Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  História dos Óculos  Voltar

História dos Óculos

 

história dos óculos começa 500 anos aC. com algumas referências em textos do filósofo chinês Confúcio. No entanto, como suas lentes não tinham graus, durante séculos eles foram usados apenas como adorno ou como forma de discriminação social, principalmente para os doentes mentais.

As primeiras lentes corretivas surgiram no século I d.C. e pedras semi-preciosas como o berilo e o cristal de rocha cortadas em camadas finas foram as primeiras lentes de aumento para perto. Mais tarde, passaram a ser usadas sobre os olhos e se transformaram na primeira forma de lentes corretivas.

O primeiro par de lentes, com aros grandes de ferro unidos por rebites, foi descoberto na Alemanha em 1270. Parecido com um compasso, permitia que fosse ajustado sobre o nariz, mas ainda não trazia hastes de suporte.

Ainda no mesmo século, um modelo semelhante foi criado em Florença e fez bastante sucesso. Por isso, os italianos ganharam fama como os inventores dos óculos. Porém, foram necessários mais dois ou três séculos de pesquisas para que se conseguisse um modelo seguro e confortável.

No século 15, os modelos Pince-nez e Lornhons eram os mais usados. O primeiro não tinha hastes e era ajustado apenas no nariz. Já os Lornhons vinham com uma haste lateral para ser colocado em frente aos olhos.

As hastes fixas apoiadas sobre as orelhas só surgiram no século 17, mas mesmo assim os modelos sem hastes continuaram a ser usados até o início do século 20, quando então foram sendo substituídos pelos modelos Numont com aros superiores ou inferiores finos e leves. Sua versão mais moderna é sucesso até hoje.

O uso do plástico e seus derivados na fabricação de armações e o avanço da tecnologia para a produção de lentes melhores e mais finas, ampliaram muito as possibilidades do design de óculos em geral. Atualmente é possível encontrar uma enorme variedade de modelos em muitos materiais, tamanhos e cores.

Os Óculos através dos Tempos

História dos Óculos
Reprodução do primeiro par de óculos encontrado na Alemanha no séc.13

História dos Óculos
Pince-nez do séc.16

História dos Óculos 
Lornhons do séc.16

História dos Óculos 
Primeiros modelos com hastes fixas

História dos Óculos 
Óculos-leque de tartaruga

História dos Óculos 
Modelos decorados com strass dos anos 70

História dos Óculos 
Os modelos "gatinho" começaram a ser usados no final dos anos 40 e viraram moda nos 50

História dos Óculos 
Os clássicos Ray-Ban que faziam parte dos acessórios militares desde antes da Segunda Guerra e que mais tarde foram adotados por estrelas do rock, como Lou Reed e Bob Dylan, são muito usados ainda hoje

História dos Óculos

História dos Óculos 
Modelo pop dos sixties que foi capa de várias revistas da época

Fonte: www.geocities.com

História dos Óculos

A primeira referência histórica oriental sobre a existência dos óculos está registrada nos textos do filósofo chinês Confúcio, 500 anos antes de Cristo.

Durante séculos serviram apenas como acessórios aos nobres chineses ou meros objetos de discriminação social em relação às pessoas do povo e portadores de doenças mentais.

As peças serviram somente como adornos pessoais, porque as lentes de vidro não tinham graus. A ótica só apareceria por volta dos anos 900 depois de Cristo.

Na Grécia antiga, era comum ser contrário ao uso de correção para leitura.

Filósofos acreditavam que visão era menos importante ao crescimento do ser humano do que as emoções.

Mas foi na Roma dos Césares que mudou o conceito sobre lentes. No século I depois de Cristo, o imperador Nero descobriu as lentes coloridas contra a luz do sol ao usar uma lâmina de vidro verde sobre os olhos, durante as famosas apresentações públicas nas arenas romanas.

Pedras semipreciosas, como o berilo e o cristal de rocha foram os instrumentos iniciais à correção visual para perto. Cortadas em camadas finas e colocadas sobre os textos, aumentavam o tamanho das letras.

Mais tarde passaram a ser usadas sobre os olhos, criando-se a primeira forma de lente corretiva, possivelmente manufaturada pelos mestres vidreiros, artesões da República de Veneza. O primeiro par de ferros com aros grandes, unidos por rebite, foi descoberto na Alemanha, em 1.270. Com movimentos de compasso, permitia ser ajustado precariamente sobre a ponta do nariz.

Nesse mesmo século, modelo semelhante aparece em Florença, convertendo-se em sucesso de vendas. Por essa ousadia, os italianos passaram à História como os inventores dos óculos.

As primeiras peças eram pesadas e desconfortáveis. Pesquisas técnicas seguiram-se por dois ou três séculos para que fosse montado um modelo que oferecem conforto e segurança. No século XV, os pince-nez e lornhons eram moda.

O primeiro ajustável na ponta do nariz, sem haste, o segundo com haste lateral para ser seguro sobre os olhos. No século XVII, foram criados os modelos com hastes fixas sobre as orelhas. Apesar de muitos vendidos, estes tipos de armações não abalaram a fama do pince-nez e do lornhon que foram usados por homens e mulheres até a década de 20 deste século, quando foram substituídos pelo estilo Numont com aros superiores ou inferiores finos e leves e cujas versões modernas são sucesso de vendas até hoje.

Na década de 40, as tendências eram aros redondos de plástico, nos anos 60 o estilo gatinho comandou as vendas e década de 70 os grandes óculos de plástico coloridos, que serviram de máscaras, encobrindo metade dos rostos. Hoje as pedidas são armações pequenas com lentes de acrílico ou policarbonato, que tornam os óculos ainda mais leves.

Fonte: www.miguelgiannini.com.br

História dos Óculos

Como surgiram os óculos escuros

A primeira referência histórica oriental sobre a existência dos óculos está registrada nos textos do filósofo chinês Confúcio, 500 anos antes de Cristo. Durante séculos serviram apenas como acessórios aos nobres chineses ou meros objetos de discriminação social em relação às pessoas do povo e portadores de doenças mentais.

As peças serviram somente como adornos pessoais, porque as lentes de vidro não tinham graus. A ótica só apareceria por volta dos anos 900 depois de Cristo. Na Grécia antiga, era comum ser contrário ao uso de correção para leitura.

Filósofos acreditavam que visão era menos importante ao crescimento do ser humano do que as emoções.

Mas foi na Roma dos Césares que mudou o conceito sobre lentes. No século I depois de Cristo, o imperador Nero descobriu as lentes coloridas contra a luz do sol ao usar uma lâmina de vidro verde sobre os olhos, durante as famosas apresentações públicas nas arenas romanas.

O primeiro par de óculos com lentes escuras e armação, surgiu na Alemanha, no século XIII, mas era pesado e desconfortável.

Foram os franceses, no século seguinte, que introduziram um novo design e o nome de pince-nez (pinça de nariz), porque ficava preso na ponta do nariz.

O modelo com duas hastes laterais, como os atuais, só surgiu no século XVII, até o século XX era feito sempre com lentes verdes.

Na década de 60, esse cristal, pesado, foi substituído pelo acrílico e pelo policarbonato.

As lentes coloridas viraram moda nos anos 70. Hoje as melhores são as verdes, marrons, pretas e cinzas, que absorvem mais de 80% da luz.

As armações também variaram, pois podem ser curvilíneas, redondas, ovais ou aviadores e com diversas cores como vermelho, verde, azul, branco.

História dos Óculos

ambém há as azuis, para computador; as amarelas, para lugares escuros, e as rosas, para luzes artificiais.

Fonte: www.hierophant.com.br

História dos Óculos

Por trás desses óculos...

História dos Óculos

Está vendo todas as letras aí em cima direitinho?

Caso não esteja, não precisa se assustar: um acessório que há muito faz parte do nosso cotidiano pode ajudá-lo nesta tarefa.

A história dos óculos remonta à era pré-cristã. Os primeiros registros de seu uso estão em textos do filósofo chinês Confúcio datados de 500 a. C. Então, os óculos não tinham graus e eram usados como enfeite ou como forma de distinção social.

Embora as propriedades ampliadoras de um pedaço de vidro curvo fossem conhecidas desde pelo menos 2.000 a. C., a fabricação de lentes só se torna possível na Idade Média, com o aperfeiçoamento feito pelo matemático árabe Al-Hazen das leis fundamentais da óptica – parte da física que estuda os fenômenos relativos à luz e à visão.

Nessa época, dentro dos mosteiros, berilo, quartzo e outras pedras preciosas são lapidadas e polidas a fim de produzir a chamada pedra-de-leitura, um tipo de lupa muito simples. Em 1267, o monge franciscano Roger Bacon leva uma dessas pedras-de-leitura ao papa Clemente IV e consegue demonstrar sua utilidade para aqueles que têm alguma dificuldade de visão.

O primeiro par de lentes com graus unido por aros de ferro e rebites surge na Alemanha em 1270. Esses óculos primitivos não têm hastes e são ajustados apenas sobre o nariz. Pouco depois, modelos semelhantes ao alemão aparecem em várias cidades italianas.

Florença, Pádua e Veneza são importantes entrepostos comerciais durante a Renascença, o que leva a Itália a se destacar rapidamente na fabricação de óculos.

São considerados pioneiros o frade dominicano Alessandro della Spina e o médico Savino degli Armati.

Fabricados por artesãos habilidosos, os óculos eram artigos raros e caros, que simbolizavam erudição, cultura, nobreza e status. Era costume, inclusive, constarem dos inventários das famílias e serem deixados como herança. Aos poucos, com a fabricação em maior escala em indústrias nascidas na Alemanha e na Itália, especialmente, o acessório se popularizou.

Inicialmente, os óculos eram usados apenas para leitura, melhorando a capacidade visual das pessoas com presbiopia e hipermetropia. Em 1441, surgem as primeiras lentes apropriadas às necessidades dos míopes. A solução para pessoas com astigmatismo só aparece um pouco mais tarde, em 1827.

Até o século XVI, os modelos disponíveis não tinham hastes fixas sobre as orelhas. Os óculos pince-nez eram ajustados somente sobre o nariz e os lorgnons traziam uma haste lateral onde o usuário o segurava para colocá-lo à frente dos olhos.

As hastes como as conhecemos hoje só aparecem no século XVII. Mesmo assim, pince-nez e lorgnons continuam a ser usados até o início do século XX, quando passam a ser preferidos pelos modelos numont, ou seja, com hastes leves, finas, perpendiculares às lentes e apoiadas sobre as orelhas.

O uso de plásticos e seus derivados na fabricação de armações a partir da década de 1940 abriram novas possibilidades de design aos óculos.

Os precursores dos modelos que fazem sucesso hoje apareceram por volta de 1970: com aros grandes e coloridos transformaram-se nos modelos encontrados atualmente em rostos e lojas especializadas espalhados por aí.

Passe o mouse sobre os óculos e veja arte com modelos de diferentes séculos:

Fonte:  www.invivo.fiocruz.br

História dos Óculos

Por cerca de 700 anos , desde o século 13, as pessoas tem sido beneficiadas com uma visão melhor por causa da invenção dos óculos.

Hoje as pessoas vêem melhor e se parecem melhores por causa da descoberta ciêntifica e da criatividade das indústrias de óculos e dos profissionais da área óptica.

O Inventor dos óculos é desconhecido, mas há registros de que tenha sido inventado na China, no norte da Itália e na Inglaterra.

Antigamente os óculos eram segurados por um "rebite" de metal e eles somente eram usados para leitura pelos ricos e poderos.

História dos Óculos 
Monóculos foram invendados em 1280. Os monóculos tinham uma haste como esta.

Óculos Tesoura foram desenhados em forma de tesoura. As lentes dos óculos eram feitas por vidros e plásticos, mas esmeraldas, cristais, quartzo e ametistas foram usados com auxílio da visão.

História dos Óculos 
Óculos Tesoura

De 1300 a 1700 os óculos eram a maioria experimentais. Eles se tornaram mais eficientes e populares depois da descoberta dos prinípios da refração da luz e como os raios de luz se comportaram através do vinho.

A invenção da impressão no século XIV aumentou o uso dos óculos receituários.

De 1300 a 1700 os écuTos eram a maioría experimentais.

Eles se wrnarani mala alI cIenus e populares depois da des relia ria dos principias da refração da luz e reino as ralas de luz se comportaram nico rés do vidro.

A invenção da Impressio no secti!o XIV swneniou o uso dos óculos receIiurios.

História dos Óculos

Óculos chineses tinham unia corda que se adaptava às orelhas e ponte móiel. Alguns chineses usavam diferentes lentes coloridas para curar vários tipos de doenças, para fins religiosos e até como ornamento, mas nunca som a finalidade de melhorar a visão.

A etiqueta chinesa requer que os óculos sejam removidos quando uma pessoa conversa com um superior ou cem uni amigo.

História dos Óculos

Ao longo dos anos as armaçoes eram falias do ossos como este ou leitos de couro. madeira, casco de tartaruga. chUte de animais, arame e vários outros tipos de metais como e ouro, praia, bronze. ferro e suas ligas e materiais plásticos. 

Oculos dobráveis Unham uma dobradiça no meio da ponte quer permitia que as lentes se encaixassem uma sobre a outra. Inventado no século XVII.

Benjamin Frankllu Inventou os óculos bllocais em 1784 unindo 2 lentes diferentes coma mostra o modelo acima. Note ue as ponteiras eram vazadas para que pidesse ser amarrado com uma corda por trás da cabeça

História dos Óculos

Acredita-se que George Washlngaon tenha usado estes óculos, agora peflrnccntes pelO &tLeJ 1io losLituLe. Sote o acabamento grosstíro.

História dos Óculos

Todos os presidentes usaram ocules Franklln ltooseirIt e Tcddy RooseTeil criaram 
seu esilio associado a ele.

História dos Óculos

Oculos sobres fettos com -idro crde eram usados na inglaterra desde 1551

Os óculos com proteçao lateral como acima, eram asados para proteger das cinzas.

Plncenez’ (presos ao nariz em Fraarés) Esses ocudos leram usadas primeiramente nos anos de 1840 par homens e mulheres incluindo pessoas famosas como Luis Pasteur e John Philip Sousa.

História dos Óculos

Monóculos, com ou sem cordão eram usados no seguis XVIII. O mouicculos é sustentado pelas músculos ao redor dos olhos. Eles desapareceram oa América depois que leu associados aos ofIciaIs nazistas na 2ª Guerra Mundial.

História dos Óculos

Primeiro oculos "Fashion", Este modelo octogonal foi primeiramente projetado por desenhistas de armação para adicionar estilo e elância.

Estima-se que em 1981, um em cada dois americanos usaram óculos - cerca de 115 milhões de pessoas. A cada ano mais de 50 milhões de armações são vendidas nos Estados Unidos e 56 milhões de pares de lentes de contato.

História dos Óculos

Binóculos de Teatro eram considerados elegantes e fashion no sécitlo XIX.
Eram feitos de ouro e prata, com exceção de ajudar a visão. Também eram usados por galanteadores (flerte/conquista)

Óculos com barras laterais que se estendiam apenas até as têmporas. Em 1880, as hastes foram adaptadas para irem atrás das orelhas como nos modelos de hoje.

Óculos sem aro (armação) foram feitos primeiramente em 1890. As lentes eram perfuradas para segurar o cavalete do nariz e as têmporas juntos.

História dos Óculos

Óculos gatinho ( alerquim ) foram muito populares nos Estados Unidos na década de 1940 e 1950. Eles eram chamados de "Alerquim" por causa da armação lateral levantada, eles se pareciam com a máscara de "Alerquim".

História dos Óculos

Harold Lloyd.

Os óculos com armação preta e pesada ficaram mutio populares na década de 1920 por causa da popularidade dos dos filmes de comédia de Harold. Nesta época pessoas famosas usaram frequentemente óculos para comporem seu estilo.

'História dos Óculos

As primeiras lentes de contato foram usadas aproximadamente em 1887 e muitos avançados cientistas fizeram lentes duras e gelatinosas.

Essas lentes continuam sendo usadas nos dias de hoje.

Hoje. mais de 12 milhões de americanos se adaptaram com lentes de contato e a popuartdade aumenta a cada ano.

A 2ª Guerra Mundial também Influenciou muito na moda das armações. As pretas usadas por Winson Churchili e pelos franceses, logo (ornou-se popular nos Estados Unidos. Os óculos de aviadores usados por pilotos americanos e pelo general Dougbs MaeArthur também Influenciaram moda por anos após a guerra.

Óculos Granny era popular entre os Jovens amtricanos em 1960. A novidade começou com grupos de cantores como o famoso Beaties e foi promovido pelos hippies nesta época.


História dos Óculos

Armações com desiga da moda se coroaram muito papulares nos anos de 70 e 80 e muitos dos desgners mabs impoziantes criaram seu próprio estilo fashion em óculos. Esta tendência estabeleceu os óculos como um icem que pode ser usado como acessono e para ajudá-lo a ver melhor.

Fonte: www.oticaleonel.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal