece durante à madrugada, em locais escuros e ermos: ruas desertas, becos, encruzilhadas, adros de igreja. Ronca surdamente, sempre acompanhadas de seus sete filhotinhos berrando ao seu redor.

Porca dos sete leitões
Porca-dos-sete-leitões, ilustração de Marcos Jardim

Não faz mal a ninguém. Em algumas versões, tem preferência em assombrar homens casados que voltam para casa fora de hora. Se a vítima se volta para encará-la, a mãe e os filhotes desaparecem. Segundos depois, torna a aparecer e a sumir novamente.

É mito originário de Portugal, onde acreditam ser o próprio diabo ou sua manifestação. Ainda no imaginário português, algumas vezes, a porca pode tomas a forma de outros animais.

Em várias culturas da Europa, "a Porca e os Sete Leitões" é um nome popular para o conjunto formado pela estrela Aldebarã e as Híades.

No Brasil, segundo a versão recolhida em Cuiabá, por Karl von den Steinen, é o castigo da mulher que interrompeu voluntariamente a gravidez. Tantos quantos forem os abortos, serão os leitões. Em algumas versões paulistas, é uma rainha que teve sete filhos e foram amaldiçoados por vingança de um feiticeiro.

Luís da Câmara Cascudo, em Dicionário do folclore brasileiro, sugere uma explicação: "A porca, símbolo clássico dos baixos apetites carnais, sexualidade, gula, imundície, surge inopinadamente diante dos frequentadores dos bailes noturnos e locais de prazer".

Referências Bibliográficas

Luís da Câmara Cascudo. Dicionário do folclore brasileiro. Rio de Janeiro, Instituto Nacional do Livro, 1954
Luís da Câmara Cascudo. Geografia dos mitos brasileiros. 2ª ed. São Paulo, Global Editora, 2002, p.338-340
J. Leite de Vasconcelos. Tradições populares de Portugal. Porto, 1882, p.298; 313-314
Cornélio Pires. Conversas ao pé do fogo. 3ª ed. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1927, p.156
Karl von den Steinen. Entre os aborígenes do Brasil central. Separata da Revista do Arquivo. São Paulo, 1940, p.707

Fonte: pt.fantasia.wikia.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal