Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  base  Voltar

Base

A BASE DE TUDO

Base

Quando bem aplicada, o resultado é simplesmente surpreendente: uma pele lisa, uniforme e sem manchas. Por isso, as bases faciais passaram a ser peça-chave na hora da maquiagem. Siga as dicas do maquiador Duda Molinos e garanta uma pele de pêssego.

A base facial é um item indispensável na hora de se maquiar. Mas antes de qualquer coisa é necessário que você saiba qual o tipo ideal para a sua pele de modo a conseguir um efeito deslumbrante, cobrindo manchas, olheiras e outras imperfeições. "Além de unificar a pele e deixá-la com uma aparência mais homogênea, a base serve como alicerce para receber a maquiagem propriamente dita", diz o maquiador Duda Molinos, autor do livro Maquiagem, da editora Senac.

Antes de começar o "ritual" de preparação, você tem que decidir -- existem inúmeras opções no mercado -- se vai querer usar uma base líquida (ideal para uma cobertura mais natural e suave), cremosa (perfeita para disfarçar manchas e rugas) ou compacta (para uniformizar a pele, dando um efeito de base e pó ao mesmo tempo). Há ainda as que são cintilantes, ótimas para dar aquele brilho em alguns pontos, como o colo, mas estas não cobrem as imperfeições da pele.

Depois disso vem um passo importantíssimo: a escolha do tom certo para não comprometer o efeito final. "O melhor tom da base não deve ser nem acima nem abaixo da cor natural da pele. Para escolher, minha dica é ir a uma loja de cosméticos e testar os vários produtos no próprio rosto", ensina Duda. Ele ainda alerta que a mulher deve optar por produtos específicos para o seu tipo de pele:

Peles secas

Para evitar o aspecto "empoeirado", o ideal é usar base líquida "oil-free" (que dá cobertura neutra, com pH balanceado, sem alterar a pele). As cremosas devem ser a última opção, pois podem dar uma aparência de pele rachada.

Peles oleosas

Deixe de lado as bases compactas e as cremosas.

O certo é optar por uma base "não-comedogênica" (leve, com estrutura química não-gordurosa, sem potencial para entupir os poros). Escolha uma base líquida de efeito mate, para esconder o brilho da pele por mais tempo.

Peles normais ou mistas: escolher bases líquidas ou compactas, ainda que a duração desta última seja menor.

Mão na massa

Feita a escolha correta da base, chega a hora da aplicação. O primeiro passo é estar com a pele bem limpa e hidratada. Não se esqueça de usar um protetor solar diariamente, antes da maquiagem. Para aplicar a base líquida, coloque pequenos pingos do produto por todo o rosto, colo e pescoço. "A aplicação no pescoço, colo e orelhas é fundamental. Inclusive na nuca, se ela for aparecer", diz Duda.

Depois, espalhe a base, com a ajuda de uma esponja umedecida, em movimentos circulares até conseguir um resultado homogêneo. Se exagerou, não se desespere: aperte um lenço de papel contra o rosto por alguns segundos. A base cremosa deve ser aplicada com uma espoja umedecida em loção tônica ou água, também em movimentos circulares.

Vale lembrar que as bases de hoje já disfarçam olheiras e manchas, porém alguns truques com o uso de corretivos podem deixar o make ainda melhor. Para cobrir as olheiras, aplique um corretivo mais claro que a base, de modo a iluminar a região dos olhos. A melhor maneira de aplicá-lo é dando leves "batidinhas" com um pincel - ou com os próprios dedos. Após isso, finalize com o uso de pó facial para controlar o brilho da maquiagem.

Já para disfarçar as manchas de gravidez, de sol e espinhas, também é necessário o uso do corretivo. "Para as manchas mais escuras, o ideal é um corretivo mais seco. Agora, se a mulher tiver várias manchas na pele, deve escolher somente algumas para cobrir e dar apenas uma amenizada nas outras, caso contrário ficará com um aspecto 'mascarado'. Por isso é fundamental o uso do bom senso na hora de se maquiar", ensina Duda Molinos.

Fonte: plasticaebeleza.terra.com.br

Base

A base da maquiagem

Não existe make-up perfeito sem ela! Então, aprenda a escolher a sua

Batom, sombra, lápis, rímel e corretivo. Mas antes de tudo isso, para uma maquiagem perfeita, sempre deve vir ela: a base.

Com a função de uniformizar a pele, escondendo machas e imperfeições, ela é indispensável em qualquer make-up. O produto evoluiu e hoje já ganhou ares de tratamento de beleza. Em suas formulações, efeito tensor, fator de proteção solar, complexo anti-radicais livres e até antibactericida dão o tom a mais na maquiagem. Veja os produtos.

Quando o físico Galeano criou o primeiro creme facial do mundo (150 a.C.), adicionando água à cera de abelha e óleo de oliva, não imaginou que estaria contribuindo definitivamente com a vida de todas as mulheres.

Mais tarde, alguns desses ingredientes foram substituídos, criando-se uma emulsão. Pronto: nascia assim a primeira base cremosa facial.

É sempre bom molhar a pele com água gelada, ou passar um pouco de gelo no rosto. Assim, ela fica firme e a maquiagem dura mais.

O tempo passou, e esse produto, como o nome já diz, básico para qualquer make-up, passou a ser adotado e adorado por cada vez mais mulheres. Novidades não param de surgir, são inúmeros ativos e diversos veículos de apresentação - bases líquidas, compactas, em bastão, em pó.

No entanto, dentre tantas opções, é preciso saber escolher a base ideal para o seu tipo e tom de pele.

Tipos de pele x base

De acordo com a dermatologista Simone Veloso, quem tem a pele oleosa e jovem deve usar produtos mais secos, como pós. Eles contêm mais pigmentos, maior poder de cobertura, e camuflam bem as imperfeições. Peles mais secas, ou mais maduras, necessitam de maquiagens cremosas e líquidas, de preferência oil free. "Elas contêm menos pigmentos e permanecem na face sem ressecar a pele, o que evita que o produto evidencie rugas e linhas de expressão, dando um efeito mais natural", destaca.

Para saber se a base está adequada ao seu tom de pele, o jeito é testar. O ideal é passar um pouquinho do produto no dorso das mãos. A dermatologista Márcia Ramos e Silva também lembra que é fundamental fazer o teste com uma boa luz, de preferência natural. "Em geral, a luz artificial das lâmpadas alteram a cor da pele. Portanto, vá até a porta da loja. Outra opção é solicitar à vendedora uma aplicação da base escolhida no rosto, e voltar no dia seguinte para comprá-la", indica.

A sua base

O mercado de cosméticos oferece hoje uma enorme quantidade de bases com fórmulas especiais, que congregam, num só produto, várias funções.

Segundo Simone Veloso, os antioxidantes, por exemplo, neutralizam os radicais livres, e potencializam o efeito das bases.

Os maiores destaques são a vitamina E e C, a glutationa, o acido lipídico e a coenzima Q10.

A proteção solar também está presente na formulação de vários produtos. Mas é preciso atenção, pois dificilmente os fabricantes conseguem agregar um alto fator de proteção com as características de uma boa base.

A dermatologista Márcia Ramos e Silva explica que a maioria desses produtos não apresenta uma boa cobertura contra os efeitos maléficos dos raios solares. "Para a maior prevenção, é sempre aconselhável passar um filtro antes da base", completa.

Na hora H

Já na hora da aplicação, alguns cuidados são indispensáveis. Para a preparação da pele, a dermatologista Andréa Serra aconselha a sua limpeza profunda e, se possível, o uso de tônico. "Assim, a maquiagem adere melhor, sem manchar o rosto", enfatiza. O maquiador Wal Gil, do salão carioca Fashion Clinic, dá outra dica: "É sempre bom molhar a pele com água gelada, ou passar um pouco de gelo no rosto. Assim, ela fica firme e a maquiagem dura mais", avisa.

Outro ponto importante é a forma de passar a base no rosto: se for fluida, o melhor é usar as mãos, garantindo um efeito homogêneo. "Se for compacta, devemos aplicá-la com uma esponja, que tem que estar limpa e seca", lembra o maquiador, que não é adepto de marcas mais populares. Segundo ele, são poucos os produtos que apresentam boa consistência, coloração, fixação e demais propriedades que garantem uma maquiagem perfeita e duradoura.

Para Sadi Consati, maquiador de O Boticário, na aplicação, os movimentos devem ser sempre ascendentes. "Primeiro, a gente tem que passar a base na zona "T". Nas laterais do rosto, os movimentos devem ser de dentro para fora e de baixo para cima. No pescoço, de cima para baixo. Peles secas, ressecadas e em processo de escamação necessitam de mais cuidados, pois, se esfregarmos qualquer coisa, podemos acabar agravando o problema", alerta Sadi.

Cara limpa

A regra básica de toda maquiagem é, claro, retirá-la corretamente depois. A limpeza da pele deve ser feita, de preferência, com um produto adstringente e um demaquilante. Sadi diz que existem produtos específicos para a área dos olhos e boca, que removem a maquiagem pesada e podem ser usado no resto do rosto. Após isso, um tônico e um hidratante dão conta do recado. "Aliás, não faz mal algum usar hidratante também antes da base.

O mesmo acontece com qualquer outro produto cosmético ou terapêutico, desde que haja uma compatibilidade entre eles, a base e o tipo de pele", finaliza dermatologista Simone Veloso.

Fonte: www.bolsademulher.com

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal