Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  origem dos óculos  Voltar

Origem dos Óculos

Breve história das lentes oftálmicas

O indício mais remoto de que se tem notícia sobre uma lente oftálmica é datado da era pagã. Em 2283 a.C., a fim de observar as estrelas, um imperador chinês usou lentes fabricadas em cristal de rocha, quartzo ou ametista para observar as estrelas. Já antes do final do primeiro século da era cristã, os fenícios, inspirados pelos chineses, iniciaram a arte de fabricação do vidro, descobrindo que a mistura da areia ao salitre, fundida pelo calor do sol, resultava em vidro bruto.

Óculos

Durante as escavações de Pompéia, foram encontrados alguns vidros convexos, porém a distância focal dessas lentes era tão pequena que elas não poderiam ser usadas diante dos olhos. Até no século XIII, pela ausência de registros, supõe-se que a arte de fabricação do vidro tenha sido deixada de lado. Mas foi nesse século que fervilharam novos factos.

Dados históricos indicam que, por volta dessa época, o vidro foi conhecido por chineses e europeus. Nessa época, na China, os idosos usavam lentes para distinguir pequenas figuras. Seus óculos eram bem diferentes dos usados pelos europeus, que tinham apoio no nariz e aros redondos.

Óculos

O monge e filósofo inglês Roger Bacon foi pioneiro no desenho de lentes por volta de 1268. As lentes eram fabricadas de cristal ou vidro, sendo positivas biconvexas. Em 1285, em Florença, na Itália, Salvino del Armati anunciou-se como o inventor dos óculos. Numa igreja, após a sua morte, foi encontrada a seguinte inscrição numa pedra: "Aqui jaz Salvino del Armati de Florença, o inventor dos óculos, morto em 1317".

Óculos

Quase 150 anos depois, em 1465, o fabricante de óculos Guild participou numa exposição de mercadores e artesãos diante do rei da França. No século XVI, já começaram a ser vendidas lentes negativas para correcção de miopia. Em 1551, máscaras eram utilizadas para tratamento do estrabismo: ao olhar através de uma pequena abertura, o olho defeituoso era forçado a voltar à posição normal. Também por volta dessa época, fabricavam-se vidros coloridos para protecção contra a claridade - data de 1561 a produção das primeiras lentes verdes, em Inglaterra.

Óculos

O século XVII ficou marcado como uma era de progressos no campo óptico. Em 1608, Galileu popularizou o telescópio. lsaac Newton conduziu as suas famosas experiências, descobrindo que a luz branca é composta de raios de luz de diferentes cores. Em 1672, foram fabricadas as primeiras lentes azuis e, no decorrer desse século, já começaram a aparecer as primeiras lojas de óptica na Europa e, no século seguinte, nos Estados Unidos.

Óculos

Em 1716, o matemático alemão, G. Hertel, indicou o uso de lentes "menisco". O mesmo fez o professor técnico A.G. Luteman três anos depois. Em 1767, tem-se noticias da fabricação das primeiras lentes de cor cinza. No século XIX, um grande avanço foi conseguido na fabricação de lentes correctoras dos erros de refracção quando, em 1801, o cientista inglês Thomas Young descobriu o astigmatismo. O astrónomo inglês George Airy foi o primeiro indivíduo a receber os benefícios da correcção dessa deficiência. Com a ajuda do óptico Fuller, em 1827, Airy corrigiu o seu próprio astigmatismo.

Óculos

Em 1804, o inglês Wollaston defendeu o uso de lentes "menisco" com combinação especial de curvaturas, em vez de lentes biconvexas e plano-convexas, patenteando-as. Ele chamou-as de "periscópicas", graças à curva côncava mais próxima dos olhos, proporcionando melhor visão e maior campo visual. Em 1832, a Inglaterra também foi a responsável pela fabricação das primeiras lentes marrons. Nos anos 1840 e 1844, registou-se pela primeira vez o uso de lentes tóricas, quando o óptico italiano Suscipi utilizou-as para correcção do astigmatismo. A lente tinha uma superfície esférica no lado convexo e outra tórica no lado côncavo.

Óculos

Também em 1844, os primeiros prismas foram recomendados. Em 1875, ocorreu um novo avanço da ciência. Nagel criou a escala de medidas refractivas (dioptrias), adoptada internacionalmente. Já em 1866, ele recomendava o sistema métrico, ligado à dioptria, para designação do poder das lentes, no lugar do sistema inglês de polegadas, em uso até então.

Óculos

O termo "dioptria" foi proposto pelo francês Monoyer, que é agora adoptado universalmente e baseado na distância focal de um metro. Em 1878, a norte-americana Bausch & Lomb padronizou a fabricação de lentes periscópicas.

Dez anos depois, C-F Prentice propôs o prisma oftálmico, universalmente aceite até hoje como dioptria prismática, unidade que expressa o poder refractivo do prisma. Em 1896, os Estados Unidos começaram a fabricar as lentes menisco e, dois anos depois, as lentes tóricas.

Óculos

Fonte: www.prooptica.pt

Origem dos Óculos

Há controvérsias quanto à origem dos óculos: alguns estudiosos afirmam que eles vêm do Oriente distante, enquanto outros sustentam que se originaram do Ocidente.

O que parece certo, que os óculos utilizados pelos chineses tinham funções decorativas ou mágicas e continham lentes coloridas, não corretivas.

Roger Bacon, o maior nome da ciência experimental medieval, fez a primeira referência registrada que chegou até, nós das propriedades aumentativas das lentes em 1262. Os óculos apareceram pela primeira vez em Florença por volta de 1280, e seu uso se popularizou rapidamente. Sua invenção tradicionalmente atribuída a Alessandro di Spina. No entanto, a explicação detalhada de seu funcionamento apareceria somente em 1604, com a publicação da obra do astrônomo Johannes Kepler. Em 1784, Benjamin Franklin inventaria o bifocal.

Em sua invenção os dois pares de lentes eram sustentados pela armação; somente um século depois a versão com as lentes soldadas uma à outra seria inventada, e em 1908 as lentes fundidas apareceriam. Em 1827, George Alry introduziu o uso de uma lente cilíndrica para corrigir o astigmatismo. Quanto …s lentes de contato, h quem acredite que os esboços feitos por Leonardo da Vinci em 1508 prenunciavam-nas. O que se sabe com certeza que o filósofo René Descartes sugeriu seu uso e delas fez um esboço em 1636. As primeiras seriam inventadas pelo fisiologista Adolf Fick em 1887, enquanto as de plástico surgiriam em 1948, criadas por Kevin Tuohy. Finalmente, as lentes flexíveis apareceriam na década de 70.

Roger Bacon (1220 - 1292)

Roger Bacon

Era um jovem estudante de Oxford que se especializaria em estudos experimentais. Ele levou a cabo algumas experiências com lentes e espelhos e descreveu os princípios da reflexão e da refração, mas sua grande contribuição foi sua insistência nas observações e experiências sistemáticas, pelas quais hoje, visto como um dos grandes visionários da ciência moderna. Ele se tornou um monge franciscano aos 33 anos. Por volta de 1266 ele pediu permissão ao papa para escrever um livro sobre os efeitos positivos dos métodos experimentais. Teve que mandar o livro às escondidas. Sem o conhecimento de seus superiores, completou o trabalho, mas a morte do papa em 1268 pôs um fim às suas esperanças de incluir a ciência experimental no currículo das universidades. Esteve preso na Ordem Franciscana entre 1277 e 1279, pelo que se acredita, devido às suas "novidades" no ensino, mas continuou a escrever contra o sistema até sua morte.

Johannes Kepler (1571 - 1630)

Johannes Kepler

Nasceu numa pequena cidade alemã, filho de um soldado mercenário. Sua mãe era filha de uma governanta. Ele se graduaria na universidade, tornando-se um astrônomo e alcançando, mais tarde, a posição de matemático imperial na corte do Sacro Império Germano-Romano. Kepler estava entre os poucos que aceitavam na teoria heliocêntrica de Copérnico e descobriu as leis do movimento dos planetas, o que abriria o caminho para as descobertas gravitacionais de Newton. No decorrer de suas investigações astronômicas ele concebeu uma explicação correta para a visão e para as funções da pupila, córnea e retina, e, após três séculos de controvérsias, conseguiu explicar o correto funcionamento dos óculos. Kepler viveu durante os horrores da Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), que devastou a Europa. Num certo momento, ele teve que fugir de casa para salvar sua mãe da morte na estaca após ela ter sido acusada de bruxaria. A localização de seu túmulo se perderia no tumulto da guerra.

Benjamin Franklin (1706 - 1790)

Benjamin Franklin

Cuja história, bem conhecida, foi um inventor, cientista, educador, escritor, impressor, editor, político, homem de estado, diplomata e inventor dos correios. Ele ajudou a estabelecer o Corpo de Bombeiros, uma biblioteca, uma companhia de seguros, uma academia e um hospital. Ele criou uma casa de caridade que ainda hoje opera nos Estados Unidos. Suas invenções incluem um instrumento musical (a gaita), o cateter flexível, e, ‚ claro, o bifocal.

(Sir) George Biddell Airy (1801 - 1892)

George Biddell Airy

O astrônomo real britânico de 1835 a 1881, foi o primeiro a utilizar lentes cilíndricas para corrigir o astigmatismo, de que sofria. Ele fez outra contribuição à óptica: o padrão de defração de uma abertura circular (objeto de seus estudos) leva hoje seu nome. Teve papel peculiar durante a famosa descoberta, em 1847, do planeta Netuno. Ele e outros astrônomos britânicos não utilizaram a tempo os óculos de Adams, do que resultou que o astrônomo alemão, Galle, utilizando os óculos do francês Le Verrier, acabou levando os créditos pela descoberta.

Adolf Eugen Fick (1829 - 1901)

Foi um renomado fisiologia alemão cujo nome está ligado à lei que rege os fenômenos de difusão e à técnica de medição cardíaca. Ele foi um dos primeiros a experimentar lentes de contato em animais e, depois, a utilizá-las em olhos humanos.

Fonte: www.igal.com.br

voltar 12avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal