Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Moçambique - Página 6  Voltar

Moçambique

República de Moçambique, 801,590 km2 (784,090 km2 terra; 17,500 km2 água); População: 18,811,731

Português é a língua oficial e o Inglês só é falado nas regiões mais a Sul . Os maiores grupos étnicos, cada um tem a sua própria língua: Makhuwa, Tsonga, Lomwe, Sena, etc.

Os grupos de tribos indigenas de Moçambique representam cerca de 99% da população. Há 16 principais grupos étnicos, o maior dos quais é o Makua na região norte. O Makonde, outro grupo do norte, é famoso pelas suas tradicionais e contemporânes figuras esculpidas e também pelo lupembe (instrumentos de vento). Outros grupos principais incluem o Sena, sediado no centro de Moçambique, e o Shangaan do Sul. Europeus incluindo Portugueses nativos, residentes asiáticos nem chegam a ser 1% da população. As tradições, histórias e artes dos grupos étnicos Moçambicanos sobreviveram à corrupção colonial e a anos de guerra civil. Desde que Moçambique declarou a independência, emergiram e escultores, pintores e escritores estão-se a tornar conhecidos pelo mundo fora.

Clima

Verão: Outobro - Março
Inverno: Abril - Setembro

A temperatura média anual de Moçambique é por volta de 28ºC. O clima varia ligeiramente de acordo com a região do país. A costa tem um clima sub-tropical enquanto nas regiões a norte é tropical. Normalmente, a estação das chuvas quentes é de Outobro a Março. A temperatura média no litoral é de 31º C (88º F). No interior, as temperaturassão relativamente mais baixas, mas é mais húmido. Na estação seca, de Abril a Setembro, a temperatura média no litoral é cerca de 27ºC (80ºF).

Quando ir

A melhor altura para visitar Moçambique é durante os meses de Inverno de Abril a Setembro. O Sul do país costuma ser mais seco e menos tropical do que o norte. Os melhores meses para safaris são Agosto e Setembro, lá para o final da estação seca. A melhor altura para observação de aves costuma ser em Novembro e Dezembro, que é a altura da estação quente e chuvosa. Uma enorme variedade de peixe é atraída pelas águas quentes de Moçambique, com peixe graúdo a povoar as águas no Verão, e peixe miúdo e médio no Inverno, fazendo do Litoral Moçambicano um óptimo destino para a pesca e para o mergulho.

Voos domésticos operadas entre Beira, Maputo, Nampula, Pemba, Quelimane, Tete e Vilanculos.

Fuso horario

GMT +2 horas

Vestuário

Cores Khaki, castanho, branco e bege; tops leves de algodão e calças/calções de algodão no Verão; blusa de manga comprida/camisa para safaris de jipe, que vão protege-lo do sol e dos mosquitos; calças de Safari para as noites e dias mais frescos; Polar ou camisola e um casaco quente para os safaris; Roupa de banho; chapéu, óculos escuros e protector solar; Sandálias, especialmente para proteger os pés dos lingueirões no Arquipélago Bazaruto.
Sapatos confortáveis.

Saúde (Vacinas)

Recomendamos que obtenha a profilaxia da malária antes de entrar em Moçambique. Quando a comprar, por lavoura informe o seu médico ou farmacêutico de que pretende visitar Moçambique. Seja qual for o profilático que for utilizar, lembre-se de terminar o curso como indicado antes de sair da área da malária.

Se sofrer de algum efeito secundário, tente tomar a profilaxia à noite depois do jantar.. Resistência à profilaxia é bastante difundida, logo a melhor maneira de evitar a doença é evitar ser mordido. Tome medidas de precaução para evitar contacto com mosquitos, como: dormir numa cama com rede contra mosquitos ou num quarto/tenda com dispositivos anti-mosquito; usar um repelente de mosquitos (loção ou batom) durante o dia é vivamente recomendado.
Não são necessárias inoculações para a varíola, cólera ou febre-amarela, a não ser que venha de uma área infectada. Esta situação pode alterar-se por isso deve verificar com a embaixada de Moçambique quando obtiver o seu visto. Contudo as clínicas do viajante recomendam que os visitantes tomem precauções em relação à febre-amarela, cólera, tétano, difteria, poliomielite, tifóide, varíola, malária, hepatite A, sobretudo se a sua estadia no país for superior a um mês. Aconselhamos a não beber água da torneira, somente engarrafada.

Vistos

Nota Importante: Este é apenas um guia – por favor verifique no consulado Moçambicano, Embaixada ou Missão diplomática moçambicana mais perto de si, para actualizar a informação. Todas as nacionalidades, com excepção de cidadãos do Malawi, necessitam de visto para entrar em Moçambique. Vistos podem ser obtidos antes da partida ou podem ser emitidos à chegada ao aeroporto de Maputo ou posto fronteiriço. Isto aplica-se a todos os detentores de passaporte.

O visto de uma entrada tem uma validade de 30 dias, embora possa ser estendido para 90 dias com a aprovação do Cônsul. O visto de múltiplas entradas é válido para 6 meses, contudo cada entrada só é valida para estadias de 10 dias.

Moeda

A moeda local é o metical (M) qué dividido em 100 centavos. Se for viajar para o sul do país Rands Sul Africanos, Euros, Dólares Americanos e Libras Esterlinas são aceites e podem ser utilizados para o pagamento de alojamento. No Norte da Beira Dólares Americanos e Libras Esterlinas são bem aceites.

Cartões de crédito são geralmente aceites em hotéis e restaurantes de categoria, mas para além destes locais o cartão de crédito terá pouca utilidade.

Comércio

Artesanato local e arte indígena podem ser comprados nos mercados das cidades e nas áreas turísticas. Estes incluem máscaras, esculturas e ornamentos à base de madeira, mármore, malachite e fio, também há cerâmica, pinturas e cestos. Evite comprar objectos naturais como o marfim, visto que ilegal exportar sem licença.

Como é de esperar Moçambique é um país rico em ouro e diamantes, existe una excelente selecção de jóias e a oportunidade de ver os ourives em acção. Muitos viajantes aproveitam a oportunidade do efeito do tipo de câmbio nos preços da roupa e do equipamento de golf, etc.

Fonte: www.pestana.com

Moçambique

DADOS PRINCIPAIS

Nome oficial: República de Moçambique.
Nacionalidade: moçambicana.
Data nacional: 25 de junho (Independência).
Capital: Maputo.
Cidades principais: Maputo (931.600), Beira (298.800), Nampula (250.500) (1991).
Idioma: português (oficial), línguas regionais (principais: ronga, changã, muchope).
Religião: religiões tribais 47,8%, cristianismo 38,9% (católicos 31,4%, outros cristãos 7,5%), islamismo 13%, outras 0,3% (1980).

GEOGRAFIA

Localização: sudeste da África.
Hora local: + 5h.
Área: 799.380 km2.
Clima: tropical.
Área de floresta: 169 mil km2 (1995).

POPULAÇÃO

Total: 19,7 milhões (2000), sendo macuas 46,1%, tsongos, malavis e chonas 53%, outros 0,9% (1996).
Densidade: 24,64 hab./km2.
População urbana: 38% (1998).
População rural: 62% (1998).
Crescimento demográfico: 2,5% ao ano (1995-2000).
Fecundidade: 6,25 filhos por mulher (1995-2000).
Expectativa de vida M/F: 44/47 anos (1995-2000).
Mortalidade infantil: 114 por mil nascimentos (1995-2000).
Analfabetismo: 56,2% (2000).
IDH (0-1): 0,341 (1998).

POLÍTICA

Forma de governo: República com forma mista de governo.
Divisão administrativa: 11 províncias, 139 municipalidades e 394 regiões administrativas.

Principais partidos: Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), Resistência Nacional Moçambicana (Renamo).
Legislativo: unicameral - Assembléia da República, com 250 membros eleitos por voto direto para mandato de 5 anos.

Constituição em vigor: 1990.

ECONOMIA

Moeda: metical.
PIB: US$ 3,9 bilhões (1998).
PIB agropecuária: 34% (1998).
PIB indústria: 21% (1998).
PIB serviços: 45% (1998).
Crescimento do PIB: 5,7% ao ano (1990-1998).
Renda per capita: US$ 210 (1998).
Força de trabalho: 9 milhões (1998).
Agricultura: algodão em pluma, cana-de-açúcar, mandioca, castanha de caju.
Pecuária: bovinos, suínos, caprinos, aves.
Pesca: 39,6 mil t (1997).
Mineração: carvão, bauxita, sal. Indústria: alimentícia, têxtil, vestuário, bebidas, tabaco, química, madeireira.
Exportações: US$ 210 milhões (1998).
Importações: US$ 910 milhões (1998).
Principais parceiros comerciais: África do Sul, Portugal, Índia, Espanha, EUA, Zimbábue, Japão.

DEFESA

Efetivo total: 6,1 mil (1998).
Gastos: US$ 78 milhões (1998).

Fonte: portalbrasil.net

voltar 12345678avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal