Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Nado Borboleta - Página 2  Voltar

Nado Borboleta

Provas disputadas

• 100 metros masculino
• 100 metros feminino
• 200 metros masculino
• 200 metros feminino

Medalhas nos Jogos Olímpicos de 2008 (Pequim)

Masculino

 

Prova Ouro Prata Bronze
100 metros Michael Phelps, EUA CAVIC Milorad, SRB LAUTERSTEIN Andrew, AUS
200 metros Michael Phelps, EUA CSEH Laszlo, HUN MATSUDA Takeshi, JAP

 

Feminino

 

Prova Ouro Prata Bronze
100 metros TRICKETT Lisbeth, AUS MAGNUSON Christine, EUA SCHIPPER Jessicah, AUS
200 metros LIU Zige, CHI JIAO Liuyang, CHI SCHIPPER Jessicah, AUS

Recordistas mundiais

Masculino
• 100 metros - Ian Crocker, EUA, 50.40 - 30 de julho de 2005:
• 200 metros - Michael Phelps, EUA, - 1:52.09 - 28 de março de 2007

Feminino
• 100 metros - Inge de Bruijn, NED, - 56.61 - 17 de setembro de 2000
• 200 metros - Liu Zige, CHI, 2:04.18 - 14 de agosto de 2008

Recordistas olímpicos

Masculino
• 100 metros - Michael Phelps, EUA, - 50.58 - 16 de agosto de 2008
• 200 metros - Michael Phelps, EUA, 1:52.03- 13 de agosto de 2008

Feminino
• 100 metros - Inge de Bruijn, HOL, - 56.61 - 17 de setembro de 2000
- 200 metros - Liu Zige, CHI, 2:04.18 - 14 de agosto de 2008

Fonte: esporte.hsw.uol.com.br

Nado Borboleta

Técnica Borboleta

A técnica de borboleta é complexa e principalmente requer uma demanda energética muito alta. Minimizar as distâncias de borboleta, ou pelo menos maximizar a qualidade do nado é algo bastante comum nos treinamentos que visam desenvolver o nadador de borboleta.

Nado Borboleta

Afim de evitar o supertreinamento e a superdistância do nado borboleta, algumas dicas para maximizar a técnica do nado sem a necessidade do stress do estilo no treinamento:

- Nadar borboleta sempre em boa técnica.

- Optar pelas distâncias menores 25 e 50 metros. Em caso de controle da técnica perfeita, isso pode ir sendo incrementado.

- Fazer séries de borboleta + crawl incentivando o nadador a manter a técnica perfeita no nado borboleta. Ou seja, tiros de 100 nadando borboleta até quando sentir que está perdendo a correta forma de nadar. Isto pode ser por 5 metros ou coisa parecida e ser incrementado com o treinamento e a prática correta.

- Nadar borboleta com pé de pato para melhorar a técnica e diminuir a sobrecarga.

- Nadar borboleta com uma braçada e três pernadas, nado que é mais fácil de ser controlado por distâncias maiores.

- Executar educativos de nado borboleta diariamente para a fixação de uma técnica correta.

- Aumento do trabalho de pernada e pernada submersa para a melhora do nado.

Descrição

Durante o nado borboleta, o corpo fica na posição horizontal em decúbito ventral. Toda a cabeça submersa (a não ser no momento da respiração) e queixo próximo ao peito (osso externo).

Nado Borboleta

A pernada no Borboleta é fundamental, pois além da propulsão, também ajuda na sustentação do corpo no momento da respiração. Elas realizam movimentos simultâneos, a partir da articulação coxo-femural (com reflexo no restante do corpo - movimento ondulatório), num ritmo ascendente/descendente.

Nado Borboleta

As pernas e os pés encontram-se para trás, no movimento descendentes e ligeiramente flexionados no movimento ascendentes (até que os tornozelos atinjam o nível da água). O iniciante deve manter o quadril relaxado e concentrar a força no peito dos pés.

Os braços entram simultaneamente na água (fase Pegada) bem à frente da cabeça na linha dos ombros.

As mãos ficam a mais ou menos 45° do nível da água, com sua palma voltada para fora, entrando na água primeiramente com o polegar. A puxada tem o padrão do "S" alongado, para cada braço, iniciando-se de forma subaquática, afastando os braços para lateral logo após a entrada na água, aproximando-se do corpo ( na altura do quadril), mantendo os cotovelos altos, coincidindo com a elevação da cabeça, respiração e pernada (movimento descendente).

A finalização ocorre quando as mãos passam próximos às coxas, com a palma voltada para dentro, rompendo a linha da água primeiramente com o cotovelo. Durante a recuperação dos braços, primeiramente coloca-se a cabeça na água após a respiração, depois os braços passam pela lateral do corpo por cima da água, flexionados e os cotovelos, entrando novamente bem à frente da cabeça para iniciar a fase da pegada.

Quanto à coordenação braço-perna-respiração, inicia-se a braçada com uma pernada, e durante a aproximação das mãos (na altura do quadril), realiza-se outra pernada e a elevação da cabeça para respiração. A respiração ocorre quando as mãos estão próximas ao abdome e execução de uma pernada.

Fonte: tudosobrenatacao.com

voltar 123avançar