Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Medidores Elétricos - Página 2  Voltar

Medidores Elétricos

INSTRUMENTOS DE MEDIDA

Na prática é muito bom saber medir corretamente as grandezas associadas a um circuito elétrico, já que cada uma delas pode Ter seu valor determinado através de uma leitura direta no correspondente aparelho medidor.

Assim, um amperímetro mede a intensidade da corrente elétrica, um voltímetro mede a diferença de potencial ( tensão elétrica ou voltagem ), um ohmimetro mede a resistência elétrica , um wattímetro mede a potência que é usada em um circuito, etc.

AMPERÍMETRO

O amperímetro é um aparelho destinado a registrar a intensidade da corrente elétrica que percorre um trecho de circuito.

Para fazer medições de intensidade de corrente elétrica., de acordo com o símbolo de medição estampado na escala. Ele pode ser em ampère (A), miliampère (m A) , microampère (µA), e kiloampère (KA).

Quando a medição de intensidade é feita em miliampère, teremos p Miliamperímetro.

Caso a medição seja feita em kiloampère, teremos o Kiloamperímetro.

Medidores Elétricos

Medidores Elétricos

Para que sua leitura seja correta, é necessário que:

O amperímetro seja instalado em série no trecho onde se deseja determinar a intensidade da corrente elétrica.

A resistência elétrica do amperímetro seja praticamente desprezível, a fim de não influir na resistência elétrica do trecho.

OBSERVAÇÕES:

Maior intensidade de corrente que um aparelho medidor pode registrar é denominada fundo de escala desse aparelho. Assim , pôr exemplo um amperímetro que tenha fundo de escala de 100 A pode registrar intensidade de correntes elétrica de até 100 A.

Amperímetro ideal é aquele que possui resistência elétrica interna desprezível, em comparação com as resistências elétricas dos elementos do circuito no qual ele se encontra inserido.

Medidores Elétricos

Medidores Elétricos

VOLTÍMETRO

O voltímetro é um aparelho destinado a registrar a diferença de potencial entre os terminais de um trecho de circuito elétrico.

Medidores Elétricos

Medidores Elétricos

Para que sua leitura seja correta, é necessário que:

O voltímetro seja instalado em paralelo com o trecho onde se deseja determinar a diferença de potencial.

A resistência elétrica do voltímetro seja praticamente infinita, a fim de não desviar corrente elétrica do trecho em estudo e , conseqüentemente, não alterar a correspondente DDP.

Medidores Elétricos

OBSERVAÇÕES:

Voltímetro ideal é aquele que possui resistência elétrica interna tão elevada (resistência infinita) que pôr ele não passa praticamente qualquer corrente elétrica.

Assim:

Medidores Elétricos

OHMÍMETRO:

Ohmímetro é um aparelho que permite medir a resistência elétrica de um elemento ou de um circuito, indicando o valor da referida resistência elétrica numa escala calibrada em ohms. É também usado no teste de continuidade, no valor de resistências ou de fugas de circuitos ou de componentes defeituosos.

OPERAÇÃO DO OHMÍMETRO

Unem-se os bornes A-B (pontas de prova do ohmimetro) fechando o circuito, e gira-se o botão de ajustes de ohms até que o ponteiro indique o fim da escala (zero ohms), visto que nestas condições a resistência entre as pontas de prova A-B aos terminais é nula.

Encostando agora as pontas de prova A-B aos terminais de uma resistência a medir, o instrumento indicará a passagem de uma corrente determinada, que corresponde ao valor ôhmico dessa resistência e é indicado na escala de ohms.

Para calibrar a escala de ohms de leitura direta, encostam-se as pontas de prova e ajusta-se o potenciômetro R1 a deflexão máxima. Deste modo, a resistência é igual a zero ohms. Dizemos zero, porque, neste caso, entre os pontos A e B não há resistência interposta, mas sim um contato elétrico direto.

WATTÍMETRO

Este aparelho possibilita a medição do número de watts ou a energia absorvida pôr um circuito. Para medir a energia , os enrolamentos estão insolados entre si; um deles trabalha com uma bobina de tensão e outro trabalha com uma bobina de corrente.

A bobina de corrente, está em série com o circuito( amperimétrico) a bobina de tensão pôr sua vez em paralelo com o circuito como se fosse um voltímetro.

Um bom exemplo de wattímetro é o medidor de quilowatt-hora, também conhecido como relógio, usados em todas residências, lojas e indústria.

Multímetro

O multímetro ou multiteste ou VOM sempre foi um aparelho típico do reparador de televisores, ou seja, do técnico eletrônico.

No entanto, a queda constante do preço deste tipo de instrumento e a entrada no mercado de tipos populares indicados para os mais diversos trabalhos, tornaramno também indispensável para o eletricista, mesmo o amador.

Com a possibilidade de medir e testar instalações elétricas, componentes e aparelhos eletrodomésticos, o multímetro é de grande importância para todos os que desejam fazer trabalhos elétricos.

Medidores Elétricos
Multímetro comum de baixo custo, indicado para uso de eletricista

Este é o tipo de aparelho que recomendamos aos nossos leitores e que ensinaremos como usar neste capítulo. Conforme podemos ver, este multímetro contém um indicador com um ponteiro que corre em diversas escalas.

Estas escalas correspondem às grandezas elétricas que o multímetro pode medir e que são:

a) resistências

b) tensões contínuas

c) tensões alternadas

d) correntes

Alguns tipos sofisticados podem medir outras grandezas como, pôr exemplo, fazer o teste de continuidade, teste de transistores, medir capacitâncias, indutâncias, freqüências, etc.

Evidentemente, quanto mais coisas o multímetro puder medir, maior será o seu custo, e mais preparo do usuário é exigido para explorar todos os seus recursos.

Fonte: www.eletronicosforum.com

Medidores Elétricos

Medidores Elétricos Clássicos

Um medidor elétrico tem a finalidade de determinar os valores de grandezas elétricas, tais como a tensão, a corrente e a potência.

De um modo geral, os medidores funcionam em conseqüência de fenômenos eletrostáticos ou de ações de campos magnéticos sobre condutores que conduzem correntes ou sobre peças de material magnético.

Galvanômetro

É um dispositivo que tem a finalidade de acusar a existência de uma corrente elétrica e, quase sempre, o seu sentido. Não é propriamente um instrumento de medição, embora seja a base de um grande número de medidores. O tipo mais conhecido é o galvanômetro de D'Arsonval.

Amperímetro

Destina-se a medir a intensidade de uma corrente elétrica. Deve ser ligado, portanto, em série com o elemento do circuito no qual se deseja saber qual a corrente que está fluindo.

Para que o circuito não sofra alteração apreciável, o amperímetro deve ter a menor resistência interna possível.

O amperímetro é um galvanômetro preparado para medir correntes. Como vimos, o galvanômetro apenas acusa a existência de uma corrente, não possuindo mostrador graduado em unidades de intensidade de corrente elétrica, porque não há o objetivo de medir. Outro detalhe importantíssimo é o de que a agulha indicadora (ponteiro) do instrumento sofre uma deflexão total (percorre toda a extensão do mostrador), quando o galvanômetro é percorrido por uma corrente pequeníssima.

Para que o galvanômetro possa acusar correntes maiores e medi-las, é ligado em paralelo com um resistor de valor muito menor que a sua resistência interna e se usa um mostrador graduado. Este resistor (chamado "SHUNT") desvia o excesso de corrente, protegendo o instrumento e permitindo a medição de correntes grandes. Se o instrumento é preparado para medir ampéres, é chamado amperímetro, se é feito para medir miliampéres ou microampéres, é um miliamperímetro ou um microamperímetro. O cálculo do "shunt" é uma simples aplicação da lei de Ohm.

Voltímetro

O voltímetro mede tensão. É um galvanômetro ligado em série com um resistor (resistencia multiplicadora), de modo que a corrente máxima que produz a deflexão do ponteiro do galvanômetro não é ultrapassada, quando o conjunto é utilizado para efetuar uma medição de tensão.

Os terminais do instrumento são aplicados aos pontos entre os quais se deseja medir a ddp, isto é, o voltímetro é ligado em paralelo com o elemento ou parte do circuito entre cujos extremos se deseja conhecer a diferença de potencial. É evidente que este instrumento deve ter uma resistência interna (galvanômetro + resistência multiplicadora) muito grande, para não afetar sensivelmente as características do circuito.

Observações Comuns

Estes instrumentos podem ser construídos para uso em CC, em CA ou em ambas as correntes.

Um instrumento feito para medições em circuitos de CC não deve ser usado em CA; da mesma forma, um instrumento feito para uso apenas em CA não deve ser usado em CC.

Outro ponto importante no uso dos instrumentos é a questão da polaridade. Os instrumentos de CC têm os seus terminais marcados (+) e (-) (ou outra indicação qualquer), esclarecendo qual o terminal que deve ser ligado ao ponto de onde vêm os elétrons (-) e o que deve ser ligado ao ponto para onde se dirigem os elétrons (+). Os instrumentos para CA. não apresentam problema de polaridade.

Ao se efetuar uma medição é necessário verificar se o maior valor na escala do medidor é superior ao provável valor da grandeza a ser medida.

Wattímetro

Trata-se de um medidor de potência. É, praticamente, um conjunto formado por um amperímetro e um voltímetro. Em CA, como estudamos, indica apenas a potência real.

Ohmímetro

É um circuito constituído basicamente por um medidor de corrente em série com um resistor e uma fonte de CC (uma bateria). O circuito está normalmente aberto, e seus terminais livres são as pontas de prova do ohmímetro. O valor do resistor é tal que, quando as pontas de prova se tocam, fechando o circuito, o ponteiro do medidor sofre uma deflexão total.

Se o circuito do ohmímetro for fechado por intermédio de uma peça colocada entre as pontas de prova, a resistência do circuito será maior do que antes e a deflexão do ponteiro do instrumento não será total.

O medidor pode ser graduado em ohms, correspondendo a deflexão total (pontas de prova em curto) à resistência zero e a posição de repouso da agulha do instrumento (circuito aberto) à resistência infinita.

Com o tempo, a bateria se descarrega e, por isso, é normal o uso de um resistor variável em lugar do resistor fixo, para permitir a deflexão total com as pontas de prova em curto; a este ajuste chamamos de ajuste do zero.

A resistência elétrica dos corpos é medida também por outros processos, entre os quais a ponte de Wheatstone, já estudada.

Um ohmímetro nunca deve ser aplicado a um circuito quando este está em funcionamento; o circuito deve estar desligado.

Multímetro

Multímetros são aparelhos que podem funcionar como medidores de tensão, de corrente e de resistência, e, às vezes, para medir ainda outras grandezas. Isto se consegue com uma chave seletora que liga ao galvanômetro um "SHUNT", uma resistência multiplicadora ou o conjunto que caracteriza o ohmímetro, permitindo o funcionamento do aparelho na função desejada.

Fonte: www.refinski.com

voltar 1234avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal