Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Mamão - Página 6  Voltar

Mamão

Nome popular: mamoeiro; mamão-do-amazonas; mamãozinho

Nome científico: Carica papaya L.

Família botânica: Caricaceae

Origem: América Tropical.

Características da planta:

O mamoeiro (Carica papaya, L) é uma fruteira típica de regiões tropicais e subtropicais. O mesmo é conhecido por: papaia, no México; fruta boma, m Cuba; passaraiva, no Nordeste do Brasil.

O Brasil destaca-se como o País que mais produz mamão em escala internacional, concentrando 29% da oferta mundial, seguido da Índia com 24%, Tailândia com 8,8%, México com 7,4% e Indonésia com 5,9%.

No Brasil mesmo sendo cultivado em praticamente todo o território nacional exceção de algumas regiões com invernos rigorosos, as regiões Sudeste e Nordeste somam em média 87,5% da produção nacional, destacando-se os estados do espírito Santo e Bahia como os principais produtores destas regiões.

Mamão

O desenvolvimento de plantas de mamão transgênicos (receberam um gen a mais) resistentes ao virus, a partir de técnicas de engenharia genética e da biologia molecular, possibilitará que o cultivo do mamoeiro deixe o nomadismo, reintroduzindo-o em áreas abandonadas, além de proporcionar a melhoria da produtividade, qualidade e do aspecto do fruto, e conseqüentemente uma maior competitividade do mamão brasileiro no mercado internacional.

Botânica

Planta

Árvore de caule verde com até 8 m de altura. Folhas grandes recortadas. Flores brancas ou amareladas. Látex leitoso. A variedade mais consumida é o mamão - papaia, de formato periforme e de tamanho redizido, porém mais adocicado.

O mamão macho, também conhecido como mamão corda, é fino e comprido. O mamão fêmea é bem maior e com forma arredondada.

Fruto

Alongado, liso, de tamanho variável. Polpa carnosa, de coloração vermelho-alaranjada com numerosas sementes pretas.

O mamão é o fruto do mamoeiro, sendo encontrado durante todo o ano e, dependendo da variedade a que pertence, varia o tamanho do fruto, peso, sabor e coloração. O fruto apresenta polpa, macia, adocicada e bastante aromática, com cor, variendo entre o amarelo-pálido e o vermelho, além de diversos tons de laranja e salmão. A casca geralmente é fina, bastante resistente, aderida à polpa, lisa, de cor verde escura, que vai se tornando amarelada ou alaranjada à medida que o fruto vai amadurecendo.

O formato do mamão também varia dependendo da espécie.

Características/consumo do Fruto

Em geral, o mamão é consumido ao natural, com ou sem açúcar, acompanhado de suco de limão ou de chantilly. Na cozinha, também serve para uma grande variedade de doces, bebidas e saladas.

Quando maduro e consumido ao natural, o mamão é um excelente alimento, pois a polpa é muito rica em nutrientes.

O mamão bom para consumo não deve ter rachaduras, partes escuras ou machucadas nem picadas de insetos. A casca deve estar bem firme e limpa.

Se o mamão ainda tiver verde, embrulhe em folhas de jornal e guarde em lugar fresco e escuro. Não risque a casca da fruta com uma faco ou um garfo para que saia o leite, pois essa substância contém muitos nutrientes que dão sabor à fruta.

Se o mamão já estiver maduro, coloque na geladeira, o mais longe possível do congelador. É uma fruta com propriedades laxativas e calmantes, sendo indicado a pessoas que têm o estômago delicado, que estejam fazendo regime de emagrecimento ou que desejem manter o peso. .

Exigências Climáticas

O mamoeiro desenvolve-se melhor em solo de textura média, sem impedimento físico, bem drenados e rico em matéria orgânico. Exige pH do solo entre 5,5 a 6,5.

A cultura desenvolve-se bem em regiões temperadas com temperaturas médias em torno de 25 °C, sem muita variação durante o ano. exige precipitações pluviométricas acima de 1.200 mm, caso contrário necessita complementação com irrigação.

Espaçamento

Fileira simples

Varia de 3,0 a 4,0 metros entre fileiras e de 1,80 a 2,50 metros entre plantas.

Fileiras duplas

Varia de 3,6 a 4,0 metros entre fileiras e 1,8 a 2,0 metros entre plantas CULTIVARES

SUNSIRE SOLO

Variedade selecionada pela Universidade do Havaí

FORMOSA

Híbrido de origem chinesa

HORTUS GOLD

É uma cultivar que na Afríca do Sul produz frutos destinados ao consumo in 'natura" e fabricação de bebidas, em mistura com outras frutas, especialmente a banana. Alguns clones apresentaram certa resistência aoa taque da antracnose, entretanto com susceptibilidade à Ascochyta caricae papaye e à pinta preta ou varíola causada por Asperisporium caricae.

Os frutos tem formato arredondado a ovalado, são originados de plantas com flores femininas, têm uma casca lisa, de cor amarela muito atrativa, com polpa muito firme, também de cor firme, espessa e os frutos pesam de 1.320 a 2.550 gramas.

Propagação

Em cada saco plástico coloca-se 2 a 3 sementes, cobrindo-se com uma leve camada de terra de 1 cm de espessura. Quando as plantinhas alcançarem a altura de 3 a 5 cm de altura, deve-se fazer o desbaste, deixando-se uma PLANTIO O plantio deve ser realizado no início da estação chuvosa, ou a qualquer época do ano se irrigado. recomenda-se usar três mudas por covas, para o mamoeiro do grupo solo, e apenas uma, para o mamão "Formosa".

Tratos Culturais

CONTROLE DE ERVAS DANINHAS

Deve-se manter a cultura livre de ervas daninha através de roçadas, capinas superficiais ou através de uso de herbicidas de ação residual de pré-emergência. O número de capinas fica a critério de cada produtor, já que depende das condições climáticas, fertilidade do solo e espaçamento utilizado.

As capinas profundas danificam o sistema radicular, pois o mesmo é bastante superficial e se estende horizontalmente por todo o terreno. Os brotos laterais devem ser retirados freqüentemente para não prejudicar o desenvolvimento e não constituir focos de infestação de ácaros.

DESBASTES

O desbaste de plantas é efetuado principalmente em plantios de mamoeiro do grupo Solo, onde se utilizan três mudas por cova. A eliminação das plantas deve ser efetuada 3 a 4 meses após o transplantio, deixando apenas uma planta hermafrodita por cova

ADUBAÇÕES

A calagem e a adubação deve ser efetuada conforme recomendações baseada na análise química do solo. Recomenda-se uma adubação de fundação ou plantio e de duas a três adubações de cobertura ao longo do ano. Na calagem deve-se usar o calcário dolomítico, já que este além do cálcio apresenta também magnésio.

CONTROLE DE DOENÇAS E PRAGAS

Ácaros - utilização de acaricidas encontrado no comércio.
Nematóides - plantios de mudas sadias em solos livres de infestação ou utilização de nematicidas sistêmicos, encontrado no comércio.
Cigarrinha -Verde - controle através de inseticida sistêmico, disponível no comércio.
Antracnose - Controle através de pulverizaçòes com fungicida , quando os primeiros sintomas surgirem.

COLHEITA, RENDIMENTO E COMERCIALIZAÇÃO

A colheita dos frutos inicia-se de 10 a 15 meses após o plantio, quando os primeiros frutos apresentarem manchas amareladas no sentido do comprimento. A produção varia de 10 a 12 t/ha, no primeiro ano; 50 a 60 t/ha, no segundo e 25 a 30, no terceiro.

O mamão é bastante apreciado como sobremesa, sendo uma boa fonte de vitamina A e C. Os frutos são utilizados para obtenção de papaína, prestando-se também para fabricação de geléia e compotas ou para extração de sucos.

Fonte: www.emater-rondonia.com.br

Mamão

Mamão

Maduro e ao natural, o mamão constitui um excelente alimento, pois é rico em sais minerais como Cálcio, Fósforo, Ferro, Sódio e Potássio, que participam na formação de ossos, dentes e sangue, evitam a fadiga mental, produzem energia e ajudam a manter o equilíbrio interno do organismo; vitamina A, que protege a pele e a vista; e vitamina C, que fortalece os ossos e gengivas.

Contém ainda Papaína, em maior quantidade no fruto verde, uma substância importante para o bom funcionamento do aparelho digestivo.

O mamão é eficaz contra a asma, diabete, tem propriedades laxativas, calmantes, além de ser purificador do sangue, sendo indicado a pessoas que possuem aparelho digestivo delicado ou irritado. Sua resina leitosa também é usada em calos e verrugas.

Esta fruta está boa para o consumo quando não apresentar rachaduras, buracos e picadas de insetos. Além disso, deve ter casca firme.

Quando ainda verde, deve ser embrulhado em jornal e guardado em lugar fresco e escuro, não devendo ser riscado com faca ou outro objeto, porque o líquido extraído contém substâncias nutritivas que ajudam a melhorar ainda mais seu sabor.

Pode ser classificado em mamão de polpa vermelha e de polpa amarela, ambos com o mesmo valor nutritivo. Verde ou maduro, com ou sem açúcar, servido ao natural ou combinado com outras frutas, o mamão é sempre muito bom.

O verde, pode substituir facilmente o chuchu e a abobrinha em refogados ou suflês e é muito indicado para o amaciamento de carnes duras (colocar fatias de mamão verde na água de cozimento ou esfregar uma fatia na carne antes de ser assada ou cozida).

O mamão maduro conserva-se em geladeira de 2 a 3 semanas e seu período de safra é de abril e julho.

Cem gramas de mamão maduro fornecem 32 calorias.

Fonte: www.vitaminasecia.hpg.ig.com.br

voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal