Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Culinária Croata  Voltar

Culinária Croata

Gastronomia da Croácia

Pela aproximidade com a Itália, a pizza é muito popular em Istria e Dalmácia, e de uma respeitável qualidade. O Adriático é rico em mariscos, incluindo camarões e amêijoas (prstaci), e o brodet, peixe guisado com arroz. Geralmente cozinha-se com azeite e acompanham-se os pratos com verduras cozidas e cogumelos. No interior vale a pena experimentar o manistra od bobica (sopa fresca de milho com feijão) ou o strukle (rolos de queijo cottage), o pecena purica u krusnoj peci, uma especialidade a base de peru ou milinci, uma modalidade local de massa.

Bebidas

Na Croácia encontrará a maioria das bebidas internacionais. Vinhos, licores, sucos e refrigerantes são algumas das alternativas

Fonte: rumbo.com.br

Culinária Croata

Bacalhau Branco

Culinária Croata
Bacalhau Branco

Ingredientes

400 g de bacalhau seco
100 ml de azeite
4 dentes de alho
1 ramo de salsa
sal
pimenta

Preparação

Demolhe o bacalhau em água durante, pelo menos, 2 dias, virando-o frequentemente com as mãos e mudando a água diariamente.

Pique a salsa e o alho.

Coloque o bacalhau, agora mais macio, numa frigideira de água fria para o cozinhar. Assim que a água estiver a ferver, junte sal, retire do lume e deixe repousar durante 10 minutos. Escorra o bacalhau e guarde a água.

Coloque o peixe num pano limpo e retire-lhe todas as espinhas.

Coloque o bacalhau assim arranjado numa tigela, salpique-o de pimenta, óleo, alho e salsa. Cubra a tigela e abane-a vigorosamente para cima e para baixo até escorrer um líquido branco como o leite. Depois coloque a tigela dentro de uma frigideira com água a ferver e cozinhe em lume brando durante cerca de uma hora.

O bacalhau preparado deste modo é uma deliciosa entrada.

Notas:(Bakalar tucen na bijelo)

País:Croácia

Distrito:Internacionais

Cortesia Embaixada da Croáci

Bolo Imotski

Culinária Croata
Bolo Imotski

Ingredientes

Massa:

200 g de farinha
140 g de manteiga
60 g de açúcar
1 gema de ovo ou 1 ovo pequeno

Recheio

5-6 ovos
250 g de açúcar
250 g de amêndoas
1 copo pequeno de licor Maraschino
casca de limão
1 embalagem de açúcar baunilhado

Preparação

Recheio

Ferva a amêndoa por breves instantes, espere um pouco e depois escorra-as, descasque-as, seque-as e pique-as (deixando algumas inteiras para depois).

bata juntamente o açúcar com os ovos até a mistura ficar fofa. Junte as amêndoas, o licor de Maraschino, a casca de limão e o açúcar baunilhado.
Mexa bem e deite na massa que está na forma de bolos e forme um entrançado com as tiras de massa.

Massa

Misture a farinha, o açúcar e a gema de ovo ou ovo pequeno formando uma massa fina, estenda-a de modo a que fique fina e coloque-a no fundo e nos lados de uma forma de bolo.

Corte a massa restante em tiras de 1 cm de largura com uma serrilha para bolos.

Insira uma amêndoa inteira, descascada, nos pontos de cruzamento das tiras. Cozinhe durante 40 a 50 minutos em forno pré-aquecido a 200ºC (Termóstato 6).

Deixe o bolo no forno, abra-o e desligue-o, para arrefecer.

Notas:

Sugestão:Se a parte de cima do bolo começar a ganhar cor demasiado depressa enquanto coze, cubra-a imediatamente com uma folha de lata.

País:Croácia

Cortesia Embaixada da Croácia

Chucrute Recheado (Sarmas)

Culinária Croata
Chucrute Recheado (Sarmas)

Ingredientes

2 Kg de cabeça de couve/Chucrute
350 g de carne de vitela picada
150 g de carne de porco picada
40 g de arroz
2 colheres de sopa de Fant

(mistura de especiarias, vegetais secos, etc., pronta a cozinhar)

80 g de gordura de porco
80 g de bacon fumado
100 g de carne fumada
2 colheres de sopa de puré de tomate
1 colher de sopa de farinha
1 colher de sopa de Vegeta(mistura para tempero)

Preparação:

Separe as folhas da cabeça da chucrute, lave-as, retire os talos centrais (mais grossos) e corte as folhas maiores em dois.

Misture a “Fant” em 100 ml de água morna e deixe repousar durante 10 minutos.

Corte o bacon em cubos. Pique finamente as folhas da chucrute.

Corte a carne fumada em fatias. Misture a farinha num pouco de água. Lave o arroz.

Frite o bacon num pouco de gordura. Junte o “Fant”, o bacon frito e o arroz à carne picada e mexa tudo cuidadosamente.

Coloque porções do recheio nas folhas de couve e enrole em pequenas sarmas (trouxas).

Num tacho fundo, coloque a gordura para cozinhar e a chucrute finamente picada. Coloque as sarmas em cima, apertadas umas contra as outras, com a carne fumada no centro.

Num litro de água, dissolva a "Vegeta" e o puré de tomate e depois deite esta mistura por cima das sarmas.

Coza lentamente em lume moderado durante cerca de 2 horas, adicionando mais água se necessário.

Antes da cozedura estar completa, junte a farinha previamente misturada com um pouco de água.

Não mexa as sarmas enquanto elas estão a cozinhar, apesar de ser conveniente abanar o tacho rápida e vigorosamente de vez em quando.

Notas:

(Sarmice od kiseloga kupusa)

País:Croácia

Cortesia Embaixada da Croácia

Goulash com Vinho

Culinária Croata
Goulash com Vinho

Ingredientes

600 g de carne de vitela
150 g de cebolas
350 g de batatas
8 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de Vegeta (mistura para tempero)
1 folha de louro
1 colher de sopa de puré de tomate
100 ml de vinho tinto
pimentão doce moído a gosto
sal
pimenta

Preparação

Lave a carne de vitela, escorra-a e corte-a em cubos. Corte a cebola aos pedaços. Descasque e corte as batatas em cubos.

Aqueça o óleo numa frigideira com uma base grande e salteie a cebola e a carne durante 15 minutos. Junte a "Vegeta" e a folha de louro, continue a cozinhar.

Salpique com o pimentão vermelho (a gosto) e junte as batatas.

Junte água suficiente para cobrir o conteúdo e continue a cozinhar lentamente em lume brando.

Imediatamente antes de o prato estar completamente cozinhado, junte o puré de tomate e o vinho.

Ponha sal e pimenta a gosto.

Notas:
(Goricki gulas)

País:Croácia

Cortesia Embaixada da Croácia

Culinária Croata

Nas regiões banhadas pelo mar Adriático, os mariscos, os camarões, as amêijoas, além de queijos e presuntos defumados dominam o cardápio. Entre as especialidades estão o peixe grelhado, a sopa e salada de frutos do mar, o presunto defumado em vinho branco e o peixe guisado com arroz. No interior é comum o consumo de galinha ou patos servidos com salsichas defumadas, pernas de porco, além das costeletas preparadas ao ar livre, acompanhadas de batatas assadas. Outra iguaria do país é a sopa fresca de milho com feijão e o Strukle (rolos de queijo cottage).

Culinária da Croácia

Vale a pena experimentar e fazer em casa o Sarma, repolhos recheados com carne moída, bacon e presunto. Entre as sobremesas mais populares está o Palacinke (crepe) e a Maçã com Strudel de Queijo.

A culinária croata foi influenciada pelos povos que invadiram o país ao longo dos anos, principalmente os italianos (romanos) e turcos. Pela proximidade com a Itália, a pizza é muito popular em Istria e Dalmácia.

Ingredientes

2 repolho(s) médio(s)
6 fatia(s) de bacon picada(s)
1 cebola picada
1 xícara (chá) de extrato de tomate
2 ovos
2 colher(es) (chá) de sal
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
1 colher (chá) de páprica picante
2 colher(es) (chá) de molho inglês
375 gr de patinho moído
375 gr de carne de porco moída
375 gr de presunto moído
2/3 xícara(s) (chá) de arroz cozido

Modo de preparo

Retire as folhas mais externas e corte o centro dos repolhos, extraindo o miolo, deixando um buraco, mas sem atravessar, criando assim um recipiente.

Escalde os repolhos com água fervente, para que amoleçam.

À parte, em uma panela, refogue o bacon e a cebola até dourar.

Adicione o extrato de tomate.

Bata os ovos, adicione o sal, pimenta, páprica e molho inglês.

Adicione ao refogado juntamente com o patinho, carne de porco e presunto moídos.

Refogue por cerca de 15 minutos, mexendo sempre.

Desligue o fogo, misture delicadamente o arroz já cozido.

Divida o recheio por 2. Metade para cada repolho.

Leve ao forno por 5 minutos e sirva quente.

Fonte: www.objetivobp.com.br

Culinária Croata

Peru com Mlinci

Culinária Croata
Peru com Mlinci

Ingredientes

1 perua (2 a 4 Kg)
1 colher de sopa de Vegeta(mistura para tempero)
sal

Mlinci

350 g de farinha
sal
água

Preparação

Limpe e lave a perua. Misture a "Vegeta" com um pouco de sal e esfregue-a na ave, por dentro e por fora e deixe esperar um pouco.

Asse a perua, regando-a com os seus próprios sucos e, ocasionalmente, com um pouco de água – isto fará com que o assado fique mais suculento.

Reserve os líquidos da assadura para a confecção do mlinci.
Mlinci:

Prepare uma massa fofa com a farinha e a água salgada morna.

Divida a massa em 5 pedaços e enrole cada um deles num círculo (não demasiadamente fino). Cozinhe-os imediatamente numa grelha no forno ou num prato quente.

Os mlinci bem cozidos devem ficar firmes, crocantes e devidamente alourados.

Parta cada um dos “bolos” obtidos em pedaços mais pequenos, mas sem os esmigalhar. Coloque os bocados em água a ferver ligeiramente salgada. Assim que a água recomeçar a ferver, retire os pedaços de mlinci (i.e., eles estão escaldados em vez de cozidos) com uma escumadeira, coloque-os numa forma de assados, deite-lhes por cima os líquidos de assar a perua e cozinhe no forno de 5 a 10 minutos.

Notas:
(Purica s mlincima)

País:Croácia

Cortesia Embaixada da Croácia

Pescada à "Bacalhau de Consoada"

Culinária Croata
Pescada à "Bacalhau de Consoada"

Ingredientes

300 g de pescada fresca ou congelada
1,5 Kg de batatas
4 dentes de alho
salsa
100 ml de mistura de azeite com óleo
1,5 colher de sopa de Vegeta(mistura para tempero)
sumo de limão
vinho branco azedo
folha de louro
sal
pimenta

Preparação

Limpe, lave e seque o peixe.
Descasque as batatas e corte-as em fatias desiguais. Pique o alho e a salsa.

Coloque o peixe, a "Vegeta", o sumo de limão (ou vinho) e a folha de louro numa frigideira com água, junte sal e coza brevemente.
Retire o peixe, deixe-o arrefecer e depois retire todas as espinhas.

Ponha as batatas na água em que cozeu o peixe, coza-as apenas parcialmente e escorra-as.
Deite a mistura de óleo num tacho e aqueça cuidadosamente metade do alho. Junte uma camada de batata às fatias, salpique com o alho, salsa e um pouco de pimenta.

Ponha por cima uma camada de peixe e continue, alternando camadas até todos os ingredientes estarem acondicionados. A última camada deve ser de batata.

Deite por cima o conteúdo do tacho em que o peixe e as batatas foram cozinhados, junte o vinho e cozinhe em lume brando durante 10 a 15 minutos. O tacho deve ser cuidadosamente abanado de vez em quando, mas nunca deverá ser mexido.

Notas:
(Oslic la bakalar)

País:Croácia

Distrito:Internacionais

Cortesia Embaixada da Croácia

Fonte: paginas.terra.com.br

Culinária Croata

Na Croácia, como em tantos outros países, a diversidade culinária acompanha as diferenças geográficas do país. Num país com um percurso histórico tão cheio de vicissitudes, é muito natural que, em determinadas zonas do país a cozinha se assemelhe extraordinariamente à de outros países da Europa Central, ou mesmo do Sul.

Assim, na zona costeira adriática, a comida é muito semelhante à italiana. Já na zona Nordeste de Zagreb, a culinária é muito semelhante à Austro-Húngara. Como pratos e ingredientes típicos usados nas entradas, que podemos encontrar um pouco por toda a Croácia, temos o Salame Gavrilovic, o fiambre fumado da Dalmácia, salgadinhos de sardinha, queijo de cabra, enchidos de pimenta da Slavónia, salame de paprika, bem como uma imensa variedade de bivalves, como ostras, mexilhões e amêijoas, que são grelhados e "na buzaru" (cozinhados com muitas ervas e especiarias.

Os pratos cozidos e fritos de peixe fresco são igualmente apreciados. De entre as especialidades de carne, salientamos a Pasticada da Dalmácia (lombo de vaca lardeado e assado em vinho e especiarias), o Bife à la Zagreb (bife de vitela recheado com fiambre e queijo, panado), as costeletas Zagorie (com enchidos, couve fermentada e batatas cozidas), a vitela Ovo da Páscoa (vitela com molho picante de tomate e cogumelos) e o perú com Mlinci (peru com massa finamente enrolada).

Fonte: comezainas.clix.pt

Culinária Croata

Tão desconhecida no Brasil quanto seu craque Dado Prso, a gastronomia croata é multifacetada e repleta de história. Em cada prato, percebe-se algum resquício deixado pelos povos que já dominaram suas terras, dos romanos aos turcos.

A falta de informação sobre a cozinha do primeiro adversário da seleção de Parreira na Copa do Mundo (o Brasil estréia no próximo dia 13) deve-se principalmente à inexistência de um restaurante especializado no país. A despeito disso, São Paulo abriga duas associações de imigrantes que representam a cultura croata: a Sacra Croácia Paulistana e a Sociedade Amigos da Dalmácia.

"Tínhamos um restaurante croata, mas vendemos porque não deu certo. Chamava-se Teraca [lê-se terratza]. Logo de cara achamos que tinha pouca gente para frequentar", diz Volga Seman, 67, da Sociedade Amigos da Dalmácia. "Fazemos aqui, para matar a saudade, almoços e jantares. Somos meia dúzia de senhoras que valem por um batalhão."

Pois são essas dispostas senhoras as responsáveis por um almoço croata realizado no próximo dia 11. Aberto ao público, é preciso fazer reserva (tel. 0/xx/11/6605-7127; custa R$ 20 por pessoa).

Região por região

"A Croácia faz parte de um entroncamento de civilizações. Lá, há influência dos mundos ortodoxo, católico e islâmico", explica Miroslav Deur, 36, integrante da Associação Sacra Croácia Paulistana.

E a passagem de várias civilizações pelo país vai bem além da esfera política e religiosa. Manifesta-se sobretudo na gastronomia croata, bastante segmentada e particular de acordo com cada região, como indica o mapa ao lado.

No norte, sobressai-se a influência austro-húngara, perceptível principalmente pelo uso do repolho. O sarma - prato que lembra um charuto e é recheado com uma mistura de arroz, carnes bovina e suína - é cozido com chucrute e com linguiça, costela e toucinho - todos defumados.

Na região que faz fronteira com a Bósnia, predomina a influência turca. Entre os pratos mais tradicionais, está o bosanski lonac, ensopado no qual são sobrepostas camadas de legumes e carnes, e o burek, uma torta de semolina com mel.

Cheia de ilhas e com boa parte de seu território banhado pelo mar Adriático, muitos pratos levam peixes como base. "Na costa da Dalmácia, os peixes são algo fundamental", diz o historiador e professor de gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi Ricardo Maranhão, 60.

Assim, um dos pratos típicos da Dalmácia, região que compreende quase todo o trecho banhado pelo Adriático, é o brudet, um cozido feito com peixes e batata. Aqui, na região litorânea, há influência romana em pratos como o dalmatinska strudla, uma espécie de strudel (prato de origem austríaca muito consumido na Alemanha), mas feito com a massa do crostoli, um doce italiano.

Outras iguarias que fazem os croatas encherem a boca d'água são o prsut, um presunto semelhante ao parma, e o krvavice, um chouriço feito de sangue de porco e arroz. "Eu sinto saudade da minha terra. Tem coisas de lá que não encontro aqui, como o krvavice", lembra Stefica Carrieri, 74, do Sacra Croácia Paulistana.

AS REGIÕES DA CROÁCIA E SUAS IGUARIAS

Região Continental

O goulash, ensopado de carne bovina, é um dos resquícios da influência húngara na região. O prato é consumido principalmente na Eslavônia. Na região, usa-se também raiz-forte.

Região Norte

Há um predomínio da incluência austro-húngara. Consome-se muita batata e repolho, além de doces e salgados feitos com massa folhada. Um dos pratos típicosde Zagreb é o strulda, massa folhada recheada com queijo ou com carne. No norte da capital, há ainda o krempita, mil-folhas recheada com um creme doce. No norte do páis conseme-se o sama, espécie de charuto feito com repolho azedo e carne defumada.

Região Litorânea

Há influência de pratos e alimentos deixados pela passagem do Império Romano. O dalmantinska strudia, por exemplo, é uma espécie de strudel, mas feito com a massa do crostoli, doce típico italiano. Outro indício da passagem romana pela região é o prsut (lê-se perchut), um presunto cru semelhante ao de parma. Na Dalmácia, costuma-se comer o brudet (cozido de peixes com batata) e o zelje (ensopado com verdura e costelinha salgada).

Região fronteiriça com a Bósnia

Sob influência turca, um dos pratos mais tradicionais é o bosanski lonac (lê-se bossanski lonats), uma espécie de cozido feito com camadas sobrepostas de legumes (cenoura, batata, repolho, vagem, tomate, cebola) e variados tipos de carne. Outro preparo típico é o burek, uma torta de semolina com mel.

Fonte: www.unb.br

Culinária Croata

Esparguete à Croata

Ingredientes

1 colher (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) manteiga sem sal
1 colher (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de óleo
1 pacote de polpa de tomate
½ litro de caldo de carne
1 pacote de esparguete
5 litros de água

Modo de Preparar

Aquecer o óleo juntamente com a manteiga. Adicionar a farinha de trigo e deixar alourar ligeiramente. Acrescentar a polpa de tomate e deixar ferver por 5 minutos, mexendo sempre. Adicionar a água aos poucos, mexendo sempre. Juntar o açúcar e, por último, o caldo de carne. Deixar levantar fervura, colocar em fogo brando e deixar cozinhar até o molho diminuir para metade e ficar mais consistente. Temperar com sal a gosto. Cozer o esparguete al dente e regue com o molho. Servir imediatamente, polvilhando com um pouco de salsa.

Goulash de Cogumelos

Ingredientes

3 colheres (sopa) de polpa de tomate
1 colher (sobremesa) de paprika
1 colher (sopa) de cominhos
2 colheres (sopa) de manteiga
200 gramas de cogumelos frescos
500 gramas de batatas
1 cubo de caldo de legumes
gotas de sumo de limão
3 dentes de alho
200 ml de água
4 cebolas
pimenta
sal

Modo de Preparar

Refogar a cebola em duas colheres (sopa) de manteiga com umas gotas de sumo de limão, até a cebola ficar transparente, mas sem mudar de côr. Juntar os cogumelos bem lavados e o alho. Tapar e deixar cozinhar em fogo mínimo por cerca de 15 minutos. Juntar o cubo de caldo de legumes dissolvido na água morna, as batatas, o louro, os cominhos e a polpa de tomate. Tapar e deixar ferver por cerca de 20 minutos, até as batatas estarem cozidas. À parte, numa panela pequena, dissolver a paprika na manteiga restante. Juntar ao goulash, temperar com sal e pimenta e servir bem quente.

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal