Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Simpatias e Crendices  Voltar

Simpatias e Crendices

Atenção: Segundo o dicionário Aurélio simpatia que dizer: "Ritual posto em prática, ou objeto supersticiosamente usado, para prevenir ou curar uma enfermidade ou mal-estar." As simpatias e crendices abaixo foram colocadas para pesquisa sobre o nosso folclore, sem comprovação da veracidade ou não.

O site Portal São Francisco não indica a utilização de nenhuma simpatia como forma de cura e aconselha a procura de um médico em caso de quaisquer enfermidades.

Saúde, beleza e cuidados pessoais

Para evitar dor-de-dente.Cortar as unhas na segunda-feira

Para evitar futuras dores de dentes, ao escurecer, quando o sabiá piar, dar três cuspidas para o lado direito e três para o lado esquerdo.

Quando os pés ficam adormecidos, traçar sobre eles uma cruz com saliva.

Criança que sofre de ataques de lombriga deve usar um colar da alho ou de "olho de cabra".

Colocar uma cruz feita de palha de milho na cabeça que deita sangue pelo nariz, faz a hemorragia estancar imediatamente.

Quando uma criança está com coqueluche, é bom que uma vizinha, nascida em janeiro e em estado interessante, venha acudir o doente depois da meia-noite.

Deve ela dizer todas as vezes que a criança perder o fôlego:

"Tosse violenta,
tosse sem fim,
vai-te arrebenta
lá nos confins".

Para curar eczema é bom fazer o seguinte: Numa sexta-feira, antes do sol nascer, põe-se no meio do quintal uma bacia cheia d’água na qual, ao meio-dia em ponto, o doente lava o rosto ou outra parte afetada.

Cura-se sapinho de boca de crianças, passando-se sobre a sua língua a chave do sacrário

Idem, o óleo da lâmpada do sacrário.

Evita-se câimbra, colocando-se um pedaço de aço sob o travesseiro.

Para emagrecer, amarrar na cintura, por baixo das roupas, um cordão bem fininho.

Para curar dor-de-ouvido, passar por dentro das orelhas o rabo de um gato preto. O doente deve estar em jejum e o tratamento precisa ser repetido três vezes.

Quem quiser sarar de mau cheiro nas axilas, deve comprar um lencinho branco e virgem, amarrar numa das suas pontas um tostão, ir a uma encruzilhada, esfregar o lenço nos sovacos e atirá-lo no meio da estrada. Quem pegar o lenço, leva também o bodum.

Idem, esfregar nos sovacos um limão vermelho cortado ao meio e, depois, enfiá-lo num buraco de um mourão de porteira.

Cura-se íngua, colocando-se no bolso da calça do lado em que ela estiver, dentro de um saquinho de pano branco, três grãos de sal.

Cura-se cobreiro, traçando-se à sua volta quatro cruzes de tinta azul, três dias seguidos.

Para derrubar pelos do rosto esfregá-los, em três noites seguidas, com um morcego aberto no meio.

Picada de abelha não dói se se passar sobre o lugar, por três vezes, uma faca de aço.

Cura-se icterícia, fazendo-se o doente engolir sete piolhos catados da cabeça de uma criança de sete anos.

Para o mesmo fim, deitar o doente, de madrugada, antes do sol nascer, na grama orvalhada, recortar a sua forma no chão e revirar a terra.

Cura-se bronquite, medindo-se a altura do doente no batente de uma porta, fazendo-se ali um buraquinho onde se enfia mecha de cabelo de sua nuca. Tapa-se o buraco com cera ou sabão.

Criança que tem ventre virado deve ser agarrada pelos pés, virada de ponta cabeça e seus pés devem ser batidos três vezes na folha de uma porta.

Tira-se cisco dos olhos, cuspindo-se três vezes em três direções diferentes e depois coçá-los.

Amarrar um fiapo de palha de milho no dedo mindinho do pé esquerdo, corta soluço.

Para ter o nariz certo. Se você ainda é jovem e percebeu que seu nariz apresenta algum defeito, passe a usar, todas as noites, um pregador de roupas para corrigir o defeito. Não se preocupe com o incômodo que se origina da pressão do pregador. Respire pela boca e tenha uma nariz certinho.

Para espinha não deixar marca no rosto. Pegue um pouco de pomada "Minâncora" e dê uma ligeira aquecida, jogando por sobre a espinha um pouco de sal refinado. Aplique a pomada sobre a espinha e só retire quando a pele afetada tiver lhe consumido uma boa parte. Depois de algumas aplicações, a espinha sumirá e não deixará marca.

Para o cabelo ficar mais forte. Na noite de Lua cheia, corte as pontas do seu cabelo, coloque no tronco da bananeira ou em uma árvore em fase de crescimento.

Para o cabelo parar de cair. Pegue uma porção de capim-gordura, um litro e meio de água, e deixe ferver bem. Depois, deixe esfriar. Em seguida, lave a cabeça com sabão de coco e , logo após, enxaguar os cabelos com a água do capim-gordura. Fazer esta simpatia três vezes por semana.

Para acabar com espinha. Pegue três pêssegos já maduros e descasque-os de maneira que as tiras de casca sejam bem finas. Depois coloque as cascas para ferver em água filtrada, de forma que as cascas desmanchem. Coloque as cascas num prato e adicione uma colher bem cheia de mel puro. Deixe passar uns quinze minutos e lave o rosto com a água fria e sabão neutro.

Para perder peso. Na lua minguante à noite, pegar uma linha amarela, sair no quintal, segurar a linha com as duas mãos olhando para as estrelas. Escolher as bem pequenas, dar um nó e dizer; "Estrela, estrelinha formosa e magrinha, me dê sua magreza que eu dou minha gordurinha". Depois colocar no pulso. Cada estrela corresponde a um quilo. Tem que ser feita 3 luas minguantes, cada lua uma linha com os mesmos nós. E colocado no pulso.

Para ter um rosto bonito

Mantenha, em sua casa um ponte ou filtro de barro com água de chuva. Ao acordar e antes de dormir, lave o rosto com bastante dessa água, depois espalhe suco de limão e mel de abelha em partes iguais. Deixe por meia-hora, depois volte a lavar com água de chuva e um sabonete neutro ou de glicerina. Enxugue apertando a toalha contra pele, sem esfregar.

Para corrigir defeito nas orelhas. Toda vez que passar diante de uma igreja, coloque a mão sobre o defeito e firme o pensamento, pedindo que seus santos protetores melhorem a aparência das orelhas. E ao chegar em casa, acenda uma vela branca para os santos.

Para curar bronquite. Pegar coco, devendo furá-lo naquele olho, tirando a sua água e colocando dentro mel puro de abelha. Fechar o buraco com uma rolha de cortiça. Embrulhe o coco num plástico e enterre, deixando assim por sete dias. Marcar a hora que enterrou e no sétimo dia , no mesmo horário, desenterre, dando 3 colheres do mel para a criança, se for adulto 3 colheres grandes (manhã - tarde - noite)

Para dor de ouvido. Primeiramente, limpe cuidadosamente o ouvido. Se usar cotonete, não o introduza profundamente pois pode causar danos mais sérios. Extraia o suco de três dentes de alho ou de um galho de arruda, aqueça ligeiramente, molhe um pedaço de algodão e coloque-o no ouvido dolorido. Repita uma hora depois, se a dor não passar totalmente.

Fim da celulite. Para se ver livre da celulite, abra 2 caixas de fósforo e deixe que todos os palitos caiam no chão. Depois, recolha-os um a um, alternando as mãos, direita, esquerda, direita, esquerda, até terminar. Faça isso por 13 dias consecutivos. As caixas de fósforos devem ser as mesmas durante todos os dias da simpatia.

Seios em alta. Para evitar o problema com os seios caídos, passe uma colher de pau virgem sobre os seios, 9 vezes, de cima para baixo, e mais 9 vezes de baixo para cima. Comece sempre pelo seio esquerdo e depois vá para o direito.

Menos estrias. Para diminuir as estrias, misture um pouco de mel e óleo de amêndoas e passe com o auxílio de um lenço branco limpo, nas regiões afetadas, de cima para baixo. Feito isso, enterre o lenço num jardim com muitas roseiras floridas, de preferência com rosas brancas.

Cinturinha. Uma cinturinha afinada se consegue numa sexta-feira, dia dedicado à deusa da beleza, Vênus. Basta pegar um barbante virgem e medir com ele sua cintura. Enquanto estiver fazendo isso, diga: "Porque este barbante é virgem, ele vai afinar a minha cintura". Amarre o barbante na cintura e não tire, deixe-o arrebentar sozinho.

Amor e casamento

Para a mulher conquistar homem de seus sonhos. Pegue um pedaço de papel branco e coloque-o sobre um prato. Desenhe um coração do tamanho do fundo do prato. Depois, recorte o desenho e escreva nas três primeiras linhas o nome do homem desejado. Em outras três linhas, escreva seu próprio nome.

Coloque o desenho do coração no fundo do prato, derrame um pouco de mel sobre ele, juntamente com algumas pétalas de rosa branca. Depois, acenda uma vela branca bem no meio do prato, deixando-a queimar totalmente. Quando a vela acabar de queimar, firme o pensamento no homem desejado. Guarde o prato por sete dias. Depois, lave as pétalas e coloque-as dentro de um livro. O prato com o coração deve ser deixado num jardim onde existam espinhos.

Para mulher feia arrumar namorado. A mulher feia sofre por causa disso. Porém, as forças ocultas poderão ajudar uma mulher feia a conseguir namorado bem apessoado, até causando inveja nas amigas. Deve, para isso, proceder assim: pegar uma palma de espada de São Jorge, cortá-la em três pedaços e colocá-la para ferver por três horas. Deixe a água esfriar e lave o rosto com essa água, sempre solicitando que São Jorge transforme-a de "dragão" em princesa bela e desejada.

Para que a pessoa amada volte. Escreva o nome da pessoa num papel branco, à meia noite de uma sexta- feira, enterre o papel todo dobradinho debaixo de um pé de chorão, pense firme no seu retorno e urine em cima.

Para que o namorado volte. Amarre 7 fitas coloridas numa estatua de Sto. Antônio, deixando guardada em seu guarda-roupa de cabeça para baixo. Prometa que quando tudo estiver bem, você liberta o Santo.

Para mulher conquistar o amado. Escreva o nome completo dele num cigarro com filtro. Depois acenda o cigarro e deixe queimar até o fim. Não precisa Fumar. Pegue o filtro e jogue na frente da casa da pessoa que você gosta e não conte nada a ninguém.

Para o rapaz arranjar namorada. Conseguir três penas de qualquer passarinho e três pétalas de rosas, de qualquer cor. Conservá-las embrulhadas no bolso e ir trocando de bolso de vez em quando.

Para terminar com um amor. Escreva o nome da pessoa no chão ou na areia. Encha um litro de água de rio. Jogue em cima do nome formando uma cruz, até a água do litro acabar. Quebre o litro, bem quebradinho, e enterre bem fundo em lugar onde as pessoas não passem.

Para voltar com o namorado. Escreva em cruz o seu nome e o da pessoa amada num pedaço de papel. Ponha dentro de uma vasilha virgem, cubra os nomes com uma substância doce. Coloque a vasilha debaixo de sua cama por vinte e um dias. Logo verá que a harmonia estará se fortalecendo entre os dois.

Para amarrar marido. À meia noite de lua quarto crescente, quando seu marido estiver dormindo, pegue um pano virgem (sem uso), e uma agulha e uma linha vermelha, chegue perto dele e faça de conta que esta costurando, murmurando estas palavras com muita fé e convicção: "Estou costurando o coração de (diga o nome de seu marido) para que ele nunca se interesse por ninguém a não ser por mim". Repita esta frase por 7 vezes e enterre o pedaço do pano no jardim ou num vaso de barro com planta.

Para que sua namorada não te esqueça. Faça que um pedaço de carvão pareça um coração, deixe em um lugar que bata o primeiro sol da madrugada. Dentro do carvão escrever o nome dela. Bater o pé, por cima, ao mesmo tempo pronuncie o nome dela. ela nunca o deixara.

Para mulher casar rápido. Quando uma das sua amigas for casar, a mulher que quer casar rápido deve arrancar três fios do próprio cabelo e colocar debaixo do véu da amiga que for casar, sem que ela perceba, e seu casamento será breve.

Para marido amar cada dia mais a esposa. Esta simpatia deve ser feita pela esposa num dia do mês que tenha número sete. Exemplo: 7, 17, 27(de qualquer mês). Pegue 30 cm. de fita branca(de qualquer largura), escreva em toda a extensão da fita o nome do marido, em seguida amarre essa fita num retrato do marido, colocando-o numa igreja, aos pés do santo que a esposa seja devota. E reze logo depois três Salve-Rainhas.

Para haver harmonia conjugal. Coloque no quarto de dormir do casal um quadro com o retrato do casamento e todas as noites antes de dormir, olhe para a fotografia e repita: "Nós nos amamos".

Para haver harmonia conjugal 2. Pegue uma peça íntima da mulher e amarre-a a uma do homem com uma fita azul e virgem. Deixe as peças sob a cama do casal e no dia seguinte jogá-las em água corrente. A simpatia deve ser feita preferencialmente num dia de sexta-feira.

Para esposa amarrar marido. Comprar um moringa com tampa e colocar debaixo de uma goteira da casa, deixando encher com água da chuva. Quando quiser ter relação sexual com o marido, é só destampar a moringa. Quando ele sair de casa, tampe bem a moringa e guarde bem, dentro de casa.

Para casar com namorado. Pegar uma maçã vermelha, cortar a tampa e retirar o miolo. Pegar um papel branco e virgem e escrever o nome próprio e do marido. Colocar papel dentro da maça e jogar em cima uma colher de mel. Feche e amarre com uma fita vermelha, fazendo um pedido a Sto. Antônio e guardando a maça até que ela apodreça.

Para marido largar amante. Pegar 2 pedaços de carne e fazer um buraco pequeno em cada pedaço. escrever o nome da amante num pedaço e o nome do marido em outro pedaço de papel branco. Coloque os 2 papéis cada um em um pedaço de carne. Aquele que ficar com o nome dela jogar para um gato comer, e o que ficar com o nome dele, para um cachorro comer.

Para viúva arranjar bom casamento. Acenda uma vela branca no último dia do mês, durante três meses, sempre firmando o pensamento naquilo que deseja. A seguir, faça uma novena termine no dia do Santo.

Para mulher idosa conseguir marido. Ir a um lugar onde se possa fazer uma pequena fogueira e com ela já acesa, saudar São João, São Pedro e todos santos protetores das senhoras idosas.

Para acabar com brigas entre o casal. Pegue duas facas virgens e cruze-as sobre a certidão de casamento. Depois de 3 horas retire as facas e guarde-as embrulhadas num lenço branco.

Para ter um noivado feliz. No dia de Nossa Senhora da Conceição, entre na procissão em homenagem à santa, levando rosas brancas e uma vela branca. Enquanto estiver acompanhando a procissão, seja a pé ou em barco, volte seu pensamento para santa e peça que ela lhe permita ter um noivado feliz. Depois, jogue as rosas e a vela na água.

Para o casamento trazer felicidade. Se você está para casar, aja desta forma, se quiser encontrar felicidade nas núpcias: um dia antes das bodas, faça uma oração fervorosa para Santo Antônio a Nossa Senhora da Conceição, pedindo que essas divindades lhe dêem muita felicidade na vida de casada(o).

Para deixar o marido bonzinho. Embrulhar um jabuti com uma camisa do marido, tendo o cuidado de deixar uma abertura para não sufocá-lo. Após sete dias ao meio-dia de uma sexta-feira, retirar a camisa do jabuti e jogá-la nas águas de um rio. O jabuti deve ser alimentado normalmente.

Para reconciliação do casal. Pegue um limão galego e leve a um padre para benzer. Em seguida faça um chá com limão e procure fazer com que o casal beba um pouco do chá.

Para casar com um estrangeiro. Arrume moedas do país da pessoa com quem deseja casar, e com um pouco em uma das mãos, vá a um rio e jogue as moedas pedindo ao santo de sua proteção sorte no amor.

Para a esposa ser amorosa. Compre uma corrente de ouro e dê de presente a sua esposa, colocando no pescoço dela, de preferência às 6 horas da manhã ou da tarde, mas sempre quando o sino de uma igreja estiver tocando.

Para ganhar seu amor. Pegue uma vela branca, escreva o nome dela (e) com um objeto pontiagudo.Acenda a vela e diga 2 vezes o nome dele (a), em seguida diga vamos ficar juntos, pelo poder da terra, do céu e do mar, vamos ficar juntos.

Deixe a vela queimar.Publique a simpatia. (Colaboração de Ana Cristina)

Para ficar com seu amor para sempre. Pegue 1/3 e em cada conta diga: Frei Silvério, conceda-me a graça que tanto desejo. Que eu e (diga o nome da pessoa amada) fiquemos juntos para sempre numa paixão eterna e no amor infinito. Faça esse ritual por 3 noites seguidas e depois divulgue como quiser (Colaboração de Paola)

Para ele te ligar. Faça com muita fé, conte regressivamente de 10 a 1, agora diga ele vai voltar, ele vai me ligar hoje, as bruxas atenderão meu pedido e irão me ajudar, publique e confie que ele vai te procurar (Colaboração de Renata Franchi)

Dinheiro e negócios

Para nunca faltar dinheiro. Coloque 3 moedas no fundo de um saleiro. Nunca deixe faltar sal em cima das moedas. Dinheiro na mão o resto da vida.

Para nunca perder o dinheiro. Pegue três moedinhas e três balas, ou três docinho. Jogue as balas e as moedinhas num jardim, oferecendo a Cosme e Damião, desejando que nunca mais perca dinheiro.

Para que não tenha prejuízos. Antes de sair de casa, pela manhã, pegue um raminho de arruda e papasse-o no peito em cruz, por três vezes, na pele do peito.

Para ganhar mais dinheiro. Pegue seu chaveiro que contenha todas as chaves da casa e friccione-o durante dez minutos. Em seguida coloque as chaves uma a uma sobre a mesa de refeições, em forma de cruz e reze um Pai-Nosso. A simpatia deve ser realizada às 12 horas.

Para que seu dinheiro renda. Para que seu dinheiro renda, se multiplique, proceda desta forma: toda vez que receber o pagamento (se é um trabalhador assalariado) ou por qualquer outra espécie (se for um profissional independente), guarde uma moedinha dentro de um pote de barro. Quando completar o período de 13 meses, dê as moedas para casa da caridade, ou para a primeira pobre que encontrar pela rua com crianças.

Para conseguir dinheiro rapidamente. Vá a um riacho que tenha boa correnteza e ponha na água uma nota de qualquer valor. Depois, corra para um ponto mais abaixo e entre na água, onde deverá ficar esperando a nota chegar, dizendo: "Que o dinheiro que eu preciso venha a mim o mais depressa que puder". Quando apanhar a nota trazida pela correnteza, leve-a até uma igreja e deposite-s aos pés de uma imagem de Santo Onofre.

Para ganhar um aumento de salário. Se você acha que está ganhando pouco, e quer um aumento de salário, faça assim: pegue um pouco de fermento e ponha dentro de um prato de barro, firmando o pensamento e dizendo para si mesmo: "Assim como esse fermento faz crescer o pão, também fará crescer o meu salário".

Para ganhar na loteria. Arrume uma estrela do mar pequena e num dia de sexta feira ao meio-dia, colocá-la no bolso direito e no mesmo horário faça o seu jogo ou compre o bilhete. À meia-noite do mesmo dia troque-a de bolso e reze o Pai-Nosso.

Para atrair o dinheiro. Fazer um defumador com algumas folhas de louro e acrescentar um punhado de açúcar e um punhadinho de erva-doce e diga: "dinheiro e fartura" ao defumar a casa de trás para frente, ou seja, dos fundos da casa para a frente.

Para se afastar da miséria. Uma vez por ano, na passagem do ano, à meia noite, escreva num pedaço de papel a palavra "miséria", coloque o papel sobre uma chapa de ferro ou qualquer outro recipiente de metal, despeje vinagre, álcool e coloque sete pedrinhas de sal grosso ao redor. Em seguida, ateie fogo ao álcool e fique de costas até queimar tudo. Como o álcool é altamente inflamável, tome todas as precauções com seu recipiente, principalmente se ele for de plástico. Não se esqueça de repetir esta simpatia por pelo menos 7 anos, que ficará longe da miséria.

Para Ter dinheiro o ano todo. Coloque uma romã dentro de uma saquinho de pano de cor vermelha e ofereça aos 3 Reis Magos. A seguir, coloque atrás da porta da sala. Faça esta simpatia no dia dos Reis Magos, que é 6 de janeiro.

Para Ter dinheiro o ano todo 2. Procure um formigueiro grande, pegue 21 moedas e vá jogando, de uma a uma, na direção onde as formigas trazem sua carga, até colocar a última na boca do formigueiro. Este é um ritual dos chamados pequenos animais.

Para ganhar sempre. No primeiro dia de Lua Nova, pegue uma moeda de qualquer valor e coloque-a dentro de uma xícara grande nova com um pouco de açúcar. Deixe a xícara no sereno. No dia seguinte, passe a moeda e o açúcar para um xícara pequena também nova. Depois, coloque a pequena dentro da grande. No terceiro dia, ore com bastante fé e depois coloque amoeda dentro de sua carteira, deixando-a lá até conseguir o que deseja.

Manter o emprego. No primeiro dia do mês, acenda uma vela de sete dias e coloque-a em um pires. Embaixo dele, coloque uma folha de papel de carta roxo e todas as noites, enquanto a vela arder, pegue o papel e escreva: "Meu anjo da guarda, ajude-me a manter meu emprego". Quando a vela acabar, use o papel para embrulhar um galhinho de arruda e 3 dentes de alho. Guarde tudo em uma gaveta, no local onde trabalha, e não conte a ninguém.

Conseguir trabalho. Acenda todas as velas brancas do maço de uma vez aos pés da imagem de Santa Rita. Peça A santa que lhe consiga um emprego rápido. Apague as velas antes que acabem de queimar c embrulhe-as em um pedaço de papel azul Amarre com um metro do barbante c guarde o pacote com você. Quando conseguir emprego acenda as velas novamente desta vez em uma igreja, no altar e deixe-as queimar até o fim.

Crescer na profissão. Assista a uma missa na primeira sexta-feira do mês. No final dela, coloque 3 galhos de arruda e 3 moedas antigas aos pés da imagem do santo de sua devoção. Peça ao mesmo tempo, ajuda para subir no emprego. Depois, reze um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e uma Glória ao Pai.

Novo trabalho. Pegue uma foto sua recente 3x4 e escreva atrás dela o seu nome completo e a seguinte frase: "Com todas as forças do meu pensamento, daqui só saio empregado(a)". Coloque a foto em sua carteira ou bolsa e deixe lá por 7 dias. Depois, jogue-a em água corrente, rezando um Pai-Nosso e uma Ave-Maria.

Enriquecer. Na primeira semana do mês, durante todo o ano, procure fazer esta simpatia. Num guardanapo de papel, coloque 2 colheres de arroz feito no dia e 3 folhas de arruda. Embrulhe e guarde este pacotinho na geladeira, por 3 dias. Ao final deste prazo jogue o pacote num jardim.

Dinheiro Extra. Num prato de louça branco, acenda uma vela e derrame um pouco de mel. Coloque o prato num canto da casa, onde ninguém consiga vê-lo. Esta simpatia deve ser feita numa segunda-feira de Lua crescente.

Conseguir dinheiro rápido. Para ter dinheiro rapidamente, ao acordar, esquente num litro de água com um copo de arroz cru. Depois, coe reserve a água. Tome um banho demorado e se enxágüe com esta água, derramando-a do pescoço para baixo. a seguir, vista uma roupa branca e lavada. O dinheiro aparecerá em pouco tempo, por meio de um trabalho extra ou pagamento de dívida.

Sorte

Para ter sorte na moradia. Alguns dias antes de mudar, a pessoa tem que lavar a nova casa com água, vinho e mel e deixar secar naturalmente. Um dia antes da mudança, abrir uma lata de sardinha, uma garrafa de vinho e uma bisnaga. Colocar tudo isso no meio da sala e no dia da mudança, recolher tudo e jogar num jardim. Depois disso, não faltará, saúde e dinheiro e só reinará a felicidade no lar.

Para retirar o azar de sua casa. Pegue 7 pombos brancos, em dias de domingo, e coloque dentro de sua casa. Abra todas as janelas, e abra a gaiola dos pombos deixando eles saírem por onde quiserem, assim levando todo o azar em suas asas.

Para ter sorte em novos empreendimentos. Para ter sorte em novos empreendimentos, recorra aos poderes de uma simpatia. Antes de atirar-se a um novo empreendimento, tome um banho preparado com água morna, sal grosso, três folhas de hortelã, uma folha de arruda e meia colher de enxofre.

Simpatias

Para ter sorte no comércio. Quando abrir seu comércio pegue a chave do estacionamento e deixe durante três dias dormir no sereno. Depois disso, antes de inaugurar o comércio mande rezar uma missa ao santo de sua devoção.

Véspera de São joão

Sabedoria de bananeira. Na noite de São João, de 23 para 24, deve-se enfiar uma faca virgem (nova) na bananeira. No dia seguinte, de manhã bem cedo, retire a faca que nela aparecerá o nome do(a) futuro(a) noivo(a). Outra variante dessa simpatia diz que o nome do(a) futuro(a) marido/mulher aparecerá escrito no caule da bananeira. Alguns preferem ver o nome escrito no tronco da bananeira. Ainda há outra variante, mais rápida: enfia-se a faca na bananeira e, ao retirá-la, você ouvirá o nome do(a) futuro(a) companheiro(a).

Papéis mágicos. Na noite de São João, escreva em pequenos papéis o nome de vários(as) pretendentes. Enrole-os e jogue-os em uma bacia ou copo d'água. O papel que se desenrolar primeiro indicará o nome do(a) futuro(a) companheiro(a).

A idade do cônjuge. Passe um ramo de manjericão sobre a fogueira e jogue-o sobre o telhado de sua casa. Se na manhã seguinte ele ainda estiver verde, é sinal de casamento com pessoa jovem. Se estiver murcho, com pessoa mais velha.

Oráculo de carvão. Pegue dois pedaços de carvão da fogueira de São João. À meia-noite, coloque os carvões em uma bacia com água. Se afundar o maior é porque o marido vai morrer primeiro. Afundando os dois, o casal vai morrer junto. Se os dois carvões boiarem, o casal terá vida longa.

Sonho lotérico. Se você sonhar com um bicho na véspera de São João, deve jogar na loteria porque vai ganhar com certeza.

Energia do santo.

Regue as plantas antes de o Sol nascer, no dia de São João. As plantas crescerão bem mais fortes.

O poder do carvão.

O carvão que sobra depois que a fogueira apaga adquire poderes sobrenaturais. Com ele, pode-se cobrir os ovos das aves para que a ninhada seja forte e saudável.
Andar com um pedaço de carvão da fogueira
no bolso traz felicidade e dinheiro o ano todo.
Jogar na fogueira um galho de alecrim, arruda
ou uma trança de alho espanta o mau-olhado.
Os carvões que restarem podem ser enviados a parentes e amigos, pois são considerados bentos.
Quem possuir um carvão da fogueira viverá até o próximo São João.

O poder do mastro

Para obter boa colheita, prenda junto à bandeira do mastro laranjas, pencas de banana e espigas de milho, pedindo a proteção dos santos.

As espigas de milho que ficam no mastro são recolhidas e usadas para o plantio. Dizem que quem achar no dia da festa uma espiga com 15 fileiras ficará rico.

Fonte: www.arteducacao.pro.br

Simpatias e Crendices

SUPERSTIÇÕES, CRENDICES E SIMPATIAS

COISAS DE NOSSA GENTE

PREFÁCIO

A minha intimidade com a cultura popular começou na minha meninice. Venho d e famíl ia campesina, tanto paterna como materna. Cresci , portanto , ouvindo superstições, lenda s, crendices e causos contados pelos meus avôs, avós e pelas comitivas (condutores de boiadas) que passavam por nossas fazenda s . De modo que a cultura popular te m raízes pro fundas em mim, e , por isso, sempre me encantou e impressionou. De modo que , durante muitos anos, coletei e registrei em cadernos as mais diversas manifestações de nossa cultura popular que ti ve a oportunidade de ouvir .

No último ano de minha regência, pude, enfim, realizar um projeto idealizado há muito tempo. Trabalhei o projeto com os alunos do 3 º ano (Ensino Médio ).

Consistia em pesquisa s de campo para resgatar a rica e diversificada cultura popular, atualmente tão distante das camadas popu lares, e registrá - la por meio de uma brochura.

Embora o projeto tenha sido realizado com sucesso, o s recurso s econômicos, tão prometidos aos projetos escolares, oriundos da Secretaria de Educação, não vieram; assim , tão interessante trabalho, ficou soment e no s arquivo s dos CDs. Agora, tenho a oportunidade de publicá - lo, virtualmente, em forma de e - livro.

Portanto, Superstições, Crendices e Simpatias de Nossa Gente, trata-se de uma coletânea realizada por mim e pelas mãos devários pesquisadores: meus alunos.

A eles devo essa coletânea e a minha gratidão.

Ricardo Sérgio de Menezes Nunes

1. SIMPATIAS PARA CURAR DOENÇAS

01- Quando uma criança está com coqueluche, é bom que uma vizinha, nascida em janeiro e em estado interessante, venha acudir o doente depois da meia-noite.

Deve ela dizer todas as vezes que a criança perder o fôlego:

Tosse violenta,
tosse sem fim,
vai - te arrebenta
lá nos confins

02 - Quem quiser sarar de mau cheiro nas axilas, deve comprar um lencinho branco e virgem, amarrar numa das suas pontas um tostão, ir a uma encruzilhada, esfregar o lenço nos sovacos e atirá-lo no meio da estrada. Quem pegar o lençoleva também o bodum (o cheiro forte).

03-Quando lhe surgir alguma inflamação na pele, unte-acom óleo, fazendocruzes e pronuncie durante sete dias, a seguinte benzedura:

Eu te atalho
Bicho ou bichão,
Aranhiço ou aranhão,
Sapo ou sapão,
Bicho de qualquer feição.
Eu te atalho
Eu te mínguo
Eu te corto a cabeça
E te furo o coração
Aqui te atalho
Além de mirro.

04 - Quem sofre de epilepsia precisabeber, em seis dias seguidos,uma xícara de cachaça, onde teria ficado de molho, durante uma semana, o umbigo de um recém-nascido.

05 - Cura-se bêbado inveterado dando-lhe um ovo de coruja mal assado e vinho misturados a gotas de suor de cavalo.

06 - Para curar mau-olhado ou o quebranto, segure na mão um ramo de alecrim (a arder), e diga três vezes:

Virgem Mãe da Conceição,
Mãe do poderoso Deus;
Tirai este mal, este quebranto
Do corpo de...
Deus te fez, Deus te criou;
Deus perdoa, a quem mal te olhou
Em louvor à Virgem Maria
Padre Nosso e Ave Maria

07 - Cortaras unhas na segunda-feira evita dor de dentes.Às sextas-feiras evita nevralgias eunheiros.

08 - Para evitar futuras dores de dentes, ao escurecer, quando o sabiá piar, dar três cuspidas para o lado direito e três para o lado esquerdo.

09 - Para enfermidades no peito, passar sangue de gato preto ou testículos de porco.

10 - Colocar uma cruz feita de palha de milho na cabeça de quemdeita sangue pelo nariz faz a hemorragia estancar imediatamente.

11 - Criança que sofre de ataques de lombriga deve usar um "colar dealho"ou de "olho de cabra".

12 - Quando a criança estiver com forte diarreia, vômitos ou cólicas, peça a intervenção da Virgem Maria, dizendo: Jesus, que é o nome de Jesus, eu benzo este aflitado, este aluado, este encarniçado e este assombrado, em nome de Deus e da Virgem Maria.

13 - Para curar o vício de urinar na cama, fazer a criança sentar num formigueiro.

14 - Para ter olhos grandes,brilhantes e bonitos,esfregue olhos de vaga-lumes na criança, diantede um espelho sem muita claridade. Se o trabalho não forbem feito, a criança podeperder "para sempre a vista".

15 - Para curar eczema faça o seguinte: Numa sexta-feira, antes do sol nascer, põe-se no meio do quintal uma bacia cheia d’água na qual, ao meio-dia em ponto, o doente lava o rosto ou outra parte afetada.

16 - Para curar dor de ouvidos, passar por dentro das orelhas o rabo de um gato preto. O doente deve estar em jejum e o tratamento precisa ser repetido três vezes.

17 - Para curar dor de ouvido, passar por dentro das orelhas pó de chocalho de cascavel.

18 - Cura-se íngua, colocando-se no bolso da calça do lado em que ela estiver, dentro de um saquinho de pano branco, três grãos de salgrosso.

19 - Para icterícia, chá de grilo.

20 - Quando os pés ficam adormecidos, traçar sobre eles uma cruz com saliva.

21 - Para inflamação na gengiva, passar crista de galo, após ser extirpada do galináceo vivo.

22 - Para hidrofobia, chá de penas de urubu.

23 - Cura-se a asma, comendo, com um pouco de açúcar, uma lesma depois de esmagada e fervida.

24 - Quando se tem um terçol, chega-se a um companheiro e, com a mão, faz-se várias vezes o gesto de como quem passa o incômodo para o olho do outro. Diz-se: "passe pra você, passe pra você..."

25 - Evita-se câimbra, colocando-se um pedaço de aço sob o travesseiro.

26 - Para feridas brabas, aplicar sobreelas um sapo aberto ao meio.

27 - Raspa de dente de jacaré, tomadocomo chá, cura qualquer dor.

28 - Para acabar com os problemas de coluna: basta colocar um pau de cana, do tamanho de sua altura, debaixo da cama.

29 - Para a cura da maleita, andar com umosso de defunto pendurado no pescoço.

30 - Quando cai um dente, deve-se jogá-lo no telhado. Nasce outro.

31 - Para dores nos rins, chá de saco de bode...

2. SIMPATIAS

01 - Quando se perde alguma coisa e não se consegue encontrar, toma-se uma palha de milho e damos-se nela três nós, com o que se amarra o diabo, e o objeto perdido aparecerá. Mas, depois de encontrá-lo não se deve esquecer-se de desmanchar os nós, se não tudo de ruim acontecerá na casa.

02 - Para as moscasmudarem de sua casa, faça em jejum, e, em qualquer sexta-feira pela manhã,o seguinte pedido:

Moscas malvadas,
da sexta pro sábado
estejam mudadas.

03 - Quando uma visita está demorando a ir-se embora e começa a aborrecer joga-se um punhado de sal no fogo. A visita vai-se embora logo.

04 - Para emagrecer, amarrar na cintura, por baixo das roupas, um cordão bem fininho.

05 - Devemos sair de casa ou entrar em qualquer lugar, sempre com o pé direito, para evitar o azar.

06 - Na hora de acordar, abra os dois olhos ao mesmo tempo para ver, durante o dia, tudo com clareza e não ser enganado por ninguém

07 - Quando beberágua de uma fonte, de um poço, ou doutro local qualquer. Diga antes de beber a água:

Aqui passou S. João,
Com uma cruzinha na mão.
Se esta água tiver baba,
Não me chega ao coração

08 - Queimar chifre de boi e casca de coco no canto da casa, à noite, espanta o capeta.

10 - Ponha um caroço de melancia na testa e, antes que ele caia, faça um desejo

11 - Se tivermos um gato e formos mudar de casa, é bom passar manteiga em suas patinhas, para que elenão volte para a casa antiga.

12 - Pôr um chifre de boi estrepado na ponta de um pau, no terreiro, espanta o capeta.

13 - Para garantir muito sol no seu dia de seu casamento, dias antes, leve alguns ovos auma igreja de Santa Clara.

14 - Quando tiverum tremor, é porque a morte passou por perto de você. Diga rápido: Sai morte, que estou bem forte..

15 - Deixar um copo de vidro cheio de sal grosso no canto da sala traz sorte.

16 - Paraesclarecer o sexo do filho em gestação, a futuramãe leva ao fogo, para cozinhar, o coração de uma galinha, tendoantes o cuidado de abrir-lhe uma das extremidades. Se depois decozido o coração se conservar aberto, a criança será do sexo feminino;se se fechar não haverá mais dúvida: nascerá um menino.

3. SUPERSTIÇÕES E CRENDICES

O1 - Dois dias antes de se encontrar com a moça desejada, coloque um vaga-lume numa caixa de fósforos, e na hora de fechar prende ai a ponta de um lenço. No dia do encontro, sem que a moça veja, trace três cruzes no ar, atrás dela, com esse lenço. A moça fica perdidamente apaixonada

02 - Aranhas, grilos e lagartixas representam boa sorte para o lar. Matar uma aranha pode causar infelicidade no amor.

03 - Deixar alguém morrer sem vela na mão, a alma fica no escuro, e o demônio leva a alma para as trevas do inferno.

04 - Se o seu copo contiver algum tipo de bebida alcoólica, no brinde com ninguém cujo copo contenha bebida sem álcool. Vocês estarão se arriscando, nesse Tim-Tim, a ter seus desejos invertidos.

05 - Guardar uma pá dentro de casaé augúrio funesto de que em breve será aberta uma sepultura.

06 - Uma mulher grávida que beba por uma xícara quebrada arrisca-se a ter um filho com lábio leporino.

07 - Acender os cigarros de três pessoas com um fósforo só, provoca a morte da terceira pessoa.

08 - Quando uma pessoa vaipara a mesa de operação, não deve levar nenhum objeto de ouro, pois se tal acontecermorrena certa.

09 - Tirar leite de vaca ou de cabra na Sexta-Feira Santa é pecado. O leite ao sair do úbere da vaca, ou da cabra, vira sangue; e o animal fica inutilizado porque nunca mais se pode ordenhá-lo.

10 - Doente que troca de cama, morrerá na certa.

11 - Quando míngua a lua, não comece coisa alguma.

12 - Varrer a casa de noite, espanta a tranquilidade.

13 - Deixar tesoura aberta é sinal de morte.

14 - Não devemosdeixar bolsa apoiada no chão se não quisermos perder dinheiro.

15 - Se você colocar a meia do avesso, não se preocupe: é sinal de que uma boa notícia irá chegar.

16 - Fazer a barba depois da comida produz congestão.

17 - Coceira na mão esquerda é sinal de dinheiro extra.

18 - Coceira na mão direita é sinal de que vai perder muito dinheiro.

19 - Coceira na sola do pé significa viagem ao exterior.

20 - Deve-se usar um galho de pinhão roxo dentro da casa para evitar mau-olhado.

21 - Ver uma borboleta voar dá sorte para o dia.

22 - Ter um elefante de enfeite, sobre um móvel qualquer, sempre com a tromba erguida,e de costas para a porta de entrada, evita a falta de dinheiro.

23 - Se a primeira visita do dia 1º de janeiro for um homem, ela trará felicidade para o ano todo.

24 - Para atrair dinheiro, usar uma peça qualquer do vestuário na cor amarela, essa cor representa o poder do ouro.

25 - Quando pessoas vão caçar ou pescar, nunca devem ir em número de três, pois uma serápicada por cobra e morrerá na certa.

26 - Não se deve matar galinha na Sexta-Feira Santa. Quem o fizer, ficará com o braço com que torcer o pescoço da galinha, paralítico, como castigo.

27 - Se duas pessoas enxugarem as mãos, ao mesmo tempo, na mesma toalha ficarão inimigas.

28 - Andar de costas. A mãe morre.

29 - Orelha quente é sinal de que alguém está falando mal de você.Nesse caso, vá dizendo o nome dos suspeitos até a orelha parar de arder. Ou então, morda o dedo mínimo da mão esquerda: a pessoairá morder a própria língua.

30 - Dar e depois tirar deixa a pessoa corcunda ou aleijada.

31 - Trabalho em dia de domingo não vai para frente.

32 - Não se deve pregar novamente um botão que cai de qualquer peça do vestuário, porque dá azar.

33 - Não presta acender só três velas para defunto; deve-se acender quatro.

34 - Perder pedra de anel é prenúncio de morte de pessoa da família.

35 - Cuspir no fogo seca o cuspe para sempre.

36 - Quando se empresta um canivete deve-se devolvê-lo aberto para nãohaver briga.

37 - Beber água com o rosto voltado para o sol. Deixa a boca torta.

38 - Colocar uma nota de dinheiro dentro do sapato atrai riqueza.

39 - Segundo a crença de nossos sertanejos, a figueira é planta do diabo. As sextas-feiras não se deve passar por baixo de figueiras. É tido como certo que nas figueiras, nesse dia da semana, há reunião de demônios que ali fazem suas orgias.

40 - Criança que morre sem ser batizada vira serpente.

41 - Ficar se admirando num espelho quebrado, significa quebrar a própria alma.

42 - Não presta saltar por cima de criança: ela não crescerá mais.

43 - Quando aparecem manchas brancas nas unhas: vai se ganhar dinheiro.

44 - Quando passa um enterro, não se deve atravessar o acompanhamento, pois isso traz a morte para pessoas da família.

45 - Pôr o chapéu em cima da cama traz azar.

46 - Vaga-Lume dentro de casa impede o leite de coalhar.

47 - Mês de agosto não presta parafazernegócio.

48 - Varrer a casa à noite causa problemas financeiros ao lar.

49 - Não tenha coruja em casa porque é ave agourenta.

50 - Presente de lenço desfaz as amizades.

51 - Não presta acender só três velas para defunto; deve-se acender quatro.

52 - Acender muitas velas numa mesa ou numa sala chama defunto e atrai a morte

53 - Coser roupa no corpo de pessoa viva atrai a morte.

54 - Se você e seu noivo já vivem juntos,passem a noite antes do casamento,separados.

55 - Quando o pedaço de pão cai no chão, não se deve apanhá-lo mais: pertence às almas. A não ser que lhe dê um beijo.

56 - Não se case em janeiro, para não ter problemas econômicos ao longo da sua vida conjugal.

57 - Quem pisa em rabo de gato não acha casamento por sete anos.

58 - Pôr o chapéu em cima da cama traz azar.

59 - Mulher que está amamentando não deve visitar pessoamordida por cobra. Se o fizer a pessoa morrerá.

60 - Quem passar por debaixo do arco-íris muda de sexo: o homem vira mulher, e a mulher vira homem.

61 - Viajar ou fazer mudançaem sexta-feira dá azar de toda a espécie.

62 - Passar por baixo de escada dá azar e atrai desgraças.

63 - Quando está ventando muito forte é que o diabo está zangado.

64 - Quando se vê uma pessoa muito preguiçosa, é costume se dizer: Coitado, aquele ali o diabo cruzou os braços.

65 - Não fiquede costa para o umbral de uma porta;dá azar.

66 - Quando a porta bate forte, após a nossa saída ou entrada em casa, foi o diabo que a fechou.

67 - Quando várias pessoas estão conversando e param repentinamente, é que algum padre morreu.

68 - Passar a vassoura, ao varrer a casa, nos pés de moça solteira, atrapalha o noivado ou casamento.

69 - Não use pérolas no dia do casamento;dizem que elas trazem má-sorte para os noivos.

70 - Três velas ou três lâmpadas acesas em um mesmo quarto podem serprenúncio de morte.

71 - Não se deve passar a ferro as costas da camisa de um homem: este se tornará desmoralizado, sem-vergonha etc.

72 - Colocar a vassoura atrás da porta, de cabeça pra baixo, espanta as visitas.

73 - Uma pessoa solteira que se senta àquina de uma mesa não se casará nos próximos seteanos.

74 - Não se deve olhar num espelho à luz de velas, traz azar.

75 - Guardar espelho quebrado atrai desgraças, dá azar.

76 - Se um homem levar uma vassourada fica impotente, a nãoser que se vingue desferindo setevassouradascom a mesma vassoura.

77 - Dentro decasao guarda-chuva deve ficar sempre fechado. Deixá-lo aberto traz infortúnios e problemas aos familiares.

78 - Acender três cigarros com um mesmo palito de fósforo significa perigo.

79 - Apontar estrelas com o dedo faz nascer berruga na ponta do dedo.

80 - Quando desaparece uma coisa qualquer, foi o diabo que levou. O jeito é esperar, porque quando ele não quiser mais, devolve.

81 - Saltar da cama, de manhã, com o pé esquerdo atrapalha a vida durante o dia todo.

82 - Não presta comer cabeça de galinha: faz perder o juízo.

83 - Varrer a casa depois de alguém sair afasta os espíritos malignos.

84 - Casar no mês de agosto é casamento infeliz, porque agosto traz desgosto.

85 - Redemoinho de vento é diabo que está dançando. E se no redemoinho entrarmos, o diabo nos carrega.

86 - Não se deve chorar a morte de um anjinho, pois as lágrimas molharão as suas asas e ele não alcançará o céu.

87 - Perder a aliança do casamento deixa a pessoa viúva ou viúvo.

88 - Matar gato atrasa a vida de quem o matou por sete anos.

89 - Marcado o dia do casamento não devem os noivos comer mais qualquer coisa na própria panela em que o petisco foi feito, a fim de que não chova no dia do enlace.

90 - Colocar criança de colo, que ainda não fala, diante do espelho faz com que ela custe a falar.

91 - Homem velho que muda de casa, morre logo.

92 - Nas sextas-feiras, ao nos levantarmos, se virmos uma pessoa preta, o diabo vai nos atentar o dia inteiro.

93 - Deixar chinelo emborcado no meio da casa dá azar.

94 - Coloque vaga-lumes sob um copo, e na manhã seguinte encontraráuma moeda junto deles.

95 - Varrer uma casa logo pela manhã afasta os espíritos malignos

.96 - Borboleta preta é sinal de que algo de mal vai acontecer.

97 - Dormir com os pés para a porta da rua agoura morte.

98 - Duas pessoas juntas lavarem as mãos ao mesmo tempoprovoca afastamento e desunião.

99 - Menino que brinca com fogo urina na cama.

100 - Não construa casa em local onde caiu raio. O lugar em que cai raio é lugar maldito.

101 - Quando arredonda a barriga, dizem as comadres, vainascer um machinho. Mas se esta se apresenta afunilada, é avisode que nascerá uma fêmea.

102 - Quando a gestante principiar a fazer a primeira camisinhado enxoval do nenê, se lhe surgir em casa pessoa do sexomasculino, é prenúncio de que irá ter um filho macho. Se ocorrerentrar uma mulher, em iguais circunstâncias, é sinal de que nascerá uma menina.

103 - Menino que nasce em dia de segunda-feira será protegidopelas almas.

104 - Mulher prenhe não deve olhar para gente feia, principalmentepara os que padecem de defeitos físicos. É um perigo. O meninopoderá nascer com o defeito observado.

105 - Guardar uma chave no seio durante a gestação faz comque o filho nasça com o lábio cortado (lábio leporino).

Fonte: static.recantodasletras.com.br

Simpatias e Crendices

CRENDICES E SUPERSTIÇÕES DAS FESTAS JUNINAS

Você conhece as crendices e superstições da festa Junina?

Enfiar uma faca nova na bananeira na noite da Festa Junina. No dia seguinte, aparecerá a inicial do futuro marido.

Enrolar papeizinhos com as letras do alfabeto e colocar numa bacia d'água. No dia seguinte, terá inicial do seu namorado.

Colocar um pedaço de maçã na boca e ficar atrás da porta. O primeiro nome que você ouvir será o nome do seu futuro namorado.

Deixar uma vela pingar dentro de uma vasilha com água. A letra que formar será a inicial do nome do nome do seu marido.

Plantar um dente de alho. Se amanhecer grelhado, obtém-se o que se deseja.

Colocar o nome de três pessoas queridas em papéis separados e colocar debaixo do travesseiro. O que for lido primeiro na manha seguinte será o futuro marido.

Escrever a inicial de três pessoas queridas em papéis separados. Colocar os papéis dentro do prato com água. No dia seguinte, o papel que estiver aberto terá a inicial do futuro marido. Colocar dois alfinetes de cabeça dentro de uma vasilha com água. No dia seguinte, se as cabeças dos alfinetes estiverem juntas, irá casar com o namorado.

Simpatias e Crendices
Pintura “Festa de Santo Antônio” de Nerival Rodrigues

 

Durante o mês de junho, principalmente, em todos os pontos do Brasil – onde se acendem fogueiras, onde as quadrilhas e as comidas juninas enchem os olhos e a boca, é comum se ver uma série de usos e superstições, ligados principalmente ao casamento, especialmente próximo ao dia 13 de junho, o dia do Santo Casamenteiro.

De uma edição da Revista da Academia Cearense, de 1910, retiramos alguns exemplos desses costumes:

Enfiar uma faca nova na bananeira na noite da Festa Junina. No dia seguinte, aparecerá a inicial do futuro marido.

Enrolar papeizinhos com as letras do alfabeto e colocar numa bacia d’água. No dia seguinte, terá inicial do seu namorado.

Colocar um pedaço de maçã na boca e ficar atrás da porta. O primeiro nome que você ouvir será o nome do seu futuro namorado.

Deixar uma vela pingar dentro de uma vasilha com água. A letra que formar será a inicial do nome do nome do seu marido.

Plantar um dente de alho. Se amanhecer grelhado, obtém-se o que se deseja.

Colocar o nome de três pessoas queridas em papéis separados e colocar debaixo do travesseiro. O que for lido primeiro na manha seguinte será o futuro marido.

Escrever a inicial de três pessoas queridas em papéis separados. Colocar os papéis dentro do prato com água. No dia seguinte, o papel que estiver aberto terá a inicial do futuro marido.

Colocar dois alfinetes de cabeça dentro de uma vasilha com água. No dia seguinte, se as cabeças dos alfinetes estiverem juntas, irá casar com o namorado.

As moças que querem casar roubam a Santo Antônio o Menino Jesus que traz no braço, e devolvem-no sob segredo quando noivas. Outras amarram o Santo ou o põem de cabeça para baixo.

Em noite de São João, passa-se um ramo de manjericão na fogueira e atira-se ao telhado; se na manhã seguinte o manjericão ainda está verde, o casamento é com moço; se murcho, é com velho.

Em noite de São João, faz-se pirão com um pouco de farinha e põe dentro um caroço de milho; com os olhos fechados divide-se o pirão em 3 porções e se coloca uma na porta da rua, outra sob o leito e a terceira na porta do quintal; se for encontrado o caroço de milho na porta da rua, é sinal de próximo casamento; se sob o leito, o casamento é demorado; se na porta do quintal, não há possibilidade de casamento.

Em noite de São João, introduz-se numa bananeira uma faca que ainda não tenha servido; no dia seguinte aparecerá na faca a inicial da noiva ou do noivo.

Em noite de São João, põe-se uma bacia ou tijela com água e olha-se dentro; se não se vê a figura é que se morrerá nesse mesmo ano. Outros fazem a experiência olhando para o fundo de uma cacimba.

Em noite de São João, duas agulhas metidas numa bacia de água indicam casamento se as agulhas se ajuntarem.

Em noite de São João, escrevem-se em papelitos os nomes de várias pessoas, enrolam-se os papelitos e põe-se vasilha com água; o papel que amanhecer desenrolado indicará o nome da noiva ou do noivo.

Em noite de São João, enche-se a boca de água e fica-se detrás da porta da rua; o primeiro nome que se ouvir é o do noivo ou da noiva.

Em noite de São João, tomam-se três pratos: um sem água, outro com água limpa e o terceiro com água suja; quem faz a experiência aproxima-se com os olhos vendados, e põe a mão sobre um deles; o prato sem água não dá casamento; o de água suja indica que o casamento será com viúvo, e o de água limpa, casamento com solteiro.

Em noite de São Pedro, o experimentador, tendo jejuado no dia, escolhe bocados de cada prato das refeições e guarda-os; à noite, prepara uma mesa no quarto de dormir e nela coloca esses bocados, como se esperasse algum conviva. dorme, e em sonhos vê o noivo ou noiva sentando-se à mesa.

Em noite de Santo Antonio ou de São João, põe-se uma moeda de vintém na fogueira e tira-se para dá-la no dia seguinte ao primeiro pobre que aparecer; o nome do pobre é o nome do noivo.

Em noite de São João, dão-se nós nas quatro pontas do lençol, tendo-se previamente escrito nelas os nomes de quatro pessoas queridas, mas os nós sendo bem frouxos; ao amanhecer, o nó que estiver desmanchado indicará o nome do futuro esposo ou esposa.

Em noite de São João, põe-se um pouco da clara do ovo num copo contendo água; no dia seguinte aparece uma igreja (casamento) ou navio (viagem próxima) etc. etc.

Em noite de São João, passa-se sobre a fogueira um copo contendo água, mete-se no copo – sem que atinja a água – um anel de aliança preso por um fio, e fica-se a segurar o fio; tantas são as pancadas dadas pelo anel nas paredes do copo quantos os anos que o experimentador terá de esperar por casamento.

Para uma pessoa conhecer se está próxima a casar, planta três dias antes de São João três cabeças de alho; quantas cabeças de alho aparecerem nascendo no dia de São João, tantos serão os anos de espera do casamento; se nenhuma aparecer, é que a pessoa não casará.

Quem no escuro em noite de São João tirar duma pimenteira uma pimenta verde casará com moço; se encarnada, casará com velho.

Fonte: www.luizberto.com

Simpatias e Crendices

ANO NOVO

O Ano-Novo ou Réveillon é um evento que acontece, quando celebramos o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas, que têm calendários anuais, celebram o "Ano-Novo". A celebração é também chamada Réveillon, termo oriundo do verbo francês réveiller, que significa “despertar”.

A comemoração no mundo ocidental, tem origem num decreto do governador romano Júlio Cezar, que fixou o 1º de janeiro, como o Dia do Ano Novo, em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro deriva do nome de Jano.

A passagem do Ano Novo é hoje celebrada por todo o mundo e, normalmente, envolve queima de fogos de artifício em festas públicas, reuniões familiares ou com amigos, jantares ou ceias festivas e diferentes tipos de promessas e simpatias, além das crendices que costumam acompanhar a mudança de ano. Uma delas, que esteve muito propagandeada neste ano, é a do “fim do mundo”, que deveria acontecer em 21 de dezembro.

Ao longo da história, a humanidade já agendou e remarcou muitos “fins do mundo”. Ainda não se sabe ao certo, o que leva a humanidade a idealizar o fim do mundo, de tempos em tempos. Quem não lembra Nostradamus e o fim em 1999 e o Bug do Milênio na chegada do ano 2000, para falar das mais recentes?

Crendices, promessas e simpatias à parte, vamos planejar nossa festa de Ano Novo, afinal a cada ano que inicia, temos muito que agradecer, por tudo o que conquistamos no ano que passou e muitas esperanças naquele que virá. Os católicos costumam fazê-lo na missa do dia 1º de janeiro.

Aqui em Tramandaí, onde tenho comemorado o Ano Novo, nos últimos tempos, a comunidade festeja usando muitos fogos de artifício na beira da praia, com música e muita alegria. Os seguidores das religiões de matriz africana fazem também grandes comemorações, em homenagem à Rainha do Mar.

O que toda a humanidade deseja, na realidade é, em síntese, festejar mais um ano vivido e pedir que, aquele que há de chegar, seja ótimo, mas para que isto aconteça, temos que fazer nossa parte, como diz nosso grande poeta Carlos Drummond de Andrade: ”Para sonhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”.

Fonte: www.escritorescanoenses.org.br

Simpatias e Crendices

O RISCO DA CRENDICE

O psicólogo americano Michael Shermer dedica-se há nove anos ao que considera uma cruzada: em defesa do pensamento científico, ele combate superstições, crendices e mitos. Suas armas são palestras que faz pelos Estados Unidos, cursos no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), participações em programas de televisão e de rádio e sete livros sobre o assunto.

O último deles, Fronteiras da Ciência: onde o que Faz e o que Não Faz Sentido Se Encontram, foi lançado no ano passado nos Estados Unidos. Shermer é diretor da Sociedade dos Céticos, uma espécie de ONG que tem entre os simpatizantes cientistas do calibre do paleontólogo Stephen Jay Gould, um dos principais escritores de divulgação científica do mundo. Colunista da revista Scientific American, ele mantém um site na internet dedicado a desmascarar charlatães. Quando não está debatendo com crédulos de todos os matizes ou escrevendo livros, Shermer se dedica a outras tarefas não menos desgastantes. É apaixonado por corridas e enduros de bicicleta e participante assíduo de competições como a Race Across America, que cruza os Estados Unidos de ponta a ponta.

Veja - Por que o senhor afirma que estamos vivendo um momento de irracionalismo?

Shermer - Nós somos menos crédulos e supersticiosos do que eram as pessoas há 500 anos. A história é outra se compararmos com 25 anos atrás. O irracionalismo só tem aumentado. Pesquisas mostram que cada vez mais se acredita em astrologia, experiências extra-sensoriais, bruxas, alienígenas e discos voadores, na existência da Atlântida. Há uma lista enorme de coisas absurdas. O espantoso é que não são apenas os lunáticos que crêem nessas coisas. Muita gente com bom nível de educação também cai nessa. São crenças pegajosas, que se fixam de forma muito mais forte do que podemos imaginar.

Veja - Por que isso acontece?

Shermer - O irracionalismo tem aumentado principalmente por culpa da comunicação de massa e da internet. As pessoas que vivem da exploração dessas crenças são hábeis na exploração desses recursos. Usam técnicas de vendas como telemarketing, anúncios e promoções. As religiões tradicionais vêm perdendo muito espaço nos últimos anos, o que tem deixado um campo aberto para crenças alternativas como paranormalidade e cultos da nova era.

Veja - Não é paradoxal que isso aconteça no momento em que o conhecimento e a ciência sejam tão difundidos?

Shermer - A explicação é simples. As pessoas procuram crenças que as consolem, coisa que a ciência não faz. É mais fácil acreditar em crendices e superstições que na ciência. As pessoas querem respostas para questões de cunho moral, que a ciência não tem como responder. Nós não devemos esquecer que todos os seres humanos, entre eles os cientistas e os céticos, querem ter uma vida melhor. Sob esse ponto de vista, é difícil resistir ao canto de sereia do misticismo.

Veja - O que o senhor acha do enorme sucesso no Ocidente de orientalismos como o feng shui, a doutrina chinesa que propõe o uso da decoração e da arquitetura para reequilibrar a energia das pessoas?

Shermer - As pessoas estão tentando dar sentido às coisas à sua volta. Querem botar ordem num caos que não conseguem compreender. Coisa parecida acontece entre as tribos animistas da Amazônia. Os índios crêem que o mundo está repleto de espíritos e forças que ajudam a arrumar esse caos e tratam de invocá-los como podem. É claro que os brasileiros que vivem nas grandes cidades não levam a sério o animismo dos ianomâmis e provavelmente ririam dos pajés se os vissem tentando arrancar os encantamentos e os espíritos que eles acreditam ser a causa das doenças. Na verdade, essas crenças dos povos primitivos têm tanto fundamento científico quanto as bobagens oferecidas pelos pajés do feng shui.

Veja - O senhor poderia enumerar algumas dessas crenças que foram moda nos últimos anos e logo depois abandonadas como charlatanices?

Shermer - Todos se lembram dos famosos biorritmos, aquela história de que era possível usar os ciclos do corpo que se repetem em ritmos regulares para traçar previsões sobre a carreira, a vida amorosa e o futuro financeiro de uma pessoa. Muita gente ganhou fortunas com isso e hoje ninguém mais toca no assunto.

Outra bobagem foi o Triângulo das Bermudas. Dizia-se que era um lugar onde navios e aviões desapareciam misteriosamente. Há ainda o poder das pirâmides, que se acreditava capaz de conservar comida, afiar facas e até aumentar a potência sexual. É bobagem pura, que ninguém mais leva em consideração. Há também as cirurgias psíquicas nas Filipinas e na América do Sul, mas já são menos freqüentes. Foram desmoralizadas depois que mágicos demonstraram a facilidade com que se produzem os truques ditos paranormais.

Veja - O que o senhor pensa de quem acredita em duendes e bruxas?

Shermer - Adultos crêem nisso pela mesma razão por que acreditam no feng shui. O ser humano é um bicho que se senta em torno da fogueira e conta histórias.

E com isso adquire experiência para enfrentar o mundo. É assim desde os tempos das cavernas. Ocorre que, com a diversidade de culturas, os povos fazem isso numa miríade de formas, chamando as forças animistas de diferentes nomes. Duendes e bruxas são dois entre milhares deles. O que importa é que por baixo de todos esses nomes está a crença nas superstições e a necessidade de explicar o mundo de forma mágica.

Veja - Como o senhor justifica a vantagem do pensamento científico sobre o obscurantismo?

Shermer - A ciência é o único campo do conhecimento humano com característica progressista. Não digo isso tomando o termo progresso como uma coisa boa, mas sim como um fato. O mesmo não ocorre na arte, por exemplo. Os artistas não melhoram o estiIo de seus antecessores, eles simplesmente o mudam. Na religião, padres, rabinos e pastores não pretendem melhorar as pregações de seus mestres. Eles as imitam, interpretam e repetem aos discípulos. Astrólogos, médiuns e místicos não corrigem os erros de seus predecessores, eles os perpetuam. A ciência, não. Tem características de autocorreção que operam como a seleção natural. Para avançar, a ciência se livra dos erros e teorias obsoletas com enorme facilidade. Como a natureza, é capaz de preservar os ganhos e erradicar os erros para continuar a existir.

Veja - Acreditar em superstições é um comportamento de risco?

Shermer - A maior parte das pessoas pensa que acreditar em espíritos ou telepatia é inofensivo. Não é. Por uma razão simples: quem acredita em coisas para as quais não existe nenhuma evidência pode acreditar em tudo. Da mesma forma que o consumo de maconha pode levar à heroína, crenças simplórias em fantasmas e discos voadores podem levar a outras mais perigosas.

Veja - Como é possível separar o que é ciência do que é pseudociência?

Shermer - É uma tarefa complexa. Eu adoto um modelo para definir, de um lado, a ciência consagrada e, de outro, a pseudociência. Entre ambas há uma zona cinza, fronteiriça. Nessa região ficam linhas de pesquisas feitas por profissionais sérios, perscrutadas por publicações científicas de prestígio, mas que têm objetos de estudo um tanto quanto exóticos. Podem, de um momento para outro, cair tanto para o lado da ciência quanto para o da crendice. Na área cinzenta estão a busca de vida fora da Terra, a acupuntura e teorias econômicas, como o socialismo. Na área da não ciência estão a astrologia, a negação do holocausto e a ufologia.

Veja - A exploração de crendices é um grande negócio. O senhor tem como avaliar o dinheiro que isso movimenta?

Shermer - Ninguém sabe exatamente quanto se movimenta nesse mercado que envolve milhares de formas de ganhar dinheiro. Só os medicamentos alternativos rendem dezenas de bilhões de dólares por ano. Assim, se considerarmos todas as categorias juntas, eu calcularia o lucro da pseudociência em 1 trilhão de dólares por ano. Temos de lembrar ainda que essa fonte de ganho se torna ainda mais tentadora quando se trata de religiões e seitas isentas de impostos.

Veja - Por que esse é um negócio para o qual parece não existir fronteiras?

Shermer - As pessoas gostam de acreditar que as coisas não acontecem por si mesmas, mas por alguma razão ou motivo. Uma pesquisa mostra que um dos motivos de as pessoas acreditarem em Deus é o fato de que o mundo é tão bonito e o universo segue mecanismos tão delicados que seria impossível não existir um criador para tudo isso. Esse é, de certa forma, um pensamento baseado em conhecimento científico, nas relações de causa e efeito. Precisamos levar em conta que nem sempre há motivos ou explicações para tudo o que queremos.

Veja - Alguns cientistas tentam entender o poder da fé e das orações na cura de doenças. O que o senhor acha desses estudos?

Shermer - Eles são falhos por três razões primárias. A primeira: não há como comprovar cientificamente se as pessoas estudadas têm fé ou se estão rezando.

Elas dizem que têm, e ponto final. Segunda: muitos desses estudos não avaliam variáveis importantes como idade, sexo, situação socioeconômica, condições físicas, fatores que poderiam contribuir para outros resultados. E, por último, a maioria dos resultados de um estudo desses não pode ser repetida. As variáveis de análise são tão subjetivas que um estudo jamais terá o resultado semelhante ao de outro. Ou seja, essas pesquisas não são nem um pouco confiáveis.

Veja - Por que uma das mais populares práticas místicas gira em torno de pessoas que se propõem a conversar com os mortos ou realizar curas com a ajuda deles?

Shermer - Porque a morte é um problema crucial para o homem. Todos nós queremos acreditar que depois dela continuaremos a existir, seja na forma que for.

Os médiuns que convencem as pessoas de sua capacidade de falar com os mortos validam as crenças de que de fato há vida após a morte. Também oferecem um alento em meio à tristeza da perda de uma pessoa amada. É confortante crer que o falecido está em um lugar acessível com a ajuda da mediunidade.

Veja - O fato de ajudar as pessoas a superar a dor da perda não valida essas práticas?

Shermer - Aqueles que exploram a dita mediunidade não estão ajudando ninguém. São oportunistas que se aproveitam da emoção de pessoas fragilizadas. A melhor forma de superar a morte é encará-la de cabeça erguida. A morte é uma parte da vida, e fingir que o morto pode falar em estúdios de TV ou salas escuras por intermédio de pessoas que cobram por seus serviços é um insulto à inteligência dos que estão vivos.

Veja - O senhor acha possível acreditar no sobrenatural e ao mesmo tempo estar a salvo dos charlatães?

Shermer - O problema de acreditar em superstições é que a maioria das pessoas que crêem uma delas acredita também em todas as outras. As crendices estão fortemente relacionadas. Se você abandona a capacidade crítica de pensar cientificamente, pode acreditar em absolutamente tudo.

Veja - Mas há pessoas que acreditam em astrologia e também na teoria da evolução proposta por Charles Darwin.

Shermer - A maioria das pessoas tem um modo de raciocínio em que mantém as crenças de forma isolada. Seria como se o cérebro fosse composto de uma série de compartimentos a vácuo, com cada uma dessas coisas guardada de maneira a não se misturar.

Veja - O senhor acha que as pessoas que acreditam em coisas estranhas são propensas ao fanatismo religioso?

Shermer - Não acho que seja assim. As pessoas crédulas acreditam em muitas coisas, isso para não dizer que crêem em qualquer coisa. Para ser fanático é preciso uma crença fortíssima em uma única coisa.

Veja - O que o senhor diz a uma pessoa que acredita em vida após a morte quando ela lhe pergunta se isso é verdade?

Shermer - Nós temos a obrigação de falar a verdade em todas as ocasiões, a todas as pessoas, sejam elas adultos ou crianças. Não há nenhuma evidência de que exista de fato vida após a morte. A questão é falar isso de uma forma amigável e ponderada e mostrar que é possível levar a vida em plenitude. Elas irão entender que não há grandes problemas em ser cético.

Veja - O que levou o senhor a se envolver numa cruzada contra as crendices?

Shermer - É simples. Eu sou um homem que acredita na ciência. Meu sonho é ver nossa espécie sobreviver a nossas limitações e sair deste planeta, procurar outras estrelas parecidas com o Sol e partir para outras galáxias. O obscurantismo limita nossa capacidade de ousar e de superar nossas limitações. Sem a ciência não existe crescimento cultural ou material de uma sociedade.

Veja - O senhor tem algum tipo de crença religiosa?

Shermer - Eu me defino como um agnóstico, uma pessoa que acredita naquilo que pode ser comprovado. Citando o biólogo Thomas Huxley, parceiro de Darwin e pai do agnosticismo, sou daqueles que acreditam em Deus como um problema insolúvel.

Daniel Hessel Teich

Observação: Esta entrevista com Michael Shermer foi originalmente publicada na revista VEJA, edição de 9 de janeiro de 2002, páginas 9 a 13.

Fonte: netuno.lcc.ufmg.br

Simpatias e Crendices

Comidas que dão sorte no Reveillon

A virada de um ano para outro, já é, por si só, um acontecimento mágico. Em uma fração de segundos terminamos um ano e começamos outro. Acrescentar a esse momento algumas poções de encantamento pode trazer mais energia positiva e, quem sabe, até ajudar a realizar alguns sonhos.

Essa crença pode se estender também para a hora da ceia. Algumas comidas são famosas por garantir fartura no ano que está chegando, outras podem trazer sorte e boas vibrações.

Confira abaixo se alguma delas está no seu cardápio:

LENTILHAS 

Uma colher de sopa é suficiente para assegurar um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta superstição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes. 

ROMÃS

Para atrair dinheiro, coma sete partes, guardando as sementes na carteira. 

BAGOS DE UVA 

Para os portugueses, comer 3, 7 ou a quantidade correspondente ao seu número de sorte garante prosperidade e fartura de alimentos. Para garantir também dinheiro, guarde as sementes na carteira ou na bolsa, até a troca do próximo Ano-Novo. 

CARNE DE PORCO 

Deve ser o prato principal da ceia, servida à meia-noite. Como o porco fuça pra frente, garante armários cheios o ano todo. Evite o peru, que cisca para trás. 

NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS

Estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura.

Fonte: www.perfilnews.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal